Eanes: UE deve ter Exército e Constituição comuns

  • 5 Respostas
  • 2547 Visualizações
*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4146
  • Recebeu: 28 vez(es)
  • +60/-0
Eanes: UE deve ter Exército e Constituição comuns
« em: Março 21, 2007, 03:16:22 pm »
Citar
UE: Exército comum e Constituição indispensáveis à credibilidade - Ramalho Eanes  

     Lisboa, 20 Mar (Lusa) - O ex-Presidente da República Ramalho Eanes defendeu hoje que a União Europeia só ganhará credibilidade no contexto internacional se apostar na formação de um Exército comum e na definição de uma Constituição política.  

     "A Europa não conta internacionalmente em grandes questões se não tiver (...) Forças Armadas capazes de assegurar a soberania e a defesa. A necessidade de Forças Armadas comuns e de uma política de Defesa comum existe desde que se reflecte sobre questões europeias", afirmou.

     O general Ramalho Eanes falava aos jornalistas no final da palestra que proferiu hoje na Universidade Católica, em Lisboa, com o tema "Europa: entre a Globalização e a Geopolítica".

     Cinquenta anos depois da assinatura do Tratado de Roma, que instituiu, a 25 de Março de 1957, a Comunidade Económica Europeia, Ramalho Eanes considerou "indispensável" para o futuro da União a definição de uma constituição que traduza a arquitectura política das instituições europeias.

     Ramalho Eanes sustentou que o projecto de tratado para a Constituição Europeia que foi rejeitado em referendo pela França e Holanda é "demasiado pormenorizado" e defendeu "uma constituição mais flexível" que não seja "um espartilho para os povos".

     Ainda sobre o lugar da União Europeia no contexto internacional, o ex-chefe do Estado defendeu que a Europa poderá ser "uma potência tranquila" ou "um softpower" que "possa exercer algum equilíbrio".

     "Se é viável uma Europa unida, a resposta é um sim, mas...", afirmou, defendendo que para isso os actores políticos envolverem os cidadãos na construção do projecto europeu.  

     "Bom seria se tivéssemos feito da Europa um projecto nacional. Não o fizemos", afirmou, lamentando que a União Europeia ainda seja vista pelos cidadãos portugueses como "um instrumento do qual se podem retirar alguns benefícios".  

     Esta ideia da Europa poderá ser modificada no futuro através do renovar das gerações, disse Ramalho Eanes, frisando que os jovens de hoje já se sentem em Paris ou em Londres como em casa.  
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

*

Pantera

  • Perito
  • **
  • 399
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #1 em: Março 21, 2007, 04:24:52 pm »
Essa da constituição comum, é mais um acto de traição à Pátria, já não basta as diversas áreas, onde os outros mandam em nós, e nós obedecemos, como agora teremos que aceitar mais leis e ordens.

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7520
  • Recebeu: 413 vez(es)
  • Enviou: 139 vez(es)
  • +151/-194
(sem assunto)
« Responder #2 em: Março 21, 2007, 10:17:27 pm »
Embirutou de vez! :shock:
E eu que tinha bastante respeito pelo senhor.

Safa, que não há ninguém que escape e que tenha um mínimo de princípios.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6858
  • Recebeu: 375 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +245/-0
Re: Eanes: UE deve ter Exército e Constituição comuns
« Responder #3 em: Março 21, 2007, 10:54:52 pm »
Citar
"A Europa não conta internacionalmente em grandes questões se não tiver (...) Forças Armadas capazes de assegurar a soberania e a defesa.  


Também acho esta afirmação estranha e chamo a atenção para o possível efeito pernicioso do (...) .

Isto sou eu a especular, mas a frase original podia ser perfeitamente: "A Europa não conta internacionalmente se não tiver uma política articulada de segurança e defesa. Essa política não deverá contudo descurar que cada país tenha Forças Armadas capazes de assegurar a soberania e a defesa. " Não sei se perceberam a "malandrice" :wink:

Vide, por exemplo, o caso das afirmações de Bento XVI sobre Maomet, completamente tiradas do contexto e focando apenas o "sound-bit"...
 

*

Miguel Sá

  • 83
  • +0/-0
UE
« Responder #4 em: Março 22, 2007, 08:02:56 pm »
O Sr. general limitou-se a constatar a realidade.

Não sou fan da UE mas é uma inevitabilidade.
Inevitável mas nunca definitivo
Não vejo por aí nenhum D. João (I ou IV), nem uma conjuntura que nos levasse a abandonar a UE.
Tudo é dinâmico: nasce-cresce-morre

Mas a UE vai ter de aprofundar-se ainda mais.
Uma Constituição e Forças Armadas comuns obrigam igualmente a uma verdadeira Política externa Comum, Justiça Comum, Fiscalidade Comum, Políticas Económicas Comuns, etc, etc, etc.
Importa uma clarificação de pessoas, políticas e objectivos

Podiamos ter FREMM, Horizon, os helios seriam da Eurocopter, sistemas de misseis EADS, etc., a Europa parecer querer ser autosuficiente em relação aos EUA
Teria de haver uma estrutura comum, equipamento comum, patentes militares comuns, manuais tácticos comuns, etc.

Seria a morte da NATO?
 

*

Artic Fusion

  • Membro
  • *
  • 148
  • +0/-0
Re: UE
« Responder #5 em: Março 22, 2007, 11:19:28 pm »
Citação de: "Miguel Sá"
Seria a morte da NATO?


Os Franceses queriam Forças Armadas europeias, mas os Estados Unidos oposeram-se. (rumores) A verdade é que europa está muito dividida e há países europeus que preferem continuar a ter o mercado (defesa) dos EUA. Afinal é o país mais poderoso do mundo e também é do interesse destes manter uma forte influência da europa. Veja-se o programa MLU dos F-16s, uma das aeronaves modernas mais exportadas para a europa ocidental e central.

Sou a favor de um maior distanciamento em relação aos EUA...mas não sei se isso será possivel num futuro proximo...
 

 

Forças mecanizadas do exército Espanhol à beira de Portugal

Iniciado por dremanu

Respostas: 13
Visualizações: 5685
Última mensagem Maio 08, 2006, 12:40:15 pm
por carlovich
Portugal «deve ser» país participante nas áreas militares

Iniciado por Fábio G.

Respostas: 29
Visualizações: 9509
Última mensagem Junho 17, 2004, 12:17:24 pm
por Rui Elias
RECENCEAMENTO MILITAR DEVE SER OBRIGATÓRIO ?

Iniciado por Rui Elias

Respostas: 23
Visualizações: 10611
Última mensagem Maio 03, 2007, 07:35:35 pm
por ThunderHawk
Constituição Europeia: A morte anunciada de Portugal

Iniciado por rsf

Respostas: 14
Visualizações: 5134
Última mensagem Abril 17, 2009, 10:30:07 am
por Cabeça de Martelo
Gen. Ramalho Eanes defende Tese de Doutoramento na U.Navarra

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 0
Visualizações: 1699
Última mensagem Novembro 12, 2006, 09:18:56 pm
por PereiraMarques