EUA fora das Lajes?

  • 250 Respostas
  • 49416 Visualizações
*

Turlu

  • Membro
  • *
  • 132
  • Recebeu: 44 vez(es)
  • Enviou: 71 vez(es)
  • +20/-0
Re: EUA fora das Lajes?
« Responder #240 em: Outubro 21, 2020, 02:04:37 pm »
Foi reaberta a pista transversal da BA4 para treino de aviões a operar o âmbito do AFRICOM

Diário Insular – 2020/10/20
Pista Transversal É Reativada Por Proposta Dos Eua
Zona para treino de aviões militares inaugurada amanhã nas Lajes

A reativação da pista é importante para a Base das Lajes. Permitirá treino de aeronaves como o C-130 e o C-17. Deverá ser o começo do treino de aviões do AFRICOM.

A pista transversal da Base das Lajes volta a ser utilizada. É inaugurada, amanhã de manhã, a Permanent Lajes Landing Zone (zona de aterragem permanente das Lajes).
Já ontem decorreram ensaios nesta pista, que terá utilização militar. De acordo com um comunicado enviado às redações pelo Comando da Zona Aérea dos Açores, esta pista tinha “sido desativada por motivos operacionais e a sua inauguração conclui um longo processo que teve início numa proposta apresentada pela parte norte americana, através do qual foram analisadas e avaliadas todas as implicações que a sua implantação poderiam acarretar, nomeadamente no que respeita a segurança”. Depois do Ministério da Defesa Nacional ter aprovado a medida e de ter sido obtida a certificação pela Autoridade Aeronáutica Nacional (AAN), foi assinada entre o Comando da Zona Aérea dos Açores e o destacamento norte-americano uma carta de operações “que estabelece os procedimentos de operação que se regem pelas normas estabelecidas pela ICAO, pela NATO e pela AAN”.
“De realçar que esta Carta de Operações contempla a figura do Landing Zone Safety Officer (LZSOAgente de Segurança da Zona de Aterragem), que sempre que a Permanent Lajes Landing Zone seja ativada, operará no local e será responsável por garantir que a operação das aeronaves decorre de forma segura e eficiente”, sublinha o comunicado.
Essa função será desempenhada “conjuntamente por Controladores de Tráfego Aéreo da Esquadra de Aeródromo da Base Aérea Nº4 (BA4) e do 65th ABG, devidamente treinados para o efeito”.
A cerimónia será presidida pelo comandante da Zona Aérea dos Açores e será conjunta, com o Destacamento da Força Aérea dos Estados Unidos da América, 65th Air Base Group.
Pista Para treinos. A Permanent Lajes Landing Zone será importante, “uma vez que permite o treino real de aterragens e descolagens em pistas curtas e em condições de piso adversas, a aeronaves militares de transporte aéreo tático, como por exemplo o C-130 e o C-17, de Portugal, dos Estados Unidos da América ou ainda dos países da NATO”.
“Com este tipo de treino é possível incrementar a proficiência das tripulações que tenham que vir a operar em teatros de operações adversos”, aponta o Comando da Zona Aérea dos Açores.
A operação nesta pista transversal “será sempre condicionada pelo tráfego aéreo militar e civil que opere na pista 15/33 que será sempre prioritário”, garante.
O DI já tinha noticiado a reativação desta pista transversal, que estará ligada aos treinos do comando AFRICOM (comando dos Estados Unidos para África).
O objetivo será recriar situações com que este comando militar americano se pode ver confrontado em África, com vários tipos de aeronaves.
Esta nova missão para a Base das Lajes deve trazer marines e outro tipo de pessoal militar até à Terceira, ainda não se sabe se em permanência ou em rotação.
Em julho do ano passado, o Diário Insular adiantava que esta pista tinha já sido alvo de obras e estava certificada para diversas operações.
A pista será utilizada, como primeira missão, para o treino de aviões C-130 e C-17 que irão operar em África no âmbito das atividades do AFRICOM.
Trata-se de aviões de transporte tático (C-130) e estratégico (C-17) cujas tripulações se irão qualificar nas Lajes para operações em pistas muito curtas e até de terra.
Os treinos deverão decorrer sobretudo à noite, uma vez que uma das componentes essenciais terá a ver com aterragens e descolagens através de sistemas de visão noturna.

Base das Lajes Treinos do comando AFRICOM podem trazer marines para a Terceira
A reativação da pista é importante para a Base das Lajes. Permitirá treino de aeronaves como o C-130 e o C-17. Deverá ser o começo do treino de aviões do AFRICOM.
Com gente tola e toiros, paredes bem altas! - ditado popular da Ilha Terceira
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3901
  • Recebeu: 310 vez(es)
  • Enviou: 160 vez(es)
  • +471/-169
Re: EUA fora das Lajes?
« Responder #241 em: Novembro 08, 2020, 09:32:53 pm »
Com a vitória de Biden, o que nos poderá trazer de dividendos em termos de apoio ou FMS ?
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3592
  • Recebeu: 1938 vez(es)
  • Enviou: 3697 vez(es)
  • +1686/-106
Re: EUA fora das Lajes?
« Responder #242 em: Novembro 09, 2020, 01:06:10 am »
Os senadores republicanos já se estão a preparar para introduzir políticas de contenção do défice orçamental e da dívida — que, miraculosamente, se tornaram problemas a partir da derrota de Trump. Por isso, não é de esperar grandes orçamentos de defesa, nem ajuda externa — excepto para os do costume, como Israel e Egito.
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: typhonman

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1410
  • Recebeu: 282 vez(es)
  • Enviou: 1240 vez(es)
  • +212/-7
Re: EUA fora das Lajes?
« Responder #243 em: Novembro 09, 2020, 09:33:39 am »
E ainda arriscamos a deixar de ter pressão (pelo menos publica e "à bruta") do Trump para os europeus terem gastos com a defesa... e se os outros não devem esquecer que não se pode continuar a contar sempre com os EUA e a ouvir o que não se quer, por aqui devem aumentar as rendas dos quartéis.   
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

Lusitan

  • Perito
  • **
  • 476
  • Recebeu: 159 vez(es)
  • Enviou: 163 vez(es)
  • +157/-12
  • Hic et Ubique
Re: EUA fora das Lajes?
« Responder #244 em: Novembro 09, 2020, 10:08:00 am »
E ainda arriscamos a deixar de ter pressão (pelo menos publica e "à bruta") do Trump para os europeus terem gastos com a defesa... e se os outros não devem esquecer que não se pode continuar a contar sempre com os EUA e a ouvir o que não se quer, por aqui devem aumentar as rendas dos quartéis.
Se existe alguma possibilidade de acordos bipartidários nos EUA, estes são nas áreas da Defesa e Negócios Estrangeiros. O Biden é dos Democratas, o que mais apoios consegue reunir nos Republicanos. E como tem um passado de confrontação com a Rússia, penso que irá continuar a ver os Açores como uma base estratégica para o domínio do Atlântico e contenção dos russos (nomeadamente para vigilância da actividade submarina russa).
Relativamente à necessidade de aumento de despesas em Defesa, isto já era pedido por Obama e Biden desde 2008. Infelizmente os europeus só perceberam as implicações de não apostarem na Defesa quando surgiu Trump e ameaçou com a saída da NATO. Mas com os EUA em confronto directo com a China, os europeus terão de ser capazes de garantir a sua própria defesa. De momento, a Europa não tem capacidade para aguentar sozinha um conflicto de grande intensidade prolongado. Essa capacidade tem de ser adquirida. Senão continuará a fazer figuras tristes como na Líbia (onde Reino Unido e França esgotaram as reservas de munições em poucas semanas), ou perante ameaças de regimes autoritários como Rússia e Turquia.
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3581
  • Recebeu: 844 vez(es)
  • Enviou: 188 vez(es)
  • +172/-83
Re: EUA fora das Lajes?
« Responder #245 em: Novembro 09, 2020, 12:18:30 pm »
Não creio que da parte americana vá haver reduções no orçamento, especialmente tendo em conta a ameaça da China. Se a China acalmar, aí sim poderá ocorrer. Por outro lado, se o potencial conflito com a China se desenrolar, os danos causados às duas potenciais do ponto de vista económico e militar serão tais, que deixará a Rússia como a única potência militar, pelo menos temporariamente, e dependendo da eficácia da vitória de um país face ao outro.
Se a Rússia assumir o primeiro lugar do poderia militar global, convém que o resto da Europa esteja minimamente preparada para os "aguentar".
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3592
  • Recebeu: 1938 vez(es)
  • Enviou: 3697 vez(es)
  • +1686/-106
Re: EUA fora das Lajes?
« Responder #246 em: Novembro 09, 2020, 12:23:27 pm »
Não esquecer que o compromisso de atingir os 2% do PIB em defesa, ao longo de um período de 10 anos, foi assinado em 2014. No entanto, isso não preveniu Trump de reclamar como sua a vitória.

Claro que agora, com a epidemia, poucos países atingirão esse patamar em 2024. No caso de Portugal, mesmo sem a epidemia, nunca houve real vontade de atingir os 2%. Houve sim manipulação continuada dos números e uma enorme pouca vergonha.
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3581
  • Recebeu: 844 vez(es)
  • Enviou: 188 vez(es)
  • +172/-83
Re: EUA fora das Lajes?
« Responder #247 em: Novembro 09, 2020, 12:45:34 pm »
Portugal é um caso especial. É um país que quer meio Atlântico, todos os recursos associados a este, mas sem assumir a responsabilidade (e os custos) de o fiscalizar e proteger.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3592
  • Recebeu: 1938 vez(es)
  • Enviou: 3697 vez(es)
  • +1686/-106
Re: EUA fora das Lajes?
« Responder #248 em: Novembro 09, 2020, 01:50:45 pm »
É para isso que os KC-390 vão servir.
Talent de ne rien faire
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3581
  • Recebeu: 844 vez(es)
  • Enviou: 188 vez(es)
  • +172/-83
Re: EUA fora das Lajes?
« Responder #249 em: Novembro 09, 2020, 02:13:20 pm »
O verdadeiro faz tudo, tão capaz que podemos já adicionar o nome de "força espacial" à FAP, que o KC cobre essas missões.
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 2114
  • Recebeu: 876 vez(es)
  • Enviou: 385 vez(es)
  • +864/-34
Re: EUA fora das Lajes?
« Responder #250 em: Novembro 09, 2020, 03:51:32 pm »
Portugal é um caso especial. É um país que quer meio Atlântico, todos os recursos associados a este, mas sem assumir a responsabilidade (e os custos) de o fiscalizar e proteger.

Mas os socialistas ainda se preparavam para fazer melhor, entregar a gestão dos recursos marítimos da Madeira e Açores às regiões autónomas (proveitos) e os custos de soberania (vigilãncia, fiscalização)  ficavam na república :)
https://www.dnoticias.pt/2020/8/5/69652-governo-sempre-defendeu-reforco-de-acores-e-madeira-na-gestao-do-mar

Entretanto o PR vetou e os Açores mudou de senhorio, mas........
https://www.dn.pt/poder/marcelo-veta-reducao-dos-debates-em-plenario-sobre-processo-de-construcao-europeia-12511939.html
« Última modificação: Novembro 09, 2020, 03:51:58 pm por Viajante »
 

 

Base das Lajes (BA4) - 65th Air Base Wing

Iniciado por pmdavila

Respostas: 94
Visualizações: 19089
Última mensagem Dezembro 04, 2008, 08:19:46 am
por P44
Movimento nas Lajes em altura de crise no médio Oriente

Iniciado por Maginot

Respostas: 9
Visualizações: 3595
Última mensagem Agosto 14, 2006, 01:48:52 am
por Maginot
Sócrates instado a recusar utilização Base das Lajes

Iniciado por ricardonunes

Respostas: 24
Visualizações: 8077
Última mensagem Julho 01, 2008, 09:01:24 am
por legionario
Base das Lajes - impera lei da segurança interna dos EUA

Iniciado por Cabeça de Martelo

Respostas: 4
Visualizações: 2156
Última mensagem Janeiro 31, 2006, 03:43:26 pm
por Rui Elias
Lajes - negociações à Portuguesa

Iniciado por JNSA

Respostas: 9
Visualizações: 2740
Última mensagem Maio 27, 2004, 12:23:28 am
por papatango