P3: Defesa gasta 309 milhões

  • 357 Respostas
  • 105356 Visualizações
*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4266
  • Recebeu: 288 vez(es)
  • Enviou: 277 vez(es)
  • +56/-24
P3:Defesa gasta 309 milhões
« Responder #60 em: Maio 20, 2007, 10:14:31 pm »
Cumprimentos


espero não estar enganado, mas segundo me contaram a industria portuguesa, vai realizar uns trabalhos para P3C.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6971
  • Recebeu: 436 vez(es)
  • Enviou: 235 vez(es)
  • +367/-0
(sem assunto)
« Responder #61 em: Junho 18, 2007, 11:37:40 am »
Despacho (extracto) n.o 11 970/2007

Considerando o despacho de 24 de Janeiro de 2007 do Ministro
da Defesa Nacional, que determina que seja retomado pela Direcção-
-Geral de Armamento e Equipamentos de Defesa (DGAED) o
procedimento por ajuste directo conducente à modernização das aeronaves P-3C Orion à Lockheed Martin, anteriormente autorizado pelo
despacho n.o 17-B/MEDNAM/2005;

Tendo em especial atenção a urgência requerida pela Força Aérea
Portuguesa para o Programa de Modernização das Aeronaves P-3C
Orion, atenta a sua missão;

Tendo presente a decisão ministerial que incumbiu a DGAED de
retomar o procedimento e, bem assim, as condicionantes e os aspectos
de segurança e defesa nacional que enformam o seu correcto acompanhamento,determino o seguinte:

1—É constituída uma equipa conjunta encarregue de assegurar
a boa gestão, coordenação e sustentação técnica, financeira e jurídica
do Programa de Modernização das Aeronaves P-3C Orion.
2—A equipa conjunta será coordenada pelo director-geral de
Armamento e Equipamentos de Defesa e será responsável pela condução
das negociações com a Lockheed Martin nos referidos aspectos
técnicos, financeiros e jurídicos, centralizará a gestão de toda a informação do Programa e efectuará as diligências necessárias ao regular
desenvolvimento do procedimento, inclusive a avaliação e o pedido
de pareceres ou informações a outras entidades.

3—O director-geral de Armamento e Equipamentos de Defesa,
em articulação com o presidente da comissão permanente de contrapartidas, assegurará a integração da informação referente às contrapartidas inerentes ao presente procedimento.

4—A equipa conjunta será responsável, outrossim, pela elaboração
de relatórios de progresso a submeter ao Ministro da Defesa Nacional
e pelo relatório final respeitante ao processo negocial entre as partes.

5—A equipa conjunta terá em atenção o estrito cumprimento
das normas relativas à segurança das matérias classificadas.

6—A equipa conjunta possui a seguinte constituição:

[...]

7—Tendo presente que a equipa conjunta é composta por representantes
de serviços e áreas funcionais distintas, poderá reunir apenas com parte dos seus membros face aos assuntos em análise, podendo ainda, face à especificidade dos assuntos, convocar outros elementos que integrarão temporariamente a equipa.

8—A equipa conjunta entra em exercício de funções no dia imediato
ao da data da assinatura do presente despacho e cessará as
mesmas no dia da assinatura do contrato ou por despacho do director-
geral de Armamento e Equipamentos de Defesa.

18 de Abril de 2007.—O Director-Geral, Carlos Alberto Viegas
Filipe, vice-almirante.

Fonte: http://dre.pt/pdf2sdip/2007/06/115000000/1678616786.pdf
 

*

Jorge Pereira

  • Administrador
  • *****
  • 2213
  • Recebeu: 59 vez(es)
  • Enviou: 116 vez(es)
  • +25/-0
    • http://forumdefesa.com
(sem assunto)
« Responder #62 em: Setembro 07, 2007, 04:18:57 am »
Citar
Ministério da Defesa e Lockheed firmam contrato

MANUEL CARLOS FREIRE    
 
O Ministério da Defesa assinou ontem em Lisboa, com o construtor aeronáutico norte-americano Lockheed Martin, o contrato de modernização dos aviões de patrulhamento marítimo P-3 Orion.

Fonte oficial afirmou ao DN que o contrato, envolvendo contrapartidas no valor total - que ascende a cerca de 100 milhões de euros - do programa de modernização dos P-3C, vem na sequência do processo de compra de cinco daqueles aviões à Holanda (em 2004, pelo então ex-ministro da Defesa Paulo Portas).

A Força Aérea só está a operar com dois P3-P (versão destinada a Portugal), uma vez que a desactualização dos equipamentos levou ao abate dos outros quatro aparelhos. Os adquiridos à Holanda são da versão C e estão na base aérea do Montijo desde o ano passado, sendo usados apenas para a manutenção e qualificação das tripulações (de 13 a 14 elementos cada).

Os programas de modernização envolvem equipamentos de guerra electrónica, anti-submarina e anti- -superfície, comando e controlo, vigilância, busca e salvamento ou reconhecimento. A sua conclusão está prevista para 2012, dotando a Força Aérea com aviões que passam a poder actuar também como sistemas de controlo e alerta prévio ar-ar.

Estes equipamentos e tecnologias, de última geração, vão permitir à Força Aérea utilizar os P-3 Orion por mais 20 a 30 anos, segundo fontes do ramo ouvidas recentemente pelo DN.

Os P-3 estão sedeada no Montijo desde a sua chegada a Portugal, em 1988. Mas, no quadro da reorganização da Força Aérea e tendo em conta o papel desses aviões na luta contra o terrorismo, a esquadra 601 vai ser transferida em breve para Beja. Recorde-se que esses aviões participam activamente na operação da NATO "Active Endeavour" (combate ao terrorismo), que envolve a vigilância marítima na área das regiões de voo de Lisboa e Santa Maria, Açores.

Os aviões P-3 Orion destinam-se à luta anti-submarina e contra navios de superfície. Podem lançar mísseis, torpedos, minas, foguetes ou bombas. Cumprem ainda missões de interesse público e segurança: combate à imigração ilegal ou ao tráfico de armas de destruição maciça, operações de busca e salvamento, controlo da poluição ou fiscalização das pescas.

Fonte


Citar
dotando a Força Aérea com aviões que passam a poder actuar também como sistemas de controlo e alerta prévio ar-ar.


 :?:

Se alguém tiver pormenores sobre isto, faça o favor.
Um dos primeiros erros do mundo moderno é presumir, profunda e tacitamente, que as coisas passadas se tornaram impossíveis.

Gilbert Chesterton, in 'O Que Há de Errado com o Mundo'






Cumprimentos
 

*

Mike23

  • 110
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #63 em: Setembro 07, 2007, 09:50:01 am »
Talvez isto?

O Novo Portugal! Mais de 3 Milhões de Quilómetros Quadros!

 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4266
  • Recebeu: 288 vez(es)
  • Enviou: 277 vez(es)
  • +56/-24
(sem assunto)
« Responder #64 em: Setembro 07, 2007, 10:19:29 am »
Boas

Eu não conheço o projecto a fundo, mas pelo que tenho lido, e do que reparei pela noticia, Portugal prepara-se para ter um avião multifunções, ou seja, é bombardeiro e vigilancia ao mesmo tempo.

Cump.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

Johnnie

  • Analista
  • ***
  • 657
  • Recebeu: 54 vez(es)
  • Enviou: 19 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #65 em: Setembro 07, 2007, 11:24:55 am »
Mas os P-3 C não estão já operacionais?  :?:
«When everything is coming your way... You are in the wrong lane!!!!"
 

*

Sintra

  • Perito
  • **
  • 472
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #66 em: Setembro 07, 2007, 05:01:26 pm »
Não, estão paradinhos devido a problemas logisticos. Dai este contrato com a Lock Mart...
Quanto à possibilidade de ser instalado um radar de vigilância aérea e transformar os "C´s" em AEW, parece-me que se trata de uma miragem.
"Not gonna happen" (espero estar enganado)
 

*

Johnnie

  • Analista
  • ***
  • 657
  • Recebeu: 54 vez(es)
  • Enviou: 19 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #67 em: Setembro 07, 2007, 05:53:35 pm »
Mais uma novela á portuguesa  :evil:
«When everything is coming your way... You are in the wrong lane!!!!"
 

*

tgcastilho

  • Membro
  • *
  • 185
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #68 em: Setembro 07, 2007, 06:08:01 pm »
Citação de: "Sintra"
Não, estão paradinhos devido a problemas logisticos. Dai este contrato com a Lock Mart...
Quanto à possibilidade de ser instalado um radar de vigilância aérea e transformar os "C´s" em AEW, parece-me que se trata de uma miragem.
"Not gonna happen" (espero estar enganado)



Então se não vão ter uma função de AEW o que significa " sistemas de controlo e alerta prévio ar-ar."???
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8217
  • Recebeu: 905 vez(es)
  • Enviou: 1067 vez(es)
  • +127/-43
(sem assunto)
« Responder #69 em: Setembro 07, 2007, 06:12:33 pm »
Isso já ai foi escrito antes, os P-3C vão ficar com capacidade C4ISTAR, Comando e Controlo Aéreo, que ia deixar de ser uma aeronave MPA (aeronave de patrulhamento maritimo) para se tornar MMA (aeronave multi-missão), capacidade de ser armado com vários tipos de misseis, etc.

Mas também não acredito que se torne em um (AEW/ASW) isso ia dar muita confusão, mas com o aumento de capacidade de comunicações e talvez um radar com melhor performance os P-3 possam vir ter a capacidade de coordenar outras aeronaves.
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7563
  • Recebeu: 498 vez(es)
  • Enviou: 174 vez(es)
  • +202/-209
(sem assunto)
« Responder #70 em: Setembro 07, 2007, 08:34:31 pm »
O que vale é que nós já temos experiência suficiente para já não acreditar em histórias. :mrgreen:
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

Sintra

  • Perito
  • **
  • 472
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #71 em: Setembro 08, 2007, 12:27:30 am »
Citação de: "tgcastilho"
Citação de: "Sintra"
Não, estão paradinhos devido a problemas logisticos. Dai este contrato com a Lock Mart...
Quanto à possibilidade de ser instalado um radar de vigilância aérea e transformar os "C´s" em AEW, parece-me que se trata de uma miragem.
"Not gonna happen" (espero estar enganado)


Então se não vão ter uma função de AEW o que significa " sistemas de controlo e alerta prévio ar-ar."???


 Significa que é uma frase que fica bem no jornal...
 

*

sivispacem

  • Perito
  • **
  • 390
  • Recebeu: 20 vez(es)
  • Enviou: 17 vez(es)
  • +14/-2
(sem assunto)
« Responder #72 em: Setembro 09, 2007, 02:07:53 pm »
Citação de: "Sintra"
Citação de: "tgcastilho"
Citação de: "Sintra"
Não, estão paradinhos devido a problemas logisticos. Dai este contrato com a Lock Mart...
Quanto à possibilidade de ser instalado um radar de vigilância aérea e transformar os "C´s" em AEW, parece-me que se trata de uma miragem.
"Not gonna happen" (espero estar enganado)


Então se não vão ter uma função de AEW o que significa " sistemas de controlo e alerta prévio ar-ar."???

 Significa que é uma frase que fica bem no jornal...


Não necessariamente... é claro que o P3 nunca fará competição directa ao AWACS ... quanto mais nao fosse pela altitude de cruzeiro que é capaz de atingir :)
Mas seguramente tem alguma capacidade de detecção a nível ar-ar... mais pormenores só quando soubermos que tipo de radar será instalado.... e se tera ou não link 16, como penso ser inevitável, etc,
 "...penso eu de que"...
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3591
  • Recebeu: 255 vez(es)
  • Enviou: 74 vez(es)
  • +429/-57
(sem assunto)
« Responder #73 em: Setembro 09, 2007, 09:15:36 pm »
C4 e capacidade pata disparar Maverick e HarpoonII, terá capacidade para colectar informação, electronica e comunicações. ELINT e COMINT.

Talvez esse controlo aéreo prévio, seja feito através de sistemas electrónicos, ou através de um "radome" que possa ser acoplado por cima ou por baixo da fuselagem. Penso que deviamos apostar numa plataforma dedicada, como o EMB145 AEW/C.

Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

E-migas

  • Membro
  • *
  • 123
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #74 em: Setembro 10, 2007, 01:11:54 am »
Citação de: "Typhonman"
C4 e capacidade pata disparar Maverick e HarpoonII, terá capacidade para colectar informação, electronica e comunicações. ELINT e COMINT.

Talvez esse controlo aéreo prévio, seja feito através de sistemas electrónicos, ou através de um "radome" que possa ser acoplado por cima ou por baixo da fuselagem. Penso que deviamos apostar numa plataforma dedicada, como o EMB145 AEW/C.



Chiça, que parece um Camelo Geneticamente modificado.
Cumprimentos,
e-Migas
---------------------------------------------------
Una Salus Victus
 

 

Sistemas de defesa antiaérea de longo alcance para Portugal

Iniciado por Tiger22

Respostas: 24
Visualizações: 12468
Última mensagem Agosto 21, 2006, 08:26:19 pm
por Pedro Monteiro
Açores: radares de defesa aérea a partir de 2011

Iniciado por pmdavila

Respostas: 18
Visualizações: 9701
Última mensagem Maio 20, 2008, 04:09:50 pm
por Lancero
Sistema de Defesa Aérea

Iniciado por Shar[K]

Respostas: 34
Visualizações: 9716
Última mensagem Julho 11, 2006, 02:06:47 pm
por Spectral
SDA - Sistema de Defesa Aérea

Iniciado por pauloramo

Respostas: 87
Visualizações: 24967
Última mensagem Maio 03, 2020, 11:44:47 pm
por Lightning
A-7P defesa aérea

Iniciado por JP Vieira

Respostas: 55
Visualizações: 13639
Última mensagem Setembro 28, 2007, 02:01:55 am
por Charlie Jaguar