Votação

Hitler teria planos para invadir Portugal?

Sim
7 (38.9%)
Não
5 (27.8%)
Talvez
6 (33.3%)

Votos totais: 17

Votação encerrada: Janeiro 04, 2006, 03:54:40 pm

Hitler tinha planos para invadir Portugal?

  • 24 Respostas
  • 10217 Visualizações
*

Pantera

  • Perito
  • **
  • 399
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #15 em: Janeiro 05, 2006, 08:03:17 pm »
Citação de: "Johnnie"
Caro ragnarok tas a chamar comunista a quem? Que tal chamares os bois pelos nomes para percebermos melhor a tua indignação...Ou será que para ti quem não é nazi é automaticamente Comunista?? Será isso??

Eu por mim desprezo ambas essas ideologias...para mim o importante é Portugal, o resto é paisagem.

Tanto o nazismo como o comunismo são ideologias intolerantes, totalitárias e estrangeiras. Em ambas o individuo só tem valor como parte de uma engrenagem maior, por si nada vale. Isto é a mais absoluta  negação de 2000 anos de herança Greco-Romana.

Mais,amo o meu pais e tenho muito orgulho em ser Portugues, como tal abomino qualquer ingerencia estrangeira, por isso acho que um nacionalista que se preze nunca deverá respeito a simbolos nem a personagens estrangeiros.

Ex. Cruz sustica, foice e martelo,Hitler, Lenine e restante escumalha


Caro Johnnie,mas que potencia de discurso   :roll:
« Última modificação: Janeiro 06, 2006, 07:02:02 pm por Pantera »
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16042
  • Recebeu: 1372 vez(es)
  • Enviou: 1271 vez(es)
  • +212/-201
(sem assunto)
« Responder #16 em: Janeiro 06, 2006, 01:56:32 pm »
Se tu apoias e acreditas nessas teorias (da conspiração :twisted: ) porque é que não te manténs no forum que é o teu, sabes aquele que acabaste de fazer publicidade. É que da minha parte já não há pachorra para ler os vossos posts.
Nós eramos neutrais e por isso os aviões CIVIS desses paises podiam voar em portugal, agora militares? Só mesmo os Britânicos e numa segunda fase os Americanos por causa da cedência da base das Lajes. Posso dizer-te que nós incorporamos material dos dois lados, que foram confiscados quando fizeram aterragens forçadas em Portugal.
Em relação ao cemitério, na Terceira tb há o cemitério dos Ingleses, que não deixam de ser respeitados pelos locais. O respeito pelos mortos é algo muito Português como tal não é de estranhar.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5510
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +1217/-2
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #17 em: Janeiro 06, 2006, 02:04:47 pm »
Bom.

Que fique registado, que eu não concordo com o "apagar" de mensagens de ninguém.

Não concordo porque acredito que as afirmações de cada um devem ficar com quem as faz, e permanecer para memória futura.

 = =

As minhas referências foram à frase:
"A minha vizinha, que até nem é comunista"

Você tanto podia ter dito isto, como poderia ter dito, "A minha vizinha que até nem é criminosa".

A forma por si utilizada, deu a entender que, a pessoa que eu referi, tinha um determinado pensamento politico.

A sua afirmação, foi por isso tendenciosa e mal intencionada.

A coitada da dona Hortencia, que por acaso até acho que vai todos os dias à missa das seis, ficaria escandalizada com uma frase que a dá, indirectamente como comunista.

= = =

As afirmações relativas ao pacto entre Portugal e a Inglaterra, têm a ver com a justificação de acções, com base na realidade histórica.

O pacto e a aliança militar entre Portugal e a Inglaterra, são realidades históricas, as quais podem ter apreciações politicas (se nos as quisermos fazer).

Eu limitei-me a referir uma realidade objectiva: A "Aliança Inglesa", como era conhecida no governo de Oliveira Salazar, e que Salazar, sendo um legalista decidiu honrar, colocando-se assim indirectamente no campo oposto aos Nazis.


= = = =

Citar
É que foi uma nota tão descabida e absurda -- «uma vizinha disse-me que obrigavam as pessoas a fechar as janelas» -- que realmente não podia deixar de brincar com essa situação. Essa fez-me lembrar aquela dos «sobreviventes do holocausto que, consoante a cor do fumo que viam sair das chaminés, adivinhavam a nacionalidade das pessoas que estavam a ser cremadas»...
Se alguma das suas mensagens for "apagada", só poderá ter a ver com a sua absoluta falta de objectividade, e ao que vejo, absoluta incapacidade para discutir um tema.

É do conhecimento de qualquer cidadão que tenha estudado minimamente o periodo da segunda guerra mundial em Portugal, a realizaço de exercicios para preparar as cidades portuguesas para a necessidade do "blackout", para pervenir ataques aéreos alemães.

Isto é história não é política.
Eu limitei-me a dizer que, não só os livros afirmam que existiram esses exercicios, como eu até tenho uma vizinha que se lembra de ter colocado panos pretos nas janelas. Além disso, os guardas nocturnos e a policia andavam pelas ruas a bater às portas se por acaso alguma janela não estivesse tapada.

ISTÓ É HISTÓRIA!!!!

A sua menção a uma "pretensa" invasão de Portugal pela Alemanha, é um insulto à inteligência.

O mais patético de tudo, é que o senhor não parece sequer ter a capacidade e o nível intelectual minimo para entender este tipo de coisas.

É claro que se o senhor até nega os exercicios militares em Portugal nos anos 40, que até ocorreram cá, igualmente vai negar a existência do holocausto.

E é por estas razões que eu acho que não se devem censurar alguns escritos como aqueles com que nos brindou.

A cada palavra que escrevem, se houver quem vos contradiga, afundam-se cada vez mais.



O problema dos neo-nazis, não é o facto de raparem a cabeça.
O problema, é que rapam a cabeça pelo lado de dentro


E a mim dá-me um gozo danado, desmascarar os disparates.
Infelizmente não tenho tempo suficiente para isso.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16042
  • Recebeu: 1372 vez(es)
  • Enviou: 1271 vez(es)
  • +212/-201
(sem assunto)
« Responder #18 em: Janeiro 06, 2006, 02:20:01 pm »
Citação de: "papatango"
Bom.

Que fique registado, que eu não concordo com o "apagar" de mensagens de ninguém.

Não concordo porque acredito que as afirmações de cada um devem ficar com quem as faz, e permanecer para memória futura.

 = =

As minhas referências foram à frase:
"A minha vizinha, que até nem é comunista"

Você tanto podia ter dito isto, como poderia ter dito, "A minha vizinha que até nem é criminosa".

A forma por si utilizada, deu a entender que, a pessoa que eu referi, tinha um determinado pensamento politico.

A sua afirmação, foi por isso tendenciosa e mal intencionada.

A coitada da dona Hortencia, que por acaso até acho que vai todos os dias à missa das seis, ficaria escandalizada com uma frase que a dá, indirectamente como comunista.

= = =

As afirmações relativas ao pacto entre Portugal e a Inglaterra, têm a ver com a justificação de acções, com base na realidade histórica.

O pacto e a aliança militar entre Portugal e a Inglaterra, são realidades históricas, as quais podem ter apreciações politicas (se nos as quisermos fazer).

Eu limitei-me a referir uma realidade objectiva: A "Aliança Inglesa", como era conhecida no governo de Oliveira Salazar, e que Salazar, sendo um legalista decidiu honrar, colocando-se assim indirectamente no campo oposto aos Nazis.


= = = =

Citar
É que foi uma nota tão descabida e absurda -- «uma vizinha disse-me que obrigavam as pessoas a fechar as janelas» -- que realmente não podia deixar de brincar com essa situação. Essa fez-me lembrar aquela dos «sobreviventes do holocausto que, consoante a cor do fumo que viam sair das chaminés, adivinhavam a nacionalidade das pessoas que estavam a ser cremadas»...
Se alguma das suas mensagens for "apagada", só poderá ter a ver com a sua absoluta falta de objectividade, e ao que vejo, absoluta incapacidade para discutir um tema.

É do conhecimento de qualquer cidadão que tenha estudado minimamente o periodo da segunda guerra mundial em Portugal, a realizaço de exercicios para preparar as cidades portuguesas para a necessidade do "blackout", para pervenir ataques aéreos alemães.

Isto é história não é política.
Eu limitei-me a dizer que, não só os livros afirmam que existiram esses exercicios, como eu até tenho uma vizinha que se lembra de ter colocado panos pretos nas janelas. Além disso, os guardas nocturnos e a policia andavam pelas ruas a bater às portas se por acaso alguma janela não estivesse tapada.

ISTÓ É HISTÓRIA!!!!

A sua menção a uma "pretensa" invasão de Portugal pela Alemanha, é um insulto à inteligência.

O mais patético de tudo, é que o senhor não parece sequer ter a capacidade e o nível intelectual minimo para entender este tipo de coisas.

É claro que se o senhor até nega os exercicios militares em Portugal nos anos 40, que até ocorreram cá, igualmente vai negar a existência do holocausto.

E é por estas razões que eu acho que não se devem censurar alguns escritos como aqueles com que nos brindou.

A cada palavra que escrevem, se houver quem vos contradiga, afundam-se cada vez mais.



O problema dos neo-nazis, não é o facto de raparem a cabeça.
O problema, é que rapam a cabeça pelo lado de dentro


E a mim dá-me um gozo danado, desmascarar os disparates.
Infelizmente não tenho tempo suficiente para isso.


 :G-Ok:  Tá tudo dito!
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Toni8

  • 1
  • +0/-0
    • http://www.forum-nacional.net
(sem assunto)
« Responder #19 em: Janeiro 06, 2006, 02:53:46 pm »
Nunca utilizei comentários ofensivos, apenas refutei argumentos e opiniões, mas mesmo assim apagaram as minhas mensagens. Infelizmente, só é permitida uma versão da História, a oficial. Mas não é só neste fórum, é em toda a sociedade, desde os manuais escolares à televisão. Daí que haja tanta desinformação sobre assuntos que podiam, e deviam, ser discutidos livremente, sem cortes ou censuras. É por estas, e por outras, que há pessoas em Tribunal (nos mesmos tribunais que consideram que os americanos não cometem crimes de guerra) por escreverem livros: a versão oficial da História é a única que conta!
E assim irão continuar, alegres e contentes, os propagandistas do Sistema a difundir as suas ideias e opiniões, como se fossem factos ou verdades históricas. É pena, mas é a dura e crua realidade!
 

*

Iron Cross

  • 3
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #20 em: Janeiro 06, 2006, 03:09:49 pm »
Engraçado que o pessoal das estrelinhas, generais e almirantes deste forum, sao os unicos que desrespeitam as suas proprias regras, mas que raio de pessoas (deste tipo) se podem afirmar nacionalistas??? É ter um forum de "Defesa que não é capaz de aguentar opinioes exteriores, sem ser as do canal historia e da odisseia??" Estou admiradissimo com a capacidade de aprendizagem e sobretudo de argumentaçao, ou melhor de supressão de posts com contêm informações veridicas e se calhar ameaçadoras (nas suas mentes).

Bem carneirada, deixo-vos um conselho de amigo, escolham bem o  vosso pastor.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5510
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +1217/-2
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #21 em: Janeiro 06, 2006, 04:15:44 pm »
No que respeita à questão dos planos alemães para invadir Portugal, descritos em todo o lado, confesso que nunca pensei que houvesse mentes delirantes que chegassem ao ponto de negar tal evidência.

Eu no entanto, como já disse, nem me fiquei pela simples leitura, porque até sei por ralatos na primeira pessoa, que efectivamente chegou a haver exercicios para a defesa anti-aérea.

Os livros falam na defesa anti-aérea de Lisboa, mas não ocorreram apenas em Lisboa.
Setubal, pelas circunstâncias geográficas, era um dos pontos de desembarque previstos para as tropas inglesas, e o plano aprovado por Salazar, previa que se abandonasse quase todo o país, e que se defendesse uma área que incluia Lisboa e Setubal, por serem os dois principais portos naturais de toda a peninsula, e os lugares óbvios para um desembarque inglês.

Citar
Estou admiradissimo com a capacidade de aprendizagem e sobretudo de argumentaçao, ou melhor de supressão de posts com contêm informações veridicas e se calhar ameaçadoras (nas suas mentes).
Como já referi, eu sou contra a supressão dos posts, exactamente porque ao contrário do que você afirma, eles não dizem nada.
São um chorrilho de afirmações sem nexo e sem qualquer fio condutor, que possa suportar uma argumentação minimamente lógica.

O disparate cretino, de virem para este fórum afirmar que a operação Felix, referida pelo próprio marechal Wilhelm Keitel, afinal é uma mentira histórica, apenas se limita a demonstrar a falta de qualidade argumentativa.

Como é que alguém pode defender as posições alemãs (ou melhor, dos nazistas e criminosos alemães) sem ler o que eles escreveram?

É absurdo, e as suas afirmações, ridicularizam-no a cada parágrafo, cada frase, cada palavra, cada letra.

Eu já li o Mein Kampf uma vez e meia (o livro é maçador como tudo) à procura de alguma coisa que se aproveitasse. Li pontos de vista de militares alemães, e do dito Keitel, livros sobre operações militares, sobre o pensamento de Hitler, sobre o pensamento de Franco, e onde a necessidade de tomar Gibraltar é referida como de importância vital.

Toda a gente conhecia a "Aliança Inglesa" e toda a gente conhecia a História de Napoleão.

Hitler era um admirador de Napoleão. Hitler quis evitar a "Ulcera Espanhola" porque temeu que lhe acontecessa a mesma coisa. Como Napoleão, Hitler teria superioridade, mas entrar na peninsula como invasor, acarretaría colocar forças na peninsula que ele precisava para atacar a russia.

Por isso o plano previa apenas divisões colocadas na fronteira, para avançar sobre Lisboa e o Porto em caso de necessidade.

Além disso, os alemães são extremamente organizados. Não só atacariam Porto e Lisboa, como tinha, previsto ataques aéreos sobre Lisboa, Setubal, Porto e Coimbra, para cortar qualquer possibilidade de movimentações norte-sul.

São temas estudados já longamente, por pessoas que se dão ao trabalho de utilizar uma coisa chamada massa cinzenta.

= = = =
Ao vir para este fórum negar algo que é um facto histórico, como a operação Félix, aproveitaram para negar o holocausto, com o mesmo tipo de argumentos, ou seja:; nenhuns.

Acabam, como sempre, fazendo-se de vitimas, referindo pretensas informações "verídicas" que estão ao nível dos avistamentos de Ovnis, que como sabemos são um facto... :roll:

= = =
Citar
mas que raio de pessoas (deste tipo) se podem afirmar nacionalistas?

Eu pergunto-me a mesma coisa.

Como é que gente, que tem como modelo um regime criminoso, gerido por uma elite "afectada" se consegue chamar de "Nacionalista"

Que raio de nacionalismo defende quem apoia as ideias estrangeiras de um austriaco, nacionalizado alemão, que acabou por destruir um país, e que se baseada na pureza da raça "ariana" que ainda por cima tem origem asiatica?

Até o Mussolini achava Hitler um perigoso racista, tal era a besta. Como é que alguém em Portugal, pode aceitar as ideias de criminosos de delito comum, criminosos de guerra e bandidos, e ainda por cima ter a desfacatez e a miserável pouca-vergonha de se chamar nacionalista é que eu não entendo.

O nacionalismo é por definição um sentimento nobre, e define amor e dedicação a uma Pátriae a una Nação.

O meu, é por Portugal. O seu é pela Alemanha, e pior que isso, por gente que os próprios alemães deploram.

Fique com a sua Alemanha afectada, morta e criminosa, deixe Portugal para os Portugueses.

Este país não merece traidores dessa índole.



= = =
PS:
Se não gostar da índole do comentário, faça o favor de se dirigir à administração e dizer que este moderador não respeita as regras.
 

*

Iron Cross

  • 3
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #22 em: Janeiro 06, 2006, 04:33:27 pm »
NO COMMENT.

realmente voçê é um belo papatangas...
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16042
  • Recebeu: 1372 vez(es)
  • Enviou: 1271 vez(es)
  • +212/-201
Iron M"##
« Responder #23 em: Janeiro 06, 2006, 04:52:22 pm »
PT não ligues, na verdade o que acho é que deviam ignorar estes senhores!
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

alfsapt

  • Membro
  • *
  • 249
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #24 em: Janeiro 06, 2006, 04:59:50 pm »
Citação de: "Iron Cross"
Bem carneirada, deixo-vos um conselho de amigo, escolham bem o  vosso pastor.


...dito e feito.
"Se serviste a patria e ela te foi ingrata, tu fizestes o que devias, ela o que costuma."
Padre Antonio Vieira
 

 

A "Vinda dos Ingleses" a Portugal em 1589

Iniciado por João Vaz

Respostas: 44
Visualizações: 17993
Última mensagem Março 23, 2019, 09:42:29 pm
por iorik
Portugal (Estado Novo - Mocidade Portuguesa - Blue Division)

Iniciado por João Ratão

Respostas: 10
Visualizações: 5684
Última mensagem Maio 18, 2020, 08:48:31 pm
por HSMW
1975: Espanha propôs aos EUA guerra contra Portugal

Iniciado por P44

Respostas: 169
Visualizações: 33949
Última mensagem Agosto 13, 2009, 08:11:02 pm
por Daniel
1910, UK and Germany had plans to Portugal's rich colonies

Iniciado por otelo

Respostas: 52
Visualizações: 16206
Última mensagem Dezembro 22, 2008, 06:19:55 pm
por SmokeOn
Campos de Batalha em Portugal - Aljubarrota e outros

Iniciado por Benny

Respostas: 0
Visualizações: 1692
Última mensagem Junho 09, 2005, 10:49:46 pm
por Benny