Lobby para salvar a Hermenegildo Capelo (F 481)

  • 67 Respostas
  • 14843 Visualizações
*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 9638
  • Recebeu: 1009 vez(es)
  • Enviou: 1560 vez(es)
  • +983/-1038
Lobby para salvar a Hermenegildo Capelo (F 481)
« em: Junho 02, 2004, 10:25:21 am »
Vamos a isto, malta, ajudem!!!!

www.marinha.pt/forum/?f=5&m=26

 :wink:
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Francisco Ferreira

  • Membro
  • *
  • 60
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +2/-0
Lobby para salvar a Hermenegildo Capelo
« Responder #1 em: Junho 03, 2004, 10:24:09 pm »
Plenamente de acordo! Parabéns pela excelente ideia. :arrow:
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7614
  • Recebeu: 562 vez(es)
  • Enviou: 190 vez(es)
  • +228/-350
(sem assunto)
« Responder #2 em: Junho 03, 2004, 10:38:54 pm »
O que é que representa em especial esse navio?
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7614
  • Recebeu: 562 vez(es)
  • Enviou: 190 vez(es)
  • +228/-350
(sem assunto)
« Responder #3 em: Junho 03, 2004, 10:56:20 pm »
Porqu não antes uma OHP?  :mrgreen:
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

emarques

  • Especialista
  • ****
  • 1177
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #4 em: Junho 04, 2004, 12:22:30 am »
Concordo um pouco com o Luso. Afinal, a fragata foi contruída em França segundo planos franceses, e era obsoleta quando entrou ao serviço. Porquê a Hermenegildo Capelo e não outra qualquer? Penso que seria mais interessante preservar a próxima Baptista de Andrade que fosse abatida, ao menos o projecto é nacional. E podiam-se começar já a fazer os planos todos de o que fazer com os navios, porque já se sabe que em Portugal tudo leva muito tempo.

"E porque não as duas?" Bem, porque entre manter museus e manter meios operacionais, prefiro que a Marinha dedique o seu orçamento à segunda tarefa. ;)
Ai que eco que há aqui!
Que eco é?
É o eco que há cá.
Há cá eco, é?!
Há cá eco, há.
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1663
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-1
(sem assunto)
« Responder #5 em: Junho 04, 2004, 12:40:45 am »
Museus? Olhem para a nossa marinha, aí está o vosso museu  :lol:
"History is always written by who wins the war..."
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7614
  • Recebeu: 562 vez(es)
  • Enviou: 190 vez(es)
  • +228/-350
(sem assunto)
« Responder #6 em: Junho 04, 2004, 09:16:03 am »
Se fosse uma fragata que tivesse estado em diversos teatros de operações como no Portugal Ultramarino ainda vá.

As Vasco da Gama terão alguma História como a presença em Timor...

Mas não será prioritário.
 
Se eu dependesse de mim, faria que um do NPO ou Navio Oceanográfico estivesse equipado com o "state of the art" da busca e pesquisa submarina para intervenções de arqueologia subaquática.

Isso seria uma intervenção preciosa mas que parece depender apenas da imaginação dos nossos indecisores políticos.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

snakeye25

  • Membro
  • *
  • 133
  • +0/-0
Capelo...
« Responder #7 em: Junho 04, 2004, 10:26:49 am »
Caro Luso

Citação de: "Luso"
Se fosse uma fragata que tivesse estado em diversos teatros de operações como no Portugal Ultramarino ainda vá.

As Vasco da Gama terão alguma História como a presença em Timor...


O tiro saiu ao lado...  :roll: a Hermenegildo Capelo foi uma das duas fragatas que estiveram em Timor.
Um abraço,

André Carvalho
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7614
  • Recebeu: 562 vez(es)
  • Enviou: 190 vez(es)
  • +228/-350
(sem assunto)
« Responder #8 em: Junho 04, 2004, 12:14:54 pm »
Então poderá haver algum fundamento para a sua conservação...
Esteve em mais algum teatro de operações?

Mas entendo que é prioritária a arqueologia submarina. Se tiver que escolher entre campanhas de arqueologia e a conservação da "Capelo" já sabem a resposta.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1254
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +7/-12
(sem assunto)
« Responder #9 em: Junho 04, 2004, 04:25:01 pm »
Citação de: "komet"
Museus? Olhem para a nossa marinha, aí está o vosso museu  :lol:


hehehehehehehe.......

===============================================

Deitem fora a velharia toda, é isso que é preciso. P'ra quê tar a conservar p'ra museu barcos que nem foram fábricados em Portugal. LIXO com isso tudo. Se tivermos que guardar alguma coisa, que seja o que foi feito no nosso país, e que sirva de referências às crianças Portuguêsas.
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

E-migas

  • Membro
  • *
  • 123
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #10 em: Junho 04, 2004, 10:44:16 pm »
Citação de: "dremanu"
Deitem fora a velharia toda, é isso que é preciso. P'ra quê tar a conservar p'ra museu barcos que nem foram fábricados em Portugal. LIXO com isso tudo. Se tivermos que guardar alguma coisa, que seja o que foi feito no nosso país, e que sirva de referências às crianças Portuguêsas.


Se o critério para conservar é o de ter sido "Made em Portugal" então deveriamos rever toda a a nossa história e a nossa museologia.

Não acham que conta mais o que fez história, não onde foi feito?

Serão as origens de uma Fragata, mais importantes do que as vidas que salvou e do papel que representou em nome de Portugal?

Para isso o Museu do Ar não mantinha no seu espólio aviões como o F-86 ou o Spitfire.

O que representam é o que mais importa. São simbolos do que somos e do que fomos, são mostras de hábitos e capacidades.
Cumprimentos,
e-Migas
---------------------------------------------------
Una Salus Victus
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7614
  • Recebeu: 562 vez(es)
  • Enviou: 190 vez(es)
  • +228/-350
(sem assunto)
« Responder #11 em: Junho 04, 2004, 11:00:25 pm »
Pessoalmente, e-migas, não gosto me me lembrem da minha mediocridade nem que a comemorem.
O mesmo digo de cascos ferrugentos ou de certas efemérides poetizadas.

Mas isso sou eu.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1254
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +7/-12
(sem assunto)
« Responder #12 em: Junho 04, 2004, 11:15:46 pm »
Citação de: "E-migas"
Citação de: "dremanu"
Deitem fora a velharia toda, é isso que é preciso. P'ra quê tar a conservar p'ra museu barcos que nem foram fábricados em Portugal. LIXO com isso tudo. Se tivermos que guardar alguma coisa, que seja o que foi feito no nosso país, e que sirva de referências às crianças Portuguêsas.
Se o critério para conservar é o de ter sido "Made em Portugal" então deveriamos rever toda a a nossa história e a nossa museologia.

Não acham que conta mais o que fez história, não onde foi feito?

Serão as origens de uma Fragata, mais importantes do que as vidas que salvou e do papel que representou em nome de Portugal?

Para isso o Museu do Ar não mantinha no seu espólio aviões como o F-86 ou o Spitfire.

O que representam é o que mais importa. São simbolos do que somos e do que fomos, são mostras de hábitos e capacidades.


Faz algum sentido o que vc escreveu, mas...se tiver que guardar alguma coisa, que seja só aviões, esses ainda temos algumas razões válidas por não os podemos construir cá na terra, mas barcos não. Lixo com essa porcaria toda.

Eu, quando vou ao museu da marinha, gosto muito de passear por lá até chegar à área onde começo a ver os barcos "Made in England", aí já começo a desgostar, porque me fazem lembrar que foi a partir desse momento que deixamos de fazer aquilo que foi feito durante séculos por Portuguêses. Isto só gera em mim sentimentos negativos...
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5510
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +1144/-2
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #13 em: Junho 05, 2004, 12:54:03 am »
Somos um povo muito melancólico e conservador. Sempre que um barco se abate, pensamos em fazer um museu.

Eu eventualmente preferiría que guardassem uma corveta da classe Pereira da Silva. Principalmente porque essa sim, foi uma embarcação portuguesa, e projecto português, embora se tenha optado por construir no estrangeiro (não por falta de capacidade da industria nacional).

A verdade é que não podemos transformar todos os barcos ou mesmo classes em museus (flutuantes ou não).

Só manter um navio a flutuar exige custos consideráveis. Mesmo que se desarmem ou se desactivem, enquanto flutuarem, há custos com a sua manutenção que são elevados.

E como referi anteriormente, para conservar um navio, pelo menos que tenha qualquer coisa a ver com Portugal. Que se conserve a F-487 João Roby, por exemplo. embora este barco esteja ligado á ocupação de Timor pela Indonésia, não deixou de ser a ultima vez que a simples presença de um navio português meteu medo a alguém ... :mrgreen:

Cumprimentos
 

*

emarques

  • Especialista
  • ****
  • 1177
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #14 em: Junho 05, 2004, 01:10:53 am »
Pereira da Silva? Onde isso já vai... :) Refere-se às JC ou às BA?

Quais eram os navios da classe Pereira da Silva, por falar nisso? Creio que essa classe foi contruída em Portugal, ou não?
Ai que eco que há aqui!
Que eco é?
É o eco que há cá.
Há cá eco, é?!
Há cá eco, há.
 

 

Novos Radares para as "Novas" "M"?

Iniciado por Sintra

Respostas: 6
Visualizações: 5791
Última mensagem Maio 23, 2007, 08:52:59 pm
por Sintra
Fragatas antiaéreas para Portugal: Qual a escolha certa?

Iniciado por Tiger22

Respostas: 32
Visualizações: 12178
Última mensagem Fevereiro 25, 2005, 10:39:38 pm
por papatango
Luís Amado assina contrato para lanchas costeiras

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 102
Visualizações: 20511
Última mensagem Dezembro 27, 2005, 07:09:07 pm
por PereiraMarques
Estado revoga contrato com ENVC para a construção de navios

Iniciado por jopeg

Respostas: 3
Visualizações: 2201
Última mensagem Setembro 13, 2012, 09:12:00 pm
por chaimites
É possivel entrar para os fuzileiros fazendo parte do exercito?

Iniciado por G.O.C

Respostas: 4
Visualizações: 2124
Última mensagem Setembro 17, 2016, 08:07:01 pm
por G.O.C