Actividade Operacional/Exercícios

  • 123 Respostas
  • 8278 Visualizações
*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4865
  • Recebeu: 431 vez(es)
  • Enviou: 336 vez(es)
  • +2358/-1743
Re: Atividade Operacional/Exercícios
« Responder #75 em: Novembro 19, 2019, 11:02:44 pm »
Estabelecimentos de ensino do Exército fecham o ano no maior exercício de adestramento da América Latina


Citar
Resende(RJ) – Com o retraimento das tropas e a realização da análise pós-ação, foram encerradas as atividades da Manobra Escolar 2019 na quinta-feira, 14 de novembro. Desde o dia 4 de novembro, quando se iniciou a concentração estratégica na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em Resende (RJ), mais de quatro mil militares de cerca de 80 unidades e subunidades do Exército Brasileiro, incluindo escolas e organizações militares de apoio, participaram da atividade, que é o maior exercício de adestramento da América Latina.

oram quase duas semanas de atividades intensas em Resende e em cidades circunvizinhas. A atividade, coordenada pelo Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx), coroou o ano letivo dos estabelecimentos de ensino da Força, consolidando os conhecimentos adquiridos pelos instruendos de diversos níveis sobre o emprego conjunto das Armas, Quadros e Serviços, de modo a contribuir para a evolução da doutrina militar terrestre. “O preparo está inserido em um espectro maior, que é o ensino. Dessa forma, priorizamos bastante essa questão, para preparar os nossos recursos humanos que vão atuar nas diversas organizações militares. O militar é a nossa maior riqueza”, destacou o General de Exército Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva, Chefe do DECEx.

Cadetes da AMAN, alunos das escolas formadoras de sargentos e militares dos diferentes estabelecimentos de ensino do Exército participaram da Manobra Escolar. O exercício simulou uma situação de combate, com uma Força Terrestre Componente atuando em operações no amplo espectro. Foram exploradas ações básicas, como operações ofensivas, defensivas, de cooperação e coordenação com agências, além de ações complementares, a exemplo de abertura de brecha, transposição de curso d'água e desdobramento de um Hospital de Campanha.

Novas capacidades, como a Defesa Cibernética, as operações de informação e o emprego da Comunicação Social como fator multiplicador do poder de combate também foram contempladas no exercício. No transcurso da Manobra Escolar, os participantes se depararam, ainda, com problemas militares simulados (PMS), como a contaminação com agentes químicos, a assistência a refugiados e as campanhas para a conquista do apoio da opinião pública. Em todas essas situações, os participantes tiveram que procurar meios para solucionar esses PMS.

Entre os participantes da Manobra, os relatos eram de satisfação pela oportunidade de praticar os conhecimentos. “Trabalhamos muitas questões específicas de cada Arma. Porém, o mais importante foi o aprendizado na função de oficial”, salientou o cadete do 4º ano, Alan Junior, da Arma de Artilharia. “Foi uma experiência enriquecedora, que veio coroar a nossa formação, já que foi o último exercício no terreno antes da nossa formatura”, complementou a Aluna Meireles, do Curso de Intendência da Escola de Sargentos de Logística.

Como ocorre todos os anos, a atividade conhecida como apoteose, que consiste no tiro das armas coletivas, de variados tipos de blindados, da artilharia antiaérea e do sistema ASTROS 2020, fechou a Manobra Escolar. Posicionados na Pista Andrade Neves, guarnições de militares dispararam tiros direcionados à área de alvos da AMAN, demonstrando grande poder de fogo.

Fonte: CCOMSEx - http://www.eb.mil.br/web/noticias/noticiario-do-exercito/-/asset_publisher/MjaG93KcunQI/content/id/10762669



















 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4865
  • Recebeu: 431 vez(es)
  • Enviou: 336 vez(es)
  • +2358/-1743
Re: Atividade Operacional/Exercícios
« Responder #76 em: Novembro 27, 2019, 11:39:37 am »
Força Tarefa Raposo Tavares realiza Assalto Aeromóvel na OPAN


Citar
Pirassununga (SP) – O A Força Tarefa Raposo Tavares, comandada pelo 4° Batalhão de Infantaria Leve (4º BIL) realizou, na manhã dessa sexta-feira (22), um assalto aeromóvel, a partir de helicópteros da Aviação do Exército, na região de Pirassununga (SP), como parte de uma manobra de ataque do Exercício Agulhas Negras 2019.

Entenda a manobra

O assalto aeromóvel do da Força Tarefa Raposo Tavares visava dar profundidade no terreno ao Exército e acelerar as ações em proveito da 2ª Divisão de Exército, que transpôs, nessa manhã, o Rio Mogi-Guaçu.

Para que toda a Força Tarefa Raposo Tavares pudesse realizar o desembarque em segurança na Zona de Pouso de Helicópteros (ZPH), um pelotão de reconhecimento, composto por 18 militares, foi lançado no terreno, cerca de 24 horas antes, durante a noite, para que se infiltrasse, realizasse o reconhecimento de uma área segura e balizasse o desembarque de todo o Batalhão no dia de hoje.

O pelotão de reconhecimento do 4° BIL constituiu sua ZPH em um terreno cercado por uma vegetação densa, o que deu maior sigilo à manobra de desembarque e segurança à tropa, impedindo que a força de oposição simulada tenha observação direta sobre as aeronaves.

O desembarque é rápido. No momento em que a aeronave toca o solo, os militares, quase que instantaneamente, desembarcam com suas mochilas e fuzis e entram em formação. O helicóptero sobe, gira e retorna para território amigo.

No final do dia, tropas da 11ª Brigada de Infantaria Leve encontraram a Força Tarefa Raposo Tavares num movimento chamado “junção”.




 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4865
  • Recebeu: 431 vez(es)
  • Enviou: 336 vez(es)
  • +2358/-1743
Re: Atividade Operacional/Exercícios
« Responder #77 em: Dezembro 02, 2019, 01:47:41 pm »

Exercício Agulhas Negras - Treinamento de Combate Urbano
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4865
  • Recebeu: 431 vez(es)
  • Enviou: 336 vez(es)
  • +2358/-1743
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #78 em: Junho 26, 2020, 09:41:16 pm »
16° Esqd C Mec participa de exercício da 5ª Divisão de Exército


Citar
Reserva (PR) – Nos dias 17 e 18 de junho, o 16° Esquadrão de Cavalaria Mecanizado (16º Esqd C Mec) realizou o tiro das armas coletivas, como parte de seu adestramento. A atividade teve por objetivo preparar a tropa para emprego em defesa externa.

O exercício de tiro contou com todos os calibres da Cavalaria Mecanizada, com destaque para os tiros do canhão 90mm das Viaturas Blindadas de Reconhecimento Cascavel, do morteiro 81 mm e das metralhadoras .50 e MAG 7,62 mm.

Pela primeira vez, o exercício foi realizado por todas as unidades de Cavalaria Mecanizada integrantes da 5ª Divisão de Exército (5ª DE), contando com as presenças dos Comandantes da 5ª DE, da 5ª Brigada de Cavalaria Blindada e da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada, além do 14° Regimento de Cavalaria Mecanizado, do 5° Esquadrão de Cavalaria Mecanizado e do próprio 16° Esqd C Mec.





 :arrow:  https://www.forte.jor.br/2020/06/26/16-esqd-c-mec-participa-de-exercicio-da-5a-divisao-de-exercito/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4865
  • Recebeu: 431 vez(es)
  • Enviou: 336 vez(es)
  • +2358/-1743
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #79 em: Julho 03, 2020, 01:42:47 pm »
Experimentação doutrinária em operações de reconhecimento é realizada no Campo de Instrução de Gericinó (RJ)


Citar
Rio de Janeiro (RJ) – Adquirida para aperfeiçoar a capacidade do Comando Militar do Leste, quando empregado em operações de Garantia da Lei e da Ordem, a Viatura Blindada Iveco Lince K2 - Veículo Tático Multitarefa - integralizou, no dia 1º de julho, no Campo de Instrução de Gericinó (CIG), uma experimentação doutrinária em operações de reconhecimento, no âmbito do combate convencional.

O exercício, conduzido pelo 15º Regimento de Cavalaria Mecanizado (Escola), faz parte do escopo de experimentações que viabilizarão o uso adequado das 16 Viaturas Blindadas Lince - obtidas durante a Intervenção Federal na Segurança Pública no estado do Rio de Janeiro - aumentando o poder de fogo, a mobilidade e a proteção blindada.

Neste exercício, foi simulada a busca por informações do inimigo, a realização do estudo de situação e a adoção de conduta de combate. Em uma das situações propostas, os militares embarcados na Lince realizaram golpes de sonda para desengajar uma viatura Marruá que estava detida pelo fogo do inimigo. Nessa manobra tática, foram realizados disparos com as Metralhadoras FN “MAG” (Machine Automatic Gun) e “.50”, incorporadas às viaturas.

Durante o exercício, o Comandante da 9ª Brigada de Infantaria Motorizada, General de Brigada Marco Antônio Estevão Machado, destacou a importância da busca pelo aperfeiçoamento do uso da viatura Lince que possui um grande alcance de monitoramento e já está disponível para ser utilizada em futuras operações.

A atividade foi acompanhada por militares de nações amigas e oficiais alunos da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO).

 :arrow:  http://www.eb.mil.br/web/noticias/noticiario-do-exercito/-/asset_publisher/MjaG93KcunQI/content/id/11765132



 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4865
  • Recebeu: 431 vez(es)
  • Enviou: 336 vez(es)
  • +2358/-1743
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #80 em: Julho 03, 2020, 01:55:47 pm »
« Última modificação: Julho 03, 2020, 01:56:28 pm por Vitor Santos »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4865
  • Recebeu: 431 vez(es)
  • Enviou: 336 vez(es)
  • +2358/-1743
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #81 em: Julho 03, 2020, 02:09:40 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4865
  • Recebeu: 431 vez(es)
  • Enviou: 336 vez(es)
  • +2358/-1743
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #82 em: Julho 07, 2020, 02:35:04 pm »
Guarnições de Viaturas Blindadas de Reconhecimento realizam adestramento


Citar
Ponta Porã (MS) – Dando continuidade ao preparo e ao adestramento da tropa, a 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, “Brigada Guaicurus”, realizou, nos dias 30 de junho e 1º de julho, instruções de Adestramento Avançado das Guarnições de Viaturas Blindadas de Reconhecimento (VBR).

As instruções foram realizadas no campo de instrução do 11º Regimento de Cavalaria Mecanizado, em Ponta Porã, onde foram adestradas as guarnições do próprio “Onze”, do 10º e 17º Regimentos de Cavalaria Mecanizados, que se deslocaram dos municípios de Bela Vista (MS) e Amambai (MS), respectivamente.

Na oportunidade, foram realizados tiros com o canhão das VBR e maneabilidade no terreno, onde os militares tiveram a oportunidade de se adestrar nas técnicas de manuseio dos materiais e nos armamentos empregados pela guarnição em operações de defesa externa e monitoramento da fronteira.

 :arrow:  http://www.eb.mil.br/web/noticias/noticiario-do-exercito/-/asset_publisher/MjaG93KcunQI/content/id/11765437




 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4865
  • Recebeu: 431 vez(es)
  • Enviou: 336 vez(es)
  • +2358/-1743
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #83 em: Julho 11, 2020, 12:33:34 am »
Exercício da 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada em Rosário do Sul (RS)


Citar
Rosário do Sul (RS) – A 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (1ª Bda C Mec) coordenou o exercício de tiro das frações Pelotão de Carros de Combate e Seção de VBTP MSR Guarani. A atividade transcorreu entre os dias 4 a 7 de julho, no Polígono de Tiro do Barro Vermelho, em Rosário do Sul. O 4º Regimento de Cavalaria Blindado (4º RCB) foi o responsável pela estrutura do acampamento e participou da execução do tiro em movimento da VBC CC LEOPARD 1 A5, com suas guarnições de carro.

No dia 7 de julho, a atividade contou com a presença do General de Divisão Mauro Sinott Lopes, Comandante da 3ª Divisão de Exército (3ª DE), que assistiu uma demonstração de tiro da VBC LEOPARD 1 A5 e das VBTP MSR GUARANI com Torre REMAX, pertencentes ao 2º Regimento de Cavalaria Mecanizado (2º R C Mec), demonstração do engajamento tático do sistema de simulação BT-46 da VCB LEOPARD 1 A5 e exposição do sistema DAAe BA RBS 70, da 2ª Bateria de Artilharia Antiaérea (2ª Bia AAAe).

O General de Brigada Flávio dos Santos Lajoia Garcia, Comandante da 1ª Bda C Mec, recepcionou o General Sinott no Polígono de Tiro para as demonstrações. Ao final das atividades, foi realizada uma cerimônia em homenagem ao Comandante da 3ª DE no próprio Polígono de Tiro. A atividade contou, ainda, com a presença do General de Brigada Paulo Roberto Rodrigues Pimentel, Comandante da 6ª Brigada de Infantaria Blindada (6ª Bda Inf Bld), do General de Brigada Sérgio Rezende de Queiroz, Comandante da Artilharia Divisionária da 3ª Divisão de Exército (AD/3), e do General de Brigada Jayro Rocha Júnior, Comandante da 2ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (2ª Bda C Mec).

Fonte: 1ª Bda C Mec








 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4865
  • Recebeu: 431 vez(es)
  • Enviou: 336 vez(es)
  • +2358/-1743
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #84 em: Julho 30, 2020, 03:34:00 pm »
Tiro das armas coletivas do 12º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado na Serra do Tucano, em Roraima


Citar
Boa Vista (RR) – Nos dias 21 e 22 de julho, o 12º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado realizou um exercício de tiro de combate básico com o Canhão 90 mm da Viatura Blindada de Reconhecimento (VBR EE-9 Cascavel), com a Metralhadora .50 da Viatura Blindada para Transporte de Pessoal (VBTP EE-11 Urutu) e com a Metralhadora 7,62 mm MAG, na Serra do Tucano, município de Bonfim (RR).

A atividade foi prestigiada pelo General de Brigada Márcio Bessa Campos, Comandante da 1ª Brigada de Infantaria de Selva. O exercício teve por objetivo verificar o desempenho e a capacitação das guarnições na execução e na condução do tiro dos armamentos orgânicos.

Fonte: 12º Esqd C Mec







 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4865
  • Recebeu: 431 vez(es)
  • Enviou: 336 vez(es)
  • +2358/-1743
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #85 em: Agosto 05, 2020, 11:40:40 pm »
Brigada de Montanha prepara seus Pelotões de Reconhecimento para operar no ar rarefeito


Citar
Serra do Caparaó, entre 27 e 31 de julho, A 4ª Brigada de infantaria Leve de Montanha desdobra seus meios no terreno para desencadear a Operação Guia, exercício de infiltração tática, nível Pelotões de Reconhecimento.

A operação ocorre entre os Estados do Espírito Santo e Minas Gerais. O terreno destas montanhas têm altitudes que variam dos 1400 aos 2860 metros do nível do mar e clima com amplitudes que podem variar dos 14º negativos aos 22 º positivos, no mesmo dia, o que aumenta o desgaste no organismo.

O exercício tem atividades que submetem os pelotões a operações de monitoramento de regiões de interesse para a inteligência militar, de reconhecimento de faixas de infiltração e de ações de vigilância e busca de alvos em potencial. O exercício contemplou os sistemas de Comando e Controle, e Logístico da Brigada.

 :arrow:  https://www.defesanet.com.br/terrestre/noticia/37599/Brigada-de-Montanha-prepara-seus-Pelotoes-de-Reconhecimento-para-operar-no-ar-rarefeito/







 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4865
  • Recebeu: 431 vez(es)
  • Enviou: 336 vez(es)
  • +2358/-1743
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #86 em: Agosto 08, 2020, 10:56:35 pm »
Maior exercício de adestramento da Artilharia Antiaérea do Exército reúne 500 militares em Formosa (GO)


Citar
Formosa (GO) – Entre os dias 3 e 7 de agosto, aconteceu, no Campo de Instrução de Formosa, interior de Goiás, a Operação Sagitta Primus III, o maior exercício de adestramento da Artilharia Antiaérea do Exército Brasileiro. A atividade foi coordenada pela 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea (1ª BdaAAAe), subordinada ao Comando Militar do Sudeste (CMSE), e reuniu cerca de 500 militares das unidades e subunidades dessa natureza, para a execução do tiro real com todo o armamento antiaéreo da Força.

Participaram da operação todos os Grupos de Artilharia Antiaérea, o Batalhão de Manutenção e Suprimento de Artilharia Antiaérea e sete Baterias de Artilharia Antiaérea orgânicas de Brigadas de Infantaria e Cavalaria. O exercício foi composto de cinco etapas: preparação, concentração estratégica, escola de fogo de instrução, demonstração e desmobilização. O objetivo da atividade foi adestrar as organizações militares no emprego do armamento antiaéreo e atualizar suas capacidades.

Os tiros reais foram executados com os seguintes armamentos: canhão 40mm C70 BOFORS, blindado GEPARD, míssil portátil IGLA-S e míssil telecomandando RBS 70. Foi utilizado, ainda, um sistema de controle e alerta composto pelo radar SABER M-60, capaz de localizar aviões, helicópteros e aeronaves remotamente pilotadas com um alcance de até 60km, e pelo Centro de Operações de Artilharia Antiaérea, que tem a finalidade de controlar eletronicamente uma defesa antiaérea.

A demonstração do exercício foi realizada no dia 5 de agosto, com a presença de várias autoridades, como o General de Exército Claudio Coscia Moura, Chefe do Departamento de Engenharia e Construção; o General de Exército José Luiz Dias Freitas, Comandante de Operações Terrestres; o General de Exército Marcos Antonio Amaro dos Santos, Chefe do Estado-Maior do Exército; o General de Exército Laerte de Souza Santos, Comandante Logístico; o General de Exército Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva, Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército; o General de Exército Estevam Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, Comandante Militar da Amazônia; o General de Exército Eduardo Antonio Fernandes, Comandante Militar do Sudeste; e o General de Brigada Antônio Ribeiro da Rocha Neto, Comandante da 1ª Bda AAAe.

Para o Comandante do CMSE, a Operação Sagitta Primus é muito importante, pois é o momento de averiguar o adestramento da tropa. “É aqui que nós testamos o que realizamos de modo simulado nas nossas unidades antiaéreas. É no terreno que conseguimos realmente verificar a eficácia do treinamento da tropa”. Já o Comandante da 1ª Bda AAAe destacou que "reunir as organizações militares de Artilharia Antiaérea de todo o Brasil para discutir doutrinas, verificar possíveis problemas e adestrar a tropa é uma oportunidade única de aprendizado real para todos os envolvidos”.

Fonte: CCOMSEx










 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15856
  • Recebeu: 1325 vez(es)
  • Enviou: 1221 vez(es)
  • +209/-193
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #87 em: Agosto 13, 2020, 06:03:02 pm »
Citar
Forças Armadas Portuguesas
7 h ·
Militar brasileiro do contingente português na EUTM-RCA ministra estágio de Inteligência Militar
O Capitão Hugo Christiani, militar brasileiro, Comando de Operações Especiais e especialista em Operações e Informações Militares, que integra o contingente português, na Missão de Treino da União Europeia na República Centro-Africana (EUTM-RCA), ministrou um estágio de Inteligência Militar, no final do mês de julho, organizado pelas Forças Armadas da República Centro-Africana (FACA).
Este estágio, de duas semanas, teve como objetivo desenvolver competências na área da inteligência militar a sete militares das FACA. Terminou com uma cerimónia no campo KASSAI, na qual os sete estagiários receberam um certificado de “Competências em Inteligência Militar” na presença do Coronel Teya, Diretor do Campo de Treino de Kassaï, e pelo  Coronel João Nunes Silva, do Exército Português, Chefe do Pilar de Educação da EUTM-RCA.
Este estágio marcou o reinício da formação aos FACA, após o período de hibernação da missão, resultante dos constrangimentos provocados pela pandemia por covid-19.
Antes do início do estágio, foi ministrada pelo “Specialized Education Med”, Alferes Marco Henriques, do Exército Português, uma instrução sobre medidas de proteção e prevenção anti COVID-19, medidas estas que foram aplicadas diariamente e que se constituem como obrigatórias em todas as futuras formações.

7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Vitor Santos

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4865
  • Recebeu: 431 vez(es)
  • Enviou: 336 vez(es)
  • +2358/-1743
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #88 em: Agosto 13, 2020, 06:43:35 pm »
2° Regimento de Cavalaria Mecanizado: Exercício de Desenvolvimento da Liderança 2020


Citar
São Borja (RS) – Nos dias 6 e 7 de agosto, o 2° Regimento de Cavalaria Mecanizado (2° RC Mec) realizou o Exercício de Desenvolvimento da Liderança 2020 (EDL/20), visando observar e avaliar o comportamento dos militares participantes, no que se refere aos principais atributos da área afetiva, além da visualização da capacitação técnica e tática do efetivo profissional dos Quadros.

A atividade foi desenvolvida com a participação de 14 tenentes e 45 sargentos, que operaram sob esforço físico e mental com intensidades controladas e próximas daquelas verificadas nas situações reais de combate. Os militares percorreram oito oficinas de emprego tático, dentre elas: "resgate de feridos", "resposta a emboscadas", "patrulha de combate" e "negociação", foram mais de 20 horas ininterruptas de atividades.

Fonte: 2° RC Mec










 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4865
  • Recebeu: 431 vez(es)
  • Enviou: 336 vez(es)
  • +2358/-1743
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #89 em: Agosto 14, 2020, 02:10:15 pm »
Citar
6° Batalhão de Infantaria Leve (Aeromóvel)

Força de Prontidão da Brigada Aeromóvel. Em 2020, o Exército Brasileiro contará com Forças de Prontidão permanentemente prontas para serem empregadas. Uma delas será composta pelo 6° BIL que realizou um treinamento durante esta semana.






« Última modificação: Agosto 14, 2020, 07:35:01 pm por Vitor Santos »