Fuzileiros da Armada Portuguesa

  • 1406 Respostas
  • 386883 Visualizações
*

GhostDelta

  • Membro
  • *
  • 3
  • Enviou: 3 vez(es)
  • +0/-0
Missões dos fuzileiros ?
« Responder #1395 em: Setembro 15, 2020, 01:07:13 pm »
Os fuzos têm missões além de missões de treino?
Parece que tirando a DAE as missões São constituídas só por paraquedistas r comandos.
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8384
  • Recebeu: 968 vez(es)
  • Enviou: 1137 vez(es)
  • +134/-45
Re: Missões dos fuzileiros ?
« Responder #1396 em: Setembro 15, 2020, 07:42:56 pm »
Tirando o DAE só os Paras e Comandos é que tem missões?  ;D

Que falta de informação que anda por aqui.

CTOE tem pessoal no Afeganistão e no Sahel.

Nas navios em missão internacional vai sempre uma ou mais equipas do pelotão de abordagem.

https://www.facebook.com/MarinhaPortuguesa/videos/310020656821889/

No Mali encontra-se um Destacamento da Força Aérea com um C295 e vários PA, incluindo da UPF.
« Última modificação: Setembro 15, 2020, 07:45:29 pm por Lightning »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: GhostDelta

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16014
  • Recebeu: 1367 vez(es)
  • Enviou: 1263 vez(es)
  • +210/-200
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1397 em: Setembro 17, 2020, 02:21:37 pm »






Citação de: Marinha Portuguesa
Futuros fuzileiros concluíram a mítica prova final de 52 km
A tradicional Marcha Final começou esta terça-feira pelas 18h30 e terminou esta madrugada pelas 04h40 após​ um percurso de 52 Kms. A prova cumpriu-se desde a praia de Albarquel até ao portão da Escola de Fuzileiros em cerca de 10 horas.
Parabéns aos nossos futuros fuzileiros por esta importante etapa da sua vida militar!
FUZOS PRONTOS, DO MAR PARA TERRA, DESEMBARCAR AO ASSALTO!!!
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: GhostDelta

*

GhostDelta

  • Membro
  • *
  • 3
  • Enviou: 3 vez(es)
  • +0/-0
Re: Missões dos fuzileiros ?
« Responder #1398 em: Setembro 22, 2020, 02:31:25 am »
Tirando o DAE só os Paras e Comandos é que tem missões?  ;D

Que falta de informação que anda por aqui.

CTOE tem pessoal no Afeganistão e no Sahel.

Nas navios em missão internacional vai sempre uma ou mais equipas do pelotão de abordagem.

https://www.facebook.com/MarinhaPortuguesa/videos/310020656821889/

No Mali encontra-se um Destacamento da Força Aérea com um C295 e vários PA, incluindo da UPF.

Peço desculpa não ter mencionado as OP's ou os paraquedistas ect...
A minha questão pode estar mal formulada.
Eu tento acompanhar as nossas forças armadas mas ainda estou muito verde no assunto.
 Estava em dúvida pois a única missão que encontro dos fuzileiros é na Somália a uns tempos atrás, enquanto se procurar pelos paraquedistas ou comandos  estes parecem estar frequentemente em missões da NATO, e com as novas SCAR L e H, enquanto os fuzileiros andam com a G3 modernizada em missões como na Lituânia.
Só queria saber se os fuzileiros não estão tão modernizados, ou como funciona a suas actividade operacional internacionalmente, visto que a minha ideia seja que o exército esteja mais ativo no estrangeiro?

 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8384
  • Recebeu: 968 vez(es)
  • Enviou: 1137 vez(es)
  • +134/-45
Re: Missões dos fuzileiros ?
« Responder #1399 em: Setembro 23, 2020, 12:41:36 am »
Estava em dúvida pois a única missão que encontro dos fuzileiros é na Somália a uns tempos atrás

Na Somália? Alguma Fragata que andou por lá e levou uma equipa de abordagem? Ou pessoal na EUTM Somalia? Não sei de mais nada por esses lados.

Citar
enquanto se procurar pelos paraquedistas ou comandos  estes parecem estar frequentemente em missões da NATO, e com as novas SCAR L e H, enquanto os fuzileiros andam com a G3 modernizada em missões como na Lituânia.
Só queria saber se os fuzileiros não estão tão modernizados, ou como funciona a suas actividade operacional internacionalmente, visto que a minha ideia seja que o exército esteja mais ativo no estrangeiro?

Eu penso que a nível das missões terrestres, os Fuzileiros vão quando o exército dá abertura, as forças do exército têm uma certa prioridade.

Exemplos:
Os Fuzileiros só começaram a enviar as primeiras companhias para missões internacionais quando havia Bosnia, Kosovo e Timor tudo ao mesmo tempo, e o exército teve que dar abertura para as tropas da Marinha, os fuzileiros tiveram na Bosnia pouco tempo e fzeram a missão de Timor, mas quando estas missões começaram a acabar os fuzileiros foram afastados e só o exército continuou.

No Afeganistão as primeiras forças de combate foram dos Comandos, os Paras também lá foram, os fuzileiros conseguiram lá meter algum pessoal quando aquilo passou a companhia de force protection, mas entretanto a ISAF acabou, grande reorganização e a nova força que é uma companhia QRF do aeroporto é só pessoal do exército.

Recentemente o exército andava a cumprir missões no Afeganistão (como indicado acima) e enviava frequentemente (quase anualmente) unidades para participar em exercícios NATO na Lituânia, com a missão na RCA (a ser feita pelos Paras e Comandos), o exército lá teve que abrir algo para os fuzileiros, parece-me que lhes deu a missão mais fraquinha, a dos exercícios NATO na Lituânia, o resto continua no exercito.

A nivel de equipamento foi decidido que cada ramo militar decide o seu equipamento, por isso é que tens o exército com SCAR e Glock, os fuzileiros da Marinha ainda de G3, na Força Aérea a pistola de serviço já é a HK USP, por exemplo.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: GhostDelta

*

GhostDelta

  • Membro
  • *
  • 3
  • Enviou: 3 vez(es)
  • +0/-0
Re: Missões dos fuzileiros ?
« Responder #1400 em: Outubro 01, 2020, 01:48:49 pm »
Estava em dúvida pois a única missão que encontro dos fuzileiros é na Somália a uns tempos atrás

Na Somália? Alguma Fragata que andou por lá e levou uma equipa de abordagem? Ou pessoal na EUTM Somalia? Não sei de mais nada por esses lados.

Citar
enquanto se procurar pelos paraquedistas ou comandos  estes parecem estar frequentemente em missões da NATO, e com as novas SCAR L e H, enquanto os fuzileiros andam com a G3 modernizada em missões como na Lituânia.
Só queria saber se os fuzileiros não estão tão modernizados, ou como funciona a suas actividade operacional internacionalmente, visto que a minha ideia seja que o exército esteja mais ativo no estrangeiro?

Eu penso que a nível das missões terrestres, os Fuzileiros vão quando o exército dá abertura, as forças do exército têm uma certa prioridade.

Exemplos:
Os Fuzileiros só começaram a enviar as primeiras companhias para missões internacionais quando havia Bosnia, Kosovo e Timor tudo ao mesmo tempo, e o exército teve que dar abertura para as tropas da Marinha, os fuzileiros tiveram na Bosnia pouco tempo e fzeram a missão de Timor, mas quando estas missões começaram a acabar os fuzileiros foram afastados e só o exército continuou.

No Afeganistão as primeiras forças de combate foram dos Comandos, os Paras também lá foram, os fuzileiros conseguiram lá meter algum pessoal quando aquilo passou a companhia de force protection, mas entretanto a ISAF acabou, grande reorganização e a nova força que é uma companhia QRF do aeroporto é só pessoal do exército.

Recentemente o exército andava a cumprir missões no Afeganistão (como indicado acima) e enviava frequentemente (quase anualmente) unidades para participar em exercícios NATO na Lituânia, com a missão na RCA (a ser feita pelos Paras e Comandos), o exército lá teve que abrir algo para os fuzileiros, parece-me que lhes deu a missão mais fraquinha, a dos exercícios NATO na Lituânia, o resto continua no exercito.

A nivel de equipamento foi decidido que cada ramo militar decide o seu equipamento, por isso é que tens o exército com SCAR e Glock, os fuzileiros da Marinha ainda de G3, na Força Aérea a pistola de serviço já é a HK USP, por exemplo.

Obrigado pelo esclarecimento de dúvidas!
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16014
  • Recebeu: 1367 vez(es)
  • Enviou: 1263 vez(es)
  • +210/-200
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1401 em: Outubro 13, 2020, 11:31:58 am »
Ora nem mais!

 Este disse numa comissão parlamentar que a marinha estava operacional e que se tinha "reinventado" (termo engraçado e muito em voga). E que os meios era suficientes para cumprir as missões e que a instituição tinha de se governar com aquilo que tem à sua disposição.
 Discurso já antigo e tipicamente ambíguo destes carreiristas militantes.

Alguém poderá informar se em termos de "reinvenção" qual é a parte da "reinvenção" dos FZZ ?
1)  Para além das Missões de abordagem, Desembarque anfíbio ... quando me lembro que temos 2 arquipelagos, e que uma unidade como os FZZ seria talvez a unidade mais adequada para posicionamento e garnição lá (afinal numa situação de ameaça como se faria a movimentação ou reforço entre ilhas? Avião, helicoptero e barco... ?!

2) Mas por outro lado não vejo que os FZZ tenham uma componente de defesa costeira?! A minha percepção é correcta?
Tipo como os "Kystjegerkommandoen is a Norwegian amphibious unit trained to operate in littoral combat theatres, filling the role of a marine corps and coastal artillery."

3) A China está a ser de alguma forma "progressista" na "reinvenção"  da sua infantaria de marinha   ...


3.1) Isto é um clone do Watercar Phanter de 4 passageiros cívil de lazer dos USA... que custa 138K USD... bom tem motor a gasolina...pesa 1340 kg vazio...até talvez podia ser pendurado dum Lynx, estilo VERTEP, ou cabe na rampa de acesso ao EH101 da FAP...isto dava um mix de capacidade de projecção naval, aerea e terrestre e de vários tipos de transições que não têm actualmente:   
"the transfer of cargo between ships using helicopters. VERTREP is often used to supplement connected replenishment. Weapons loads, generally limited to 1,800 kg (4,000 pounds), are transferred from the supply ship to the flight deck of the amphibious ship (na armada seria o desk e hangar dos VdG e BD será que cabiam lá 1-4 destes veiculos?!) 

https://www.watercar.com/products/specifications
Os Lynx da armada fazem VERTREP aos FZZ?

3.2) Se o CTOE adquiriu ATV polaris... que é um paradigma recente... porque os FZZ não alugaram 1 (ou ir aos usa ao fabricante testar fazendo um relatório) para testar novos paradigmas de utilização de algo similar para unidade de reconhecimento ou transporte de equipa de 2 homens de suporte (podia ser uma equipa stinger ou milan ou ... "o ATV anfíbio dos FZZ" ... algo que pudesse quer dar cobertura aos outros elementos duma força de FZZ quer no mar, quer numa transição e posicionamento rápido em terra e vice versa, exemplo de vice versa ... se existisse um ferido em terra depois de alguma infiltração no interior e um FZZ ferido precisava de assistência (que só existia no navio) e pelas condições ou tempo não se podia usar meios aéreos... o veiculo deste poderia transportar uma maca através de terra e mar até ao navio de volta..até podiam ter uma rampa /gangway de aluminio com flutadores por baixo do deck de helicoperos , para ro-ro dum veiculo "leve" destes e baixo (o vidro da frente dobra)...  mais, e nas zonas onde actualmente estão guardados semi rigidos no Vdg, será que poderiam suportar em termos de espaço e peso nas suas gruas também os 1340kg  do "ATV dos FZZ"    ?! Faz sentido?

3.3) Ou o mesmo paradigma que o anterior mas em vez de um "ATV de FZZ de 4 lugares" um "ATV de FZZ de 2 lugares" o Quadski xl...mais unidades ou um mix dos 2 tipos?! O CTOE tem um mix de ATVs polaris também.

4) Ou levando o conceito acima ao "limiar do delirio" ... quantos "ATV dos FZZ" poderia transportar um Patrulha Tejo no seu flex deck com entrada / saída ro-ro com a tal rampa/gangway?! ... 8-16 em 2 filas em altura de Watercars => 32-64 FZZ podia criar-se um "modulo" / "quase uma caravana gigante em aço e aluminio" feito à  medida para todo o flex deck posterior dos Tejo (o topo até podia ter um helipad) para um alojamento/armazenamento do material & destacamento "especial" de FZZ de "ATV de FZZ" ... quase um Mark V Special Operations Craft do USMC ... mas versão grande e módular, e como "mother ship" para os "ATV de FZZ" em vez de "zebros" ou até um mix dos 2... o módulo vazio podia ser colocado e reteriado sempre que não estivem em missão, nesse caso funcionava como "container" de armazenamento dos ATVs e caserna temporária.


"Inventar é fácil, concretizar é que é difícil".

Cumprimentos

O Corpo de Fuzileiros Chinês não precisa de invenções, basta usar o que têm que é pelo menos no papel, superior a tudo o que há no ocidente.


Para os nossos Fuzos uns botes/semi-rigidos chegam, já que não têm navio à altura.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3400
  • Recebeu: 769 vez(es)
  • Enviou: 175 vez(es)
  • +158/-70
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1402 em: Outubro 13, 2020, 03:39:27 pm »
Para os nossos Fuzos era comprar umas CB-90, que sempre lhes permitia ter um meio de desembarque mais robusto, tanto para treino como combate a pirataria, protecção de portos, operações em áreas fluviais, "combate" à emigração ilegal na costa do Algarve. E, se um dia viesse algum LPD ou navio do género, estas lanchas podiam ser usadas a partir deste. Mesmo em tempo de paz, estas lanchas encaixavam que nem uma luva entre as Centauro/Argos e as lanchas da UAM.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16014
  • Recebeu: 1367 vez(es)
  • Enviou: 1263 vez(es)
  • +210/-200
« Última modificação: Outubro 13, 2020, 05:23:38 pm por Cabeça de Martelo »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8384
  • Recebeu: 968 vez(es)
  • Enviou: 1137 vez(es)
  • +134/-45
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1404 em: Outubro 13, 2020, 09:29:04 pm »
Alguém poderá informar se em termos de "reinvenção" qual é a parte da "reinvenção" dos FZZ ?

A reinvenção foi tentar fazer omoletes com menos ovos, em vez de ter fuzileiros organizados e treinados para uma função específica, companhia de manobra, pelotão de morteiros, anti-carro, recon, etc, agora todos os fuzileiros têm dupla função atirador mais outra, organizados numa companhia (FFZ) que tanto pode funcionar como companhia de manobra pura ou como força híbrida 2 ou 3 pelotoes de manobra + 1 ou 2 pelotoes de apoio, consoante a necessidade.

Citar
1)  Para além das Missões de abordagem, Desembarque anfíbio ...

Que eu saiba as missões de abordagem são efectuadas pelo Pelotão de Abordagem e pelo DAE, os FFZ não fazem isso.

Citar
quando me lembro que temos 2 arquipelagos, e que uma unidade como os FZZ seria talvez a unidade mais adequada para posicionamento e garnição lá (afinal numa situação de ameaça como se faria a movimentação ou reforço entre ilhas? Avião, helicoptero e barco... ?!

Quem faz a guarnição dos arquipélagos tem sido o exército, os fuzileiros têm feito em caso de necessidade a protecção de instalações da Marinha, mas os fuzileiros são uma força naturalmente ofensiva e expedicionária, se os fuzileiros actualmente já são poucos para as funções deles, se lhes atribuírem a guarnição dos arquipélagos, penso que ficam sem margem para mais nada.

Os 3 ramos das forças armadas fazem exercícios regulares de movimento de tropas entre as ilhas, mas só com as forças que existem nas ilhas, os fuzileiros não participam porque estão no continente.

https://desporto.sapo.pt/video/IIjF9G8eBy7zY0QWZSyC

http://oportodagraciosa.blogspot.com/2011/05/exercicio-militar-acor-111-retraccao-de.html?m=1

Citar
2) Mas por outro lado não vejo que os FZZ tenham uma componente de defesa costeira?! A minha percepção é correcta?
Tipo como os "Kystjegerkommandoen is a Norwegian amphibious unit trained to operate in littoral combat theatres, filling the role of a marine corps and coastal artillery."

Nunca tiveram, a defesa da costa também era uma responsabilidade do exército.


Citar
3) A China está a ser de alguma forma "progressista" na "reinvenção"  da sua infantaria de marinha   ...


3.1) Isto é um clone do Watercar Phanter de 4 passageiros cívil de lazer dos USA... que custa 138K USD... bom tem motor a gasolina...pesa 1340 kg vazio...até talvez podia ser pendurado dum Lynx, estilo VERTEP, ou cabe na rampa de acesso ao EH101 da FAP...isto dava um mix de capacidade de projecção naval, aerea e terrestre e de vários tipos de transições que não têm actualmente:   
"the transfer of cargo between ships using helicopters. VERTREP is often used to supplement connected replenishment. Weapons loads, generally limited to 1,800 kg (4,000 pounds), are transferred from the supply ship to the flight deck of the amphibious ship (na armada seria o desk e hangar dos VdG e BD será que cabiam lá 1-4 destes veiculos?!) 

https://www.watercar.com/products/specifications
Os Lynx da armada fazem VERTREP aos FZZ?

3.2) Se o CTOE adquiriu ATV polaris... que é um paradigma recente... porque os FZZ não alugaram 1 (ou ir aos usa ao fabricante testar fazendo um relatório) para testar novos paradigmas de utilização de algo similar para unidade de reconhecimento ou transporte de equipa de 2 homens de suporte (podia ser uma equipa stinger ou milan ou ... "o ATV anfíbio dos FZZ" ... algo que pudesse quer dar cobertura aos outros elementos duma força de FZZ quer no mar, quer numa transição e posicionamento rápido em terra e vice versa, exemplo de vice versa ... se existisse um ferido em terra depois de alguma infiltração no interior e um FZZ ferido precisava de assistência (que só existia no navio) e pelas condições ou tempo não se podia usar meios aéreos... o veiculo deste poderia transportar uma maca através de terra e mar até ao navio de volta..até podiam ter uma rampa /gangway de aluminio com flutadores por baixo do deck de helicoperos , para ro-ro dum veiculo "leve" destes e baixo (o vidro da frente dobra)...  mais, e nas zonas onde actualmente estão guardados semi rigidos no Vdg, será que poderiam suportar em termos de espaço e peso nas suas gruas também os 1340kg  do "ATV dos FZZ"    ?! Faz sentido?

3.3) Ou o mesmo paradigma que o anterior mas em vez de um "ATV de FZZ de 4 lugares" um "ATV de FZZ de 2 lugares" o Quadski xl...mais unidades ou um mix dos 2 tipos?! O CTOE tem um mix de ATVs polaris também.

4) Ou levando o conceito acima ao "limiar do delirio" ... quantos "ATV dos FZZ" poderia transportar um Patrulha Tejo no seu flex deck com entrada / saída ro-ro com a tal rampa/gangway?! ... 8-16 em 2 filas em altura de Watercars => 32-64 FZZ podia criar-se um "modulo" / "quase uma caravana gigante em aço e aluminio" feito à  medida para todo o flex deck posterior dos Tejo (o topo até podia ter um helipad) para um alojamento/armazenamento do material & destacamento "especial" de FZZ de "ATV de FZZ" ... quase um Mark V Special Operations Craft do USMC ... mas versão grande e módular, e como "mother ship" para os "ATV de FZZ" em vez de "zebros" ou até um mix dos 2... o módulo vazio podia ser colocado e reteriado sempre que não estivem em missão, nesse caso funcionava como "container" de armazenamento dos ATVs e caserna temporária.


Ver os vídeos que o Cabeça de Martelo colocou.
« Última modificação: Outubro 13, 2020, 09:38:57 pm por Lightning »
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 9686
  • Recebeu: 1023 vez(es)
  • Enviou: 1579 vez(es)
  • +985/-1072
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1405 em: Outubro 19, 2020, 05:42:33 am »
Chegámos a ter 132 LDP+LDM+LDG...
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3507
  • Recebeu: 1894 vez(es)
  • Enviou: 3630 vez(es)
  • +1539/-102
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1406 em: Outubro 19, 2020, 10:56:41 am »
E hoje devemos ter menos Zebros que isso.
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44

 

Um LHC Usado Classe Tarawa para a Marinha Portuguesa

Iniciado por Rvsantinho

Respostas: 20
Visualizações: 9015
Última mensagem Janeiro 20, 2011, 09:01:46 pm
por ICE 1A+
Futuro dispositivo naval da Marinha portuguesa

Iniciado por JLRC

Respostas: 55
Visualizações: 20589
Última mensagem Junho 28, 2004, 12:29:14 pm
por Rui Elias
História da componente submarina da Marinha Portuguesa

Iniciado por Jorge Pereira

Respostas: 43
Visualizações: 21842
Última mensagem Janeiro 05, 2013, 12:03:27 am
por HSMW
Marinha de Guerra Portuguesa: Album de Fotografias

Iniciado por Luso

Respostas: 20
Visualizações: 20690
Última mensagem Abril 25, 2008, 03:29:37 pm
por jmg
Presente e futuro da Marinha de Guerra Portuguesa

Iniciado por Filipe de Chantal

Respostas: 327
Visualizações: 55398
Última mensagem Junho 29, 2009, 05:18:31 pm
por paraquedista