Os BOMBARDIER 415 MP QUE PORTUGAL DEVERIA TER

  • 86 Respostas
  • 24782 Visualizações
*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 4248
  • Recebeu: 2004 vez(es)
  • Enviou: 769 vez(es)
  • +554/-71
Os BOMBARDIER 415 MP QUE PORTUGAL DEVERIA TER
« em: Junho 07, 2015, 07:46:17 pm »
Boas a Todos,

Este seria o hidroavião ideal não só para os combates aos fogos florestais mas também para ser usado em operações SAR pois tem, na realidade na sua versão 415 MP,
Multi purpose, essas capacidades.
Quanto a mim poderíamos/deveríamos possuir pelo menos seis unidades deste modelo e incorporá-las na nossa FA, como por exemplo os Espanhóis tem feito nos últimos anos com os Canadairs CL215/415, esquadra essa que tem alguns pilotos Portugueses, da ex aerocondor, pilotos esses certificados não só para este equipamento mas também para os PBY Catalina, aeronaves que já operaram em anos anteriores, no combate aos fogos florestais, em Portugal.
Junto as características destas aeronaves, publicadas pelo fabricante :

http://www.bombardier.com/en/aerospace/ ... craft.html

Bombardier 415 MP
Combining a state-of-the-art surveillance suite with direct water intervention capabilities.

Strength and Versatility

Flexibility and ruggedness are the hallmarks of the Bombardier 415 MP amphibious aircraft. Combining a state-of-the-art surveillance suite with direct water intervention capabilities, this versatile mission-specific aircraft offers exceptional low-level, low-speed manoeuvrability, making it the perfect choice for a wide range of special missions on inland, coastal and offshore waters.

Special Missions

With Western civil certification for both the aircraft and its surveillance suite, the Bombardier 415 MP aircraft is a proven ally in:

Search and rescue (SAR)
•Civil SAR
•Disaster SAR

Utility transport
•Cargo
•Personnel

Law enforcement
•Illegal immigration
•Drug and other smuggling
•Illegal fishery
•Terrorism
•Piracy at sea

Environmental control
•Oil pollution
•Forest fires

Special Mission Equipment
•Autopilot and military mission management system (MMMS)
•Forward-looking infrared (FLIR)
•Side-looking airborne radar (SLAR)
•Fully integrated weather radar
•Direction finder antenna (DF)
•Still and video cameras
•Cabin accommodation for stretchers and berths
•Enlarged aft cargo door
•Available floor space for customer supplied boat or other
•Marine radio package
•Secure intercom


Engine - 2 X Pratt & Whitney Canada PW123AF
Power - 2,380.00 Horsepower
Avionics -

Maximum Cruising Speed - 359.00 km per hr    223.08 mph
Service Ceiling - 4,480.56 metres   14,700.00 feets
Rate of Climb - 487.68 mpm   1,600.00 fpm
Numbers Ordered/Sold - 67

Cabin Height - 1.90 metres  6.23 feets
Cabin Width - 2.40 metres  7.87 feets
Cabin Length - 9.40 metres  30.84 feets
Exterior Length - 19.80 metres  64.96 feets
Wingspan / Rotor Diameter - 28.60 metres  93.83 feets
Fuselage Diameter - 2.69 metres  8.83 feets
Baggage Volume - 1.40 cubic metre  49.44 cubic feet

Maximum Take Off Weight - 19,890.36 kgs  43,850.00 lbs
Maximum Payload - 2,903.04 kgs  6,400.00 lbs
Fuel Tank Capacity - 1,529.85 gallon  5,791.09 litres
Fuel Economy - 0.42 km per litre  0.99 NM per gallon
Minimum Take Off Distance - 813.82 metres  2,670.00 feets
Minimum Landing Distance - 664.46 metres  2,180.00 feets



Cumprimentos
« Última modificação: Junho 07, 2015, 10:51:32 pm por tenente »
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4176
  • Recebeu: 264 vez(es)
  • Enviou: 268 vez(es)
  • +54/-14
Re: Os BOMBARDIER 415 MP QUE PORTUGAL DEVERIA TER
« Responder #1 em: Junho 07, 2015, 09:01:06 pm »
Se for o avião que estou a pensar, nós em principio alugaremos dois aviões desses, para os ter-mos em permanência no nosso território.

http://www.segurancaonline.com/noticias/detalhes.php?id=2836
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 4248
  • Recebeu: 2004 vez(es)
  • Enviou: 769 vez(es)
  • +554/-71
Re: Os BOMBARDIER 415 MP QUE PORTUGAL DEVERIA TER
« Responder #2 em: Junho 07, 2015, 10:49:32 pm »
Não, não são deste modelo, serão os Canadair CL215 ou caso se consiga alugar, os melhorados CL415, os Bombardier 415 MP são aeronaves semelhantes, no aspecto exterior, fuselagem e planos de asa, mas já com upgrades e, com capacidade multiusos, possibilidades que os seus antecessores, os CL215/415, não possuem.  :wink:

Cumprimentos
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1711
  • Recebeu: 191 vez(es)
  • Enviou: 435 vez(es)
  • +7/-1
Re: Os BOMBARDIER 415 MP QUE PORTUGAL DEVERIA TER
« Responder #3 em: Junho 08, 2015, 01:00:39 am »
Não esquecer do tópico «Combate a fogos pela F.A.P.». Mesmo esta aquisição anda a ser discutida pelo governo desde 2013 (e talvez até antes): http://www.forumdefesa.com/forum/viewtopic.php?p=237451#p237451.

Inclui umas conversações bem interessantes sobre as capacidades das aeronaves anfíbias versus helicópteros.

Outra notícia de 2014: http://www.forumdefesa.com/forum/viewtopic.php?p=249678#p249678.

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

Menacho

  • Investigador
  • *****
  • 2818
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 60 vez(es)
  • +6/-50
Re: Os BOMBARDIER 415 MP QUE PORTUGAL DEVERIA TER
« Responder #4 em: Junho 08, 2015, 05:57:29 pm »
Son un os avioes magníficos, ojalá puedan disponer de ellos, son muito eficientes:











 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 4248
  • Recebeu: 2004 vez(es)
  • Enviou: 769 vez(es)
  • +554/-71
Re: Os BOMBARDIER 415 MP QUE PORTUGAL DEVERIA TER
« Responder #5 em: Junho 08, 2015, 10:58:32 pm »
Conheço bem o CL415, e tenho muita pena que os nossos decisores políticos não queiram entender que é preferível adquirir os meios mais pesados, o CL215/415, ou preferencialmente o Bombardier 415 MP, ao invês, de pagar o seu aluguer anualmente, pois, para alguém deve ser melhor deste modo.
Os meios com maior capacidade de descarga, deveriam fazer parte integrante da nossa Força Aérea, e deveriam ser na época dos fogos florestais, alocados aos meios Aéreos Nacionais de combate e na época baixa, inverno, destacados, por exemplo, como reforço na patrulha marítima ou em outras missões de apoio !  :snipersmile:
Devemos ser mais inteligentes que as outras Nações,............. :?:  :?:  :?:  

Citação de: "Menacho"
Son un os avioes magníficos, ojalá puedan disponer de ellos, son muito eficientes:











 

*

Leonidas

  • Analista
  • ***
  • 621
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • +1/-2
Re: Os BOMBARDIER 415 MP QUE PORTUGAL DEVERIA TER
« Responder #6 em: Junho 10, 2015, 01:30:14 am »
Se fossem somente 6 unidades então seria preferível que viessem equipados com motores a jato. A não ser que em vez de 6 venham 15. Talvez aí já poderia pensar em controlo do território. Brincar ao faz-de-conta com o fogo não dá. Os resultados falam por si. E só por causa disso, não seria má ideia andar somente atrás do Sócrates.

Cump.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 4248
  • Recebeu: 2004 vez(es)
  • Enviou: 769 vez(es)
  • +554/-71
Re: Os BOMBARDIER 415 MP QUE PORTUGAL DEVERIA TER
« Responder #7 em: Junho 10, 2015, 08:47:09 am »
Penso que o indicado seriam não 15 mas já agora 17 para termos tantos quantos os Espanhóis, se bem que apenas temos cerca de 1/3 do território deles, mas como somos mais ricos............... c34x  c34x


http://www.ejercitodelaire.mde.es/ea/pa ... 5900263C7C


Grupo 43

La misión principal del 43 Grupo de Fuerzas Aéreas, según el vigente Acuerdo de Colaboración entre el Ministerio de Defensa y el Ministerio de Medio Ambiente, es colaborar con la Dirección General para la Biodiversidad en la extinción de incendios forestales y la secundaria participar en el apoyo de las misiones del Servicio de Búsqueda y Salvamento (SAR). Actualmente tiene dependencia operativa de la Unidad Militar de Emergencias.
 
Para atender a las misiones citadas, el 43 Grupo dispone de 14 aviones CL-215T y 3 aviones CL-415.

EXTINCIÓN DE INCENDIOS

El 43 Grupo mantiene un servicio de alarma, con tripulaciones y aviones para actuar en caso de incendio forestal, durante los 365 días del año.
 
Entre el 1 de octubre y el 15 de junio se mantienen dos aviones con sus tripulaciones en situación de despegue inmediato en la Base Aérea de Torrejón. Sin embargo, es en la denominada Campaña de Verano (entre el 15 junio y el 30 de septiembre) cuando la Unidad realiza su mayor esfuerzo, manteniendo un mínimo del 70% de los aviones disponibles, con sus tripulaciones, listo para actuar en cualquiera de las áreas de riesgo de la Península e Islas Baleares.
 
Durante este período la Unidad despliega en 5 destacamentos (Santiago de Compostela, Zaragoza, Albacete, Málaga y Palma de Mallorca), además de mantener el servicio de alarma en la Base Aérea de Torrejón.

Durante el invierno el acuerdo contempla la posibilidad de establecer destacamentos en aquellas zonas que se determinaran de riesgo.
La misión de extinción es, sin duda, uno de los vuelos que mas riesgos entraña. El vuelo a muy baja altitud, el humo que disminuye la visibilidad, el viento que provoca turbulencias y aviva el fuego, la gran concentración de medios aéreos sobre la misma zona, la orografía de la zona de incendio que suele ser escarpada…estos son sin duda factores de riesgo que el 43 Grupo asume y afronta con seguridad a través de un continuado plan de adiestramiento. Conociendo lo arriesgado de la misión es fácilmente comprensible el gran número de horas de experiencia que se requiere antes de actuar como Comandante de Aeronave en misiones de extinción.
 
EXTINCIONES EN EL EXTRANJERO Y MISIONES DE INTERCAMBIO INTERNACIONALES
 
El 43 Grupo de FF.AA. también participa en misiones internacionales, colaborando en la lucha contra incendios y en ejercicios de intercambio con distintas naciones de nuestro entorno que operan el mismo tipo de avión, al objeto de compartir experiencias y formas de actuación comunes. Esta acción en común sirve para evitar incidentes y/o accidentes en el desarrollo de las misiones de extinción con aviones de distintos países en la misma formación, ya que la sintonía entre las distintas tripulaciones es la adecuada.

Las misiones y colaboraciones han ido aumentando año tras año, siendo cada vez más habitual observar a nuestros aviones operando en los países de nuestro entorno. En los últimos años se han efectuado actuaciones o colaboraciones en Francia, Marruecos, Portugal, Italia, Croacia y Grecia.
 
Todas éstas tienen gran importancia, ya que no sólo contribuyen a unificar procedimientos de operación entre todos los países usuarios de este tipo de avión, sino que permiten dar los primeros pasos hacia una actuación globalizada, al menos a nivel europeo, en la lucha contra incendios.

APOYO AL SERVICIO DE BUSQUEDA Y SALVAMENTO ( Em Portugal não aprendemos mesmo nada com quem bem emprega oa meios que possui !!!!!!!!)

La misión secundaria de la Unidad es de apoyo al Servicio de Búsqueda y Salvamento, y se realizan operaciones en coordinación con otras unidades SAR del Ejército del Aire, principalmente con el 802 (Madrid) y 801 (Palma de Mallorca) Escuadrones, que colaboran con aviones C-212 Aviocar y helicópteros Puma y Super Puma, además de los aviones de lucha antisubmarina P-3 Orión pertenecientes al Ala 11 ubicada en Morón de la Frontera (Sevilla).
 
Periódicamente se participa en los ejercicios SURMAR, ejercicios que se realizan para mantener el entrenamiento en la búsqueda y rescate de supervivientes de un accidente aéreo en el mar. El 43 Grupo también ha venido realizando diversos ejercicios SURMAR internacionales con algunos países mediterráneos, entre los que se incluyen Francia e Italia.
 
EXHIBICIONES
 
A menudo se solicita la presencia de la Unidad en diferentes exhibiciones aéreas, tanto estáticas como dinámicas, con el fin de dar a conocer el avión.
 
El 43 Grupo de FF.AA. siempre estará dispuesto a colaborar en estos actos que permiten a todo aquel que se acerque mostrarle nuestro avión y cómo desempeñamos nuestra misión para proteger el medio ambiente de los fuegos por toda la geografía española.



Cumprimentos
 

*

lexivia

  • Membro
  • *
  • 85
  • Recebeu: 8 vez(es)
  • Enviou: 20 vez(es)
  • +3/-0
Re: Os BOMBARDIER 415 MP QUE PORTUGAL DEVERIA TER
« Responder #8 em: Junho 10, 2015, 08:43:10 pm »
Amigos, o combate aos fogos faz-se e deve-se fazer por gestão e ordenamento do território e com técnicas florestais.
A posse do território não é como no tempo dos romanos, em que faço o que quero e como quero. O território é um recurso. Se herdarmos uma fábrica ou uma mina, o que fazemos? Ou nos tornamos empresários ou vendemos. Nota, não estou a dizer que todos têm de vender mas têm um porção do território pelo qual são responsáveis.
O combate a fogos é muito mas muito mais barato na prevenção. Temos de ter meios, sim temos mas ao não ter medidas de gestão e preventivas faz ganhar dinheiro a muitos muitos "interessados", porque acham que não é a força aérea a coordenador o combate aéreo?
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2941
  • Recebeu: 1327 vez(es)
  • Enviou: 2804 vez(es)
  • +510/-91
Re: Os BOMBARDIER 415 MP QUE PORTUGAL DEVERIA TER
« Responder #9 em: Junho 10, 2015, 09:19:38 pm »
O problema é que o argumento da prevenção — de inquestionável veracidade, diga-se — tem sido usado ad nauseum nos últimos 30 anos como justificação para não se adquirirem meios aéreos combate próprios. A nossa frota de meios aéreos próprios é uma anedota. Somos um dos poucos países da orla mediterrânica com uma dimensão significativa (territorial e populacional) cuja maioria da frota de meios aéreos de combate é alugada. Até os pobres dos Croatas — com menos recursos que nós — têm 6 CL-415.

Lista simplificada de meios aéreos (somente aviões) de combate a incêndios florestais de países da orla mediterrânica:
    Croácia 6 CL-415, 6 Air Tractor
    França 12 CL-415
    Grécia  8 CL-415, 13 CL-215
    Israel 7 Air Tractor
    Itália  19 CL-415, 10 Air Tractor
    Macedónia 3 Air Tractor
    Marrocos  6 CL-415
    Espanha 4 CL-415, 21 CL-215/CL-215T, 3 Air Tractor

Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 

*

SinSy

  • Membro
  • *
  • 27
  • Recebeu: 6 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +0/-0
Re: Os BOMBARDIER 415 MP QUE PORTUGAL DEVERIA TER
« Responder #10 em: Junho 10, 2015, 09:28:11 pm »
Citação de: "NVF"
O problema é que o argumento da prevenção — de inquestionável veracidade, diga-se — tem sido usado ad nauseum nos últimos 30 anos como justificação para não se adquirirem meios aéreos combate próprios. A nossa frota de meios aéreos próprios é uma anedota. Somos um dos poucos países da orla mediterrânica com uma dimensão significativa (territorial e populacional) cuja maioria da frota de meios aéreos de combate é alugada. Até os pobres dos Croatas — com menos recursos que nós — têm 6 CL-415.

Lista simplificada de meios aéreos (somente aviões) de combate a incêndios florestais de países da orla mediterrânica:
    Croácia 6 CL-415, 6 Air Tractor
    França 12 CL-415
    Grécia  8 CL-415, 13 CL-215
    Israel 7 Air Tractor
    Itália  19 CL-415, 10 Air Tractor
    Macedónia 3 Air Tractor
    Marrocos  6 CL-415
    Espanha 4 CL-415, 21 CL-215/CL-215T, 3 Air Tractor


Em termos de capacidade de água, qual é o que tem mais capacidade, o Kamov ou o Canadair?
 

*

lexivia

  • Membro
  • *
  • 85
  • Recebeu: 8 vez(es)
  • Enviou: 20 vez(es)
  • +3/-0
Re: Os BOMBARDIER 415 MP QUE PORTUGAL DEVERIA TER
« Responder #11 em: Junho 10, 2015, 09:35:13 pm »
Citação de: "NVF"
O problema é que o argumento da prevenção — de inquestionável veracidade, diga-se — tem sido usado ad nauseum nos últimos 30 anos como justificação para não se adquirirem meios aéreos combate próprios. A nossa frota de meios aéreos próprios é uma anedota. Somos um dos poucos países da orla mediterrânica com uma dimensão significativa (territorial e populacional) cuja maioria da frota de meios aéreos de combate é alugada. Até os pobres dos Croatas — com menos recursos que nós — têm 6 CL-415.

Lista simplificada de meios aéreos (somente aviões) de combate a incêndios florestais de países da orla mediterrânica:
    Croácia 6 CL-415, 6 Air Tractor
    França 12 CL-415
    Grécia  8 CL-415, 13 CL-215
    Israel 7 Air Tractor
    Itália  19 CL-415, 10 Air Tractor
    Macedónia 3 Air Tractor
    Marrocos  6 CL-415
    Espanha 4 CL-415, 21 CL-215/CL-215T, 3 Air Tractor


A orla mediterrânea começa em Gibraltar na sua parte Noroeste.  :mrgreen:  :mrgreen:
O problema do argumento da prevenção é que nunca se verdadeiramente se implementou e tal "política" ou interesse continua, também, a servir para os equipamentos sejam alugados aos "interessados".
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 4248
  • Recebeu: 2004 vez(es)
  • Enviou: 769 vez(es)
  • +554/-71
Re: Os BOMBARDIER 415 MP QUE PORTUGAL DEVERIA TER
« Responder #12 em: Junho 11, 2015, 10:59:12 am »
Citação de: "SinSy"
Citação de: "NVF"
O problema é que o argumento da prevenção — de inquestionável veracidade, diga-se — tem sido usado ad nauseum nos últimos 30 anos como justificação para não se adquirirem meios aéreos combate próprios. A nossa frota de meios aéreos próprios é uma anedota. Somos um dos poucos países da orla mediterrânica com uma dimensão significativa (territorial e populacional) cuja maioria da frota de meios aéreos de combate é alugada. Até os pobres dos Croatas — com menos recursos que nós — têm 6 CL-415.

Lista simplificada de meios aéreos (somente aviões) de combate a incêndios florestais de países da orla mediterrânica:
    Croácia 6 CL-415, 6 Air Tractor
    França 12 CL-415
    Grécia  8 CL-415, 13 CL-215
    Israel 7 Air Tractor
    Itália  19 CL-415, 10 Air Tractor
    Macedónia 3 Air Tractor
    Marrocos  6 CL-415
    Espanha 4 CL-415, 21 CL-215/CL-215T, 3 Air Tractor


Em termos de capacidade de água, qual é o que tem mais capacidade, o Kamov ou o Canadair?

O CL215/415 consegue carregar um pouco mais de 1000 L que o K32.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 4248
  • Recebeu: 2004 vez(es)
  • Enviou: 769 vez(es)
  • +554/-71
Re: Os BOMBARDIER 415 MP QUE PORTUGAL DEVERIA TER
« Responder #13 em: Junho 11, 2015, 11:13:02 am »
Citação de: "lexivia"
Amigos, o combate aos fogos faz-se e deve-se fazer por gestão e ordenamento do território e com técnicas florestais.
A posse do território não é como no tempo dos romanos, em que faço o que quero e como quero. O território é um recurso. Se herdarmos uma fábrica ou uma mina, o que fazemos? Ou nos tornamos empresários ou vendemos. Nota, não estou a dizer que todos têm de vender mas têm um porção do território pelo qual são responsáveis.
O combate a fogos é muito mas muito mais barato na prevenção. Temos de ter meios, sim temos mas ao não ter medidas de gestão e preventivas faz ganhar dinheiro a muitos muitos "interessados", porque acham que não é a força aérea a coordenador o combate aéreo?

Completamente de acordo, se a prevenção fosse efectuada a seu tempo e devidamente, talvez e digo talvez com metade dos meios aéreos dos que actualmente estão alocados ao combate dos fogos florestais conseguíssemos evitar os Perdas/desastres anuais em vidas Humanas e bens materiais.

Serão sempre rpt sempre necessários meios aéreos pesados para uma intervenção mais musculada, meios esses que não temos possuído o que obriga a alugarmos grande número de meios aéreos ligeiros e médios de modo a ser possível ter uma capacidade de descarga capaz de debelar os focos dos incêndios, obrigando no entanto a que se efectuem mais horas de voo, consuma mais combustível, e sejam necessários mais meios humanos, tanto pilotos como pessoal de apoio de terra, combustíveis, manutenção, etc.......a  quem é que isto convirá sabem ???????????

A esperteza saloia e não só............... de quem nos dirige não tem permitido que a coordenação dos meios aéreos seja feita pela FAP, organismo que deveria congregar a totalidade desses meios e, o seu empenhamento nos diversos teatros de operações. :roll:

A entrega destas unidades a entidades civis é mais uma prova dos boys e seus jobs, os amiguinhos, as quintinhas e a corrupção de mão dada como não poderia deixar de ser.

Cumprimentos
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

Menacho

  • Investigador
  • *****
  • 2818
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 60 vez(es)
  • +6/-50
Re: Os BOMBARDIER 415 MP QUE PORTUGAL DEVERIA TER
« Responder #14 em: Junho 14, 2015, 07:48:48 pm »
11  a la vez soltando agua


 

 

Sistemas de defesa antiaérea de longo alcance para Portugal

Iniciado por Tiger22

Respostas: 24
Visualizações: 12120
Última mensagem Agosto 21, 2006, 08:26:19 pm
por Pedro Monteiro
Portugal opta finalmente pelo A400M?

Iniciado por Jorge Pereira

Respostas: 68
Visualizações: 23063
Última mensagem Julho 13, 2007, 06:59:37 pm
por André
Portugal opta pelos P-3 holandeses

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 27
Visualizações: 9048
Última mensagem Novembro 29, 2004, 10:22:24 pm
por Jorge Pereira
Portugal vai adquirir 4 novos Fireboss AT-802

Iniciado por Joaoferriva

Respostas: 1
Visualizações: 918
Última mensagem Dezembro 12, 2018, 04:44:23 pm
por Stalker79
F-18 Espanhois fazem exercicios em Portugal

Iniciado por Rui Conceicao

Respostas: 41
Visualizações: 12786
Última mensagem Setembro 07, 2006, 06:07:02 pm
por Hollywood