A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !

  • 3411 Respostas
  • 356869 Visualizações
*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 14736
  • Recebeu: 3739 vez(es)
  • Enviou: 4120 vez(es)
  • +2948/-6617
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3375 em: Janeiro 23, 2023, 06:27:34 pm »
Matem-se todos que era um favor que faziam ao país
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 12007
  • Recebeu: 2563 vez(es)
  • Enviou: 6858 vez(es)
  • +415/-363
    • http://youtube.com/HSMW
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3376 em: Janeiro 23, 2023, 11:54:19 pm »
Gajos que se reformaram aos 40s....

Mete mais 15 ou melhor, 20 anos nisso.

Artigo 153.º do EMFAR

Condições de passagem à reserva

1 — Transita para a situação de reserva o militar que:

a) Atinja o limite de idade previsto para o respetivo posto;

b) Complete o tempo máximo de permanência na subcategoria ou no posto;

c) Declare, por escrito, desejar passar à reserva depois de completar 40 anos de tempo de serviço militar e 55 anos de idade;

d) Seja abrangido por outras condições legalmente previstas.
« Última modificação: Janeiro 23, 2023, 11:59:18 pm por HSMW »
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 14736
  • Recebeu: 3739 vez(es)
  • Enviou: 4120 vez(es)
  • +2948/-6617
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3377 em: Janeiro 24, 2023, 08:02:42 am »
Vocês queriam 2 Marlin, e depois como é que havia verbas para palcos?
Prioridades meus srs!

"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 14736
  • Recebeu: 3739 vez(es)
  • Enviou: 4120 vez(es)
  • +2948/-6617
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4611
  • Recebeu: 4264 vez(es)
  • Enviou: 2720 vez(es)
  • +6339/-2496
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3379 em: Janeiro 24, 2023, 09:51:33 am »
Há um parágrafo no artigo do Expresso que me fez rir às gargalhadas.  :mrgreen:

Citar
(...) O processo de redefinição de prioridades para as aquisições de equipamentos já está concluído ao nível dos ramos e do Estado-Maior General das Forças Armadas (EMGFA) e já há luz verde das Finanças, mas os diplomas ainda não deram entrada na Assembleia da República. (...)

Pois, 'tá bem. A não ser que os equipamentos prioritários a adquirir se resumam à meia-dúzia de NPO e pouco mais do que isso, já que para aquilo que é realmente necessário talvez nem o valor de duas LPM bastasse.  ::)

« Última modificação: Janeiro 24, 2023, 09:52:07 am por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"(...) Que, havendo por verdade o que dizia,
DE NADA A FORTE GENTE SE TEMIA
"

Luís Vaz de Camões (Os Lusíadas, Canto I - Estrofe 97)
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 14736
  • Recebeu: 3739 vez(es)
  • Enviou: 4120 vez(es)
  • +2948/-6617
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3380 em: Janeiro 24, 2023, 10:44:41 am »
O espesso é o ação socialista remodelado
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 1961
  • Recebeu: 1481 vez(es)
  • Enviou: 982 vez(es)
  • +2141/-1669
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3381 em: Janeiro 24, 2023, 10:47:21 am »
Há um parágrafo no artigo do Expresso que me fez rir às gargalhadas.  :mrgreen:

Citar
(...) O processo de redefinição de prioridades para as aquisições de equipamentos já está concluído ao nível dos ramos e do Estado-Maior General das Forças Armadas (EMGFA) e já há luz verde das Finanças, mas os diplomas ainda não deram entrada na Assembleia da República. (...)

Pois, 'tá bem. A não ser que os equipamentos prioritários a adquirir se resumam à meia-dúzia de NPO e pouco mais do que isso, já que para aquilo que é realmente necessário talvez nem o valor de duas LPM bastasse.  ::)

O curioso é isto de desencontros entre papelada e decisões.
Não deram luz verde porque os diplomas não chegaram. Mas estavam numa gaveta perdidos? Os grupos de estudo ou despachantes não tinham os documentos prontos, porque andavam distraídos a coçar?
Nem é coisa que seja urgente ou importante, por isso anda assim 
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6526
  • Recebeu: 2741 vez(es)
  • Enviou: 577 vez(es)
  • +1342/-534
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3382 em: Janeiro 24, 2023, 06:01:42 pm »
Normal que os documentos se percam. Já viram que andam de gabinete em gabinete? Ainda por cima, se for como os despachos e outros documentos oficiais, aquilo são páginas e páginas de palha, demora uma semana para ler tudo. Não admira que demorem tanto tempo. Até relatórios da NASA/ESA etc são mais sucintos.

E depois de tanta volta para ser aprovado por meio mundo, o conceito estratégico nada muda, porque vão andar a cortar um pouco por todo o lado, até chegarmos ao básico, mais uma alínea para justificar compra dos ST e o 6º KC, e fica feito.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Charlie Jaguar, Stalker79, Pescador

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 1961
  • Recebeu: 1481 vez(es)
  • Enviou: 982 vez(es)
  • +2141/-1669
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3383 em: Janeiro 24, 2023, 09:18:18 pm »
Normal que os documentos se percam. Já viram que andam de gabinete em gabinete? Ainda por cima, se for como os despachos e outros documentos oficiais, aquilo são páginas e páginas de palha, demora uma semana para ler tudo. Não admira que demorem tanto tempo. Até relatórios da NASA/ESA etc são mais sucintos.

E depois de tanta volta para ser aprovado por meio mundo, o conceito estratégico nada muda, porque vão andar a cortar um pouco por todo o lado, até chegarmos ao básico, mais uma alínea para justificar compra dos ST e o 6º KC, e fica feito.

Exacto.
Para uns sistemas AA e AC em viaturas que carecem, helicópteros ou MLUs que faltam fazer, é almanaques de literatura  vaga. Mas assinar para 5 ou 6 aviões ditos estratégicos por uns 900 milhões ou mais e uma dúzia de bombardeiros de napal para os expedicionários é fácil.
É como digo, é tropa africana.

Entretanto iremos ficar com 4 C130, 5 ou ainda vai calhar o sexto KC, 12 se continuarem todos a voar C295.
Podem montar um empresa de entregas, a TUGAEXPRESS a operar principalmente a sul   
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6526
  • Recebeu: 2741 vez(es)
  • Enviou: 577 vez(es)
  • +1342/-534
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3384 em: Janeiro 24, 2023, 09:33:56 pm »
Ora os 100 milhões que se poderão gastar com o 6º KC, teria sido muito melhor empregue para começar a financiar a compra de novas fragatas. 100 milhões mais os 120 do MLU programado para as VdG, e já era dinheiro. Junta os 150 do LPD, e era meia fragata paga praticamente.

Mas não, é cargueiros que queremos.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 1961
  • Recebeu: 1481 vez(es)
  • Enviou: 982 vez(es)
  • +2141/-1669
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3385 em: Janeiro 25, 2023, 02:48:24 pm »
Por todo o lado, seja na Europa, América do Sul a Norte de África e Asia, se vê novos projectos de investimentos, sejam corvetas de grande capacidade, (acima de 3500 Ton) ou fragatas. Por cá é o disruptivo com isso tudo numa abordagem fantasiosa e desfasada da realidade. Pois nem o que podiam aproveitar para ter nas actuais Fragatas BD têm e o resto da frota, tirando os submarinos, nem é assunto.
Comodoros e almirantes com fartura, é essa a "frota" de bonecos
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4611
  • Recebeu: 4264 vez(es)
  • Enviou: 2720 vez(es)
  • +6339/-2496
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3386 em: Janeiro 25, 2023, 03:08:41 pm »
Por todo o lado, seja na Europa, América do Sul a Norte de África e Asia, se vê novos projectos de investimentos, sejam corvetas de grande capacidade, (acima de 3500 Ton) ou fragatas. Por cá é o disruptivo com isso tudo numa abordagem fantasiosa e desfasada da realidade. Pois nem o que podiam aproveitar para ter nas actuais Fragatas BD têm e o resto da frota, tirando os submarinos, nem é assunto.
Comodoros e almirantes com fartura, é essa a "frota" de bonecos

Deslocamento acima das 3500 toneladas é um couraçado, tanto de tamanho como de complexidade. ::)

Por cá o que se quer é a Bimby Naval, esse navio nunca dantes visto, e que será um verdadeiro canivete suíço capaz de tudo e mais alguma coisa. E com o bónus do convés de voo ser espaçoso o suficiente para se instalarem à vontade umas dezenas de espreguiçadeiras para os srs. Almirantes ficarem com uma "corzita".
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"(...) Que, havendo por verdade o que dizia,
DE NADA A FORTE GENTE SE TEMIA
"

Luís Vaz de Camões (Os Lusíadas, Canto I - Estrofe 97)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Pescador

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 14736
  • Recebeu: 3739 vez(es)
  • Enviou: 4120 vez(es)
  • +2948/-6617
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3387 em: Janeiro 25, 2023, 03:17:17 pm »
Felizmente espero que essa porcaria nunca vá para a frente, um sorvedouro do pouco dinheiro que resta, e de certeza sem ter panelas a servirem de chuveiro
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Datafire

  • Membro
  • *
  • 6
  • Recebeu: 8 vez(es)
  • +2/-0
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3388 em: Janeiro 25, 2023, 05:06:45 pm »
Felizmente espero que essa porcaria nunca vá para a frente, um sorvedouro do pouco dinheiro que resta, e de certeza sem ter panelas a servirem de chuveiro

A "Bimby Naval" se não for feita, o dinheiro não vai para chuveiros, fragatas, NPO, etc , volta para Bruxelas, e a marinha perde a oportunidade de ter um novo meio comparticipado a um nível que muito dificilmente se vai voltar repetir. 

A confusão continua,
- O PMN, não é um navio combatente, não pretende ser, nem pode ser.
- O PMN, está integrado no Centro do Atlântico, que integra um total de 16 países, e onde Portugal, se comprometeu a disponibilizar um meio moderno para estudo e defesa do meio marinho, é um meio acima de tudo cientifico, ou pelo menos deveria ser.
- O PMN, não é financiado pela Marinha, e se esta não o quiser operar, por incapacidade financeira ou humana,  o IPMA facilmente o faria.

O que a marinha apresentou como requisitos para este navio, pode e deve ser escrutinado,
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6526
  • Recebeu: 2741 vez(es)
  • Enviou: 577 vez(es)
  • +1342/-534
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3389 em: Janeiro 25, 2023, 06:41:39 pm »
Pois, é que a não construção do PNM, não vai mudar nada no resto da Marinha, ficando as coisas igualmente mal ou piores, porque a Marinha terá que continuar a operar vários hidrográficos.

Pena que as elites quiseram inventar um mega navio dos mil ofícios, em vez de aceitar um hidrográfico moderno, de guarnição reduzida, e que permitiria substituir os vários navios actualmente ao serviço para a função, baixando significativamente os custos com esta frota, e o pessoal necessário para a operar.

Já tinha acontecido algo semelhante com o NPO, com a constante alteração de requisitos, que fez com que se atrasasse a sua construção. Os futuros patrulhas para substituir os Tejo, Argos e Centauro, aparentam ir pelo mesmo caminho infelizmente, de tornar complicado aquilo que é simples.

Era bom que, na altura de encomendar fragatas novas (que já devia ter sido feita), também quisessem navios complexos, e não fragatas low cost FFBNW.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Pescador