Atentados provocam perto de 200 mortos em Madrid

  • 37 Respostas
  • 10890 Visualizações
*

emarques

  • Especialista
  • ****
  • 1178
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #30 em: Março 14, 2004, 09:24:03 pm »
A França declarou três dias de luto nacional, segundo creio.

Francamente não me parece que o facto de cidadãos portugueses estarem ou não entre as vítimas seja justificativa para não decretar luto nacional. É um pouco como ir ao funeral de uma pessoa conhecida. Não se diz "Não era da minha família, não vou de luto".

Dremanu, conhece a história do pastor que gritava "lobo!"? De tanto dar alarmes falsos, quando realmente viu um lobo ninguém acreditou. O "perigo espanhol" é igual, se estamos sempre a bradar contra ele quando for caso de mobilizar os portugueses contra um perigo real ninguém liga.
Ai que eco que há aqui!
Que eco é?
É o eco que há cá.
Há cá eco, é?!
Há cá eco, há.
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1261
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +7/-12
(sem assunto)
« Responder #31 em: Março 15, 2004, 11:51:49 pm »
A França e a Itália declararam luto nacional, e daí? Porque razão tem Portugal que declarar luto nacional só porque morreram cidadãos de um país estrangeiro num atentado terrorista? Essa para mim é a questão. Não vejo a necessidade, e muito menos ainda no que se refere especificamente a Espanha.

O perigo Espanhol já está aqui, sempre esteve, e continuará a estar, e tem que se estar alerta ao mesmo, sempre! Não é algo ténuo ou irreral, é uma nova invasão, desta vez económica, que aumenta cada vez mais, dia após dia, porque toda a gente acha tudo normal, tudo numa boa, somos todos amigalhaços hoje em dia. Que venham os Espanhoís comprar as nossas companhias e controlar a agricultura Portuguêsa, as pescas Portuguêsas, a indústria Portuguêsa, os serviços Portuguêses. Sem problema, tragam Euros que é o que a gente quer aqui na terra, e que se lixe o património nacional.

Do controle económico ao controle político é só um passo, mas cada um que acredite no que quiser acreditar. O tempo se encarregará de nos trazer os resultados das decisões que estam a ser feitas neste momento. Decisões essas que estam a ser feitas sem se ter o mínimo de preocupação em procurar entender quais são as ramificações dessas decisões a longo-prazo.
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #32 em: Março 16, 2004, 09:49:56 pm »
Caro dremanu,só por curiosidade, se o ataque se tivesse realizado noutro país, com exactamente as mesmas características, continuaria a protestar contra a declaração de luto ?



cumptos
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

ferrol

  • Analista
  • ***
  • 717
  • +0/-0
Agradecemento
« Responder #33 em: Março 17, 2004, 03:21:11 pm »
Señores todos:

Gracias polos seus sentimentos ó povo español. Realmente estamos moi conmovidos por tódalas mostras de soliedariedade do mundo enteiro nestes dfíciles momentos que nos toca pasar e é importante para nós que o Primeiro Ministro de Portugal viñese en persoa á manifestación contra o terror e a estar presente entre nos nunhas datas tan importantes, sendo considerado coma un xesto máis da irmandade e a boa veciñanza que imos consolidando nestes anos.

Decirlles nestes intres, que a autoría dos atentados aínda non se sabe a ciencia certa, xa que se ben coñecemos as notas de reivindicación de Al-Queda, hoxe os xornais informan de que tanto a dinamita coma os detonadores foron fabricados na España, en fábricas preto do País Basco, polo que a autoría dos atentados parece que se complica.

Deixemos traballar á policía a ve-lo que sucede nos próximos días. Parece que estamos preto dos culpables, deses asasinos sen escrúpulos merecedores das penas máis duras que o sistema xudicial permita.

De novo, un amable saúdo para todos, incluido o guerreiro dremanu. Agardo que se actualice prontamente á versión 1.0 do programa "Europa Unida", a máis usada hoxe en día, e desinstale da sua mente a vella versión 456.23 do programa "A malvada Espanha culpable de todo o malo de Portugal"
Tu régere Imperio fluctus, Hispane memento
"Acuérdate España que tú registe el Imperio de los mares”
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #34 em: Março 17, 2004, 10:46:10 pm »
Citação de: "Ferrol"
Agardo que se actualice prontamente á versión 1.0 do programa "Europa Unida", a máis usada hoxe en día, e desinstale da sua mente a vella versión 456.23 do programa "A malvada Espanha culpable de todo o malo de Portugal"

 :rir:

Dremanu, eu também proponho essas trocas.
Também já substitui a versão 456.23 pela versão 0.8 do "Europa Unida" Mas só que é uma versão Beta, e portanto ainda tem muito bug, e não se sabe bem se vai funcionar.

Portanto mantenho instalada a versão 4.5 do "Cautela e canja de galinha nunca fizeram mal a ninguem"

Se houver problemas, aconselho o Dremanu a fazer como eu. Instalar os novos programas, mas fazer um backup das versões antigas, como a 411.5 do "De Espanha nem bom vento nem bom casamento" :banana:   :D

Cumprimentos
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1261
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +7/-12
(sem assunto)
« Responder #35 em: Março 19, 2004, 01:32:20 am »
Spectral:

Continuaria sim, o luto nacional para quando morrem Portuguêses. De resto, que razão existe para se fazer luto nacional por cidadãos de outros países. Acho que se deve condenar os ataques, demonstrando a nossa solidariadade com as vítimas, mas usar um símbolo de expressão de dor nacional para honrar estrangeiros, que nada têm a ver com a pátria Portuguêsa, não, sou contra.

Ferrol:

Eu tb arranquei uma boa gargalhada ao ler a sua mensagem da troca de versões, e obrigado pelos seus "saludos", são bem recebidos e envio-lhe os meus com a mesma vontade.

Quanto a europa unida, essa para mim já não cai tão bem. Sou mais a favor da europa desunida. E muito mais ainda da ibéria desunida. Talvéz sejá mais a favor de um Portugal e Galiza unidos, isso já me parece algo mais interessante.

E já agora aproveito e pergunto-lhe, não seria melhor para os galegos procurarem obter a independência da Espanha(Castela) e unirem-se a Portugal? Junto a nós vocês poderiam manter a vossa língua, tradições, governo nacional, poderiam mandar eleger galegos para a assembleia da républica, servir no exército Português, e não teriam que ter nenhum receio de serem atacados pelos Portuguêses, ou forçados a usar um idioma diferente do vosso.

Imagino que receberiam da nossa parte um tratamento muito diferente do dos Castelhanos. Aqui seriam nossos parceiros de igual para igual, sem se sentirem como cidadãos de segunda classe, ou algo assim parecido.

Ou se não quiserem ser parte de Portugal, poderiam ser um país independente, mas em conjunto com Portugal debaixo de uma confederação, ou algo assim semelhante.

É que eu penso que em conjunto com os Portuguêses você têm mais chances de manterem a vossa cultura viva do que com os Castelhanos. Eles vão fazer tudo o que puderem para destruir a cultura galega.

Como é vista uma associação a Portugal por parte dos Galegos?
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #36 em: Março 20, 2004, 02:25:50 pm »
Congratulo-me pela sua coerência Dremanu.
Quanto ao resto: bem parece-me ser mais um caso em que concordamos que estamos de desacordo...  :D


cumptos
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

Normando

  • Perito
  • **
  • 339
  • +0/-0
Comissão de inquérito a atentados de 11 de Março
« Responder #37 em: Maio 06, 2004, 12:40:30 am »
[CITAÇÃO]

05-05-2004 - 21h50  
PUBLICO.PT

PSOE anuncia criação de comissão de inquérito a atentados de 11 de Março

O secretário-geral do Grupo Socialista na câmara espanhola dos deputados, Diego López Garrido, anunciou hoje a criação de uma comissão de inquérito aos atentados de 11 de Março em Madrid, depois de uma petição do Partido Popular.

Mariano Rajoy, secretário-geral do PP, já havia solicitado a criação da comissão para esclarecer o que ocorreu "em Espanha entre 11 e 14 de Março", data das eleições legislativas, segundo o jornal "El Mundo".

De acordo com López Garrido, o objectivo da comissão será evitar que uma catástrofe semelhante se repita. Isso requer que se "investigue tudo", não apenas o que aconteceu depois dos atentados mas também antes do dia 11 de Março e durante o próprio dia.

Os atentados de 11 de Março em Madrid fizeram 191 mortos e mais de 1900 feridos. O Governo na altura privilegiou a pista da organização separatista basca ETA, hipótese descartada apenas a 13 de Março em detrimento da rede terrorista Al-Qaeda.
"If you don't have losses, you're not doing enough" - Rear Admiral Richard K. Turner
 

 

Centenas mortos em massacre na Nigéria

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 6
Visualizações: 1981
Última mensagem Maio 11, 2004, 01:56:16 am
por Guilherme
Mais um helicoptero cai no Afeganistão: 17 mortos

Iniciado por papatango

Respostas: 14
Visualizações: 3615
Última mensagem Agosto 19, 2005, 01:54:05 pm
por papatango
24 soldados mortos em emboscada das FARC

Iniciado por Pantera

Respostas: 1
Visualizações: 1277
Última mensagem Dezembro 27, 2005, 09:47:45 pm
por Pantera
78 jornalistas mortos em 2004

Iniciado por Normando

Respostas: 0
Visualizações: 1070
Última mensagem Março 22, 2005, 04:55:55 pm
por Normando
Aos Mortos de Beslan

Iniciado por P44

Respostas: 9
Visualizações: 1868
Última mensagem Setembro 16, 2004, 01:41:23 am
por Normando