Draga-Minas para a Marinha

  • 37 Respostas
  • 12250 Visualizações
*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7294
  • Recebeu: 3179 vez(es)
  • Enviou: 1702 vez(es)
  • +1815/-140
Draga-Minas para a Marinha
« em: Agosto 31, 2015, 09:31:00 pm »
Navios de Madeira Homens de Ferro

Como é do conhecimento geral, Portugal, desde Setembro de 1976, não possui navios dedicados á guerra de minas.

Até essa data possuímos duas classes de draga minas, os Costeiros da classe Ponta Delgada com 08 unidades;  os costeiros da classe S. Roque, com 04 unidades .
Os Oceânicos da classe S. Jorge com 04 unidades foram abatidos dois anos antes, em 1974.

Esta enorme falha de equipamento da nossa Marinha para dar resposta á guerra de Minas, vai fazer quarenta anos, e, o que estava planeado e aprovado em 2005, para o sistema de Forças Naval, era possuirmos em 2015, este ano, novamente esta capacidade com a aquisição de quatro Navios.
Estava, digo bem estava, mas ao que parece este tipo de Navios não nos faz qualquer falta...........

Como aqui se tem imensamente referido, a nossa Marinha pretende ser equipada com um navio de assalto anfíbio, mas não acham que para o poder empregar de modo minimamente seguro, em especial quando da aproximação à costa, teremos de ter meios especializados para a detecção e limpeza de possíveis campos de minas, minas essas que poderiam facilmente impedir o desembarque ao nos infligir perdas humanas e materiais, que poderiam/deveriam ser evitadas se possuíssemos navios com capacidade de guerra de minas ?

A nossa marinha apenas possui Mergulhadores Sapadores como a única unidade com capacidade de contramedida de minas nos três tipos de aguas, águas fluviais, águas costeiras e em águas profundas, será que não deveria ser uma prioridade possuirmos este tipo de Navios para reforçarmos ainda mais a valência que ainda possuímos ?

Cumprimentos
« Última modificação: Setembro 01, 2015, 01:35:25 am por tenente »
 

*

Crypter

  • Especialista
  • ****
  • 1191
  • Recebeu: 194 vez(es)
  • Enviou: 228 vez(es)
  • +27/-6
Re: Draga Minas para a Marinha
« Responder #1 em: Agosto 31, 2015, 09:45:59 pm »
Um navio da classe Tejo não poderia ser transformado num?
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7294
  • Recebeu: 3179 vez(es)
  • Enviou: 1702 vez(es)
  • +1815/-140
Re: Draga-Minas para a Marinha
« Responder #2 em: Agosto 31, 2015, 09:53:24 pm »
E foram adquiridos a pensar nessa valência ?????
A mim parece-me que não .
Que eu saiba apenas foi comprado um módulo de combate á poluição.
Tinha sido um boa ideia porventura ter adquirido mais um par de navios para se conseguir ter em simultâneo Navios deste modelo, para efectuar a patrulha costeira e alguns em caso de necessidade, operacional e instrução, estarem aptos a desempenhar a guerra de desminagem, o casco destes navios até é o ideal para este tipo de guerra !
Mas será que alguém no nossos burgo pensou nessa opção ????? Temos tantos iluminados e especialistas, mas ninguém sequer alvitrou tal hipótese.......

Mas respondendo á tua pergunta esta classe pode efectuar a guerra de minas, basta serem equipados com os módulos respectivos!!!

http://www.naval-technology.com/projects/fly/

Cumprimentos
« Última modificação: Setembro 01, 2015, 01:37:21 am por tenente »
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7294
  • Recebeu: 3179 vez(es)
  • Enviou: 1702 vez(es)
  • +1815/-140
Re: Draga-Minas para a Marinha
« Responder #3 em: Agosto 31, 2015, 10:02:20 pm »
Stanflex 300

Countermeasures

For mine countermeasures / hunting, the ship carries the Thales Underwater Systems (formerly Thomson Marconi Sonar) IBIS 43 data handling system and Thales Underwater Systems 2054 side scan sonars and two remotely controlled mine identification and disposal vehicles. The ship will normally control two above surface drones called surface auxiliary vessels (SAVs), built by Danyard. Each SAV can deploy a 2054 sonar in a towfish to a depth of 200m.

For ESM (electronic support measures) the vessel has the Thales Defence Sabre radar warning system, and for ECM (electronic countermeasures), the Thales Defence Cygnus jammer.

The ships have been upgraded with the Terma DLS decoy launch system which has new computer software, hardware and engagement parameters and fires the Chemring 130mm Chimera radio frequency / infrared (RF/IR) seduction round. The DLS uses the two six-barrel Nato Sea Gnat launchers.....

http://www.naval-technology.com/projects/fly/

Cumprimentos
« Última modificação: Setembro 01, 2015, 01:38:05 am por tenente »
 

*

faica

  • Membro
  • *
  • 104
  • Recebeu: 27 vez(es)
  • +1/-1
Re: Draga Minas para a Marinha
« Responder #4 em: Agosto 31, 2015, 10:19:20 pm »
Citação de: "tenente"
E foram adquiridos a pensar nessa valência ?????
A mim parece-me que não .
Que eu saiba apenas foi comprado um módulo de combate á poluição.
Tinha sido um boa ideia porventura ter adquirido mais um par de navios para se conseguir ter em simultâneo Navios deste modelo, para efectuar a patrulha costeira e alguns em caso de necessidade, operacional e instrução, estarem aptos a desempenhar a guerra de desminagem, o casco destes navios até é o ideal para este tipo de guerra !
Mas será que alguém no nossos burgo pensou nessa opção ????? Temos tantos iluminados e especialistas, mas ninguém sequer alvitrou tal hipótese.......

Mas respondendo á tua pergunta esta classe pode efectuar a guerra de minas, basta serem equipados com os módulos respectivos!!!

http://www.naval-technology.com/projects/fly/

Cumprimentos

Ainda vão a tempo ainda resta 4 navios MCM que têm essas valências mas não por o mesmo preço.
 

*

Crypter

  • Especialista
  • ****
  • 1191
  • Recebeu: 194 vez(es)
  • Enviou: 228 vez(es)
  • +27/-6
Re: Draga Minas para a Marinha
« Responder #5 em: Agosto 31, 2015, 10:26:53 pm »
Citação de: "faica"

Ainda vão a tempo ainda resta 4 navios MCM que têm essas valências mas não por o mesmo preço.

Os 50 milhões que estão à espera no orçamento até que podiam servir para isso. Mas sff com os respectivos módulos.. Para carcaças já cá temos que chegue..
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7294
  • Recebeu: 3179 vez(es)
  • Enviou: 1702 vez(es)
  • +1815/-140
Re: Draga-Minas para a Marinha
« Responder #6 em: Agosto 31, 2015, 10:49:40 pm »
Citação de: "faica"
Citação de: "tenente"
E foram adquiridos a pensar nessa valência ?????
A mim parece-me que não .
Que eu saiba apenas foi comprado um módulo de combate á poluição.
Tinha sido um boa ideia porventura ter adquirido mais um par de navios para se conseguir ter em simultâneo Navios deste modelo, para efectuar a patrulha costeira e alguns em caso de necessidade, operacional e instrução, estarem aptos a desempenhar a guerra de desminagem, o casco destes navios até é o ideal para este tipo de guerra !
Mas será que alguém no nossos burgo pensou nessa opção ????? Temos tantos iluminados e especialistas, mas ninguém sequer alvitrou tal hipótese.......

Mas respondendo á tua pergunta esta classe pode efectuar a guerra de minas, basta serem equipados com os módulos respectivos!!!

http://www.naval-technology.com/projects/fly/

Cumprimentos

Ainda vão a tempo ainda resta 4 navios MCM que têm essas valências mas não por o mesmo preço.

Todos da 1ª Serie, operacionais entre 1990 e 1992.

The difference between the series is mainly in the configuration of the propulsion system.
Series 2 is not equipped with hydraulic propulsion, but instead has an additional auxiliary engine, and Series 3 has one further auxiliary engine.
« Última modificação: Setembro 01, 2015, 01:38:39 am por tenente »
 

*

faica

  • Membro
  • *
  • 104
  • Recebeu: 27 vez(es)
  • +1/-1
Re: Draga Minas para a Marinha
« Responder #7 em: Agosto 31, 2015, 11:39:19 pm »
Citação de: "tenente"
Citação de: "faica"
Citação de: "tenente"
E foram adquiridos a pensar nessa valência ?????
A mim parece-me que não .
Que eu saiba apenas foi comprado um módulo de combate á poluição.
Tinha sido um boa ideia porventura ter adquirido mais um par de navios para se conseguir ter em simultâneo Navios deste modelo, para efectuar a patrulha costeira e alguns em caso de necessidade, operacional e instrução, estarem aptos a desempenhar a guerra de desminagem, o casco destes navios até é o ideal para este tipo de guerra !
Mas será que alguém no nossos burgo pensou nessa opção ????? Temos tantos iluminados e especialistas, mas ninguém sequer alvitrou tal hipótese.......

Mas respondendo á tua pergunta esta classe pode efectuar a guerra de minas, basta serem equipados com os módulos respectivos!!!

http://www.naval-technology.com/projects/fly/

Cumprimentos

Ainda vão a tempo ainda resta 4 navios MCM que têm essas valências mas não por o mesmo preço.

Todos da 1ª Serie, operacionais entre 1990 e 1992.

The difference between the series is mainly in the configuration of the propulsion system.
Series 2 is not equipped with hydraulic propulsion, but instead has an additional auxiliary engine, and Series 3 has one further auxiliary engine.

Os 4 que mencionei ainda estão equipados com os módulos de desminagem falta saber se estão em bom estado como os que vieram, e ficávamos com mais soluções para patrulhar costa.
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3730
  • Recebeu: 2020 vez(es)
  • Enviou: 3853 vez(es)
  • +1829/-110
Re: Draga Minas para a Marinha
« Responder #8 em: Setembro 01, 2015, 12:10:15 am »
O Canadá já encostou 5 patrulhas da classe Kingston que têm capacidades MCM.

https://en.wikipedia.org/wiki/Kingston-class_coastal_defence_vessel
http://www.naval-technology.com/projects/kingston/

Talent de ne rien faire
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7294
  • Recebeu: 3179 vez(es)
  • Enviou: 1702 vez(es)
  • +1815/-140
Re: Draga-Minas para a Marinha
« Responder #9 em: Setembro 01, 2015, 12:32:18 am »
Citação de: "NVF"
O Canadá já encostou 5 patrulhas da classe Kingston que têm capacidades MCM.

https://en.wikipedia.org/wiki/Kingston-class_coastal_defence_vessel
http://www.naval-technology.com/projects/kingston/


Uma opção a pensar se bem que apesar de serem mais recentes convêm lermos isto :

http://www.casr.ca/id-mcdv-midlife-1.htm

e isto :

http://www.casr.ca/id-mcdv-midlife-2.htm

Cumprimentos
« Última modificação: Setembro 01, 2015, 01:36:52 am por tenente »
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7294
  • Recebeu: 3179 vez(es)
  • Enviou: 1702 vez(es)
  • +1815/-140
Re: Draga-Minas para a Marinha
« Responder #10 em: Setembro 01, 2015, 12:47:42 am »
Citação de: "faica"
Citação de: "tenente"
Citação de: "faica"
Citação de: "tenente"
E foram adquiridos a pensar nessa valência ?????
A mim parece-me que não .
Que eu saiba apenas foi comprado um módulo de combate á poluição.
Tinha sido um boa ideia porventura ter adquirido mais um par de navios para se conseguir ter em simultâneo Navios deste modelo, para efectuar a patrulha costeira e alguns em caso de necessidade, operacional e instrução, estarem aptos a desempenhar a guerra de desminagem, o casco destes navios até é o ideal para este tipo de guerra !
Mas será que alguém no nossos burgo pensou nessa opção ????? Temos tantos iluminados e especialistas, mas ninguém sequer alvitrou tal hipótese.......

Mas respondendo á tua pergunta esta classe pode efectuar a guerra de minas, basta serem equipados com os módulos respectivos!!!

http://www.naval-technology.com/projects/fly/

Cumprimentos

Ainda vão a tempo ainda resta 4 navios MCM que têm essas valências mas não por o mesmo preço.

Todos da 1ª Serie, operacionais entre 1990 e 1992.

The difference between the series is mainly in the configuration of the propulsion system.
Series 2 is not equipped with hydraulic propulsion, but instead has an additional auxiliary engine, and Series 3 has one further auxiliary engine.

Os 4 que mencionei ainda estão equipados com os módulos de desminagem falta saber se estão em bom estado como os que vieram, e ficávamos com mais soluções para patrulhar costa.

Quanto a mim apesar de serem mais velhotes que os Kingston, seria a melhor opção se A marinha quisesse e pudesse adquirir Navios Draga-Minas.

A standardização de equipamento de bordo, o mesmo tipo de motores, a possibilidade de colocar módulos para a desminagem e, ou outros conforme as necessidades da marinha, em qualquer destes navios permitindo uma polivalência bem maior desta classe, a uniformização do armamento principal, do mesmo tipo e calibre, os Kingstom trazem bofors 40mm, a familiarização das tripulações com os navios a optar-se pelos SF300 / Classe Tejo, e, para mim o principal motivo os materiais de construção do casco Fibra para o SF300 contra Metal, com sistema de desmagnetização, para os Kingston !

Cumprimentos
« Última modificação: Setembro 01, 2015, 01:36:29 am por tenente »
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3730
  • Recebeu: 2020 vez(es)
  • Enviou: 3853 vez(es)
  • +1829/-110
Re: Draga Minas para a Marinha
« Responder #11 em: Setembro 01, 2015, 12:57:33 am »
Aqui entre nós, a Marinha parece viver bem sem draga/caça minas e sem grande interesse em ter navios com essa capacidade, excepto no que concerne ao apoio a mergulhadores. Possivelmente, a escola de guerra de minas não tem grande peso dentro da Marinha, ao contrário de outras 'capelinhas'. Atenção que isto é a impressão que tenho e não comungo de tal visão — só de olhar para um mapa da região de Lisboa assusto-me com a localização do Alfeite e de quão pouco (em termos do número de minas) custaria tornar a BNL irrelevante.
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente, AD17

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7294
  • Recebeu: 3179 vez(es)
  • Enviou: 1702 vez(es)
  • +1815/-140
Re: Draga-Minas para a Marinha
« Responder #12 em: Setembro 01, 2015, 01:07:28 am »
Citação de: "NVF"
Aqui entre nós, a Marinha parece viver bem sem draga/caça minas e sem grande interesse em ter navios com essa capacidade, excepto no que concerne ao apoio a mergulhadores. Possivelmente, a escola de guerra de minas não tem grande peso dentro da Marinha, ao contrário de outras 'capelinhas'. Atenção que isto é a impressão que tenho e não comungo de tal visão — só de olhar para um mapa da região de Lisboa assusto-me com a localização do Alfeite e de quão pouco (em termos do número de minas) custaria tornar a BNL irrelevante.

A minha opinião é exactamente a mesma sobre a importância que a Marinha dá a esta vertente de guerra Naval !
Está bem patente nas unidades de mergulhadores sapadores que tem e apenas isso, para este combate, mas...... dependendo nós como Nação de um vastíssimo Mar/Oceano entre a parte Continental e Insular, não seria indicado termos mais meios para esse combate que fácilmente, pode chegar aos nossos portos e rios ?

Será que até a meados da década de 70 esse tipo de guerra era executável e agora não é ?
Não será dos tipos de guerra naval mais matreiro e menos dispendioso que qualquer marinha menos dotada de meios, de qualquer Nação menos escrupulosa conseguirá executar ?

Cumprimentos
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6298
  • Recebeu: 1455 vez(es)
  • Enviou: 702 vez(es)
  • +1273/-352
Re: Draga-Minas para a Marinha
« Responder #13 em: Setembro 01, 2015, 10:42:30 am »
Bastaria adquirir 2 a 4 módulos de desminagem e equipamento subjacente para os 4 SF300 que estão em Portugal. O preço de 4 deveria rondar os cerca de 16 milhões (os Sf300 é tirar um módulo com o respectivo equipamento e colocar o outro. Não precisa de mais nada senão os respectivos módulos, pelo que acabando a desminagem retira-se o material e o navio volta à configuração de patrulha ou qualquer outra. Era assim na Dinamarca). :wink:


Citar
A mine countermeasures StanFlex module in storage at Korsure Naval Base

https://en.wikipedia.org/wiki/StanFlex

Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7294
  • Recebeu: 3179 vez(es)
  • Enviou: 1702 vez(es)
  • +1815/-140
Re: Draga-Minas para a Marinha
« Responder #14 em: Setembro 01, 2015, 10:03:15 pm »
Quando a Marinha pensou em substituir a classe Cacine, propôs a construção de cinco LFC, numero considerado mínimo para este tipo de Navios.

A impossibilidade de concretizar tal aquisição obrigou à recente compra de apenas, quatro SF 300, Classe Tejo, para efectuar as missões alocadas aos Patrulhas costeiros.
Ora se a compra dos SF300 já está abaixo do número mínimo das cinco unidades inicialmente previstas, se fosse necessário alocar um ou dois Navios para Operações de Desminagem, quantas unidades ficariam disponíveis para a patrulha costeira ?
Uma ?
duas ?  
E onde ?
na Madeira ?
Nos Açores ?
no Continente ?

A falta destes meios para o patrulhamento seria colmatado por que Navios ? Resposta lógica : Os NPO's !!!!! Ok lá estamos nós a improvisar, e a continuar a tentar fazer omeletes sem OVOS !!!  :roll:  :wink:  

Cumprimentos