Guiné-Bissau

  • 252 Respostas
  • 67671 Visualizações
*

Duarte

  • Investigador
  • *****
  • 2034
  • Recebeu: 12 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +2/-0
Re: Guiné-Bissau
« Responder #180 em: Julho 26, 2010, 09:17:01 pm »
Localização geográfica, rivalidades tribais, falta de recursos, e a descolonização às sete pancadas...
 

*

GI Jorge

  • 617
  • +0/-0
Re: Guiné-Bissau
« Responder #181 em: Julho 26, 2010, 10:48:12 pm »
Citação de: "legionario"
A Guiné-Bissau não teve a sorte de ser uma ex-colónia francesa, porque se assim tivesse sido, não estaria como esta !

Não te fies nisso...
E também já aqui disse que não é necessária uma intervenção militar, apenas de manutenção da paz... Para dar lugar a essa possibilidade, os DAE poderiam contribuir para que o líder dessa altura (já que estão sempre a mudar) se reformasse mais cedo..
E enquanto o exercito tratava da paz, os bons empresários portugueses ajudavam à recuperação económica e os DAE, os comandos e os rangers caçavam os dealers e os barões da droga e mandava-se para lá um par de NPO para patrulhar e procurar por navios de droga. e já agora, destacavam-se 3 alphajets para que sempre que as tropas de Operações especiais encontrassem uma fabrica ou deposito de droga se rebentasse com aquilo, invés de se arriscarem vidas...    :G-bigun:
Confunde-se em Portugal tantas vezes a justiça com a violência que é vulgar não haver reacções contra o crime e haver reacções contra a pena.

Oliveira Salazar
 

*

sergio21699

  • Especialista
  • ****
  • 933
  • Recebeu: 5 vez(es)
  • +1/-0
Re: Guiné-Bissau
« Responder #182 em: Julho 27, 2010, 03:29:43 pm »
Citação de: "GI Jorge"
Citação de: "legionario"
A Guiné-Bissau não teve a sorte de ser uma ex-colónia francesa, porque se assim tivesse sido, não estaria como esta !

Não te fies nisso...
E também já aqui disse que não é necessária uma intervenção militar, apenas de manutenção da paz... Para dar lugar a essa possibilidade, os DAE poderiam contribuir para que o líder dessa altura (já que estão sempre a mudar) se reformasse mais cedo..
E enquanto o exercito tratava da paz, os bons empresários portugueses ajudavam à recuperação económica e os DAE, os comandos e os rangers caçavam os dealers e os barões da droga e mandava-se para lá um par de NPO para patrulhar e procurar por navios de droga. e já agora, destacavam-se 3 alphajets para que sempre que as tropas de Operações especiais encontrassem uma fabrica ou deposito de droga se rebentasse com aquilo, invés de se arriscarem vidas...    :G-bigun:

Tu para realizador de cinema tens jeito, nunca pensas-te ir para hollywood?  :lol:  :P
-Meu General, estamos cercados...
-Óptimo! Isso quer dizer que podemos atacar em qualquer direcção!
 

*

GI Jorge

  • 617
  • +0/-0
Re: Guiné-Bissau
« Responder #183 em: Julho 27, 2010, 04:40:35 pm »
Citação de: "sergio21699"
Tu para realizador de cinema tens jeito, nunca pensas-te ir para hollywood?  :lol:  :P

Nah... Não quero ofuscar o James Cameron...   :lol:
Confunde-se em Portugal tantas vezes a justiça com a violência que é vulgar não haver reacções contra o crime e haver reacções contra a pena.

Oliveira Salazar
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11554
  • Recebeu: 438 vez(es)
  • Enviou: 233 vez(es)
  • +76/-63
Re: Guiné-Bissau
« Responder #184 em: Agosto 02, 2010, 12:26:39 pm »
Tropas lusas não deverão ser necessárias na Guiné-Bissau


O secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Gomes Cravinho, disse hoje à Lusa que não deverão ser necessárias tropas portuguesas na Guiné-Bissau, apesar da decisão guineense de aceitar uma força de estabilização internacional.

Em declarações à Lusa em Díli, Gomes Cravinho disse que a decisão guineense de aceitar uma força de estabilização internacional «é um passo muito importante» e corresponde a «uma evolução natural e necessária».

«Todos vemos na Guiné-Bissau uma enorme dificuldade em encontrar caminhos sem recurso a apoios internacionais. O princípio está adquirido e isso é muito importante», disse, acrescentando que «é fundamental que dentro da Guiné-Bissau haja capacidade de combater o narcotráfico, que é uma das fontes dos problemas do país».

Segundo Gomes Cravinho, é «para isso preciso o apoio internacional», sendo que o secretário de Estado acredita «que as várias instâncias internacionais - Nações Unidas, União Africana, CEDEAO e CPLP - têm uma visão perfeitamente convergente» sobre a Guiné-Bissau.

«Facilmente encontrarão um mandato comum ou mandatarão uma dessas instituições para assumir a responsabilidade operacional», disse.

Questionado pela Lusa se Portugal deverá participar mediante a colocação de forças na Guiné, Gomes Cravinho referiu não se perspetivar essa necessidade.

«Creio que essa questão não se colocará e o mais provável é que seja uma missão predominantemente africana. Neste momento penso que não haverá grandes problemas de recrutamento de militares para essa missão na Guiné-Bissau. Quando muito Portugal apoiará se vier a ser necessário», defendeu.

As autoridades políticas e militares da Guiné-Bissau concordaram com o princípio da presença de uma força de estabilização, anunciou domingo em Bissau um porta-voz da presidência guineense.

Lusa
« Última modificação: Agosto 02, 2010, 12:53:55 pm por Lusitano89 »
 

*

Snowmeow

  • 200
  • +0/-0
Re: Guiné-Bissau
« Responder #185 em: Agosto 02, 2010, 12:46:08 pm »
Eu acho que essa decisão do Gomes Cravinho é mais um receio de que a intervenção portuguesa em Guiné-Bissau seja interpretada pelo povo guineense como tentativa de recolonização.

E já passou da hora de a CPLP fazer algo mais do que reuniões de cimeira.
"Não corte uma árvore no Inverno; pois sentirás falta dela no Verão." Jairo Navarro Dias
 

*

GI Jorge

  • 617
  • +0/-0
Re: Guiné-Bissau
« Responder #186 em: Agosto 02, 2010, 05:03:20 pm »
Citação de: "Snowmeow"
Eu acho que essa decisão do Gomes Cravinho é mais um receio de que a intervenção portuguesa em Guiné-Bissau seja interpretada pelo povo guineense como tentativa de recolonização.

E já passou da hora de a CPLP fazer algo mais do que reuniões de cimeira.

Não meu caro, é mesmo é receio de gastar dinheiro e falta de uma coisa que eu cá sei...  :roll:
Confunde-se em Portugal tantas vezes a justiça com a violência que é vulgar não haver reacções contra o crime e haver reacções contra a pena.

Oliveira Salazar
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16022
  • Recebeu: 1369 vez(es)
  • Enviou: 1266 vez(es)
  • +210/-200
Re: Guiné-Bissau
« Responder #187 em: Agosto 03, 2010, 11:33:29 am »
Eu pessoalmente sou contra uma intervenção na Guiné, porque:

Já lá morreram demasiados Portugueses e para nada;
Se os Guinienses estão felizes em viveram como vivem , com atentados sobre atentados, mortes sobre mortes, ser uma narco-ecónomia;
Corrupção, pobreza, etc;

Então que vivam felizes como estão. Vamos enviar tropas para lá para eles se unirem para matar o "Tuga"? Não obrigado.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Snowmeow

  • 200
  • +0/-0
Re: Guiné-Bissau
« Responder #188 em: Agosto 03, 2010, 12:50:33 pm »
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Eu pessoalmente sou contra uma intervenção na Guiné, porque:

Já lá morreram demasiados Portugueses e para nada;
Se os Guinienses estão felizes em viveram como vivem, com atentados sobre atentados, mortes sobre mortes, ser uma narco-ecónomia;
Corrupção, pobreza, etc;

Então que vivam felizes como estão.
Cara, essa foi uma escorregada feia.

Nenhum povo é feliz sabendo que pode ser o próximo a ser vítima de um atentado, e a narco-economia da Guiné-Bissau está alimentando o tráfico na Europa (Não consigo crer em um destino mais adequado para a droga que passa por Bissau). Isso é abandonar um país irmão à própria sorte.

Eu ainda sou a favor de uma intervenção, mas não de um país isolado, mas da CPLP. Antes que alguma empresa a serviço dos USA enfiar seus mercenários e expôr a organização ao ridículo.
"Não corte uma árvore no Inverno; pois sentirás falta dela no Verão." Jairo Navarro Dias
 

*

Duarte

  • Investigador
  • *****
  • 2034
  • Recebeu: 12 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +2/-0
Re: Guiné-Bissau
« Responder #189 em: Agosto 03, 2010, 03:04:58 pm »
Prefiro ver Portugal a intervir na Guiné ou Timor do que andar a fazer fretes aos nossos "aliados" da NATO noutros lados que não nos dizem respeito.
 

*

GI Jorge

  • 617
  • +0/-0
Re: Guiné-Bissau
« Responder #190 em: Agosto 03, 2010, 05:50:45 pm »
Citação de: "Snowmeow"
Cara, essa foi uma escorregada feia.

Nenhum povo é feliz sabendo que pode ser o próximo a ser vítima de um atentado, e a narco-economia da Guiné-Bissau está alimentando o tráfico na Europa (Não consigo crer em um destino mais adequado para a droga que passa por Bissau). Isso é abandonar um país irmão à própria sorte.

Eu ainda sou a favor de uma intervenção, mas não de um país isolado, mas da CPLP. Antes que alguma empresa a serviço dos USA enfiar seus mercenários e expôr a organização ao ridículo.

agora disseste tudo... Portugal está a braços com o problema da droga. E não é com patrulhas que isto se resolve, é preciso atacar onde dói mais. E realmente, se a CPLP tem uma vertente militar, serve para que?
Confunde-se em Portugal tantas vezes a justiça com a violência que é vulgar não haver reacções contra o crime e haver reacções contra a pena.

Oliveira Salazar
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16022
  • Recebeu: 1369 vez(es)
  • Enviou: 1266 vez(es)
  • +210/-200
Re: Guiné-Bissau
« Responder #191 em: Agosto 03, 2010, 06:46:20 pm »
Meus senhores  o responsável máximo pela missão de policias europeu (acho que é isto) não pode ser Português para não haver problemas, é que os Guinienses podiam sentir-se ofendidos... PQP!!! Ofendidos? Eles estão sempre a pedir apoio e depois não podem ter uma missão comandada por Portugueses? Vão mas é catar! c34x  :twisted:
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabecinhas

  • Investigador
  • *****
  • 1508
  • Recebeu: 5 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +4/-0
Re: Guiné-Bissau
« Responder #192 em: Agosto 03, 2010, 07:28:04 pm »
Caro Cabeça não gostaria de ver os seus páras novamente a abrir caminho de mg como fizeram em Timor...  :G-beer2:
Um galego é um português que se rendeu ou será que um português é um galego que não se rendeu?
---
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11554
  • Recebeu: 438 vez(es)
  • Enviou: 233 vez(es)
  • +76/-63
Re: Guiné-Bissau
« Responder #193 em: Agosto 03, 2010, 11:32:46 pm »
Xanana estuda presença de militares timorenses na Guiné-Bissau


O primeiro ministro de Timor-Leste, Xanana Gusmão, que é simultaneamente o ministro da Defesa, admitiu hoje que militares timorenses possam vir a integrar uma futura força de estabilização na Guiné-Bissau.

“Vamos estudar essas possibilidades. É nosso dever ajudar os países irmãos, mas ainda vamos estudar”, declarou à Lusa Xanana Gusmão.

Foi com um lacónico “vamos ver”, que o Presidente da República, José Ramos-Horta, comentou a possibilidade de Timor-Leste vir a integrar uma força internacional, salientando que a decisão de a receber cabe às autoridades guineenses.

“É uma prerrogativa do governo soberano da Guiné-Bissau. Se eles desejam uma força das Nações Unidas, espero que a ONU responda que sim”, disse.

O general Matan Ruak, Chefe do Estado Maior das Forças de Defesa de Timor-Leste (FALINTIL-FDTL), questionado pela Lusa, escusou-se a tecer considerações.

“É um problema que não me compete a mim comentar. Os guineenses saberão qual é a melhor forma de resolverem os seus problemas, assim como os timorenses, que têm os seus próprios problemas”, limitou-se a dizer.

As autoridades políticas e militares da Guiné-Bissau concordaram com o princípio da presença de uma força de estabilização, anunciou domingo em Bissau um porta-voz da presidência guineense.

Em declarações à imprensa, à saída de uma reunião do Conselho de Defesa Nacional guineense, presidida pelo Presidente Malam Bacai Sanhá, o porta-voz Soares Sambu afirmou que essa decisão havia sido tomada e que seriam agora iniciadas as formalidades necessárias.

Segundo Soares Sambu, a aceitação da futura força vem na sequência dos apelos nesse sentido feitos à Guiné-Bissau nas recentes cimeiras de chefes de Estado e governo realizadas na cidade de Sal, Cabo Verde, na cimeira da CPLP que se realizou em Luanda, Angola e as decisões da cimeira da União Africana, que se realizou em Kampala, Uganda.

Lusa
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16022
  • Recebeu: 1369 vez(es)
  • Enviou: 1266 vez(es)
  • +210/-200
Re: Guiné-Bissau
« Responder #194 em: Agosto 04, 2010, 10:50:14 am »
Citação de: "Cabecinhas"
Caro Cabeça não gostaria de ver os seus páras novamente a abrir caminho de mg como fizeram em Timor...  :twisted:  c34x

Agora a estes? Não obrigado, ainda no ano passado foi-se buscar os únicos Páras mortos em combate que não foram repatriados. Se houvesse por parte deles uma vontade genuina para mudar, se houvesse uma vontade genuina para uma tal missão eu seria o primeiro a dizer para se enviar tropas.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

 

Adesão da Guiné Equatorial à CPLP decidida em Julho

Iniciado por Marauder

Respostas: 15
Visualizações: 13242
Última mensagem Julho 18, 2006, 12:28:36 am
por ricardonunes
A CRISE NA GUINÉ E A CAPACIDADE MILITAR NACIONAL

Iniciado por Miguel Silva Machado

Respostas: 10
Visualizações: 4512
Última mensagem Março 04, 2009, 10:01:01 am
por FoxTroop
Alpoim Calvão 'detido' na Guiné

Iniciado por Lancero

Respostas: 0
Visualizações: 2156
Última mensagem Setembro 03, 2007, 10:02:51 pm
por Lancero
DN: Dacar mantém-se neutral perante ofensiva de Bissau

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 8
Visualizações: 3212
Última mensagem Abril 05, 2006, 09:23:49 am
por Rui Elias
Agravamento da situação na Guiné

Iniciado por fgomes

Respostas: 2
Visualizações: 2748
Última mensagem Maio 03, 2005, 12:25:06 am
por Nautilus