As verdades do Islão

  • 9 Respostas
  • 2436 Visualizações
*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1254
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +7/-12
As verdades do Islão
« em: Março 06, 2006, 12:11:51 am »
Lí num post qualquer o Rui Elias a articular os desculpismos da esquerda sobre o Islão, que é uma religião da paz, que o Quaran não incitia à violência, etc, e blá blá blá....

Nada disto é verdeiro, pois o Quaran, e os Hadiths(escritas que descrevem a vida e os ditos do profeta), divide o mundo em duas casas, Dar al-Islam, onde impera a lei Islãmica, e Dar al-harb, a casa da guerra, aquela que não aceita a religião do profeta, e tem quer ser submetida a lei de Alah. A guerra contra as nações que fazem parte da Dar al-harb é sanctificada pelo concepto de Jihad.  Tanto o Quaran quanto os Hadiths estão cheios de incentivos à morte contra os Kafirs (não crentes na religião de maomé), de violência contra as mulheres, de como mentir e manipular de forma a subjugar e o mundo não Islãmico, etc.

Existem muitas passagens, e gradualmente vou postar aqui algumas para o pessoal ler, e decidir-se por si próprio o valor das mensagens que são transmitidas nestes livros. Por enquanto, aqui fica um video de um debate entre uma mulher Árabe e um Iman. Vejam o que ela tem a dizer.

http://switch5.castup.net/frames/200410 ... mv&ak=null
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3830
  • Recebeu: 2074 vez(es)
  • Enviou: 3964 vez(es)
  • +1998/-116
(sem assunto)
« Responder #1 em: Março 06, 2006, 03:52:07 am »
A gaja e' tesa :) e esta' 100 % correcta.
Talent de ne rien faire
 

*

Jorge Pereira

  • Administrador
  • *****
  • 2212
  • Recebeu: 63 vez(es)
  • Enviou: 117 vez(es)
  • +28/-0
    • http://forumdefesa.com
(sem assunto)
« Responder #2 em: Março 06, 2006, 03:30:42 pm »
Será que alguém poderia fazer chegar este vídeo ao nosso Ministro do Negócios Estrangeiros Dr. Freitas do Amaral :?:
Um dos primeiros erros do mundo moderno é presumir, profunda e tacitamente, que as coisas passadas se tornaram impossíveis.

Gilbert Chesterton, in 'O Que Há de Errado com o Mundo'






Cumprimentos
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5460
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +1500/-3
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #3 em: Março 06, 2006, 04:22:22 pm »
Citar
A guerra contra as nações que fazem parte da Dar al-harb é sanctificada pelo concepto de Jihad. Tanto o Quaran quanto os Hadiths estão cheios de incentivos à morte contra os Kafirs (não crentes na religião de maomé), de violência contra as mulheres, de como mentir e manipular de forma a subjugar e o mundo não Islãmico, etc.

O problema são as interpretações, e acima de tudo as interpretações abusivas dos escritos das religiões.

Se agarrarmos na Bibilia, vemos muito mais razões para ir para a guerra que se agarrarmos no Corão.
Eu pelo menos, na versão traduzida que tenho, não encontro nada de especialmente mau ou violento.

São as interpretações literais e fundamentalistas do islão que constituem o problema, não o islão em si.

Dito isto, acho que é evidente que há um islão fundamentalista, irracional e intolerante que está a tomar o lugar do outro, que é suposto ser muito mais tolerante.

Para mim, o problema principal reside aí.

O restante do mundo islâmico, está calado e tem medo de falar. Não são só os cristãos que estão a ser vitimas desses mulahs nazistas, que os ameaçam de morte mesmo nos seus próprios países.

O mais grave são as consciências de muitos muçulmanos que são silenciadas ou por acção directa dos estados (normalmente ditaduras corruptas) ou por acção dos fundamentalistas fanáticos, que não hesitam em matar ou assassinar, violando as próprias leis do corão, que dizem defender.

Muito se fala no "verdadeiro islão", mas o "verdadeiro islão" está calado e tem medo. O que fala é o islão criminoso, e é esse islão que cria o problema das gravuras, que nega o holocausto numa aliança táctica com os neo-nazis europeus, que destroi budas, que queima igrejas e que pretende matar todos os infiéis.

Perante esta ameaça, alguém tem que se levantar, e não nos podemos calar. Aliás não nos podemos calar nunca, mesmo que pareçla que não há nada a fazer. Mesmo que pareça que está tudo perdido e que é inevitável a vitória dos fundamentalistas.

Perante isto, aparecem os desistentes. Aqueles que têm a casa a arder, os vidros quebrados pela intolerância fanática, a cara em sangue, e insistem em chegar à janela para perguntar aos fanáticos nazistas, se não querem jogar um campeonato de futebol euro-árabe.

Eu, por mim, começo a ficar farto. Pode ser muito cristão dar a outra face e eu até posso dar a outra face. Mas só tenho duas faces.

Como em tudo, há limites.


Cumprimentos
 

*

Rui Elias

  • Investigador
  • *****
  • 1696
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #4 em: Março 06, 2006, 05:05:20 pm »
Citar
Lí num post qualquer o Rui Elias a articular os desculpismos da esquerda sobre o Islão, que é uma religião da paz, que o Quaran não incitia à violência, etc, e blá blá blá....


Por Alá, Dremanu!!!!

Ousas desafiar a palavras deste teu Imã?   :mrgreen:
 

*

Yosy

  • Especialista
  • ****
  • 1079
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #5 em: Março 06, 2006, 08:59:13 pm »
Citação de: "Rui Elias"
Citar
Lí num post qualquer o Rui Elias a articular os desculpismos da esquerda sobre o Islão, que é uma religião da paz, que o Quaran não incitia à violência, etc, e blá blá blá....

Por Alá, Dremanu!!!!

Ousas desafiar a palavras deste teu Imã?   :twisted:
 

*

Miguel Sá

  • 83
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #6 em: Março 06, 2006, 09:50:27 pm »
De facto esta Senhora "tem-os no sítio"

O problema é que quem tem peso nas várias sociedades das nações árabes são os ramos extremistas. Trata-se de uma luta interna, dentro do Islão e do povo Árabe, pelo Poder.

E onde nos levará isto?
 

*

JoseMFernandes

  • Perito
  • **
  • 394
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #7 em: Março 07, 2006, 07:51:06 pm »
A proposito do Corao, e porque alguns poderao ter interesse em o conhecer ou consultar algum ponto em especial, posso sugerir um 'link' de acesso integral aos textos (embora nao seja angariador de crentes !), que permite mesmo pesquisa por palavras-chave ou directamente introduzindo as 'coordenadas' pretendidas, em arabe, frances ou ingles.Sei que existem outras versoes disponiveis, e com diferenças por vezes acentuadas na transcriçao, mas julgo que esta é relativamente 'pacifica'.O 'site hospedeiro' é um portal marroquino (em frances).

www.yabiladi.com/coran

Nao conheço equivalente em portugues, mas é  possivel que exista.


Cumprimentos
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7643
  • Recebeu: 599 vez(es)
  • Enviou: 196 vez(es)
  • +239/-675
(sem assunto)
« Responder #8 em: Maio 12, 2006, 11:19:58 pm »
Sugiro uma visita a este blogue

http://www.observatoriodajihad.blogspot.com/

Pergunto-me se a fartura providenciada pelo "modelo social europeu" não contribuiu para o aumento desmesurado de demasiadas mentes ociosas que se decidiram ocupar em filosofias absolutamente desligadas da realidade e em que as consciências pesadas da culpa de viverem num conforto não merecido pretendem redimir-se ao serem "bonzinhos" com os selvagens?
Isto está mesmo mal. Nem a igreja católica se safa (estes também querem ser bonzinhos a todo custo).
Temo pelo meu futuro e dos meus quando olho para a geração "morangos com açucar"...
A Europa caminha mesmo para aquela sociedade do futuro daquele filme do Judge Dread...
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5460
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +1500/-3
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #9 em: Maio 12, 2006, 11:27:30 pm »
:shock: