Rangers, Comandos, Paras, etc

  • 3749 Respostas
  • 696556 Visualizações
*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7555
  • Recebeu: 672 vez(es)
  • Enviou: 806 vez(es)
  • +105/-31
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3735 em: Setembro 28, 2019, 06:48:54 pm »
Demonstração de capacidades da Brigada de Reacção Rápida

Citar
A Brigada de Reação Rápida (BrigRR) do Exército Português realizou no passado dia 17 de Setembro, no Aeródromo Militar de Tancos, uma demonstração de capacidades a que o Operacional assistiu. Ocasião para mostrar aos nossos leitores as imagens do Alfredo Serrano Rosa e olhar, ainda que em síntese, para alguns aspectos gerais relativos à Defesa Nacional e Forças Armadas que têm interferência directa nas unidades operacionais. Terminamos com os equipamentos e materiais que estão a entrar ao serviço no Exército e certamente irão marcar as próximas gerações de militares portugueses.

http://www.operacional.pt/demonstracao-de-capacidades-da-brigada-de-reacao-rapida-2019/



Também falam nos drones Raven e uma pequena explicação em porque foram estes a ser adquiridos em vez de drones nacionais.
« Última modificação: Outubro 01, 2019, 03:04:41 pm por Lightning »
 

*

PMFM

  • Membro
  • *
  • 57
  • Recebeu: 36 vez(es)
  • Enviou: 3 vez(es)
  • +4/-0
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3736 em: Novembro 01, 2019, 09:43:54 pm »
Citar
The Special Operations Force (FOE) of the Portuguese Army’s Rapid Reaction Brigade (BrigRR) has received a small batch of the Heckler & Koch MP5KA4 9x19mm submachine gun. The FOE’s also fields a number of MP5SD6 9x19mm submachine guns, which were upgraded.

FONTE: https://twitter.com/Defence360/status/1190250662451466242/

« Última modificação: Novembro 01, 2019, 09:45:17 pm por PMFM »
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15126
  • Recebeu: 1049 vez(es)
  • Enviou: 983 vez(es)
  • +177/-170
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3737 em: Novembro 13, 2019, 12:48:20 pm »
Citar
1.ª Special Operations Advisory Team (1SOAT) no Afeganistão promove 2 militares

Tendo as montanhas como cenário e após uma marcha de montanha do Camp Morehead até ao limite sul do Camp Commando, em Cabul, o Comandante da 1SOAT, naquele Teatro de Operações, procedeu à promoção de dois militares do Exército.

Parabéns, camaradas!

#ExércitoPortuguês








7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, tenente, MATRA

*

ocastilho

  • Membro
  • *
  • 84
  • Recebeu: 48 vez(es)
  • Enviou: 40 vez(es)
  • +21/-2
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3738 em: Novembro 13, 2019, 10:58:46 pm »
Citação de: Pedro Castanheira
CURSO FORÇAS ESPECIAIS NO CORPO DE TROPAS PARAQUEDISTAS

No âmbito dos artigos que fiz , focando o curso de Precursor Aeroterrestre, Instrutor Comando e Saltador Operacional a Grande Altitude ( SOGA) , venho falar do curso de Forças Especiais, que foi ministrado na segunda metade dos anos 80 no CTP.

A primeira vez que se houve falar em Forças Especiais nos Paraquedistas, é na realidade no princípio dos anos 70 , mais concretamente em 72/73 , quando era usual o RCP em plena guerra de África, enviar militares ao estrangeiro, oficiais e sargentos normalmente, estes já com mais que uma comissão, ao Brasil ( curso de Precursor Aeroterrestre) e á Rodésia (curso de Pisteiro) , no seguimento disso é enviado ao Brasil, o capitão Paraquedista Bação Lemos que tira o curso de Forças Especiais do exército brasileiro, que tinha a doutrina Norte Americana , e o curso de sobrevivência na Água.
Acontece que, enquanto o curso de Precursor e de Pisteiro de combate, tem um seguimento nos Paraquedistas, os cursos tirados por o capitão Bação , ficam só no Papel, não havendo na altura um aproveitamento dessa valência.

Nos anos 80/90 os numerosos quadros de oficiais e sargentos do QP e milicianos existentes no CTP, tinham praticamente todos uma instrução consistente e constante, quase todos tinham curso de sobrevivência, NBQ , Montanhismo, e a mais variada instrução , sempre em constante evolução e aprendizagem , no entanto havia um grupo restrito que se aventurava um pouco mais .
Em 1986 é criado no Grupo Operacional Aeroterrestre (GOAT) , o Centro de Operações Especiais, que começa a albergar os graduados com os cursos de Prec, instrutor Comando e SOGA, havendo também alguns (poucos) que tinham o curso de patrulhas de longo raio de ação tirado em Lamego , é criado o Destacamento de Forças Especiais, que por norma eram constituídos por 12 elementos altamente especializados e equipados .
E estruturados da seguinte forma:

Chefiado normalmente por um capitão , com um adjunto subalterno (este devia ter formação em operações, anti-terrorismo, resgate de reféns, operações não convencionais.etc), era depois completado com um Sargento de armamento (um especialista de armamento capaz de conhecer grande parte das armas usadas pelo mundo fora), um Sargento de explosivos e demolições, um Sargento com conhecimentos na area da enfermagem (de modo a estar preparado para uma 1ªresposta caso necessário), um Sargento de comunicações( um especialista em comunicações rádio,de todos os tipos).O Destacamento tinha normalmente em "duplicado" cada um destes especialistas, menos o CMDT de Destacamento,daí resultar os 12 homens.

Em 1986 , o capitão Paraquedista Luís Krug, oficial visionário e com grande entusiasmo, de inovar as tropas Paraquedistas que servia , decide , juntamente com os seus cúmplices destas andanças , dár início ao 1.º Curso de Forças Especiais baseado no curso dos Estados Unidos, foi este curso um pouco autodidata, em que os instrutores eram os instruendos , com os conhecimentos adquiridos em outras cooperações , e com a bagagem adquirida nos exercícios “ Águia “ , cooperação com as Forças Especiais Americanas que era realizado anualmente em Tancos

Em 1987/88 o jovem Tenente Paraquedista Carlos Ferraz , é enviado aos Estados Unidos da América, onde tira o curso “ Special Forces “ , trazendo assim mais conhecimento, que
serviu de mote para em 1988 , dar início ao 2.º Curso de Forças Especiais

Fazia parte obrigatório do curso , tirar na Cruz Vermelha, uma formação de socorrismo mais avançado.
Entre outras o curso tinha como disciplinas :
Operações não convencionais
Reconhecimento ou vigilância
Missões de ação directa
Missões de contra terrorismo
Missões de cooperação técnica, treino e assistência a países amigos
Embora fosse um curso de mais cabeça, tinha uma vertente de marchas e patrulhas com um grau de dificuldade muito elevado .

Em 1990 , realiza se o 3.º e último curso de FE , a partir de 1992 , já com a passagem para o exército no horizonte, começa o Destacamento a ser desarticulado , sob o pretexto de não caberem na orgânica do exército, assim homens extremamente bem treinados e equipados , com valências únicas nas Forças Armadas , são distribuídos pelas sub unidades existentes , não sabendo e não querendo o exército aproveitar militares altamente treinados, que inclusive em exercícios militares internacionais tinham resultados brilhantes .

O 1.º curso de Forças Especiais, correndo o erro de faltar alguém, foi constituído por :
Capitão Krug
Tenente Luís dias
Sargento Farinha
Sargento Eduardo Rodrigues
Sargento Milheiro
Sargento Nuno Almeida
Sargento Romão
Sargento Rodrigues (Gurka)
Sargento Vitorino
Sargento Rui Rodrigues (Brutus)
Sargento Figueiredo
Nos dias de hoje existem no activo dois militares com este curso , a saber :

Sargento Mor Luís Pina
Sargento Chefe Mateus

Vontade de fazer melhor e profissionalismo não são palavras que o nosso exercito goste muito. Intriga e lambe-botismo é melhor.
O meu bem haja a homens que tentava seguir em frente e evoluir...
« Última modificação: Novembro 13, 2019, 11:00:30 pm por ocastilho »
"Se servistes à pátria, que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis, ela o que costuma."
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, tenente, Camuflage, MATRA

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15126
  • Recebeu: 1049 vez(es)
  • Enviou: 983 vez(es)
  • +177/-170
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3739 em: Novembro 15, 2019, 10:36:29 am »
O Curso de Comando no seio do CTP é parecido, o Tenente-Coronel Krug e mais dois tiraram o dito curso em França e depois trouxeram-no para cá.


7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7555
  • Recebeu: 672 vez(es)
  • Enviou: 806 vez(es)
  • +105/-31
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3740 em: Novembro 15, 2019, 01:12:53 pm »
Este assunto sai muito da minha área, mas parece-me lógico que com a transferência dos paraquedistas da Força Aérea para o exército que as duplicações não se manteriam.

Parece que a ideia na altura seria ficarem apenas os Rangers como força OE e os Paraquedistas como força de infantaria ligeira (+precursores), porque além dessas equipas especiais dentro dos Paras, também desapareceram os Comandos.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15126
  • Recebeu: 1049 vez(es)
  • Enviou: 983 vez(es)
  • +177/-170
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3741 em: Novembro 15, 2019, 02:12:01 pm »
Neste caso (Curso de Instrutor - Monitor Comando) era um curso e não uma unidade.
« Última modificação: Novembro 15, 2019, 02:30:46 pm por Cabeça de Martelo »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15126
  • Recebeu: 1049 vez(es)
  • Enviou: 983 vez(es)
  • +177/-170
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3742 em: Novembro 15, 2019, 02:30:12 pm »


Citar
Uma vida repleta de desafios relevantes no contexto de uma carreira notável permitiria porventura que este fosse o segundo, o terceiro ou até o seu quarto livro. Todavia, este é o primeiro livro do Major-General Rodolfo Begonha, que nele convida os leitores para uma viagem aos «intensos» anos sessenta do século XX. Ao classificar-se em primeiro lugar nas provas de seleção para o Curso Ranger nos Estados Unidos da América – um curso com reconhecida dificuldade que será o primeiro português a concluir –, beneficia de uma experiência valiosa que marcará indelevelmente a sua vida e o respetivo rumo.

Usufruindo dos conhecimentos então apreendidos, coube-lhe a missão de organizar o 1º Curso de Instrutores e Monitores de Operações Especiais em Lamego, tendo também posteriormente a possibilidade de os aplicar nas missões que lhe foram confiadas no teatro de guerra em Angola. Nesse território, na altura ainda como Capitão, nunca perdeu de vista a preocupação com a segurança dos elementos da sua Companhia durante as operações
realizadas sob o seu comando.

O primeiro ranger português relata estes acontecimentos na primeira pessoa, simultaneamente partilhando facetas da sua vida e factos com interesse histórico. Sem censurar observações inerentes à sua condição humana – com dúvidas e perplexidades –, oferece-nos uma obra escrita de modo propositadamente acessível a todos, cujo resultado se pauta por um esforço de isenção e de rigor, designadamente incluindo documentos da época.

Com lucidez e moderação, o autor evitou as armadilhas de reescrever a História ao sabor da sua vontade, da sua imaginação, de qualquer apelo revanchista ou preconceito de natureza política. Consequentemente, procurou ser fiel a si mesmo numa obra que, em diversas dimensões, é digna para o Exército e para a História que será passada às gerações vindouras

https://www.gradiva.pt/catalogo/44859/o-primeiro-ranger-portugues
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7555
  • Recebeu: 672 vez(es)
  • Enviou: 806 vez(es)
  • +105/-31
« Última modificação: Novembro 16, 2019, 09:56:50 pm por Lightning »
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8656
  • Recebeu: 811 vez(es)
  • Enviou: 1359 vez(es)
  • +89/-34
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3744 em: Novembro 21, 2019, 12:14:33 am »

O "RECRUTA" JOÃO CATARRÉ FREQUENTA INSTRUÇÃO NOS "COMANDOS"

 ??? ???
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15126
  • Recebeu: 1049 vez(es)
  • Enviou: 983 vez(es)
  • +177/-170
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3745 em: Novembro 23, 2019, 02:27:43 pm »
Citação de: The Way of the Warriors
Mais imagens das espingardas de assalto FN SCAR já em aprontamento para a missão do 2º Batalhão de Paraquedistas na Republica Centro Africana









https://www.facebook.com/TWOTWarriors/?epa=SEARCH_BOX
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, HSMW, MATRA

*

Kerozen

  • Membro
  • *
  • 5
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +0/-0
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3746 em: Novembro 29, 2019, 05:22:43 pm »
Alguem sabe que patch é este?
Já vi a ser usado pelos Rangers, Fuzileiros e Paras



 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15126
  • Recebeu: 1049 vez(es)
  • Enviou: 983 vez(es)
  • +177/-170
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3747 em: Dezembro 03, 2019, 04:56:39 pm »
Aprontamento 2º Batalhão Paraquedistas – Republica Centro Africana 2020

No presente Mês de Novembro de 2019, o 2ª Batalhão de Paraquedistas (2ºBIPara), sediado em São Jacinto – Aveiro, no Regimento de Infantaria nº10,  iniciou a integração do novo armamento ligeiro do Exército (pistola Glock 17, Espingarda de Assalto FN SCAR-L e metralhadora ligeira Minimi MK3 556) que irá ser empregue na sua próxima missão na Republica Centro Africana. Os Paraquedistas realizaram uma série de estágios de adaptação às novas armas e aproveitaram as recentes formações em TCCC (Tactical Combat Casualty Care) para integrarem o novo armamento nos seus treinos de Care Under Fire.


...

http://warriors.pt/galerias/aprontamento-2o-batalhao-paraquedistas-para-missao-na-republica-centro-africana/
« Última modificação: Dezembro 03, 2019, 04:58:07 pm por Cabeça de Martelo »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

LM

  • Analista
  • ***
  • 812
  • Recebeu: 122 vez(es)
  • Enviou: 771 vez(es)
  • +103/-0
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3748 em: Dezembro 03, 2019, 05:20:06 pm »
A Minimi MK3 7,62mm não vai (já)? Isso quer dizer que continuam utilizar as MG-3 (parto do principio que levam MM 7,62mm)...

Continuo curioso para saber onde (em uma companhia) irão ficar distribuídas as MM 7,62mm... e as 7,62mm dos AE. 
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15126
  • Recebeu: 1049 vez(es)
  • Enviou: 983 vez(es)
  • +177/-170
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3749 em: Dezembro 07, 2019, 06:12:08 pm »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

 

Video "RANGERS"

Iniciado por Nuno

Respostas: 2
Visualizações: 3691
Última mensagem Janeiro 22, 2007, 12:41:35 pm
por Cabeça de Martelo
Mama Sume: Comandos na Fuerzas Militares del Mundo

Iniciado por Pedro Monteiro

Respostas: 0
Visualizações: 1762
Última mensagem Janeiro 02, 2013, 04:15:09 pm
por Pedro Monteiro
Steyr TMP ou Brugger+Thomet MP 9 usada pelos Páras no Afeg.?

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 13
Visualizações: 10045
Última mensagem Fevereiro 01, 2009, 07:17:29 pm
por ACADO
Doutrinas operacionais dos Comandos e Operações Especiais

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 22
Visualizações: 10271
Última mensagem Setembro 24, 2005, 01:36:12 pm
por Cabeça de Martelo
Reportagem sobre uma patrulha dos comandos no Afegnistão

Iniciado por Nuno Bento

Respostas: 12
Visualizações: 4859
Última mensagem Dezembro 11, 2005, 05:21:19 pm
por [Mumia_]