Fiasco espanhol?

  • 141 Respostas
  • 36479 Visualizações
*

Menacho

  • Investigador
  • *****
  • 2818
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 60 vez(es)
  • +6/-50
(sem assunto)
« Responder #30 em: Setembro 08, 2006, 07:51:39 pm »
Papatango:

Un dia el con odio que le tienes a Espanha, ( que no es otra coisa que envidia) , te vas a morder la lengua y te vas a envevenar.

Navantia diseña y fabrica las mejores (segun todos los expertos do mondo) fragatas del mondo, las F-100.

Por eso que Navantia es tan mala vende buques a muitos paises, incluido si teneis dinhero Portugal que esta enamorada de noso Galicia.

A veces quere atacar sin sentido a una parte sin motivos lo unico que consigues es hacer el ridiculo, el cual lo haces muito a menudo.

Navantia compitio con los mas prestigiosos astilleros del mondo para ganar el contrato de las fragatas noruegas.............por que son muito malos, claro.  :roll:

Lo de los subsidios...........sin comentarios, lo unico que se ha hechopara sostener la carga de trabajo es encargar una 5ª fragata F-100 y los buques polivalentes de unas 2500 tons, (patrulleros, inteligencia, buzos, etc) BAM, en numero de 14.

¿En que puesto quedaron los maravillosos astilleros portugueses en ese concurso?

¿se presentaron?

¿Podrian construir un buque de las capacidades de las F-100?

Entonces de que hablas, si teneis que comprar fragatas de 2ª mano a Holanda.

Me obligas a ser duro con mis amigos portugueses, das mal  nombre al educado pobo portugues................
 

*

carlovich

  • Membro
  • *
  • 79
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #31 em: Setembro 08, 2006, 08:08:50 pm »
Creo que volvemos a caer en la descalificación sin tener contrastadas las noticias.

Suponer que la industria naval (astilleros) en España es chapucera es no tener ni idea de lo que se habla.

Estamos hablando de un pais con una tradición de construcción naval de varios siglos que ha construidos barcos de guerra que han sido referente en el mundo (por ejemplo la Santísima Trinidad).

Estamos hablando de uns astilleros que lo mismo te hacen un petrolero de más 100.000 Tm que un portaviones de 16.000 Tm , nuevo, para otro pais.

Por si no lo sabeis el único pais del mundo que ha fabricado un portaviones NUEVO para otro pais ha sido España (para Tailandia).Navantia, igual de subvencionada que el resto de astilleros militares del mundo, incluido los portugueses, está compitiendo en Australia por construir y/o diseñar 2 LPH (de 25.000 Tm) y 3/4 destructores AEGIS además de construir junto a DCN los SSK Scorpene.

En Navantia si saben hacer las cosas, mejor o peor, que en Noruega ya que si podían hacer ese tipo de fragatas a costo o precio lo suficientemente adecuado para que Noruega aceptase.

Podemos hablar de que una pintura elegida es buena o mala pero esos comentarios respecto a lo forma de trabajar son un poco molestos.Nuestros barcos no se hunden, nuestros aviones no se estrellan y además, somos capaces de venderlos (Noruega, Venezuela, Tailandia, Portugal, Marruecos, etc).

Algunos comentarios son para enfadarse y para pensar si la persona que los escribe  tiene los enlaces neuronales en condiciones.

Si Portugal puediera o supiera, los submarinos o el famosos LPD los haría en astilleros de VdC pero no sabe o puede y se lo hacen los alemanes.Tan sencillo como esto.

Pues lo mismo pasa en Noruega o Australia y lo mismo PASABA en España hace 40 años aunque desde hace 30 años TODAS las fragatas, submarinos, LPD, etc lo hacemos aquí.Nos da INDEPENDENCIA y además aporta Know-How para poder exportar.

Quizas Portugal debería hacer lo mismo para que en 10 años podamos criticar alguna fragata o LPD "made in PORTUGAL" y exportada a otro pais.

O alguien puede pensar que el AEGIS lo dejan montar en cualquier pais sin tener la preparación adecuada...... :?

En fin, lo de siempre.
 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4145
  • Recebeu: 28 vez(es)
  • +60/-0
(sem assunto)
« Responder #32 em: Setembro 08, 2006, 08:56:04 pm »
Citação de: "Nadie"
Todo lo q tenemos pero absolutamente todo es nuestro y lo podemos utilizar cuando nos de la gana por supuesto.
Si cierto, el F-18 no lo fabricamos nosotros pero es nuestro al 100%, y mas lo es el Efa y aun mas el C-295 q nuestros vecinos han comprado :P


Por acaso você sabe que os C-295 vão ser em boa parte montados e fabricados em Portugal?

OGMA fabrica fuselagem aviões militares espanhóis
A OGMA (Indústria Aeronáutica de Portugal) vai iniciar, a partir de Setembro, a fabricação de diversos componentes da fuselagem dos aviões de transporte táctico espanhóis CASA C-295, refere o semanário Expresso adiantando que está em curso a construção de uma nova nave para o efeito nas instalações de Alverca.
O negócio acontece ao abrigo do contrato de contrapartidas, no valor de 460 milhões de euros, assinado com o construtor espanhol do Grupo EADS/Airbus pela aquisição das 12 unidades deste aparelho que irão substituir os Aviocar da Força Aérea Portuguesa.
«Numa primeira fase, a OGMA irá ligar os cinco anéis da fuselagem central do aparelho; numa segunda fase, irá montar totalmente o anel onde se situa o trem de aterragem (actualmente, fabricado em Espanha); e, numa terceira fase, prevista para 2007, vai fabricar e montar os cinco anéis», referiu uma fonte citada pelo semanário.
O contrato para a fabricação da fuselagem do CASA C-295 irá reforçar a componente fabricação da OGMA, a par dos aviões suíços Pilatus (construídos na sua quase totalidade em Portugal) e dos componentes para os helicópteros NH-90, escolhidos para a substituição dos Alouettes franceses.
 http://diariodigital.sapo.pt/dinheiro_d ... news=70907
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #33 em: Setembro 08, 2006, 09:55:08 pm »
Que salganhada  :mrgreen:
Posso ser pobre, mas não sou mal agradecido! :Bajular:

= = =



Infelizmente estamos mais uma vez perante uma sessão de "rompimiento de vestiduras" com os membros espanhóis em praça pública aos berros por todos os lados, a acusar os portugueses de serem isto e aquilo sem mais nem menos.



= = =

O que eu discuto neste tópico, é o facto de os estaleiros NAVANTIA terem de forma arrogante descartado qualquer responsabilidade nos problemas que apareceram nas fragatas Nansen por eles compradas.

Isto é a mesma coisa que um de nós comprar um carro, gastar mais dinheiro para poder ter uma coizita melhorzita, e durante a garantia o carro começar a apresentar ferrugem.

Vai daí, vamos ao concessionário, que nos diz que o problema é nosso porque vivemos numa zona muito humida e que por isso a responsabilidade é nossa. Fossemos viver para o deserto.

É a mesma coisa que fez a NAVANTIA. Dizer aos noruegueses que se utilizassem os seus navios no deserto, se calhar não havia corrosão.

O que eu critiquei foi esse comportamento da empresa espanhola, que é do meu ponto de vista um comportamento típico de cigano, que depois de ter o dinheiro do lado de lá, mostra a faca se por acaso nós nos queixarmos que o artigo afinal não é o que ele dizia que era.

= = =

Naturalmente também critiquei algumas frases, que considerando o que sabemos da industria da Noruega, as transforma em afirmações absolutamente tontas e vazias de qualquer significado, como foram as dos Sierra002, que evidentemente não se deu ao trabalho de utilizar o Google, para procurar entender o que é que a industria naval da Noruega é capaz de fazer.

A Noruega, construia fragatas antes da Espanha, fabrica misseis anti-navio e sistemas de combate, enquanto a Espanha ainda está na fase de comprar os sistemas para os instalar naquilo que é praticamente a única coisa que fabrica, que é a parte metálica.

Isso torna as afirmações da NAVANTIA ainda mais absurdas e naturalmente é isso que irritou as autoridades norueguesas.

Não sei se entenderam, que o problema, é que os noruegueses ficaram FURIOSOS quando os espanhois lhes disseram que o problema é do ar do mar, quando a Noruega tem muito mais tradição no fabrico e na exportação de navios que a Espanha, e fabrica navios que por natureza são os mais atreitos à corrosão, que são os navios de pesca.


Tudo o que eu disse, tem principio, meio e fim e razão de ser.

Estou a ficar a farto das mesmas irritações espanholas de sempre.

Este não é um fórum espanhol. Ao contrario dos fórums espanhóis, nós não temos os artigos espanhóis em grande conta, e não somos cegos.

Os espanhois são conhecidos por acrescentar um "E" a qualquer treco que compram e ao qual acrescentam um parafuso, não são capazes de entender que esse tipo de comportamento, é para muitos visto como ridiculo.

Num fórum português, é perfeitamente natural que critiquemos esse tipo de comportamento. O estranho era se não o fizessemos.

Agradeço que os participantes espanhós utilizem tópicos especificos, quando for para destilar o ódio contra Portugal e a irritação por críticas que são perfeitamente legítimas.

Cumprimentos
 

*

Menacho

  • Investigador
  • *****
  • 2818
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 60 vez(es)
  • +6/-50
(sem assunto)
« Responder #34 em: Setembro 08, 2006, 11:06:54 pm »
La diferencia Papatango es que tu destilas odio hacia Espanha por los cuatro costados, y yo admiro y respeto a Potugal y a los portugueses.

Tu buscas siempre como hacer daño a España, y por ejemplo no citas que la pintura de las fragatas, que es de mala calidad, es Noruega y se pinto con ella por exigencias de los noruegos...............pero eso te lo callas ¿verdad?

En fin cada uno da de si lo que puede, y ya vemos lo que das de si tu............ :roll:
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2051
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #35 em: Setembro 08, 2006, 11:27:41 pm »
Ás vezes nem sempre se "destila" ódio contra a Espanha. Não esquecer que lúcidamente Papatango também escreveu isto.
Não podemos ter a certeza de nada.

Citar
A Noruega poderá ter razões mais importantes para criar problemas.
O que prova que é feita uma análise coerente do assunto. Por outro lado, nem tudo o que se faz em Espanha, França, USA é perfeito. Pode aparecer sempre um problema, coisa que alguns foristas com mau perder não aceitam de maneira nenhuma.

Citar
Quizas Portugal debería hacer lo mismo para que en 10 años podamos criticar alguna fragata o LPD "made in PORTUGAL" y exportada a otro pais.


Também se faz qualquer coisita. O desenho básico das Descubierta é português, as comunicações de alguns dos vossos navios 100% espanhóis, também são feitas em Portugal.
Não sejamos arrogantes em tudo. Um pouco de humildade não fica mal a ninguém e um dia durante a queda, alivia o peso.
« Última modificação: Setembro 09, 2006, 12:06:35 am por luis filipe silva »
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

Nadie

  • Membro
  • *
  • 81
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #36 em: Setembro 08, 2006, 11:40:28 pm »
Claro q no cita lo de la pintura porque sabe q esa es la causa de la oxidacion.., Mira como nuestras fragatas F-100 pintadas con nuestra pintura de buena calidad estan esplendidas y relucientes :P
 

*

3520

  • Membro
  • *
  • 158
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #37 em: Setembro 09, 2006, 09:44:27 am »
Ó papatango digo com todo o prazer:

O papatango parece que não faz mais nada se não atacar atacar atacar Espanha, chegando mesmo ao ridiculo. E o Nadie ( a? ) é um cromo ( a? ) que só diz barbaridades.



Mas ó colegas espanhois, as F-100 são as melhores fragatas do mundo? Isto quer dizer de todas as Fragatas construidas certo? Porque a meu ver vem ai um role de novos projectos que arrebatam ou então estão ao mesmo nivel.
 

*

sierra002

  • Perito
  • **
  • 434
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #38 em: Setembro 09, 2006, 09:57:31 am »
Citar
Também se faz qualquer coisita. O desenho básico das Descubierta é português, as comunicações de alguns dos vossos navios 100% espanhóis, também são feitas em Portugal.


Y ojalá la pintura de las Nansen se hubieran sido feitas también con tintas de Portugal.
En Espanha no hay problemas para comprar cosas portuguesas. Eso sí, Portugal no se beneficia ante el consumidor de la fama de fabricantes de calidad que tienen los alemanes o los suizos, eso es cierto, pero también le pasa a los productos españoles cuando salen al estranjeiro (y estoy seguro que eso influye en la forma de actuar de los noruegos) por lo que se está haciendo un esfuerzo por cambiar esto.

Una de las razones del atraso industrial portugués ha sido el tener un mercado interno minusculo. Las colonias no les sirvieron para agrandarlo (sería otro tópico hablar sobre la rentabilidad real de los imperios coloniales) pero ahora tiene una oportunidad con la Unión Europeal. Empresas como Lactogal lo están aprovechando.
 

*

antoninho

  • Perito
  • **
  • 562
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #39 em: Setembro 09, 2006, 04:01:00 pm »
O problema do fiasco português, é ter politicos de visão comparável a um caracol em corrida com uma cheeta, por isso nós dizemos que não valem cheta.....
se não fosse a visão do sector privado, com meia duzia de cabeças pensantes e empreendedoras, nem a Nossa Senhora de Fatima nos valia.
Se a nossa industria naval não tem mais expressão veja-se o CASO INACREDITÁVEL DOS NPO que dependem do poder politico....assim ninguém lá vai, a não ser, que o D. Sebastião volte do tumulo.....e já agora o Marquês, para pôr o terreiro do paço a funcionar.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #40 em: Setembro 09, 2006, 04:27:49 pm »
3520 ->
Não sei se reparou, mas o tema do tópico é:
"Fiasco Espanhol ?"

É uma pergunta perfeitamente legítima, e cada um deve dar a sua opinião.

Eu, evidentemente perante a enormidade das afirmações produzidas por alguns membros espanhóis fico um bocado espantado.

Dizer que a Espanha tem uma industria naval superior à da Noruega, ou que a Noruega não sabe fazer fragatas é patético e infelizmente demonstra tudo o que eu disse, e confirma ponto a ponto, linha a linha as minhas apreciações sobre o tipico raciocinio dos espanhóis.

É um raciocinio lamentável, do meu ponto de vista, e é lamentável para os espanhóis como será lamentável contra qualquer outro país ou povo, que não se "enxergue" e não consiga ver as suas deficiências.

= = =

Não sei se percebeu, que são os noruegueses que ficaram irritados com as respostas que lhes deram os espanhóis, do estilo "a culpa é vossa", "vocês não percebem nada disto"  e "a tinta é vossa"

Isto são desculpas de cigano, não há nada a fazer.

= = =

Se quer saber, após ter recebido várias informações, eu tenho dúvidas neste momento que os estaleiros espanhóis sequer tenham respondido alguma coisa e a confusão, é provocada não pela NAVANTIA, mas sim pela imprensa espanhola.

Os Castelhanos, reagem desta maneira quando o seu "brio" é colocado em causa (como vemos tristemente neste fórum) e a sua tradicional arrogância acaba por provocar problemas.

A opção normal num caso destes, não é responder "à torera, ou à espanhola" e com quatro pedras na mão, mas sim não dizer nada, aceitar os pedidos de reparação das avarias e instaurar um inquérito para analisar a situação.


De resto, as minhas criticas são (como noutros casos) à patética defesa das coisas que os castelhanos fazem, mesmo desconhecendo os assuntos, e que permitiram ao sierra002, por exemplo dizer disparates sobre a industria naval da Noruega.

= = =

Depois disto, eu não tenho que me explicar nem que me justificar, porque se há coisa que tento fazer sempre, é explicar sempre as razões que estão na origem do meu raciocinio.

O problema, é que o 3510, continua sem explicar as suas.

A você irrita-o os portugueses que criticam os espanhóis.
Você lá terá as suas razões. Eu apenas fico curioso.

Quanto aos membros espanhóis, estou a pensar se não devemos criar um tópico chamado "Castelhanódromo" para que possamos transferir todos os comentários extemporâneos que começam a ser demasiados em todos os tópicos.

Cumprimentos
 

*

3520

  • Membro
  • *
  • 158
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #41 em: Setembro 09, 2006, 08:13:36 pm »
Citação de: "sierra002"
Citar
Também se faz qualquer coisita. O desenho básico das Descubierta é português, as comunicações de alguns dos vossos navios 100% espanhóis, também são feitas em Portugal.

Y ojalá la pintura de las Nansen se hubieran sido feitas también con tintas de Portugal.
En Espanha no hay problemas para comprar cosas portuguesas. Eso sí, Portugal no se beneficia ante el consumidor de la fama de fabricantes de calidad que tienen los alemanes o los suizos, eso es cierto, pero también le pasa a los productos españoles cuando salen al estranjeiro (y estoy seguro que eso influye en la forma de actuar de los noruegos) por lo que se está haciendo un esfuerzo por cambiar esto.

Una de las razones del atraso industrial portugués ha sido el tener un mercado interno minusculo. Las colonias no les sirvieron para agrandarlo (sería otro tópico hablar sobre la rentabilidad real de los imperios coloniales) pero ahora tiene una oportunidad con la Unión Europeal. Empresas como Lactogal lo están aprovechando.


Sierra o problema não é o tamanho do mercado portugues, porque há mais paises com a mesma fisiologia de portugal que estão bem melhores  :wink: , mas sim a falta de visão dos antigos politicos, parece que só agora é que começamos a ter qualquer coisa de jeito no governo.


Citação de: "papatango"
3520 ->
Não sei se reparou, mas o tema do tópico é:
"Fiasco Espanhol ?"

É uma pergunta perfeitamente legítima, e cada um deve dar a sua opinião.

Eu, evidentemente perante a enormidade das afirmações produzidas por alguns membros espanhóis fico um bocado espantado.

Dizer que a Espanha tem uma industria naval superior à da Noruega, ou que a Noruega não sabe fazer fragatas é patético e infelizmente demonstra tudo o que eu disse, e confirma ponto a ponto, linha a linha as minhas apreciações sobre o tipico raciocinio dos espanhóis.

É um raciocinio lamentável, do meu ponto de vista, e é lamentável para os espanhóis como será lamentável contra qualquer outro país ou povo, que não se "enxergue" e não consiga ver as suas deficiências.

= = =

Não sei se percebeu, que são os noruegueses que ficaram irritados com as respostas que lhes deram os espanhóis, do estilo "a culpa é vossa", "vocês não percebem nada disto"  e "a tinta é vossa"

Isto são desculpas de cigano, não há nada a fazer.

= = =

Se quer saber, após ter recebido várias informações, eu tenho dúvidas neste momento que os estaleiros espanhóis sequer tenham respondido alguma coisa e a confusão, é provocada não pela NAVANTIA, mas sim pela imprensa espanhola.

Os Castelhanos, reagem desta maneira quando o seu "brio" é colocado em causa (como vemos tristemente neste fórum) e a sua tradicional arrogância acaba por provocar problemas.

A opção normal num caso destes, não é responder "à torera, ou à espanhola" e com quatro pedras na mão, mas sim não dizer nada, aceitar os pedidos de reparação das avarias e instaurar um inquérito para analisar a situação.


De resto, as minhas criticas são (como noutros casos) à patética defesa das coisas que os castelhanos fazem, mesmo desconhecendo os assuntos, e que permitiram ao sierra002, por exemplo dizer disparates sobre a industria naval da Noruega.

= = =

Depois disto, eu não tenho que me explicar nem que me justificar, porque se há coisa que tento fazer sempre, é explicar sempre as razões que estão na origem do meu raciocinio.

O problema, é que o 3510, continua sem explicar as suas.

A você irrita-o os portugueses que criticam os espanhóis.
Você lá terá as suas razões. Eu apenas fico curioso.

Quanto aos membros espanhóis, estou a pensar se não devemos criar um tópico chamado "Castelhanódromo" para que possamos transferir todos os comentários extemporâneos que começam a ser demasiados em todos os tópicos.

Cumprimentos


Eu sou obrigado a concordar com alguns pontos seus. Eu não explico as minhas razões? O Papatango é que ainda não explicou o seu odio de morte a espanha, porque sinceramente não acho normal uma pessoa só estar bem a atacar, epá eu não digo que as vezes o papatango não tenha razão, mas a coisas que para mim são um exagero já sai do debate saudavel, eu só digo isto porque de certesa que se algum colega espanhol fizesse os constantes ataques a portugal o papatango concerteza também não gostaria.
Por isso papatango peço-lhe para por a arrogância e para reflita um pouco antes de transcrever os seus pensamentos.
 

*

sierra002

  • Perito
  • **
  • 434
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #42 em: Setembro 10, 2006, 12:16:18 pm »
Por alusiones:

Citar
De resto, as minhas criticas são (como noutros casos) à patética defesa das coisas que os castelhanos fazem, mesmo desconhecendo os assuntos, e que permitiram ao sierra002, por exemplo dizer disparates sobre a industria naval da Noruega.

No descalifiqué a los estaleiros norueguenses, mis frases fueron a respuestas de las de Papatango:

Citar
Noruega é um país com grandes tradições no fabrico de navios e bastava olhar para os últimos navios de cruzeiro para ver ao ponto a que chegaram em termos de sofisticação e tecnología.
 


El acuerdo con los noruegos decía que se construirian las dos primeras fragatas en España y que luego los tecnicos españoles les enseñarian y les ayudarian a construir las otras dos en Noruega. Ese era el trato pero los noruegos han acabado desistiendo y pidiendo a NAVANTIA que las haga todas.


Citação:
A industria norueguesa de construção naval, é muito mais tradicional e eficiente que a sua correspondente espanhola.
A industria de construção naval da Noruega, conseguiu sobreviver sem o apoio do estado (e vários estaleiros fecharam ou foram vendidos a empresas estrangeiras por causa disso) mas a Noruega está a milhas de muitos países europeus em construção naval.
 


Si, pero Navantia sabe hacer fragatas y los noruegos no.


Mi primera frase es rigurosamente cierta y si bien la segunda puede ser malinterpretada, cambiemosla por:

Si, pero Navantia sabe hacer fragatas AEGIS y los noruegos no.

Yo no he hablado ni he descalificado las actitudes de los estaleiros norueguenses para construir otro tipo de barcos, pero no es lo mismo diseñar y construir una corbeta y mucho menos un crucero de pasajeros que un buque escolta de 5200 toneladas (casi el doble que una Perry) de ultima generación y sin haber construido fragatas desde hace treinta años.
Los noruegos han supervisado toda la construcción de las fragatas Nansen con un equipo resididiendo permanentemente en El Ferrol. ¿Qué estaban haciendo ellos si veian una chapuza?

De todas formas, no podemos más que especular, ya que hay intereses encontrados. Por un lado Navantia que tiene que mantener su imagen (sea o no culpable) y por otro, los noruegos, que al parecer el nuevo gobierno no está de acuerdo con unas fragatas tan caras. No tenemos información neutral.

Pego una foto del problema, de un site norueguense:



Cumprimentos:
PD: Pido permiso por el poco uso del portugues, poco a poco voy intruciendo palabras.
 

*

Tiger22

  • Perito
  • **
  • 567
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #43 em: Setembro 10, 2006, 03:43:29 pm »
Por falar em oxido…

Fragatas F-100 espanholas muito mais recentes que as Vasco da Gama portuguesas:














Atenção que estas duas últimas fotos são da penúltima fragata da série, isto é, é mesmo muito recente.



Fragatas Vasco da Gama portuguesas:












Coincidências :roll:
"you're either with us, or you're with the terrorists."
 
-George W. Bush-
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7508
  • Recebeu: 386 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +138/-194
(sem assunto)
« Responder #44 em: Setembro 10, 2006, 05:14:22 pm »
Nós poderemos resolver isso...

http://www.euronavy.net/
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

 

Harrier espanhol a aterrar no "Galicia"

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 0
Visualizações: 1292
Última mensagem Outubro 31, 2004, 02:19:21 pm
por Ricardo Nunes
Fiasco espanhol II

Iniciado por Tiger22

Respostas: 42
Visualizações: 18926
Última mensagem Maio 17, 2010, 04:07:05 pm
por canardS