Novo AUV para a Marinha Portuguesa

  • 3 Respostas
  • 3268 Visualizações
*

afonsinho

  • 53
  • +0/-0
Novo AUV para a Marinha Portuguesa
« em: Julho 12, 2011, 02:10:25 pm »
Citar
The Portuguese Navy (Marinha Portuguesa) is to receive undisclosed quantities of AUV (Autonomous Underwater Vehicle) unmanned vehicles developed and built in Portugal. The supply includes associates systems like command and control terminals.

 

The systems called SeaCon have been developed for two years by the PN and the Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) with funding from the Portuguese Ministry of Defence.

 

Other organizations like the NATO Naval Undersea Research Center, the U.S. Naval Postgraduate School of Monterey, the U.S. Navy Naval Undersea Warfare Center (US Navy) and as well as the U.S. Coast Guard have contributed for the project.

 

SeaCon can support submarine mapping, mine warfare operations, reconnaissance tasks, search and rescue missions and combat pollution.

Defesa Global
 

*

Instrutor

  • Investigador
  • *****
  • 1310
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +0/-0
Re: Novo AUV para a Marinha Portuguesa
« Responder #1 em: Julho 14, 2011, 09:15:33 am »
Hoje no boletim noticioso das 08:30 da RFM referiu este assuntos, hoje a Marinha vai receber 3 submarinos AUV totalmente autómatos e construídos em Portugal em parceria com a Universidade do Porto a cerimónia vai ter lugar na Base Naval do Alfeite hoje dia 14 de Julho de 2011, algum forista que coloque fotos dessa recepção. :G-beer2:

http://www.marinha.pt/PT/noticiaseagend ... gaAUV.aspx

O SeaCon - Sistema de treino, demonstração e desenvolvimento de conceitos de operação com múltiplos veículos autónomos submarinos, que teve uma duração de 2 anos, foi um projecto conjunto entre a Marinha e a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), financiado pelo Ministério da Defesa Nacional, tendo como objectivo o desenvolvimento de um sistema de treino, que permita o desenvolvimento de novos conceitos de operação de veículos de sub-superfície não tripulados - Autonomous Underwater Vehicle (AUV), em áreas específicas das Operações Navais, como sejam, o suporte a Operações Anfíbias e as Operações de Protecção de Portos.

O projecto apresentou especial relevância:

• Na edificação da capacidade de Guerra de Minas com recurso a veículos submarinos autónomos (AUV) garantindo a assessoria técnica de FEUP no processos de aquisição e operação dos veículos autónomos submarinos que actualmente equipam o Destacamento de Guerra de Minas;
• No treino e formação dos elementos do Destacamento de Guerra de Minas (DGM) – recurso a veículos de baixo custo.
• Participação de elementos da FEUP em exercícios nacionais e internacionais como assessores técnicos para planeamento e operação de AUV.
• Na utilização de AUV em missões que o envolvimento humano se revela impossível, seja considerado de elevado risco, desaconselhável por motivos geográficos, físicos ou temporais.

Atendendo à robustez demonstrada pelo Sistema SeaCon, e na persecução do conceito de «duplo-uso» da Marinha, os veículos poderão ainda ser empregues:

• Em missões operacionais
   o Guerra de Minas - evita a exposição dos meios à ameaça de minas (navios a operar fora do zona de ameaça de minas); optimizam as operações em águas pouco profundas, onde a utilização de outros recursos (exemplo: mergulhadores) é morosa e pouco discreta;
   o Operações Anfíbias – possibilidade de efectuar operações discretas, de forma a proceder à caracterização do área de desembarque Anfíbio (Rapid Environmental Picture), contribuindo para o processo de decisão do local de desembarque;
   o Protecção de portos – emprego optimizado em zonas confinadas onde outros meios são de difícil utilização.

• Missões de utilidade pública
   o Apoio a buscas de naufrágios – missões de busca e salvamento Marítimo (SAR) para localização de navios/embarcações afundadas;
   o Monitorização de manchas de poluição – com a inclusão de sensores podendo seguir a evolução de manchas de poluição;
   o Monitorização de objectos no fundo do mar em áreas sensíveis (portos/rios/estuários);
   o Mapeamento de áreas para trabalhos de índole científica – possibilidade de utilização de AUV nas campanhas de extensão da Plataforma Continental.

Decorrente do Projecto SeaCon, foi possível estabelecer parcerias internacionais de especial relevância nesta área do conhecimento, nomeadamente com o Naval Undersea Research Center (NATO), com a Naval Postgraduate School (Monterey, Califórnia), com a Naval Undersea Warfare Center (US Navy) e com a Guarda Costeira dos Estados Unidos, potenciando futuros projectos no âmbito da NATO ou da Agência Europeia de Defesa, colocando Portugal numa situação privilegiada, no contexto internacional da I&D, na área das redes de veículos autónomos.

O trabalho desenvolvido, assim como as cooperações estabelecidas, quer ao nível nacional quer ao nível internacional permitem afirmar a tecnologia nacional nesta área de ponta, através de demonstrações de tecnologia com sistemas complexos e características únicas ao nível mundial.


Nota ao editor: Convidam-se os Órgãos de Comunicação Social a acompanhar este evento.
Hora limite de chegada 11h15. O Centro Integrado de Treino e Avaliação Naval (CITAN) situa-se na Base Naval de Lisboa, no Alfeite.
A confirmação de presença deverá ser feita até ao dia 13 de Julho, até às 18h00, para os seguintes contactos:
Comandante Santos Fernandes – 91 900 2002
Tenente Patrícia Nunes – 91 255 23 20
"Aqui na Lusitanea existe um povo que não se governa nem se deixa governar" voz corrente entre os Romanos do Séc. I a.C
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15580
  • Recebeu: 1217 vez(es)
  • Enviou: 1141 vez(es)
  • +197/-184
Re: Novo AUV para a Marinha Portuguesa
« Responder #2 em: Julho 21, 2011, 05:48:32 pm »
Entrega Veículos Autónomos Submarinos - SEACON

Decorreu, no Centro Integrado de Treino e Avaliação Naval - Base Naval de Lisboa, em 14 de Julho de 2011, a cerimónia de entrega dos equipamentos resultantes do Projecto de investigação e desenvolvimento de Veículos Autónomos Submarinos, denominado 'SeaCon'. Os veículos, e sistemas associados, foram totalmente projectados e construídos em Portugal, e apresentam características únicas ao nível mundial, afirmando a capacidade tecnologia nacional nesta área de ponta.
O SeaCon - Sistema de treino, demonstração e desenvolvimento de conceitos de operação com múltiplos veículos autónomos submarinos, que teve uma duração de 2 anos, foi um projecto conjunto entre a Marinha e a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), financiado pelo Ministério da Defesa Nacional, tendo como objectivo o desenvolvimento de um sistema de treino, que permita o desenvolvimento de novos conceitos de operação de veículos de sub-superfície não tripulados - Autonomous Underwater Vehicle (AUV), em áreas específicas das Operações Navais, como sejam, o suporte a Operações Anfíbias e as Operações de Protecção de Portos.

O projecto apresentou especial relevância:
Na edificação da capacidade de Guerra de Minas com recurso a veículos submarinos autónomos (AUV) garantindo a assessoria técnica de FEUP no processos de aquisição e operação dos veículos autónomos submarinos que actualmente equipam o Destacamento de Guerra de Minas;
No treino e formação dos elementos do Destacamento de Guerra de Minas (DGM) -- recurso a veículos de baixo custo.
Participação de elementos da FEUP em exercícios nacionais e internacionais como assessores técnicos para planeamento e operação de AUV.
Na utilização de AUV em missões que o envolvimento humano se revela impossível, seja considerado de elevado risco, desaconselhável por motivos geográficos, físicos ou temporais.

Atendendo à robustez demonstrada pelo Sistema SeaCon, e na persecução do conceito de «duplo-uso» da Marinha, os veículos poderão ainda ser empregues:

Em missões operacionais
Guerra de Minas - evita a exposição dos meios à ameaça de minas (navios a operar fora do zona de ameaça de minas); optimizam as operações em águas pouco profundas, onde a utilização de outros recursos (exemplo: mergulhadores) é morosa e pouco discreta;
Operações Anfíbias -- possibilidade de efectuar operações discretas, de forma a proceder à caracterização do área de desembarque Anfíbio (Rapid Environmental Picture), contribuindo para o processo de decisão do local de desembarque;
Protecção de portos -- emprego optimizado em zonas confinadas onde outros meios são de difícil utilização.

Missões de utilidade pública
Apoio a buscas de naufrágios -- missões de busca e salvamento Marítimo (SAR) para localização de navios/embarcações afundadas;
Monitorização de manchas de poluição -- com a inclusão de sensores podendo seguir a evolução de manchas de poluição;
Monitorização de objectos no fundo do mar em áreas sensíveis (portos/rios/estuários);
Mapeamento de áreas para trabalhos de índole científica -- possibilidade de utilização de AUV nas campanhas de extensão da Plataforma Continental.
Decorrente do Projecto SeaCon, foi possível estabelecer parcerias internacionais de especial relevância nesta área do conhecimento, nomeadamente com o Naval Undersea Research Center (NATO), com a Naval Postgraduate School (Monterey, Califórnia), com a Naval Undersea Warfare Center (US Navy) e com a Guarda Costeira dos Estados Unidos, potenciando futuros projectos no âmbito da NATO ou da Agência Europeia de Defesa, colocando Portugal numa situação privilegiada, no contexto internacional da I&D, na área das redes de veículos autónomos.
O trabalho desenvolvido, assim como as cooperações estabelecidas, quer ao nível nacional quer ao nível internacional permitem afirmar a tecnologia nacional nesta área de ponta, através de demonstrações de tecnologia com sistemas complexos e características únicas ao nível mundial.

7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

miguelbud

  • Analista
  • ***
  • 751
  • Recebeu: 34 vez(es)
  • Enviou: 28 vez(es)
  • +12/-1
Re: Novo AUV para a Marinha Portuguesa
« Responder #3 em: Maio 16, 2012, 09:58:54 am »
Encontrei uma notícia quase com 1 ano que dizia que os russos estavam interessados nesta tecnologia. Houve algo mais a concretizar-se?
 

 

Passos quer Marinha com nova "abertura ao mar"

Iniciado por zawevo

Respostas: 4
Visualizações: 3942
Última mensagem Maio 15, 2012, 09:42:43 am
por P44
Marinha entrega pela primeira vez comando de navio a mulher

Iniciado por Marauder

Respostas: 38
Visualizações: 12741
Última mensagem Maio 18, 2006, 09:03:15 am
por Pedro Monteiro
Fragatas e Corvetas Portuguesas a vela da Marinha 1815/1860

Iniciado por mkorobok

Respostas: 9
Visualizações: 4108
Última mensagem Julho 12, 2011, 12:13:30 pm
por mkorobok
Marinha: Seis armas roubadas da base do Alfeite

Iniciado por Camuflage

Respostas: 17
Visualizações: 6051
Última mensagem Agosto 26, 2011, 04:56:26 pm
por nelson38899
Organização da marinha: Unidades combatentes principais.

Iniciado por papatango

Respostas: 36
Visualizações: 9971
Última mensagem Outubro 07, 2005, 06:33:59 pm
por alfsapt