Orçamento da Defesa para 2009

  • 7 Respostas
  • 3703 Visualizações
*

Jorge Pereira

  • Administrador
  • *****
  • 2209
  • Recebeu: 57 vez(es)
  • Enviou: 116 vez(es)
  • +18/-0
    • http://forumdefesa.com
Orçamento da Defesa para 2009
« em: Outubro 16, 2008, 12:22:00 pm »








Um dos primeiros erros do mundo moderno é presumir, profunda e tacitamente, que as coisas passadas se tornaram impossíveis.

Gilbert Chesterton, in 'O Que Há de Errado com o Mundo'






Cumprimentos
 

*

Vitalício

  • 3
  • +0/-0
Pioramos de ano em ano
« Responder #1 em: Outubro 16, 2008, 12:58:03 pm »

 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4200
  • Recebeu: 272 vez(es)
  • Enviou: 271 vez(es)
  • +55/-16
(sem assunto)
« Responder #2 em: Janeiro 09, 2009, 03:52:42 pm »
Neste orçamento está contemplada a verba para a compra do sistema anti-aéreo???
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

Feinwerkbau

  • Membro
  • *
  • 283
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #3 em: Janeiro 09, 2009, 04:00:13 pm »
e afinal o orçamento, é bom ou mau?
 

*

Portucale

  • Membro
  • *
  • 186
  • Recebeu: 5 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #4 em: Janeiro 12, 2009, 10:14:09 pm »
O orçamento não descreve o equipamento a comprar.
No orçamento existe uma rubrica chamada 'Lei de programação militar' que estipula a verba a investir no ano de execução do orçamento.

Parao ano de 2008 estava no orçamento para aquisição de equipamentos 203,7M€.
Em 2009 estão inscritos 314,7M€.
Há primeira vista parece bom, é um aumento consideravel, no entanto, a realidade deve ser bem diferente e para pior.
Normalmente parte de este valor está cativo, ou seja, está disponivel na teoria mas na práctica necessita de uma segunda autorização para ser aplicado.
Na verdade a execução das 'Leis de programação militar' no passado recente têm ficado muito abaixo do previsto.
Além disso certamente que parte de esta verba é também para parte dos equipamentos que estão a chegar.

Penso que os militares consideram este orçamento mau, pelo menos os que podem têm protestado publicamente.
A razão é simples, os cortes na saúde.
Na practica isso quer dizer que os milhões cortados nos últimos anos no sector da saúde terão de ser pagos pelos familiares dos militares, ou seja, assumidos pelo agregado familiar.
Eis aqui
quase cume da cabeça da Europa toda
O Reino Lusitano
onde a Terra se acaba
e o Mar começa.

Versos de Camões
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 8141
  • Recebeu: 496 vez(es)
  • Enviou: 847 vez(es)
  • +294/-236
(sem assunto)
« Responder #5 em: Janeiro 13, 2009, 01:24:00 pm »
Citar
Parao ano de 2008 estava no orçamento para aquisição de equipamentos 203,7M€.
Em 2009 estão inscritos 314,7M€.


atenção que-pelo menos - a aquisição da Bartolomeu Dias transitou de 2008 para 2009.
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4200
  • Recebeu: 272 vez(es)
  • Enviou: 271 vez(es)
  • +55/-16
(sem assunto)
« Responder #6 em: Fevereiro 04, 2009, 04:40:55 pm »
boas

como se costuma dizer "recordar é viver", aqui deixo uma recordação:

http://antigo.mdn.gov.pt/Destaque/50_pr ... gramas.htm

foi pena é que nem todos foram realizados.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

Jorge Pereira

  • Administrador
  • *****
  • 2209
  • Recebeu: 57 vez(es)
  • Enviou: 116 vez(es)
  • +18/-0
    • http://forumdefesa.com
Re: Orçamento da Defesa para 2009
« Responder #7 em: Dezembro 26, 2009, 01:24:17 pm »
Citar
País

Orçamento para a Defesa vai aumentar em 2010

As Forças Armadas vão ter um ligeiro aumento em relação ao orçamento vigente, por conta das reformas aprovadas no verão e para sustentar as missões no estrangeiro. De acordo com o Diário de Notícias, o acréscimo do orçamento é justificado também pela entrada ao serviço de um novo sistema de armas, como submarinos, fragatas e viaturas blindadas, que dispõe de meios tecnológicos mais sofisticados o que obriga a uma maior disponibilidade financeira.
2009-12-26 09:34:30

http://tv1.rtp.pt/noticias/?t=Orcamento ... 05990&tm=8



Citar
Defesa

Orçamento do estado para Defesa em 2010 vai aumentar

por MANUEL CARLOS FREIRE
Hoje

As reformas aprovadas no final da legislatura anterior na área das Forças Armadas, em especial na rubrica do pessoal, vai implicar um acréscimo na casa dos 100 milhões de euros num orçamento militar que foi superior aos 2200 milhões de euros em 2009. Outra área que será reforçada é a  das missões no estrangeiro, dadas as novas obrigações no Afeganistão.

As Forças Armadas vão ter "algum aumento" nas verbas do Orçamento de Estado (OE) para 2010, em resultado das reformas aprovadas no Verão e para sustentar as missões no estrangeiro, confirmou o DN junto de diferentes fontes.

Esta matéria foi já objecto de uma reunião do ministro da Defesa com os quatro chefes militares no passado dia 9 deste mês, em que Augusto Santos Silva lhes apresentou "os grandes números" e os deixou aparentemente satisfeitos, afirmou um oficial superior. Sobretudo quando os últimos anos lhes trouxeram cortes em linha com as restrições gerais.

Na base desse "ligeiro acréscimo" num orçamento superior a 2200 milhões de euros, apesar das restrições que se esperam já no OE2010 para controlar as contas públicas, estão essencialmente as reformas aprovadas no final da legislatura anterior em matéria de sistema retributivo: o aumento das despesas de representação de algumas funções de comando, o acréscimo no suplemento da condição militar e a colocação dos militares na grelha remuneratória da Função Pública.

Por si só, esta última medida não implicará quaisquer aumentos salariais. Porém, sempre que um militar for promovido, depois de ter "luz verde" dos ministros da Defesa e das Finanças, arrastará consigo a promoção automática de todos os militares mais antigos no mesmo posto - o que tem levado muitos responsáveis, nomeadamente as associações socioprofissionais, a sustentar que "ninguém sabe" o valor do envelope financeiro associado a essas novas regras.

Em termos de números, o único coincidente ouvido junto de várias fontes diz respeito "ao funcionamento" (leia-se, basicamente de pessoal) das Forças Armadas: "10%", que corresponderá, em números redondos, a cerca de 120 milhões de euros (tendo como referência os 1200 milhões orçamentados nessa área em 2009).

No caso das missões no estrangeiro, rubrica em que foram orçamentados 70 milhões de euros para 2009 (mais 12 milhões do que no ano anterior), o aumento não quantificado pelas fontes está relacionado com o aumento do contingente destacado no Afeganistão. Com praticamente uma centena e meia de soldados já em Cabul, Portugal vai enviar outra centena e meia - uma companhia de comandos e alguns controladores aéreos tácticos - em meados de Janeiro de 2010. Quanto à provável redução do contingente no Kosovo, no Outono, não terá ainda efeitos orçamentais significativos, já que será necessário financiar a retracção dessa força.

Por outro lado, a entrada ao serviço de novos sistemas de armas - submarinos, fragatas, viaturas blindadas - impõe novas exigências orçamentais, observou uma das fontes, dada a maior sofisticação tecnológica desses meios e a fase de sobreposição que existe sempre entre as missões a cargo dos equipamentos a substituir e as dos que começam a operar (como tem sido o caso dos aviões de transporte C295).

O aumento dos números no orçamento da Defesa também vai reflectir uma medida não aplicada nos anos anteriores: a obrigatoriedade dos ramos não suborçamentarem as verbas com pessoal, enfatizou uma das fontes políticas.

Quem vai sair a perder é o orçamento para os órgãos centrais do Ministério da Defesa, face à redução de cargos dirigentes e à reestruturação de serviços impostos pela recente reforma orgânica, assinalaram outras fontes.
Um dos primeiros erros do mundo moderno é presumir, profunda e tacitamente, que as coisas passadas se tornaram impossíveis.

Gilbert Chesterton, in 'O Que Há de Errado com o Mundo'






Cumprimentos
 

 

Portas quer usar LPM para vender tecnologia portuguesa

Iniciado por Tiger22

Respostas: 1
Visualizações: 1816
Última mensagem Março 10, 2004, 10:25:13 pm
por Ricardo Nunes
Durão Barroso aceitou o convite para presidir à Comissão

Iniciado por P44

Respostas: 108
Visualizações: 16245
Última mensagem Outubro 27, 2004, 11:15:19 am
por P44
Governo gasta 10,1 M€ em meios aéreos para 2006 e 2007

Iniciado por Marauder

Respostas: 5
Visualizações: 2026
Última mensagem Março 22, 2006, 08:54:45 pm
por p_shadow
Forças Armadas usaram apenas 74% das verbas para 2005

Iniciado por Marauder

Respostas: 0
Visualizações: 1332
Última mensagem Abril 24, 2006, 10:10:42 am
por Marauder
Portugal vai ter meios modernos para combate a catástrofes

Iniciado por Fábio G.

Respostas: 3
Visualizações: 2282
Última mensagem Agosto 03, 2004, 03:35:58 pm
por emarques