A China Como Futura Ameaça?

  • 254 Respostas
  • 61324 Visualizações
*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3823
  • Recebeu: 904 vez(es)
  • Enviou: 208 vez(es)
  • +189/-94
Re: A China Como Futura Ameaça?
« Responder #240 em: Dezembro 17, 2020, 09:54:26 pm »
Os melhores submarinos chineses são muito provavelmente os 039A. De resto, e descontando o uso de armas nucleares, é mais pela quantidade que possuem.

Por outro lado, estou curioso para ver qual será o papel de outros países da NATO neste possível conflito. Quem se envolve? Quem fica de fora? Os britânicos pensam enviar em 2021 um Carrier Strike Group seu para a região, os franceses já o fizeram antes, penso eu. Com os inimigos que a China tem arranjado, veremos uma coligação de dimensão semelhante à do Guerra do Golfo?
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8537
  • Recebeu: 1029 vez(es)
  • Enviou: 1200 vez(es)
  • +144/-46
Re: A China Como Futura Ameaça?
« Responder #241 em: Dezembro 17, 2020, 10:19:28 pm »
Só se for os ingleses e um grande (???) os franceses, de resto mais ninguém se mete.

Os ingleses vão atrás dos americanos, os franceses podem ir se sentirem que têm interesses deles ameaçados, como os territórios deles no Pacífico, Polinésia Francesa...

Os restantes países europeus não têm poder, só se for forças simbólicas, tipo uma fragata, ou colocar tropas defensivas, batarias SAM, etc, em algum país para reforçar a defesa destes.

O que é normal acontecer nestes casos é os países europeus "não participantes" no máximo substituírem as tropas dos países "participantes" noutras missões.
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3823
  • Recebeu: 904 vez(es)
  • Enviou: 208 vez(es)
  • +189/-94
Re: A China Como Futura Ameaça?
« Responder #242 em: Dezembro 17, 2020, 11:58:17 pm »
Sim, dos países europeus da NATO, talvez só mesmo esses 2, eventualmente a Alemanha, que há uns tempos enviou (ou afirmou que ia enviar) uma fragata para a região. Mas para já está tudo relativamente pacífico, na eventualidade de se iniciar o verdadeiro conflito, muita coisa pode mudar. Calculo que aos restantes países europeus, acresça a responsabilidade pela defesa do continente/Atlântico.

O Canadá também chegou a andar às cabeçadas com os chineses há pouco tempo. A Austrália é um dado quase adquirido, tal como os restantes países do Quad.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16457
  • Recebeu: 1493 vez(es)
  • Enviou: 1416 vez(es)
  • +237/-306
Re: A China Como Futura Ameaça?
« Responder #243 em: Dezembro 18, 2020, 11:47:29 am »
Os melhores submarinos chineses são muito provavelmente os 039A. De resto, e descontando o uso de armas nucleares, é mais pela quantidade que possuem.

Por outro lado, estou curioso para ver qual será o papel de outros países da NATO neste possível conflito. Quem se envolve? Quem fica de fora? Os britânicos pensam enviar em 2021 um Carrier Strike Group seu para a região, os franceses já o fizeram antes, penso eu. Com os inimigos que a China tem arranjado, veremos uma coligação de dimensão semelhante à do Guerra do Golfo?

Não, seria muito maior.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6300
  • Recebeu: 1458 vez(es)
  • Enviou: 702 vez(es)
  • +1277/-354
Re: A China Como Futura Ameaça?
« Responder #244 em: Dezembro 18, 2020, 11:57:19 am »
Só se for os ingleses e um grande (???) os franceses, de resto mais ninguém se mete.

Os ingleses vão atrás dos americanos, os franceses podem ir se sentirem que têm interesses deles ameaçados, como os territórios deles no Pacífico, Polinésia Francesa...

Os restantes países europeus não têm poder, só se for forças simbólicas, tipo uma fragata, ou colocar tropas defensivas, batarias SAM, etc, em algum país para reforçar a defesa destes.

O que é normal acontecer nestes casos é os países europeus "não participantes" no máximo substituírem as tropas dos países "participantes" noutras missões.

Os Italianos têm uma Marinha considerável (assim como os Espanhóis). Não apenas podem colocar um "carrier group" em qualquer parte do Globo, como ainda o fazer acompanhar de meios de desembarque. Só não têm armas nucleares.

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_active_Italian_Navy_ships


Citar
Todaro class


Citar
Aircraft carrier (V/STOL)   Cavour


Citar
San Giorgio class


Citar
Orizzonte class

Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8537
  • Recebeu: 1029 vez(es)
  • Enviou: 1200 vez(es)
  • +144/-46
Re: A China Como Futura Ameaça?
« Responder #245 em: Dezembro 18, 2020, 12:30:41 pm »
Os Italianos têm uma Marinha considerável (assim como os Espanhóis). Não apenas podem colocar um "carrier group" em qualquer parte do Globo, como ainda o fazer acompanhar de meios de desembarque. Só não têm armas nucleares.

E a Holanda também têm uma Marinha moderna e de alguma dimensão.

Mas estes países não vão colocar o grosso das suas Marinhas em perigo de destruição, não possuem interesses na região que os leve a tal, por isso falei, mandam um navio cada uma por país e fica aí a contribuição dos europeus contra a China, talvez mais alguns meios se for para defender a Austrália, e outros países amigos.

Só estou a ver a Espanha e Itália entrar em modo "alta intensidade" se a integridade do país estiver em perigo e a Europa para já, está longe.
 

*

Lusitan

  • Perito
  • **
  • 511
  • Recebeu: 186 vez(es)
  • Enviou: 180 vez(es)
  • +162/-13
  • Hic et Ubique
Re: A China Como Futura Ameaça?
« Responder #246 em: Dezembro 18, 2020, 01:14:32 pm »
Os estados europeus podem não ter de ser colocados no Pacífico. Podem ser usados para controlar o Golfo Pérsico, Mar Vermelho e o Índico. São locais de interesse estratégico para a Europa, e poderia libertar meios americanos para combater no Pacífico.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6300
  • Recebeu: 1458 vez(es)
  • Enviou: 702 vez(es)
  • +1277/-354
Re: A China Como Futura Ameaça?
« Responder #247 em: Dezembro 18, 2020, 02:09:41 pm »
Os Italianos têm uma Marinha considerável (assim como os Espanhóis). Não apenas podem colocar um "carrier group" em qualquer parte do Globo, como ainda o fazer acompanhar de meios de desembarque. Só não têm armas nucleares.

E a Holanda também têm uma Marinha moderna e de alguma dimensão.

Mas estes países não vão colocar o grosso das suas Marinhas em perigo de destruição, não possuem interesses na região que os leve a tal, por isso falei, mandam um navio cada uma por país e fica aí a contribuição dos europeus contra a China, talvez mais alguns meios se for para defender a Austrália, e outros países amigos.

Só estou a ver a Espanha e Itália entrar em modo "alta intensidade" se a integridade do país estiver em perigo e a Europa para já, está longe.

Correcto, mas a Holanda não tem Porta-Aviões, pelo que só integrada numa força que lhe desse protecção aérea.

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_active_Royal_Netherlands_Navy_ships


Citar
Walrus-class submarine


Citar
De Zeven Provinciën-class frigate


Citar
Rotterdam-class amphibious transport dock


Citar
Joint Support Ship

A Australia só até receber os F35. A partir daí é auto-suficiente.  :mrgreen: :mrgreen:


Citar
Collins class


Citar
Canberra class


Citar
Choules


Citar
Hobart Class


Citar
Anzac class

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_active_Royal_Australian_Navy_ships

Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8537
  • Recebeu: 1029 vez(es)
  • Enviou: 1200 vez(es)
  • +144/-46
Re: A China Como Futura Ameaça?
« Responder #248 em: Dezembro 18, 2020, 10:41:31 pm »
Correcto, mas a Holanda não tem Porta-Aviões, pelo que só integrada numa força que lhe desse protecção aérea.

Estou mesmo a ver os Porta-Aviões da Itália e o LHD Juan Carlos com a sua dúzia de Harriers junto a Hong Kong ou Xangai, a FA Chinesa até treme lol, quanta protecção aérea dariam da China?
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3823
  • Recebeu: 904 vez(es)
  • Enviou: 208 vez(es)
  • +189/-94
Re: A China Como Futura Ameaça?
« Responder #249 em: Dezembro 18, 2020, 10:57:02 pm »
Os porta-aviões italiano e espanhol, ou mais concretamente os Harrier destes países, teriam quanto muito função idêntica aos Harrier do USMC. Apoio a forças anfíbias na tomada de ilhas, etc. Perto do território chinês só mesmo numa fase mais avançada do conflito, quando a supremacia aérea e a ameaça de submarinos e mísseis balísticos estiver quase totalmente garantida. Antes disso, além do apoio a tropas em terra, talvez para proteger países amigos, luta anti-superfície. Ou até como plataforma para os F-35B do USMC e outros países que já os operem, nomeadamente no caso de destruição de algum dos LHA/LHD americanos/japoneses.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning, mafets

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6300
  • Recebeu: 1458 vez(es)
  • Enviou: 702 vez(es)
  • +1277/-354
Re: A China Como Futura Ameaça?
« Responder #250 em: Dezembro 21, 2020, 04:11:46 pm »
Correcto, mas a Holanda não tem Porta-Aviões, pelo que só integrada numa força que lhe desse protecção aérea.

Estou mesmo a ver os Porta-Aviões da Itália e o LHD Juan Carlos com a sua dúzia de Harriers junto a Hong Kong ou Xangai, a FA Chinesa até treme lol, quanta protecção aérea dariam da China?

Tem piada, os Argentinos pensavam a mesma coisa. Eram 177 para os 28 no Hermes e Ark Royal não era?  :mrgreen:





E nas Faklands estavam junto às ilhas? Porque haveriam agora os espanhóis e italianos com navios idênticos de ir para a frente de Hong Kong ou Xangai, à merce das baterias de SSM e até artilharia?  ;)



Já agora, o PA Chinês quantos aparelhos leva?



Os porta-aviões italiano e espanhol, ou mais concretamente os Harrier destes países, teriam quanto muito função idêntica aos Harrier do USMC. Apoio a forças anfíbias na tomada de ilhas, etc. Perto do território chinês só mesmo numa fase mais avançada do conflito, quando a supremacia aérea e a ameaça de submarinos e mísseis balísticos estiver quase totalmente garantida. Antes disso, além do apoio a tropas em terra, talvez para proteger países amigos, luta anti-superfície. Ou até como plataforma para os F-35B do USMC e outros países que já os operem, nomeadamente no caso de destruição de algum dos LHA/LHD americanos/japoneses.

É evidente. O caso da necessidade de apoio de fogo, colocaria os harrier relegados para essa função, assim como os Av8 nos LHA americanos. Para a supremacia aérea, teriam os Porta-Aviões Americanos, Ingleses e Francês, embora tanto os Harrier como o F35B possam levar aim120, SSM e fazer missões ar-ar e ar-superficie em caso de necessidade, algo que não é de menosprezar (era como ter o F22 e o F35 e mandar à frente os F16 e os F18). Já agora, o Indiano, caso a India se juntasse à festa é semelhante ao Chinês.  ;)



Cumprimentos



« Última modificação: Dezembro 21, 2020, 04:22:56 pm por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8537
  • Recebeu: 1029 vez(es)
  • Enviou: 1200 vez(es)
  • +144/-46
Re: A China Como Futura Ameaça?
« Responder #251 em: Dezembro 21, 2020, 07:13:58 pm »
Pronto, pronto, já me desmontaram o discurso.  :mrgreen:

Operacionalmente é possível o uso de PAs mais pequenos. :G-beer2:

Mas continuo a acreditar que politicamente os respectivos governos não vão deixar ser enviados, são demasiado importantes para serem postos em tão grande perigo potencial num conflito directo, numa área tão longe da Europa.

Vejo-os a serem empregues no Mediterrâneo, no máximo no Índico, golfo de Aden, para proteger as rotas comerciais marítimas e substituir forças americanas.
« Última modificação: Dezembro 21, 2020, 07:15:10 pm por Lightning »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: mafets

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6300
  • Recebeu: 1458 vez(es)
  • Enviou: 702 vez(es)
  • +1277/-354
Re: A China Como Futura Ameaça?
« Responder #252 em: Dezembro 22, 2020, 10:40:29 am »
Pronto, pronto, já me desmontaram o discurso.  :mrgreen:

Operacionalmente é possível o uso de PAs mais pequenos. :G-beer2:

Mas continuo a acreditar que politicamente os respectivos governos não vão deixar ser enviados, são demasiado importantes para serem postos em tão grande perigo potencial num conflito directo, numa área tão longe da Europa.

Vejo-os a serem empregues no Mediterrâneo, no máximo no Índico, golfo de Aden, para proteger as rotas comerciais marítimas e substituir forças americanas.

Uma das possíveis utilizações é de facto essa. Não digo que não possam ser empregues em algumas áreas do pacífico onde os chineses anexaram ilhas e além dos SSM e SAM, fizeram a respetiva pista com 3 ou 4 caças e colocaram no porto alguns patrulhas (situação que justifica cobertura aérea).  Um LHA com F35 poderia se justificar caso os aparelhos fossem uns Su27 chineses, mas contra F7 ou J10 uns Harrier/Av8 eram suficientes. Além disso, além dos LHA o Cavour também pode levar tropas e veículos de desembarque, pois tem rampa, o que permitia fortalecer uma invasão, caso necessário juntando-se a um LPD.





Outras ilhas, apenas com um LPD e respetiva escolta, com helis de ataque seria provavelmente suficiente, pois apenas têm instalações para helicópteros ou são centros de ELINT/SIGINT. Nesse caso, possivelmente até uma força no género da holandesa seria suficiente





À medida que se verifica à aproximação à china continental a necessidade de um Porta- Aviões maior justifica-se. Ainda assim os pequenos Porta-Aviões, podem actuar como testas de ferro de forças ASW, como os navios de controlo imaginados pelo Almirante Zumwalt.





https://en.wikipedia.org/wiki/Sea_Control_Ship

Saudações

P.S. Politicamente, seria sempre uma situação complexa que face aos interesses de cada nação poderia modificar a disponibilidade de cada nação em colocar meios em águas distantes. Agora, se tivermos em conta situações como o Golfo ou o Afeganistão no que diz respeito sobretudo a meios terrestres, temos na prática uma serie de países e empregar muitos meios, mesmo fora da esfera da NATO.







« Última modificação: Dezembro 22, 2020, 11:01:34 am por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 9841
  • Recebeu: 1238 vez(es)
  • Enviou: 3054 vez(es)
  • +184/-56
    • http://youtube.com/HSMW
Re: A China Como Futura Ameaça?
« Responder #253 em: Dezembro 25, 2020, 11:55:38 pm »

A importância do arquipélago de Andamão e Nicobar
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16457
  • Recebeu: 1493 vez(es)
  • Enviou: 1416 vez(es)
  • +237/-306
Re: A China Como Futura Ameaça?
« Responder #254 em: Janeiro 14, 2021, 12:33:00 pm »
 :arrow: https://www.whitehouse.gov/wp-content/uploads/2021/01/IPS-Final-Declass.pdf

Documento desclassificado, acerca da estratégia Norte-Americana para o Índo-Pacifico.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW