Olivença

  • 2836 Respostas
  • 490826 Visualizações
*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 1731
  • Recebeu: 114 vez(es)
  • Enviou: 31 vez(es)
  • +173/-2023
Re: Olivença
« Responder #2835 em: Outubro 05, 2019, 02:42:05 pm »
Eu acho que se mandássemos 2 patrulhas da GNR (Mas GNR Alentejanos, com bigode, barriga e castiços como conheço alguns) todos os dias depois do almoço, para meio de Olivença para atrofiar com a Guarda Civil Espanhola. Ao fim de 1 mês aquilo era nosso.  :mrgreen: :mrgreen:

Mas pelo que li sobre a vila nem tão cedo Portugal vai ter direito ao que é seu, Espanha tem investido muito na Vila (basta comparar as infraestruturas que a vila tem com outras a volta) a colonização que foi feita,... Mas é interessante manter estas iniciativas, nem que seja para ir moendo a cabeças aos Espanhóis, só para eles se lembrarem dos seus Hermanos  :G-beer2:

O que a gente precisa é de um Presidente e um governo com eles no sítio. Pois assim como os espanhóis fazem muito barulho por Gibraltar, deviamos também nós fazer o mesmo por Olivença.
Mas como temos uns políticos de meia fralda, não passamos do mesmo.  :N-icon-Axe: :2gunsfiring:
A Vida é um teste e uma incumbência de  confiança.
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 2175
  • Recebeu: 924 vez(es)
  • Enviou: 406 vez(es)
  • +921/-45
Re: Olivença
« Responder #2836 em: Outubro 08, 2019, 10:10:11 am »
Espanhóis de Olivença com dupla nacionalidade também puderam votar e "fazem história"

Pela primeira vez, foi dada aos oliventinos a possibilidade de votar. Espanha anexou o território em 1801. Mas, em 1817, foi decidido que Olivença é portuguesa — decisão que não foi cumprida até hoje.



Cerca de 500 habitantes de Olivença com dupla nacionalidade são os primeiros espanhóis a poder votar nestas legislativas, de acordo com a publicação Rayanos Magazine, de Valência de Alcântara, Badajoz, para quem estes oliventinos “fazem história”. Foi a primeira vez que lhes foi dada esta oportunidade — “algo insólito“, escreve a Rayanos.

A população de Olivença com dupla nacionalidade recebeu durante esta semana uma carta a informar que podiam votar e depois um boletim de voto — ou uma nota de “boas-vindas à democracia portuguesa”, como apelida a publicação espanhola.

“Costumo brincar com os meus colegas portugueses a dizer que será aqui onde finalmente será decidido quem governará no país deles”, conta um dos habitantes de Olivença.”
De acordo com a publicação, os requisitos para se ter dupla nacionalidade vão variando. “Em alguns casos, é necessário apresentar uma árvore genealógica, enquanto noutros casos uma certidão de nascimento é suficiente”, explica um dos habitantes. Além dos 500 oliventinos, foram ainda chamados a votar os portugueses que vivem em Olivença.

“Quem sabe, daqui a um ano, sejam mil. Ou, daqui a cinco, sejam 10 mil”, escreve a publicação.”

Espanha anexou o território de Olivença em 1801. Mas, no dia 7 de Maio de 1817, a Ata Final do Congresso de Viena confirmava que Olivença é uma terra portuguesa, sendo exigido a Espanha à coroa espanhola que restituísse o território. A decisão foi aceite pelos espanhóis, mas não foi cumprida até hoje. O assunto nunca foi abordada pelos governos portugueses que se seguiram.

https://observador.pt/2019/10/06/espanhois-de-olivenca-com-dupla-nacionalidade-tambem-puderam-votar-e-fazem-historia/

Pode ser que achem muito mais útil votarem nas eleições portuguesas do que as espanholas que nunca mais atam nem desatam :)