Rangers, Comandos, Paras, etc

  • 3918 Respostas
  • 727711 Visualizações
*

alphaiate

  • Membro
  • *
  • 196
  • Recebeu: 21 vez(es)
  • Enviou: 3 vez(es)
  • +0/-0
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15581
  • Recebeu: 1218 vez(es)
  • Enviou: 1141 vez(es)
  • +197/-184
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3526 em: Dezembro 02, 2017, 11:38:16 am »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15581
  • Recebeu: 1218 vez(es)
  • Enviou: 1141 vez(es)
  • +197/-184
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3527 em: Dezembro 13, 2017, 04:03:15 pm »
Paraquedistas Portugueses - Exercicio Ares17

Not a valid vimeo URL
Citação de: bryanferreira
No Mês de Novembro de 2017 o 2º Batalhão de Páraquedistas, reforçados pela Companhia de Precursores, a Secção de Cães de Guerra, e em coordenação com a Força Aérea realizou o Exercício Ares17. Este exercício serviu para treinar infiltrações por Paraquedas de pequenas unidades (escalão Pelotão), de modo a posicionar rapidamente militares em zonas estratégicas distintas, com o objectivo de, de seguida executar missões de perseguição de grupos armados e destruição das suas posições armadas.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15581
  • Recebeu: 1218 vez(es)
  • Enviou: 1141 vez(es)
  • +197/-184
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3528 em: Dezembro 21, 2017, 02:43:44 pm »
Juramento de Bandeira nas Tropas Especiais do Exército

Comandos, Paraquedistas e Operações Especiais efetuaram Juramento de Bandeira.

Realizaram-se, no dia 30 de novembro, no Regimento de Comandos (RCmds), no Regimento de Paraquedistas (RPara) e no Centro de Tropas de Operações Especiais (CTOE), as cerimónias de Juramento de Bandeira dos Soldados Recrutas do Curso de Formação Geral Comum de Praças do Exército das especialidades Comando, Paraquedista e Operações Especiais.

Nestas cerimónias, 35 militares do RCmds, 37 militares do RPara e 35 militares do CTOE convidaram familiares, amigos e a comunidade para assistirem ao momento em que, como portugueses e como militares, juraram estar sempre prontos a defender a Pátria, mesmo com o sacrifício da própria vida.

As especialidades de Comando, Paraquedista e Operações Especiais, às quais estes militares são destinados, são caraterizadas por possuírem capacidade de projeção imediata, elevada capacidade técnica e tática, grande flexibilidade de emprego e elevado estado de prontidão, capitalizando a surpresa, velocidade e precisão da manobra como fatores decisivos.





7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15581
  • Recebeu: 1218 vez(es)
  • Enviou: 1141 vez(es)
  • +197/-184
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3529 em: Dezembro 21, 2017, 05:54:53 pm »
Regimento de Comandos Encerramento do Curso 129





















































Fonte: Serrano Rosa

Mais uns quantos Sargentos PQ a emigrarem para os Comandos.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8206
  • Recebeu: 903 vez(es)
  • Enviou: 1061 vez(es)
  • +127/-43
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3530 em: Dezembro 21, 2017, 11:40:07 pm »
Juramento de Bandeira nas Tropas Especiais do Exército

Comandos, Paraquedistas e Operações Especiais efetuaram Juramento de Bandeira.

Realizaram-se, no dia 30 de novembro, no Regimento de Comandos (RCmds), no Regimento de Paraquedistas (RPara) e no Centro de Tropas de Operações Especiais (CTOE), as cerimónias de Juramento de Bandeira dos Soldados Recrutas do Curso de Formação Geral Comum de Praças do Exército das especialidades Comando, Paraquedista e Operações Especiais.

Nestas cerimónias, 35 militares do RCmds, 37 militares do RPara e 35 militares do CTOE convidaram familiares, amigos e a comunidade para assistirem ao momento em que, como portugueses e como militares, juraram estar sempre prontos a defender a Pátria, mesmo com o sacrifício da própria vida.

Ao ver estes números nota-se que realmente o Exército está com dificuldades para cativar novos recrutas, apesar do Exército ter várias unidades especiais, espalhadas por vários pontos do país, mais missões internacionais, e até mais dinheiro para o pessoal qualificado em pára-quedismo. Se compararmos com a Marinha que não tem essas vantagens referidas anteriormente, vai começar um curso de Fuzileiro com 75 elementos.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15581
  • Recebeu: 1218 vez(es)
  • Enviou: 1141 vez(es)
  • +197/-184
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3531 em: Dezembro 22, 2017, 10:23:37 am »
Penso que em 2018 os Fuzos também vão para fora, na verdade penso que sempre que há missões o número de pessoal a dar-se para os Fuzos aumenta e muito. Já foi assim no meu tempo e pelos vistos continua.

Eles têm uma grande vantagem em relação às Tropas Especiais acima mencionadas... não são do Exército!

Por falar em Cursos, acabei de ver um video feito pela RTP nos anos 80 na BETP. Cursos gigantescos com pessoal a ocupar toda a parada!

Editado, acrescento o link do video:

https://www.facebook.com/asasaopeito/videos/1575841512503549/
« Última modificação: Dezembro 22, 2017, 11:22:54 am por Cabeça de Martelo »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6962
  • Recebeu: 431 vez(es)
  • Enviou: 234 vez(es)
  • +362/-0
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3532 em: Dezembro 22, 2017, 03:10:08 pm »
Juramento de Bandeira nas Tropas Especiais do Exército

Comandos, Paraquedistas e Operações Especiais efetuaram Juramento de Bandeira.

Realizaram-se, no dia 30 de novembro, no Regimento de Comandos (RCmds), no Regimento de Paraquedistas (RPara) e no Centro de Tropas de Operações Especiais (CTOE), as cerimónias de Juramento de Bandeira dos Soldados Recrutas do Curso de Formação Geral Comum de Praças do Exército das especialidades Comando, Paraquedista e Operações Especiais.

Nestas cerimónias, 35 militares do RCmds, 37 militares do RPara e 35 militares do CTOE convidaram familiares, amigos e a comunidade para assistirem ao momento em que, como portugueses e como militares, juraram estar sempre prontos a defender a Pátria, mesmo com o sacrifício da própria vida.

Ao ver estes números nota-se que realmente o Exército está com dificuldades para cativar novos recrutas, apesar do Exército ter várias unidades especiais, espalhadas por vários pontos do país, mais missões internacionais, e até mais dinheiro para o pessoal qualificado em pára-quedismo. Se compararmos com a Marinha que não tem essas vantagens referidas anteriormente, vai começar um curso de Fuzileiro com 75 elementos.

Na Marinha há menos hipótese de levar um pontapé no cu ao fim dos 6 anos...

Citar
O corpo de fuzileiros conta atualmente com 1.130 militares, 92 oficiais, 269 sargentos e 769 praças. Do total, 694 pertencem ao quadro permanente e 75 em regime de contrato, disse à Lusa o porta-voz do ramo, Coelho Dias.

http://expresso.sapo.pt/politica/2017-12-20-Marinha-80-recrutas-juram-bandeira-em-Vale-de-Zebro
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, rato

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8206
  • Recebeu: 903 vez(es)
  • Enviou: 1061 vez(es)
  • +127/-43
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3533 em: Dezembro 22, 2017, 10:11:18 pm »
Também achei interessante vários militares Comandos terem um crachá da 82ª Divisão Aerotransportada, mas não são as asas de qualificado em pára-quedismo. Terá sido algum cross-training?



« Última modificação: Dezembro 22, 2017, 10:16:15 pm por Lightning »
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15581
  • Recebeu: 1218 vez(es)
  • Enviou: 1141 vez(es)
  • +197/-184
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3534 em: Dezembro 23, 2017, 10:36:19 am »
https://en.wikipedia.org/wiki/Combat_Service_Identification_Badge

Para mim, fizeram alguma operação no Afeganistão com essa Divisão. No entanto é estranho, é como se eles pertencessem à dita Divisão...
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

ACADO

  • Investigador
  • *****
  • 2425
  • Recebeu: 139 vez(es)
  • Enviou: 39 vez(es)
  • +22/-13
  • The Way of the Warrior(s) - www.warriors.pt
    • http://www.warriors.pt
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3535 em: Dezembro 27, 2017, 05:26:27 pm »
Operações Especiais nas Assurance Measures Lituania 2017

The way of the Warrior(s) - www.warriors.pt:
" Only fools and dead Men don´t change their minds. Fools won´t and dead Men can´t !! "
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

alphaiate

  • Membro
  • *
  • 196
  • Recebeu: 21 vez(es)
  • Enviou: 3 vez(es)
  • +0/-0
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3536 em: Janeiro 04, 2018, 11:25:25 am »
Caros foristas,

encontrei , neste post:

http://www.special.forces.in.action.score-more.com/index.php/historia/item/21-comandos-um-contributo-para-a-historia

esta foto:


No entanto, olhado com alguma atenção, parece-me que as armas montadas na viatura da esquerda, não só em nada se assemelham a HK21, como ainda parecem ser FN MAG.

Algum de vós tem conhecimento da utilização de FN MAG em viaturas do Regimento de Comandos, ou por militares deste regimento?

Se sim alguém tem conhecimento da origem das armas? Belgas? Sul Africanas?

Desde já fica o meu obrigado ;)
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15581
  • Recebeu: 1218 vez(es)
  • Enviou: 1141 vez(es)
  • +197/-184
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3537 em: Janeiro 10, 2018, 12:21:14 pm »
Director do curso de Comandos processa chefe do Exército
O general Rovisco Duarte é acusado por um dos principais arguidos no processo das mortes de "manobra para 'salvar a face' do Exército”.

ANA DIAS CORDEIRO 10 de Janeiro de 2018,



O tenente-coronel Mário Maia, director do curso 127 dos Comandos e um dos principais arguidos do processo relativo à morte em 2016 dos dois recrutas Hugo Abreu e Dylan da Silva, apresentou uma queixa-crime contra o chefe de Estado-Maior do Exército (CEME), general Rovisco Duarte.

A participação criminal foi entregue à procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal, em Agosto do ano passado, segundo consta do processo, consultado pelo PÚBLICO no Tribunal de Instrução Criminal. Concluída a fase de instrução, cujo início está previsto para 23 de Janeiro, os 19 acusados pelo Ministério Público saberão se vão a julgamento.

“A queixa é apresentada porque se verificou que o CEME ignorou uma denúncia feita em Fevereiro de 2017”, diz o advogado Alexandre Lafayette, em representação do tenente-coronel Maia.

A denúncia diz respeito ao facto de o coronel Dores Moreira (que foi comandante do Regimento dos Comandos até Junho passado) ter alegadamente entregue à investigação do Departamento de Investigação e Acção Penal um guião “falso” da chamada Prova Zero, que indicava que os instruendos poderiam beber até cinco litros de água por dia, quando na verdade o guião disponibilizado aos instrutores para a formação indicava que o limite seriam três litros.

A confirmar-se, a falsificação de documento teria por objectivo responsabilizar os instrutores do curso e não os altos oficiais, como o comandante Dores Moreira, pelo racionamento da água distribuída durante a prova, no início de Setembro de 2016, num contexto de calor extremo, e que provocou desidratação profunda em vários instruendos, que foram internados, e nos dois recrutas que viriam a morrer – Hugo Abreu e Dylan da Silva, ambos com 20 anos.

Carta enviada ao Presidente da República

É o que expõe o advogado na carta que envia à procuradora-geral da República e da qual dá conhecimento ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ao primeiro-ministro António Costa, ao ministro da Defesa, José Azeredo Lopes, à juíza de instrução do processo e ao bastonário da Ordem dos Advogados.

Na carta, junta ao processo, refere "a sensação de a falsificação ter sido uma manobra para 'salvar a face' do Exército” e defende que “não se pode, nem se deve pactuar com a prática de crimes, com a agravante de se visar enganar o sistema de justiça (…)" apontando para os inferiores hierárquicos "o ónus da incompetência das chefias militares que, há muito, têm obrigação de saber que a logística de apoio à formação de militares dos Comandos tem falhas graves e inaceitáveis".

A defesa do tenente-coronel Maia acusa o general Rovisco Duarte de “ignorar” a prática do crime cometido pelo ex-comandante do Regimento dos Comandos, coronel Dores Moreira. “Devia mandar instaurar um processo de averiguações ou um processo de inquérito” e “se se provasse a veracidade da denúncia deveria proceder disciplinarmente contra este oficial superior e participar os factos ao Ministério Público", alega.

Prevaricação ou denegação da Justiça

Para o advogado, a veracidade da denúncia está “amplamente provada” e, por não ter mandado instaurar qualquer procedimento contra o oficial, “apesar de haver provas documentais e testemunhais do facto”, é apresentada a queixa pela prática do crime de prevaricação que, de acordo com o artigo 369 do Código Penal, prevê, por prevaricação ou denegação de justiça, uma pena de prisão até cinco anos “se o facto for praticado com intenção de prejudicar ou beneficiar alguém.

Alexandre Lafayette explica que, na altura da queixa, foi informado pela PGR de que “as denúncias [apresentadas no Verão] seguiriam para o Ministério Público para efeitos de inquérito”. Por visar um chefe militar estará a correr num tribunal superior – Supremo Tribunal ou Tribunal da Relação.

O gabinete de imprensa da Procuradoria-Geral da República não esclareceu em tempo útil em que fase se encontra o inquérito relativo a estas denúncias. Este não terá sido arquivado, já que o advogado seria informado de qualquer decisão de arquivamento – e não foi.

Queixoso arrisca prisão efectiva

Todos os 19 arguidos do processo-crime relativo às mortes de dois instruendos no curso 127 são comandos. Todos são acusados de crimes de abuso de autoridade por ofensa à integridade física, previstos no Código de Justiça Militar (CJM). Sete são acusados do crime agravado pela morte, no início de Setembro de 2016, dos dois recrutas. Nesta circunstância, o CJM prevê uma pena de prisão superior a cinco anos, o que não admite suspensão da pena de prisão.

Um dos acusados por este crime é o tenente-coronel Mário Maia, que avançou com a queixa-crime contra o chefe do Estado-Maior do Exército (CEME), general Rovisco Duarte em Agosto. O director do curso 127 está ainda entre os militares acusados de 23 crimes de abuso de autoridade por ofensa à integridade física, de acordo com o n.º 1 do artigo 93 do CJM (quando “o militar ofende o corpo ou a saúde de algum subordinado no exercício das suas funções” é punido com pena de prisão de dois a oito anos).

O director responde ainda pelo crime de ofensa à integridade física nos termos do n.º 2 do artigo 93 (quando a ofensa implica “perigo de vida” para o ofendido é punida com prisão efectiva).

Proibido de sair da unidade

Mário Maia, que regressou recentemente de uma missão militar que coordenou em Angola, está neste momento a cumprir a pena disciplinar de 15 dias de proibição de saída do local de trabalho, resultante do processo disciplinar do Exército que visou outros dois militares arguidos, confirmou o PÚBLICO junto do Exército.

O seu advogado Alexandre Lafayette informou o CEME de que iria fazer a queixa em Agosto. O momento escolhido, diz, “nada teve a ver” com a aprovação pelo CEME nesse mês da pena disciplinar que o oficial está agora a cumprir, garante. “A queixa só foi apresentada quando foi apurado que nada tinha sido feito pelo chefe do Estado-Maior do Exército” perante a denúncia apresentada em Fevereiro de 2017, sustenta. 

O assessor jurídico do CEME desconhece o teor da queixa do tenente-coronel Maia pois “o Ministério Público ainda não informou nem solicitou nada ao Exército sobre esse assunto”, disse o porta-voz do Exército, tenente-coronel Vicente Pereira.

A suposta falsificação do guião da Prova Zero, que o director do curso 127 alega ter sido “ignorada” pelas chefias, está a ser investigada pelo Ministério Público junto do Tribunal da Relação de Lisboa.

O pedido desta investigação foi feito pela magistrada titular do processo-crime relativo às mortes de Hugo Abreu e Dylan da Silva que mandou extrair certidões para a abertura de um inquérito ao coronel Dores Moreira, aquando da acusação aos 19 arguidos. 

https://www.publico.pt/2018/01/10/sociedade/noticia/director-de-curso-dos-comandos-fez-queixacrime-contra-chefe-do-estadomaior-exercito-1798742?page=/&pos=1&b=stories_cover__regular_b
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15581
  • Recebeu: 1218 vez(es)
  • Enviou: 1141 vez(es)
  • +197/-184
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3538 em: Janeiro 10, 2018, 02:55:32 pm »
O novo Comandante da BrigRR o Brigadeiro-General José Rebelo.





Fonte: Serrano Rosa
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15581
  • Recebeu: 1218 vez(es)
  • Enviou: 1141 vez(es)
  • +197/-184
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3539 em: Janeiro 17, 2018, 02:50:46 pm »
Não sei se já cá tinha colocado:

7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

 

Video "RANGERS"

Iniciado por Nuno

Respostas: 2
Visualizações: 3827
Última mensagem Janeiro 22, 2007, 12:41:35 pm
por Cabeça de Martelo
Mama Sume: Comandos na Fuerzas Militares del Mundo

Iniciado por Pedro Monteiro

Respostas: 0
Visualizações: 1906
Última mensagem Janeiro 02, 2013, 04:15:09 pm
por Pedro Monteiro
Steyr TMP ou Brugger+Thomet MP 9 usada pelos Páras no Afeg.?

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 13
Visualizações: 10237
Última mensagem Fevereiro 01, 2009, 07:17:29 pm
por ACADO
Doutrinas operacionais dos Comandos e Operações Especiais

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 22
Visualizações: 10585
Última mensagem Setembro 24, 2005, 01:36:12 pm
por Cabeça de Martelo
Reportagem sobre uma patrulha dos comandos no Afegnistão

Iniciado por Nuno Bento

Respostas: 12
Visualizações: 4988
Última mensagem Dezembro 11, 2005, 05:21:19 pm
por [Mumia_]