Exército Português-Operação Atum 80

  • 4 Respostas
  • 2664 Visualizações
*

JNSA

  • Analista
  • ***
  • 833
  • +1/-2
Exército Português-Operação Atum 80
« em: Outubro 02, 2004, 09:52:58 pm »
Estou satisfeito... :roll: ). É esta história que hoje vos vou contar, e que já algumas vezes me fez pensar como é que nós conseguímos sobreviver militarmente durante tantos séculos. Sei que vai ser difícil acreditar, mas é verdadeira (até porque já "filtrei" alguns "pontos" acrescentados, e confirmei-os com os protagonistas)

Só para dar o enquadramento, estamos na Ilha de S. Miguel, em 1980. A União Soviética é um perigo real, e os Açores são um dos pontos centrais da manobra da NATO no controlo do Atlântico. Pensariam vocês que o Exército Português destacaria para um local tão fulcral, unidades de qualidade... Pois enganam-se... Os soldados médios são açorianos  analfabetos ou quase, e com nenhuma formação (isto sem querer ofender os açorianos, que são óptimas pessoas). Entre os sargentos e oficiais, encontram-se os menos desejosos de servir no Exército Português. Basicamente na época existiam dois tipos - os que queriam fazer carreira ( esses ficavam no Continente, não nos Açores); e a maioria, que encarava a tropa como algo que só os estava a fazer perder tempo, e que eram desterrados, entre outros sítios, para os Açores (o meu pai fazia parte deste grupo). Em ambos os casos a formação era deficiente, mas neste último juntava-se a falta de vontade...

Agora chegamos à fase da Operação Atum 80. Decidiu-se simular um ataque por "comandos" inimigos (supostamente Spetnaz) à ilha de S. Miguel, como preparação de uma invasão anfíbia soviética. Isto nos dias de hoje seria simulado pelo DAE, ou pelo CIOE, mas não na altura... Escolheram o meu pai, e mais 8 praças e furrieis do Esquadrão de PE para simular o inimigo. Não lhes deram qualquer treino ou táctica; entregaram-lhes dois jipes, umas caixas de madeira a fingir que eram bombas, umas granadas ofensivas, e umas G3.

Da lista de "alvos" a neutralizar constava:
- o paiol do Regimento de Infantaria
- o paiol da unidade de artilharia
- as antenas de comunicação da ilha, guardadas por pessoal de Artilharia
- o aeroporto
- os depósitos de combustível da ilha
- uma coluna de PE escoltando o Comandante da Região Militar.

Agora pensam vocês: estes tipos não têm hipótese; foram todos "mortos" logo na primeira operação... Enganam-se...

Nos ataques ao Regimento de Infantaria e à Artilharia, após uns tiros de balas de salva, as sentinelas bateram em retirada, não tendo sido disparado qualquer tiro de resposta pelos atacados! :shock:  No meio da emboscada, o Brigadeiro destitui o tenente do seu comando, e entrega-o a um furriel, numa altura em que já quase toda a coluna tinha sido morta... :shock:

Os Açores eram um paraíso - licor de maracujá, ananás, marisco, carne de vaca... Militares é que não havia muitos... :roll:

Fiquem bem... E esperemos que a situação tenha mudado nas últimas duas décadas...
 

*

Duarte

  • Investigador
  • *****
  • 2034
  • Recebeu: 12 vez(es)
  • Enviou: 17 vez(es)
  • +2/-0
bela pescaria!
« Responder #1 em: Outubro 03, 2004, 02:03:06 pm »
:lol:

Já ouvi esta história em várias formas e sempre duvidei que fosse tudo verdade.. mas agora começo a acreditar.

Obrigado pelas gargalhadas.
« Última modificação: Outubro 04, 2004, 12:36:27 am por Duarte »
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1662
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-1
(sem assunto)
« Responder #2 em: Outubro 03, 2004, 06:54:40 pm »
LOL excelente história JNSA  :lol:  :twisted:
"History is always written by who wins the war..."
 

*

JNSA

  • Analista
  • ***
  • 833
  • +1/-2
Re: bela pescaria!
« Responder #3 em: Outubro 03, 2004, 08:02:34 pm »
Citação de: "Duarte Mendonça"
:D
Olhe que eu sou um destes Açorianos analfabetos...  :wink:

Mas acredite que é verdade. Nesse almoço esteve o meu pai, que fez de inimigo, o tenente que comandava a coluna (e que arranjou problemas graves por isso... :? ), o sargento que o substituiu, entre outros que participaram na Operação.
 

*

Duarte

  • Investigador
  • *****
  • 2034
  • Recebeu: 12 vez(es)
  • Enviou: 17 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #4 em: Outubro 04, 2004, 12:35:49 am »
Citar
É "gargalhadas" sr. açoriano analfabeto


Como disse, sou apenas um Açoriano anafabeto. Tenham dó !  :wink: