Notícias do Exército Português

  • 1945 Respostas
  • 520374 Visualizações
*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9716
  • Recebeu: 1702 vez(es)
  • Enviou: 2072 vez(es)
  • +320/-282
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1920 em: Abril 26, 2022, 02:29:02 pm »
Neste sentido, quando se compra algum equipamento, deveria ser obrigatório alguns dos componentes criticos serem produzidos cá.

Não estou contra isso, mas acho complicado. Seria algo do género das contrapartidas que havia antes, mas fazer disso uma regra absoluta ia minar a aquisição de equipamento militar.

Já normalmente queremos poucas unidades e gastar o mínimo, com uma regra dessas os construtores desapareciam dos nossos concursos.

O que conheço que apareceu em Portugal resultante dessas contrapartidas, foram os UAV, capacidade de projectos de engenharia em algumas empresas, CEIIA, etc, na construção tudo muito virado para as estruturas metálicas, compositos, etc.

https://www.ogma.pt/pt/os-nossos-servicos/fabricacao/

https://caetanoaeronautic.pt/pt/

https://embraerportugal.gupy.io/

Descobri esta, mas até estava a achar estranho ser portuguesa e não a conhecer. https://www.gmv.com/pt-pt

Acabei por descobrir que é uma empresa espanhola que comprou a portuguesa Skysoft e passou a GMV-SKYSOFT.
« Última modificação: Abril 26, 2022, 02:37:23 pm por Lightning »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LuisPolis

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6137
  • Recebeu: 2358 vez(es)
  • Enviou: 541 vez(es)
  • +647/-460
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1921 em: Abril 26, 2022, 02:37:16 pm »
É complicado por causa das quantidades adquiridas + os custos de implementar uma cadeia logística.

Existem outras formas de envolver a indústria nacional. Por exemplo, na produção de munições de vários tipos, que é algo que tem muita saída, e que em caso de conflito, estamos numa posição geográfica favorável (afastamento da Rússia) para continuar a produzir.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, Lightning

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9716
  • Recebeu: 1702 vez(es)
  • Enviou: 2072 vez(es)
  • +320/-282
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1922 em: Abril 26, 2022, 02:44:00 pm »
Pois é DC e já tivemos essa capacidade de produzir munições, supostamente tinham muita qualidade e eram apreciadas internacionalmente, mas com umas FA pequenas e sem visão exportadora alguém achou que isso não tinha futuro, e com o fim da guerra fria as guerras também iam acabar :N-icon-Axe:.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, tenente, LuisPolis

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4830
  • Recebeu: 552 vez(es)
  • Enviou: 429 vez(es)
  • +306/-1766
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1923 em: Abril 26, 2022, 02:52:07 pm »
Se a Holanda pode participar como fornecedor do f35 porque nós não podemos.

No caso dos pandur, podíamos fornecer módulos de blindagem  por exemplo
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9430
  • Recebeu: 4659 vez(es)
  • Enviou: 3356 vez(es)
  • +4403/-1009
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1924 em: Abril 26, 2022, 03:03:32 pm »
No caso dos Pandur até os poderiamos ter continuado a produzir cá não só para as nossas FFAA mas e também como possivel exportação, mas aconteceu o que aconteceu com a Fabrequipa e foi tudo por agua abaixo !!!





« Última modificação: Abril 26, 2022, 03:07:07 pm por tenente »
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

LuisPolis

  • Perito
  • **
  • 526
  • Recebeu: 243 vez(es)
  • Enviou: 277 vez(es)
  • +79/-110
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1925 em: Abril 26, 2022, 03:06:38 pm »
Se a Holanda pode participar como fornecedor do f35 porque nós não podemos.

No caso dos pandur, podíamos fornecer módulos de blindagem  por exemplo
Na generalidade (e é algo que já vem de trás), os fornecedores Portugueses estão sempre ligados ao Estado. Por causa disso fomos perdendo clientes devido à incumprimento de prazos, baixa qualidade do suporte pós venda, aldrabice nos pârametros, etc. Não temos idoneidade para projectos dessa dimensão.

Depois tens a mão de obra que quando se apercebe que o gestor tem um topo de gama ao mesmo nível de um congénere Europeu mas o teu salário é mesmo Português então também dá o salto. O caso dos submarinos é paradigmatico, os trabalhadores Portugueses tiveram que assinar uma claúsula de contrato em como não iam abandonar o projecto durante x anos. Depois a malta arrasta-se (os exemplos dos políticos também não ajudam) desmotivada.
 

*

LuisPolis

  • Perito
  • **
  • 526
  • Recebeu: 243 vez(es)
  • Enviou: 277 vez(es)
  • +79/-110
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1926 em: Abril 26, 2022, 03:10:49 pm »
No caso dos Pandur até os poderiamos ter continuado a produzir cá não só para as nossas FFAA mas e também como possivel exportação, mas aconteceu o que aconteceu com a Fabrequipa e foi tudo por agua abaixo !!!

Mais um exemplo do que uma empresa de boys e girls fazem ao país. É preciso é mamar no curto prazo. No longo prazo não se pensa porque dá dor de cabeça.
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9716
  • Recebeu: 1702 vez(es)
  • Enviou: 2072 vez(es)
  • +320/-282
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1927 em: Abril 26, 2022, 03:49:26 pm »
No caso dos Pandur até os poderiamos ter continuado a produzir cá não só para as nossas FFAA mas e também como possivel exportação, mas aconteceu o que aconteceu com a Fabrequipa e foi tudo por agua abaixo !!!

Podia ser uma GDELS - Portugal e ser a fabricante do modelo para nós e para fora, só que não. Isto precisa de um gestor a querer andar com o projecto para a frente, senão não dá.
 

*

asalves

  • Especialista
  • ****
  • 1055
  • Recebeu: 430 vez(es)
  • Enviou: 121 vez(es)
  • +274/-118
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1928 em: Abril 26, 2022, 04:54:43 pm »
No caso dos Pandur até os poderiamos ter continuado a produzir cá não só para as nossas FFAA mas e também como possivel exportação, mas aconteceu o que aconteceu com a Fabrequipa e foi tudo por agua abaixo !!!

Mais um exemplo do que uma empresa de boys e girls fazem ao país. É preciso é mamar no curto prazo. No longo prazo não se pensa porque dá dor de cabeça.

Eu por acaso aqui há uns meses tive a ver as comissões parlamentares ao patrão da Fabrequipa e aos relatórios, e aquilo foi bastante bizarro, começou novamente com a ideia peregrina das contra-partidas e da construção ser feita cá. Depois daí para a frente foi já inventar esquemas e vender banha da cobra. Depois a ideia que fiquei é que a administração da Fabrequipa foi muito ingénua (semelhante aos ENVC com o ferry Atlântida, começaram a construção das Padur para não atrasarem ainda mais o projecto, sem ainda por exemplo terem os requisitos todos definidos pelo Exercito/Estado e pelo dono do Projecto), e a incompetência de quem geria o projecto e toda a burocracia e falta de experiência levou a que ficássemos sem as Padur's todas, com uma empresa falida e com dinheiro gasto.

 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6137
  • Recebeu: 2358 vez(es)
  • Enviou: 541 vez(es)
  • +647/-460
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1929 em: Abril 26, 2022, 09:11:31 pm »
Pois é DC e já tivemos essa capacidade de produzir munições, supostamente tinham muita qualidade e eram apreciadas internacionalmente, mas com umas FA pequenas e sem visão exportadora alguém achou que isso não tinha futuro, e com o fim da guerra fria as guerras também iam acabar :N-icon-Axe:.

Pois, mas agora com a situação na Europa, era a oportunidade perfeita para envergar por esse caminho, criando fábricas para munições de vários tipos, incluindo mísseis. É possivelmente a melhor forma de contribuirmos para a indústria de defesa europeia, sem grandes invenções.
 

*

ARIES

  • Membro
  • *
  • 108
  • Recebeu: 53 vez(es)
  • Enviou: 10 vez(es)
  • +10/-12
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1930 em: Abril 26, 2022, 09:33:55 pm »
TATRA TACTIC TRUCK 6X6


TATRA TACTIC vehicle (4x4 version)

 

*

smg

  • Membro
  • *
  • 140
  • Recebeu: 186 vez(es)
  • Enviou: 3 vez(es)
  • +74/-1
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1931 em: Abril 29, 2022, 09:45:56 pm »
Boa noite . Deixo aqui um vídeo da Alto Tâmega TV sobre mais um juramento de bandeira que decorreu hoje no R.I.19 para quem estiver interessado . Um abraço .
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 13755
  • Recebeu: 3144 vez(es)
  • Enviou: 3643 vez(es)
  • +2293/-5846
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

AtInf

  • Membro
  • *
  • 254
  • Recebeu: 24 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +3/-0
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1933 em: Maio 15, 2022, 10:25:04 pm »
Ahhh, bom dia!
Ao fim de tantos anos acenderam a luz e acordaram  :bang:
 

*

raphael

  • Investigador
  • *****
  • 1414
  • Recebeu: 273 vez(es)
  • Enviou: 238 vez(es)
  • +48/-13
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1934 em: Maio 16, 2022, 04:30:17 pm »
E a vergonha continua

https://cnnportugal.iol.pt/videos/exercito-portugues-com-falta-de-municoes-ja-nao-chegam-sequer-para-os-treinos/628003d00cf2ea367d3bce82

As questões de munições de artilharia só se colocam quando fazem inventário e programam atividades...

Probabilidade de utilização de artilharia...residual.

Não deixa de ser deprimente a situação.
Um abraço
Raphael
__________________