A-7P defesa aérea

  • 55 Respostas
  • 13584 Visualizações
*

Sintra

  • Perito
  • **
  • 472
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #45 em: Agosto 24, 2007, 06:23:09 pm »
Citação de: "Mueda"
Sintra

Mas sinceramente não vale a pena, até porque no essencial até parecemos concordar, a questão é mais semântica.
E sim o F-16 era, está a precisar de Botox e de um Lifting :wink:
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3470
  • Recebeu: 221 vez(es)
  • Enviou: 59 vez(es)
  • +305/-43
(sem assunto)
« Responder #46 em: Agosto 24, 2007, 09:39:23 pm »
Era suposto os A7P Corsair II durarem até 2005, mas como se viu foram retirados 6 anos antes devido a incapacidade de obter sobressalentes e novos motores,o principal problema do A7 sempre foi o motor.
O que estou a constatar é que vamos andar sempre um passo atrás das outras nações europeias, quando nos recebemos F16A/B OCU, já os Belgas,Holandeses,Dinamarqueses e Noruequeses andavam a fazer os MLU aos seus F16, apesar de estes serem 20 anos mais velhos(pois como é sabido os nossos eram novos (Peace Atlantis I). O que se devia ter feito logo nos anos 90 era começar(mesmo que lentamente) a passar os OCU para MLU e ter adquirido AMRAAM,GBU's. Assim poderiamos ter tido outra visibilidade e outra contribuição no esforço de guerra da NATO em 1999.
Quando os aliados da nossa dimensão andarem de JSF ou Typhoon, nós ainda andaremos com MLU F16, a saber:

Noruega: Opera F16MLU equaciona F35, Grippen ou Typhoon, mas provavelmente vai comprar o F35, pois participa no seu desenvolvimento.

Dinamarca:Opera F16MLU equaciona F35 ou Grippen  mas provavelmente vai comprar o F35, pois participa no seu desenvolvimento.

Holanda: Opera F16MLU, irá com toda a certeza adquirir F35.


Espero que quando se pense em substituir os F16, se obtenha um bom acordo devido as Lajes, lá para o ano 2020.. e tal.. :roll:
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

Johnnie

  • Analista
  • ***
  • 657
  • Recebeu: 54 vez(es)
  • Enviou: 19 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #47 em: Agosto 24, 2007, 10:27:04 pm »
Bem, não dramatizemos meus caros...

Os Viper ainda têm algum sumo para dar, o que está errado é esta lentidão do MLU  :roll: mas ainda temos avião para uma decada, não estamos assim tão desfazados
«When everything is coming your way... You are in the wrong lane!!!!"
 

*

Sintra

  • Perito
  • **
  • 472
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #48 em: Agosto 25, 2007, 01:40:47 am »
Citação de: "Johnnie"
Bem, não dramatizemos meus caros...

Os Viper ainda têm algum sumo para dar, o que está errado é esta lentidão do MLU  :?
 Ainda nos arriscamos a passar pelo mesmo que a FAP passou com o F86, excelente quando adquirido, completamente ultrapassado uma década antes de ser finalmente substituido.
 

*

Johnnie

  • Analista
  • ***
  • 657
  • Recebeu: 54 vez(es)
  • Enviou: 19 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #49 em: Agosto 25, 2007, 12:18:59 pm »
Sim claro nada como planear as coisas com tempo, entretanto os MLU deverão ser uma boa escola para a FAP com todas as novas tecnologias que incorporam.
«When everything is coming your way... You are in the wrong lane!!!!"
 

*

Leonidas

  • Analista
  • ***
  • 618
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • +1/-2
(sem assunto)
« Responder #50 em: Agosto 27, 2007, 01:13:45 am »
Saudações guerreiras

Citação de: "Sintra"
6- Eu não estou a discutir se a decisão de adquirir o A7P foi boa ou má, foi péssima. A FAP teria ficado melhor servida com o F5E. Agora também apetece perguntar se teria sido grande ideia termos sido dos ultimos a receber este avião, quando o "Viper" começava a ser entregue às pazadas na Holanda, Bélgica, Dinamarca e Noruega.[/color]


É uma questão que obviamente não é fácil de dar numa resposta directa.
Não sei sequer se alguma vez na década de 80 do séc. XX teria surgido a ideia de se adquirir o F-16 para Portugal. Mas para não complicar demasiado a coisa é sobre o que está destacado que quero escrever algo.

Julgo ser perfeitamente aceitável a existência dos F-5E em Portugal, no caso de terem vindo. Acho que não seria o ideal e seria sempre uma aquisição que não passaria do razoável, mas que considero válida desde que houvesse algo para apoiá-los e compensar as suas deficiências para que todo o território pudesse gozar de uma cobertura minimamente eficaz.

Quanto ao F-16... Se nem com os F-5, quanto mais com os F-16! Até agora tem prevalecido o aspecto económico, que também concordo ter sido, ou que tem continuado a ser a maneira mais fácil de justificar a não vinda dos F-5. O que de verdade representava para Portugal a existência dos F-5E, não seria exactamente a mesma coisa para terceiros e talvez ainda mais para o país fornecedor: os EUA.

Eles viam as coisas com outros olhos. Se bem que os F-5E eram modestamente sofisticados, manda a sabedoria não dar trunfos ao ”inimigo” num pais em que reinava uma espécie de incógnita política onde a influência do PCP era bastante respeitável e, ainda para mais, outros grupos de extrema esquerda com actos consumados de puro terror terrorista (as FP 25 de Abril – lembram-se?) que ainda se mantinham muito activos.

E no caso de ser necessário um ataque a Portugal se houvesse uma revolução ainda mais á esquerda que a do 25 de Abril de 1974, o que tornava tudo mais difícil no caso de termos um nº de aviões na mesma ordem dos A-7P que chegaram e com um treino considerável poderiam eventualmente fazer mossa da séria.

(Já foi dada uma explicação sobre o porquê da não construcção das VdG em Portugal, por exemplo. O motivo principal avançado - não sei se oficioso se oficial, mas que me parece ser bastante interessante e que nunca cheguei a colocar tal hipótese - foi de natureza totalmente política e não de outra ordem.)

Talvez se Portugal optasse pela França como país fornecedor poderia não haver tanto entrave de natureza política e talvez pudesse-mos dispor de um caça bem mais poderoso que o F-5E, os Mirages III em segunda mão, ou até mesmo os Mirage F.1 novinhos em folha.  

Penso ser esta a principal influência externa que justificou a vinda dos A-7P em detrimento de um puro caça como o F-5E, que faria a vida negra a qualquer aventureiro em caso de ataque, da qual ainda ninguém ter falado e que talvez possa ser agora melhor entendível.  

Para terminar, voltando um pouco atrás para falar de novo no aspecto económico. Reparem também na quantidade de aeronaves diferentes exclusivamente para treino e outros aviões completamente ultrapassados para qualquer tipo de missões de combate, exceptuando talvez missões de reconhecimento. Falo dos Fiat.

Na prática, não sei se necessitávamos de tanto aparelho diferente, quando os T-33 chegavam e sobravam para toda a frota de aviões de combate.  

A propósito... Onde estavam vocês no 25 de Abril?

Cumprimentos
 

*

Johnnie

  • Analista
  • ***
  • 657
  • Recebeu: 54 vez(es)
  • Enviou: 19 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #51 em: Agosto 27, 2007, 10:50:15 am »
Uma achega a este interessante topico, por volta de 77/78 a Alemanha ofereceu a Portugal o F-104G e pelo que sei recusamos. Depois veio o A-7 e toda esta novela. Por volta de 87/88 começou a falar-se da aquisição de um caça sendo q o viper seria o pretendido pela FAP, mas na altura estava tambem sobre a mesa a vinda dos IAI Kfir, que teriam umas prestações muito interessantes a um preço imbativel. Vieram os Viper  c34x
«When everything is coming your way... You are in the wrong lane!!!!"
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8049
  • Recebeu: 856 vez(es)
  • Enviou: 976 vez(es)
  • +119/-43
(sem assunto)
« Responder #52 em: Agosto 27, 2007, 12:07:24 pm »
F-104 não!!!! :shock:

The Widowmaker.... longe... longe...
 

*

Leonidas

  • Analista
  • ***
  • 618
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • +1/-2
(sem assunto)
« Responder #53 em: Setembro 01, 2007, 10:56:52 pm »
Saudações guerreiras

Ainda a propósito...

Citação de: "Sintra"
6- Eu não estou a discutir se a decisão de adquirir o A7P foi boa ou má, foi péssima. A FAP teria ficado melhor servida com o F5E. Agora também apetece perguntar se teria sido grande ideia termos sido dos ultimos a receber este avião, quando o "Viper" começava a ser entregue às pazadas na Holanda, Bélgica, Dinamarca e Noruega.

O F-4 foi um avião projectado na década de 50. O último a sair da linha de produção foi, se não me falha a memória, em 1989 no Japão. Quantos Mig-21 ainda voam e quantos ainda foram modernizados, apesar das suas defeciências? O F-5E numa qualquer força aérea mais poderosa atuava na retaguarda, diga-se de passagem, mas se o porjeto F-20 (baseado no mesmo conceito do F-5) fosse para a frente, então teríamos um “F-5” a ofuscar o sucesso do F-16. Talvez, claro.  

Uma coisa curiosa é que no Brasil, 30 anos depois das primeiras entregas estão a modernisá-lo! E lá, se não fosse a existência de uns quantos M2000C/B, eram mesmo os únicos guardiões do Brasil!

Citação de: "Leonidas"
(Já foi dada uma explicação sobre o porquê da não construcção das VdG em Portugal, por exemplo. O motivo principal avançado - não sei se oficioso se oficial, mas que me parece ser bastante interessante e que nunca cheguei a colocar tal hipótese - foi de natureza totalmente política e não de outra ordem.)


Só uma achega muito rápida. Na altura não me lembrei disto, mas não é por acaso que um dos países com investimentos muito significativos em Portugal é a Alemanha. Não só aquelas fábricas de mão-de-obra intensiva que vão fechando e outras que ainda se mantêm, desde esquentadores a automóveis e vários “étcétras”. Pode-se ter negociado muito bem assim. Eles construíam lá os barcos, mas em troca toca a investir em Portugal.

Cumprimentos
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3470
  • Recebeu: 221 vez(es)
  • Enviou: 59 vez(es)
  • +305/-43
(sem assunto)
« Responder #54 em: Setembro 01, 2007, 11:40:15 pm »
O F20 ainda veio na capa interior de algumas Mais Alto dos anos 80, seria um concorrente ao F16, mas penso que a melhor compra que a FAP tem feito nos ultimos anos foram os F16, mesmo que sejam Block15 OCU. Agora so falta acelerar a sua modernização.
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2986
  • Recebeu: 1681 vez(es)
  • Enviou: 1094 vez(es)
  • +1116/-172
(sem assunto)
« Responder #55 em: Setembro 28, 2007, 02:01:55 am »
Para a missão de Luta Aérea Defensiva, mais conhecida por Defesa Aérea, o A-7P podia contar com 2 x AIM-9P Sidewinder, em calhas de ambos os lados da fuselagem, e dois canhões Colt Mk.12 de 20mm (isto quando não encravavam). :wink:

Quanto ao facto do A-7P ter sido um interceptor improvisado durante alguns anos, não vale a pena dizer muito mais pois só iria estar a repetir o que já foi aqui escrito por vários membros. Contudo, convém recordar que, mesmo caçando com gato, o A-7 nunca fez figura feia. E se porventura fizesse, a culpa nunca poderia ser sequer apontada às tripulações e aparelhos, obrigados a ter de cumprir uma missão para a qual não estavam de todo vocacionados. Mas pronto, vieram os F-16 e end of story.  c34x
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

 

Petição: TROPAS PÁRA-QUEDISTAS, PARA A FORÇA AÉREA!

Iniciado por paraquedista

Respostas: 3
Visualizações: 3483
Última mensagem Março 11, 2016, 07:53:23 pm
por paraquedista
Qual as prioridades para a Força Aérea entre 2011-2020 ?

Iniciado por dc

Respostas: 38
Visualizações: 10869
Última mensagem Novembro 15, 2010, 02:34:53 pm
por bokaido
CDS propõe 12 anos de serviço para pilotos da Força Aérea

Iniciado por Marauder

Respostas: 19
Visualizações: 9242
Última mensagem Setembro 12, 2007, 02:40:44 am
por raphael
Força Aérea Portuguesa no V Festival Aéreo de Vigo

Iniciado por bucanero

Respostas: 8
Visualizações: 5510
Última mensagem Julho 30, 2008, 06:15:06 pm
por bucanero
Aeroporto na Base da Força Aérea em Monte Real?

Iniciado por triton

Respostas: 99
Visualizações: 29988
Última mensagem Março 09, 2019, 06:39:14 pm
por Charlie Jaguar