Substituição dos Falcon 50

  • 79 Respostas
  • 15448 Visualizações
*

Alvalade

  • Especialista
  • ****
  • 1044
  • Recebeu: 266 vez(es)
  • Enviou: 78 vez(es)
  • +15/-5
Substituição dos Falcon 50
« em: Novembro 22, 2014, 09:53:24 am »
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4095
  • Recebeu: 239 vez(es)
  • Enviou: 242 vez(es)
  • +19/-1
Re: Substituição dos Falcon 50
« Responder #1 em: Novembro 22, 2014, 10:28:09 am »
Por incrível que pareça eu sou a favor, uma vez que o trabalho feito pelos falcon é de valor, transporte de orgãos e de doentes é um trabalho importante, agora seria interessante se os aviões pudessem vir com a capacidade de se transformar em aviões ambulância.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

Alvalade

  • Especialista
  • ****
  • 1044
  • Recebeu: 266 vez(es)
  • Enviou: 78 vez(es)
  • +15/-5
Re: Substituição dos Falcon 50
« Responder #2 em: Novembro 22, 2014, 10:36:20 am »
Citação de: "nelson38899"
Por incrível que pareça eu sou a favor, uma vez que o trabalho feito pelos falcon é de valor, transporte de orgãos e de doentes é um trabalho importante, agora seria interessante se os aviões pudessem vir com a capacidade de se transformar em aviões ambulância.

Mesmo para transporte VIP, deverá ser uma poupança a longo prazo em comparação com o sistema actual de usar companhias aéreas para a grande maioria das viagens.
Nos últimos tempos a única utilização dos Falcon que reparei foi na viagem do MNE a Bissau.
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1698
  • Recebeu: 187 vez(es)
  • Enviou: 428 vez(es)
  • +7/-1
Re: Substituição dos Falcon 50
« Responder #3 em: Novembro 22, 2014, 04:52:27 pm »
Citar
Aguiar-Branco já mandou estudar todas as opções para substituir os aviões de bandeira do Estado
Podem muito bem comprar aviões em segunda-mão, mais baratos, que para estas tarefas/missões servem muito bem. Afinal de contas é o que foi feito com os Falcon 20 e 50. Pode-se também comprar Falcon 900/2000/7 que partilham alguma da sua logística com os actuais Falcon 50 de forma a poupar algum dinheiro na transição.

Como estamos a falar na aquisição de poucas unidades não estou a ver a necessidade de contrapartidas ou de concursos públicos. «Ó FedEx/DHL, tens aviões com poucas horas de voo que vendas a bom preço? Fixe.»

No entanto estou a ver que foi preciso vir a Embraer com os seus interesses para finalmente nos lembrarmos de substituir os Falcon 50. E o Senhor Ministro tem também de se mexer da perna para deixar o negócio feito antes de sair do governo de forma a ganhar a sua parte.

Estou é a ver que dentro de algumas décadas só vamos ter os EH-101, os P-3 e os C-295 como as únicas aeronaves na FAP que não são "Made in Brazil". Quanto a aviões de transporte, aviões a jacto, helicópteros ligeiros, aviões de treino, e até mesmo caças (Gripen) vai ser tudo "Made by Embraer".

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

Alvalade

  • Especialista
  • ****
  • 1044
  • Recebeu: 266 vez(es)
  • Enviou: 78 vez(es)
  • +15/-5
Re: Substituição dos Falcon 50
« Responder #4 em: Novembro 22, 2014, 05:18:48 pm »
Citação de: "Get_It"
Citar
Aguiar-Branco já mandou estudar todas as opções para substituir os aviões de bandeira do Estado
Podem muito bem comprar aviões em segunda-mão, mais baratos, que para estas tarefas/missões servem muito bem. Afinal de contas é o que foi feito com os Falcon 20 e 50. Pode-se também comprar Falcon 900/2000/7 que partilham alguma da sua logística com os actuais Falcon 50 de forma a poupar algum dinheiro na transição.

Como estamos a falar na aquisição de poucas unidades não estou a ver a necessidade de contrapartidas ou de concursos públicos. «Ó FedEx/DHL, tens aviões com poucas horas de voo que vendas a bom preço? Fixe.»

No entanto estou a ver que foi preciso vir a Embraer com os seus interesses para finalmente nos lembrarmos de substituir os Falcon 50. E o Senhor Ministro tem também de se mexer da perna para deixar o negócio feito antes de sair do governo de forma a ganhar a sua parte.

Estou é a ver que dentro de algumas décadas só vamos ter os EH-101, os P-3 e os C-295 como as únicas aeronaves na FAP que não são "Made in Brazil". Quanto a aviões de transporte, aviões a jacto, helicópteros ligeiros, aviões de treino, e até mesmo caças (Gripen) vai ser tudo "Made by Embraer".

Cumprimentos,

Se não me engano o Brasil só pode vender os Gripen a países da América do Sul e África.
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1698
  • Recebeu: 187 vez(es)
  • Enviou: 428 vez(es)
  • +7/-1
Re: Substituição dos Falcon 50
« Responder #5 em: Novembro 22, 2014, 08:52:07 pm »
Citação de: "Alvalade"
Se não me engano o Brasil só pode vender os Gripen a países da América do Sul e África.
Correcto, mesma coisa para o AS350. Mas não ficaria surpreendido se o Brasil ficasse responsável pela promoção e negociação dado as relações Portugal-Brasil e a presença da Embraer em Portugal. Quando os nossos F-16 forem substituídos (pós-2025/30) o Brasil e a Suécia também já terão conseguido desenvolver os seus próprios componentes para se tornarem ainda mais independentes de outros países europeus e norte-americanos. O resultado será um Gripen com grande parte dos seus componentes fabricados na América do Sul ("Made in Brazil").

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

pchunter

  • 368
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +0/-0
Re: Substituição dos Falcon 50
« Responder #6 em: Novembro 23, 2014, 12:39:20 pm »
Não vejo qual é o mal, se bem me lembro algumas estruturas dos Legacy 450/500 são produzidas em Évora como tal faz todo o sentido esta compara.
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8360
  • Recebeu: 710 vez(es)
  • Enviou: 1088 vez(es)
  • +44/-10
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Substituição dos Falcon 50
« Responder #7 em: Novembro 23, 2014, 09:23:14 pm »
Citação de: "Get_It"
Citar
Aguiar-Branco já mandou estudar todas as opções para substituir os aviões de bandeira do Estado
Pode-se também comprar Falcon 900/2000/7 que partilham alguma da sua logística com os actuais Falcon 50 de forma a poupar algum dinheiro na transição.

Alguma mas talvez menos que os Legacy partilham com os ERJ-145 da Portugalia com os seus motores Rolls Royce AE3007 e que são aeronaves com projecto da década de 90.

Quantos aos Falcon era vender tudo para não ficarem a fazer companhia aos Puma e Aviocar... E o Falcon 20 também que não faço ideia onde está!
Aliás, esta substituição já era adivinhada e considerada a mais racional à muito aqui no Forum Defesa.
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4982
  • Recebeu: 862 vez(es)
  • Enviou: 544 vez(es)
  • +48/-27
Re: Substituição dos Falcon 50
« Responder #8 em: Novembro 24, 2014, 09:27:48 am »
Citação de: "HSMW"
E o Falcon 20 também que não faço ideia onde está!
Aliás, esta substituição já era adivinhada e considerada a mais racional à muito aqui no Forum Defesa.
Citar
Emprego na Força Aérea Portuguesa
Foram adquiridas três aeronaves Falcon 20. Entraram ao serviço em Setembro de 1984 com o fim de transportar altas entidades.

Com a aquisição dos Dassault Falcon 50 estes aviões perderam parte do seu interesse operacional de emprego. Dois foram vendidos ao Canadá, ficando apenas um ao serviço para a execução de missões de verificação e calibração de ajudas à navegação aérea.http://pt.wikipedia.org/wiki/Dassault_Falcon_20
Este ultimo encontra-se no Museu do Ar (Granja do Marques - Sintra).


De resto completamente de acordo. Até porque a juntar a tudo já dito temos a Verificação e Calibração de Ajudas Rádio-navegação (Vcan)que o Falcon 20 também fazia.
Citar
A Força Aérea Portuguesa dispõe de uma unidade deste tipo de aeronave equipada com uma consola de calibração de Rádio Ajudas à Navegação Aérea. Basicamente a consola consiste num conjunto de equipamentos de alta precisão, que podem identificar desvios, deflexões ou outros fenómenos que possam degradar a qualidade ou precisão dos sinais emitidos pelas ajudas rádio e, fornecer ao pessoal de manutenção os dados necessários para a correcção imediata das anomalias detectadas. http://faportuguesa.no.sapo.pt/apoio.htm
Cumprimentos
« Última modificação: Novembro 24, 2014, 03:04:56 pm por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Alvalade

  • Especialista
  • ****
  • 1044
  • Recebeu: 266 vez(es)
  • Enviou: 78 vez(es)
  • +15/-5
Re: Substituição dos Falcon 50
« Responder #9 em: Novembro 24, 2014, 10:07:49 am »
Tenho quase a certeza que a calibração rádio já não é feita pela Força Aérea
« Última modificação: Novembro 24, 2014, 03:24:24 pm por Alvalade »
 

*

paraquedista

  • Membro
  • *
  • 263
  • Recebeu: 33 vez(es)
  • Enviou: 22 vez(es)
  • +1/-0
Re: Substituição dos Falcon 50
« Responder #10 em: Novembro 24, 2014, 02:27:50 pm »
Calibracao de Radio Ajudas...significa calibrar os ILS (Intrument Landing System), os VOR (VHF OMNI RANGE) e os NDB (Non Directional Beacon)..
Nao sei se a FAP ainda utiliza o PAR (precision approach range)...este sim utiliza radar...mas penso que a calibracao das radio ajudas nao tem nada a ver com calibracao de radar.

Existem companhias privadas que fazem a calibracao das ajudas radio e se me lembro bem a FAP e a ANA contratam uma companhia que utiliza um Beechcraft 90 ou coisa parecida.
Nao ha qualquer necessidade de ser a FAP a faze-lo.
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4982
  • Recebeu: 862 vez(es)
  • Enviou: 544 vez(es)
  • +48/-27
Re: Substituição dos Falcon 50
« Responder #11 em: Novembro 24, 2014, 03:03:54 pm »
http://walkarounds.home.sapo.pt/walkarounds.htm
Citar
O terceiro Falcon 20 voltou aos EUA em Junho de 85 onde recebeu o equipamento necessário ao desempenho da missão de Verificação e Calibração de Ajudas Rádio - VCAN, desde então a missão secundária da 504, tendo regressado a 02 de Novembro desse ano. Esta missão teve início no dia 28 de Novembro 85 na então Base Aérea 3 - Tancos.
      Em 1989 foram adquiridos na França os dois primeiros Falcon 50, aos quais se viria a juntar um terceiro em 1991. Em 1993 dois dos Falcon 20 foram vendidos para o Canadá, dado que já não se justificava a sua presença em termos operacionais ao serviço após a chegada dos novos aparelhos e pelo facto de estarem dotados com porta de carga pouco apropriada numa configuração de transporte de passageiros. O terceiro Falcon 20 acabou por ser retirado ao serviço pouco mais de uma década depois, significando também a interrupção das missões VCAN por parte da 504.
É Verificação e Calibração de Ajudas Rádio-navegação (Vcan) e não calibração de radar. Peço desculpa e já corrigi o erro.  :oops:

Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Camuflage

  • Investigador
  • *****
  • 1219
  • Recebeu: 65 vez(es)
  • Enviou: 29 vez(es)
  • +6/-23
Re: Substituição dos Falcon 50
« Responder #12 em: Novembro 24, 2014, 08:45:16 pm »
Será que vale mesmo a pena comprar? Adquirir traz custos de manutenção, alugar é sempre mais barato e deixa as despesas do outro lado.
Desde a chegada dos Merlin quantas vezes foi necessário recorrer ao Falcon para transporte de doentes?

Não devem faltar Gulfstream à venda nos EUA usados provenientes de milionários se a opção for comprar é capaz de ser uma boa escolha.
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1698
  • Recebeu: 187 vez(es)
  • Enviou: 428 vez(es)
  • +7/-1
Re: Substituição dos Falcon 50
« Responder #13 em: Novembro 24, 2014, 10:13:29 pm »
Camuflage, mesmo com os EH-101 os Falcon 50 ainda fazem bastantes missões de transporte de doentes. Especialmente quando se trata de transportes urgentes e que envolvem grandes distâncias. Por exemplo, transporte de doentes do Algarve para Lisboa ou Coimbra. Veja o website da FAP onde ainda vão sendo noticiadas algumas dessas missões.

Nas missões de transporte de órgãos tornam-se muito mais vitais do que um helicóptero ou ter de estar a coordenar o transporte numa aeronave civil. Claro que o INEM/Ministério da Saúde podia aí também contratar uma aeronave para ficar de alerta para esses transportes, algo como já faz com os helicópteros.

Outra opção poderia ser também substituir os Falcon 50 por uma aeronave como o PC-12 que seria mais barata de adquirir e de operar e depois complementar com o aluguer de aviões a jacto privados. Só não sei se valerá a pena dado a diferença entre a velocidade de um avião a jacto e um a turbo-hélice. (A fuselagem e outros componentes do PC-12 são fabricados na OGMA.)

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1698
  • Recebeu: 187 vez(es)
  • Enviou: 428 vez(es)
  • +7/-1
Re: Substituição dos Falcon 50
« Responder #14 em: Março 28, 2016, 11:54:12 pm »
Governo candidata modernização dos Falcon a fundos europeus (4 de Fevereiro 2016) - originalmente colocada pelo nelson38899 no tópico «Problemas com FALCON do Presidente da República».

Uma opção para a substituição dos Falcon 50: talvez comprar um dos dois Falcon 900EX que os italianos vão vender? Isto é se entretanto já não os venderam...

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

 

Governo entrega substituição do Aviocar à espanhola CASA

Iniciado por Maginot

Respostas: 10
Visualizações: 4867
Última mensagem Maio 06, 2005, 10:10:47 pm
por Luso
Aberto concurso para a substituição dos Aviocar

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 37
Visualizações: 13107
Última mensagem Dezembro 28, 2004, 09:13:27 pm
por JNSA
Substituição dos AlphaJet por um novo avião de treino?

Iniciado por Marauder

Respostas: 27
Visualizações: 10751
Última mensagem Setembro 21, 2006, 03:30:41 am
por p_shadow
Substituição dos Allouette III

Iniciado por JNSA

Respostas: 788
Visualizações: 138702
Última mensagem Fevereiro 14, 2019, 12:26:30 pm
por alphaiate
Programa de substituição do C-130

Iniciado por Boina_Verde

Respostas: 1226
Visualizações: 226377
Última mensagem Março 17, 2019, 03:32:20 pm
por Red Baron