Mil Mi-35M2

  • 7 Respostas
  • 3072 Visualizações
*

marcelosobrado

  • 11
  • +0/-0
Mil Mi-35M2
« em: Dezembro 15, 2006, 03:06:10 am »
Por Pedro Paulo Rezende

"A Força Aérea Brasileira (FAB) está negociando a compra de 30 heliópteros com a Rosoboronexport, empresa estatal russa encarregada da expotação de material de uso militar. Segundo fontes da FAB, as descussões se encontram em estágio avançado e um acordo pode ser assinado até o fim da próxima semana. Os helicópteros, dos modelos Mil Mi-35 e Mil Mi 171, serão usados no combate ao narcotráfico. O contrato, no valor de US$400 milhões, faz parte de um pacote de contrapartidas comerciais negociados pelo ministro do Desenolvimento, Industria e Comercio, Luiz Fernando Furlan, em recente viagem a Moscou. Na ocasião, ele fechou expressivos negócios de exportação de frango e alimentos."


Fonte: Correio Braziliense


Em resumo vamos troca boi e frango por helicópteros, é esperar pra ve.
« Última modificação: Junho 25, 2019, 09:20:46 pm por Vitor Santos »
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15755
  • Recebeu: 1277 vez(es)
  • Enviou: 1203 vez(es)
  • +204/-188
(sem assunto)
« Responder #1 em: Dezembro 15, 2006, 09:41:01 am »
Eu já tinha visto esta noticia no defesabrasil, pessoalmente acho que se isto for para a frente as Forças Armadas Brasileiras vão ficar com uma autêntica salada russa. É material Francês, Americano e agora Russo?!  :?
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 3566
  • Recebeu: 34 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +10/-5
(sem assunto)
« Responder #2 em: Dezembro 15, 2006, 10:12:43 am »
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Eu já tinha visto esta noticia no defesabrasil, pessoalmente acho que se isto for para a frente as Forças Armadas Brasileiras vão ficar com uma autêntica salada russa. É material Francês, Americano e agora Russo?!  :?


Não é muito diferente do que se passa por cá.
Potius mori quam foedari
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15755
  • Recebeu: 1277 vez(es)
  • Enviou: 1203 vez(es)
  • +204/-188
(sem assunto)
« Responder #3 em: Dezembro 15, 2006, 03:14:09 pm »
Citação de: "ricardonunes"
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Eu já tinha visto esta noticia no defesabrasil, pessoalmente acho que se isto for para a frente as Forças Armadas Brasileiras vão ficar com uma autêntica salada russa. É material Francês, Americano e agora Russo?!  :?

Não é muito diferente do que se passa por cá.


Ricardo a FAP só tem dois modelos de helicopteros, enquanto que o EB, a MB e a FAB tem inúmeros modelos. Se vierem mais estes dois, vão ter que aprender a operar com material completamente diferente ao utilizado por eles neste momento. São Pumas, Super-Pumas, Cougars, são uns 2 outros modelos Americanos...
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 3566
  • Recebeu: 34 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +10/-5
(sem assunto)
« Responder #4 em: Dezembro 15, 2006, 03:41:51 pm »
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Citação de: "ricardonunes"
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Eu já tinha visto esta noticia no defesabrasil, pessoalmente acho que se isto for para a frente as Forças Armadas Brasileiras vão ficar com uma autêntica salada russa. É material Francês, Americano e agora Russo?!  :wink:
Potius mori quam foedari
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1799
  • Recebeu: 231 vez(es)
  • Enviou: 447 vez(es)
  • +11/-1
(sem assunto)
« Responder #5 em: Dezembro 15, 2006, 05:50:13 pm »
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Citação de: "ricardonunes"
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Eu já tinha visto esta noticia no defesabrasil, pessoalmente acho que se isto for para a frente as Forças Armadas Brasileiras vão ficar com uma autêntica salada russa. É material Francês, Americano e agora Russo?!  :wink:

Lynx (Marinha)
NH-90 (Exército)
EH-101 (FAP)
Futuros helicópteros ligeiros / Alouette (Exército e FAP)

De facto também temos aqui uma salada, mas também não é assim tão mau, e penso que no futuro irá melhorar, talvez com a comprar de NH-90 [NFH] para substituir os Lynx. ;) Hum, visto que o tema já está a ser discutido e que até já foi mencionado num outro tópico é melhor continuar a discussão lá.
E quanto aos Kamov, em princípio não será a FAP a operar e a fazer a manutenção dos mesmos, por isso não adiciona nada à nossa saladazinha. Uma desvantagem será a perda da oportunidade para comprar logo apenas um único modelo em grande número e conseguir talvez assim um descontozinho, mas como não vejo helicópteros EH-101, NH-90 ou A109 a apagar incêndios talvez seja melhor nem continuar.

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4661
  • Recebeu: 410 vez(es)
  • Enviou: 317 vez(es)
  • +2105/-1388
Re: Mi-35M
« Responder #6 em: Março 31, 2019, 12:01:51 am »
Rússia abre serviço de manutenção técnica de helicópteros Mi-35M no Brasil


Citar
A empresa Vertolyoty Rossii (Helicópteros da Rússia), que faz parte da corporação estatal Rostec, abriu um centro de serviços de reparação e manutenção técnica de helicópteros Mi-35M na cidade brasileira de Belo Horizonte. Segundo está previsto, o primeiro veículo será reparado já neste ano.

O anúncio foi feito à Sputnik na quarta-feira (27) pelo vice-diretor da empresa, Igor Chechikov, durante uma feira em Langkawi, Malásia.


 
Em 2014, a Rússia entregou 12 helicópteros Mi-35M para o Brasil.

“O serviço de manutenção técnica no Brasil, na cidade de Belo Horizonte, está aberto. É certificado pelas autoridades de aviação brasileiras, o órgão certificador”, declarou Chechikov.

De acordo com ele, o centro foi criado como parte de um projeto de compensação do contrato de fornecimento dos Mi-35M.

“Este ano está previsto realizar a primeira reparação completa de um helicóptero Mi-35M. No futuro próximo, todos os veículos serão sujeitos à primeira reparação, e estamos focados na cooperação nesta questão”, sublinhou.

O helicóptero Mi-35M é capaz de voar a 300 km/h graças aos seus dois motores de 2.200 cavalos. Além disso, o helicóptero possui uma autonomia de 460 km. Esta distância pode ser duplicada se o helicóptero estiver equipado com quatro tanques de combustível.

O aparelho é equipado com dispositivos de visão noturna, um sistema de observação térmica, que permite detectar e reconhecer objetos a mais de 4 km. Ademais, o Mi-35M pode ser usado para transportar até oito paraquedistas, armas ou munições com um peso até 1.500 kg na cabine de transporte e até 2.700 kg de carga externa.


FONTE:  https://www.aereo.jor.br/2019/03/29/russia-abre-servico-de-manutencao-tecnica-de-helicopteros-mi-35m-no-brasil/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4661
  • Recebeu: 410 vez(es)
  • Enviou: 317 vez(es)
  • +2105/-1388
Re: Mil Mi-35M2
« Responder #7 em: Abril 23, 2020, 11:03:33 pm »
Há 10 anos, helicóptero AH-2 Sabre era incorporado à Força Aérea Brasileira


Citar
Desenvolvido a partir do Mi-24 russo, o AH-2 Sabre incorpora várias inovações tecnológicas
Há 10 anos, no dia 17 de abril de 2010, ocorreu, na Base Aérea de Porto Velho (RO), a cerimônia oficial de incorporação dos helicópteros Mi-35M na Força Aérea Brasileira (FAB). As atividades da cerimônia de entrega foram iniciadas no dia anterior, com a realização de uma Missa em Ação de Graças e com o Lançamento da Pedra Fundamental do Esquadrão Poti (2º/8º GAV), marcando definitivamente a presença da Unidade Aérea na capital rondoniense.

Os 12 helicópteros recebidos pelo Esquadrão foram entregues em quatro lotes com três aeronaves cada e, atualmente, acumulam mais de 8 mil horas de voo. O vetor representa um enorme ganho operacional para o Esquadrão Poti, que passou a voar uma aeronave genuinamente de ataque, preenchendo uma lacuna operacional que existia na FAB antes da sua chegada.

Desenvolvido a partir do helicóptero russo Mi-24, o Mi-35M incorpora várias inovações tecnológicas, mantendo as características principais de seu antecessor, que são o poder de fogo, a blindagem e a robustez. O helicóptero é capaz de realizar missões em ambientes de baixa visibilidade, nos períodos diurno e noturno. Possui um canhão de 23mm de alta cadência fixado a uma torreta móvel sob o seu nariz e pode, ainda, ser configurado com lançadores de mísseis ar-superfície Ataka e foguetes não-guiados de 80mm.

O emprego dos armamentos é realizado com o auxílio do sistema eletrônico e óptico Giro-estabilizado GOES-342, que permite a detecção e a identificação de alvos por meio de imagem TV ou termal. Dentre os seus sistemas defensivos, pode-se destacar o RWR (Radar Warning Receiver), IR (infrared) jammer e flare, além do supressor de calor na saída dos motores.



Helicóptero operacional
O Comandante do 2º/8º GAV, Tenente-Coronel Aviador Márcio André Almeida Coutinho, diz que a implantação do AH-2 Sabre é um marco muito importante para todos os integrantes do Esquadrão Poti. Segundo ele, esses dez anos foram marcados pelo desafio de operar uma máquina tão singular, possuidora de uma elevada capacidade bélica e com possibilidade de emprego em diversos cenários. “Participar dessa história é motivo de grande orgulho para todos os tripulantes, militares de manutenção e de armamento que já atuaram ou continuam atuando na operação do AH-2 no Brasil.

O perfil determinado e comprometido dos integrantes desse seleto grupo garante a manutenção e o desenvolvimento das capacidades necessárias para auxiliar a FAB no cumprimento da sua missão”, conclui o Oficial.


FONTE: Força Aérea Brasileira