UE/RDCongo: Portugal participa em missão europeia

  • 26 Respostas
  • 11041 Visualizações
*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2093
  • +1/-0
UE/RDCongo: Portugal participa em missão europeia
« em: Março 20, 2006, 06:31:51 pm »
Citar
UE/RDCongo: Portugal participa em missão europeia

Portugal vai participar na missão de apoio ao processo eleitoral na República Democrática do Congo (RDCongo), mas ainda não definiu as modalidades, disse segunda-feira o porta-voz do ministro dos Negócios Estrangeiros português à Agência Lusa, em Bruxelas.



«Portugal vai contribuir, mas só irá tomar uma decisão definitiva sobre as modalidades quando forem definidos os termos da missão», disse Carneiro Jacinto à margem de uma reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia (UE).
Os ministros da Defesa da UE reunidos a 7 de Março, em Innsbruck (Áustria) decidiram enviar o Alto Representante para a Política Externa e de Segurança Comum da UE, Javier Solana, a Kinshasa para obter informações sobre as necessidades concretas da RDCongo.

Entretanto, o ministro da Defesa alemão, Franz Josef Jung, disse hoje que o comando central da missão da União Europeia para a RDCongo ficará em Potsdam, perto de Berlim.

A França comandará o quartel-general em Kinshasa, acrescentou.

A missão da UE na RDCongo deverá ser composta por 500 soldados alemães, 500 franceses, 100 espanhóis e 100 polacos.

A Suécia e a Bélgica devem enviar 50.

Além de Portugal, também a Itália, Grécia, Irlanda e Reino Unido vão participar na missão, cujo objectivo é reforçar a das Nações Unidas durante o processo eleitoral.

A ONU solicitou à UE o envio de forças de apoio para as eleições gerais na RDCongo, marcadas para o próximo dia 18 de Junho.

Diário Digital / Lusa

20-03-2006 16:45:00

de:
http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?s ... ews=220046

   Alguém que saiba melhor as actuais limitações das forças armadas queira especular sobre a possível contribuição portuguesa?

  Cumprimentos
 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2093
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #1 em: Março 22, 2006, 01:10:06 am »
Got the answer..



 
Citar
RDCongo: Portugal participa com C-130 e oficiais em missão da UE

Portugal vai participar com um avião Hércules C-130 e um grupo de oficiais na missão da União Europeia (UE) de apoio às eleições na República Democrática do Congo, em Junho, anunciou terça-feira o ministro da Defesa.




O contingente será enviado para o terreno por quatro meses, «a partir do momento em que haja uma decisão formal e definitiva nesse sentido», acrescentou Luís Amado, à saída de uma reunião da comissão parlamentar de Defesa, que hoje informou sobre a participação portuguesa nesta missão.

A decisão de integrar a missão, referiu ainda Luís Amado, deve-se à «importância estratégica que tem a participação [de Portugal] neste processo».

Os oficiais que integram a missão desempenharão funções no Estado-Maior da força da UE, que ficará sedeado em Kinshasa e será comandado pela França.

O comando central da missão da UE ficará instalado em Potsdam, perto de Berlim.

As eleições gerais na República Democrática do Congo, marcadas para 18 de Junho próximo, serão as primeiras democráticas no país e pretendem terminar com décadas de instabilidade política, que terminou em 2003 com o final da guerra civil.

O escrutínio tem sido apoiado fundamentalmente pela União Europeia, que presta apoio militar, político e eleitoral.

As eleições deveriam ter ocorrido em Junho de 2005, mas a falta de condições para a realização do escrutínio levou ao adiamento para 29 de Abril deste ano.

No entanto, em Fevereiro, o parlamento de Kinshasa decidiu marcar o escrutínio para 18 de Junho.

A missão da UE na República Democrática do Congo, com 1.500 homens, será composta por 500 soldados alemães, 500 franceses, 100 espanhóis e 100 polacos.

A Suécia e a Bélgica devem enviar 50.

A Itália, Grécia, Irlanda, Reino Unido, além de Portugal, participam também na missão, cujo objectivo é reforçar a presença das Nações Unidas durante o processo eleitoral.

Diário Digital / Lusa

21-03-2006 20:26:00

de:
http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?s ... ews=220287

Lá se vai um C-130..
 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2093
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #2 em: Maio 12, 2006, 09:44:25 am »
Citar
RD Congo: Portugal participa em missão da UE
Portugal vai participar com 25 fuzileiros, um grupo de oficiais e um avião Hércules C-130 na missão da União Europeia (UE) de apoio às eleições na República Democrática do Congo, em Julho, disse quinta-feira à Lusa fonte governamental.

As eleições presidenciais e legislativas na República Democrática do Congo, as primeiras em mais de 40 anos, realizam-se a 30 de Julho (primeira volta).

A data para a partida do contingente não é ainda conhecida, mas a duração da missão deverá ser de quatro meses, como adiantou recentemente o ministro da Defesa, Luís Amado.

Os oficiais que integram a missão desempenharão funções no Estado-Maior da força da UE, que ficará sedeado em Kinshasa e será comandado pela França.

A missão militar da UE, que visa apoiar os capacetes azuis das Nações Unidas durante o processo eleitoral, é composta por cerca de 500 militares, que ficarão concentrados em Kinshasa, mais 800 de reserva estacionados num outro país, ainda desconhecido.

O comando central da missão da UE ficará instalado em Potsdam, perto de Berlim.

A missão partirá um mês antes das primeiras eleições e ficará durante todo o processo eleitoral e durante a proclamação dos resultados, prevendo-se que dure cerca de quatro meses.

Alemanha e França são os países que contribuirão com mais efectivos, estando ainda prevista a participação, além de Portugal, de militares da Itália, Grécia, Irlanda e Reino Unido.

Diário Digital / Lusa

11-05-2006 18:22:00


de:
http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?s ... ews=227351

...e 25 fuzileiros..
 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2093
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #3 em: Maio 16, 2006, 02:18:53 pm »
Aparentemente somente para a semana é que virá a decisão final.

 http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?s ... ews=227843
 

*

TOMKAT

  • Especialista
  • ****
  • 1173
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #4 em: Junho 08, 2006, 02:06:15 am »
Citar
Congo: fuzileiros lusos integrados as forças especiais da UE

Os 30 fuzileiros que Portugal vai enviar para a República Democrática do Congo, no quadro de uma missão militar de apoio ao processo político pós-eleições de 30 de Julho, vão integrar a componente das operações especiais da força da União Europeia.
Segundo fontes militares ouvidas pelo Diário de Notícias, os termos da participação do Destacamento de Acções Especiais (DAE) do Corpo de Fuzileiros da Armada ficaram definidos na sexta-feira, durante um reunião da UE em Paris, e determinam que os homens comandados pelo capitão-tenente Fernandes Fonseca operem apenas com tropas francesas e sob as ordens directas do comandante operacional da força da EU (ao chamado nível estratégico).

Os fuzileiros portugueses, que deverão viajar para a região no dia 10 de Julho, enquanto viaturas e outro equipamento segue por via marítima, já no final do presente mês, vão ficar estacionados numa base francesa no Gabão e serão «autónomos para cumprir qualquer missão» (acção directa e reconhecimento), embora ficando dependentes dos meios de transporte aéreo para o teatro de operações nos quatro meses da missão

07-06-2006 9:41:19


fonte: http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=12&id_news=231272
IMPROVISAR, LUSITANA PAIXÃO.....
ALEA JACTA EST.....
«O meu ideal político é a democracia, para que cada homem seja respeitado como indivíduo e nenhum venerado»... Albert Einstein
 

*

Mazagão

  • 28
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #5 em: Junho 23, 2006, 11:32:23 pm »
Eufor lands in Congo

Congo-Kinshasa: EUFOR Mission Officially Launched

Citar
Force Orbat

EUFOR RDCongo

Germany
Framework Nation, commanding operation. Total no. of troops c. 780 (approval given by Bundestag).

Operational HQ: Potsdam – Bundeswehr Operations Command
(Einsatzführungskommandos der Bundeswehr)
(EU Operational Command)[1]
Operation Commander: Generalleutnant[2] Karlheinz Viereck

Force HQ: Kinshasa – Ndolo (forward HQ) c. 700-800 troops
Force Commander: Général de Division[3] Christian Damay (France)
Deputy Force Commander/Commander German contingent: Flotillenadmiral Henning Bess (Germany)
Troops from 17 nations. Largest contingents from:
Poland/France/Germany/Spain/Belgium


EU Battlegroup

Germany:
Fallschirmjägerbataillon[4] 263 [Currently suspended from mission]
Kommandos Schnelle Einsatzkräfte Sanitätsdienst (KSES – Field Hospital HQ) Ostfriesland (c. 140 troops)

France:
8e RPIMa (one Company)

Spain:
Grupo de Operaciones Especiales “C.L. Madelar Oleaga” XIX (Legión Española) (c. 100 troops)

NdjiliInternationalAirport (c. 20 km from Kinshasa) – c. 150 troops

QRF based in Libreville, Gabon (battalion size – c. 900-1200: France, Spain, Italy, UK, Greece?
France: 6e BIMa

QRF Special Forces Component (c. 200) – Port Gentil, Gabon ( 200 km south of Libreville) : France, Sweden, Portugal

Poland: c 100 troops (Military Police platoon)
Sweden: c. 50 troops from Särskilda Skyddsgrupp and Fallskärmsjägarskolans Insatskompani
Belgium: c. 50

Others:
Austria
Greece
Italy
UK
Ireland
Portugal

[1] One of five EU Operational Command HQs

[2] Lieutenant General

[3] Major General

[4] Parachute Batallion


fonte: Militaryphotos.net: Congo-Kinshasa: EUFOR Mission Officially Launched
“Commanded by António da Silveira that has a pair of balls stronger than the balls of your canons and that all the Portuguese here have balls and do not fear those who don’t have them”
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15979
  • Recebeu: 1359 vez(es)
  • Enviou: 1253 vez(es)
  • +210/-200
(sem assunto)
« Responder #6 em: Junho 24, 2006, 11:20:05 am »
Citação de: "TOMKAT"
Citar
Congo: fuzileiros lusos integrados as forças especiais da UE

Os 30 fuzileiros que Portugal vai enviar para a República Democrática do Congo, no quadro de uma missão militar de apoio ao processo político pós-eleições de 30 de Julho, vão integrar a componente das operações especiais da força da União Europeia.
Segundo fontes militares ouvidas pelo Diário de Notícias, os termos da participação do Destacamento de Acções Especiais (DAE) do Corpo de Fuzileiros da Armada ficaram definidos na sexta-feira, durante um reunião da UE em Paris, e determinam que os homens comandados pelo capitão-tenente Fernandes Fonseca operem apenas com tropas francesas e sob as ordens directas do comandante operacional da força da EU (ao chamado nível estratégico).

Os fuzileiros portugueses, que deverão viajar para a região no dia 10 de Julho, enquanto viaturas e outro equipamento segue por via marítima, já no final do presente mês, vão ficar estacionados numa base francesa no Gabão e serão «autónomos para cumprir qualquer missão» (acção directa e reconhecimento), embora ficando dependentes dos meios de transporte aéreo para o teatro de operações nos quatro meses da missão

07-06-2006 9:41:19

fonte: http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=12&id_news=231272


Mas vai mesmo o DAE ou é asneira do jornalista?
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8372
  • Recebeu: 964 vez(es)
  • Enviou: 1131 vez(es)
  • +134/-45
(sem assunto)
« Responder #7 em: Junho 24, 2006, 11:31:03 am »
Citação de: "Cabeça de Martelo"

Mas vai mesmo o DAE ou é asneira do jornalista?


Eu não tenho dados mas...

QRF Special Forces Component (c. 200) – Port Gentil, Gabon ( 200 km south of Libreville) : France, Sweden, Portugal

Penso que para integrar a componente de forças especiais seja melhor o DAE , já que pelo menos os Suecos vão forças de LRRP, os franceses também vão enviar mas não sei que força será, parece-me que caberá a Portugal enviar a parte naval das forças especiais.

Emendar

France: 8e RPIMa (one Company)
Sweden: c. 50 troops from Särskilda Skyddsgrupp and Fallskärmsjägarskolans Insatskompani

200 elementos na Componente de forças especiais da QRF
» 1 companhia de Para-quedistas Franceses (120?)
» 50 Suecos de operações especiais em terra e LRRP
» 30 portugueses do DAE (operações especiais no mar)
total: 200 elementos
 

*

Rui Elias

  • Investigador
  • *****
  • 1696
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #8 em: Junho 26, 2006, 10:05:43 am »
Cabeça:

Quando o Presidente Cavaco visitou as instalações da Armada, nestas visitas que está a fazer aos 3 ramos, foi dito que seguiria o DAE (cerca de 30 elementos), e mais um C-130 para o Congo, para apoiar o processo eleitoral lá.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15979
  • Recebeu: 1359 vez(es)
  • Enviou: 1253 vez(es)
  • +210/-200
(sem assunto)
« Responder #9 em: Junho 26, 2006, 10:40:36 am »
Eu acho é estranho todo o Destacamento ir para lá, então se há necessidade de alguma missão cá em Portugal? Talvez depois sejam rendidos por elementos do BEOE, tal como no Afeganistão vão ser os Comandos pelo pessoal do 2º BIParas.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Rui Elias

  • Investigador
  • *****
  • 1696
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #10 em: Junho 26, 2006, 10:50:40 am »
Realmente é estranho, mas trata-se de uma missão muito limitada no tempo.

Talvez esteja aí a explicação.

Porque as diversas forças integrantes desta missão da UE pode ter sido negiciada entre os parceiros que para lá vão, e a Portugal teria sido proposta exactamente uma força com estas característricas.
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8372
  • Recebeu: 964 vez(es)
  • Enviou: 1131 vez(es)
  • +134/-45
(sem assunto)
« Responder #11 em: Junho 26, 2006, 07:17:00 pm »
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Eu acho é estranho todo o Destacamento ir para lá, então se há necessidade de alguma missão cá em Portugal? Talvez depois sejam rendidos por elementos do BEOE, tal como no Afeganistão vão ser os Comandos pelo pessoal do 2º BIParas.


Penso que a nivel interno o género de missões que o DAE faz é abordagem a navios e isso pode ser feito pelo Pelotão de Abordagem, além disso a missão é de 4 meses e não me parece que o DAE venha antes, não é como no Afeganistão em que é uma missão de vários anos e lógicamente as unidades vão se revesando no teatro de operações.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15979
  • Recebeu: 1359 vez(es)
  • Enviou: 1253 vez(es)
  • +210/-200
(sem assunto)
« Responder #12 em: Junho 26, 2006, 07:54:27 pm »
Quanto é que apostam que será um DOE de Lamego que vai subsitituir o DAE?!  :wink:
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8372
  • Recebeu: 964 vez(es)
  • Enviou: 1131 vez(es)
  • +134/-45
(sem assunto)
« Responder #13 em: Junho 26, 2006, 08:30:38 pm »
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Quanto é que apostam que será um DOE de Lamego que vai subsitituir o DAE?!  :wink:


Mas quando? A missão é de 4 meses. Como pensa que vai ser? 2 meses o DAE e 2 meses um DOE? Se a missão for alongada para um periodo superior a 6 meses concordo mas por 4 meses não me parece necessário aprontar outra força para a RDC.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15979
  • Recebeu: 1359 vez(es)
  • Enviou: 1253 vez(es)
  • +210/-200
(sem assunto)
« Responder #14 em: Junho 27, 2006, 10:20:08 am »
Agora fiquei confuso, esta missão é só 4 meses ou o envolvimento do DAE é de 4 meses? É que eu pensei que fosse como a GNR no Iraque, missões de 4 meses e depois havia uma rotação de unidades. Mas sendo assim... :oops:
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

 

Portugal "sem fronteiras"

Iniciado por TOMKAT

Respostas: 6
Visualizações: 3941
Última mensagem Maio 10, 2006, 10:15:52 pm
por superbuzzmetal
"Erasmus militar" Portugal/Espanha

Iniciado por Lancero

Respostas: 8
Visualizações: 5329
Última mensagem Julho 22, 2009, 10:29:57 pm
por dannymu
Mísseis de Cruzeiro para a Espanha:Implicações para Portugal

Iniciado por Tiger22

Respostas: 135
Visualizações: 31405
Última mensagem Setembro 10, 2005, 12:17:42 am
por NotePad
Mirage 2000 para Marroccos!!! implicações para Portugal!!!

Iniciado por Miguel

Respostas: 25
Visualizações: 8680
Última mensagem Fevereiro 03, 2005, 08:27:23 pm
por capelo
Portugal «deve ser» país participante nas áreas militares

Iniciado por Fábio G.

Respostas: 29
Visualizações: 9796
Última mensagem Junho 17, 2004, 12:17:24 pm
por Rui Elias