Panhards ULTRAV M11 no Exército substituir ou upgrade ?

  • 43 Respostas
  • 2902 Visualizações
*

Crypter

  • Especialista
  • ****
  • 1168
  • Recebeu: 192 vez(es)
  • Enviou: 220 vez(es)
  • +27/-6
Re: Panhards ULTRAV M11 no Exército substituir ou upgrade ?
« Responder #15 em: Dezembro 19, 2019, 05:02:20 pm »
A prioridade para defender os arquipélagos deveria ser baterias AA com Nasams ou Patriot e com baterias de mísseis anti-navio.  :mrgreen:

Se o inimigo não se pode aproximar ao ponto de largar veículos ou forças aerotransportadas de para-quedas, não há necessidade de grandes veículos blindados.  8)

As únicas ilhas que necessitariam de uma AA são as selvagens  ;)

De resto nas ilhas era de importância extrema bases navais com capacidade para receber as imponentes unidades navais que temos, pois se um dia perdemos o Alfeite quero ver onde a Marinha se esconde..
 

*

perdadetempo

  • Perito
  • **
  • 550
  • Recebeu: 179 vez(es)
  • Enviou: 354 vez(es)
  • +39/-2
Re: Panhards ULTRAV M11 no Exército substituir ou upgrade ?
« Responder #16 em: Dezembro 19, 2019, 05:46:31 pm »
Tens razão. Tem 2.500 cm3. Como têm 95cv, devo ter deduzido que eram os 1.9 (posteriores) com a mesma potência.
 Ainda são mais antigos. Eram usados no Peugeot 505.
 
 Já deram o que tinham a dar. Se é que deram alguma coisa.
 Nunca consegui compreender bem a razão da opção por essas viaturas.

Posso estar errado, mas talvez porque após aquela viagem não planeada a Luanda na década de 90, por parte dos páraquedistas, alguém tenha decidido que para as próxima vez talvez os soldados  devessem ter a companhia de algo mais substancial e à prova de kalashnikov´s.

Citar
Motor Peugeot XDT3 de 2.5

O problema actual das M11 é o mesmo dos restantes meios de maior idade das FA.
Arranja-se de um lado, avaria do outro....

Para resolver isto os franceses, tencionam:
-mudar o motor e a transmissão (passa de 95HP a 135HP)
-novas suspensões e novos travões
-torres remotas e blindagem acrescida, passando o veiculo a pasar 5100kg
-Novos rádios, compatibilidade com FELIN/SCORPION etc...

Se percebi bem o que li tudo isto custará entre os 125.000,00 € e 200000,00 € por unidade, suponho que incluirá a torre remota.

fonte: https://www.performance-publique.budget.gouv.fr/sites/performance_publique/files/farandole/ressources/2019/pap/pdf/DBGPGMPGM146.pdf, associado ao facto de em 2019 serem entregues 50 viaturas e o programa prever um total de 800 veiculos transformados.

Com as economias cá da terra estariamos a falar de algo da ordem dos 100.000,00 € por viatura?

Cumprimentos,
« Última modificação: Dezembro 19, 2019, 05:51:46 pm por perdadetempo »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6037
  • Recebeu: 2718 vez(es)
  • Enviou: 1199 vez(es)
  • +1042/-92
Re: Panhards ULTRAV M11 no Exército substituir ou upgrade ?
« Responder #17 em: Dezembro 19, 2019, 05:51:11 pm »
A prioridade para defender os arquipélagos deveria ser baterias AA com Nasams ou Patriot e com baterias de mísseis anti-navio.  :mrgreen:

Se o inimigo não se pode aproximar ao ponto de largar veículos ou forças aerotransportadas de para-quedas, não há necessidade de grandes veículos blindados.  8)

As únicas ilhas que necessitariam de uma AA são as selvagens  ;)

De resto nas ilhas era de importância extrema bases navais com capacidade para receber as imponentes unidades navais que temos, pois se um dia perdemos o Alfeite quero ver onde a Marinha se esconde..

Então se colocasses nas ilhas bases navais mais um motivo para terem uma boa defesa Aérea.

Abraços
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8212
  • Recebeu: 904 vez(es)
  • Enviou: 1064 vez(es)
  • +127/-43
Re: Panhards ULTRAV M11 no Exército substituir ou upgrade ?
« Responder #18 em: Dezembro 19, 2019, 09:30:33 pm »
A prioridade para defender os arquipélagos deveria ser baterias AA com Nasams ou Patriot e com baterias de mísseis anti-navio.  :mrgreen:

Se o inimigo não se pode aproximar ao ponto de largar veículos ou forças aerotransportadas de para-quedas, não há necessidade de grandes veículos blindados.  8)

Eu acho é que não podemos só pensar em operações convencionais, existem operações assimétricas, com pessoal encoberto, que se movimentam como civis, ataques terroristas, etc. Temos o caso da Rússia.

Sou a favor dos RG terem alguma capacidade de transporte blindada, podiam ser Chaimites, seria apenas para missões locais, não teriam que ser capazes de missões NATO.

Mas os RG não têm apenas responsabilidade de defender a ilha onde estão situados, devem defender o arquipélago, e para isso tem que haver capacidade de projecção de forças, a Marinha devia ter nos Açores um navio que pudesse transportar 1 pelotão de infantaria e 2 ou 3 Chaimites, o que se vê nos exercícios nos Açores é o C295 da FAP e o NPO da Marinha de serviço nos Açores a transportar só infantaria.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 2911
  • Recebeu: 642 vez(es)
  • Enviou: 137 vez(es)
  • +137/-53
Re: Panhards ULTRAV M11 no Exército substituir ou upgrade ?
« Responder #19 em: Dezembro 20, 2019, 01:31:25 am »
Para isso ter-se-ia ido buscar alguns MRAP que os americanos andam/andavam a oferecer da retirado do Iraque e Afeganistão. No fim de contas, são veículos especialmente concebidos para a guerra assimétrica.

Existem também os M-1117, que se podia comprar uns quantos. Ou então iam Humvees blindados quando voltassem do RCA e outras missões. Não sei se a Chaimite vale assim tanto a pena no que respeita às capacidades, ao estado em que possam estar e aos custos de operação das mesmas.

Quando a defender as várias ilhas, sempre foi óbvia a falta de capacidade de movimentar forças (veículos) entre ilhas e do continente para as ilhas. Lá está, LDGs modernas podiam resolver parte deste problema.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15598
  • Recebeu: 1223 vez(es)
  • Enviou: 1149 vez(es)
  • +199/-184
Re: Panhards ULTRAV M11 no Exército substituir ou upgrade ?
« Responder #20 em: Dezembro 20, 2019, 03:25:30 pm »
Para mim vão ser substituidas pelas Vamtac. Basta dar tempo ao tempo e esperar por outras aquisições.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6037
  • Recebeu: 2718 vez(es)
  • Enviou: 1199 vez(es)
  • +1042/-92
Re: Panhards ULTRAV M11 no Exército substituir ou upgrade ?
« Responder #21 em: Dezembro 20, 2019, 03:29:57 pm »
Para mim vão ser substituidas pelas Vamtac. Basta dar tempo ao tempo e esperar por outras aquisições.

também tenho a mesma opinião, os vamtac serão os mais aptos para tais missões.

Abraços
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 2911
  • Recebeu: 642 vez(es)
  • Enviou: 137 vez(es)
  • +137/-53
Re: Panhards ULTRAV M11 no Exército substituir ou upgrade ?
« Responder #22 em: Dezembro 20, 2019, 05:54:22 pm »
As Vamtac deviam tornar-se a viatura ligeira militar de serviço dos três ramos. Não só da versão ST5, como da versão base menos blindada (portanto mais barata e mais leve, para funções não de combate), versão RWS com a Mini-Samson e mísseis Spike, versão AA com MPCV, versão radar com Giraffe 1X, versão de transporte de tropas, Op. Especiais (penso que iam ser adquiridas algumas?), versão Ambulância, versão de Neutralização de Explosivos/Identif. e Remoção de Artefactos, Porta-Morteiros, versão de Reconhecimento, Posto de Comando, LTV (unidades aerotransportadas?), versões de caixa aberta para cargas variadas.

Adicionalmente, versão NBQ, versões logísticas (cisterna, plataforma elevatória, oficina móvel), versão de combate aos fogos (autobomba ligeira, unidade de intervenção rápida)*.

Com isto, a ideia seria, mais uma vez, uniformizar a frota de veículos dos 3 ramos, reduzindo custos de manutenção e substituindo as velharias que ainda hoje se encontram em serviço. A sublinhado coloquei as versões que considero prioritárias. Esta uniformização na tipologia de veículos seriam também uma vantagem para os RG.

*Esta versão para combate a incêndios podia ser adquirida para os corpos de bombeiros, caso se verificasse que a prestação TT destes 2 veículos fosse superior aos presentemente em uso.
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3323
  • Recebeu: 1659 vez(es)
  • Enviou: 3389 vez(es)
  • +974/-96
Re: Panhards ULTRAV M11 no Exército substituir ou upgrade ?
« Responder #23 em: Dezembro 21, 2019, 01:40:46 pm »
De que é que adianta uniformizar a logística entre Ramos se depois não se podem emprestar as viaturas a familiares e amigos?
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 2911
  • Recebeu: 642 vez(es)
  • Enviou: 137 vez(es)
  • +137/-53
Re: Panhards ULTRAV M11 no Exército substituir ou upgrade ?
« Responder #24 em: Dezembro 21, 2019, 02:03:24 pm »
Esqueci-me desse pormenor... Se calhar é melhor ir buscar LMVs para os Açores, Sherpa para a Madeira, Vamtac para o continente e missões internacionais, L-ATV para os Fuzileiros e Humvees para a FAP. Assim as quintinhas podem distinguir-se entre si.  ::)

E já agora, porque não ter aviação de caça no Exército e Marinha? No futuro fica a FAP com F-35A, a Marinha com F-35B para descolar dos convés de voo das fragatas, futuro AOR, LPD e NPOs, e o Exército recebia os A-10?

Como gostam das quintinhas, parece-me um solução lógica.  :mrgreen:
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 9254
  • Recebeu: 1030 vez(es)
  • Enviou: 2003 vez(es)
  • +141/-46
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Panhards ULTRAV M11 no Exército substituir ou upgrade ?
« Responder #25 em: Dezembro 21, 2019, 02:19:23 pm »
Essas doutrinas de café da vila...

Já olharam bem para os RG?
O RG1 é metido num forte com todas as limitações inerentes de acessos de viaturas e de construção de novos edifícios.
O RG2 está nas instalações provisórias de um hospital da segunda guerra mundial. Aquilo já tem mais ratos que Mafra, não tem espaço coberto para as viaturas e capacidade de manutenção mínima.   
O RG3 que tem umas instalações na média de idades da unidades do exército, apenas velhas.

Tal como os nossos políticos e chefias, alguns foristas têm as prioridades invertidas.
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6037
  • Recebeu: 2718 vez(es)
  • Enviou: 1199 vez(es)
  • +1042/-92
Re: Panhards ULTRAV M11 no Exército substituir ou upgrade ?
« Responder #26 em: Dezembro 21, 2019, 03:26:19 pm »
De que é que adianta uniformizar a logística entre Ramos se depois não se podem emprestar as viaturas a familiares e amigos?

De nada é melhor ficarmos como estamos.

Abraços
« Última modificação: Dezembro 21, 2019, 03:27:58 pm por tenente »
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6037
  • Recebeu: 2718 vez(es)
  • Enviou: 1199 vez(es)
  • +1042/-92
Re: Panhards ULTRAV M11 no Exército substituir ou upgrade ?
« Responder #27 em: Dezembro 21, 2019, 03:31:34 pm »
Essas doutrinas de café da vila...

Já olharam bem para os RG?
O RG1 é metido num forte com todas as limitações inerentes de acessos de viaturas e de construção de novos edifícios.
O RG2 está nas instalações provisórias de um hospital da segunda guerra mundial. Aquilo já tem mais ratos que Mafra, não tem espaço coberto para as viaturas e capacidade de manutenção mínima.   
O RG3 que tem umas instalações na média de idades da unidades do exército, apenas velhas.

Tal como os nossos políticos e chefias, alguns foristas têm as prioridades invertidas.

Cada RG nem o efectivo de um Batalhão possuI se tiver duas Cat's é muito.

Abraços
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 2911
  • Recebeu: 642 vez(es)
  • Enviou: 137 vez(es)
  • +137/-53
Re: Panhards ULTRAV M11 no Exército substituir ou upgrade ?
« Responder #28 em: Dezembro 21, 2019, 04:04:49 pm »
Essas doutrinas de café da vila...

Já olharam bem para os RG?
O RG1 é metido num forte com todas as limitações inerentes de acessos de viaturas e de construção de novos edifícios.
O RG2 está nas instalações provisórias de um hospital da segunda guerra mundial. Aquilo já tem mais ratos que Mafra, não tem espaço coberto para as viaturas e capacidade de manutenção mínima.   
O RG3 que tem umas instalações na média de idades da unidades do exército, apenas velhas.

Tal como os nossos políticos e chefias, alguns foristas têm as prioridades invertidas.

Se calhar se se equacionar equipar os respectivos RG com veículos decentes, haja incentivo para modernizar/melhorar as instalações para os receber. O dinheiro que se gasta nas quintinhas (quartéis) espalhadas pelo continente, servia muito bem para renovar as infraestruturas dos RG e tantos outros quartéis/bases de maior importância estratégica.

Agora deixar os RG como estão, sem capacidade de resposta a nada, parece-me muito mau. Especialmente a Madeira, dada a proximidade com África.
Infelizmente a Lei das Infraestruturas Militares só serve para atirar areia para os olhos, com as tais rendas por m2 para as instalações das FA. Mas isto é outro tópico.

O tema dos Regimentos de Guarnição poderia dar origem a um tópico completamente novo.
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 9254
  • Recebeu: 1030 vez(es)
  • Enviou: 2003 vez(es)
  • +141/-46
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Panhards ULTRAV M11 no Exército substituir ou upgrade ?
« Responder #29 em: Dezembro 21, 2019, 04:42:28 pm »
Essas doutrinas de café da vila...

Já olharam bem para os RG?
O RG1 é metido num forte com todas as limitações inerentes de acessos de viaturas e de construção de novos edifícios.
O RG2 está nas instalações provisórias de um hospital da segunda guerra mundial. Aquilo já tem mais ratos que Mafra, não tem espaço coberto para as viaturas e capacidade de manutenção mínima.   
O RG3 que tem umas instalações na média de idades da unidades do exército, apenas velhas.

Tal como os nossos políticos e chefias, alguns foristas têm as prioridades invertidas.

Cada RG nem o efectivo de um Batalhão possuI se tiver duas Cat's é muito.

Abraços

Pelo contrário. São as unidades do Exército com mais efectivos.
A organização é normalmente de: 1ªCat operacional, 2ªCat é normalmente de formação e CAC para apoio de combate com morteiros, AC, AA e PelRec.
« Última modificação: Dezembro 21, 2019, 04:43:27 pm por HSMW »
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

 

Unidades do Exército a "criar"

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 0
Visualizações: 3205
Última mensagem Junho 16, 2006, 01:28:18 pm
por PereiraMarques
Qual deveria ser a prioridade para o Exército até 2015-2020?

Iniciado por HSMW

Respostas: 267
Visualizações: 46513
Última mensagem Maio 29, 2020, 03:16:12 am
por dc
Glock 17 Gen5 FS Coyote - a nova pistola do Exército Português

Iniciado por ACADO

Respostas: 8
Visualizações: 2701
Última mensagem Junho 27, 2020, 04:06:36 pm
por Cabeça de Martelo
Novo sistema Anti-Carro para o Exército

Iniciado por typhonman

Respostas: 2
Visualizações: 3017
Última mensagem Julho 27, 2004, 09:27:57 pm
por Spectral
Exército Português volta a querer adquirir o EC 635T1

Iniciado por coleccionador

Respostas: 8
Visualizações: 6375
Última mensagem Setembro 20, 2004, 07:11:29 pm
por Ricardo Nunes