Cinco portugueses detidos por profanação da bandeira letã

  • 48 Respostas
  • 14436 Visualizações
*

comanche

  • Investigador
  • *****
  • 1799
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
Citar
Cinco portugueses e dois espanhóis foram presos na semana passada em Riga, na Letónia, acusados de difamação da bandeira letã. Os jovens podem incorrer numa pena de três anos de prisão ou numa multa de 50 ordenados mínimos  

 Cinco portugueses e dois espanhóis foram detidos na semana passada em Riga, na Letónia, depois de terem pisado e destruído bandeiras daquele país, e aguardam agora a sentença do tribunal, segundo a imprensa local.

De acordo com a agência de notícias letã, citada pela Lusa, os jovens, que estavam e visita à Letónia, tiraram uma bandeira da Igreja da Nossa Senhora dos Lamentos e começaram a pisá-la.

Já a edição online do jornal The Baltic Times escreve que os jovens, com idades entre os 25 e os 36 anos, «estavam visivelmente embriagados».

Os cinco portugueses e dois espanhóis foram presentes no dia seguinte ao Tribunal Distrital de Riga, que lhes decretou a prisão, e incorrem agora numa pena que pode ir até três anos de prisão ou numa multa até 50 ordenados mínimos.

Entretanto, o secretário de Estado das Comunidades disse à agência Lusa, que os portugueses estão a ser apoiados por uma advogada local, arranjada pela Embaixada de Portugal em Riga e de acordo com a escolha dos detidos, através de uma lista de advogados que lhes foi facultada.

António Braga afirmou ainda que a embaixada portuguesa na Letónia «está a acompanhar a situação» e a «envidar esforços no sentido de alcançar os melhores resultados».

«A Embaixada continua a fazer diligências junto do governo letão através dos canais diplomáticos e aguarda-se que a medida de coacção possa ser revista na próxima semana", acrescentou.



http://tsf.sapo.pt/online/portugal/interior.asp?id_artigo=TSF180710
 

*

comanche

  • Investigador
  • *****
  • 1799
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #1 em: Maio 25, 2007, 08:58:37 pm »
Citar
Letónia: Oito portugueses detidos em menos de dois meses


Oito portugueses foram detidos em menos de dois meses na Letónia, país onde apenas residem três cidadãos nacionais, segundo dados do Ministério dos Negócios Estrangeiros.
Na semana passada, cinco portugueses foram detidos em Riga, depois de terem pisado e destruído bandeiras daquele país.

De acordo com a agência letã LETA, os jovens, com idades entre os 25 e os 36 anos, estavam de visita à Letónia e tiraram uma bandeira da Igreja de Nossa Senhora dos Lamentos e começaram a pisá-la.

Além dos cinco portugueses, foram também detidos dois espanhóis por profanarem a bandeira da Letónia.

Este foi o último de uma série de casos de polícia envolvendo portugueses.

A 13 de Abril, dois portugueses foram detidos quando tentavam entrar na Letónia na posse de haxixe.

Segundo a LETA, as autoridades locais iniciaram, na semana passada, a acção judicial contra os dois portugueses, que enfrentam legislação que proíbe a entrada no país de qualquer quantidade de estupefacientes.

Em Abril, um tribunal da Letónia condenou o português Sérgio Luís Guerreiro a seis anos de prisão por pedofilia e ao pagamento de uma indemnização de 15 mil euros à mãe de duas das crianças abusadas sexualmente.

No julgamento, ficou provado que o português, de 30 anos, «reteve no seu apartamento de Riga e abusou sexualmente de uma menina de sete anos, bem como de dois rapazes de 12 e 14 anos».

A imprensa local referiu, na altura, que Sérgio Luís Guerreiro é também procurado pelas autoridades policiais da Áustria, onde foi acusado de «furtos».

De acordo com a Direcção-Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas do MNE, estavam inscritos, em 2006, na Embaixada de Portugal em Riga apenas três portugueses.

O deputado do PSD eleito pela Europa, Carlos Gonçalves, disse à Agência Lusa que a imprensa local tem veiculado informações «não muito abonatórias para Portugal».

Carlos Gonçalves adiantou que estes três casos têm sido noticiados pelos órgãos de comunicação social da Letónia, associando-os à imagem de Portugal.



Uns poucos portugueses estão a dar má imagem do país.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15979
  • Recebeu: 1359 vez(es)
  • Enviou: 1252 vez(es)
  • +210/-200
(sem assunto)
« Responder #2 em: Maio 25, 2007, 11:17:28 pm »
Eu nem sabia que havia Portugueses na Letónia...mas o que é que terá acontecido para se comportar de tal forma vergonhosa?!  :shock:
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Upham

  • Perito
  • **
  • 513
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #3 em: Maio 25, 2007, 11:30:28 pm »
??????

O que terá acontecido?

Talvez alcool a mais ( ou haxe) em cerebros com neurónios a menos..............

Cumprimentos!
"Nos confins da Ibéria, vive um povo que não se governa, nem se deixa governar."

Frase atribuida a Caio Julio César.
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3796
  • Recebeu: 298 vez(es)
  • Enviou: 103 vez(es)
  • +465/-62
(sem assunto)
« Responder #4 em: Maio 25, 2007, 11:49:38 pm »
É o haxe a trabalhar, pena não lhe terem amassado bem as bentas.
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

SSK

  • Investigador
  • *****
  • 1523
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #5 em: Maio 26, 2007, 12:10:11 am »
Se fizeram isso é porque não sabem o significado de uma bandeira, possivelmente faziam o mesmo à nossa... :!:
"Ele é invisível, livre de movimentos, de construção simples e barato. poderoso elemento de defesa, perigosíssimo para o adversário e seguro para quem dele se servir"
1º Ten Fontes Pereira de Melo
 

*

Sintra

  • Perito
  • **
  • 472
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #6 em: Maio 26, 2007, 01:18:26 am »
Grandes palermas... Quanto aos tipos bêbados espero que os Letões lhes dêm umas valentes "latoadas" na cabeça...
 E depois os mandem de volta para cá e espero eu, com a lição aprendida.

 Quanto ao tal de Sergio Luis Gameiro, peguem no tipo enfiem o animal numa prisão, cheia de homens muito "machos" depois deitem a chave fora.
 

*

SSK

  • Investigador
  • *****
  • 1523
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #7 em: Maio 26, 2007, 12:51:16 pm »
Citar
Quanto ao tal de Sergio Luis Gameiro, peguem no tipo enfiem o animal numa prisão, cheia de homens muito "machos" depois deitem a chave fora.

 :G-Kill:
Isto é o que animais como esse merecem!!!!
« Última modificação: Maio 26, 2007, 01:08:22 pm por SSK »
"Ele é invisível, livre de movimentos, de construção simples e barato. poderoso elemento de defesa, perigosíssimo para o adversário e seguro para quem dele se servir"
1º Ten Fontes Pereira de Melo
 

*

Johnnie

  • Analista
  • ***
  • 657
  • Recebeu: 54 vez(es)
  • Enviou: 19 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #8 em: Maio 26, 2007, 01:04:18 pm »
Quase que aposto que se trata de um grupo de meninos ricos e mimados, escumalha do pior, deviam era levar umas boas bastonadas da policia, essas ja ninguem lhas tirava
«When everything is coming your way... You are in the wrong lane!!!!"
 

*

Von Einsamkeit

  • Membro
  • *
  • 63
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #9 em: Maio 28, 2007, 12:27:41 am »
Estes bebados, se fosse com a bandeira do Sporting ja ninguem reclamava, mas insultar um pais, ainda pior, no proprio pais

 :shock:  :shock:  :shock:
Ele é um soldado unido,
Quer na paz ou quer no perigo,
O seu lema é avançar.
Respeita o seu comandante,
Gritando sempre: Avante!
Por SALAZAR! SALAZAR!
 

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 35 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +11/-5
(sem assunto)
« Responder #10 em: Maio 28, 2007, 01:45:25 am »
Citação de: "Von Einsamkeit"
Estes bebados, se fosse com a bandeira do Sporting ja ninguem reclamava, mas insultar um pais, ainda pior, no proprio pais

 :shock:  :shock:  :shock:


Shº Von Einsamkeit, pesso-lhe que lave a "boca" com "sabão macaco" antes de falar do SPORTING, tá bem :wink:
Potius mori quam foedari
 

*

Von Einsamkeit

  • Membro
  • *
  • 63
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #11 em: Maio 28, 2007, 04:27:35 am »
VÁ DE RETO INFIEEEEEEEEEEEEL, RENDA-SE AO GLORIOSO E A MI HERMOSA PERSONAAAAAAAAAAA

Ele é um soldado unido,
Quer na paz ou quer no perigo,
O seu lema é avançar.
Respeita o seu comandante,
Gritando sempre: Avante!
Por SALAZAR! SALAZAR!
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 9655
  • Recebeu: 1014 vez(es)
  • Enviou: 1563 vez(es)
  • +983/-1049
(sem assunto)
« Responder #12 em: Maio 28, 2007, 11:01:32 am »
agora estiveste bem, Rabino!  :lol:
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4146
  • Recebeu: 29 vez(es)
  • +61/-0
(sem assunto)
« Responder #13 em: Maio 31, 2007, 05:54:11 pm »
Afinal é tudo bons rapazes  :roll:
Gosto especialmente da parte: "no máximo é roubo"...


Citar
Letónia: Portugueses libertados em Riga só queriam recordações

Madrid, 31 Mai (Lusa) - Dois dos três portugueses libertados na Letónia, depois de terem sido detidos sob a acusação de profanarem a bandeira daquele país, afirmaram hoje à chegada a Madrid,l que apenas pretendiam levar as bandeiras como "souvenirs" para os seus amigos.  

    À chegada ao aeroporto madrileno, Guilherme Paiva da Cunha e Nuno Miguel Luís explicaram que faziam parte do grupo dos sete jovens detidos, cinco portugueses e dois espanhóis.  

    Nuno Miguel Luis reside em Barcelona, Guilherme Paiva da Cunha em Madrid e o terceiro português, Gonçalo Pais, em Portugal, para onde seguiu directamente.

    Em declarações à Lusa, Nuno Miguel Luís disse que nenhum dos três, em momento algum, chegou sequer a tocar nas bandeiras, explicando que outros membros do grupo subiram ao mastro e retiraram o símbolo nacional letão.

    Dois outros portugueses e os espanhóis Miguel Ángel López Beltrán e Edén Galván, continuam detidos na Letónia, acusados pelas autoridades de "profanação do país" por terem retirado a bandeira nacional de estandartes numa rua do centro de Riga.  

    Nuno Miguel Luis, que chegou a Madrid procedente de um voo de Estocolmo, admitiu que a acção do grupo foi "irresponsável e estúpida", mas mantém que as acusações das autoridades da Letónia são "falsas" e o comportamento policial e judicial "exagerado.  

    "Quatro elementos do grupo subiram aos postes e retiraram as bandeiras que queriam levar para casa para oferecer a amigos", disse.  

    "Estamos a ser acusados de profanação. Dizem que rasgámos as bandeiras, as pisámos e até as atirámos ao rio. A polícia ficou com as bandeiras", afirmou.  

    O jovem português declarou ter vivido "uma péssima experiência", afirmando que durante a detenção, alguns membros do grupo foram alvo de "comportamento violento por parte das autoridades", que fizeram "muita pressão psicológica".

    "No primeiro dia levaram-nos para a esquadra, não tivemos acesso a advogados, não pudemos telefonar para ninguém nem para o consulado, e nem sequer tivemos acesso a um tradutor independente, já que quem fazia a tradução era um polícia", afirmou.  

    "Eles exerceram muita pressão psicológica. Fomos incitados a assinar papéis em letão, que não entendíamos o que diziam, e, sob muita pressão, foi-nos dito que tudo seria rápido", afirmou.  

    Os três jovens portugueses libertados passaram de acusados a testemunhas oculares, explicou, referindo que a situação dos restantes membros do grupo é "má".  

    "As acusações são falas. Tirámos as bandeiras dos postes, com o intuito de as levar para casa. Foi uma atitude irresponsável e estúpida, mas no máximo foi um roubo, não uma profanação", explicou.  

    Os sete jovens estiveram detidos numa esquadra e posteriormente numa prisão, onde "com alguma sorte" conseguiram ficar juntos numa cela e sem contacto com a restante população prisional.  

    "Depois de 12 dias fomos simplesmente libertados, sem pedido de desculpa, nem explicação", disse.  

    "É um exagero. Esta situação está a ser levada até ao limite. Até já me foi dito que mesmo que fosse verdade, que houvesse profanação, até para esse tipo de crime, isto foi demasiado empolado", afirmou.  

    Os jovens pertencem a uma associação internacional de estudantes, que Nuno Miguel Luís não quis identificar, que efectua viagens por toda a Europa.

    Segundo referiu, os outros membros do grupo podem ser condenados a penas de "três anos de cadeia, pagamento de 50 salários mínimos ou a realização de trabalho comunitário".  

    Sobre a situação em que se encontram os dois portugueses e dois espanhóis detidos, Guilherme Paiva pensava que depois do pagamento de uma fiança poderiam sair em liberdade condicional.  

    "Mas de repente, ontem, tudo mudou e terão de ficar na cadeia até ao julgamento que poderá demorar ainda três semanas", afirmou.  

    Paiva disse que a experiência na cadeia tinha sido "muito dura", que a detenção policial foi "muito violenta" e que um agente chegou mesmo a atingir os dois espanhóis com coronhadas.  

    Os dois espanhóis residem em Cartaya (Huelva) e nas Canárias, e as suas famílias têm dado inúmeros passos, através das autoridades espanholas para conseguir a sua libertação.  

    Um dos amigos dos espanhóis, Miguel Angel, que se deslocou hoje ao aeroporto de Madrid para receber os dois portugueses, disse que até agora "os esforços diplomáticas não deram frutos".  

    As famílias tentarão agora suscitar o interesse de eurodeputados para o caso, estando previstas manifestações em frente às embaixadas da Letónia em "vários países europeus onde há amigos dos quatro detidos".
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

*

Benny

  • Perito
  • **
  • 366
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #14 em: Maio 31, 2007, 06:55:43 pm »
Cambada de imbecis!

Benny





PS: Adivinhem a quem dirijo este comentário, aos turistas ou aos Letões?
 

 

Brain drain - "fuga de cérebros" portugueses

Iniciado por Get_It

Respostas: 9
Visualizações: 3110
Última mensagem Outubro 13, 2006, 07:13:15 pm
por Spectral
Ciudadanos portugueses y brasileños en España: dónde viven

Iniciado por manuel liste

Respostas: 0
Visualizações: 1395
Última mensagem Setembro 03, 2006, 03:27:59 pm
por manuel liste
Uniformes portugueses Guerra Colonial 1961-1974

Iniciado por Roland Bofors

Respostas: 3
Visualizações: 3164
Última mensagem Setembro 11, 2007, 10:48:03 am
por PereiraMarques
Portugueses dos mais desconfiados e menos cívicos da OCDE

Iniciado por P44

Respostas: 11
Visualizações: 3266
Última mensagem Outubro 26, 2007, 01:43:33 pm
por P44
Residentes portugueses en España: donde viven

Iniciado por manuel liste

Respostas: 25
Visualizações: 4472
Última mensagem Março 02, 2006, 04:08:47 pm
por Cabeça de Martelo