Microcrédito em discussão pela CPLP

  • 0 Respostas
  • 2500 Visualizações
*

Bravo Two Zero

  • Especialista
  • ****
  • 1008
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +1/-0
Microcrédito em discussão pela CPLP
« em: Agosto 22, 2006, 08:20:06 am »
Do DD:

Citar
CPLP debate microcrédito em Bissau

A capital guineense acolhe a partir de hoje, até quinta-feira, um seminário entre representantes da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) sobre o microcrédito, numa iniciativa financiada inteiramente pelo governo português.

 


Paralelamente decorrera também em Bissau um encontro entre peritos dos oito Estados membros da CPLP para a criação de uma rede integrada para a promoção do desenvolvimento sócio-económico no âmbito da comunidade lusófona.

As duas iniciativas culminarão, na primeira semana de Setembro, com a realização, igualmente na capital guineense, do encontro dos ministros do Trabalho e Segurança Social da CPLP.

De acordo com Lucília Figueira, directora-geral do gabinete de cooperação no ministério do Trabalho e Segurança Social de Portugal, todas estas acções foram financiadas em cerca de 100 mil euros pelo governo de Lisboa.

Em declarações à Agencia Lusa, à margem da cerimonia de abertura do seminário, Frederico da Silva, encarregado de negócios da Embaixada de Portugal, em Bissau, defendeu que esta acção se enquadrada no âmbito das recomendações da VIª reunião de ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais da CPLP, realizada em 2005, em São Tomé e Príncipe.

«A cooperação portuguesa apostou e acredita em todas as acções que se realizam nos próximos dias porque visam melhorar a vida dos mais desfavorecidos», afirmou o encarregado de negócios.

Esperando que as iniciativas tragam «benefícios» para a melhoria na vida das populações «mais desfavorecidas» nos países lusófonos, Frederico Silva destacou o empenhamento do governo de Lisboa, que fez deslocar à Bissau uma equipa técnica para assessor os trabalhos que decorrem até primeiro semana de Setembro.

Por seu lado, a ministra da Solidariedade Social e Luta Contra a Pobreza guineense, considerou o encontro um novo marco de intervenção da CPLP, cada vez mais empenhada «em rasgar novos horizontes» para a consolidação do «amplo espaço linguístico» que une os povos da comunidade lusófona.

Segundo Adelina Na Tamba o microcrédito constitui hoje um instrumento de relevo na luta contra a pobreza, o que se confirma pelo número de organizações não governamentais que divulgam este tipo de financiamento.

Na opinião da governante guineense, a pobreza é um «flagelo» que atinge uma significativa parcela da população mundial, particularmente os povos do espaço lusófono, sobretudo os das zonas rurais, onde tudo falta, sublinhou.

Um dos objectivos destas iniciativas é exactamente a troca de experiências entre os responsáveis e organizações que se dedicam ao microcredito em cada um dos países que integram a CPLP.

O ministro do Trabalho guineense, Carlos Costa, considerou o microcrédito um instrumento com o qual o governo conta aplicar o seu programa de «reconversão» de funcionários que serão despedidos da função pública.

Diário Digital / Lusa

 


http://diariodigital.sapo.pt/dinheiro%5 ... news=70742
"Há vários tipos de Estado,  o Estado comunista, o Estado Capitalista! E há o Estado a que chegámos!" - Salgueiro Maia
 

 

Relações económicas da CPLP

Iniciado por comanche

Respostas: 0
Visualizações: 2947
Última mensagem Janeiro 28, 2008, 01:35:48 pm
por comanche