Notícias da FAP

  • 895 Respostas
  • 249484 Visualizações
*

Visitante123

  • Membro
  • *
  • 259
  • Recebeu: 89 vez(es)
  • Enviou: 72 vez(es)
  • +2/-18
Re: Notícias da FAP
« Responder #885 em: Fevereiro 23, 2022, 05:09:06 pm »
SPOILERS:

Não foi reconduzido.
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7554
  • Recebeu: 925 vez(es)
  • Enviou: 295 vez(es)
  • +1054/-15
Re: Notícias da FAP
« Responder #886 em: Fevereiro 23, 2022, 05:55:12 pm »
Escolhido pelo CV exemplar...

Ao longo da sua carreira participou em vários estudos e grupos de trabalho dos quais se destacam, a Autoridade Aeronáutica Nacional e o seu Enquadramento Nacional e Internacional em 2011, o Estudo do Impacto da Implementação de uma Infraestrutura Aeronáutica Civil na Base Aérea nº6, Montijo, em 2017, e nas funções de Diretor do Grupo de Trabalho, o programa de “Aquisição e operação de aeronaves anfíbias para a ANPC”, a pedido da referida entidade, em 2014, e o programa da “Aeronave de Transporte Estratégico KC-390”, que decorre desde 2015.

Acho que para bom entendedor basta e a componente civilista da FAP será reforçada.
« Última modificação: Fevereiro 23, 2022, 05:56:42 pm por PereiraMarques »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: typhonman, LM, NVF, Charlie Jaguar

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6112
  • Recebeu: 2338 vez(es)
  • Enviou: 537 vez(es)
  • +636/-453
Re: Notícias da FAP
« Responder #887 em: Fevereiro 23, 2022, 07:15:08 pm »
"Aeronave de Transporte Estratégico KC-390"... ao fim deste tempo todo, ainda não me habituei a este ultraje.  :N-icon-Axe:
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: typhonman, NVF, Charlie Jaguar

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4250
  • Recebeu: 3649 vez(es)
  • Enviou: 2238 vez(es)
  • +4878/-2437
Re: Notícias da FAP
« Responder #888 em: Fevereiro 23, 2022, 07:31:40 pm »
Bom CV de facto o do TGen, já vem doutrinado pela Embraer para vender também o "estratégico", e pese embora seja um homem que conhece bem a BA6, não deverá causar ondas no que concerne ao encerramento da maior base operacional da Força Aérea (como se a maioria absoluta do PS não fosse suficiente para tal). Sim senhor, continuem a votar PS!  :mrgreen:
« Última modificação: Fevereiro 23, 2022, 08:25:24 pm por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: typhonman

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9698
  • Recebeu: 1695 vez(es)
  • Enviou: 2061 vez(es)
  • +319/-278
Re: Notícias da FAP
« Responder #889 em: Fevereiro 23, 2022, 08:35:59 pm »
A maior base é Beja.  :mrgreen:
Agora a mais operacional...

Fica tudo numa  c56x1
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: raphael

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4250
  • Recebeu: 3649 vez(es)
  • Enviou: 2238 vez(es)
  • +4878/-2437
Re: Notícias da FAP
« Responder #890 em: Fevereiro 23, 2022, 09:22:52 pm »
A maior base é Beja.  :mrgreen:

Em termos de número de Esquadras de Voo lá sediadas ainda não é, mas por este andar a 501 e 502 não tardarão a ser transferidas para a 11.


Agora a mais operacional...

Fica tudo numa  c56x1

Deixa-me adivinhar: tem as termas a Norte, Vieira de Leiria a Oeste, e o pinhal já foi bem maior... ;)
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 5119
  • Recebeu: 717 vez(es)
  • Enviou: 1540 vez(es)
  • +3441/-3742
Re: Notícias da FAP
« Responder #891 em: Fevereiro 23, 2022, 09:34:40 pm »
Citar
Chefe da Força Aérea no limbo, enquanto uma guerra começa
O cenário da recondução do general Joaquim Borrego é o mais provável, mas o CEMFA não foi informado pelo Governo com antecedência

20:23 22 Fevereiro, 2022 | Vítor Matos

António Costa gosta de dizer, em sentido figurado, que “não se mudam generais a meio da guerra”, mas o chefe do Estado-Maior da Força Aérea (CEMFA), general Joaquim Borrego, termina os três anos de mandato no próximo sábado e, pelo menos até esta segunda-feira, ainda desconhecia se ia ser reconduzido à frente deste ramo das Forças Armadas. A lei determina que, “sempre que possível”, o Governo deve iniciar o processo de nomeação dos chefes de Estado-Maior “pelo menos um mês antes da vacatura do cargo, por forma a permitir a substituição imediata do respetivo titular”. Ao que o Expressou apurou, o general Borrego não terá sido informado sobre se o seu mandato seria prorrogado por mais dois anos pelo ministro da Defesa, João Gomes Cravinho, com a antecedência prevista na lei para serem desencadeados os procedimentos de substituição, soube o Expresso de várias fontes militares.

Embora a ausência de comunicação – e o facto de não ter sido atempadamente desencadeada uma substituição – possa prenunciar uma prorrogação do mandato do CEMFA, fala-se nos meios militares em “falta de consideração”, por se deixar um chefe militar, até ao limite, sem certeza sobre a continuidade no posto. A verificar-se uma recondução, terá se ser anunciada pelo Conselho de Ministros desta quinta-feira, à imagem do que aconteceu com o chefe do Estado-Maior do Exército (CEME), general Nunes da Fonseca, reconduzido em outubro pelo Presidente da República (que publicou a nota de prorrogação do mandato do CEME no site de Belém, enquanto ainda decorria o Conselho de Ministros que propunha a sua continuidade). Se nenhuma decisão for tomada, o general Borrego passa à reserva e sai do cargo no próximo sábado.

A recondução, porém, será o cenário mais provável, até porque, caso fosse substituído, o ministro da Defesa teria de ouvir o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas (CEMGFA), sobre o nome do sucessor. E, para se pronunciar, o CEMGFA teria de ter consigo um parecer (não vinculativo), do Conselho Superior da Força Aérea, segundo a Lei Orgânica das Bases e Organização das Forças Armadas. Acontece que este órgão – que junta os generais de três estrelas do ramo – se reuniu esta segunda-feira, apurou o Expresso, sem ter na agenda a substituição do chefe. A única hipótese de se proceder a uma substituição seria suscitar esses procedimentos com urgência durante esta quarta-feira.

Mais: uma exoneração de Joaquim Borrego seria um ato isolado, até porque os últimos três chefes militares cujos mandatos chegaram ao fim viram o seu tempo de comando prorrogado. Foi o que aconteceu com o CEMGFA, almirante Silva Ribeiro, em março de 2021, foi o que sucedeu ao general Nunes da Fonseca no Exército, em outubro, e mesmo ao almirante Mendes Calado na Marinha, que foi reconduzido em março do ano passado – embora depois tivesse sido exonerado em dezembro para ser nomeado o almirante Gouveia e Melo. Se Joaquim Borrego não for reconduzido, será caso único entre os seus pares.

No cenário de recondução do general à frente da Força Aérea, Joaquim Borrego torna-se forte candidato a sucessor do almirante Silva Ribeiro no EMGFA, que terá de sair do cargo daqui a um ano, em março, quando termina o mandato. Isto, caso se mantenha a tradição – nem sempre cumprida – de rotação dos ramos das Forças Armadas: como depois do general Pina Monteiro, do Exército, se seguiu o almirante Silva Ribeiro, da Marinha, agora seria a vez da Força Aérea. Caso se mantivesse essa regra não escrita, isso faria com que o almirante Gouveia e Melo, atual CEMA, dificilmente chegasse a CEMGFA, até porque mesmo quando não houve rotação entre os ramos, nunca se seguiram dois CEMGFA da mesma proveniência no edifício do Restelo.

Tal como o chefe do Exército e o ex-chefe da Marinha, Joaquim Borrego foi um dos críticos da reforma do comando superior das Forças Armadas, que apresentou fortes reservas às alterações legislativas quando foi ouvido no Parlamento o ano passado. O general questionou o anúncio da reforma “em pleno esforço de combate à pandemia”, que recebeu com “surpresa”. Nessa audiência à porta fechada no Parlamento, apontou ainda as debilidades da Força Aérea: o facto de a eficácia operacional estar dependente, sobretudo, dos meios disponibilizados, que não são suficientes. Os “bons resultados”, que o ramo tem apresentado, segundo disse à Comissão de Defesa, “não surgem isentos de dificuldades”, precisando: “São conhecidas, e têm sido amplamente relevadas, as lacunas persistentes, no que diz respeito aos recursos humanos, materiais e financeiros.” E apelou que se dê a estes problemas “especial atenção, por deles depender, verdadeiramente, o reforço da eficácia operacional”.

“No plano material”, acrescentou “é preocupante a prontidão dos meios aéreos que vem sendo observada, fruto do desinvestimento acumulado na regeneração do potencial das aeronaves”, tornando-se “necessário investir na modernização das capacidades aéreas para que a relevância e a eficácia operacional se mantenham intactas junto dos nossos parceiros e aliados tradicionais”. Joaquim Borrego pediu respostas concretas para a “reduzida prontidão dos meios aéreos”, para o “contínuo agravamento, resultante do subfinanciamento para a operação” e ainda pôs em causa a componente da reforma que torna o ministro mais distante dos chefes: perguntando como é que “o anunciado afastamento entre a tutela e os ramos poderá facilitar a resolução destas questões”.


Com uma guerra anunciada na frente Leste da Europa será altura para se mudarem generais?

https://expresso.pt/politica/chefe-da-forca-aerea-no-limbo-enquanto-uma-guerra-comeca/

Deve ter falado nos F-35 e decidiram não reconduzir...
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9698
  • Recebeu: 1695 vez(es)
  • Enviou: 2061 vez(es)
  • +319/-278
Re: Notícias da FAP
« Responder #892 em: Fevereiro 23, 2022, 10:26:47 pm »
A maior base é Beja.  :mrgreen:

Em termos de número de Esquadras de Voo lá sediadas ainda não é, mas por este andar a 501 e 502 não tardarão a ser transferidas para a 11.

Amigo CJ, maior base em área. Não é maior do tipo "sou o maior da minha rua." Em esquadras tem ambas 3 esquadras :mrgreen:, só se juntares a 504 que pertence à BA6 mas está fisicamente no AT1.

Citar
Agora a mais operacional...

Fica tudo numa  c56x1

Deixa-me adivinhar: tem as termas a Norte, Vieira de Leiria a Oeste, e o pinhal já foi bem maior... ;)

Não eu não entro nessa guerra, estava a falar mesmo em Beja, que passaria também a mais operacional num futuro próximo, por isso disse fica tudo numa, maior em área e com mais esquadras (mais operacional diga-se).

PS: A não ser que com isto da guerra aqui ao lado a gente compre 60 F-35 para a BA5 :toto:
« Última modificação: Fevereiro 23, 2022, 10:31:39 pm por Lightning »
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4250
  • Recebeu: 3649 vez(es)
  • Enviou: 2238 vez(es)
  • +4878/-2437
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9417
  • Recebeu: 4643 vez(es)
  • Enviou: 3348 vez(es)
  • +4401/-1004
Re: Notícias da FAP
« Responder #894 em: Maio 22, 2022, 09:21:02 pm »
The Nexter_Group self-funded ASCALON 140mm gun system is currently undergoing a new firing campaign at the Alcochete Firing Range (Campo de Tiro de Alcochete, CTA). The ASCALON could potentially arm the MGCS vehicle.



https://twitter.com/Defence360/status/1527717317961990144?cxt=HHwWgICy5c6zxbMqAAAA

Abraços
« Última modificação: Maio 22, 2022, 09:21:51 pm por tenente »
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: raphael, HSMW

*

raphael

  • Investigador
  • *****
  • 1410
  • Recebeu: 270 vez(es)
  • Enviou: 237 vez(es)
  • +47/-13
Re: Notícias da FAP
« Responder #895 em: Maio 23, 2022, 03:24:10 pm »
Bom...para não serem sempre os suspeitos do costume a testar munições!
Um abraço
Raphael
__________________