Exército dos EUA

  • 378 Respostas
  • 107997 Visualizações
*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 111 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Exército dos EUA
« Responder #135 em: Janeiro 24, 2014, 07:21:33 pm »
Perdonen que les escriba en español, pero no me atrevo a escribir en portugués. Leo hace tiempo este foro y acabo de inscribirme para informar sobre los dos Fiat G-91 prestados por la Luftwaffe al US Army. Según este foro de USA, uno se perdió en un accidente y el otro se devolvió a la RFA en 1962. Saludos cordiales desde Madrid y felicitaciones por su foro.

http://www.warbirdinformationexchange.o ... 38&t=49443
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6048
  • Recebeu: 1344 vez(es)
  • Enviou: 652 vez(es)
  • +831/-160
Re: Exército dos EUA
« Responder #136 em: Janeiro 24, 2014, 10:18:21 pm »
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Alguém sabe qual foi o resultado desses testes que eles fizeram com os Fiats?

Segue uma compilação dos intensivos testes, que pelo que li me pareceram condicionados pela guerra (política e institucional) entre a Força Aérea/Exercito (relativamente à aviação de asa fixa), apesar dos últimos ainda terem tentado a cedência de mais aparelhos dos italianos para a tentada ala combatente de asa fixa (entretanto vetada pelo Congresso em detrimento da Usaf, que apenas permitiu ao exercito o uso de alguns aparelhos de observação e transporte ligeiro). Entretanto o US Army testou também um T, sendo o G-91 também testado pelo US Marine Corps e Usaf. A proveniência dos aparelhos é toda da Força Aérea Alemã (fabricados na Dornier) com a curiosidade de um dos monoplace ter sido construído em Itália (Fiat).



Citar
SPECIAL TESTS ON THE G.91

At the beginning of 1961 four G.91's were shipped to the United States for a programme of evaluation. Two G.91R-1's were placed at the disposal of technicians of the U.S. Army at Fort Rucker (Alabama) and two G.91R-3's were delivered to the U.S. Air Force at Kirtland base (New Mexico). The aircraft made the transfer flight to the U.S.A. in C-124 Globemasters - though this was not the first air transfer of the G.91, since previous cargoes were tested in Germany with the twin-engined Noratlas. In the United States these aircraft were submitted to severe evaluation tests with a view to studying a special tactical support unit for the U.S. Army. During one of these tests a G.91R-1 crashed at Fort Rucker killing the test pilot, Commander R. Bignamini. Among the various experimental researches performed on the G.91 were the climatic tests of the aircraft equipment and of the engine, in the climatic cell of the Eglin A.F.B. laboratory in Florida. The objectives of the tests can be summarized as follows; to evaluate the functional starting, acceleration and operating performance of the engine up to -65F; to evaluate the conditioning and pressurization system at low temperatures (up to -65F); to determine the effects of the extreme temperatures on the airframe; to evaluate the characteristics of the hydraulic, fuel, and electrical systems after soaks up to -65F. A complexinstrumentation was installed on the aircraft with the purpose of recording with continuity all the information relative to the airframe and the engine.


http://sobchak.wordpress.com/tag/articles/

http://www.aviastar.org/gallery/g91.html

http://aviation-safety.net/wikibase/wiki.php?id=146422


Citar
Nel gennaio 1961 l'U.S. Army valuto' due G.91 a Fort Rucker (Alabama).
Altri test circa l'uso in climi artici furono condotti presso le attrezzature dedicate a questo scopo sulla Eglin AFB, in Florida, con gli stessi esemplari, due G.91R/1 prodotti in Italia, a cui si aggiungeva un G.91T prestato per il passaggio macchina dei collaudatori americani.
In febbraio, il G.91R/1 NC52/MM6286 precipito' presso Fort Rucker durante un test di decollo assistito con bottiglie JATO, con la morte del pilota Riccardo Bignamini. Pure l'altro aereo, NC53/MM6287, precipito' nel luglio successivo.
Nel frattempo, presso la Kirtland AFB (New Mexico) l'USAF stava testando due G.91R/3s costruiti in Dornier e successivamente anche l'US Marine Corps condusse alcune valutazioni, tutte sfociate nel nulla, come ben si sa.


https://groups.google.com/forum/?hl=it#!topic/it.cultura.storia.militare/VOSOWYIMMi8


Citar
The type was also considered by Austria, Norway, Switzerland, and even the United States Army, which briefly evaluated the type as a possible Forward Air Control (FAC) aircraft before relinquishing all fixed-wing aircraft operations to the USAF. The US Army thought that they should have a say on Close Air Support [CAS]. The USAF successfully countered each Army bid for CAS autonomy with strong congressional support. During the late 1950's, the Army had attempted to procure some Italian G-91 Fiat jet fighters to use for close air support. The USAF quickly killed the idea.

http://www.globalsecurity.org/military/world/europe/g-91.htm

Citar
No início de 1960, 5 G-91 (2 G-91R/1, 2 G-91R/3, 3 1 G-91T/1) foram enviados para o aeródromo dom US Army em Fort Rucker, Alabama, e para a base aérea da USAF, Kirtland AFB, para testes para uma futura adopção deste avião pelo US Army. Por varias razões, os testes não foram satisfatórios, sendo devolvidos todos os aviões, excepto um que se despenhou, matando o piloto italiano R. Bignamini, o mesmo que fez o 1º voo do protótipo do G-91.


http://www.orkut.com/Main#CommMsgs?na=4&tid=2491417254608288092&cmm=272684

Cumprimentos  :G-beer2:
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 9468
  • Recebeu: 1116 vez(es)
  • Enviou: 2440 vez(es)
  • +159/-48
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Exército dos EUA
« Responder #137 em: Fevereiro 18, 2014, 09:17:40 pm »
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11536
  • Recebeu: 432 vez(es)
  • Enviou: 233 vez(es)
  • +76/-63
Re: Exército dos EUA
« Responder #138 em: Fevereiro 24, 2014, 10:55:40 pm »
Efetivos militares dos EUA reduzidos para o nível pré-1940


O Governo dos EUA pretende reduzir os efetivos do Exército para o nível mais baixo desde 1940, em consequência do fim de 13 anos de guerras no Iraque e Afeganistão, anunciou hoje o secretário da Defesa, Chuck Hagel.

"Decidimos reduzir os efetivos no ativo do exército para um total entre 440 mil e 450 mil soldados", indicou, ao apresentar as prioridades orçamentais para 2015.
Esta redução vai significar a redução em cerca de 13% do conjunto de 520 mil militares atuais.

Antes do anúncio de hoje, já tinha sido divulgada a intenção do Exército cortar os seus efetivos para 490 mil, até 2017, segundo disse à AFP um dirigente da Defesa sob anonimato.

A quantidade de 450 mil soldados é a mais baixa desde o período entre guerra mundiais, antes de a circunscrição ser restabelecida de 1940 a 1973. Depois da Guerra Fria, os efetivos tinham descido para 479 mil em 1999, antes de subirem com o 11 de setembro de 2001, atingindo 566 mil em 2010, devido às guerras no Afeganistão e Iraque.

"Vamos dimensionar os nossos efetivos para operações de estabilização. Um Exército deste tamanho é demasiado grande em relação às nossas necessidades de defesa", justificou o chefe do Pentágono, durante uma conferência de imprensa.

Estas reduções vão permitir "garantir que o Exército permanece bem treinado e claramente superior em termos de armas e equipamentos", justificou.
Estes efetivos vão permitir "vencer de forma decisiva" uma agressão inimiga num teatro de operações, ao mesmo tempo que é capaz de assegurar a segurança do território norte-americano e fornecer tropas em quantidade suficiente para apoiar as operações navais e aéreas num segundo teatro de operações. Cai assim a exigência de vencer dois inimigos ao mesmo tempo.

A perspetiva de um Exército reduzido a cerca de 450 mil militares permanece porém a opção mais favorável para este ramo das forças armadas, uma vez que o Pentágono trabalhou nos últimos meses cenários de cortes que poderiam diminuir até 380 mil soldados. Os efetivos da Guarda Nacional (335 mil na componente terrestre) e na situação de reserva (205 mil), a que o Pentágono recorreu no Iraque, não serão poupados, sendo amputados em 20 mil e 20 mil, respetivamente.

A dimensão do corpo de elite Marines, que conta com 190 mil, vai também ser revisto em baixa e passar para 182 mil, acrescentou Hagel. Depois de ter duplicado após os atentados de 2001, o orçamento do Pentágono está confrontado com uma redução, que se prevê durável. Um acordo entre republicanos e democratas, verificado no Congresso, em dezembro, prevê um orçamento máximo de 496 mil milhões de dólares (361 mil milhões de euros) para a defesa em 2015.

O Pentágono conta acrescentar 26 mil milhões de dólares, ainda não financiados neste momento, para modernizar alguns equipamentos, adiantou Hagel. O projeto de orçamento da Defesa deve ser apresentado oficialmente em 04 de março.

Lusa
 

*

Crypter

  • Especialista
  • ****
  • 1191
  • Recebeu: 194 vez(es)
  • Enviou: 228 vez(es)
  • +27/-6
Re: Exército dos EUA
« Responder #139 em: Fevereiro 24, 2014, 11:12:29 pm »
Só de pensar que durante a guerra colonial tivemos quase 1 milhão de soldados...  :roll:
 

*

Edu

  • Especialista
  • ****
  • 1166
  • Recebeu: 155 vez(es)
  • Enviou: 12 vez(es)
  • +5/-4
Re: Exército dos EUA
« Responder #140 em: Fevereiro 24, 2014, 11:24:11 pm »
Citação de: "Crypter"
Só de pensar que durante a guerra colonial tivemos quase 1 milhão de soldados...  :roll:

Nós? 1 milhão?? Não fazia ideia, pensava que andava na ordem dos 250 mil ou coisa do genero.

Relativamente aos números aqui atenção que é só o exército, só os marines são mais 190 mil juntado mais a força aerea e marinha vai para 1 milhão e 300 mil
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7081
  • Recebeu: 544 vez(es)
  • Enviou: 244 vez(es)
  • +480/-0
Re: Exército dos EUA
« Responder #141 em: Fevereiro 25, 2014, 01:09:32 am »
Citação de: "Edu"
Citação de: "Crypter"
Só de pensar que durante a guerra colonial tivemos quase 1 milhão de soldados...  :?  Só se estivermos a falar do acumulado durante os vários anos.
 

*

Crypter

  • Especialista
  • ****
  • 1191
  • Recebeu: 194 vez(es)
  • Enviou: 228 vez(es)
  • +27/-6
Re: Exército dos EUA
« Responder #142 em: Fevereiro 26, 2014, 09:22:05 pm »
Citação de: "PereiraMarques"
Citação de: "Edu"
Citação de: "Crypter"
Só de pensar que durante a guerra colonial tivemos quase 1 milhão de soldados...  :?  Só se estivermos a falar do acumulado durante os vários anos.

Correcto e afirmativo! aproximadamente 1 milhão de soldados serviu a pátria entre 61 e 74.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15856
  • Recebeu: 1322 vez(es)
  • Enviou: 1221 vez(es)
  • +208/-193
Re: Exército dos EUA
« Responder #143 em: Março 14, 2014, 12:46:12 pm »
Soldados dos EUA devem ganhar ‘Google Glass’ militar



Os militares norte-americanos ganharão óculos inteligentes ao estilo Google Glass, mas cuja tecnologia vai muito além à que é encontrada no produto da gigante de buscas.

De acordo com o Mashable, as Forças Armadas do país terão um dispositivo capaz de medir distâncias, exibir planta de construções em três dimensões, transmitir vídeos a partir de um drone, entre outras coisas.

Com os óculos, um soldado poderia estudar dados como posições inimigas, localização dos companheiros, mapas da cidade, vídeos sobre o que eles podem encontrar pela frente etc.

Não há uma data definida para o começo dos testes com esse tipo de recurso, mas segundo Paul Wright, um dos chefes da BAE Systems – que oferece tecnologia para complementar os óculos -, primeiro um grupo seleto deve fazer uso da novidade. Caso dê certo, qualquer soldado poderia usar os óculos.




FONTE: Olhar Digital
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Menacho

  • Investigador
  • *****
  • 2818
  • Recebeu: 297 vez(es)
  • Enviou: 60 vez(es)
  • +6/-50
Re: Exército dos EUA
« Responder #144 em: Março 15, 2014, 08:48:39 pm »
:shock:  :shock:  :shock:



Citar
Guneet Lamba pins a new corporal insignia on the camoflage turban of her husband, Cpl. Simranpeet Lamba. Lamba is one of only three Sikhs serving in the military, and the only enlisted Sikh soldier. (Scott Hansen / Joint Base Lewis McChord)

WASHINGTON — A bipartisan group of 105 lawmakers urged the Defense Department on Monday to make it easier for practicing Sikh Americans who wear beards and turbans to serve in the military.

http://www.airforcetimes.com/article/20 ... s-military
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15856
  • Recebeu: 1322 vez(es)
  • Enviou: 1221 vez(es)
  • +208/-193
Re: Exército dos EUA
« Responder #145 em: Abril 10, 2014, 03:30:20 pm »
U.S. Army Cutting Live-Fire Training

U.S. Army leaders told lawmakers today that the service will have to spend less on live-fire maneuver training as a result of the deep cuts to defense spending under sequestration.

Service leaders have been warning Congress for months that these cuts are forcing the Army to cut readiness training. A slightly clearer explanation of what cutting readiness training will mean to combat units emerged during a March 27 hearing before the House Appropriations Committee’s Defense Subcommittee.

“It has come to my attention … that in our budget in the area of marksmanship training for our personnel, both active and Guard, that the funding is being reduced by about 60 percent,” Rep Marcy Kaptur, D-Ohio, who represents the Ohio Army National Guard’s Camp Perry Joint Training Center, told senior Army officials.


“I would hope that if there were that type of serious cutbacks that you might take a look at the ability of our forces to train properly and to do what is necessary to provide them with those skills.”

Army Chief of Staff Gen. Odierno confirmed that marksmanship training is being cut but not at individual and small-unit levels.
“There has been no reduction in individual and squad-level marksmanship training – that’s funded,” he said. “Where we have had problems is where we get above that level — the collective training that happens at platoon, company, battalion – that is where we have had to reduce funding.”



Read more: http://kitup.military.com/2014/03/army- ... z2yUgIIVJq
Kit Up!
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

AtInf

  • Membro
  • *
  • 229
  • Recebeu: 12 vez(es)
  • +1/-0
Re: Exército dos EUA
« Responder #146 em: Abril 18, 2014, 06:13:17 pm »
Operation Golden Eagle - Exercício da 3º Brigada da 101º Divisão

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15856
  • Recebeu: 1322 vez(es)
  • Enviou: 1221 vez(es)
  • +208/-193
Re: Exército dos EUA
« Responder #147 em: Maio 09, 2014, 02:42:54 pm »
US Army Jungle Operations Training Course

Soldiers who attend the 25th Infantry Division’s new Jungle Operations Training Course spend 21 days in the jungles of Hawaii. Here’s a closer look at the course:


Week One

Introduction and safety brief.

Overview of the Pacific Command area of operations.

Overview of the jungle and its hazards.

Training on preventive medicine; casualty and medical evacuation tactics, techniques and procedures; and jungle-specific patrol base techniques.

Survival training, including how to forage for food, find and treat water, build improvised shelters, start fires and set traps.

Jungle mobility training; this includes ropes and rope maintenance, how to tie knots, how to conduct rope-assisted ascents and descents, and how to conduct rope-assisted casualty evacuations.

Waterborne operations, including water safety, waterproofing and riverine operations.

Day and night land navigation.


Week Two


Ground sign awareness and tracking training. This includes how to identify and track footprints, and how to recognize and identify booby traps.

Combined skills exercises, where soldiers put together the individual skills they’ve learned on communication, survival, jungle mobility, land navigation and tracking.

Training on patrolling, assaulting and reacting to contact.

Live fire training.


Week Three


Live fire training.

Company field training exercise, a cumulative exercise that lasts six days.

 :arrow: http://www.armytimes.com/article/201405 ... rtsharetop
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6048
  • Recebeu: 1344 vez(es)
  • Enviou: 652 vez(es)
  • +831/-160
Re: Exército dos EUA
« Responder #148 em: Maio 30, 2014, 09:38:36 am »
http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=3942198&utm_source=dlvr.it&utm_medium=facebook
Citar
O sargento Jorge Oliveira morreu em 2011 no Afeganistão. A terra onde cresceu resolveu angariar dinheiro e imortalizá-lo em bronze.


Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lusitano89

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 9468
  • Recebeu: 1116 vez(es)
  • Enviou: 2440 vez(es)
  • +159/-48
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Exército dos EUA
« Responder #149 em: Junho 25, 2014, 11:14:44 am »
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

 

High Tech "Battlelab" para o Exército Britânico

Iniciado por JLRC

Respostas: 0
Visualizações: 3087
Última mensagem Outubro 28, 2004, 11:04:28 pm
por JLRC
Grupo de Aviação Ligeira do Exército Osprey...Apache/Tiger

Iniciado por Boina_Verde

Respostas: 40
Visualizações: 15888
Última mensagem Setembro 19, 2007, 12:28:14 pm
por Luso
Imagem da nova espingarda de assalto do exército americano

Iniciado por lf2a

Respostas: 2
Visualizações: 2920
Última mensagem Outubro 01, 2004, 05:43:15 pm
por lf2a
Para que serve o Grupo de Aviação Ligeira (Exército)

Iniciado por papatango

Respostas: 19
Visualizações: 8222
Última mensagem Maio 14, 2008, 01:00:06 am
por tyr
Exército, Alemanha, França,Inglaterra, TOPS Pesquisa

Iniciado por Heer.Skuda

Respostas: 2
Visualizações: 3754
Última mensagem Junho 15, 2007, 01:11:48 am
por Nuno Bento