Arqueologia/antropologia/ADN

  • 67 Respostas
  • 7949 Visualizações
*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11497
  • Recebeu: 423 vez(es)
  • Enviou: 231 vez(es)
  • +72/-60
Re: Arqueologia/antropologia/ADN
« Responder #60 em: Agosto 29, 2019, 02:14:13 pm »
Descoberta fóssil revela rosto de antepassado humano


 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15737
  • Recebeu: 1270 vez(es)
  • Enviou: 1194 vez(es)
  • +204/-188
Re: Arqueologia/antropologia/ADN
« Responder #61 em: Setembro 27, 2019, 09:38:43 am »
Na pré-história, os bebés já bebiam leite de origem animal em biberões

Equipa de cientistas analisou pequenos vasos com cerca de 3000 anos e concluiu que eram usados como biberões para alimentar bebés com leite de origem animal.

https://www.publico.pt/2019/09/27/ciencia/noticia/prova-antiga-biberoes-leite-origem-animal-1887886
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Viajante

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 1932
  • Recebeu: 751 vez(es)
  • Enviou: 337 vez(es)
  • +653/-29
Re: Arqueologia/antropologia/ADN
« Responder #62 em: Setembro 27, 2019, 10:26:07 am »
Na pré-história, os bebés já bebiam leite de origem animal em biberões

Equipa de cientistas analisou pequenos vasos com cerca de 3000 anos e concluiu que eram usados como biberões para alimentar bebés com leite de origem animal.

https://www.publico.pt/2019/09/27/ciencia/noticia/prova-antiga-biberoes-leite-origem-animal-1887886

Os vegan vão ficar chocados por descobrirem que o homem já foi omnívoro!!!!!!!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11497
  • Recebeu: 423 vez(es)
  • Enviou: 231 vez(es)
  • +72/-60
Re: Arqueologia/antropologia/ADN
« Responder #63 em: Maio 14, 2020, 10:44:25 am »
Pompeia vai reabrir rodeada de esplendor


 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15737
  • Recebeu: 1270 vez(es)
  • Enviou: 1194 vez(es)
  • +204/-188
Re: Arqueologia/antropologia/ADN
« Responder #64 em: Maio 28, 2020, 02:26:52 pm »
Citar
Quando Constantino subiu ao trono, em 306, o cristianismo era pouco mais do que uma seita esotérica oriental. Se naquela época alguém sugerisse que se tornaria na religião de Estado do Império Romano, seria recebido por um coro de gargalhadas, tal como aconteceria se, hoje, alguém sugerisse que, por volta de 2050, o movimento Hare Krishna será a religião de Estado dos EUA. Em outubro de 1913, os bolcheviques eram uma pequena fação radical russa. Nenhuma pessoa razoável teria previsto que, em apenas quatro anos, eles se apoderariam do país. Em 600 d.c., a noção de que um grupo de árabes que vivia no deserto conquistaria em breve uma vasta região, que se estendia do oceano Atlântico até à india, era ainda mais descabida. De facto, se o exército bizantino tivesse sido capaz de repelir a sua investida inicial, o islão teria, provavelmente permanecido um culto obscuro cuja existência só seria conhecida de uma mão-cheia de crentes. Os académicos teriam, então, um trabalho muito fácil, caso pretendessem explicar o motivo de uma fé baseada numa revelação a um mercador de meia-idade, oriundo de Meca, nunca teria sido capaz de se enraizar.

Esta conclusão desilude muitas pessoas que preferem que a história seja determinista. O determinismo é atraente porque insinua que o nosso mundo e as nossas crenças são um produto natural e inevitável da história.

Harari, Yuval Noah ; Guerra, Rita Carvalho e, 1979- - Sapiens : história breve da humanidade : de animais a Deuses. 1.ª ed.. Amadora : Elsinore, 2018. 504 p. . ISBN 978-989-8864-08-6
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 9331
  • Recebeu: 1061 vez(es)
  • Enviou: 2138 vez(es)
  • +147/-46
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Arqueologia/antropologia/ADN
« Responder #65 em: Maio 29, 2020, 02:12:31 am »
Os primeiros contactos com vida extraterrestre irão deitar por terra parte das atuais religiões. Outras irão surgir.

Não vês o Alienígenas no canal História?!  :mrgreen:
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8307
  • Recebeu: 931 vez(es)
  • Enviou: 1095 vez(es)
  • +132/-43
Re: Arqueologia/antropologia/ADN
« Responder #66 em: Maio 29, 2020, 02:24:17 am »
Não vês o Alienígenas no canal História?!  :mrgreen:

Quando não está a dar a loja de penhoras ou os gajos que fazem facas é o que vejo.

Ou fixe, fixe é teorias da conspiração misturadas com o Hitler e outras cenas da 2a guerra mundial.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15737
  • Recebeu: 1270 vez(es)
  • Enviou: 1194 vez(es)
  • +204/-188
Re: Arqueologia/antropologia/ADN
« Responder #67 em: Agosto 04, 2020, 11:41:04 am »
Descoberta no Alentejo "estrutura única na Pré-História da Península Ibérica"



Escavações arqueológicas no complexo dos Perdigões, no distrito Évora, identificaram "uma estrutura única na Pré-História da Península Ibérica", anunciou hoje a empresa Era-Arqueologia.


 Em declarações à agência Lusa, o arqueólogo responsável, António Valera, disse tratar-se de "de uma construção monumental em madeira, de que restam as fundações, de planta circular e com mais de 20 metros de diâmetro".


 Segundo Valera, esta construção "seria composta por vários círculos concêntricos de paliçadas e alinhamentos de grandes postes ou troncos de madeira, a qual foi já exposta em cerca de um terço da sua planta".



Citar
Trata-se de "uma construção de carácter cerimonial", um tipo de estrutura apenas conhecido na Europa Central e nas Ilhas Britânicas, de acordo com o arqueólogo responsável, com as designações como 'Woodhenge', "versões em madeira de Stonehenge", ou 'Timber Circles' (círculos de madeira).


"Esta é a primeira a ser identificada na Península Ibérica, estando datada entre 2800-2600 antes de Cristo (a.C.), ou seja, será anterior à construção em pedra de Stonehenge [em Inglaterra] , para a qual se tem avançado uma cronologia em torno a 2500 a.C.", sublinhou o arqueólogo.


 A estrutura agora identificada localiza-se no centro do grande complexo de recintos de fossos dos Perdigões e "articula-se com a visibilidade sobre a paisagem megalítica que se estende entre o sítio e a elevação de Monsaraz, localizada a nascente, no horizonte".



Citar
"Um possível acesso ao interior desta estrutura encontra-se orientado ao solstício de verão, reforçando o seu carácter cosmológico", referiu Valera, realçando que "esta situação é também conhecida noutros 'woodhenges' e 'timber circles' europeus, onde os alinhamentos astronómicos das entradas são frequentes, sublinhando a estreita relação entre estas arquiteturas e as visões do mundo neolíticas".


Importância do complexo dos Perdigões nos estudos do Neolítico Europeu


O arqueólogo realçou que "esta descoberta reforça a já elevada importância científica do complexo de recintos dos Perdigões no contexto internacional dos estudos do Neolítico Europeu, aumentando simultaneamente a sua relevância patrimonial", que foi reconhecida em 2019 com a classificação como Monumento Nacional.


 O sítio arqueológico dos Perdigões, nos arredores de Reguengos de Monsaraz, corresponde a "um grande complexo de recintos de tendência circular e concêntrica definidos por fossos, abrangendo uma área de cerca de 16 hectares e tendo um diâmetro máximo de cerca de 450 metros", segundo informação da Era.


 Este sítio está ser escavado há 23 anos pela empresa e tem reunido colaborações de várias instituições e investigadores nacionais e estrangeiros.


 O sítio apresenta uma cronologia de cerca de 1400 anos, desde o final do Neolítico Médio (cerca 3400 a.C.) e o início da Idade do Bronze (cerca de 2000 a.C.) e "é visto essencialmente como um grande centro de agregação de comunidade humanas, onde se desenvolveriam práticas cerimoniais, se geriam relações identitárias, culturais e políticas entre diferentes grupos".


 A sua implantação na paisagem "é representativa do seu carácter cosmogónico", situando-se "num anfiteatro natural, aberto ao vale da Ribeira de Vale do Álamo, onde se localiza uma das maiores concentrações de monumentos do megalitismo alentejanos. As entradas dos recintos mais exteriores, e outras em recintos mais interiores, estão orientadas aos solstícios ou aos equinócios, funcionando o horizonte para o qual está virado como um autêntico calendário anual do nascer do sol", segundo a Era - Arqueologia.

https://sicnoticias.pt/cultura/2020-08-04-Descoberta-no-Alentejo-estrutura-unica-na-Pre-Historia-da-Peninsula-Iberica
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, HSMW