SERE nas tropas especiais portuguesas

  • 18 Respostas
  • 2367 Visualizações
*

mikeguima

  • Membro
  • *
  • 30
  • +0/-0
SERE nas tropas especiais portuguesas
« em: Setembro 17, 2019, 08:16:38 pm »
Boa tarde,

Queria apenas, por curiosidade, perguntar se há alguma componente dedicada de treino SERE (Sobrevivência, Evasão, Resistência e Escape) no treino das tropas especiais portuguesas (de qualquer ramo) e, se sim, que componentes do SERE cobre.

Pergunto porque pelo que entendi, as unidades especiais de certos países (como os EUA) frequentam um treino SERE dedicado depois da instrução principal, e fiquei curioso em saber se havia algum treino do género nas tropas especiais portuguesas.

Obrigado.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15539
  • Recebeu: 1195 vez(es)
  • Enviou: 1132 vez(es)
  • +194/-183
Re: SERE nas tropas especiais portuguesas
« Responder #1 em: Setembro 18, 2019, 11:38:37 am »
Por cá chama-se sobrevivência e Prisioneiros de guerra, salvo erro no Curso de Combate em Tancos, é treinada tanto uma coisa como a outra.

https://www.facebook.com/serrano.rosa.73/media_set?set=a.10201650443657394.1073741966.1668254996&type=3

https://www.facebook.com/pages/Opera%C3%A7%C3%B5es-Especiais-Rangers/241475692600518?id=241475692600518&sk=photos_stream

CTOE - COE:

http://www.operacional.pt/operacoes-especiais-treinam-para-climas-frios/

Nos Fuzos:

Citar
Finalmente 1201

Terminado o exercício Bujarrona 1201 chegou “finalmente” e inesperadamente o exercício que muitos ansiavam e de certa forma temem, o Finalmente 1201. Os alunos foram capturados e feitos prisioneiros.

Aqui sentiram as dificuldades pelas quais passam os prisioneiros de guerra.

Após 48 horas de interrogatório e de um tratamento físico e mental muito exigente, foi-lhes facilitada uma fuga assistida e a respetiva evasão para linhas amigas, mas não sem antes necessitarem de aguardar numa área segura onde devido à falta de recursos necessitaram de colocar em prática as técnicas de sobrevivência que aprenderam.

Ao longo desses cinco dias os alunos fizeram fogo, de forma improvisada, para se aquecerem, cozinharem alimentos e purificarem água, construíram o seu abrigo, caçaram e pescaram a sua comida, sobreviveram mantendo-se aptos e aguardando pelo dia em que poderiam tentar terminar a evasão para as linhas amigas.

Este exercício possibilitou aos alunos ganharem confiança em si mesmos e nas suas capacidades básicas de sobrevivência, ganhar o endurance, o espírito de grupo e o espírito de sacrifício fundamental para um Fuzileiro, que só é possível obter quando se está em situações limite!

Na FAP:

http://maisalto5.emfa.pt/conteudos/galeria/revista408/a_870.pdf



7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

mikeguima

  • Membro
  • *
  • 30
  • +0/-0
Re: SERE nas tropas especiais portuguesas
« Responder #2 em: Setembro 21, 2019, 08:50:41 pm »
Obrigado pela resposta e pelos links, Cabeça de Martelo. A nível de assistência médica em combate, há treino extra face ao básico ministrado na recruta (caso do exército)? E a nível de combate corpo a corpo?
« Última modificação: Setembro 21, 2019, 09:06:14 pm por mikeguima »
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15539
  • Recebeu: 1195 vez(es)
  • Enviou: 1132 vez(es)
  • +194/-183
Re: SERE nas tropas especiais portuguesas
« Responder #3 em: Setembro 23, 2019, 10:17:54 am »
Obrigado pela resposta e pelos links, Cabeça de Martelo. A nível de assistência médica em combate, há treino extra face ao básico ministrado na recruta (caso do exército)? E a nível de combate corpo a corpo?

mikeguima, quando eu servi ainda havia SEN, ou seja, estou completamente desactualizado.

No meu tempo a instrução estava dividida da seguinte forma:

Recruta - 9 semana
Especialidade - Curso de Paraquedismo (4 semanas);
Sub-especialidade - variava, mas a que tinha mais homens era a de Atiradores

Atualmente é assim:

Recruta - 12 semanas;
Especialidade - Curso de Combate (9 semanas) + Curso de Paraquedismo (4 semanas)
Teste final - 8 dias

No meu tempo nós tivemos um Cabo a dar-nos umas horas durante uma semana de primeiros socorros, para além disso tínhamos Judo e Boxe ( 2 de cada Pelotão para cada modalidade).

Hoje em dia… não faço menor ideia, mas pelo que tenho visto parece-me que eles estão a levar muito mais a sério ambas as coisas.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

SantosBazuqueiro

  • Membro
  • *
  • 3
  • +0/-0
Re: SERE nas tropas especiais portuguesas
« Responder #4 em: Fevereiro 06, 2020, 04:26:55 pm »
 :snipersmile:Sabendo que as tropas especiais têm treino de sobrevivência em vários ambientes, qual a força especial que no geral com as mesmas circunstâncias e oportunidades tem mais hipóteses de sobrevivência em ambientes inóspitos ( Rangers, Comandos ou Fuzos ) ?
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15539
  • Recebeu: 1195 vez(es)
  • Enviou: 1132 vez(es)
  • +194/-183
Re: SERE nas tropas especiais portuguesas
« Responder #5 em: Fevereiro 06, 2020, 05:34:26 pm »
:snipersmile:Sabendo que as tropas especiais têm treino de sobrevivência em vários ambientes, qual a força especial que no geral com as mesmas circunstâncias e oportunidades tem mais hipóteses de sobrevivência em ambientes inóspitos ( Rangers, Comandos ou Fuzos ) ?

Sobrevivência em ambientes inóspitos? São inóspitos porquê? Muita chuva, muito quente, muito chumbo?...
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8069
  • Recebeu: 864 vez(es)
  • Enviou: 984 vez(es)
  • +119/-43
Re: SERE nas tropas especiais portuguesas
« Responder #6 em: Fevereiro 06, 2020, 07:05:04 pm »
Muita cerveja :mrgreen:.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo

*

SantosBazuqueiro

  • Membro
  • *
  • 3
  • +0/-0
Re: SERE nas tropas especiais portuguesas
« Responder #7 em: Fevereiro 06, 2020, 08:27:45 pm »
Por exemplo, ao executar uma missão esta pode ir para ao torto, ficando assim o militar em território inimigo, e eu quero saber qual tipo de tropa é a melhor caso isto aconteça. Sei que todas têm capacidade de sobrevivência, mas queria saber qual a que se destaca mais numa situação destas, visto que todas são diferentes.
Um ambiente inóspito não tem necessariamente de ser quente, frio, montanhoso, etc.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15539
  • Recebeu: 1195 vez(es)
  • Enviou: 1132 vez(es)
  • +194/-183
Re: SERE nas tropas especiais portuguesas
« Responder #8 em: Fevereiro 07, 2020, 12:38:09 pm »
Por exemplo, ao executar uma missão esta pode ir para ao torto, ficando assim o militar em território inimigo, e eu quero saber qual tipo de tropa é a melhor caso isto aconteça. Sei que todas têm capacidade de sobrevivência, mas queria saber qual a que se destaca mais numa situação destas, visto que todas são diferentes.
Um ambiente inóspito não tem necessariamente de ser quente, frio, montanhoso, etc.

Vou agarrar nas tuas palavras e colocá-las noutro contexto.

Citar
Por exemplo, ao executar um jogo e este pode ir para ao torto, ficando assim o jogador em desvantagem, e eu quero saber qual o clube  é a melhor caso isto aconteça. Sei que todas têm capacidade de jogo, mas queria saber qual a que se destaca mais numa situação destas, visto que todas são diferentes.
Um ambiente inóspito não tem necessariamente de ser quente, frio, montanhoso, etc

Não faz sentido, pois não?!

Esta pergunta está ao mesmo nível de "qual é a Tropa Especial mais dura"? Ou então, "qual é que está mais bem preparada para matar"?

Sim, são todas diferentes e eu até tenho as minhas suspeitas de qual é que tem a este nível a formação mais completa, mas muito sinceramente, acho esta questão ridícula.

Lamento se por acaso sentires atacado, mas infelizmente não consigo levar a sério essa tua pergunta.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

SantosBazuqueiro

  • Membro
  • *
  • 3
  • +0/-0
Re: SERE nas tropas especiais portuguesas
« Responder #9 em: Fevereiro 07, 2020, 02:43:53 pm »
Não me sinto atacado. Quando alguém dá a sua opinião tenho que respeitar e respeito a sua. Devo concordar que tem razão, a pergunta nao da para ser levada a sério. Erro meu.
Mas pode me dizer qual acha que tem a melhor formação?
Espero estar a ser pertinente neste momento 💪
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15539
  • Recebeu: 1195 vez(es)
  • Enviou: 1132 vez(es)
  • +194/-183
Re: SERE nas tropas especiais portuguesas
« Responder #10 em: Fevereiro 07, 2020, 03:37:02 pm »
Penso que seja mais ou menos consenso geral que os militares que têm uma formação geral mais aprofundada são os de Operações Especiais.

Nas Forças Armadas Portuguesas há duas unidades do género; a Força de Operações Especiais (CTOE/BrigRR) e o Destacamento de Acções Especiais (CF).
No entanto se falares com militares de uma outra Tropa Especial que nem sequer mencionaste, eles provavelmente depois de falarem destas duas unidades acima, iriam mencionar uma certa Companhia de Precursores.
Para além disso tens ainda na FAP uns certos “Especiais” no seio da PA.
Agora atira uma moeda ao ar e diz qual foi o resultado que deu-te.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Camuflage

  • Investigador
  • *****
  • 1306
  • Recebeu: 92 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +20/-50
Re: SERE nas tropas especiais portuguesas
« Responder #11 em: Fevereiro 08, 2020, 01:13:18 pm »
Boa tarde,

Queria apenas, por curiosidade, perguntar se há alguma componente dedicada de treino SERE (Sobrevivência, Evasão, Resistência e Escape) no treino das tropas especiais portuguesas (de qualquer ramo) e, se sim, que componentes do SERE cobre.

Pergunto porque pelo que entendi, as unidades especiais de certos países (como os EUA) frequentam um treino SERE dedicado depois da instrução principal, e fiquei curioso em saber se havia algum treino do género nas tropas especiais portuguesas.

Obrigado.

O curso é dado na FAP: http://ctsfa.emfa.pt/subPagina-1C800-001.002-sere

https://pt.wikipedia.org/wiki/Centro_de_Treino_de_Sobreviv%C3%AAncia_da_For%C3%A7a_A%C3%A9rea
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15539
  • Recebeu: 1195 vez(es)
  • Enviou: 1132 vez(es)
  • +194/-183
Re: SERE nas tropas especiais portuguesas
« Responder #12 em: Fevereiro 08, 2020, 02:24:39 pm »
Boa tarde,

Queria apenas, por curiosidade, perguntar se há alguma componente dedicada de treino SERE (Sobrevivência, Evasão, Resistência e Escape) no treino das tropas especiais portuguesas (de qualquer ramo) e, se sim, que componentes do SERE cobre.

Pergunto porque pelo que entendi, as unidades especiais de certos países (como os EUA) frequentam um treino SERE dedicado depois da instrução principal, e fiquei curioso em saber se havia algum treino do género nas tropas especiais portuguesas.

Obrigado.

O curso é dado na FAP: http://ctsfa.emfa.pt/subPagina-1C800-001.002-sere

https://pt.wikipedia.org/wiki/Centro_de_Treino_de_Sobreviv%C3%AAncia_da_For%C3%A7a_A%C3%A9rea

O mikeguima estava a perguntar sobre a formação feita nas nossas Tropas Especiais e não a que a FAP dá aos seus tripulantes.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15539
  • Recebeu: 1195 vez(es)
  • Enviou: 1132 vez(es)
  • +194/-183
Re: SERE nas tropas especiais portuguesas
« Responder #13 em: Fevereiro 18, 2020, 02:35:17 pm »
Curso de Sobrevivência, Evasão, Resistência e Extração

Este curso habilitou dois militares da Força Aérea Portuguesa indigitados para o Teatro de Operações do Mali







O Exército, através do Centro de Tropas de Operações Especiais (CTOE), em Lamego, formou dois militares da Força Aérea Portuguesa, entre os dias 6 e 7 de fevereiro, com o Curso de Sobrevivência, Evasão, Resistência e Extração.

Este curso, que visa a aquisição e treino de tácitas, técnicas e procedimentos que dão a um indivíduo ou grupo isolado, as ferramentas necessárias para sobreviver em qualquer ambiente, evitando a sua captura onde exista essa ameaça, decorreu no âmbito do Treino Orientado para a Missão para os Elementos Nacionais Destacados indigitados para o Teatro de Operações do Mali.

http://www.exercito.pt/pt/informa%C3%A7%C3%A3o-p%C3%BAblica/not%C3%ADcias/1551
« Última modificação: Fevereiro 18, 2020, 02:35:57 pm por Cabeça de Martelo »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 1999
  • Recebeu: 63 vez(es)
  • Enviou: 72 vez(es)
  • +14/-0
Re: SERE nas tropas especiais portuguesas
« Responder #14 em: Fevereiro 18, 2020, 05:04:16 pm »
Dois dias chegam para habilitar alguém com todas essas competências?
::..Trafaria..::
 

 

Forças de Operações Especiais (sub-unid. operacion. do CTOE)

Iniciado por Miguel

Respostas: 9
Visualizações: 8297
Última mensagem Novembro 09, 2008, 07:58:20 pm
por 01
Doutrinas operacionais dos Comandos e Operações Especiais

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 22
Visualizações: 10517
Última mensagem Setembro 24, 2005, 01:36:12 pm
por Cabeça de Martelo
Designação das unidades de Comandos e Operações Especiais

Iniciado por Duarte

Respostas: 30
Visualizações: 15178
Última mensagem Novembro 16, 2011, 01:12:21 pm
por carlospires
Escolher entre Fuzileiros e Operações Especiais

Iniciado por jonyfra

Respostas: 11
Visualizações: 3660
Última mensagem Abril 19, 2016, 10:17:20 am
por Cabeça de Martelo
Operações Especiais do Exército Português

Iniciado por ACADO

Respostas: 17
Visualizações: 5060
Última mensagem Março 27, 2020, 11:58:15 am
por ACADO