União Europeia

  • 240 Respostas
  • 31789 Visualizações
*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 3136
  • Recebeu: 417 vez(es)
  • Enviou: 208 vez(es)
  • +645/-8597
Re: União Europeia
« Responder #150 em: Outubro 22, 2022, 02:58:24 pm »
"Trocámos o valor das nossas renováveis por um prato de lentilhas". Paulo Rangel diz que acordo das interconexões ibéricas prejudica Portugal
https://24.sapo.pt/economia/artigos/trocamos-o-valor-das-nossas-renovaveis-por-um-prato-de-lentilhas-paulo-rangel-diz-que-acordo-das-interconexoes-ibericas-prejudica-portugal
Citar
O vice-presidente do PSD Paulo Rangel considerou hoje que o acordo anunciado por António Costa para acelerar as interconexões na Península Ibérica é mau, argumentando que Portugal perdeu na eletricidade e no gás face a França e Espanha.

“Quando o Primeiro-Ministro tentou explicar o novo acordo, percebemos que o Acordo anunciado entre o Presidente francês e os Primeiros-Ministros Espanhol e Português prejudica o interesse nacional, é um mau acordo, e António Costa nunca o deveria ter aceitado”, disse numa declaração na sede nacional do PSD, em Lisboa.

Paulo Rangel argumentou que existiu uma desvalorização estratégica dos ativos portugueses.

“Ganhou o nuclear e França na eletricidade e ganhou Espanha e porto de Barcelona no gás”, enquanto “Portugal ficou para trás”, porque “perdeu nas duas dimensões”.

Para Paulo Rangel, Portugal ficou “pior”, porque “caíram os compromissos internacionais, que existiam firmes e calendarizados desde 2014, para a construção de duas interligações eléctricas nos Pirinéus e só se manteve o Golfo da Biscaia”.

“Para Portugal aquelas duas interligações eléctricas eram muito mais importantes que qualquer ligação de gás, e mais ainda que uma troca de gasodutos que secundariza o terminal de Sines. O transporte de gás importado, podendo ser útil, mas é muito menos interessante para Portugal do que para Espanha”, assinalou.

Acrescentou ainda que o “acordo também é mau para Portugal na dimensão das interligações de gás porque faz uma troca de gasodutos que secundariza e menoriza o terminal de Sines”.
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 11074
  • Recebeu: 2352 vez(es)
  • Enviou: 3258 vez(es)
  • +739/-1031
Re: União Europeia
« Responder #151 em: Outubro 22, 2022, 06:59:16 pm »
Outro aspecto é o aumento das reservas de gás obrigatórias (há países, como o nosso, que parece-me que nem querem saber se temos reservas para muito tempo ou não!!!!!


Acho que cá não querem saber porque não é problema.

https://www.noticiasaominuto.com/economia/2064549/portugal-e-o-unico-estado-membro-com-reservas-de-gas-a-100

https://www.tsf.pt/portugal/economia/portugal-tem-reservas-de-gas-para-pelo-menos-tres-meses-sem-abastecimento-15266055.html
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4292
  • Recebeu: 2419 vez(es)
  • Enviou: 1394 vez(es)
  • +7369/-4444
Re: União Europeia
« Responder #152 em: Outubro 22, 2022, 11:19:08 pm »
Outro aspecto é o aumento das reservas de gás obrigatórias (há países, como o nosso, que parece-me que nem querem saber se temos reservas para muito tempo ou não!!!!!


Acho que cá não querem saber porque não é problema.

https://www.noticiasaominuto.com/economia/2064549/portugal-e-o-unico-estado-membro-com-reservas-de-gas-a-100

https://www.tsf.pt/portugal/economia/portugal-tem-reservas-de-gas-para-pelo-menos-tres-meses-sem-abastecimento-15266055.html

É verdade, mas apenas porque são muito pequenas e pelos vistos dão para menos de 30 dias.......

https://sicnoticias.pt/economia/2022-10-22-Reservas-de-gas-em-Portugal-chegam-para-pouco-menos-de-um-mes-adianta-presidente-da-REN-7c24694d
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 11074
  • Recebeu: 2352 vez(es)
  • Enviou: 3258 vez(es)
  • +739/-1031
Re: União Europeia
« Responder #153 em: Outubro 23, 2022, 03:23:15 pm »
Pois olha então não sei, entendam-se, eu é que não sei de certeza para quanto tempo temos gás.
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20882
  • Recebeu: 2481 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1157/-1484
Re: União Europeia
« Responder #154 em: Janeiro 06, 2023, 04:02:17 pm »
Ligeira redução da taxa de inflação na zona euro


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20882
  • Recebeu: 2481 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1157/-1484
Re: União Europeia
« Responder #155 em: Janeiro 12, 2023, 03:00:53 pm »
Aumento do custo de vida é a maior preocupação dos europeus


 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4292
  • Recebeu: 2419 vez(es)
  • Enviou: 1394 vez(es)
  • +7369/-4444
Re: União Europeia
« Responder #156 em: Janeiro 22, 2023, 07:35:44 pm »
Alemanha junta-se a Portugal, Espanha e França nas ligações de hidrogénio

A Alemanha vai juntar-se ao projeto de novas ligações para transporte de hidrogénio conhecido como H2MED acordado entre Portugal, Espanha e França em outubro passado, anunciaram hoje os governos dos países envolvidos.



"Decidimos alargar o H2MED, que graças a fundos europeus une [quando estiver concretizado] Portugal, Espanha e França, à Alemanha, que será um parceiro na infraestrutura deste projeto", afirmou o Presidente francês, Emmanuel Macron, no final da cimeira franco-alemã que decorreu em Paris.

Macron acrescentou que existe "uma vontade" de promover o hidrogénio verde a nível europeu.

Também o governo espanhol, num comunicado, anunciou hoje o acordo para "a Alemanha se unir ao H2MED".

Trata-se do "reforço da dimensão pan-europeia do H2MED", que "pela primeira vez na história" poderá tornar a Península Ibérica num "'hub' líder de energia verde para toda a Europa", defende o governo espanhol, no mesmo comunicado.

"O acordo chega após negociações entre os governos dos quatro países, favorecidas pela sua visão profundamente europeísta", diz ainda o Governo de Madrid.

Em outubro, Portugal e Espanha chegaram a acordo com França para a construção de novas ligações para transportar hidrogénio verde, uma entre Celorico da Beira e Zamora (CelZa) e outra entre Barcelona e Marselha (BarMar), num projeto batizado H2MED.

Em agosto passado, o primeiro-ministro alemão, Olaf Scholz, tinha defendido a construção de um 'pipeline' pan-europeu, desde Portugal até à Alemanha, para reduzir a dependência do continente do gás russo e para diversificar as fontes de energia

As novas ligações para transportar energia entre Portugal, Espanha e França, conhecidas como "Corredor de Energia Verde", excluem o gás e serão apenas para hidrogénio, devendo estar operacionais em 2030.

Os três governos apresentaram o projeto a fundos europeus em dezembro.

O financiamento europeu do H2MED pode chegar aos 50% do custo estimado do projeto, que Portugal, Espanha e França calculam que seja de 350 milhões de euros no caso do CelZa e de 2.500 milhões no BarMar, segundo um documento divulgado no início de dezembro, em Alicante, Espanha, após um encontro dos primeiros-ministros de Portugal e Espanha, António Costa e Pedro Sánchez, e de Macron, que contou também com a presença da presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

O H2MED terá capacidade para transportar 2 milhões de toneladas anuais de hidrogénio verde entre Barcelona e Marselha e 750 mil toneladas entre Celorico da Beira e Zamora.

Estas quantidades correspondem a 10% do consumo de hidrogénio verde (H2) estimado em toda a União Europeia em 2030, o que faria deste projeto o primeiro grande corredor europeu desta energia.

A União Europeia estabeleceu este ano como objetivo para 2030, para reduzir a utilização de gás, o consumo de 20 milhões de toneladas anuais de hidrogénio verde, sendo que 10 milhões deverão ser produzidas dentro do espaço europeu e 10 milhões importadas.

O hidrogénio verde é produzido a partir de energias renováveis, como a solar ou eólica.

A presidente da Comissão Europeia saudou, em dezembro, em Alicante, o acordo entre Portugal, Espanha e França, que disse estar alinhado com a estratégia de Bruxelas.

O projeto "exigirá, da parte de Portugal (...), reconversões da rede de gás para fazer chegar o hidrogénio das zonas de produção para Celorico da Beira e, por sua vez, para Espanha", disse na altura, em Alicante, o ministro do Ambiente português, Duarte Cordeiro.

Estão em causa as ligações de gás entre Figueira da Foz e Celorico da Beira e a de Monforte a Celorico da Beira, sendo que a primeira é a que tem, atualmente, um "potencial produtivo mais adiantado" e pode atrair "novos projetos de hidrogénio verde" além dos que estão já ali identificados, segundo Duarte Cordeiro, que estimou o custo de adaptação da ligação entre a Figueira da Foz e Celorico da Beira em 120 milhões de euros.

https://24.sapo.pt/economia/artigos/alemanha-junta-se-a-portugal-espanha-e-franca-nas-ligacoes-de-hidrogenio
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 20183
  • Recebeu: 2966 vez(es)
  • Enviou: 2224 vez(es)
  • +1312/-3458
Re: União Europeia
« Responder #157 em: Janeiro 31, 2023, 01:55:15 pm »
Euro zone economy unexpectedly grows in Q4 but weak 2023 looms

By Balazs Koranyi

FRANKFURT (Reuters) -The euro zone eked out growth in the final three months of 2022, managing to avoid a recession even as sky-high energy costs, waning confidence and rising interest rates took a toll on the economy that is likely to persist into this year.

Gross domestic product across the currency bloc expanded by a tiny 0.1% in the fourth quarter, data from Eurostat showed on Tuesday, outperforming expectations in a Reuters poll for a 0.1% drop. Compared to a year earlier, growth was 1.9%, just beating expectations of 1.8%.

Among the biggest euro zone countries, Germany and Italy recorded negative growth rates for the quarter but France and Spain expanded, Eurostat added, based on a flash estimate that is subject to revisions.

Russia's nearly year-old war in Ukraine has proved costly for the euro zone, which now spans 350 million people in 20 countries, given some members' heavy reliance on cheap energy.

Surging oil and gas prices have depleted savings and held back investment, while forcing the European Central Bank into unprecedented rate hikes to arrest inflation.

But the economy has displayed some unexpected resilience, too - much like during the COVID-19 pandemic, when growth outperformed expectations as businesses adjusted faster to changed circumstances than policymakers had predicted.

More recent figures like a crucial confidence indicator or the latest PMI data suggest growth may have hit bottom already and a slow recovery is underway, helped by generous government support and a mild winter that has limited energy spending.

The overall picture nevertheless remains weak, with meagre growth forecast for 2023 due to a large drop in real incomes and surging interest rates.

"The headline GDP figure gives a misleadingly favourable impression of economic conditions in late 2022," said Ken Wattret, an analyst at S&P Global (NYSE:SPGI) Market Intelligence.

"The key takeaway from member states' data is the breadth of weakness in private consumption, with the acute squeeze on household real incomes due to soaring inflation belatedly biting."

Ireland's 3.5% Q4 growth figure distorted the overall picture as it was driven largely by activity among big foreign companies based there for tax reasons, economists said, adding that without Ireland, euro zone growth would have been zero.

The ECB has raised rates by a combined 2.5 percentage points to 2% since July to tame inflation, and markets see another 1.5 percentage points of increases by mid-year, which would put the deposit rate at its highest level since the turn of the century.

Such a rapid increase is putting a brake on bank lending, a key source of credit for businesses, and access to loans has already suffered the biggest drop last quarter since the bloc's 2011 debt crisis.

"In the coming months, the noticeable tightening of monetary policy will increasingly slow down the economy," Commerzbank (ETR:CBKG) economist Christoph Weil said.

"We continue to expect the euro area economy to contract slightly in the first half of the year, and the recovery expected in the second half is likely to be weak."

https://www.investing.com/news/economy/euro-zone-economy-unexpectedly-expands-in-q4-avoids-recession-2991910
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20882
  • Recebeu: 2481 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1157/-1484
Re: União Europeia
« Responder #158 em: Janeiro 31, 2023, 07:15:21 pm »
Rotulagem nutricional é uma política controversa na UE



 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20882
  • Recebeu: 2481 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1157/-1484
Re: União Europeia
« Responder #159 em: Fevereiro 01, 2023, 05:05:11 pm »
Von der Leyen diz que UE "quer liderar a revolução da indústria ecológica"


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20882
  • Recebeu: 2481 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1157/-1484
Re: União Europeia
« Responder #160 em: Fevereiro 04, 2023, 02:53:43 pm »
Governos da UE de acordo para fixar limites a preços de produtos petrolíferos russos


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20882
  • Recebeu: 2481 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1157/-1484
Re: União Europeia
« Responder #161 em: Fevereiro 06, 2023, 03:15:38 pm »
UE impõe preços máximos a produtos petrolíferos refinados russos


 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4292
  • Recebeu: 2419 vez(es)
  • Enviou: 1394 vez(es)
  • +7369/-4444
Re: União Europeia
« Responder #162 em: Março 01, 2023, 04:34:21 pm »
Atenção: Mudanças na sua carta de condução! Saiba quais…

A carta de condução é o documento que atesta, em Portugal, a aptidão de um cidadão para conduzir veículos a motor na via pública. Mas sabia que as cartas de condução passarão a ser reconhecidas em toda a UE? Saiba o que implica tal mudança.



Será também criada uma carta de condução digital...

A Comissão Europeia prepara-se para apresentar uma diretiva que prevê que a apreensão de carta por consumo de álcool ou drogas num país seja válida nos restantes Estados-membros da União Europeia, segundo revela o Expresso. Tal significa que a legislação de cada país ainda terá de ser alterada.

Segundo a Comissão Europeia, a iniciativa tem como objetivo que a UE consiga atingir zero mortes na estrada em 2050. Será ainda estipulado um limite único para a quantidade de álcool e substâncias no sangue, o que significa que o teto português sofrerá um decréscimo: de 0,5 grama/litro para 0,2 grama/litro.

De acordo com as novas regras, os jovens condutores poderão, a partir dos 17 anos, “adquirir experiência graças a um sistema de condução acompanhada”, obtendo uma carta de condução que lhes permitirá conduzir acompanhados a partir dos 18 anos de idade. Será também criada uma carta de condução digital e de um QR code, para diminuir a dependência da impressão de cartões de plástico e utilização de chips, que escasseiam.



Quem tiver cartas de condução com categoria B poderá conduzir um carro elétrico ou uma autocaravana com mais de 3500 kg de peso bruto, de forma a dar resposta ao caso das baterias mais pesadas que aumentaram a tara nos veículos, após as mudanças de legislação. Os candidatos a condutores poderão responder aos testes teóricos e práticos em qualquer Estado-membro.

Em resumo, a apreensão de carta, poderá acontecer em qualquer país da UE e os limites de álcool e drogas serão iguais em todos os estados-membros.

https://pplware.sapo.pt/motores/atencao-mudancas-na-sua-carta-de-conducao-saiba-quais/

Muitas alterações! E cuidado, agora podem perder a carta em qualquer país da UE, com as infracções que tenham em qualquer país da UE.
Amantes de Baco, vão ter de passar a beber água (de 0,5 para 0,2!). Vamos poder conduzir veículos mais pesados (efeito das baterias nos eléctricos). E passamos a ter uma carta de condução digital e código QR!
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20882
  • Recebeu: 2481 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1157/-1484
Re: União Europeia
« Responder #163 em: Março 02, 2023, 07:20:12 pm »
UE vai rever regras de registo nas plataformas de alojamento local


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20882
  • Recebeu: 2481 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1157/-1484
Re: União Europeia
« Responder #164 em: Março 13, 2023, 04:18:21 pm »
Empresas têm condições para aumentar salários