O maior poderio militar europeu

  • 36 Respostas
  • 11078 Visualizações
*

J.Ricardo

  • Perito
  • **
  • 307
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #30 em: Fevereiro 04, 2005, 07:52:37 pm »
Citação de: "papatango"
Mudando um pouco de tema, eu estou a pensar acrescentar no site areamilitar, uma base de dados adicional, que tem um pouco a ver com este tema.

A ideia, é ir adicionando navios à base de dados, (e qualquer pessoa registada para o fazer o poderá fazer) e não fazer tudo de uma vez.

Para dar um exemplo, cria-se a classe Vasco da Gama, com as suas características, e depois de a classe estar criada, acrescentam-se os navios constituintes.

A minha ideia era que depois de a base de dados ter os principais navios (estou a pensar apenas em navios com mais de 1000 toneladas de deslocamento máximo) fosse possivel fazer listagens das marinhas por país, e compara-las.

O problema é que para isso tenho que atribuir pontos a vários quesitos, de forma a que a BD automaticamente calcule e faça as somas.

Por exemplo:

Fragata Vasco da Gama
-----------------------------
Deslocamento -> 32 pontos
Velocidade -> 32 pontos

Armamento
------------
Peça de 100mm -> 10 pontos
Misseis Harpoon -> 6 pontos (8x8 = 48 )
Misseis Sea Sparrow -> 4 pontos (8x4=24)
CIWS -> 7 pontos

Torpedos Mk-32 ->6 pontos (6x6=36)

Radar Superfície MW08 –> 15 pontos
Radar pesquisa aérea -> 20 pontos

-------------------------------------------

Fragata João Belo
---------------------
Deslocamento -> 23 pontos
Velocidade -> 25 pontos

Armamento
--------------
Peça de 100mm -> 10 pontos
Peça de 40mm -> 4 pontos

Torpedos
Mk 32 -> 6 pontos (6x6=36)

Radar superficie -> 7 pontos
Radar pesquisa aérea -> 18 pontos


VDG = 217 pontos
JB = 127 pontos

O meu problema é a proporção entre os vários armamentos, quando se tenta determinar não só qual é o melhor navio, como qual a proporção de força entre um e outro.

Evidentemente que isto é complicado, por isso mesmo gostaria de saber o que acham, utilizando como modelo de comparação os meios da marinha portuguesa.

Igualmente, tem que se considerar que, dependendo da aceitação da ideia, ela será estendida a outras décadas, do século XX.


Cumprimentos

Post Scriptum
Os que acharem que a ideia é maluca, favor dizer também. :mrgreen:



Companheiro Papatango...
Idéia fantástica, até ficou parecendo um jogo que existia (existe?) aqui no Brasil chamado Super Trunfo. Nele se comparavam carros, ou aviões, ou caminhôes..., era jogado com cartas e nelas estavam os dados p/serem comparados. Existia aí também? Eu era "viciado" neste jogo!
 

*

capelo

  • Membro
  • *
  • 34
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #31 em: Fevereiro 04, 2005, 08:04:33 pm »
Serm querer fugir ao tópico, permita-me a intromissão... mas o jogo era magnífico :!:
Há muitos anos que não vejo essas cartas, infelizmente.

Quanto á sua idéia, Papatango, as minhas dúvidas vão também para as atribuições dos pontos as armas e equipamentos, mas não tá mal pensado!
"There seems to be something wrong with our bloody ships today." Admiral Sir David Beatty Jutland 31-05-1916
 

*

Nautilus

  • Membro
  • *
  • 119
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #32 em: Fevereiro 04, 2005, 09:21:05 pm »
Caro PapaTango
Permita-me uma pequena observação vc esqueceu-se de incluir os sonares ou foi so por ser um simples exemplo.
Quanto ao resto so me resta dizer uma coisa
FOGO A PEÇA
 :Soldado2:
"Que o país deixe de ter medo!"
Humberto Delgado

Cumprimentos
Nautilus
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5510
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +1145/-2
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #33 em: Fevereiro 04, 2005, 09:44:05 pm »
O exemplo que dei, é apenas um exemplo.

O problema é que é complicado quantificar a capacidade de um navio.

No exemplo indicado, a Vasco da Gama tería 217 pontos e a João belo apenas  127. No entanto, a diferença entre estes dois navios é muito maior que a proporção 2:1

Portanto a comparação não faz grande sentido, porque uma Vasco da Gama, é, pelo menos acho que toda a gente concorda com isso, mais poderosa que todas as João Belo juntas, as resistentes e as defuntas.

Portanto, a questão é, como é que há de ser o sistema de pontuação, para determinar um factor de "poder" para cada navio.

Também posso estratificar as armas, em anti-navio, anti-aéreas, ou outra coisa qualquer. Só que não tenho uma ideia concreta sobre como o fazer.

O radar, por exemplo, deve ter um factor de multiplicação sobre os misseis anti-aéreos? tipo multiplicar a capacidade do radar pelo numero de armas que ele controla...

É muito mais complicado que o que parece.

Cumprimentos
 

*

JLRC

  • Investigador
  • *****
  • 2508
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +4/-42
(sem assunto)
« Responder #34 em: Fevereiro 04, 2005, 10:34:05 pm »
Acho uma ideia muito boa. O problema vai ser quantificar em pontos, as características de cada arma. Por exemplo, nos SSM, como contabilizar as últimas versões do Harpoon e do Exocet? E do RBS 15 e o NSSM? Vamos equiparar a 114 inglêsa com a 100 francesa? Percebe quais as minhas dúvidas? Vai ser difícil mas não impossível. Mas vai ser aliciante porque vai obrigar a um constante upgrade das classes, à medida que forem modernizadas, como por exemplo as Duke que começaram areceber um novo sonar ou os Sandown que vão receber um novo sistema Plessey Nautis 3 (Naval Autonomous Tactical Information System). Sem dúvida que vai ser um desafio aliciante. Pode contar comigo.
Cumpts
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1663
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-1
(sem assunto)
« Responder #35 em: Fevereiro 04, 2005, 11:57:08 pm »
Poderia haver por exemplo 3 ou 4 grandes grupos de caracteristicas, Defesa anti-aerea, que seriam afectados pelo armamento e radar do navio, Defesa e ataque anti-submarino, neste caso, o sonar, a existencia ou não de um helicoptero de ASW, o armamento anti-submarino; Ataque de superfície, onde o que conta é mais uma vez a capacidade de detecção, os canhões, torpedos, misséis anti-navio, etc.. Só uma ideia.

No geral, e de um modo ultra-simpificado, seria apresentado mais ou menos desta forma:


Defesa:

Anti-aérea:xxxx pontos
Anti-submarino:xxxx pontos
Anti-superfície:xxxxx pontos
Outros (minas por exemplo): xxxx pontos

Ataque:

Anti-aérea:xxxx pontos
Anti-submarino:xxxx pontos
Anti-superfície:xxxxx pontos

Com os devidos multiplicadores depois aplicados a várias categorias ( a velocidade será tão favorável num ataque como numa evasão )

Multiplicadores

Capacidade de detecção: xxxx pontos
Autonomia: xxxx pontos
Velocidade: xxxxx pontos
Deslocamento: xxxxx pontos
Furtividade: xxxxx pontos
Heliporto: xxxx pontos
"History is always written by who wins the war..."
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1438
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #36 em: Fevereiro 05, 2005, 03:28:02 pm »
É uma ideia interessante, mas antes de se avançar para ela tem que se estabelecer uns critérios de pontos claros e bem definidos, além das categorias onde os navios seriam aplicados e o peso relativo de cada uma delas.

Mas era melhor começar uma nova thread...
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

 

Navio militar desconhecido no Porto de Lisboa

Iniciado por Marauder

Respostas: 2
Visualizações: 1590
Última mensagem Março 11, 2006, 10:04:52 pm
por Marauder
Orçamento militar russo

Iniciado por JLRC

Respostas: 10
Visualizações: 2068
Última mensagem Agosto 29, 2004, 08:28:31 pm
por Sniper BR
Marinha Militar Italiana MMI

Iniciado por tenente

Respostas: 3
Visualizações: 1122
Última mensagem Novembro 13, 2018, 01:06:29 pm
por tenente
As declarações do Chefe de Estado Maior da Armada

Iniciado por Rui Elias

Respostas: 0
Visualizações: 1661
Última mensagem Junho 07, 2004, 12:26:11 pm
por Rui Elias