REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS

  • 945 Respostas
  • 123935 Visualizações
*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3468
  • Recebeu: 1858 vez(es)
  • Enviou: 3577 vez(es)
  • +1368/-98
Re: REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS
« Responder #735 em: Setembro 11, 2019, 02:09:33 am »
Além dessas medidas do PSD (as quais subscrevo a 100%), há uma do PS que faz algum sentido: a integração de estruturas logísticas e de apoio da PSP e GNR, de forma a diminuir redundâncias. O PC vai ainda mais longe ao propor a unificação da PSP com a GNR, medida que subscrevo parcialmente, pois como já aqui defendi muitas vezes, acho que há espaço para a GNR, não como polícia convencional, mas como corpo de reserva constituído por unidades mais musculadas e como polícia militar (substituindo a PE, PA, PN, PEM e PJM).
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning, Clausewitz

*

asalves

  • Perito
  • **
  • 561
  • Recebeu: 200 vez(es)
  • Enviou: 71 vez(es)
  • +35/-9
Re: REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS
« Responder #736 em: Setembro 16, 2019, 07:02:55 pm »
PSD
 (Já agora o logo vermelho fez-me confusão inicialmente pensei que estava a ler o programa do PS e depois quando apanhei a sigla PSD pelo meio congelou-me o cerebro)
Citar
Reposição progressiva dos efetivos militares para um patamar nunca inferior a 32.000 unidades, que tendo sido aprovado pelo atual governo, não está a ser concretizado.
É bonito e pouco mas não se chega lá com decretos.

Citar
Revisão das remunerações dos militares contratados ou voluntários para valores que as tornem atrativas face a ocupações correspondentes de outras forças de segurança.
Pelo menos igual a GNR e PSP

Citar
Considerar a prestação do serviço militar de, pelo menos pelo período de um ano, como requisito de recrutamento para a GNR e PSP.
Há Contratos de 1 ano nas FA's? é que senão estamos a pedir para que entrem e depois de um ano abandonem todos. Se não houver contratos de 1 ano, é apenas uma medida estupida.

Citar
Criação de uma guarda costeira com base na estrutura da Armada.
Depois nem a Armada tem navios nem a tal guarda Costeira, e a redundância de meios?
Talvez se definissem melhor quem tem autoridade sobre as águas costeiras e fornecessem meios a armada que poderia desempenhar as 2 funções melhor. (Lembro-me que num simulacro de poluição marítima havia 16 entidades "responsáveis" por resolver o problema)

De resto concordo com tudo, e existe coisas que são de senso comum

PS:

Citar
Executar a LPM, com especial enfoque no equipamento de importância estratégica e que se traduza num efeito multiplicador da capacidade operacional, apostando nos programas conjuntos e naqueles passíveis de duplo uso (civil e militar) e na criação de riqueza para a economia nacional;
Aqui já estão a admitir que LPM não vai ser cumprida.

Existe muita palha, em que dizem muito mas depois na pratica não significa nada, de resto concordo e também existe coisas que é do senso comum

BE
Citar
Saída de Portugal da NATO e defesa do desarmamento negociado e com uma base multilateral, rejeitando inequivocamente todos os cenários de aproximação à formação de um exército europeu;
LOL

Citar
Conversão da Base das Lajes num aeroporto plenamente civil, exigindo aos EUA as indemnizações devidas pelos danos ambientais e sociais causados;
LOL

Citar
A aceitação de aumentos  de despesa com a defesa, impostas por Donald Trump e com a qual o governo português se comprometeu junto das instituições europeias e da NATO, choca abertamente com a insuficiência de recursos para políticas de investimento e de qualificação dos serviços públicos.
Está tudo dito sobre o que o BE pensa das FA's

CDS-PP
Citar
9.1.2. Planos de segurança

Aprovaremos um plano de segurança para cada um dos aeroportos internacionais portugueses e para todas as infraestruturas críticas identificadas há muito e sem planos individuais e adequados.

Citar
9.1.3. Formação específica para melhorar a ação

Reforçaremos e alargaremos, a todos os elementos das forças de segurança que desempenhem funções de policiamento de proximidade, a formação específica em deteção, prevenção e combate ao terrorismo
Isto já não acontece ou não devia acontecer? Será isto uma medida eleitoral parece-me demasiado micro-gestão para um partido

Citar
9.5.2. Patrulhamento seletivo e o regresso da Brigada de Trânsito

O patrulhamento seletivo e coordenado, especializado e dirigido, especificamente, para as zonas de acumulação de acidentes revela-se imprescindível. Nestes termos, a correção de um erro histórico, como a extinção da Brigada de Trânsito da GNR, deve ser corrigido e, no quadro de uma ponderação orgânica desta força de segurança que liberte efetivos para as missões funcionais e territoriais que a lei e a sua natureza lhe conferem, deve ser ponderada a sua reposição.
Nunca reparei que tenha havido problemas

De resto concordo contudo, novamente há medidas que são senso comum outras que me parecem mais micro-gestão que devia ser da responsabilidade das entidas e não de um partido político, mas se as entidades não se chegam a frente,...

PCP

Citar
Um novo quadro organizativo das forças e serviços de segurança no âmbito da preparação de uma Lei de Grandes Opções de Segurança Interna, com a criação da policia nacional unificando a PSP e a GNR e com natureza civil, e a extinção do cargo de Secretário-geral do Sistema de Segurança Interna.
Não concordo, a GNR é mais vocacionada para uma coisa e a PSP para outra. Acho é que já há muito que se devia ter substituido a GNR pela PSP em muitas cidades que há 20 anos atrás não passavam de "vilas" e hoje precisam de outro tipo de força de proximidade.

Citar
A rejeição da militarização da União Europeia, da «Política Europeia de Segurança e Defesa» (PESD) e da «Política Externa de Segurança Comum» (PESC), da «Cooperação Estruturada Permanente» (PESCO) de âmbito militar, do denominado «Exército Europeu»; e da utilização dos meios financeiros da União Europeia para o militarismo, a corrida armamentista e o intervencionismo.

Citar
Defesa dos direitos dos povos, dos princípios da Carta das Nações Unidas e do Direito Internacional. Respeito pela soberania dos Estados e pela sua integridade territorial. Não ingerência nos assuntos internos e respeito dos direitos dos povos à autodeterminação, ao desenvolvimento e à gestão soberana dos seus recursos e sectores estratégicos, e a defesa de uma reforma democrática da ONU.

Citar
A dissolução da NATO, com a qual o processo de desvinculação do País das suas estruturas deve estar articulada, no quadro do inalienável direito de Portugal decidir da sua saída, e a defesa do princípio da solução pacífica dos conflitos internacionais, pondo fim e rejeitando a participação militar portuguesa em missões de ingerência e agressão contra outros povos.

Citar
Defesa da redução dos gastos militares, do desarmamento e da proibição e destruição das armas nucleares e de destruição massiva e da limitação do uso de veículos militares não tripulados apenas ao território nacional do Estado que os possui.

Estava a espera de algo diferente do PCP, quase que parecem o BE ou o PAN, mas portanto vamos largar as armas e depois vamos pedir educadamente aos Sr. Ditadores para respeitarem a Carta das Nações Unidas e do Direito Internacional, se estes recusarem o que fazemos? apresentamos um voto de protesto no parlamento?

Na parte militar não consigo concordar com quase nada do PCP, isto porque eles basicamente querem acabar com a componente militar em Portugal.

PAN
Citar
Criar uma escola única de formação para as diferentes forças policiais de segurança interna, com excepção do Exército, Marinha e Força Área
Secalhar e a coisa bem organizada era capaz de funcionar tipo Universidade em que cada formação tinha componentes diferentes e partilhadas

Citar
Investir em centros de apoio à vítima e na criação de salas de atendimento especializado de apoio às vítimas de violência doméstica, abuso sexual e criminalidade violenta grave em rede
O que é uma sala de atendimento especializada? para mim qualquer sala que garanta privacidade à vitima é suficiente não?

Citar
Estudar a possibilidade de agregar todas as forças policiais e serviços de segurança pública numa polícia única, tendente a uma melhor optimização dos meios e recursos existentes
Policias com necessidades diferentes e objectivos diferentes podem ser difíceis de conciliar mas, mas se conseguissem integrar a parte logistica e manutenção já daria para poupar uns cobres.

Estava a espera de pior do PAN.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7082
  • Recebeu: 546 vez(es)
  • Enviou: 244 vez(es)
  • +481/-0
Re: REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS
« Responder #737 em: Setembro 16, 2019, 07:27:55 pm »

Citar
Considerar a prestação do serviço militar de, pelo menos pelo período de um ano, como requisito de recrutamento para a GNR e PSP.
Há Contratos de 1 ano nas FA's? é que senão estamos a pedir para que entrem e depois de um ano abandonem todos. Se não houver contratos de 1 ano, é apenas uma medida estupida.

Citar
Criação de uma guarda costeira com base na estrutura da Armada.
Depois nem a Armada tem navios nem a tal guarda Costeira, e a redundância de meios?
Talvez se definissem melhor quem tem autoridade sobre as águas costeiras e fornecessem meios a armada que poderia desempenhar as 2 funções melhor. (Lembro-me que num simulacro de poluição marítima havia 16 entidades "responsáveis" por resolver o problema)


O RV é de 12 meses.
O ingresso nas Forças de Segurança já atualmente é motivo para rescisão de contrato sem necessidade de pagar indemnização.

Basicamente é chamar outro nome à Direcção Geral da Autoridade Marítima e dar lhe outro enquadramento legal, sanando eventuais questões de legitimidade forças de segurança / forças armadas. Maioria do atual pessoal militar da Armada na DGAM podia ficar em comissão de serviço na tal Guarda Costeira, esta como Força de Segurança e respetivo "chapéu" jurídico-institucional.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8358
  • Recebeu: 959 vez(es)
  • Enviou: 1119 vez(es)
  • +134/-44
Re: REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS
« Responder #738 em: Setembro 16, 2019, 11:33:28 pm »
Depois nem a Armada tem navios nem a tal guarda Costeira, e a redundância de meios?
Talvez se definissem melhor quem tem autoridade sobre as águas costeiras e fornecessem meios a armada que poderia desempenhar as 2 funções melhor. (Lembro-me que num simulacro de poluição marítima havia 16 entidades "responsáveis" por resolver o problema)

Essa das "16 entidades" temos que parar para pensar e entender a razão de ser, a nível de "Policiamento" só temos duas, a Policia Marítima e a UCC da GNR, mais nada.

Mas não vamos agora criar uma PJ, SEF, ASAE, etc, etc, etc, qualquer outra entidade com funções especificas, para actuar no ambiente marítimo, ou criar sub-unidades com essas especificidades dentro da PM ou UCC/GNR, estas forças que já existem, já executam essas tarefas em terra no seu dia-a-dia, eu acho bem elas apoiarem dentro da sua especificidade, a Policia Marítima e a UCC da GNR, tal como em terra apoiam a PSP, GNR.

Uma tese de oficial da Marinha sobre o assunto
https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/24284/1/TIFC_1TEN%20M%20Marta%20Fernandes%20Araujo.pdf
 

*

asalves

  • Perito
  • **
  • 561
  • Recebeu: 200 vez(es)
  • Enviou: 71 vez(es)
  • +35/-9
Re: REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS
« Responder #739 em: Setembro 18, 2019, 09:40:06 am »
Depois nem a Armada tem navios nem a tal guarda Costeira, e a redundância de meios?
Talvez se definissem melhor quem tem autoridade sobre as águas costeiras e fornecessem meios a armada que poderia desempenhar as 2 funções melhor. (Lembro-me que num simulacro de poluição marítima havia 16 entidades "responsáveis" por resolver o problema)

Essa das "16 entidades" temos que parar para pensar e entender a razão de ser, a nível de "Policiamento" só temos duas, a Policia Marítima e a UCC da GNR, mais nada.

Mas não vamos agora criar uma PJ, SEF, ASAE, etc, etc, etc, qualquer outra entidade com funções especificas, para actuar no ambiente marítimo, ou criar sub-unidades com essas especificidades dentro da PM ou UCC/GNR, estas forças que já existem, já executam essas tarefas em terra no seu dia-a-dia, eu acho bem elas apoiarem dentro da sua especificidade, a Policia Marítima e a UCC da GNR, tal como em terra apoiam a PSP, GNR.

Uma tese de oficial da Marinha sobre o assunto
https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/24284/1/TIFC_1TEN%20M%20Marta%20Fernandes%20Araujo.pdf

O problema (pelo que li na altura) é que as competências estão divididas e dependentes umas das outras, em que se chega depois a situações de um empurra de responsabilidades ou torna-se difícil um assumir de responsabilidades pois basta uma entidade falhar para todo um processo falhar. Eu percebo que numa matéria tão grande existe um conjunto alargado de especialidades e que é necessário tantas entidades, mas secalhar devíamos aglomerar mais estas responsabilidades.

PS: hj a tarde se tiver tempo vou dar uma vista de olhos pelo documento, já agora obrigado pelo mesmo
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7604
  • Recebeu: 546 vez(es)
  • Enviou: 186 vez(es)
  • +224/-272
Re: REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS
« Responder #740 em: Setembro 18, 2019, 02:01:27 pm »
Absolutamente indiferente para o que dizem os programas partidários, já que todos eles se revelam claramente apátridas.
Nem lhes dou tempo de antena porque sem bem ao que andam: nem bem pelos partidos mas pelo Sistema que apenas monta uma fachada para manter apaziguados os animais da quinta.
Aliás, basta tomar o funcionamento da Justiça como indicador para decidir a minha participação na farsa eleitoral que se avizinha.
Por esse motivo anularei o meu voto.

PS: por curiosidade, alguém esclarece este cínico quem financia o Paulo Morais e o que o realmente motivará, já que ele vais sempre a eleições apesar de levar no toutiço em todas elas?
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, NVF, Stalker79

*

asalves

  • Perito
  • **
  • 561
  • Recebeu: 200 vez(es)
  • Enviou: 71 vez(es)
  • +35/-9
Re: REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS
« Responder #741 em: Setembro 18, 2019, 06:00:08 pm »
Absolutamente indiferente para o que dizem os programas partidários, já que todos eles se revelam claramente apátridas.
Nem lhes dou tempo de antena porque sem bem ao que andam: nem bem pelos partidos mas pelo Sistema que apenas monta uma fachada para manter apaziguados os animais da quinta.
Aliás, basta tomar o funcionamento da Justiça como indicador para decidir a minha participação na farsa eleitoral que se avizinha.
Por esse motivo anularei o meu voto.

PS: por curiosidade, alguém esclarece este cínico quem financia o Paulo Morais e o que o realmente motivará, já que ele vais sempre a eleições apesar de levar no toutiço em todas elas?

Em vez de votar nulo, vote branco, dá menos trabalho e sempre dão mais importância, principalmente se começar a ter mais votos que um CDS/BE/CDU
 

*

FoxTroop

  • Investigador
  • *****
  • 1565
  • Recebeu: 395 vez(es)
  • Enviou: 299 vez(es)
  • +188/-500
Re: REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS
« Responder #742 em: Setembro 18, 2019, 06:59:20 pm »
Absolutamente indiferente para o que dizem os programas partidários, já que todos eles se revelam claramente apátridas.
Nem lhes dou tempo de antena porque sem bem ao que andam: nem bem pelos partidos mas pelo Sistema que apenas monta uma fachada para manter apaziguados os animais da quinta.
Aliás, basta tomar o funcionamento da Justiça como indicador para decidir a minha participação na farsa eleitoral que se avizinha.
Por esse motivo anularei o meu voto.

PS: por curiosidade, alguém esclarece este cínico quem financia o Paulo Morais e o que o realmente motivará, já que ele vais sempre a eleições apesar de levar no toutiço em todas elas?

Em vez de votar nulo, vote branco, dá menos trabalho e sempre dão mais importância, principalmente se começar a ter mais votos que um CDS/BE/CDU

Duvido que haja alguma diferença significativa embora confesse que me escapa. Se os votos em branco significassem lugares vazios no parlamento na respectiva percentagem, aí sim acredito que as coisas começavam a mudar de forma drástica.
 

*

asalves

  • Perito
  • **
  • 561
  • Recebeu: 200 vez(es)
  • Enviou: 71 vez(es)
  • +35/-9
Re: REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS
« Responder #743 em: Setembro 19, 2019, 10:19:07 am »
Absolutamente indiferente para o que dizem os programas partidários, já que todos eles se revelam claramente apátridas.
Nem lhes dou tempo de antena porque sem bem ao que andam: nem bem pelos partidos mas pelo Sistema que apenas monta uma fachada para manter apaziguados os animais da quinta.
Aliás, basta tomar o funcionamento da Justiça como indicador para decidir a minha participação na farsa eleitoral que se avizinha.
Por esse motivo anularei o meu voto.

PS: por curiosidade, alguém esclarece este cínico quem financia o Paulo Morais e o que o realmente motivará, já que ele vais sempre a eleições apesar de levar no toutiço em todas elas?

Em vez de votar nulo, vote branco, dá menos trabalho e sempre dão mais importância, principalmente se começar a ter mais votos que um CDS/BE/CDU

Duvido que haja alguma diferença significativa embora confesse que me escapa. Se os votos em branco significassem lugares vazios no parlamento na respectiva percentagem, aí sim acredito que as coisas começavam a mudar de forma drástica.

Existe nas desculpas, na abstenção todos o comentadores desculpam-se com a "irresponsabilidade" civil dos Portugueses, ou que as listas tem pessoas já mortas,... Nos votos nulos os poucos que falam é porque a pessoa enganou-se na "X", no caso do voto nulo não há grande desculpa a dar, basicamente o cidadão foi lá votar, deu-se ao trabalho e está a dizer inequivocamente que não há nenhum partido que lhe interesse.

Agora imagine que a percentagem dos votos brancos começam a ter peso para eleger 1 ou 2 deputados nos grandes círculos eleitorais. Os partidos vão começar a querer ir buscar estes votos.
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7604
  • Recebeu: 546 vez(es)
  • Enviou: 186 vez(es)
  • +224/-272
Re: REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS
« Responder #744 em: Setembro 19, 2019, 11:15:54 am »
Absolutamente indiferente para o que dizem os programas partidários, já que todos eles se revelam claramente apátridas.
Nem lhes dou tempo de antena porque sem bem ao que andam: nem bem pelos partidos mas pelo Sistema que apenas monta uma fachada para manter apaziguados os animais da quinta.
Aliás, basta tomar o funcionamento da Justiça como indicador para decidir a minha participação na farsa eleitoral que se avizinha.
Por esse motivo anularei o meu voto.

PS: por curiosidade, alguém esclarece este cínico quem financia o Paulo Morais e o que o realmente motivará, já que ele vais sempre a eleições apesar de levar no toutiço em todas elas?

Em vez de votar nulo, vote branco, dá menos trabalho e sempre dão mais importância, principalmente se começar a ter mais votos que um CDS/BE/CDU

Duvido que haja alguma diferença significativa embora confesse que me escapa. Se os votos em branco significassem lugares vazios no parlamento na respectiva percentagem, aí sim acredito que as coisas começavam a mudar de forma drástica.

Existe nas desculpas, na abstenção todos o comentadores desculpam-se com a "irresponsabilidade" civil dos Portugueses, ou que as listas tem pessoas já mortas,... Nos votos nulos os poucos que falam é porque a pessoa enganou-se na "X", no caso do voto nulo não há grande desculpa a dar, basicamente o cidadão foi lá votar, deu-se ao trabalho e está a dizer inequivocamente que não há nenhum partido que lhe interesse.

Agora imagine que a percentagem dos votos brancos começam a ter peso para eleger 1 ou 2 deputados nos grandes círculos eleitorais. Os partidos vão começar a querer ir buscar estes votos.

É muito fácil "votar em diferido e sem procuração" com um voto em branco.
Se as coisas tomarem outras proporções, fazer panelinhas interpartidárias será mais atractivo, nem que seja para fazer com que os votos contem para € para cada partido.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

asalves

  • Perito
  • **
  • 561
  • Recebeu: 200 vez(es)
  • Enviou: 71 vez(es)
  • +35/-9
Re: REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS
« Responder #745 em: Setembro 20, 2019, 09:34:38 am »
Absolutamente indiferente para o que dizem os programas partidários, já que todos eles se revelam claramente apátridas.
Nem lhes dou tempo de antena porque sem bem ao que andam: nem bem pelos partidos mas pelo Sistema que apenas monta uma fachada para manter apaziguados os animais da quinta.
Aliás, basta tomar o funcionamento da Justiça como indicador para decidir a minha participação na farsa eleitoral que se avizinha.
Por esse motivo anularei o meu voto.

PS: por curiosidade, alguém esclarece este cínico quem financia o Paulo Morais e o que o realmente motivará, já que ele vais sempre a eleições apesar de levar no toutiço em todas elas?

Em vez de votar nulo, vote branco, dá menos trabalho e sempre dão mais importância, principalmente se começar a ter mais votos que um CDS/BE/CDU

Duvido que haja alguma diferença significativa embora confesse que me escapa. Se os votos em branco significassem lugares vazios no parlamento na respectiva percentagem, aí sim acredito que as coisas começavam a mudar de forma drástica.

Existe nas desculpas, na abstenção todos o comentadores desculpam-se com a "irresponsabilidade" civil dos Portugueses, ou que as listas tem pessoas já mortas,... Nos votos nulos os poucos que falam é porque a pessoa enganou-se na "X", no caso do voto nulo não há grande desculpa a dar, basicamente o cidadão foi lá votar, deu-se ao trabalho e está a dizer inequivocamente que não há nenhum partido que lhe interesse.

Agora imagine que a percentagem dos votos brancos começam a ter peso para eleger 1 ou 2 deputados nos grandes círculos eleitorais. Os partidos vão começar a querer ir buscar estes votos.

É muito fácil "votar em diferido e sem procuração" com um voto em branco.
Se as coisas tomarem outras proporções, fazer panelinhas interpartidárias será mais atractivo, nem que seja para fazer com que os votos contem para € para cada partido.

Desculpe mas não percebi, é de manha e a cabeça ainda não funciona.

Explique lá melhor ou faça-me um desenho  :D :-P
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7604
  • Recebeu: 546 vez(es)
  • Enviou: 186 vez(es)
  • +224/-272
Re: REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS
« Responder #746 em: Setembro 20, 2019, 02:19:17 pm »

Desculpe mas não percebi, é de manha e a cabeça ainda não funciona.

Explique lá melhor ou faça-me um desenho  :D :-P

Basta fazer uma cruzinha para um boletim em branco se transformar num voto.
A gestão desta "matéria prima" eleitoral fica a depender muito da mesa de voto e de tudo o que circula à volta dela, sobretudo a nível local.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44

*

asalves

  • Perito
  • **
  • 561
  • Recebeu: 200 vez(es)
  • Enviou: 71 vez(es)
  • +35/-9
Re: REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS
« Responder #747 em: Setembro 20, 2019, 04:24:35 pm »

Desculpe mas não percebi, é de manha e a cabeça ainda não funciona.

Explique lá melhor ou faça-me um desenho  :D :-P

Basta fazer uma cruzinha para um boletim em branco se transformar num voto.
A gestão desta "matéria prima" eleitoral fica a depender muito da mesa de voto e de tudo o que circula à volta dela, sobretudo a nível local.

 Não sei  ??? Nunca participei em qualquer em qualquer atividade relacionada com eleições nacionais. Em eleições de associações já vi muita coisa, mas ao nível nacional nunca fiquei a saber de nada, e de facto é fácil transformar um voto branco num voto qualquer, não sei como é feita a contagem na teoria e nem na prática, principalmente em meios pequenos para o interior onde se não houver pessoas externas seria fácil aldrabar resultados.

Obrigado pelo o alerta nunca me tinha lembrado disso.
 

*

asalves

  • Perito
  • **
  • 561
  • Recebeu: 200 vez(es)
  • Enviou: 71 vez(es)
  • +35/-9
Re: REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS
« Responder #748 em: Setembro 20, 2019, 04:37:52 pm »

Desculpe mas não percebi, é de manha e a cabeça ainda não funciona.

Explique lá melhor ou faça-me um desenho  :D :-P

Basta fazer uma cruzinha para um boletim em branco se transformar num voto.
A gestão desta "matéria prima" eleitoral fica a depender muito da mesa de voto e de tudo o que circula à volta dela, sobretudo a nível local.

 Não sei  ??? Nunca participei em qualquer em qualquer atividade relacionada com eleições nacionais. Em eleições de associações já vi muita coisa, mas ao nível nacional nunca fiquei a saber de nada, e de facto é fácil transformar um voto branco num voto qualquer, não sei como é feita a contagem na teoria e nem na prática, principalmente em meios pequenos para o interior onde se não houver pessoas externas seria fácil aldrabar resultados.

Obrigado pelo o alerta nunca me tinha lembrado disso.

Fiquei curioso e fui pesquisar:
Citar
Quais são as operações do apuramento parcial (local)?

-Contar os boletins que não foram utilizados (sobras) e os inutilizados pelos eleitores e encerrá-los no envelope próprio;
- Contar o número de votantes pelas descargas efetuadas nos cadernos de recenseamento;
- Assegurar que nenhum dos membros da mesa que vão manipular os boletins de voto seja portador de material de escrita;
- Abrir a urna, a fim de conferir o número de boletins de voto entrados e, no fim da contagem, voltar a introduzi-los nela;
- Publicitar de imediato o número de boletins de voto contados, através de edital afixado à porta da assembleia de voto;
- Proceder sucessivamente à contagem dos votos (um dos escrutinadores desdobra os boletins, um a um, e anuncia em voz alta a denominação da lista votada; o outro escrutinador regista os votos atribuídos a cada lista, os votos em branco e os votos nulos; simultaneamente, os boletins de voto são examinados e exibidos pelo presidente, que, com a ajuda de um dos vogais, os agrupa em lotes separados, correspondentes a cada uma das listas votadas, aos votos em branco e aos votos nulos);
- O presidente procede à contraprova da contagem, pela contagem dos boletins de cada um dos lotes separados;
- Decidir qualquer reclamação ou protesto;
- Elaborar a ata.

Durante estas operações os delegados têm o direito de:
- Examinar os lotes dos boletins separados, bem como os correspondentes registos, sem alterar a sua composição;
- Solicitar esclarecimentos ou apresentar reclamações ou protestos relativos à contagem ou à qualificação dada ao voto; 
- Obter certidões das operações de apuramento.

Quanto à recolha e contagem de votos dos residentes no estrangeiro, a cargo das assembleias que reúnem no 10.º dia posterior ao da eleição, as operações iniciais são as seguintes:
- Com base nos envelopes brancos é feita descarga do voto rubricando os cadernos eleitorais na coluna a isso destinada e na linha correspondente ao eleitor;
- Contar o número de votantes pelas descargas efetuadas nos cadernos eleitorais;
- Contar os envelopes brancos, que serão imediatamente destruídos;
- Abrir os envelopes verdes, a fim de conferir o número de boletins de votos recolhidos.
Em seguida repetem-se as operações acima indicadas, a partir do momento da afixação do edital com o número  de boletins de voto.

Citar
Quem pode assistir aos trabalhos do apuramento parcial (local)?

Embora assistam aos delegados das candidaturas, aos mandatários e aos candidatos especiais direitos neste âmbito, como o de apresentar reclamações, protestos e contraprotestos, é admissível a presença de eleitores, cabendo à mesa da assembleia de voto disciplinar os trabalhos em termos de não haver qualquer perturbação das operações.

Achei interessante que não é permitido canetas na sala de contagem de votos, para além que podem estar presentes representantes de todas as listas candidatas (o que trás mais confiança ao sistema), e o mais interessante é que cada cidadão pode pedir para assistir a contagem de votos. O que em caso de desconfiança pode ser ir lá averiguar.

O que tenho duvidas que aconteça (mas isto foi porque nunca participei em nada semelhante) é isto:
Citar
Proceder sucessivamente à contagem dos votos (um dos escrutinadores desdobra os boletins, um a um, e anuncia em voz alta a denominação da lista votada; o outro escrutinador regista os votos atribuídos a cada lista,
Será que num circulo grande há tempo e paciência para anunciar 1 a 1?


Curiosidade:
Citar
Qual a composição da assembleia de apuramento geral?

A assembleia de apuramento geral é constituída por:
a) Juiz presidente do tribunal da comarca com sede na capital do círculo eleitoral ou, na sua impossibilidade ou se for mais conveniente, magistrado judicial de secção da instância central da comarca, em quem ele delegue;
b) Dois juristas;
c) Dois professores de matemática;
d) Seis presidentes de assembleia ou secção de voto;
e) Um secretário de justiça do núcleo da sede do tribunal da comarca, que servirá de secretário, sem voto.

Achei interessante a parte de haver 2 professores de matemática, provavelmente ainda é restos do analfabetismo que havia antigamente (que secalhar em certas zonas ainda existe)
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7082
  • Recebeu: 546 vez(es)
  • Enviou: 244 vez(es)
  • +481/-0
Re: REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS
« Responder #749 em: Setembro 20, 2019, 09:18:47 pm »

Achei interessante a parte de haver 2 professores de matemática, provavelmente ainda é restos do analfabetismo que havia antigamente (que secalhar em certas zonas ainda existe)

Posso ser mauzinho?  :mrgreen: "secalhar"?  :-P... É se calhar, duas palavras separadas.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, NVF, raphael, asalves

 

Forças mecanizadas do exército Espanhol à beira de Portugal

Iniciado por dremanu

Respostas: 13
Visualizações: 5913
Última mensagem Maio 08, 2006, 12:40:15 pm
por carlovich
DN: Comando NATO de Oeiras tutela forças de reacção

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 0
Visualizações: 2142
Última mensagem Novembro 14, 2006, 11:38:41 am
por PereiraMarques
Forças de segurança encontram-se sob escuta

Iniciado por antoninho

Respostas: 1
Visualizações: 1798
Última mensagem Outubro 04, 2006, 10:59:36 am
por Rui Elias
Forças Aeromóveis, opinião

Iniciado por typhonman

Respostas: 0
Visualizações: 1016
Última mensagem Outubro 13, 2009, 10:02:41 pm
por typhonman
"Crise já atinge Forças Armadas"

Iniciado por Lancero

Respostas: 8
Visualizações: 4527
Última mensagem Junho 04, 2008, 06:13:35 pm
por Gina