Aberto concurso para a substituição dos Aviocar

  • 37 Respostas
  • 14449 Visualizações
*

p_shadow

  • Perito
  • **
  • 448
  • +1/-0
    • http://www.falcoes.net/9gs
re:
« Responder #15 em: Outubro 06, 2004, 04:24:35 am »
"No anuncio do MDN do JN vem la preto no branco 12 aeronaves de transporte com a possivel aquisicao de 5 para patrulha maritima.

O que da 7 para transporte e 5 para patrulha maritima. Penso que os C212-300 Patrullero poderao vir a ser vendidos ou mantidos."


Isto é o mesmo que dizer que o C-295 já ganhou......  :roll:



Cumptos
A realidade não alimenta fóruns....
 

*

emarques

  • Especialista
  • ****
  • 1177
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #16 em: Outubro 06, 2004, 11:44:59 am »
Eu estou com o Luso e o lf2a. "12 de transporte com a possível aquisição de 5 para patrulha marítima" dá 17 aviões.

Por outro lado, o JLRC também tem razão, ninguém nos obriga a comprar transportes e aviões SIFICAP do mesmo modelo. Se há vantagens em operar o C-27J para transporte e o C-295 para vigilância marítima, porque não fazê-lo?
Ai que eco que há aqui!
Que eco é?
É o eco que há cá.
Há cá eco, é?!
Há cá eco, há.
 

*

tsahal

  • Perito
  • **
  • 580
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
JN.
« Responder #17 em: Outubro 06, 2004, 07:18:44 pm »
Segundo o anuncio vao ser adquiridas 12 aeronaves. Entre estas doze, poderao ser adquiridas 5 de patrulha maritima.

como disse, poderemos ter 7 de transporte e 5 de patrulha maritima. O MDN nao disse que 5 serao de patrulha maritima, apenas mencionou que poderao ser caso de haver uma mudanca de atitude durante as negociacoes. Foi no JN de Sabado ou Domingo. Nao me recordo em que dia foi concretamente.
 

*

tsahal

  • Perito
  • **
  • 580
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
JN.
« Responder #18 em: Outubro 06, 2004, 07:21:21 pm »
Eu concordo e sem duvida que vai ser escolhido o C295M. Mas nunca dois de modelo diferente. Nunca podera acontecer isso. Nem pode, nem deve.
 

*

emarques

  • Especialista
  • ****
  • 1177
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #19 em: Outubro 06, 2004, 08:44:46 pm »
Bem, se realmente dizia que eram 12 no total, então compreendo que não se possam operar dois modelos diferentes. Estou à procura no site do JN a ver se encontro qualquer coisa.

Entretanto, algo que não tinha reparado na notícia da execução da LPM e dos rádios:

Citar
Entre as vantagens dos aparelhos, destaca-se a "interoperabilidade do Exército e da Marinha em operações conjuntas. Os rádios tácticos serão compatíveis com as futuras viaturas blindadas de rodas, que em 2005 deverão substituir os chaimites".


Será que agora as VBR só são mesmo para substituír as chaimites, ou o Sr. Portas não sabe muito bem para que é que as vão comprar?
Ai que eco que há aqui!
Que eco é?
É o eco que há cá.
Há cá eco, é?!
Há cá eco, há.
 

*

tsahal

  • Perito
  • **
  • 580
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
JN.
« Responder #20 em: Outubro 07, 2004, 12:00:18 am »
Duvido que os anuncios dos concursos do MDN sejam colocados no site do JN. Lembro que o P/GRC 525 nao vai ser construido em Portugal, como anunciou varias vezes o MD, este equipamento vai apenas ser montado pela EID. Aproveito para dizer que a EID vai apresentar esta semana na Defendory 2004 um novo sistema de comunicacao interno para VBRs e segundo sei o MDN quer ver este equipamento nas VBRs que serao adquiridas. Este sistema tem o nome de P/ICC 201 e nao aparece no site da EID.
 

*

tsahal

  • Perito
  • **
  • 580
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
JN.
« Responder #21 em: Outubro 07, 2004, 12:04:06 am »
Mesmo que o numero de aeronaves fosse maior, seria um grande erro adquirir duas aeronaves diferentes. Nunca seria cometido esse erro. Penso eu.
 

*

Moi

  • Membro
  • *
  • 147
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #22 em: Outubro 15, 2004, 11:02:33 pm »
Pelo que entendi são 12 unidades, das quais 5 estarão entregues exclusivamente a tarefas marítimas.

De facto, parece-me pouco, mas dentro daquilo a que se tem assistido.

Se assim for, o C-295 parace ganhar vantagem, o que me parece acertado.
Continuo a achar estranho, e não provado, que o C-295 não consiga «encaixar» um veículo ligeiro, quando até um EH101 com «jeitinho» o faz...

Além do mais, o C-295 com as suas 9 toneladas de carga tem como função substituir o C-130 em missões mais ligeiras (lançamento de pára-quedistas e carga, missão para a qual transporta mais palete de carga), levando-me a fazer a pergunta: Para que é que, neste cenário, o C-295 precisaria de levar um UMM (ex.)?

Penso que o Aviocar marítimo também não deverá manter-se na FAP, visto ser um número reduzido, por sua vez revelando-se caro e difícil de manter logisticamente.
 

*

Ricardo Nunes

  • Investigador
  • *****
  • 1257
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • Enviou: 5 vez(es)
  • +2/-0
    • http://www.falcoes.net/9gs
(sem assunto)
« Responder #23 em: Outubro 15, 2004, 11:10:09 pm »
Citação de: "Moi"
Penso que o Aviocar marítimo também não deverá manter-se na FAP, visto ser um número reduzido, por sua vez revelando-se caro e difícil de manter logisticamente.


Não concordo.
Logisticamente a tarefa encontra-se facilitada. Os conhecimentos estão adquiridos, as tripulações treinadas e teremos 22 aeronaves para canibalizar se necessário. Porquê desperdicar estas 2 aeronaves tão valiosas?  :roll:
É deitar dinheiro à rua.
Ricardo Nunes
www.forum9gs.net
 

*

Moi

  • Membro
  • *
  • 147
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #24 em: Outubro 15, 2004, 11:25:04 pm »
Ñão sei se será assim se não, se calhar é o que vai acontecer quando se der baixa dos C-212, o que não impede que estes continuem no activo até à vinda dos novos aviões. Algo que ainda deverá demorar alguns anos.

Seja como fôr, até que ponto será justificável do ponto de vista das capacidades das aeronaves manter duas unidades que foram ultrapassadas pelos novos modelos?
 

*

Ricardo Nunes

  • Investigador
  • *****
  • 1257
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • Enviou: 5 vez(es)
  • +2/-0
    • http://www.falcoes.net/9gs
(sem assunto)
« Responder #25 em: Outubro 15, 2004, 11:33:09 pm »
Caro Moi,

O equipamento electrónico presente nos CN-212-300 é bastante recente.
E esse é o factor importante. De um ponto de vista operacional vigiar um arrastão com um CN-295 ou CN-212 é igual, o essencial é o material electrónico necessário ao desempenho dessa função.  :wink:
Ricardo Nunes
www.forum9gs.net
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5510
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +585/-2
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #26 em: Outubro 16, 2004, 12:07:21 am »
Atenção que o C-295 pode levar uma viatura tipo UMM, Land Cruiser ou Land Rover, que são veículos ligeiros.

O que não pode transportar são veículos do tipo do HUMVEE, ou dos PANHARD VBL.

Não comparação possível entre um avião feito para as forças armadas e uma versão civil adaptada para uso militar.

No entanto, como já disse, reconheço que o C-27J não é adequado para patrulha maritima, pelo que para ter que escolher, considerando a patrulha maritima, a escolha devería recair sobre o C-295, porque é o unico que pode fazer as duas coisas, embora em termos de transporte militar esteja limitado.

Ao mesmo tempo também acho que o C-295 é demasiado grande para substituir o C-212-100 na patrulha marítima. Os C-212-300 como disse o Ricardo Nunes, são relativamente recentes.

Acho de qualquer forma que alguém anda a fazer mal as contas, porque com os EH-101, os C-212-300 e mais C-295 de patrulha maritima, acho que íamos ficar com patrulhas a mais. (ou se calhar talvez não).

Cumprimentos
 

*

tsahal

  • Perito
  • **
  • 580
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
JN
« Responder #27 em: Outubro 16, 2004, 09:49:35 am »
Volto a repetir o que disse. O MDN apenas vai adquirir 12 aeronaves de transporte e de estas 12 aeronaves, 5 poderao ser de patrulha maritima.

Esta tudo preto no branco.

Se alguem estiver interessado na LPM para a Marinha, que entre em contacto cmg por mail. Estive esta semana no workshop da DANOTEC.

Sabiam que os fuzos estao a testar o MBDA Mistral, o Thales Startreak, o RBS 70 e o Stinger?
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7563
  • Recebeu: 498 vez(es)
  • Enviou: 174 vez(es)
  • +202/-209
(sem assunto)
« Responder #28 em: Outubro 16, 2004, 12:18:44 pm »
Com o Starstreak também poderiam destruir carros de combate...
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1438
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #29 em: Outubro 16, 2004, 02:06:02 pm »
Mas como o exército já tem Stingers, talvez fizesse sentido uma certa uniformização...
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

 

Substituição dos AlphaJet por um novo avião de treino?

Iniciado por Marauder

Respostas: 27
Visualizações: 11888
Última mensagem Setembro 21, 2006, 03:30:41 am
por p_shadow
Substituição dos Allouette III

Iniciado por JNSA

Respostas: 800
Visualizações: 164059
Última mensagem Abril 28, 2019, 05:37:08 pm
por dc
Programa de substituição do C-130

Iniciado por Boina_Verde

Respostas: 2059
Visualizações: 309169
Última mensagem Julho 06, 2020, 12:51:35 am
por tenente
Substituição dos Alpha-jet

Iniciado por pchunter

Respostas: 685
Visualizações: 117113
Última mensagem Junho 24, 2020, 06:40:35 am
por tenente
Substituição dos Falcon 50

Iniciado por Alvalade

Respostas: 141
Visualizações: 22265
Última mensagem Fevereiro 26, 2020, 01:58:08 pm
por luis simoes