PSP e GNR desentendem-se quanto a transporte de vacinas em Évora.

  • 40 Respostas
  • 939 Visualizações
*

CruzSilva

  • Membro
  • *
  • 48
  • Recebeu: 21 vez(es)
  • Enviou: 34 vez(es)
  • +5/-0
Re: PSP e GNR desentendem-se quanto a transporte de vacinas em Évora.
« Responder #30 em: Janeiro 03, 2021, 04:13:46 pm »
Nos EUA vimos de tudo, desde policia estatal até US Marshal's a fazer escolta.

Aquilo também é um país maior que a Europa, e não tem equivalente a uma PSP ou GNR, como força de segurança nacional, lá é tudo local/municipal, as forças de polícia a nível nacional são as Federais como o FBI, DEA, etc, e não os estou a ver a escoltar vacinas pela América toda.

Uma força mais ou menos parecida que lá há, são os State Troopers, uma espécie de Brigada de Trânsito para as autoestradas e que opera a nível de Estado.

Mas estes são todos países enormes, com múltiplas jurisdições políticas, cuja realidade é muito diferente de Portugal. Esta história das vacinas é ridícula. Tanto a PSP como a GNR são forças nacionais e não deveriam necessitar de se escoltar uma à outra. Podia escolher-se uma ou ambas para desempenhar a missão, agora esta "solução" é um desperdício de recursos, agravada pelas crianças-oficiais que constituem estas forças.

No caso português em concreto felizmente ainda não chegámos ao triste ponto de ter FS a escoltarem-se umas às outras. Mas o que ficou decidido dá a sensação de ser isso o que aconteceu.

O que terá ficado determinado foi a pior das soluções possíveis: a existência duma escolta permanente que é atribuída apenas à GNR e uma escolta temporária que é feita pela FS da AR onde se desloca a carrinha das vacinas.

Só havia na minha opinião duas soluções aceitáveis: uma escolta permanente feita por apenas uma das FS (neste caso a GNR tinha vantagem pois tem uma AR com mais território e podia mais facilmente acabar por ser escolhida) ou uma escolta temporária feita pela FS da AR onde se encontrava em deslocação a carrinha das vacinas. O que está em vigor agora é uma aberração.

Mas porquê que chegámos a este ponto? Chegámos a este ponto devido à sobrevalorização da imagem e publicitação das FS. Se anteriormente a GNR era a FS que mais vezes atropelava outras entidades para "aparecer na fotografia" agora a PSP conseguiu passar uma ideia semelhante.

Grande parte do povo nunca vai aceitar que a PSP tenha bloqueado a carrinha nem que seja por 5 minutos porque querem as vacinas distribuídas o mais rapidamente possível o que é normal. Por seu lado a GNR achou precisamente por isso a PSP nunca faria o que fez e que se o fizesse seria um tiro no pé e como se viu, foi o que aconteceu. A GNR segundo consta durante o planeamento até tentou que a PSP não tivesse qualquer tipo de intervenção aquando na escolta, alegando dificuldades e risco de quebra de segurança ao ser feita a substituição da escolta temporária em movimento.

Claro que se a PSP reportou as violações do plano à SSI e nada foi corrigido, então também lhe podemos apontar responsabilidades... aliás acaba por ser a mais responsável pelo que aconteceu. Primeiro pela solução que encontrou e segundo pela falta de autoridade e passividade em que não conseguiu ou não tentou sequer resolver o problema. E como vimos com o Exército e a PSP em Vila Real, não é a primeira vez que esta entidade falha.
« Última modificação: Janeiro 03, 2021, 04:17:30 pm por CruzSilva »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 10002
  • Recebeu: 1168 vez(es)
  • Enviou: 1680 vez(es)
  • +1021/-1389
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2059
  • Recebeu: 105 vez(es)
  • Enviou: 89 vez(es)
  • +32/-0
Re: PSP e GNR desentendem-se quanto a transporte de vacinas em Évora.
« Responder #32 em: Janeiro 03, 2021, 05:47:51 pm »
As opiniões podem ter mais ou menos adesão à realidade, de maior ou menor valia ou utilidade, mas são só isso mesmo, opiniões.
Certo, certo, objectivo, é que se ambas as forças tivessem cumprido com o que estava estipulado e nas ordens de operações nada disto tinha ocorrido e ai a GNR não fica mesmo nada bem na fotografia.
::..Trafaria..::
 

*

CruzSilva

  • Membro
  • *
  • 48
  • Recebeu: 21 vez(es)
  • Enviou: 34 vez(es)
  • +5/-0
Re: PSP e GNR desentendem-se quanto a transporte de vacinas em Évora.
« Responder #33 em: Janeiro 03, 2021, 06:15:28 pm »
Trafaria presumo que essa sua conversa das "opiniões" seja para mim tal como antes por duas vezes fez conversa sobre "ordens" pelo que vou meter a "carapuça". Não preciso que me diga que ordens são para cumprir e que opiniões são apenas opiniões. Estamos num espaço de discussão e debate e é isso que estou a fazer mais nada. Até porque eu na minha mensagem também mencionei factos.

Quanto à fotografia, não meu caro quem ficou pior foi mesmo a PSP (apesar de já se saber a causa) e basta entrar na publicação de Facebook sobre a segurança às vacinas na Madeira e ler os comentários das pessoas.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8525
  • Recebeu: 1027 vez(es)
  • Enviou: 1195 vez(es)
  • +143/-46
Re: PSP e GNR desentendem-se quanto a transporte de vacinas em Évora.
« Responder #34 em: Janeiro 03, 2021, 11:32:58 pm »
NVF eu não fui tão pormenorizado (também não sabia isso tudo  :mrgreen:) mas  só queria salientar que os State Troopers são uma força lógica para escoltar as vacinas pois patrulham as autoestradas e a nível estadual, as polícias locais ia ser uma complicação, só se for mesmo a parte final, na área urbana até ao hospital como devia ser cá a PSP, e as Federais têm mais que fazer.

O caso de Évora não foi a PSP e a GNR a escoltarem-se uma a outra, estavam era ambas a escoltar a carrinha das vacinas.

Agora faço eu uma pergunta, as vacinas vão só para as cidades? Acho que não, ainda agora começaram a vacinar os lares e há muitos lares em vilas e aldeias. Porque é que não organizaram a distribuição pelo local de destino? Se é uma cidade a PSP faz a escolta, se for alguma localidade da responsabilidade da GNR, então estes fazem a escolta. Mas a escolta completa, do centro de distribuição em Coimbra até ao destino, incluindo a PSP ir pelas autoestradas até à cidade de destino. Da mesma forma deve haver casos em que a GNR para chegar a certas localidades têm que passar cidades, é aí que estão as saídas das autoestradas.

Mas eu sou uma pessoa simples, de certeza que isto é demasiado complexo para pessoas simples entenderem, tal como a, solução também não pode ser assim simples :mrgreen:.
« Última modificação: Janeiro 03, 2021, 11:41:11 pm por Lightning »
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3704
  • Recebeu: 2014 vez(es)
  • Enviou: 3834 vez(es)
  • +1785/-109
Re: PSP e GNR desentendem-se quanto a transporte de vacinas em Évora.
« Responder #35 em: Janeiro 04, 2021, 02:32:36 am »
Como foi feito nos outros países?
Isto é falta de coordenação a nível de ministério.

Nos EUA vimos de tudo, desde policia estatal até US Marshal’s a fazer escolta.

O US Marshal Service tem uma longa tradição de efectuar escoltas de materiais perigosos. No passado, escoltavam todos os comboios militares de transporte de armas nucleares. Actualmente, são responsáveis pela guarda do National Stockpile, a reserva nacional de materiais médicos e medicamentos para utilização em situações de emergência, como a actual.
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3704
  • Recebeu: 2014 vez(es)
  • Enviou: 3834 vez(es)
  • +1785/-109
Re: PSP e GNR desentendem-se quanto a transporte de vacinas em Évora.
« Responder #36 em: Janeiro 04, 2021, 02:42:00 am »

O caso de Évora não foi a PSP e a GNR a escoltarem-se uma a outra, estavam era ambas a escoltar a carrinha das vacinas.


À mulher de César não basta ser honesta. Neste caso, a percepção foi a de que a PSP fez uma birrinha, bloqueou um transporte essencial e só cooperou quando a deixaram escoltar a GNR e a carrinha de transporte — em suma, comportamento infantil e patético. Se adicionarmos o episódio com a PE, mais as recentes declarações do director nacional e a sua neutralidade face a sectores mais radicais dentro da instituição, é evidente que se está perante uma organização com problemas de liderança e de imagem.
Talent de ne rien faire
 

*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2059
  • Recebeu: 105 vez(es)
  • Enviou: 89 vez(es)
  • +32/-0
Re: PSP e GNR desentendem-se quanto a transporte de vacinas em Évora.
« Responder #37 em: Janeiro 04, 2021, 03:34:24 am »
Trafaria presumo que essa sua conversa das "opiniões" seja para mim tal como antes por duas vezes fez conversa sobre "ordens" pelo que vou meter a "carapuça". Não preciso que me diga que ordens são para cumprir e que opiniões são apenas opiniões. Estamos num espaço de discussão e debate e é isso que estou a fazer mais nada. Até porque eu na minha mensagem também mencionei factos.

Quanto à fotografia, não meu caro quem ficou pior foi mesmo a PSP (apesar de já se saber a causa) e basta entrar na publicação de Facebook sobre a segurança às vacinas na Madeira e ler os comentários das pessoas.

Lamento, não é por desconsideração, mas as opiniões a que me referiam não eram concretamente as suas. Lei-o com interesse e respeito, mas não era você o foco.

Consta que numa reunião de coordenação na Secretaria Geral do Sistema de Segurança Interna o representante da GNR era de facto da opinião de que a escolta deveria ser feita apenas e só por uma força (só para nós, que ninguém nos está a ler, partilho também dessa opinião). Mas como deve compreender muitas outras opiniões lá foram certamente produzidas, e seguramente muito mais convincentes e assertivas, de tal forma que vieram a prevalecer sobre as do representante da guarda como é publico e notório - e você implicitamente confirma.
Não conheço em concreto as razões que levaram a Senhora Secretária Geral do SSI a não acolher o parecer da GNR, mas acredito que não terá sido por acaso nem só para chatear esse senhor oficial ou a sua instituição. Saíu dessa reunião provavelmente aborrecido e desgostoso, sabendo que as suas opiniões não foram tidas em conta e que cada força, contra o que seria a sua vontade, faria a segurança na sua área de responsabilidade (mantendo-se os batedores).
O resto, o que realmente acabou por acontecer, foram apenas casos graves de indisciplina e desobediência protagonizados pelo pessoal da GNR.
« Última modificação: Janeiro 04, 2021, 03:46:04 am por Trafaria »
::..Trafaria..::
 

*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2059
  • Recebeu: 105 vez(es)
  • Enviou: 89 vez(es)
  • +32/-0
Re: PSP e GNR desentendem-se quanto a transporte de vacinas em Évora.
« Responder #38 em: Janeiro 04, 2021, 03:39:26 am »
Citação de: NVF
À mulher de César não basta ser honesta. Neste caso, a percepção foi a de que a PSP fez uma birrinha, bloqueou um transporte essencial e só cooperou quando a deixaram escoltar a GNR e a carrinha de transporte — em suma, comportamento infantil e patético. Se adicionarmos o episódio com a PE, mais as recentes declarações do director nacional e a sua neutralidade face a sectores mais radicais dentro da instituição, é evidente que se está perante uma organização com problemas de liderança e de imagem.

Essa pode ser a percepção, mas a realidade é que a GNR nem sequer lá devia estar.
::..Trafaria..::
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3704
  • Recebeu: 2014 vez(es)
  • Enviou: 3834 vez(es)
  • +1785/-109
Re: PSP e GNR desentendem-se quanto a transporte de vacinas em Évora.
« Responder #39 em: Janeiro 04, 2021, 07:27:49 am »
Dizem nos jornais que a PSP é que não devia lá estar. Se eu não conhecesse o Trafaria, diria que está a defender a sua camisola, mas não vou cometer tal devaneio. Afinal as "fontes" podem estar erradas. No entanto, aqui fica o registo:

Citar
A PSP terá bloqueado indevidamente o transporte das vacinas na terça-feira à saída do Hospital de Évora, que estava a ser escoltado pela GNR. Segundo um documento a que a TVI teve acesso, o acompanhamento desta viatura é sempre efetuado pela Guarda Nacional Republicana.

"A GNR assegura o desembaraçamento de trânsito nos itinerários que compreendem passagens por áreas de responsabilidade de ambas as forças”.

Por desembaraçamento entende-se a abertura de caminho, acompanhamento e guarda permanente do medicamento.

No mesmo documento, é explicado que a Polícia de Segurança Pública apenas pode reforçar a segurança quando o transporte se encontra na sua área de ação, uma situação que se verificou ontem.

O problema foi o bloqueio à saída, uma vez que  “a PSP assegura o desembaraçamento de trânsito apenas quando o fim do percurso se realize na sua área“, o que não era o caso, uma vez que o veículo tinha como destino final o Algarve.

Ao que a TVI apurou, o polícia que chefiava a PSP em Évora terá dado uma ordem para que a GNR abandonasse o transporte, voltando a acompanhá-lo no limite da área de jurisdição da PSP, sendo que a Guarda não aceitou a ordem. É esta recusa que estará na origem do bloqueio.

O plano para a distribuição de vacinas ficou acordado numa reunião a 22 de dezembro entre a Secretária-Geral do Sistema de Segurança Interna e os comandos das duas forças.

Horas após o incidente, o Ministério da Administração Interna anunciou a abertura de um inquérito urgente para avaliar o sucedido.
Talent de ne rien faire
 

*

ocastilho

  • Membro
  • *
  • 277
  • Recebeu: 137 vez(es)
  • Enviou: 219 vez(es)
  • +181/-5
Re: PSP e GNR desentendem-se quanto a transporte de vacinas em Évora.
« Responder #40 em: Janeiro 04, 2021, 10:43:39 am »

À mulher de César não basta ser honesta. Neste caso, a percepção foi a de que a PSP fez uma birrinha, bloqueou um transporte essencial e só cooperou quando a deixaram escoltar a GNR e a carrinha de transporte — em suma, comportamento infantil e patético. Se adicionarmos o episódio com a PE, mais as recentes declarações do director nacional e a sua neutralidade face a sectores mais radicais dentro da instituição, é evidente que se está perante uma organização com problemas de liderança e de imagem.

Caro NVF, concordo com toda a sua intervenção excepto no sublinhado, mas considero suficientemente importante para trazer à discussão. Não tenho a certeza a que movimentos se refere em concreto. Acredito que se refere ao "badalado" M0, no entanto, não me parece ser tão radical quanto diz nem tampouco que na GNR ele não exista ou seja em grau inferior. Parece-me haver sectores políticos interessados em criar a narrativa do "deep state" coligada a uma suposta "extrema-direita". Curiosamente (ou nem por isso) foi no serviço mais carregadinho de "xuxas" que caiu a nódoa.

Por fim, há muito que este governo se demitiu de governar, as instituições estão em auto-gestão, os efeitos começam a notar-se e cada um puxa a brasa à sua sardinha. No final, independentemente de quem tenha mais ou menos razão, todos ficaram mal no figurino. Numa situação de auto-gestão, como a que nos encontramos, uma policia única elimina a necessidade de coordenação, mas a situação que vivemos é temporária e, dentro de um quadro de razoabilidade, deve haver mais que uma policia. A natural competição e animosidade saudável permite que se fiscalizem mutuamente e haja menos espaço para situações de encobrimento generalizado.

Um abraço e desejos de um prospero 2021 a todos!
« Última modificação: Janeiro 04, 2021, 10:52:38 am por ocastilho »
"Se servistes à pátria, que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis, ela o que costuma."