ForumDefesa.com

Forças Armadas e Sistemas de Armas => Marinha Portuguesa => Tópico iniciado por: tenente em Maio 29, 2015, 10:55:53 am

Título: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 29, 2015, 10:55:53 am
Como todos bem sabem foi aprovada a construção de mais duas Unidades da Classe Viana do Castelo, cujo inicio terá lugar em Setembro deste ano, finalizando em 2017 e prevendo-se a entrega dos dois NPO's à Nossa Marinha no inicio de 2018. c34x

Fogo à peça !
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Johnnie em Maio 29, 2015, 11:05:34 am
Atento o facto de este par de NPO´s já ter valor orçamentado e este até ser inferior ao primeiro par construído não me parece que vá haver qualquer alteração ao projecto... :roll:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: nelson38899 em Maio 29, 2015, 11:10:15 am
Pelo que sei, não haverão alterações aos futuros navios, sendo estes dois copia exacta dos anteriores.

Agora que eu gostava de adicionassem um lançador triplo de torpedos, sonar, capacidade anti minas e anti poluição.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Maio 29, 2015, 12:38:45 pm
Ainda bem que se começa a falar do custo destas novas unidades. Quanto a mim trata-se de pura jogada política para mostrar que a construção dos novos NPO sai mais barata por ser efectuada num estaleiro privatizado, mas isto sou eu a especular. Mas vejamos: nesta nova empreitada não é esperar tantos soluços e experimentalismos pelo que se deve esperar um decréscimo dos custos. Por outro lado, passados mais de 10 anos desde a assinatura do contrato inicial é de esperar que aquela coisa chamada inflação deixe a sua marca.

O camarada Chaimites falava de materiais que estariam armazenados em VdC, suficientes para a construção de mais dois navios; a ser este o caso, novamente seria de esperar um decréscimo dos custos. Por outro lado, o aço é barato e a menos que entre esses materiais se encontrem sistemas de propulsão (vulgo motores), não explica a diferença abissal entre o custo dos dois navios iniciais e destes novos.

O cenário que se me afigura mais provável é que o valor de 77 milhões inclui somente os custos de construção, sendo os custos de aquisição de armamento, sensores, propulsão incluídos em contratos separados. Mas isto sou eu a especular. Talvez algum camarada do Forum mais informado possa acrescentar detalhes adicionais.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Edu em Maio 29, 2015, 01:15:59 pm
Eu acho que se está aqui a esquecer uma coisa muito importante. O preço dos anteriores incluía o custo de desenvolvimento. E o custo de desenvolvimento, caríssimos, incluí muitas horas de trabalho de mão de obra altamente qualificada e por isso cara.

Neste momento, existindo já o projecto estamos a falar apenas de custo de produção. E devo dizer que para custo de produção não acho que seja extremamente barato e isto já contando com motores, radares, armas, etc.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: nelson38899 em Maio 29, 2015, 01:20:13 pm
Mas quem sabe se os custos não foram empulados, para financiar os ENVC?

Em vez de dares um subsidio, aumentas o custo do navio.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Edu em Maio 29, 2015, 01:23:13 pm
Citação de: "nelson38899"
Mas quem sabe se os custos não foram empulados, para financiar os ENVC?

Em vez de dares um subsidio, aumentas o custo do navio.

E porque não? Todos os países fazem isso. Veja-se os EUA com a Boeing. Custos de projectos militares empolados enormemente para depois financiar a parte civil e competir assim com a Airbus.
A espanha faz o mesmo com a Navantia.

Mas por aí também nunca compreendi porque é que o estado precisava de andar a dar directamente dinheiro aos ENVC, trazendo depois os problemas com Bruxelas, em vez de simplesmente por exemplo contratar mais NPO's a 100 milhões cada um. Metia-se lá o dinheiro na mesma, ficava-mos com navios e Bruxelas já não arranjava problemas.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Maio 29, 2015, 01:29:10 pm
Citação de: "Edu"
Eu acho que se está aqui a esquecer uma coisa muito importante. O preço dos anteriores incluía o custo de desenvolvimento. E o custo de desenvolvimento, caríssimos, incluí muitas horas de trabalho de mão de obra altamente qualificada e por isso cara.

Neste momento, existindo já o projecto estamos a falar apenas de custo de produção. E devo dizer que para custo de produção não acho que seja extremamente barato e isto já contando com motores, radares, armas, etc.

Penso que o contrato de 120 milhões entre o Estado e o ENVC não incluía custos de desenvolvimento porque o projecto foi desenvolvido integralmente pela Marinha. Obviamente que durante a construção houve 'inputs' dos estaleiros, houve deslizes e alterações mas isso não estava incluído no contrato. A ideia de que o contrato inicial foi inflacionado para subsidiar os estaleiros não deixa, no entanto, de ser apelativa.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Edu em Maio 29, 2015, 01:38:15 pm
Mas então podiam ter inflacionado muito mais. Segundo me lembro o estado deu um subsidio de cerca de 200 milhões aos estaleiros que depois trouxe problemas com Bruxelas. Então porque em vez de dar esse subsidio não tinham posto cada NPO a 100 ou 150 mihões de euros e escusavam os problemas com Bruxelas?

O desenvolvimento inicial foi talvez feito na marinha, mas depois muitas alterações foram feita pelo meio. Essa alterações custaram certamente muito dinheiro. E segundo me lembro também das palavras do nosso saudoso Chaimites muito dinheiro serviu para pagar extensão de garantias de motores e outros equipamentos derivados dos atrasos na entrega dos navios.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: nelson38899 em Maio 29, 2015, 02:32:46 pm
pelo que me lembro em Viana do castelo ainda estão os motores e outro equipamento dos proximos 2 NPO.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Maio 29, 2015, 03:06:22 pm
Citação de: "nelson38899"
pelo que me lembro em Viana do castelo ainda estão os motores e outro equipamento dos proximos 2 NPO.


  Pelo que me recordo de ver nos relatórios e contas dos ENVC  o Figueira da Foz custou pouco mais de 40 milhões.
 
  O preço da "novela"   recaiu todo no Viana do Castelo
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Maio 29, 2015, 04:21:43 pm
No deck do helicoptero deve caber uma peça de artilharia  ou um chaparral!
    :mrgreen:  :mrgreen:  :mrgreen:  :mrgreen:  :mrgreen:

    Foto da marinha Chinesa!
    improvised Gum Ship

    (https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi60.tinypic.com%2Fih5ces.jpg&hash=4b782f5ef8404d44d249f4a1c3e059aa)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Maio 29, 2015, 05:15:10 pm
Peço  desculpa mas este tópico esta a pedi-las de tão surrealista que é!

  Aqui esta o NPO ´2000 com modulos de missão:
   Em cooperação com o Exercito,  
   modulo de  missão anti-aérea!  chaparral

  (https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi58.tinypic.com%2F32zhssg.jpg&hash=360a7a650392e4f08d31aa0aab66673c)

 Basta pinta-lo de verde-vómito, uma lona para o proteger e uma grua para o colocar no navio!


   :mrgreen:  :mrgreen:  :mrgreen:  :mrgreen:  :mrgreen:  :mrgreen:  :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Maio 29, 2015, 06:29:08 pm
Citação de: "Edu"
O desenvolvimento inicial foi talvez feito na marinha, mas depois muitas alterações foram feita pelo meio. Essa alterações custaram certamente muito dinheiro. E segundo me lembro também das palavras do nosso saudoso Chaimites muito dinheiro serviu para pagar extensão de garantias de motores e outros equipamentos derivados dos atrasos na entrega dos navios.

Tudo bem, mas como já tinha dito anteriormente, todas essas alterações se deram depois de iniciada a construção, logo é irrelevante numa análise direta entre os valores assinados em contrato — 120 milhões para contrato dos dois primeiros navios e 77 milhões para o segundo lote. Se estivermos a falar do custo real, com derrapagens incluídas muito bem, mas ainda é cedo para incluir o segundo lote nessa discussão.

Citação de: "nelson38899"
pelo que me lembro em Viana do castelo ainda estão os motores e outro equipamento dos proximos 2 NPO.

Isso já explica a diferença pois os motores são equipamentos caros, mas se bem recordo, o Chaimites tinha dito que alguns dos materiais e/ou equipamentos já estariam fora de prazo. Alguém sabe alguma coisa sobre isso?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Maio 29, 2015, 06:44:05 pm
Fora de prazo talvez não,  mas com garantias extintas e com modelos descontinuados ou com versões mais modernas talvez.

 Volto a frisar o Figueira da Foz custou pouco mais de 40 milhões.

Quanto aos custo de desenvolvimento....... não tenho presente quanto é que foi gasto aos NPO´s, mas por exemplo nas LFC´s  ja tinham afecto ao custo de cada uma 2 milhões de euros,   quer fizer os ENVC  ja tinha recebido 10 milhões para o desenvolvimento das  LFC´s cujo  projecto ainda estava  em fase de testes. ruídos vibrações navegabilidade, estabilidade etc, etc.    

   Não consigo encontrar, mas ha um relatório e contas dos ENVC, que chegou a ser postado aqui pelo saudoso Chaimites com esses custos todos estipulados.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Maio 30, 2015, 05:11:28 pm
Já repararam no período de construção? Tem tudo a haver com os dois primeiros da classe, não é?! c34x
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Maio 30, 2015, 06:29:21 pm
A principal actividade dos West Sea Viana Shipyards, não é a construção naval, por iso não surpreende-me mesmo nada.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Maio 30, 2015, 06:45:21 pm
Não sabemos se é o tempo que demora a construir  se é o planeamento do Ministerio da  Defesa
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: night_runner em Maio 31, 2015, 01:29:55 am
Deixo também a pergunta à qual talvez o camarada ICE seja a pessoa com mais conhecimento para responder: Não será mais conveniente à West Sea "prolongar" o tempo de construção dos NPO numa altura em que precisa de "agarrar" outros clientes?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Maio 31, 2015, 05:03:32 am
Citação de: "night_runner"
Deixo também a pergunta à qual talvez o camarada ICE seja a pessoa com mais conhecimento para responder: Não será mais conveniente à West Sea "prolongar" o tempo de construção dos NPO numa altura em que precisa de "agarrar" outros clientes?

  Que rica pergunta.....
 
        Vou falar sem ter conhecimento do que se passa.
       
         Nem sei se serão montados ao mesmo tempo o dois cascos. que seria a melhor opção  uma vez que cabem os dois em simultáneo na doca seca
          Eu diria que para a West Sea quanto mais depressa os navios  forem montados e estiverem fora da doca seca melhor!
 
        Enquanto eles lá estiverem é menos uma doca disponível para as reparações, que é sem dúvida a actividade mais rentável.
        Depois de estarem a flutuar e na bacia de aprestamento  já pouco interferem com o desenrolar das outras actividades da empresa.
       
        Depende tambem do numero de trabalhadores contratados
        No meu tempo de ENVC  "nos anos dourados"  daquela casa,  :mrgreen:  e partindo do principio que cada NPO deve ter umas 600 a 700 toneladas de aço.  em dois meses estavam os dois  flutuar e fora da doca! depois seguia-se o trabalho de aprestamento esse sim mais moroso especialmente neste tipo de navios.


Como termo de comparação: Os meus últimos dois anos e meio de ENVC, na altura com cerca de 1200 trabalhadores

  Dois destes:
   
 
   Mais dois destes


 60 mil toneladas............dois reefers  e dois navios tanque
   E as condições eram bem piores que agora, ainda não havia a oficina  de montagem de blocos
   era tudo montado ao ar livre ao sol e a chuva.

  Resumindo: não te posso dar uma resposta certa á tua questão.
 Essa resposta só a deve ter o ministro da defesa e quem gere o estaleiro.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Maio 31, 2015, 04:19:41 pm
Depois de tudo o que se passou, de toda a novela.......

 Eu só tenho a dizer; dentro de dois anos e meio, mais dois NPO´s?  que bom! venham eles e não se atrasem.

  PS: quando me referia a planeamento do MDN,   estava a referir-me a Gastos, Orçamento!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Junho 01, 2015, 11:12:35 am
Então e o Alfeite? E a Lisnave?

 :arrow: http://www.lisnave.pt/index2.htm (http://www.lisnave.pt/index2.htm)

Não teriam estas empresas capacidade para tal? Pelo menos mais uns quantos NPC, já que os Patrulhas que foram adquiridos não são em número suficiente.

Estilo, isto:

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.arsenal-alfeite.pt%2Fimages%2Fbloco504.jpg&hash=c316788fd04f2ad972ae571c4f04501b)

 :arrow: http://www.arsenal-alfeite.pt/index.php?id=171 (http://www.arsenal-alfeite.pt/index.php?id=171)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Edu em Junho 01, 2015, 12:09:37 pm
Os 17 nós previstos para essa L490 são bastante curtos. Um projecto desses pedia velocidades no mínimo de 25 nós.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Junho 01, 2015, 03:22:11 pm
O Aguiar Branco agora  "faz-se acompanhar do Figueira da foz."
   :mrgreen:

   
Citar

    Angola admite comprar navios militares a Portugal

 O ministro da Defesa Nacional de Angola, João Lourenço, admitiu hoje a possibilidade de compra de navios militares a Portugal, à margem da visita oficial que o homólogo português, José Pedro Aguiar-Branco está a realizar a Luanda.


No âmbito desta visita, o governante português faz-se acompanhar do navio-patrulha Figueira da Foz, de 83 metros e o segundo da classe construído nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, que realizará exercícios militares em Luanda.

"E uma possibilidade que fica em aberto [compra de navios militares a Portugal], não se fecha porta nenhuma", disse o ministro João Lourenço, questionado pela agência Lusa depois de se reunir com José Pedro Aguiar-Branco, encontro que serviu para firmar um acordo que permitirá reforçar a formação de militares angolanos em Portugal.

A marinha angolana necessita de equipamento, nomeadamente navios, e enfrenta, como os restantes países da região, os problemas de pirataria marítima no Golfo da Guiné.


"Abordamos essa matéria, ela passa também pelo desenvolvimento e um estreitamento entre nossas marinhas, que já é muito forte, mas que pode e deve ser reforçada, a nível da formação e treino", disse José Pedro Aguiar-Branco.

Cada navio custa, em média, mais de 30 milhões de euros.
 

 
 

  Quanto custa uma coisa, que em média, custa mais de?......
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: nelson38899 em Junho 01, 2015, 04:14:06 pm
Citação de: "ICE 1A+"
O Aguiar Branco agora  "faz-se acompanhar do Figueira da foz."
   :mrgreen:

   
Citar

    Angola admite comprar navios militares a Portugal

 O ministro da Defesa Nacional de Angola, João Lourenço, admitiu hoje a possibilidade de compra de navios militares a Portugal, à margem da visita oficial que o homólogo português, José Pedro Aguiar-Branco está a realizar a Luanda.


No âmbito desta visita, o governante português faz-se acompanhar do navio-patrulha Figueira da Foz, de 83 metros e o segundo da classe construído nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, que realizará exercícios militares em Luanda.

"E uma possibilidade que fica em aberto [compra de navios militares a Portugal], não se fecha porta nenhuma", disse o ministro João Lourenço, questionado pela agência Lusa depois de se reunir com José Pedro Aguiar-Branco, encontro que serviu para firmar um acordo que permitirá reforçar a formação de militares angolanos em Portugal.

A marinha angolana necessita de equipamento, nomeadamente navios, e enfrenta, como os restantes países da região, os problemas de pirataria marítima no Golfo da Guiné.


"Abordamos essa matéria, ela passa também pelo desenvolvimento e um estreitamento entre nossas marinhas, que já é muito forte, mas que pode e deve ser reforçada, a nível da formação e treino", disse José Pedro Aguiar-Branco.

Cada navio custa, em média, mais de 30 milhões de euros.
 

 
 

  Quanto custa uma coisa, que em média, custa mais de?......

Eles não compraram umas cascas de nós ao Brasil por falta de dollars e vão nos comprar um navio que custa mais de  30 milhões de euros
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Junho 01, 2015, 04:23:07 pm
Claro que não compram nada.
Eu só achei piada ao texto!
 :D
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Junho 01, 2015, 07:05:36 pm
Melhorias ao projecto inicial.
 
Citar
O navio trás uma tripulação de 60 pessoa, sendo 54 masculino e 6 do sexo feminino, tem como 2ª Imediata (Comandante) uma mulher, uma (1) médica, 3 delas electricistas.

 :mrgreen:  :mrgreen:

http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/politica/2015/4/22/Angola-Comandante-portugues-reconhece-investimentos-MGA-formacao-dos-militares,fc950e0f-8e38-4802-965b-79d5927cd82a.html
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: PCartCast em Junho 06, 2015, 07:36:27 pm
As melhorias que eu faria ao projecto.

Visto que o MDN anda numa, de capar, como houve alguém que escreveu no tópico do LPD, o material a adquirir. Eu atrevia-me a propor um sistema de propulsão diesel-eléctrico a ser implementado no ditos Navios. è tecnologia que é usada já desde os anos 50 nos caminhos-de-ferro, representa uma poupança na manutenção, bem como uma possível poupança no combustível gasto, visto só por si, um sistema num sistema mecânico cerca de 60-80% da energia gerada é perdida na distribuição, tendo os sistemas eléctricos um maior rácio de aproveitamento de energia.

Assim, removia-se os veio de transmissão bem como as caixas redutoras, que ao que parece já deram problemas, e ficava-se com apenas com um (ou mais) motor(es) a diesel ligados em exclusivo a alternadores que por sua vez iria accionar um motor eléctrico ligado directamente à hélice do navio.

Prós:
- Reduzido custo de manutenção;
- Menor (teóricamente, teria sempre de ser bem concebido) custo de combustível;
- Possibilidade de os navios poderem operar com guarnições ainda mais reduzidas.

Contras:
- O custo dos motores eléctricos é caro.

Apesar de o custo dos motores eléctricos ser caro, penso que a longo termo representariam uma poupança, senão no custo do combustível, na manutenção (tanto em custo absoluto, como em horas necessárias).

Este tipo de tecnologia está já implementado em muitos navios, dos quais os cruzeiros são os mais comuns. A marinha britânica também implementou esta tecnologia nos novos type 45, e os porta-aviões terão algo similar. Note-se ainda, que a nossa marinha também já opera navios diesel-eléctricos, pois os Submarinos também o são quando navegam á superfície.

Quanto ao equipamento militar deixo para outros.

P.S. E se não há médico nas guarnições dos NPO, por amor de Deus, transformem aquele espaço em acomodações para fuzos.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Edu em Junho 06, 2015, 08:07:01 pm
Citar
bem como uma possível poupança no combustível gasto, visto só por si, um sistema num sistema mecânico cerca de 60-80% da energia gerada é perdida na distribuição, tendo os sistemas eléctricos um maior rácio de aproveitamento de energia.

Não tenho neste momento dados mas custa-me muito a acreditar nesses números. Obviamente que se perde energia na distribuição, mas 60 a 80%?? Isso estará errado muito certamente. Não estará confundido e quereria dizer eficiências na transmissão (o nome correcto do que está a referir, distribuição é outra coisa) de 60 a 80%, o que daria perdas de 20 a 40%, ainda assim valores elevados, mas mais credíveis.

Lembre-se de que também há bastantes perdas na conversão de energia mecânica para energia eléctrica e posterior reconversão em energia mecânica. Pessoalmente eu arriscaria-me a dizer que as perdas na conversão mecânica-electrica-mecânica iriam ser bastante superiores, mas não tenho dados.

No caso dos Type 45, a escolha desse tipo de propulsão prendeu-se com o facto de o navio ter uma enorme necessidade de energia electrica para alimentar os varios sistemas do navio. Assim, considerou-se preferível ter uma motores mais potentes que fornecem energia ao navio (funcionando como uma central electrica), e parte dessa energia é usada para propulsão. Nos porta-aviões a explicação será idêntica.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: PCartCast em Junho 06, 2015, 08:44:45 pm
Citação de: "Edu"
Não tenho neste momento dados mas custa-me muito a acreditar nesses números. Obviamente que se perde energia na distribuição, mas 60 a 80%?? Isso estará errado muito certamente. Não estará confundido e quereria dizer eficiências na transmissão (o nome correcto do que está a referir, distribuição é outra coisa) de 60 a 80%, o que daria perdas de 20 a 40%, ainda assim valores elevados, mas mais credíveis.
Era mesmo isso, fiz as contas contrário, estava a pensar nisso e saiu-me ao contrário, mea culpa.

Citação de: "Edu"
Lembre-se de que também há bastantes perdas na conversão de energia mecânica para energia eléctrica e posterior reconversão em energia mecânica. Pessoalmente eu arriscaria-me a dizer que as perdas na conversão mecânica-electrica-mecânica iriam ser bastante superiores, mas não tenho dados.
Tem o caso to Toyota Prius, não é tanto a perda de energia, mas também o facto de o motor diesel não ter muitas oscilações de rotações que gera poupança. É como conduzir de forma económica, ao invés de acelar a fundo de cada vez que se trava. Como a distrubuição eléctrica é mais uniforme isso gera poupança.

Mas claro, pode não ser bem assim num navio.

Citação de: "Edu"
No caso dos Type 45, a escolha desse tipo de propulsão prendeu-se com o facto de o navio ter uma enorme necessidade de energia electrica para alimentar os varios sistemas do navio. Assim, considerou-se preferível ter uma motores mais potentes que fornecem energia ao navio (funcionando como uma central electrica), e parte dessa energia é usada para propulsão. Nos porta-aviões a explicação será idêntica.
Eu também já ouvi que uma das razões para tal decisão foi o facto de os veios e as redutoras dos type 42 estarem sempre a dar problemas.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Junho 06, 2015, 10:54:08 pm
Nas caixas redutoras, nos veios e no ""sistema de helices"   ate não se perde muita energia
 
Num motor diesel maritimo
As Maiores perdas dão-se pela  exaustão (chaminé) e no sistema de  arrefecimento do motor,  cerca de 50%

  Va tudo a estudar:

   http://www.raeng.org.uk/publications/reports/future-ship-powering-options
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Junho 06, 2015, 11:57:30 pm
Todos os sistemas tem os prós e os seus contras mas para navios do tipo OPV  
  o sistema de propulsão escolhido por todo lado tem sido do tipo  combinado Diesel -Elétrico como nos  NPO`2000
 
 
 PS: imaginem um ataque EMP  O Type 45 ficaria  à deriva sem qualquer tipo de energia, o nosso NPO continuaria  a navegar tranquilamente!

   :mrgreen:  :mrgreen:  :mrgreen:  :mrgreen:  :mrgreen:  :mrgreen:  :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: PCartCast em Junho 07, 2015, 10:14:01 am
Citação de: "ICE 1A+"
Nas caixas redutoras, nos veios e no ""sistema de helices"   ate não se perde muita energia
Por melhor que o veio de transmissão esteja oleado, há sempre frcção, ou seja, energia que simplesmente se perde na forma de calor. Se lhe adicionar engrenagens então ainda pior é.
 
Citação de: "ICE 1A+"
Num motor diesel maritimo
As Maiores perdas dão-se pela  exaustão (chaminé) e no sistema de  arrefecimento do motor,  cerca de 50%

  Va tudo a estudar:

   http://www.raeng.org.uk/publications/reports/future-ship-powering-options
Ice, estou a falar de energia cinética, ou seja, movimento. Mais concretamente a conversão de energia potencial (combustível armanezado, para energia cinética, através da combustão.

Isso dos gases da chaminé são sub-produtos da reacção de combustão. Quanto ao arrefecimento do motor, tenho a certeza que uma ou duas bombas de circulação fazem bem o serviço, e até não gastam muita energia... Eléctrica.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: PCartCast em Junho 07, 2015, 10:19:25 am
Citação de: "ICE 1A+"
PS: imaginem um ataque EMP  O Type 45 ficaria  à deriva sem qualquer tipo de energia, o nosso NPO continuaria  a navegar tranquilamente!

Já ouviste falar em blindagem de cablagem? Pois eu já os instalei... A cablagem blindade existe mesmo para proteger das interferências electro-magnéticas. E quanto aos estatores, desculpe, motores elétricos, de certo que não são montados em qualquer lado, mas bem protegidos para prevenir isso mesmo que você referiu.

De uma forma genérica duvido que os Type 45 ficassem KO com um ataque electro-magnético.

Cumps.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Edu em Junho 07, 2015, 06:34:47 pm
Citação de: "PCartCast"
De uma forma genérica duvido que os Type 45 ficassem KO com um ataque electro-magnético.

Tenho de concordar, os britânicos não são nenhuns amadores na construção de navios. As Type 45 não estarão certamente menos protegidas que os NPO2000 relativamente a ataques EMP.

Citação de: "PCartCast"
Citação de: "ICE 1A+"
Nas caixas redutoras, nos veios e no ""sistema de helices"   ate não se perde muita energia
Por melhor que o veio de transmissão esteja oleado, há sempre frcção, ou seja, energia que simplesmente se perde na forma de calor. Se lhe adicionar engrenagens então ainda pior é.


Ser estiver-mos só a falar de veios e caixas redutoras "simples" as perdas mecânicas serão muito reduzidas. Possivelmente inferiores a 10 ou mesmo 5%, longe dos tais 20 a 40% que você afirmou. As perdas tornam-se maiores se houver caixas de velocidades, embraiagens e outros componentes de transmissão mais complexos. Por exemplo num sistema que tenha de transmitir potência de varias fontes diferentes (motores diesel e turbinas diferentes) para o mesmo conjunto de veios, do género de sistemas CODAG, CODAD, COGAG, acredito que as perdas por transmissão já sejam maiores, mas ainda assim nunca 40%, mesmo 20% acho já muito.

E já agora lembre-se de uma coisa PCartCast, é também necessária a transmissão entre o motor de combustão e o gerador, muitas vezes também com caixa redutora. E depois volta a ser precisa transmissão do motor eléctrico para o hélice. Também aqui existirão perdas mecânicas. E isto sem falar nas perdas de conversão e transporte da energia eléctrica, estas perdas serão sempre superiores à mecânicas de um veio e caixa redutora simples.

Torna-se mais eficiente passar para transmissão eléctrica quando queremos distribuir a potência para um numero elevado de propulsores, o que necessitaria de transmissões mecânicas extremamente complexas. Para navios que se queiram com mais capacidade de manobra que se queiram com pods de hélices distribuidos pelo casco e que sejam direccionáveis, aí faz certamente sentido transmissão eléctrica.

Nas locomotivas faz também sentido pois normalmente é necessário distribuir potência por um numero elevado de eixos. Um sistema mecânico seria muito complexo, e aí sim com perdas mais elevadas, assim faz mais sentido transmissão eléctrica. Outro motivo é que as locomotivas com transmissão mecânica precisariam de caixa de velocidades. Ora uma caixa de velocidades para potências na ordem dos 5000kW seria algo extremamente complexo e pesado. Com transmissão eléctrica elimina-se a necessidade de caixa de velocidades.

Ora os navios, normalmente, não precisam de caixa de velocidades, com excepção por exemplo de sistemas CODAG e semelhantes, mas não é o caso do NPO.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Junho 08, 2015, 07:30:11 pm
Citar
(combustível armanezado, para energia cinética, através da combustão.


  Volto a dizer-lhe;  50%  dessa energia é gasta no funcionamento do próprio motor!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Edu em Junho 08, 2015, 07:41:09 pm
Citação de: "ICE 1A+"
Citar
(combustível armanezado, para energia cinética, através da combustão.


  Volto a dizer-lhe;  50%  dessa energia é gasta no funcionamento do próprio motor!

Se estivermos a falar na energia contida no combustivel até é bem mais do que 50% desperdiçada. Nos motores de navios a eficiência do ciclo termodinâmico andará entre os 30% e 45% (isto se não for menos), ou seja entre 55% a 70% da energia gerada na combustão vai para barulho e aquecimento.

Se estivermos a falar na potência disponível no eixo, é como o que o ICE está a dizer, 50% ou mais vai para refrigeração, lubrificação e outros acessórios necessários ao funcionamento continuo do motor.

Só a titulo de exemplo o motor do conhecido desportivo da Bugatti, o Veyron, produz no eixo cerca de 4000 cavalos, 3000 são gastos no funcionamento das válvulas, lubrificação, refrigeração, etc. No final vai para a transmissão 1000 e tal cavalos. Num navio penso que o motor tenha menos perdas, mas os números não devem fugir muito daqui.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Junho 08, 2015, 08:30:37 pm
A eficiência (termodinâmica) de uma máquina diesel anda à volta dos 35%. Para gasolina não me recordo, mas acho que anda na casa dos 20 a 25%. Já uma turbina é muito mais eficiente.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Edu em Junho 08, 2015, 11:54:00 pm
Citação de: "NVF"
A eficiência (termodinâmica) de uma máquina diesel anda à volta dos 35%. Para gasolina não me recordo, mas acho que anda na casa dos 20 a 25%. Já uma turbina é muito mais eficiente.

Mesmo dentro do mesmo tipo de motor as eficiências variam muito, os grandes motores Diesel a dois tempos sobrealimentados Wärtsilä-Sulzer RTA96-C alcançam eficiências termodinâmicas acima dos 50%. Tanto quanto sei são os motores navais mais eficientes que se pode colocar num navio. Motores Diesel de menores dimensões têm eficiências menores, por vezes abaixo dos 30%.

Turbinas de gás para navios têm eficiências na ordem dos 35% a 40%, a titulo de exemplo a LM2500+, versão melhorada e mais eficiente da turbina que equipa as Vasco da Gama, tem uma eficiência de cerca de 39%. A LM6000PC, turbina mais eficiente da GE, anda um pouco acima dos 40% de eficiência termodinâmica.

Claro que o topo da eficiência termodinâmica se encontra em turbinas a gás de ciclo combinado, onde os gases de escape são ainda utilizados para a ebulição de água que move uma turbina a vapor adicional. Neste caso a eficiência termodinâmica ultrapassa em alguns casos os 60%.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Junho 09, 2015, 05:15:10 am
EDU

 Dei um like no teu post porque tu  escolheste, de facto o motor diesel mais eficiente do mundo,
 apenas com um à parte a versão de 14 cilindros  desse motor pesa  quase  mais 1000 (MIL)  toneladas que um NPO`2000

    :D
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: zawevo em Junho 15, 2015, 09:56:35 pm
Querem rir um pouco?
Vejam o que o Poder Naval escreveu sobe os novo patrulhas oceânicos:

Portugal gastará 77 milhões de Euros em dois NaPaOc com capacidade ASW

Ler o artigo completo aqui
http://www.naval.com.br/blog/2015/06/15 ... idade-asw/ (http://www.naval.com.br/blog/2015/06/15/portugal-gastara-77-milhoes-de-euros-em-dois-napaoc-com-capacidade-asw/)

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: nelson38899 em Junho 15, 2015, 10:15:58 pm
Olha que não é treta, ainda há pouco tempo a janes dizia o mesmo

http://www.janes.com/article/51922/portugal-to-buy-two-more-opvs

as proprias stanflex se não me engano também trouxeram isso.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Junho 15, 2015, 10:24:01 pm
Citação de: "nelson38899"
Olha que não é treta, ainda há pouco tempo a janes dizia o mesmo

http://www.janes.com/article/51922/portugal-to-buy-two-more-opvs

as proprias stanflex se não me engano também trouxeram isso.

A piada está aqui..

Citar
também os almirantes portugueses pediram a seus projetistas uma nova classe de navio-patrulha oceânico, de 1.870 toneladas – derivado da classe Viana do Castelo (de 1.750 toneladas)

:)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Alvalade em Junho 15, 2015, 10:36:56 pm
Citação de: "nelson38899"
Olha que não é treta, ainda há pouco tempo a janes dizia o mesmo

http://www.janes.com/article/51922/portugal-to-buy-two-more-opvs

as proprias stanflex se não me engano também trouxeram isso.

1- Aquele momento em que já ninguem liga ao Poder Naval usar informações externas (para não lhe chamar pior) sem colocar as fontes.

Citar
They are armed with a Oto Melara MARLIN WS (Modular Advanced Remotely-controlled Lightweight Naval Weapon Station) armed with a 30 mm Orbital ATK Mk44 Bushmaster automatic cannon and rails for Mk55 Mk2 anti-submarine mines.

Citar
As embarcações da nova série de patrulheiros oceânicos portugueses serão equipadas com uma estação de operação remota Marlin WS fabricada pela Oto Melara, que irá controlar um canhão Orbital ATK Mk.44 Bushmaster, de 30 mm, além de receber suportes para metralhadoras pesadas e trilhos para as minas Mk.55 Mk.2.

 :roll:

2- Não há novidade nenhuma, os NPO atuais também estão preparados para receber as calhas.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: nelson38899 em Junho 27, 2015, 10:22:19 pm
Não sei se deveria pôr aqui, ou não, mas achei a ideia muito interessante

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.oborona.ru%2Fdyn_images%2Fimg16055.jpg&hash=0c40aafcdc8ae6bb303ee316dae6abb8)

http://www.oborona.ru/includes/periodics/navy/2015/0625/140716058/detail.shtml
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Julho 05, 2015, 01:41:39 pm
a título de curiosidade, o novo OPV polaco:


Citar
Polish Navy Offshore Patrol Vessel ORP SLAZAK Christened and Launched
 
Our colleagues from polish website Defence 24 announce that the christening and launching ceremony for ORP Slazak, a new Offshore Patrol Vessel (OPV) for the Polish Navy, took place yesterday at the Dgynia Naval Shipyard. Read the full article and see the nice picture gallery published by Defence 24.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.navyrecognition.com%2Fimages%2Fstories%2Fnews%2F2015%2Fjuly%2FORP_Slazak_Polish_Navy_M_Dura.jpg&hash=6bb0c0c7df2044ce737e8d1f2ceb6f1b)
      Polish Navy OPV ORP SLAZAK during the ceremony yesterday. Picture: M. Dura/Defence24.pl
          
ORP Slazak is expected to conduct the following missions:
» Destroying naval and aerial targets, smaller vessels and asymmetric threats;
» Patrolling and protecting sea communication routes and harbour approach paths;
» Escorting and protecting commercial vessels;
» Monitoring sea routes, as an element of international forces;
» Anti-pirate operations;
» Providing support and cooperating with Special Forces;
» Functioning as an ad hoc base for helicopters;
» Taking part in humanitarian and environment-protection operations.

Standard displacement mass of the vessel is to be as much as 1800 tonnes, total length – 95.2 m, width – 13.5 m, height to the level of the board – 9.35 m, displacement – 3.6 m. The ship is to be able to operate autonomously for a period of 30 days.

The weapon suite will consists in:
» 1x Oto Melara 76mm main gun
» 2x Oto Melara Marlin WS 30mm remote weapon stations
» 4x GROM Short range surface to air missile launchers
» 4x 12.7 mm machine guns

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.navyrecognition.com%2Fimages%2Fstories%2Fnews%2F2014%2Fmarch%2FORP_Slazak_Polish_Navy_Thales.jpg&hash=f6d9fa76575e3fec78eeb348e5376719)
The future Polish Navy ORP SLAZAK is the successor of the GAWRON multipurpose corvette programme. Picture: Thales
          
It was announced in March 2014 that the Polish Ministry of National Defence and Thales signed a contract for the delivery of the integrated combat system and related acceptance activities on board the ORP SLAZAK Patrol Vessel. The system will be fully operational in 2016. The vessel is the successor of the GAWRON multipurpose corvette programme.

In the scope of this contract, Thales will deliver main combat system components such as the TACTICOS Combat Management System, SMART-S Mk2 surveillance radar, STING-EO Mk2 (currently named the STIR 1.2 EO Mk2) fire control radar, MIRADOR electro-optical observation and fire control system and LINK 11/16 tactical data link system. Thales is also responsible for the combat system integration related to other systems to be installed on board the vessel,such as weapons, communication and navigation systems,as well as several third party-supplied sensors.

http://www.navyrecognition.com/index.ph ... ew&id=2871 (http://www.navyrecognition.com/index.php?option=com_content&task=view&id=2871)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Julho 07, 2015, 09:10:27 am
Ou seja, uma corveta!

 Actualmente chamam fragatas aos destroyers,   podem bem chamar OPV a uma corveta
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Julho 07, 2015, 12:15:24 pm
Os dinamarqueses inicialmente designavam as suas novas fragatas como "patrulhas"
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Julho 08, 2015, 03:11:31 pm
Citação de: "P44"
Os dinamarqueses inicialmente designavam as suas novas fragatas como "patrulhas"


 A tendência tem sido essa!
 se reparares as F100  Espanholas  estão mais próximas de ser um destroyer que uma fragata.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Setembro 08, 2015, 05:50:28 pm
Citar
Construção de navios em Viana do Castelo "vai criar emprego"

Ministro da Defesa afirma que a aprovação do Tribunal de Contas do contrato para a cosntrução de dois navios-patrulha oceânicos vai possibilitar gerar mais emprego


O ministro da Defesa Nacional, José Pedro Aguiar-Branco, afirmou esta terça-feira que a aprovação do Tribunal de Contas do contrato para a construção de dois navios-patrulha oceânicos em Viana do Castelo vai possibilitar gerar mais emprego.
“A construção de mais dois navios patrulha oceânicos em Viana do Castelo é a expressão da manutenção da construção naval em Viana do Castelo, como nós sempre dissemos, e mais importante, vai possibilitar ainda criar mais emprego, porque vai gerar mais emprego”, afirmou o ministro em declarações à Lusa.

O Tribunal de Contas aprovou o contrato para a construção de dois navios-patrulha oceânicos (NPO) no valor de 77 milhões de euros, adjudicado aos estaleiros navais ‘West Sea’, informou o ministro.

A entrega dos NPO acontecerá até 2018, acrescentou.

Aguiar-Branco defendeu ainda “esta decisão do Tribunal de Contas é uma resposta a todos aqueles que tentaram denegrir esta decisão, inclusivamente invocando-a como sendo uma decisão que não tinha uma lógica de legalidade”.

Em junho, a Marinha foi autorizada a adquirir os dois navios-patrulha "por negociação", e não por concurso, face à “urgência imperiosa” de dispor das embarcações até ao ano 2018, empreitada ganha no final de julho pelo consórcio liderado pela Martifer.

Na altura foi dito que o contrato adjudicado aos estaleiros navais West Sea, detidos a 100% pela Martifer, em consórcio com a Edisoft, teria ainda de passar pelo crivo do Tribunal de Contas.

Estes navios integravam uma encomenda inicial de oito, que foi assumida em 2004 pelo Ministério da Defesa, para substituir a frota de corvetas da Marinha portuguesa com 40 anos de serviço, mas revogada em 2011 pelo atual Governo.

A construção dos dois NPO nos estaleiros da West Sea foi anunciada pelo primeiro-ministro, em maio passado.

http://www.tvi24.iol.pt/economia/govern ... ar-emprego (http://www.tvi24.iol.pt/economia/governo/construcao-de-navios-em-viana-do-castelo-vai-criar-emprego)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 07, 2015, 11:09:12 am
Os nossos NPO querem-se baratos e para cumprir missões à "Guarda Costeira". Um canhão de 76 para SAR e para controlar os pescadores?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: nelson38899 em Outubro 07, 2015, 11:22:32 am
Esta discussão vai dar uma volta de 360º, ou seja, vamos voltar ao mesmo.

Os NPOs já estão bem para aquilo que fazem!

Não sonhem em fazer deles modelos para futuras fragatas. Portugal Nunca irá investir dinheiro nisso.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Outubro 07, 2015, 02:10:53 pm
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Os nossos NPO querem-se baratos e para cumprir missões à "Guarda Costeira". Um canhão de 76 para SAR e para controlar os pescadores?

Guarda Costeira na Costa Africana? Na costa da América do Norte?? Em pleno mediterrâneo?

Acho que o camarada Cabeça não tem seguido o percurso dos NPO's.

Na minha humilde opinião, o ideal seria com 76 ou mesmo 57 m, os NPO's com só 1 30mm está mais que sub-armado...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Outubro 07, 2015, 02:42:57 pm
Continuo a não perceber porque uma marinha limitada como a Portuguesa não constrói navios modulares.  Mesmo que não fossem tão abrangentes como os SF300 poderiam trocar o equipamento e armamento conforme as missões e fazer desminagem (sem levar um contentor no deck do helicóptero), balizagem, patrulha marítima e actuar em missões de baixa intensidade como anti-pirataria . Em compensação investimos 50 milhões em dois navios que fazem um terço das missões dos dinamarqueses e tem um custo superior a um Sf300 mais 3 módulos de missão. E vamos investir mais 77 milhões no mesmo (comparemos com os OPV 80 Chilenos, entre 44 e 54 milhões Usd cada, com hangar, peça de 40 mm sendo que a partir do terceiro terá a de 76mm e se necessário está preparado de raiz para receber uma panóplia de armamento). Enfim, mentalidades e ideias mais que ultrapassadas ...  :shock:
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.roset.cat%2Fblog%2Fwp-content%2Fuploads%2F2010%2F06%2FFLYVEFISKEN.jpg&hash=def44f99e84f0fcb0444c73bcd0df461)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fimg833.imageshack.us%2Fimg833%2F1577%2Fopv80.jpg&hash=eecf84d45dfcf78cf5a6ad4a7006aeb4)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 07, 2015, 02:53:34 pm
Citação de: "Crypter"
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Os nossos NPO querem-se baratos e para cumprir missões à "Guarda Costeira". Um canhão de 76 para SAR e para controlar os pescadores?

Guarda Costeira na Costa Africana? Na costa da América do Norte?? Em pleno mediterrâneo?

Acho que o camarada Cabeça não tem seguido o percurso dos NPO's.

Na minha humilde opinião, o ideal seria com 76 ou mesmo 57 m, os NPO's com só 1 30mm está mais que sub-armado...

A Guarda Costeira Norte-Americana não faz patrulhas só nos EUA e em qualquer caso houve alguma necessidade de haver mais armamento em qualquer dessas operações?

Citação de: "mafets"
Continuo a não perceber porque uma marinha limitada como a Portuguesa não constrói navios modulares.  Mesmo que não fossem tão abrangentes como os SF300 poderiam trocar o equipamento e armamento conforme as missões e fazer desminagem (sem levar um contentor no deck do helicóptero), balizagem, patrulha marítima e actuar em missões de baixa intensidade como anti-pirataria . Em compensação investimos 50 milhões em dois navios que fazem um terço das missões dos dinamarqueses e tem um custo superior a um Sf300 mais 3 módulos de missão. E vamos investir mas 77 milhões no mesmo (comparemos com os OPV 80 Chilenos, entre 44 e 54 milhões Usd cada, com hangar, peça de 40 mm sendo que a partir do terceiro terá a de 76mm e se necessário está preparado de raiz para receber uma panóplia de armamento). Enfim, mentalidades e ideias mais que ultrapassadas ...  :shock:
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.roset.cat%2Fblog%2Fwp-content%2Fuploads%2F2010%2F06%2FFLYVEFISKEN.jpg&hash=def44f99e84f0fcb0444c73bcd0df461)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fimg833.imageshack.us%2Fimg833%2F1577%2Fopv80.jpg&hash=eecf84d45dfcf78cf5a6ad4a7006aeb4)

Saudações

Em relação ao custo não vou comentar porque não sei o que está por detrás disso tudo, mas em relação a haver uma certa modularidade nos NPO... acho que seria um caso a ser pensado. Por exemplo em vez de construir 2 NPO especificamente para a missão de combate à poluição, haveria módulos para isso mesmo que poderia ser colocado em qualquer NPO.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Outubro 07, 2015, 03:37:31 pm
Citação de: "Cabeça de Martelo"

Em relação ao custo não vou comentar porque não sei o que está por detrás disso tudo, mas em relação a haver uma certa modularidade nos NPO... acho que seria um caso a ser pensado. Por exemplo em vez de construir 2 NPO especificamente para a missão de combate à poluição, haveria módulos para isso mesmo que poderia ser colocado em qualquer NPO.
Alguém já perguntou para quê os dois NPO vão manter o deck do helicóptero se só existem Lynx para as fragatas (nem nunca vi nenhum a aterrar no deck, na volta nem está certificado)   :wink:
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.emgfa.pt%2Fuseruploads%2Fimages%2Fffoz29.06.15_b.jpg&hash=526eefb057582d337ad3135c1e8b5a0b)
Os OPV80 é uma questão anterior aos NPO 2000. Os Chilenos estavam entre os 43 e os 47 milhões USD e já vinham de raiz com a peça de 40mm, hangar para helicóptero e a possibilidade de ir ao estaleiro e receber sensores e armamentos que o transformavam praticamente numa corveta. Com a peça de 76 mm esses navios subiram actualmente para os 54 milhões USD, ao contrário dos NPO que vão ficar nos 77 milhões as duas unidades, pelo que se não se fez, muito menos agora se irá fazer esse percurso.
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2F3.bp.blogspot.com%2F-3H_gxj4dHNw%2FVcwJUhE1AXI%2FAAAAAAAAKKk%2FB8lGdRh_H8A%2Fs1600%2FOPV-80%252BARC%252B7%252Bde%252BAgosto.jpg&hash=1f02e8007fbe1384fe3a2ec925974982)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Outubro 07, 2015, 03:52:54 pm
Mandar um navio 'fortemente' armado com um canhão de 30 mm para o largo da Libia não faz sentido nenhum. Até agora (que se saiba), não foi necessário o emprego de armas nessas missões pelo que é  de questionar se os NPO's não deviam ser desarmados de todo.  :mrgreen:

Mas há que ter calma, porque estão a ser preparados três navios mais musculados para as tais missões ditas de guarda costeira. Vão ter canhão de 100 mm, Sea Sparrow, Harpoon, torpedos, CIWIS, helis, canhões de 20 mm e metralhadoras. Com uns zebros e fuzos extra, então tornam-se em autênticos mini-LPDs. E com uns tanques auxiliares, às tantas ainda substituem o Bérrio.

O único senão: têm uma guarnição um pouco maior que o habitual para este tipo de NPO. No entanto, se removerem alguns dos equipamentos e armamentos desnecessários para missões de guarda costeira — todos os misseis e torpedos — é capaz de se reduzir a guarnição de 180 para 140, ou mesmo, 120 elementos.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Outubro 07, 2015, 04:03:08 pm
Citação de: "NVF"
Mas há que ter calma, porque estão a ser preparados três navios mais musculados para as tais missões ditas de guarda costeira. Vão ter canhão de 100 mm, Sea Sparrow, Harpoon, torpedos, CIWIS, helis, canhões de 20 mm e metralhadoras. O único senão: têm uma guarnição um pouco maior que o habitual para este tipo de NPO. No entanto, se removerem alguns dos equipamentos e armamentos desnecessários para missões de guarda costeira — todos os misseis e torpedos — é capaz de se reduzir a guarnição de 180 para 140, ou mesmo, 120 elementos.
Naa. Fazem é como a Marinha Argentina e transformam os navios em "mini-lpd", com espaço para muito fuzileiro, bote zebro e quiçá um anfíbio com garagem em metade do hangar. Com 3 até podemos socorrer um Golpe de Estado em Cabo-verde ou na Guiné- Bissau.  :twisted:
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2F1.bp.blogspot.com%2F-OO3GSZV8jMk%2FU6mTP64wLfI%2FAAAAAAAAAUs%2Fxq-LmAVe9aE%2Fs1600%2FARA%2BHercules.jpg&hash=326265f95ce21c7c671a29233ad725f0)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fk36.kn3.net%2FFB8C547F0.jpg&hash=04abfe434b982e690453ed1a895067f2)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.gacetamarinera.com.ar%2Farchivos%2Fnotas_imgs%2F341_is3_g.jpg&hash=f4edf7cf51d53abe1151ae38ee99e294)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ffotos.subefotos.com%2Ff0d49f7919ab726bfbba5590a7175412o.jpg&hash=079b17ce1d4d094ddf60fa42dc1b8fe9)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fk32.kn3.net%2Ftaringa%2F4%2F3%2F4%2F9%2F8%2F9%2F3%2Ffedericohus%2F3AF.jpg&hash=1a442a05fbf01131ab1f510d2b8b1b98)

Saudações  :twisted:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Outubro 07, 2015, 04:17:43 pm
Com três como os nossos, os argentinos tomavam as Malvinas  :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 07, 2015, 04:21:51 pm
Já que estamos numa de faz de conta:

 :arrow: http://products.damen.com/en/ranges/cro ... sover-131a (http://products.damen.com/en/ranges/crossover/crossover-131a)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Outubro 07, 2015, 04:26:25 pm
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Citar
Acho que o camarada Cabeça não tem seguido o percurso dos NPO's.

Na minha humilde opinião, o ideal seria com 76 ou mesmo 57 m, os NPO's com só 1 30mm está mais que sub-armado...

A Guarda Costeira Norte-Americana não faz patrulhas só nos EUA e em qualquer caso houve alguma necessidade de haver mais armamento em qualquer dessas operações?

Isso não sei. Mas vá ver lá o que eles têm montado na proa ;)!  Podem não ser precisas, mas se precisarem, está la.. o que não acontece nos nossos NPO's.

Alias penso que o saudoso chaimites chegou a discutir sobre a validade, ou não, da munição 30mm num navio comercial (já não falo em navios militares). Não sei para que lado caiu ...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Outubro 07, 2015, 05:00:12 pm
Citação de: "Crypter"
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Citar
Acho que o camarada Cabeça não tem seguido o percurso dos NPO's.

Na minha humilde opinião, o ideal seria com 76 ou mesmo 57 m, os NPO's com só 1 30mm está mais que sub-armado...

A Guarda Costeira Norte-Americana não faz patrulhas só nos EUA e em qualquer caso houve alguma necessidade de haver mais armamento em qualquer dessas operações?

Isso não sei. Mas vá ver lá o que eles têm montado na proa ;)!  Podem não ser precisas, mas se precisarem, está la.. o que não acontece nos nossos NPO's.

Alias penso que o saudoso chaimites chegou a discutir sobre a validade, ou não, da munição 30mm num navio comercial (já não falo em navios militares). Não sei para que lado caiu ...
Atenção que a frota da guarda costeira americana é vasta. Os Cutters maiores ou mesmo médios operam bastantes com peças de 76mm e outro armamento como CIWS retiradas das Perry mas por exemplo diversas classes de Cutters médios como o USCGC Reliance (64 metros) ou o USCGC Alex Haley ( 86 metros) operam a MK38 de 25 mm.
Citar
https://en.wikipedia.org/wiki/USCGC_Reliance_(WMEC-615)

https://en.wikipedia.org/wiki/USCGC_Alex_Haley_(WMEC-39)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/e/e9/USCGC_Reliance_WMEC-615.jpg/800px-USCGC_Reliance_WMEC-615.jpg)
(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/6/63/USCGC_Alex_Haley.jpg)
Recordo-me desse debate mas só vendo para que lado pendeu. De qualquer forma existem embarcações menores por que complementam o baixo calibre com misseis como o Griffit/Hellfire.  
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.naval.com.br%2Fblog%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F04%2Fgriffin-mk-60-griffin-04-2014-580x413.jpg&hash=c9323c40205e5573eea26c94f2e37d7e)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fimg8.imageshack.us%2Fimg8%2F9537%2Fimg7052e.jpg&hash=567eb1b67e674ac764aa41618248d349)

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Outubro 08, 2015, 10:53:09 pm
perguntaram por que motivo os npo's mantem o deck de voo.    Eu respondo: porque os npo's foram equipados para efetuarem manobras de helicopteros diurnas e noturnas. nao tem helicoptero organico nem hangar, mas imaginem: um npo no meio do Atlantico premite duplicar o raio de acao de um EH 101. Se for um EH 101 so pode reabastecer em voo, mas se for um Linx podem parar para uma mija e esticar as pernas!!! :D
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Outubro 10, 2015, 01:45:25 pm
Citação de: "ICE 1A+"
perguntaram por que motivo os npo's mantem o deck de voo.    Eu respondo: porque os npo's foram equipados para efetuarem manobras de helicopteros diurnas e noturnas. nao tem helicoptero organico nem hangar, mas imaginem: um npo no meio do Atlantico premite duplicar o raio de acao de um EH 101. Se for um EH 101 so pode reabastecer em voo, mas se for um Linx podem parar para uma mija e esticar as pernas!!! :D
E está certificado para tal? É que consta que nem o Lynx nunca aterrou num NPO (estará certificado apenas para, além das fragatas, operar do Bérrio), como inclusive o equipamento para reabastecimento dos helicópteros, seja em voo ou na coberta, não está instalado (oxalá esteja enganado e atenção que existe uma diferença entre ter, manter e estar certificado para tal :roll:  :roll:
Citar
http://www.operacional.pt/uma-manha-no-%E2%80%9Cviana-do-castelo%E2%80%9D-i/
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2F1.bp.blogspot.com%2F-WotIEJ25jzU%2FVIgn4q1KZEI%2FAAAAAAAAM7A%2FSr25QUVQw5I%2Fs1600%2F05122014_Alfeite_noticia.jpg&hash=18272469fa3b7496ebb8797c71861e92)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.operacional.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2011%2F05%2F9-dsc_0609-copy.jpg&hash=2cf407518f273e5e63e4cbd9aa60e11b)

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Outubro 10, 2015, 02:49:12 pm
Este Deck não é de um NPO?

(https://scontent-mad1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xtp1/v/t1.0-9/12036686_1007701575917692_6643347576593726074_n.jpg?oh=f39c3968e3aff3a950c8fe4c42e7f6ec&oe=56916056)

Será que chegou a aterrar? Esta foto é do Exercício SEABORDER onde estava o NRP FIgueira da Foz.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 10, 2015, 03:27:47 pm
Parece-me de um NPO, mas não parece-me que vá aterrar, visto ver-se um militar a correr em direcção à zona que seria de aterragem.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 10, 2015, 04:33:24 pm
Acredito que sim.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Outubro 10, 2015, 06:00:11 pm
e o equipamento foi instalado para servir de enfeite tipo arvore de natal??
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 10, 2015, 06:16:25 pm
O NPO tem isso, certo?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Outubro 11, 2015, 05:44:27 pm
Ou mais um capítulo da já longa saga "A aversão aos meios de asa rotativa nas forças armadas e de segurança portuguesas". Obra escrita em simultâneo com "A aversão aos meios aéreos pesados próprios de combate a incêndios".

EDIT: corrigido por sugestão do tenente.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Outubro 12, 2015, 12:54:15 pm
Correctíssimo, camarada tenente!  :G-beer2:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Outubro 14, 2015, 12:12:44 am
Citação de: "tenente"
Alguém sabe se já se iniciou a construção do segundo par de Navios da Classe Viana do Castelo ? :roll:

Cumprimentos

Se os Comunistas, como se configura, tomarem o governo (assim como os bloquistas) receio que a construção seja adiada indefinidamente..

Anda no ar muito a palavra "Nacionalizar"...

Viva o PREC!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Outubro 14, 2015, 04:18:06 am
Estou-me nas tintas para o PC e, por conseguinte, não conhecia a posição desse partido relativamente à questão ENVC/NPO. 30 segundos no Google revelam que afinal a posição deles não difere grandemente daquilo que penso ser a posição da maioria dos membros do FD que se manifestaram. Se eles vierem a fazer parte de um governo, espero que tenham pelo menos um secretário de Estado dedicado a esta questão  :mrgreen:

Citar
Projeto de Resolução n.º 1577/XII/4.ª
Recomenda ao Governo a resolução da subconcessão dos ENVC à Empresa West Sea e elabore um plano de viabilização dos ENVC a partir da construção dos NPO para a Marinha Portuguesa

A Resolução do Conselho de Ministros nº 35-A/2015, de 8 de junho de 2015, autoriza a “Marinha a realizar a despesa relativa à aquisição de dois navios-patrulha oceânicos da classe “Viana do Castelo”. Nesta resolução está previsto que a construção dos referidos dois navios seja efetuada “até ao montante máximo de 77 000 000, 00 EUR”, valor que será acrescido de “IVA à taxa legal em vigor”. Para tanto, está a Marinha autorizada a recorrer ao “procedimento por negociação sem publicação de anúncio, com consulta às sociedades comerciais WEST SEA S.A., e EDISOFT S.A., em regime de consórcio a construir no momento de adjudicação.” Ou seja, o que esta resolução determina é que o concurso seja efetuado por ajuste direto à empresa a quem o Governo entregou o que restou dos ENVC.

Esta decisão torna ainda mais atuais e pertinentes as conclusões que o PCP fez no final dos trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito para Apuramento das Responsabilidades pelas Decisões que Conduziram ao Processo de Subconcessão dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo de que a opção do Governo de cancelar as encomendas para a Marinha Portuguesa (seis NPO e cinco lanchas de fiscalização costeira), foi uma decisão deliberada e foi determinante para o encerramento dos ENVC.

No âmbito da Lei de Programação Militar, e com o objetivo de dotar a Marinha de Guerra com os meios indispensáveis para a defesa e patrulhamento das águas territoriais nacionais e da vasta zona económica exclusiva portuguesa, foiencomendada aos ENVC a construção de oito navios de patrulha oceânica (NPO), sendo dois deles de combate à poluição, com opção por mais três, bem como de cinco lanchas de fiscalização costeira. O contrato foi assinado em 2009, e ascendia ao montante de 500 milhões de euros. Por dificuldades relacionadas com a execução do projeto, não apenas imputáveis aos ENVC, os prazos de entrega dos primeiros NPO não foram cumpridos e o custo da respetiva construção foi largamente excedido, sem que os ENVC tenham sido ressarcidos desse aumento de custos.

A construção dos navios Viana do Castelo e Figueira da Foz foi deficitária para os ENVC. Porém, existe o reconhecimento unânime da excelência desses navios e de que, passadas as dificuldades da construção do protótipo, a empresa ficou em condições de construir os navios seguintes em termos lucrativos.
Foi também reconhecida a forte possibilidade de construir NPO para outros países, dada a evidente excelência dos navios construídos. Aliás, haviam sido adquiridos materiais para prosseguir com a construção de mais NPO, e também de navios de combate à poluição. Porém, em setembro de 2012, o Governo PSD/CDS, pela mão do Ministro da Defesa o Dr. Aguiar Branco, decidiu cancelar a encomenda dos seis NPO em falta (e também dos NPC, os navios de combate à poluição) e das cinco lanchas de fiscalização costeira, que implicariam pagamentos aos Estaleiros da ordem de 57 milhões de euros em 2013 e de 38 milhões em 2014.

Esta decisão constituiu um rude golpe para os ENVC, na medida em que correspondeu ao cancelamento da maior encomenda de que a empresa dispunha. E constituiu um duro golpe para o país, na medida em que as vastas águas territoriais e zona económica exclusiva carecem de uma fiscalização que os atuais meios da Marinha não estão em condições de assegurar, sendo reconhecido o défice de fiscalização da vasta área adjacente às regiões autónomas.

O PCP sempre defendeu que o Governo nada fez para defender e preservar os Estaleiros Navais de Viana do Castelo, nomeadamente no capítulo das Ajudas de Estado/ Auxílios Estatais e a resposta enviada pela Comissão Europeia a uma pergunta dirigida pelos Deputados do PCP ao Parlamento Europeu confirma-o mais uma vez. A resposta é clara “ as autoridades portuguesas [no âmbito do procedimento formal de investigação ] não invocaram o artigo 346º, nº 1, alínea b) do TFUE, nos termos do qual qualquer Estado-Membro pode tomar as medidas que considere necessárias à proteção dos interesses essenciais de segurança e que estejam relacionadas com a produção ou comércio de armas, munições e material de guerra”, acrescentando que “tais medidas não devem alterar as condições de concorrência interna no que diz respeito aos produtos não destinados a fins especificamente militares.”

Para o PCP a Defesa Nacional, a fiscalização dos espaços marítimos sob jurisdição e salvaguarda da vida humana constitui parte da missão da Marinha. Assim como defendemos que a necessidade de navios capazes para o desempenho de tais atribuições poderia constituir uma oportunidade para revitalizar os ENVC e alcançar o indispensável reequilíbrio financeiro e desta feita ter-se viabilizado uma empresa fundamental para a região e para o país.
A decisão de entregar agora, nesta negociata sem concurso público, a construção dos dois NPO, aos privados que ficaram com a subconcessão dos ENVC, vem provar que, não só eles são necessários, como ao decisão do Governo de adiar a sua construção teve o deliberado objetivo de criar uma situação dita inevitável nos ENVC, não utilizando todos os mecanismos de defesa que tinha ao seu dispor.

O PCP esteve na primeira linha da defesa da construção naval em Portugal pela manutenção e viabilização dos ENVC. O PCP considerou então que a defesa dos ENVC como empresa pública, bem como a defesa dos seus postos de trabalho e a consideração do valor estratégico único desta empresa para a economia nacional, não eram compatíveis com mais hesitações e delongas.

A manutenção dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo como empresa pública, a defesa dos seus postos de trabalho e a consideração do valor estratégico para a economia nacional terão que ser os objetivos centrais de um Plano de Viabilização dos ENVC.
Com esta decisão apressada por parte do Governo, confirma-se que as encomendas militares podem ser a base para a sua consolidação e evolução, a par da necessária melhoria da frota pesqueira e mercante do nosso país, bem como a penetração em outros mercados.
Neste sentido e nos termos regimentais e constitucionais aplicáveis, os Deputados abaixo assinados do Grupo Parlamentar do PCP propõem que a Assembleia da República adote a seguinte resolução:

Resolução

A Assembleia da República recomenda ao Governo que
1.Proceda à resolução da subconcessão dos ENVC à Empresa West Sea, estabelecido ao abrigo do Decreto-Lei n.º 98/2013, de 24 de julho;
2. Proceda, no prazo máximo de 60 dias, à identificação das condições necessárias à reintegração dos ENVC na esfera pública;
3- Elabore um Plano de Viabilização e de Reestruturação dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo a partir da construção dos NPO para a marinha.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Outubro 14, 2015, 05:34:59 am
Mas depoi 77 milhoes so dava para pagar um NPO! o outro era prejuizo! :2gunsfiring:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Outubro 14, 2015, 09:46:42 am
Citação de: "Crypter"
Citação de: "tenente"
Alguém sabe se já se iniciou a construção do segundo par de Navios da Classe Viana do Castelo ? :mrgreen:  ) e acaba nas pandur, com mais luvas à mistura, terminando no projecto do Navpol (mais 13 milhões). O segundo foi uma fúria de vendas (1 milhão e 800 mil por dois aviocar, ganhou 42 milhões com os F16 para a Roménia, tentou vender os NPO mais 2 Lynx aos Uruguaios por 120 milhões, etc), e denuncia de contratos (Pandur, torpedos, Nh90, suspensão dos NPO, etc) com muitos advogados à mistura por adjudicação directa nos múltiplos processos, não se sabendo no total o que se vai pagar. Mas situações como o Nh90 (0 em serviço), já vão em 77 milhões. Investiu ainda no KC390 (já vai em 40 milhões e não se sabe se se comprará algum) e poderá ainda ter que pagar a tal multa a Bruxelas por apoios indevidos aos antigos ENVC. Para completar o ramalhete temos o LPD (que afinal não vem), o dinheiro que se pensava ser para o Upgrade das fragatas, nicles e ainda temos passarem a 3 aquelas que vão para "serviços em zonas de baixa intensidade". Por ultimo, os Tejo que além dos 24 milhões para modernização não aparecerem, pelos vistos vão ter serviços mais mínimos ainda que as 3 Vdg. Assim por muito mau que seja um governo PS, CDU, BE, ser pior que estes dois "enterras" que levaram a perdas da defesa que podem ir ao aos 2000 milhões de euros é sem dúvida uma tarefa dificil. Refira-se que na Grécia e na Alemanha por verbas muito inferiores de luvas e corrupção, negócios ruinosos, etc, foi gente presa. E por cá quantos estão "de cana" pelos milhões perdidos na defesa?
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2F3.bp.blogspot.com%2F-5eI9bIWGrcI%2FUn1FHukQ9cI%2FAAAAAAAAFyk%2FqoNPCFac2LE%2Fs1600%2Faguiarbranco.PNG&hash=ced0c1a86574e0b0a923dbf64b3100f5)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fphotos1.blogger.com%2Fimg%2F244%2F4117%2F640%2Fmarinha.jpg&hash=0ea207f4512aabc10a46b335692dd53e)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: HSMW em Outubro 14, 2015, 11:30:05 am
Citação de: "Crypter"
Citação de: "tenente"
Alguém sabe se já se iniciou a construção do segundo par de Navios da Classe Viana do Castelo ? :roll:

Cumprimentos

Se os Comunistas, como se configura, tomarem o governo (assim como os bloquistas) receio que a construção seja adiada indefinidamente..

Anda no ar muito a palavra "Nacionalizar"...

Viva o PREC!

(https://scontent-mad1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xta1/v/t1.0-9/p720x720/12108290_1173370202678493_1735967087484551925_n.jpg?oh=856f7a21bbaa7c4b8dcf69e3cb8d2d3e&oe=569ADE7F)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 15, 2015, 10:38:08 am
Citação de: "miguelbud"
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Citação de: "ICE 1A+"
West Sea ganha concessao de estaleiros na Argelia em parceria com um empresa publica argelina. Esta dado o primeiro passo para a internacionalizacao da west sea! e desta que exportamos NPO

Mas o projecto do NPO não pertence à Marinha?

Sim pertence, antes de se proceder á liquidaçao dos ENVC, os projectos relativos ao rearmamento da Marinha (NPOs, LFC e Navpol) foram transferidos ou para a Marinha ou para a tutela. No entanto lembro-me que no passado, a Martifer assinou um protocolo com o estado portugues e/ou com a Marinha para internacionalizar o NPO (leia-se vendas ao estrangeiro).

Nao sei em que moldes a parceria será concretizada,ie, se a Martifer terá de pagar uma comissao ao estado por NPO construído, ou se futuros NPOs terao desconto, pois isso nunca foi falado.

No entanto, tendo em conta as sucessivas missoes empresariais enviadas á Argélia, o facto de eles estarem a reequipar as FA (em especial a Marinha), e o facto de parte do Navio poder ser construído localmente..... Creio que o NPO nunca esteve tao perto de ser internacionalizado  :arrow: viewtopic.php?f=16&t=10890&start=90 (http://www.forumdefesa.com/forum/viewtopic.php?f=16&t=10890&start=90)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Outubro 19, 2015, 07:02:35 pm
Citação de: "tenente"
Como, na minha opinião, deveriam ser os dois novos NPO's da MdGP:

 (https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2FComo%2520os%2520Novos%2520NPO%25202000%2520deveriam%2520ser_zpsyp9vvy9e.jpg&hash=5541af2ed857acc077be04ca0644bb6e)[/url]

Armados com a bofors 57mm e equipados com o hangar !!!
A grua e o Turco poderiam ser trocados de posição mantendo-se as originais dos dois primeiros NPO's.

https://www.thyssenkrupp-marinesystems. ... ssels.html (https://www.thyssenkrupp-marinesystems.com/en/patrol-vessels.html)

tenho dito :wink:  
Citar
https://es.wikipedia.org/wiki/Patrulleros_de_Zona_Mar%C3%ADtima
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi978.photobucket.com%2Falbums%2Fae269%2FAceofcombat_2010%2Fmarinerofuentealba.jpg&hash=7bb6d10727661330991067ac9aa2273d)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.infodefensa.com%2Farchivo%2Fimages%2F141112_opv_patrullero-oceanico_piloto-pardo_buque_ministerio-defensa-chile.jpg&hash=70acd34f888da0b497c6c49006ff4c06)
Citar
Entrega del OPV Marinero Fuentealva, armado com una pieza oto melara 76mm...

http://www.infodefensa.com/latam/2014/11/13/noticia-chile-confirma-construccion-cuarto-patrullero-oceanico-opv80.html

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Dezembro 04, 2015, 02:26:06 am
https://www.thalesgroup.com/sites/default/files/asset/document/edisoft_pr_npo_-_nov2015_uk.pdf (https://www.thalesgroup.com/sites/default/files/asset/document/edisoft_pr_npo_-_nov2015_uk.pdf)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Abril 04, 2016, 07:11:55 pm
Caro Tenente
Não esqueças que o cliente é a marinha Portuguesa,
Esse quando chegasse a portugal vinha com uma otomelara ws 30mm. estaleiros nao fabriam armas.... instalam  a que o cliente pede......
Depois com que ficavamos??? com um navio maior e com uma guarnição de 126 elementos para fazer exatamente o mesmo que faz o NPO 2000.......
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: nelson38899 em Abril 04, 2016, 09:33:18 pm
Citar
EDISOFT was selected by the Portuguese Navy to deliver the core technological
systems of two new Oceanic Patrol Vessels. To execute this contract, EDISOFT
joined with the shipyard West Sea. The consortium is expected to deliver these
vessels during the second half of 2018.

tanto tempo para construir um traineira!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Abril 05, 2016, 01:22:06 am
Dar jeito dava, e helicopteros?
Eu estava so a contextualizar com a nossa triste realidade!
Olha só o que fizemos com a classe Tejo.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Abril 05, 2016, 01:34:28 am
Citar
EDISOFT was selected by the Portuguese Navy to deliver the core technological
systems of two new Oceanic Patrol Vessels. To execute this contract, EDISOFT
joined with the shipyard West Sea. The consortium is expected to deliver these
vessels during the second half of 2018.

tanto tempo para construir um traineira!

Pcp e BE que tanto apreguavam a necessidade de navios para a marinha e para a industria nacional, agora que apoiam o governo em funções,  nunca mais ninguem os ouviu falar disso!
Onde estão agora os fundos para construir  os restantes navios da classe Viana do castelo?  e as lanchas........?
 >:(
É falta de vontade ou de dinheiro ou entao são outras as prioridades!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Abril 05, 2016, 10:01:04 am
Dar jeito dava, e helicopteros?
Eu estava so a contextualizar com a nossa triste realidade!
Olha só o que fizemos com a classe Tejo.

Completamente de acordo, a bela merda das decisões que se tomam por falta de dinheiro/vontade política !!!!!

Não me esqueço do caso dos subs da esquadrilha anterior, a operarem já no limite dos limites, pondo em grande risco as guarnições !!!!!!
Quanto a Helis nem que se operasse com  Alouette III...... digo eu, porque não ????


(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2Falouette_3_pk_361_zps4zmwz4vu.jpg&hash=2928c96d3a1ebc2abe57eb20481bc86b) (http://s1357.photobucket.com/user/jolumeme/media/alouette_3_pk_361_zps4zmwz4vu.jpg.html)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2Fsa316b_m31_zpsm2fwktms.jpg&hash=99695fabeb889228e7385747e8bbca6e) (http://s1357.photobucket.com/user/jolumeme/media/sa316b_m31_zpsm2fwktms.jpg.html)

Quem não tem cão................ !

Abraços
Como fazem os Belgas e os Franceses nas suas Fragatas?  ;D ;) Somos finos... ::) :P
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fpierregillard.zenfolio.com%2Fimg%2Fs9%2Fv17%2Fp576239598-3.jpg&hash=eea45ad0df4a84307813571131299ad2)
Citar
M-3 Eurocopter (Aérospatiale) SA316B Alouette III MSN 1817, COMOPSAIR (Belgian Air Force), Marine Flight - F931 Louise-Marie Frigate - Indian Ocean ...
(https://c2.staticflickr.com/6/5588/15189627185_c89dbdf96b_b.jpg)
Citar
. Rear Admiral Rando then transferred to BNS Leopold I via the Belgian Navy warship's Alouette III
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.airliners.net%2Faviation-photos%2Fphotos%2F8%2F2%2F3%2F1178328.jpg&hash=71480b5ca548fa03f55676066f459c0c)
Citar
FS Meuse had this Alouette III embarked when she visited Malta about a year ago. Wonder if she'll be bringing the Alouette to Dublin next week.
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.maltashipphotos.com%2F2%2F219%2520sa316b%2520onb%2520a630%2520marne%2520boffa%2520gardens%2520iii%2520-%252028.03.2009.jpg&hash=1d133fc5fee2b79864d5e8f3bf6fe305)
Citar
French Navy Alouette III on the frigate La Motte-Picquet

Cumprimentos  :G-beer2:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: junjun em Abril 10, 2016, 10:34:06 am
Sendo alguém que não percebe mt disto, a otomelara ws 30mm não estão numa posição muito baixa nestes navios?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Abril 10, 2016, 02:35:15 pm
Calma!  os navios sao para entregar em 2018.
começar a construção agora so ia aumentar os custos! o uso das docas tem que ser  otimizado!
caro tenente aquela casa entregava um navio de dois em dois meses! 30 mil tons ano!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Viajante em Abril 10, 2016, 07:26:12 pm
O Administrador da West Sea diz que o navios ainda estão na fase de projecto, mas vão começar a cortar chapa ainda neste 1º semestre!

Está aqui uma comunicação da Martifer:
http://www.martifer.com/fotos/editor2/MNEWS/mnews07pt.pdf

"A West Sea tem já, em carteira, quatro navios: dois navios cruzeiro para o rio Douro, atualmente em construção, e dois navios patrulha oceânicos que se encontram atualmente em fase de projeto e iniciarão corte de chapa no primeiro semestre de 2016."

"Com a entrada em funcionamento da West Sea, a Martifer passou a contar com dois estaleiros que lhe permitem,
anualmente, reparar e converter mais de 100 navios com um comprimento máximo de 200 metros e transformar mais de 20 mil toneladas de aço para novas construções."

Muito interessante a informação. As páginas que interessam vão da 7 à 9!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Viajante em Abril 10, 2016, 08:44:49 pm
O Natal já passou, mas..... pode ser que haja boas notícias para os 2 novos NPO :)
Seguramente vão ter algumas alterações em relação aos 2 irmãos mais velhos.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Abril 10, 2016, 08:57:23 pm
Calma!  os navios sao para entregar em 2018.
começar a construção agora so ia aumentar os custos! o uso das docas tem que ser  otimizado!
caro tenente aquela casa entregava um navio de dois em dois meses! 30 mil tons ano!

Epá eu sou um leigo na matéria mas quando se inicia a construção de um Navio destes, 1.800 tons começasse por construir alguns modúlos dentro de um qualquer armazém/hangar/chama-lhe o que quiseres, ou é necessário de ocupar uma doca logo no início da construção ?
Olha o que eu gostava que, aquela casa, entregasse 30.000 tons em cada quinze ou mesmo vinte anos á nossa MdG, dava entre as 1.500/2.000 tons ano era um luxo  !!!

Abraços

a doca so e utilizada quando os modolos do navio  estao prontos para começar a montagem,
um navios destes so ocupa a doca seca dois/ tres meses, o minimo de tempo possível em doca pois a doca faz falta para outros trabalhos, o mesmo com as oficinas, podem cortar chapa e começar a construir modolos desde que haja espaço

Fase  de projeto tambem inclui formar toda a cadeia  logistica para construir os navios, a compra de todo material etc etc para não haver tempos mortos durante a construção, cada dia que passa com o navio em doca ou no cais  custa dinheiro ao estaleiro.

haverá alteraçoes mas nao sei se serao assim tão notórias. vamos aguardar

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Viajante em Abril 10, 2016, 09:48:33 pm
O Natal já passou, mas..... pode ser que haja boas notícias para os 2 novos NPO :)
Seguramente vão ter algumas alterações em relação aos 2 irmãos mais velhos.

Faça lá o favor de se chegar á frente e diga lá ao pessoal alguma coisita, para satisfazer a curiosidade.

Calma :)

Não sei nada de especial. Mas parece-me que vai haver algumas alterações, através de dedução minha das declarações dos responsáveis da West Sea. Agora a extenção das alterações....... vamos saber em breve.

Abraço
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Abril 11, 2016, 02:35:12 am
Ouvi falar em Mk41 VLS e canhão de 5 polegadas. Alguém confirma?  ::)

Agora mais a sério. Como disse o tenente, um hangar permanente, ou mesmo telescópico, seria uma maravilha.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Johnnie em Abril 11, 2016, 10:52:38 am
Ouvi falar em Mk41 VLS e canhão de 5 polegadas. Alguém confirma?  ::)

Agora mais a sério. Como disse o tenente, um hangar permanente, ou mesmo telescópico, seria uma maravilha.


Ouvi que iam instalar um AEGIS  ::)

Fora de brincadeiras, se tivesses mais uns 5 helis disponiveis até te diria que sim faria sentido, agora como apenas tens um por fragata nem vejo a utilidade 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Abril 11, 2016, 02:47:53 pm
Porque nunca vais ter nem 5 fragatas nem 5 helis operacionais o tempo inteiro, mas é mais provável teres um maior número de helis operacionais do que fragatas que têm, obviamente, um ciclo operacional mais prolongado. Mas, mais importante, temos visto os NPO's a desempenharem missões individuais em TO's distantes e isto apesar de só dispormos de duas unidades. Com mais unidades disponíveis vamos, certamente, ver os NPO's a desempenharem mais e mais missões que eram, tradicionalmente, desempenhadas por fragatas. A razão principal: money, money, money...

Por isso sempre defendi que os nossos NPO's deviam ter, não só hangar, mas também um OTO Melara de 76 mm, como os NPO's espanhóis, italianos, ou holandeses.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Julho 02, 2016, 10:42:41 am
O Administrador da West Sea diz que o navios ainda estão na fase de projecto, mas vão começar a cortar chapa ainda neste 1º semestre!

Está aqui uma comunicação da Martifer:
http://www.martifer.com/fotos/editor2/MNEWS/mnews07pt.pdf

"A West Sea tem já, em carteira, quatro navios: dois navios cruzeiro para o rio Douro, atualmente em construção, e dois navios patrulha oceânicos que se encontram atualmente em fase de projeto e iniciarão corte de chapa no primeiro semestre de 2016."

"Com a entrada em funcionamento da West Sea, a Martifer passou a contar com dois estaleiros que lhe permitem,
anualmente, reparar e converter mais de 100 navios com um comprimento máximo de 200 metros e transformar mais de 20 mil toneladas de aço para novas construções."

Muito interessante a informação. As páginas que interessam vão da 7 à 9!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: antoninho em Julho 17, 2016, 01:30:01 am
No site da Martifer o Sines já começou a ser construido.

http://www.west-sea.pt/
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Julho 17, 2016, 05:24:03 am
No site da Martifer o Sines já começou a ser construido.

http://www.west-sea.pt/

Sim !  E o NRP Setúbal tambem!
Mas as fotos no Site são do NRP Figueira da Foz
 :G-beer2:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Julho 17, 2016, 09:49:06 am
No site da Martifer o Sines já começou a ser construido.

http://www.west-sea.pt/

Sim !  E o NRP Setúbal tambem!
Mas as fotos no Site são do NRP Figueira da Foz
 :G-beer2:

E andei eu ontem a vasculhar no site e não vi nada, ando memo a ficar pitosga ! :dormir: :dormir: :dormir: :dormir:
Obrigado pelo update.

Abraços


Olha que não! Olha que não!
Aquilo ja não era atualizado há mais de um ano!
Foi atualizado ontem.
deves ter andado por la antes!

Mas o site é mesmo pobre!  Pobre não......... é graficamente austero!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: nelson38899 em Julho 17, 2016, 11:00:32 pm
No site da Martifer o Sines já começou a ser construido.

http://www.west-sea.pt/

Eu estive lá hoje e na doca seca, ainda não se via nada!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: antoninho em Julho 17, 2016, 11:22:42 pm
Em principio os nomes eram estes.....

P362   Sines   
P363   Ponta Delgada

Não percebo de construção naval, mas estes não são construidos em blocos base e só depois juntos (soldados) na doca seca e indo sendo depois acrescentados????

No site e nas fotos do anterior construido, mais precisamente na foto de baixo do lado direito fiquei com essa impressão....
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Julho 18, 2016, 02:49:31 pm
No site da Martifer o Sines já começou a ser construido.

http://www.west-sea.pt/

Eu estive lá hoje e na doca seca, ainda não se via nada!

Sim,  o navio é construido em blocos fora da doca seca
Depois dos blocos construidos são juntos na doca seca
depois dos blocos juntos o navio é posto a flutuar e sai da doca seca
O objetivo é ocupar a doca o minimo de tempo possível
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Julho 30, 2016, 01:33:53 pm
Sacrilégio! Segundo a opinião prevalecente aqui no fórum, os VdC estão bem apetrechados para o combate à pesca ilegal; qualquer calibre acima de 30 mm é equiparado aos canhões do Yamato; e transporte de helis é coisa de porta-aviões.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Julho 30, 2016, 10:29:19 pm
Sacrilégio! Segundo a opinião prevalecente aqui no fórum, os VdC estão bem apetrechados para o combate à pesca ilegal; qualquer calibre acima de 30 mm é equiparado aos canhões do Yamato; e transporte de helis é coisa de porta-aviões.

Pois é mas ás tantas até vão efectuar algumas melhorias no segundo par de NPO, o que até não deixava de ter a sua graça. ;) :G-beer2:
Venham de lá mais dois NPO's que muita falta fazem !!!!!

Abraços
Enquanto à vida à esperança. Um UAV é já não era mau. Que tal este Helos... ;D ;)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.defensetech.org%2Fwp-content%2Fuploads%2F2011%2F09%2Fhummingbird2.jpg&hash=307668ed3c1145412240de015f8b871a)

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Charlie Jaguar em Agosto 05, 2016, 12:03:05 pm
Harpoons e canhão de 76mm já! :jaja2:

E já agora um daqueles UAV's da Marinha que gosta mais de ir tomar banho do que voar.  :rir:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Lightning em Agosto 05, 2016, 01:56:02 pm
E já agora um daqueles UAV's da Marinha que gosta mais de ir tomar banho do que voar.  :rir:

Não percebes nada disto, não viste que na realidade é um UUV disfarçado ;),
https://en.wikipedia.org/wiki/Unmanned_underwater_vehicle

Ele é que não se deixou enganar quando o mandaram para o ar, ele sabe muito bem que o seu meio é subsuperficie, por isso se chama armamento inteligente ;D.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Charlie Jaguar em Agosto 05, 2016, 05:15:10 pm
E já agora um daqueles UAV's da Marinha que gosta mais de ir tomar banho do que voar.  :rir:

Não percebes nada disto, não viste que na realidade é um UUV disfarçado ;),
https://en.wikipedia.org/wiki/Unmanned_underwater_vehicle

Ele é que não se deixou enganar quando o mandaram para o ar, ele sabe muito bem que o seu meio é subsuperficie, por isso se chama armamento inteligente ;D.

Nesse dia de Abril de 2014 até o Aguiar-Branco foi enganado pelo malvado do Light Ray. A cara dele, depois do drone ter ido tomar banho, era daquelas tipo "então mas não era suposto ser assim?"  :toto:

A almirantada é que estava toda encavacada...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Major Alvega em Setembro 06, 2016, 03:38:34 am

Novos OPV da classe Forth. Encomendados em Agosto de 2014, já cá estão fora 3 dos 4 navios.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Setembro 06, 2016, 08:41:38 am

Novos OPV da classe Forth. Encomendados em Agosto de 2014, já cá estão fora 3 dos 4 navios.



In the  rich man's world!!!

Voces esquecem que nós vivemos no País em que se anuncia a construção em Dezembro, se assina o contrato em junho no ano seguinte , o tribunal de contas da aprovação em Setembro. e entretanto nesse ano ja não ha dotação orçamental para iniciar a construção! 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Setembro 06, 2016, 04:39:50 pm
E se precisarem de canhões acima do calibre .50 já sabem...  ;D :D
(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/c1/1938_Japan_Navy_battleship.jpg)

Saudações  ;D ;)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Setembro 06, 2016, 05:45:43 pm
E se precisarem de canhões acima do calibre .50 já sabem...  ;D :D
(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/c1/1938_Japan_Navy_battleship.jpg)

Saudações  ;D ;)

Mafets espera aí que ainda não viste tudo!!

podemos transformar o NPO num porta aviões para uns 4 f35

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi63.tinypic.com%2F2a0lrgm.jpg&hash=ada33a68d9ee54889666e330fbb23231)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi67.tinypic.com%2F1zg6kgw.jpg&hash=f35a44226c62c07b5f1e7484dd566913)e

  :rir: :rir: :rir: :rir:

A ideia parece maluca mas chegou a ser testada com sucesso com os AV8 Harrier

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi66.tinypic.com%2Fic7n2w.jpg&hash=4178706d07487a9b124b6e26e8d8fca8)

PS: Fim do off topic! vamos levar o tópico com seriedade!
Não me provoquem! please!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Setembro 06, 2016, 08:55:55 pm
Então mas este não é o tópico "chover no molhado"? Ó porra que enganei-me...  ;D :D :P


Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Setembro 06, 2016, 10:59:18 pm
Então mas este não é o tópico "chover no molhado"? Ó porra que enganei-me...  ;D :D :P


Cumprimentos

Sim, estas correto! É aqui!!!!!
neste tópico chove no molhado! no tópico "Chover no molhado" reclama-se por chover no molhado aqui!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Setembro 08, 2016, 02:38:32 pm
Aproveitei as férias para fazer uma visita. 
Ainda nao se vê nada de "melhorias ao projeto inicial".

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi63.tinypic.com%2F2znztsp.jpg&hash=5701a803fa618a6f6408976459c0526b)

Estes dois são da Douro Azul!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Outubro 14, 2016, 04:46:28 pm
Devem estar á espera da impressora 3D
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: perdadetempo em Outubro 19, 2016, 06:21:15 pm
E que tal uma modificação ao projecto, ou ainda melhor um novo modelo de acordo com estas características?

http://www.meretmarine.com/fr/content/raidco-marine-devoile-un-batiment-de-projection-et-soutien-logistique

Deve dar para fazer as missões actuais a um custo semelhante, dá para ir passear a Cabo Verde e S. Tomé nas missões de apoio e para levar os contentores das ONG, só tem um canhão de 30mm de maneira que não assusta nenhum arrastão espanhol,  pode-se adaptar o convés de voo para aterrar o EH-101 para as missões SAR nos Açores e na Madeira, e ainda dá para transportar uma dúzia de veículos para as missões da NATO nos países bálticos. É o que se chama o cinco em.

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Major Alvega em Outubro 20, 2016, 12:28:01 am
 Os 2 navios da classe Viana do Castelo que estão encomendados à empresa West Sea para não nos esquecermos são um projecto do início dos anos 90. Só com os atrasos, inércia, desvio dos recursos financeiros para áreas não produtivas, politiquices, amadorismo e incompetência a situação arrastou para um atraso de mais de uma década e meia.

O que significa que quando os navios forem lançados à água (isto se não ocorrer nenhuma surpresa até lá e não haver nenhum azar com o rating da divida amanhã dia 21), serão navios "novos" mas com tecnologia de há 30 anos atrás. Era só isto!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: perdadetempo em Outubro 20, 2016, 05:48:56 pm
Os 2 navios da classe Viana do Castelo que estão encomendados à empresa West Sea para não nos esquecermos são um projecto do início dos anos 90. Só com os atrasos, inércia, desvio dos recursos financeiros para áreas não produtivas, politiquices, amadorismo e incompetência a situação arrastou para um atraso de mais de uma década e meia.

O que significa que quando os navios forem lançados à água (isto se não ocorrer nenhuma surpresa até lá e não haver nenhum azar com o rating da divida amanhã dia 21), serão navios "novos" mas com tecnologia de há 30 anos atrás. Era só isto!

Nem tudo é completamente desactualizado, a propulsão híbrida do navio e os automatismos que lhe permitem navegar com uma tripulação reduzida ainda se podem considerar actuais. O sistema óptico/flir serão do modelo mais barato mas recentes e o mesmo se passa com o network do navio. Existe uma série de opções logo tomadas no inicio como a "poupança" de usarem um canhão de 40mm, não preverem um convés de voo com capacidade para um EH-101/Puma, não aproveitarem a modularidade dos espaços para outras tarefas, que acho que não fazem muito sentido.

Mas tudo isso e muito mais como todas as "estórias" já foram bastante debatidas neste fórum, apenas me deixa triste que ao fim destes anos todos continue a ser mais fácil perceber o que passa nas forças armadas americanas, inglesas ou francesas tanto na organização, nas doutrinas, nos equipamentos ou até nas broncas, do que em Portugal.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Viajante em Outubro 20, 2016, 09:49:27 pm
Mas tudo isso e muito mais como todas as "estórias" já foram bastante debatidas neste fórum, apenas me deixa triste que ao fim destes anos todos continue a ser mais fácil perceber o que passa nas forças armadas americanas, inglesas ou francesas tanto na organização, nas doutrinas, nos equipamentos ou até nas broncas, do que em Portugal.

Mas isso é uma estratégia lusa propositada para confundir o inimigo e até os aliados!!!!! :)
Assim nunca sabem o que vamos fazer!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Major Alvega em Outubro 21, 2016, 01:45:46 am
Os 2 navios da classe Viana do Castelo que estão encomendados à empresa West Sea para não nos esquecermos são um projecto do início dos anos 90. Só com os atrasos, inércia, desvio dos recursos financeiros para áreas não produtivas, politiquices, amadorismo e incompetência a situação arrastou para um atraso de mais de uma década e meia.

O que significa que quando os navios forem lançados à água (isto se não ocorrer nenhuma surpresa até lá e não haver nenhum azar com o rating da divida amanhã dia 21), serão navios "novos" mas com tecnologia de há 30 anos atrás. Era só isto!

Nem tudo é completamente desactualizado, a propulsão híbrida do navio e os automatismos que lhe permitem navegar com uma tripulação reduzida ainda se podem considerar actuais. O sistema óptico/flir serão do modelo mais barato mas recentes e o mesmo se passa com o network do navio. Existe uma série de opções logo tomadas no inicio como a "poupança" de usarem um canhão de 40mm, não preverem um convés de voo com capacidade para um EH-101/Puma, não aproveitarem a modularidade dos espaços para outras tarefas, que acho que não fazem muito sentido.

Mas tudo isso e muito mais como todas as "estórias" já foram bastante debatidas neste fórum, apenas me deixa triste que ao fim destes anos todos continue a ser mais fácil perceber o que passa nas forças armadas americanas, inglesas ou francesas tanto na organização, nas doutrinas, nos equipamentos ou até nas broncas, do que em Portugal.

Obviamente que o navio possui alguns sistemas actualizados mas que não representa o todo no navio.
Referia-me à concepção do próprio navio, estrutura, casco e arquitectura que datam dos inícios da década de 90 do século passado. Aliás se comparar os VdC com a classe Commandante italiana que são contemporâneos quando ao seu lançamento. As disparidades são enormíssimas e um parece (e é) que é 20 anos mais moderno que o outro.

Aliás foi um erro enorme depois de um hiato considerável na concepção de navios optar logo por projecto indígena. E não começarmos com um projecto sôb licença actualizado já existente para ganharmos know how e experiência para depois concebermos de raíz um projecto nacional. Veja que os colombianos fizeram com o projecto do OPV Fassmer de origem alemã e outros exemplos pelo mundo não faltarão. Comparar o OPV deles com o nosso, não há hipótese (10-0). E o meu caro que parece ser uma pessoa informada nesta matéria, sabe o que estou a dizer é a realidade.

Mas cá tinha de ser diferente e veja o resultado que foi a monumental "barraca", amadorismo e o aventureirismo no desenvolvimento do NPO.
Falou e muito bem de alguns sistemas actualizados que o VdC possui. Bom! Mal seria se não tivesse algo que não estivesse actualizado.
Mas aquela ideia absurda e ridícula de instalar um canhão obsoleto de 40 mm sem estabilização quando já há muito se usava RWS's. E depois tira e faz-se um concurso para adquirir uma "porcaria" de 2 canhões de 30mm que mais parecia que se estavam a comprar 2 porta-aviões.
Os radares são básicos e não têm características navais como vigilância e busca. São de navegação para marinha mercante (indicação do fabricante).
O sistema EO é a coisa mais indigente que há no mercado. Que é concebido para lanchas e pequenas embarcações segundo também as indicações do fabricante. Era o mais barato que havia na loja.

Mas se quiser comparar os arcaicos VdC que ainda vão ser construídos (vamos lá ver se são) comparativamente com os navios OPV da nova geração que estão a ser agora apresentados. Já vai parecer uma coisa assim tipo RFA/RDA, ou seja será a mesma coisa que comparar um Mercedes ou Audi com um Trabant. Mas um Trabant com GPS e MP3 e assim nem tudo é mau, porque passa a ter também sistemas actualizados.
E é isto meu caro amigo.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: perdadetempo em Outubro 21, 2016, 11:46:25 pm
Mas tudo isso e muito mais como todas as "estórias" já foram bastante debatidas neste fórum, apenas me deixa triste que ao fim destes anos todos continue a ser mais fácil perceber o que passa nas forças armadas americanas, inglesas ou francesas tanto na organização, nas doutrinas, nos equipamentos ou até nas broncas, do que em Portugal.

Mas isso é uma estratégia lusa propositada para confundir o inimigo e até os aliados!!!!! :)
Assim nunca sabem o que vamos fazer!

Da minha passagem a recibos verdes pela administração pública diria que a estratégia tem tanto sucesso. que até os próprios estrategas acabam confusos.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mayo em Outubro 31, 2016, 07:59:14 pm
http://gollnisch.com/agenda/deplacement-portugal/ (http://gollnisch.com/agenda/deplacement-portugal/)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mayo em Outubro 31, 2016, 08:01:46 pm
https://twitter.com/brunogollnisch/status/793055266988290048/photo/1?ref_src=twsrc%5Etfw (https://twitter.com/brunogollnisch/status/793055266988290048/photo/1?ref_src=twsrc%5Etfw)


O Bruno Gollnisch, do Front National, é um oficial de reserva da Marine Nationale.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: zawevo em Novembro 07, 2016, 06:56:52 pm
Olá, boa tarde,
A Revista da Armada de Novembro de 2016 na pág. 26 noticia que foi iniciado o assentamento dos blocos do novos NPO NRP SINES. Não diz em que dia ocorreu, mas foi pretexto para uma série de altas individualidades irem em romaria a Viana do Castelo.
Já não me lembro como se colocam aqui imagens, mas tenho esta notícia digitalizada.
Cumprimenos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: antoninho em Novembro 07, 2016, 07:17:50 pm
http://www.marinha.pt/Conteudos_Externos/RevistaArmada/PDF/RA_512.pdf

É só ir até pagina 26
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Major Alvega em Dezembro 04, 2016, 02:48:36 pm
 http://www.luerssen-defence.media/es/ (http://www.luerssen-defence.media/es/)

Um OPV como deve ser. Agora é retirar as devidas conclusões, comparando com o que temos por cá.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Major Alvega em Dezembro 05, 2016, 04:39:02 am
http://www.luerssen-defence.media/es/ (http://www.luerssen-defence.media/es/)

Um OPV como deve ser. Agora é retirar as devidas conclusões, comparando com o que temos por cá.

Na minha opinião este OPV80 não tem valências de maior em relação aos VdC .
Mantêm-se a falta de capacidade de embarcar heli orgânico, armamento principal de calibre até inferior aos nossos NPO's, número de elementos da guarnição e velocidades do Navio em tudo semelhantes........apenas mais um nó na velocidade, a favor do NPO Alemão.

Cumprimentos

O propósito foi apresentar um navio com características muito idênticas.
A enorme diferença está nas mais de 2 décadas que separam o projecto e nos radares verdadeiros que este OPV80 possui e nos NPO que ainda vão ser construidos  em Viana do Castelo. Imagine igualmente o fosso entre Renault 19 de 1992 e um Mégane de 2014.
Não valeria mais a pena construirmos os 2 navios com um projecto moderno sôb licença do que já estarmos a construir 2 navios já ultrapassados?
Vamos colocar os "patrioteirismos" de lado e vamos olhar para as coisas objectivamente.
O projecto dos NPO actualmente já não vale absolutamente nada porque está completamente ultrapassado, aliás quando o foi lançado à água pela 1ª vez já o estava, devido aos enormes atrasos do projecto.
Gastar dinheiro em 2 navios já obsoletos e lançá-los á agua (só por o projecto ser português) além de ser ridiculo é atirar também dinheiro á água.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Major Alvega em Dezembro 05, 2016, 11:14:21 am
http://www.luerssen-defence.media/es/ (http://www.luerssen-defence.media/es/)

Um OPV como deve ser. Agora é retirar as devidas conclusões, comparando com o que temos por cá.

Na minha opinião este OPV80 não tem valências de maior em relação aos VdC .
Mantêm-se a falta de capacidade de embarcar heli orgânico, armamento principal de calibre até inferior aos nossos NPO's, número de elementos da guarnição e velocidades do Navio em tudo semelhantes........apenas mais um nó na velocidade, a favor do NPO Alemão.

Cumprimentos

O propósito foi apresentar um navio com características muito idênticas.
A enorme diferença está nas mais de 2 décadas que separam o projecto e nos radares verdadeiros que este OPV80 possui e nos NPO que ainda vão ser construidos  em Viana do Castelo. Imagine igualmente o fosso entre Renault 19 de 1992 e um Mégane de 2014.
Não valeria mais a pena construirmos os 2 navios com um projecto moderno sôb licença do que já estarmos a construir 2 navios já ultrapassados?
Vamos colocar os "patrioteirismos" de lado e vamos olhar para as coisas objectivamente.
O projecto dos NPO actualmente já não vale absolutamente nada porque está completamente ultrapassado, aliás quando o foi lançado à água pela 1ª vez já o estava, devido aos enormes atrasos do projecto.
Gastar dinheiro em 2 navios já obsoletos e lançá-los á agua (só por o projecto ser português) além de ser ridiculo é atirar também dinheiro á água.

Parto do principio que já sabe quais os radares que vão ser colocados nos dois novos NPO's !
Se o problema são os radares penso que esse problema nem se põe, há mais que espaço e tecnologia disponível para que sejam colocados nos navios, assim haja vontade politica, e quanto a projectos já agora valerá a pena gastarmos o que vamos gastar em três fragatas com vinte e cinco anos e já com as limitações que tem, actualizarmos os cinco Lynx ao invês de adquirirmos unidades Novas ????

Se calhar o problema é mesmo a falta de dinheiro, não será ?????
Dois NPO's por apenas 77 milhões mais uns trocos para as Marlin....... é que só um OPV85 NZ custou mais que isso já para não falar dos NPO's da RN, com as limitações de acomodar o heli orgânico idênticas aos nossos NPO's, ou dos NPO's de Espanha, cada um a custar mais de 160 milhões de Euritos !

https://en.wikipedia.org/wiki/Protector-class_offshore_patrol_vessel

https://en.wikipedia.org/wiki/River-class_patrol_vessel

https://en.wikipedia.org/wiki/Buque_de_Acci%C3%B3n_Mar%C3%ADtima
 
Esse é o motivo dos upgrades bem tardios das VdG e do Helis, da compra dos Tejo, e de outras lacunas em equipamento das nossas FFAA, falta de dinheiro !!!!!
Objectivamente falando para se comprarem Navios lá fora e dos que não são obsoletos, é preciso termos dinheiro Major Alvega apenas e só isso !!!

Porque é que o Projecto NPO2000 está ultrapassado Major Alvega, pode-me ilucidar ??
A classe não comportará melhorias, não tem capacidade de se poder instalar novos/mais sensores e armamento mais pesado se forem necessários ???
Se estes estão obsoletos o que dirão os Neo Zelandeses com os dois navios da classe OTAGO, com as limitações que apresentam  ????

Ridiculo é termos a capacidade de construir Navios para a nossa marinha e andarmos a esbanjar dinheiro com compras lá fora tais como os patrulhas classe Tejo, o NRP Bérrio isso sim, isso é que é deitar dinheiro á agua....

Cumprimentos

 Se for ver atrás de um dos meus posts sobre o assunto ficará seguramente elucidado. Como um colega que também veio com a argumentação que não havia dinheiro. O problema também não é o dinheiro, como também já o disse atrás. Entre dezenas de exemplos, olhe apareceu da noite para o dia 800 milhões para torrar na Carris, só para frisar este.

 Então você agora quer dizer-me que um projecto naval iniciado no final da década de 80, inicio da de 90. Está update?
 Volto a dizer-lhe, coloque o "patrioteirismo" (não é o patriotismo) de lado e analise as coisas objectivamente.
 Lamento dizer também que os NPO são uns chouriços que navegam no mar. Não é a minha opinião mas é um facto.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Dezembro 05, 2016, 09:21:11 pm
http://www.luerssen-defence.media/es/ (http://www.luerssen-defence.media/es/)

Um OPV como deve ser. Agora é retirar as devidas conclusões, comparando com o que temos por cá.

Na minha opinião este OPV80 não tem valências de maior em relação aos VdC .
Mantêm-se a falta de capacidade de embarcar heli orgânico, armamento principal de calibre até inferior aos nossos NPO's, número de elementos da guarnição e velocidades do Navio em tudo semelhantes........apenas mais um nó na velocidade, a favor do NPO Alemão.

Cumprimentos

O propósito foi apresentar um navio com características muito idênticas.
A enorme diferença está nas mais de 2 décadas que separam o projecto e nos radares verdadeiros que este OPV80 possui e nos NPO que ainda vão ser construidos  em Viana do Castelo. Imagine igualmente o fosso entre Renault 19 de 1992 e um Mégane de 2014.
Não valeria mais a pena construirmos os 2 navios com um projecto moderno sôb licença do que já estarmos a construir 2 navios já ultrapassados?
Vamos colocar os "patrioteirismos" de lado e vamos olhar para as coisas objectivamente.
O projecto dos NPO actualmente já não vale absolutamente nada porque está completamente ultrapassado, aliás quando o foi lançado à água pela 1ª vez já o estava, devido aos enormes atrasos do projecto.
Gastar dinheiro em 2 navios já obsoletos e lançá-los á agua (só por o projecto ser português) além de ser ridiculo é atirar também dinheiro á água.

Parto do principio que já sabe quais os radares que vão ser colocados nos dois novos NPO's !
Se o problema são os radares penso que esse problema nem se põe, há mais que espaço e tecnologia disponível para que sejam colocados nos navios, assim haja vontade politica, e quanto a projectos já agora valerá a pena gastarmos o que vamos gastar em três fragatas com vinte e cinco anos e já com as limitações que tem, actualizarmos os cinco Lynx ao invês de adquirirmos unidades Novas ????

Se calhar o problema é mesmo a falta de dinheiro, não será ?????
Dois NPO's por apenas 77 milhões mais uns trocos para as Marlin....... é que só um OPV85 NZ custou mais que isso já para não falar dos NPO's da RN, com as limitações de acomodar o heli orgânico idênticas aos nossos NPO's, ou dos NPO's de Espanha, cada um a custar mais de 160 milhões de Euritos !

https://en.wikipedia.org/wiki/Protector-class_offshore_patrol_vessel

https://en.wikipedia.org/wiki/River-class_patrol_vessel

https://en.wikipedia.org/wiki/Buque_de_Acci%C3%B3n_Mar%C3%ADtima
 
Esse é o motivo dos upgrades bem tardios das VdG e do Helis, da compra dos Tejo, e de outras lacunas em equipamento das nossas FFAA, falta de dinheiro !!!!!
Objectivamente falando para se comprarem Navios lá fora e dos que não são obsoletos, é preciso termos dinheiro Major Alvega apenas e só isso !!!

Porque é que o Projecto NPO2000 está ultrapassado Major Alvega, pode-me ilucidar ??
A classe não comportará melhorias, não tem capacidade de se poder instalar novos/mais sensores e armamento mais pesado se forem necessários ???
Se estes estão obsoletos o que dirão os Neo Zelandeses com os dois navios da classe OTAGO, com as limitações que apresentam  ????

Ridiculo é termos a capacidade de construir Navios para a nossa marinha e andarmos a esbanjar dinheiro com compras lá fora tais como os patrulhas classe Tejo, o NRP Bérrio isso sim, isso é que é deitar dinheiro á agua....

Cumprimentos

 Se for ver atrás de um dos meus posts sobre o assunto ficará seguramente elucidado. Como um colega que também veio com a argumentação que não havia dinheiro. O problema também não é o dinheiro, como também já o disse atrás. Entre dezenas de exemplos, olhe apareceu da noite para o dia 800 milhões para torrar na Carris, só para frisar este.

 Então você agora quer dizer-me que um projecto naval iniciado no final da década de 80, inicio da de 90. Está update?
 Volto a dizer-lhe, coloque o "patrioteirismo" (não é o patriotismo) de lado e analise as coisas objectivamente.
 Lamento dizer também que os NPO são uns chouriços que navegam no mar. Não é a minha opinião mas é um facto.

Caro Manor Alvega a diferença entre o NPO português e o Alemão é Chapa quinada e dinheiro para instalar censores e armamento! nada mais os distingue!
A engenharia naval nos ultimos 20 anos não evoluiu assim tanto como a diferença entre um megane e um renault 19.
Não ha nada que esse OPV Alemão tenha que não possa ser instalado no português se houver dinheiro para isso!
A diferença é DINHEIRO!
Chamar aos NPO,s chouriços que navegam no mar é pura ignorãncia!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: perdadetempo em Dezembro 06, 2016, 12:33:39 am
Se após se gastar 101 milhões de euros no VTS costeiro (8 radares costeiros e 8 portuários) e 25,5 milhões de euros no sistema SIVICC (com 20 radares fixos e 8 móveis) e que neste momento já têm um protocolo para integrarem a informação respectiva, vem a marinha portuguesa com o projecto Costa Segura para instalar radares e sistemas ópticos ( radares aqlcnce 24kMnauticas e câmara óptica alcance 4 km) e no qual só na empresa SEATEC gastaram de Junho de 2015 até agora 400.000,00€, fora os outros custos relacionados diria que o dinheiro não deve ser assim um problema tão grande, provavelmente quando todo o sistema estiver instalado também irá para vários milhões de euros (duzia/dezenas?).
Pelo menos ninguém pode dizer que temos falta de radares na costa portuguesa, quadro de pessoal para poder manter as estações salva-vidas de serviço  24 horas é que é capaz de ser um problema.

A classe Samuel Becket da Irlanda que suponho é tão mau equipado em radares como o nosso NPO mas construído pela BABCOCK num estaleiro britânico segundo um projecto da STX Canada (actualmente VARD) ficou ficou por cerca de 56,7 M de euros já com um fisga de 76mm e um sensor electro-óptico Sea-Eagle e por opção dos irlandeses sem plataforma de helicóptero.

Os dois Viana do Castelo segundo as informações terão ficado por 120M EUROS + 4M euros para os OtoMelara e os sensores OIe e provavelmente mais alguns milhões a que não consegui seguir o rasto nesta telenovela. Pessoalmente fico com a impressão que um estaleiro que mesmo nos momentos difíceis que já estava a passar no SEC XXI conseguiu ter várias em embarcações nas edições do Significant Ships da RINA, se lhe tivessem apresentado um projecto para um NPO baseado num design da VARD também o teria conseguido terminar a tempo e provavelmente com orçamento de sobra para gastar um par de milhões nuns radares um bocadinho melhores.

O que é necessário é que o pouco ou muito dinheiro disponível seja bem gasto.


E os inevitáveis links:
VTS COSTEIRO:http://www.clusterdomar.com/index.php/temas/case-study/74-o-sistema-de-controlo-de-trafego-maritimo-vts (http://www.clusterdomar.com/index.php/temas/case-study/74-o-sistema-de-controlo-de-trafego-maritimo-vts)
dados técnicos VTS:http://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/5385/4/Tese%20Final%20Pedro%20Fontes.pdf (http://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/5385/4/Tese%20Final%20Pedro%20Fontes.pdf)
SIVCC:http://www.sg.mai.gov.pt/FundosComunitarios/QFP20142020/Documents/seguran%C3%A7a%20Interna%20e%20Gest%C3%A3o%20de%20Fronteiras_SIVICC.pdf (http://www.sg.mai.gov.pt/FundosComunitarios/QFP20142020/Documents/seguran%C3%A7a%20Interna%20e%20Gest%C3%A3o%20de%20Fronteiras_SIVICC.pdf)
Análise do OPv Irlandês:http://www.casr.ca/id-offshore-patrol-vessel-irish.htm (http://www.casr.ca/id-offshore-patrol-vessel-irish.htm)
O sensor http://www.chess-dynamics.com/wp-content/uploads/2015/10/SEA-EAGLE-FCRO-BROCHURE-2015.pdf (http://www.chess-dynamics.com/wp-content/uploads/2015/10/SEA-EAGLE-FCRO-BROCHURE-2015.pdf)

Será este o radar da costa segura?: http://www.seatec.pt/index.aspx?p=ProdDetail&ProdId=1062 (http://www.seatec.pt/index.aspx?p=ProdDetail&ProdId=1062)

Cumprimentos

PS: Alguém sabe algum sitio onde se possa tirar informações sobre o simulador do CITAN-WES da marinha? Era só para eu conseguir perceber os gastos de 792.700,00€X2 na sua actualização. Obrigado
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Major Alvega em Dezembro 06, 2016, 02:46:58 am
http://www.luerssen-defence.media/es/ (http://www.luerssen-defence.media/es/)

Um OPV como deve ser. Agora é retirar as devidas conclusões, comparando com o que temos por cá.

Na minha opinião este OPV80 não tem valências de maior em relação aos VdC .
Mantêm-se a falta de capacidade de embarcar heli orgânico, armamento principal de calibre até inferior aos nossos NPO's, número de elementos da guarnição e velocidades do Navio em tudo semelhantes........apenas mais um nó na velocidade, a favor do NPO Alemão.

Cumprimentos

O propósito foi apresentar um navio com características muito idênticas.
A enorme diferença está nas mais de 2 décadas que separam o projecto e nos radares verdadeiros que este OPV80 possui e nos NPO que ainda vão ser construidos  em Viana do Castelo. Imagine igualmente o fosso entre Renault 19 de 1992 e um Mégane de 2014.
Não valeria mais a pena construirmos os 2 navios com um projecto moderno sôb licença do que já estarmos a construir 2 navios já ultrapassados?
Vamos colocar os "patrioteirismos" de lado e vamos olhar para as coisas objectivamente.
O projecto dos NPO actualmente já não vale absolutamente nada porque está completamente ultrapassado, aliás quando o foi lançado à água pela 1ª vez já o estava, devido aos enormes atrasos do projecto.
Gastar dinheiro em 2 navios já obsoletos e lançá-los á agua (só por o projecto ser português) além de ser ridiculo é atirar também dinheiro á água.

Parto do principio que já sabe quais os radares que vão ser colocados nos dois novos NPO's !
Se o problema são os radares penso que esse problema nem se põe, há mais que espaço e tecnologia disponível para que sejam colocados nos navios, assim haja vontade politica, e quanto a projectos já agora valerá a pena gastarmos o que vamos gastar em três fragatas com vinte e cinco anos e já com as limitações que tem, actualizarmos os cinco Lynx ao invês de adquirirmos unidades Novas ????

Se calhar o problema é mesmo a falta de dinheiro, não será ?????
Dois NPO's por apenas 77 milhões mais uns trocos para as Marlin....... é que só um OPV85 NZ custou mais que isso já para não falar dos NPO's da RN, com as limitações de acomodar o heli orgânico idênticas aos nossos NPO's, ou dos NPO's de Espanha, cada um a custar mais de 160 milhões de Euritos !

https://en.wikipedia.org/wiki/Protector-class_offshore_patrol_vessel

https://en.wikipedia.org/wiki/River-class_patrol_vessel

https://en.wikipedia.org/wiki/Buque_de_Acci%C3%B3n_Mar%C3%ADtima
 
Esse é o motivo dos upgrades bem tardios das VdG e do Helis, da compra dos Tejo, e de outras lacunas em equipamento das nossas FFAA, falta de dinheiro !!!!!
Objectivamente falando para se comprarem Navios lá fora e dos que não são obsoletos, é preciso termos dinheiro Major Alvega apenas e só isso !!!

Porque é que o Projecto NPO2000 está ultrapassado Major Alvega, pode-me ilucidar ??
A classe não comportará melhorias, não tem capacidade de se poder instalar novos/mais sensores e armamento mais pesado se forem necessários ???
Se estes estão obsoletos o que dirão os Neo Zelandeses com os dois navios da classe OTAGO, com as limitações que apresentam  ????

Ridiculo é termos a capacidade de construir Navios para a nossa marinha e andarmos a esbanjar dinheiro com compras lá fora tais como os patrulhas classe Tejo, o NRP Bérrio isso sim, isso é que é deitar dinheiro á agua....

Cumprimentos

 Se for ver atrás de um dos meus posts sobre o assunto ficará seguramente elucidado. Como um colega que também veio com a argumentação que não havia dinheiro. O problema também não é o dinheiro, como também já o disse atrás. Entre dezenas de exemplos, olhe apareceu da noite para o dia 800 milhões para torrar na Carris, só para frisar este.

 Então você agora quer dizer-me que um projecto naval iniciado no final da década de 80, inicio da de 90. Está update?
 Volto a dizer-lhe, coloque o "patrioteirismo" (não é o patriotismo) de lado e analise as coisas objectivamente.
 Lamento dizer também que os NPO são uns chouriços que navegam no mar. Não é a minha opinião mas é um facto.

Caro Manor Alvega a diferença entre o NPO português e o Alemão é Chapa quinada e dinheiro para instalar censores e armamento! nada mais os distingue!
A engenharia naval nos ultimos 20 anos não evoluiu assim tanto como a diferença entre um megane e um renault 19.
Não ha nada que esse OPV Alemão tenha que não possa ser instalado no português se houver dinheiro para isso!
A diferença é DINHEIRO!
Chamar aos NPO,s chouriços que navegam no mar é pura ignorãncia!

Pura ignorância? O meu amigo é um bocadinho naif e acredita ainda no Pai Natal, não é? Não me faça rir...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Dezembro 06, 2016, 08:17:45 pm
http://www.luerssen-defence.media/es/ (http://www.luerssen-defence.media/es/)

Um OPV como deve ser. Agora é retirar as devidas conclusões, comparando com o que temos por cá.

Na minha opinião este OPV80 não tem valências de maior em relação aos VdC .
Mantêm-se a falta de capacidade de embarcar heli orgânico, armamento principal de calibre até inferior aos nossos NPO's, número de elementos da guarnição e velocidades do Navio em tudo semelhantes........apenas mais um nó na velocidade, a favor do NPO Alemão.

Cumprimentos

O propósito foi apresentar um navio com características muito idênticas.
A enorme diferença está nas mais de 2 décadas que separam o projecto e nos radares verdadeiros que este OPV80 possui e nos NPO que ainda vão ser construidos  em Viana do Castelo. Imagine igualmente o fosso entre Renault 19 de 1992 e um Mégane de 2014.
Não valeria mais a pena construirmos os 2 navios com um projecto moderno sôb licença do que já estarmos a construir 2 navios já ultrapassados?
Vamos colocar os "patrioteirismos" de lado e vamos olhar para as coisas objectivamente.
O projecto dos NPO actualmente já não vale absolutamente nada porque está completamente ultrapassado, aliás quando o foi lançado à água pela 1ª vez já o estava, devido aos enormes atrasos do projecto.
Gastar dinheiro em 2 navios já obsoletos e lançá-los á agua (só por o projecto ser português) além de ser ridiculo é atirar também dinheiro á água.

Parto do principio que já sabe quais os radares que vão ser colocados nos dois novos NPO's !
Se o problema são os radares penso que esse problema nem se põe, há mais que espaço e tecnologia disponível para que sejam colocados nos navios, assim haja vontade politica, e quanto a projectos já agora valerá a pena gastarmos o que vamos gastar em três fragatas com vinte e cinco anos e já com as limitações que tem, actualizarmos os cinco Lynx ao invês de adquirirmos unidades Novas ????

Se calhar o problema é mesmo a falta de dinheiro, não será ?????
Dois NPO's por apenas 77 milhões mais uns trocos para as Marlin....... é que só um OPV85 NZ custou mais que isso já para não falar dos NPO's da RN, com as limitações de acomodar o heli orgânico idênticas aos nossos NPO's, ou dos NPO's de Espanha, cada um a custar mais de 160 milhões de Euritos !

https://en.wikipedia.org/wiki/Protector-class_offshore_patrol_vessel

https://en.wikipedia.org/wiki/River-class_patrol_vessel

https://en.wikipedia.org/wiki/Buque_de_Acci%C3%B3n_Mar%C3%ADtima
 
Esse é o motivo dos upgrades bem tardios das VdG e do Helis, da compra dos Tejo, e de outras lacunas em equipamento das nossas FFAA, falta de dinheiro !!!!!
Objectivamente falando para se comprarem Navios lá fora e dos que não são obsoletos, é preciso termos dinheiro Major Alvega apenas e só isso !!!

Porque é que o Projecto NPO2000 está ultrapassado Major Alvega, pode-me ilucidar ??
A classe não comportará melhorias, não tem capacidade de se poder instalar novos/mais sensores e armamento mais pesado se forem necessários ???
Se estes estão obsoletos o que dirão os Neo Zelandeses com os dois navios da classe OTAGO, com as limitações que apresentam  ????

Ridiculo é termos a capacidade de construir Navios para a nossa marinha e andarmos a esbanjar dinheiro com compras lá fora tais como os patrulhas classe Tejo, o NRP Bérrio isso sim, isso é que é deitar dinheiro á agua....

Cumprimentos

 Se for ver atrás de um dos meus posts sobre o assunto ficará seguramente elucidado. Como um colega que também veio com a argumentação que não havia dinheiro. O problema também não é o dinheiro, como também já o disse atrás. Entre dezenas de exemplos, olhe apareceu da noite para o dia 800 milhões para torrar na Carris, só para frisar este.

 Então você agora quer dizer-me que um projecto naval iniciado no final da década de 80, inicio da de 90. Está update?
 Volto a dizer-lhe, coloque o "patrioteirismo" (não é o patriotismo) de lado e analise as coisas objectivamente.
 Lamento dizer também que os NPO são uns chouriços que navegam no mar. Não é a minha opinião mas é um facto.

Caro Manor Alvega a diferença entre o NPO português e o Alemão é Chapa quinada e dinheiro para instalar censores e armamento! nada mais os distingue!
A engenharia naval nos ultimos 20 anos não evoluiu assim tanto como a diferença entre um megane e um renault 19.
Não ha nada que esse OPV Alemão tenha que não possa ser instalado no português se houver dinheiro para isso!
A diferença é DINHEIRO!
Chamar aos NPO,s chouriços que navegam no mar é pura ignorãncia!

Pura ignorância? O meu amigo é um bocadinho naif e acredita ainda no Pai Natal, não é? Não me faça rir...

Trabalho com navios ha mais de 30 anos. Aarquitetura dos mesmos manten-se quase inalteradas, apenas com diferenças estéticas! o que evoluiu aolhos  vistos foi a tecnologia instalada, e essa pode  ser instalada em qualquer navio,  desde que  haja potência eletrica instalada , so depende do dinheiro que queiras gastar!
Não ha nada nesse opv Alemão que não possas instalar num NPO 2000!

O NPO 2000 é assim porque foi o que  a Marinha achou  que era possível com o orçamento disponível.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 09, 2016, 09:24:51 pm
Trabalho com navios ha mais de 30 anos. Aarquitetura dos mesmos manten-se quase inalteradas, apenas com diferenças estéticas! o que evoluiu aolhos  vistos foi a tecnologia instalada, e essa pode  ser instalada em qualquer navio,  desde que  haja potência eletrica instalada , so depende do dinheiro que queiras gastar!
Não ha nada nesse opv Alemão que não possas instalar num NPO 2000!

O NPO 2000 é assim porque foi o que  a Marinha achou  que era possível com o orçamento disponível.

Ó Caro ICE 1A,

Consegues saber se o assentamento dos blocos dos nossos dois futuros NPO's  AKA "Chouriços " continua a bom ritmo??????
Já soldaram alguns ????

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Dezembro 12, 2016, 09:50:49 pm
Ó Caro ICE 1A,

Consegues saber se o assentamento dos blocos dos nossos dois futuros NPO's  AKA "Chouriços " continua a bom ritmo??????
Já soldaram alguns ????

Abraços

Consta que sim! Eu não me encontro em Viana, as informações que vou conseguindo são obtidas atravez de conversas com conhecidos que trabalham na West Sea.
la para Março/Abril deveremos  ter novo NPO 2000 a flutuar
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 12, 2016, 10:14:59 pm

Consta que sim! Eu não me encontro em Viana, as informações que vou conseguindo são obtidas atravez de conversas com conhecidos que trabalham na West Sea.
la para Março/Abril deveremos  ter novo NPO 2000 a flutuar

Boas Noticias, precisamos deles como de pão para a boca !!! :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2:
Se conseguires fotos publica-as, Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 23, 2016, 07:40:04 pm
Ó Caro ICE 1A,

Consegues saber se o assentamento dos blocos dos nossos dois futuros NPO's  AKA "Chouriços " continua a bom ritmo??????
Já soldaram alguns ????

Abraços

Consta que sim! Eu não me encontro em Viana, as informações que vou conseguindo são obtidas atravez de conversas com conhecidos que trabalham na West Sea.
la para Março/Abril deveremos  ter novo NPO 2000 a flutuar

Boas,


Que todos os " Chouriços " se portassem como este NPO, nestas condições marítimo/atmosféricas, não era nada mau de todo,............... :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2:

Boas festas
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Major Alvega em Dezembro 24, 2016, 03:00:47 pm
Ó Caro ICE 1A,

Consegues saber se o assentamento dos blocos dos nossos dois futuros NPO's  AKA "Chouriços " continua a bom ritmo??????
Já soldaram alguns ????

Abraços

Consta que sim! Eu não me encontro em Viana, as informações que vou conseguindo são obtidas atravez de conversas com conhecidos que trabalham na West Sea.
la para Março/Abril deveremos  ter novo NPO 2000 a flutuar

Boas,


Que todos os " Chouriços " se portassem como este NPO, nestas condições marítimo/atmosféricas, não era nada mau de todo,............... :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2:

Boas festas

Parece que você não se esqueceu dos "chouriços" e ficou com uma certa "fixação" nesses enchidos. Mas pelo seu comentário ingénuo não me obrigue a chamar~lhe a si chouriço e tolo. Então você não sabe que qualquer barco para poder navegar tem de estar certificado para navegar em Estados de Mar desta natureza? Mal seria que ele não aguentasse e se afundasse.
Mas se acha que a Marinha está bem servida com estes meios, então viva lá com a sua fantasia e tenha um bom Natal.

Já vi que você entende tanto de barcos como eu em lagares de azeite.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Dezembro 25, 2016, 08:05:44 pm
Ó Caro ICE 1A,

Consegues saber se o assentamento dos blocos dos nossos dois futuros NPO's  AKA "Chouriços " continua a bom ritmo??????
Já soldaram alguns ????

Abraços

Consta que sim! Eu não me encontro em Viana, as informações que vou conseguindo são obtidas atravez de conversas com conhecidos que trabalham na West Sea.
la para Março/Abril deveremos  ter novo NPO 2000 a flutuar

Boas,


Que todos os " Chouriços " se portassem como este NPO, nestas condições marítimo/atmosféricas, não era nada mau de todo,............... :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2:

Boas festas

Parece que você não se esqueceu dos "chouriços" e ficou com uma certa "fixação" nesses enchidos. Mas pelo seu comentário ingénuo não me obrigue a chamar~lhe a si chouriço e tolo. Então você não sabe que qualquer barco para poder navegar tem de estar certificado para navegar em Estados de Mar desta natureza? Mal seria que ele não aguentasse e se afundasse.
Mas se acha que a Marinha está bem servida com estes meios, então viva lá com a sua fantasia e tenha um bom Natal.

Já vi que você entende tanto de barcos como eu em lagares de azeite.

Caro Major Alvega:
Não entende nada de navios!
Um navio é  uma plataforma, na qual são inseridos equipamentos mediante o dinheiro que se tem disponível!
O NPO 2000 quer o Sr. queira quer não é uma excelente plataforma.

Não! nem todos os navios são certificados para esse estado de mar, muito menos para proporcionar  a manobrabilidade e conforto que o NPO 2000 proporciona mesmo nesses estados de mar!
Volto a repetir-lhe: O NPO 2000 tem instalado o equipamento possível com o orçamento disponível!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Major Alvega em Dezembro 26, 2016, 04:08:49 pm
Ó Caro ICE 1A,

Consegues saber se o assentamento dos blocos dos nossos dois futuros NPO's  AKA "Chouriços " continua a bom ritmo??????
Já soldaram alguns ????

Abraços

Consta que sim! Eu não me encontro em Viana, as informações que vou conseguindo são obtidas atravez de conversas com conhecidos que trabalham na West Sea.
la para Março/Abril deveremos  ter novo NPO 2000 a flutuar

Boas,


Que todos os " Chouriços " se portassem como este NPO, nestas condições marítimo/atmosféricas, não era nada mau de todo,............... :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2:

Boas festas

Parece que você não se esqueceu dos "chouriços" e ficou com uma certa "fixação" nesses enchidos. Mas pelo seu comentário ingénuo não me obrigue a chamar~lhe a si chouriço e tolo. Então você não sabe que qualquer barco para poder navegar tem de estar certificado para navegar em Estados de Mar desta natureza? Mal seria que ele não aguentasse e se afundasse.
Mas se acha que a Marinha está bem servida com estes meios, então viva lá com a sua fantasia e tenha um bom Natal.

Já vi que você entende tanto de barcos como eu em lagares de azeite.

Caro Major Alvega:
Não entende nada de navios!
Um navio é  uma plataforma, na qual são inseridos equipamentos mediante o dinheiro que se tem disponível!
O NPO 2000 quer o Sr. queira quer não é uma excelente plataforma.

Não! nem todos os navios são certificados para esse estado de mar, muito menos para proporcionar  a manobrabilidade e conforto que o NPO 2000 proporciona mesmo nesses estados de mar!
Volto a repetir-lhe: O NPO 2000 tem instalado o equipamento possível com o orçamento disponível!

Já vi que é um especialista em verdades de La Palisse
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 27, 2016, 12:17:41 pm
Ó Caro ICE 1A,

Consegues saber se o assentamento dos blocos dos nossos dois futuros NPO's  AKA "Chouriços " continua a bom ritmo??????
Já soldaram alguns ????

Abraços

Consta que sim! Eu não me encontro em Viana, as informações que vou conseguindo são obtidas atravez de conversas com conhecidos que trabalham na West Sea.
la para Março/Abril deveremos  ter novo NPO 2000 a flutuar

Boas,


Que todos os " Chouriços " se portassem como este NPO, nestas condições marítimo/atmosféricas, não era nada mau de todo,............... :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2:

Boas festas

Parece que você não se esqueceu dos "chouriços" e ficou com uma certa "fixação" nesses enchidos. Mas pelo seu comentário ingénuo não me obrigue a chamar~lhe a si chouriço e tolo. Então você não sabe que qualquer barco para poder navegar tem de estar certificado para navegar em Estados de Mar desta natureza? Mal seria que ele não aguentasse e se afundasse.
Mas se acha que a Marinha está bem servida com estes meios, então viva lá com a sua fantasia e tenha um bom Natal.

Já vi que você entende tanto de barcos como eu em lagares de azeite.

Muito bom mesmo....................com que então barcos ??????
o sr é mesmo um especialista na matéria, e dos bons :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Major Alvega em Dezembro 28, 2016, 02:34:12 am
Estavas à espera que eu chamasse navio a um barco? Isto é alguma classe de academia naval? Essa reacção infantil com tantos emoticons é porque deves ser mesmo um grande tanso ou deves ter a mentalidade para aí de uma criança de 12 anos.

Um pormenor inequívoco indiciador que deves ser de certeza um bocadinho a pender para o palerma é que depois do assunto já estar ultrapassado, vieste cá passados uns dias mandar a boca dos "chouriços". Mas se queres saber eu não vou perder mais tempo com idiotas como tu.


Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Dezembro 28, 2016, 09:32:20 pm
Caro Major Alvega!
Não estou aqui para criar conflitos, antes pelo contrário, eu quero esclarecer certos perconceitos e ideias pre concebidas.

E para tal vou dar-lhe um exemplo:
Pegue num destroyer Arleigh Burke e retire-lhe toda a tecnologia instalada,
voilá!
Um chouriço de 1988!!!!
Mais rançoso que um NPO2000.

Garanto-lhe que a engenharia e arquitetura  naval do Arleigh Burke de 1988  continua a mesma do último  a ser lançado á água.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Dezembro 28, 2016, 10:59:34 pm
Oh Alvega, insultos pessoais é que não estão com nada. Discussão apaixonada é salutar, insultos nem por isso.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Dezembro 29, 2016, 10:44:17 pm
Primeira melhoria detetada no novo NPO 2000.
 :feliz:
De forma a otimizar a cadeia logistica, gestão de stocks,  manutenção e formação de pessoal , o Novo NPO2000 vai ser armado nos mesmos padrões da  classe Tejo.
Ate ao momento não esta previsto dota-lo como os irmãos mais velhos da sua classe.


PS: Vamos aguardar e esperar que o Ministro encontre uma verba perdida numa gaveta qualquer do ministéri, para a compra de uma WS 30 mm
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: HSMW em Dezembro 29, 2016, 10:48:28 pm
Isso é uma melhoria?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Dezembro 29, 2016, 11:25:13 pm
Primeira melhoria detetada no novo NPO 2000.
 :feliz:
De forma a otimizar a cadeia logistica, gestão de stocks,  manutenção e formação de pessoal , o Novo NPO2000 vai ser armado nos mesmos padrões da  classe Tejo.
Ate ao momento não esta previsto dota-lo como os irmãos mais velhos da sua classe.


PS: Vamos aguardar e esperar que o Ministro encontre uma verba perdida numa gaveta qualquer do ministéri, para a compra de uma WS 30 mm

O mesmo aconteceu nos primeiros dois. Só bem depois de todos os testes de mar é que levou com o poderosissimo Canhãozão WS 30mm..
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 30, 2016, 10:10:37 am
Oh Alvega, insultos pessoais é que não estão com nada. Discussão apaixonada é salutar, insultos nem por isso.

NVF aqueles comentários apenas são reveladores de um sujeito com má educação e com falta de argumentos para se adicionar algo de útil á discussão em causa, nada mais que isso. :amazing: :amazing: :amazing: :amazing: :amazing:
Se ele pensa que vou usar o mesmo método está enganado, as atitudes e os discursos ficam para quem os pratica, neste caso um especialista iluminado e possuidor de toda a razão na arte da construção Naval ! ;)

Abraços e bom Ano
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 30, 2016, 10:20:30 am
Estavas à espera que eu chamasse navio a um barco? Isto é alguma classe de academia naval? Essa reacção infantil com tantos emoticons é porque deves ser mesmo um grande tanso ou deves ter a mentalidade para aí de uma criança de 12 anos.

Um pormenor inequívoco indiciador que deves ser de certeza um bocadinho a pender para o palerma é que depois do assunto já estar ultrapassado, vieste cá passados uns dias mandar a boca dos "chouriços". Mas se queres saber eu não vou perder mais tempo com idiotas como tu.

Cada tiro cada melro, formidável nos comentários caro major alvega, que grande educação você tem !!! :down: :down: :down:
A sua preocupação com os meus emotions revela ser muito conhecedor também da psicologia humana, além de ter largos conhecimentos de construção Naval, :rir: :rir: :rir: :rir: qualidades atrás de qualidades, veja se cresce se consegue ser um pouco educado e respeitador das opiniões de outros, os insultos que profere só revelam que ainda não cresceu, Cresça e porte-se como um adulto.

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 30, 2016, 10:24:13 am
Primeira melhoria detetada no novo NPO 2000.
 :feliz:
De forma a otimizar a cadeia logistica, gestão de stocks,  manutenção e formação de pessoal , o Novo NPO2000 vai ser armado nos mesmos padrões da  classe Tejo.
Ate ao momento não esta previsto dota-lo como os irmãos mais velhos da sua classe.


PS: Vamos aguardar e esperar que o Ministro encontre uma verba perdida numa gaveta qualquer do ministéri, para a compra de uma WS 30 mm

ICE está a dizer que vamos ter duas 40mm colocadas inicialmente nos dois novos NPO's, como aconteceu com o primeiro Navio da classe ??
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 30, 2016, 10:29:07 am
Primeira melhoria detetada no novo NPO 2000.
 :feliz:
De forma a otimizar a cadeia logistica, gestão de stocks,  manutenção e formação de pessoal , o Novo NPO2000 vai ser armado nos mesmos padrões da  classe Tejo.
Ate ao momento não esta previsto dota-lo como os irmãos mais velhos da sua classe.


PS: Vamos aguardar e esperar que o Ministro encontre uma verba perdida numa gaveta qualquer do ministéri, para a compra de uma WS 30 mm

O mesmo aconteceu nos primeiros dois. Só bem depois de todos os testes de mar é que levou com o poderosissimo Canhãozão WS 30mm..

Se bem me lembro o NRP Figueira da Foz foi equipado logo, inicialmente com a Marlin, apenas o NRP VdC teve como armamento principal a 40mm sendo posteriormente substituída pela 30mm, correcto ?

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Dezembro 30, 2016, 10:43:32 am
Primeira melhoria detetada no novo NPO 2000.
 :feliz:
De forma a otimizar a cadeia logistica, gestão de stocks,  manutenção e formação de pessoal , o Novo NPO2000 vai ser armado nos mesmos padrões da  classe Tejo.
Ate ao momento não esta previsto dota-lo como os irmãos mais velhos da sua classe.


PS: Vamos aguardar e esperar que o Ministro encontre uma verba perdida numa gaveta qualquer do ministéri, para a compra de uma WS 30 mm

Ou seja, uma 12.7mm.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Dezembro 30, 2016, 10:51:14 am
Primeira melhoria detetada no novo NPO 2000.
 :feliz:
De forma a otimizar a cadeia logistica, gestão de stocks,  manutenção e formação de pessoal , o Novo NPO2000 vai ser armado nos mesmos padrões da  classe Tejo.
Ate ao momento não esta previsto dota-lo como os irmãos mais velhos da sua classe.


PS: Vamos aguardar e esperar que o Ministro encontre uma verba perdida numa gaveta qualquer do ministéri, para a compra de uma WS 30 mm

Ou seja, uma 12.7mm.
Ahahahahahahahahahahahaha. Vamos bem! Venham agora os iluminados dizer que chega para as funções do navio (como os Tejo que agora andam pelas costas.... da Madeira  ;D ).  ;D ;)
(https://photos.marinetraffic.com/ais/showphoto.aspx?photoid=2329248&size=1600)
Bem disse que ainda iríamos ter muitas saudades das Bofors de 40mm...  ;D ;)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.operacional.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2011%2F05%2F3-dsc_3302-copy.jpg&hash=f53808f4af78350efc6952356d713337)

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Dezembro 30, 2016, 11:28:48 am
Uma 12.7mm é claramente insuficiente, tanto para uns como para outros.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Dezembro 30, 2016, 11:32:21 am
Uma 12.7mm é claramente insuficiente, tanto para uns como para outros.
Com essa afirmação acabaste de entrar para o "Grupos dos Amigos das baterias do Yamato do forum defesa"   ;D ;)
(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/c9/Yamato's_main_battery_guns_18.1%E2%80%9DL45_Type_94.jpg)

Saudações  ;D :D
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Dezembro 30, 2016, 02:59:42 pm

Com essa afirmação acabaste de entrar para o "Grupos dos Amigos das baterias do Yamato do forum defesa"   ;D ;)
(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/c9/Yamato's_main_battery_guns_18.1%E2%80%9DL45_Type_94.jpg)

Saudações  ;D :D

Podíamos organizar um jantar...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Dezembro 30, 2016, 03:33:08 pm
Eu ainda sonho com uns Tomahawks... :-[ :-[ :-[ :'(
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 30, 2016, 03:45:11 pm

Com essa afirmação acabaste de entrar para o "Grupos dos Amigos das baterias do Yamato do forum defesa"   ;D ;)
(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/c9/Yamato's_main_battery_guns_18.1%E2%80%9DL45_Type_94.jpg)

Saudações  ;D :D

Podíamos organizar um jantar...

Se for para os lados de Loures/Mafra/Ericeira digam que há alguns bons restaurantes.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Dezembro 30, 2016, 03:53:11 pm
Ikea de Loures... 8)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Dezembro 30, 2016, 03:54:10 pm
Uma 12.7mm é claramente insuficiente, tanto para uns como para outros.
Com essa afirmação acabaste de entrar para o "Grupos dos Amigos das baterias do Yamato do forum defesa"   ;D ;)
(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/c9/Yamato's_main_battery_guns_18.1%E2%80%9DL45_Type_94.jpg)

Saudações  ;D :D

Nãaaaaaaaaaaa, eu sou daqueles que não vê qualquer problemas com as 30mm dos NPO. :nice:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Dezembro 30, 2016, 04:04:55 pm
Uma 12.7mm é claramente insuficiente, tanto para uns como para outros.
Com essa afirmação acabaste de entrar para o "Grupos dos Amigos das baterias do Yamato do forum defesa"   ;D ;)
(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/c9/Yamato's_main_battery_guns_18.1%E2%80%9DL45_Type_94.jpg)

Saudações  ;D :D

Nãaaaaaaaaaaa, eu sou daqueles que não vê qualquer problemas com as 30mm dos NPO. :nice:
Goza, Goza que entretanto ainda se acabam as 12,7mm e colocam uma G3 ou Hk21 (como no S.Xavier)...  ;D :D
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fvignette4.wikia.nocookie.net%2Fmetalgear%2Fimages%2F6%2F6e%2FHK21E_%28HK_Promo%29.jpg%2Frevision%2Flatest%3Fcb%3D20130607204224&hash=28715cda8684d46d175964bb5835d1c4)

Cumprimentos  ;D :P
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Lightning em Dezembro 30, 2016, 06:45:09 pm
Ikea de Loures... 8)

Deves querer umas almôndegas suecas lol.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Dezembro 30, 2016, 10:24:50 pm
Eu so quiz dizer que ....... pelo andar da carroagem o NPO fica pronto e não ha nada para o armar!.

Aproveito para lançar um
 repto ao forista Ricardo ( barco à vista, para nos esclarecer sobre o assunto.
E tambem Lanço outra questäo ao mesmo forista: O
P362  e P363 säo a versão NCP sem conves de voo?
O equipamento anti poluiçaão ja tinha sido adquirido no ambito do anterior contrato com os ENVC. e esses seriam os proximos a ser construidos pelos ENVC., alias ja havia blocos desses navios prontos a ser montados e que posteriormente foram vendidos  como sucata, juntamentte com a restante chapa.
O plano mantem-se? ou estes serão npo's gémeos dos dois primeiros?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Miguel em Dezembro 31, 2016, 12:14:01 am
Nao sei em qual estado estao as peças de 40mm, mas julgo que ainda esto aptas para ser instaladas nos novos NPO e LFC Tejo.

Agora, aquilo que vejo e julgo e que existe interesses em acabar com a Armada Portuguesa e restante forças armadas.

Porque se nao querem equipar ums navios patrulhas oceanicos e costeiros com um minimo de armamento decente de uma Brown Navy, o que vai ser quando se vai ter que substituir as 5 Fragatas ?

O que eu vejo é um residio de Armada com 2 submarinos, 5 Fragatas com 20/25 anos e 4 NPOs e 4 LFC Stanflex.

Portugal esta mal, mas mesmo muito mal.

Quando eu vim para este forum, depois do FMC e forum Armada, tinhamos vontade de debater porque julgavamos poder ajudar na razionalizaçao e escolha de meios, como o caso das OHPs etc...

Agora, as noticias sao cada vez piores, assistir em directo ao fim das FFAA, e da portugalidade é algo difficil. Mas afinal logico quando os politicos venderem a preço de saldo todas as empresas " a preços de saldo". Emfim fica o Facebook para o Ze Povo julgar que sao todos "stars" muito futebol e novelas.
Até conseguiram inventar "imposto do sol" que faz rir os fiscalistas pelo mundo inteiro.

Pobre estado da naçao, pobre povo, mas campeaos europeus de futebol
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Luso em Dezembro 31, 2016, 02:14:44 pm
Nao sei em qual estado estao as peças de 40mm, mas julgo que ainda esto aptas para ser instaladas nos novos NPO e LFC Tejo.

Agora, aquilo que vejo e julgo e que existe interesses em acabar com a Armada Portuguesa e restante forças armadas.

Porque se nao querem equipar ums navios patrulhas oceanicos e costeiros com um minimo de armamento decente de uma Brown Navy, o que vai ser quando se vai ter que substituir as 5 Fragatas ?

O que eu vejo é um residio de Armada com 2 submarinos, 5 Fragatas com 20/25 anos e 4 NPOs e 4 LFC Stanflex.

Portugal esta mal, mas mesmo muito mal.

Quando eu vim para este forum, depois do FMC e forum Armada, tinhamos vontade de debater porque julgavamos poder ajudar na razionalizaçao e escolha de meios, como o caso das OHPs etc...

Agora, as noticias sao cada vez piores, assistir em directo ao fim das FFAA, e da portugalidade é algo difficil. Mas afinal logico quando os politicos venderem a preço de saldo todas as empresas " a preços de saldo". Emfim fica o Facebook para o Ze Povo julgar que sao todos "stars" muito futebol e novelas.

Até que enfim um pouco de lucidez.
É redundante falar de brinquedos quando a questão de fundo é completamente ignorada.
Mas como é mais fácil falar disso...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Dezembro 31, 2016, 02:40:26 pm
Citação de: Miguel
Até que enfim um pouco de lucidez.
É redundante falar de brinquedos quando a questão de fundo é completamente ignorada.
Mas como é mais fácil falar disso...

Este tópico é sobre os NPO's.. Por isso é natural que se discutam os NPO's..

Quanto ao restante estou completamente de acordo, estão a substituir a Marinha de Guerra por uma "Marinha mercante" onde só se aposta em navios não combatentes! O próprio Viana de Castelo foi apresentado esta semana nos Açores como um navio não combatente..

Se é triste? É!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Miguel em Dezembro 31, 2016, 04:19:14 pm
Citação de: Miguel
Até que enfim um pouco de lucidez.
É redundante falar de brinquedos quando a questão de fundo é completamente ignorada.
Mas como é mais fácil falar disso...

Este tópico é sobre os NPO's.. Por isso é natural que se discutam os NPO's..

Quanto ao restante estou completamente de acordo, estão a substituir a Marinha de Guerra por uma "Marinha mercante" onde só se aposta em navios não combatentes! O próprio Viana de Castelo foi apresentado esta semana nos Açores como um navio não combatente..

Se é triste? É!

Isto chegou ao ponto que ja se podia fazer um topico unico sobre as FA Portuguesas, ainda existe menos noticias que no tempo do FMC e FArmada.

Quando acabar, e estamos quase nesse ponto, a capacidade nacional da Armada Portuguesa, entao vao entregar a vigilancia do nosso mar, ar, terra a quem quiser.
Alias ja se vé Policias de outros paises a patrulhar em Lisboa ou no Algarve.

Portugal deixou de existir. O Portugal de hoje e do futuro transformou-se numa colonia da UE, ahh e ia me esquecer de uma terra promisa para os reformados europeus que nao querem pagar impostos....

NUNCA as palavras de Marcelo Caetano sobre o futuro de Portugal tiveram tanta importancia como agora. Excepto sobre a historia julgara, porque a populaçao analfabetizada versao 2.0 nao sabe o que é historia e sacrificio.

Em breve a FAP, vai ser uma força de apoio à TAP, servindo de escola para os pilotos, entregando por custo zero as melhores instalaçoes e mantendo em serviço as sucatas que a TAP nao quer EMB145 etc..., o Exercito vai ser uma força de apoio civil, e servindo de tachos para coroneis, e mafias tipos Comandos, a Armada nem o nome de Brown Navy podera ter, sera apenas um serviço de assistencia aos veleiros e marinha mercante.

Acabou, acabou tudo, nem substitutos de F16 nem LPDs nem MLUs nem nada.

Com isto tudo nao desejo bom ano a nimguém, nao participo nessa histerica palhaçada.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 31, 2016, 07:54:52 pm
Citação de: Miguel
Até que enfim um pouco de lucidez.
É redundante falar de brinquedos quando a questão de fundo é completamente ignorada.
Mas como é mais fácil falar disso...

Este tópico é sobre os NPO's.. Por isso é natural que se discutam os NPO's..

Quanto ao restante estou completamente de acordo, estão a substituir a Marinha de Guerra por uma "Marinha mercante" onde só se aposta em navios não combatentes! O próprio Viana de Castelo foi apresentado esta semana nos Açores como um navio não combatente..

Se é triste? É!

Isto chegou ao ponto que ja se podia fazer um topico unico sobre as FA Portuguesas, ainda existe menos noticias que no tempo do FMC e FArmada.

Quando acabar, e estamos quase nesse ponto, a capacidade nacional da Armada Portuguesa, entao vao entregar a vigilancia do nosso mar, ar, terra a quem quiser.
Alias ja se vé Policias de outros paises a patrulhar em Lisboa ou no Algarve.

Portugal deixou de existir. O Portugal de hoje e do futuro transformou-se numa colonia da UE, ahh e ia me esquecer de uma terra promisa para os reformados europeus que nao querem pagar impostos....

NUNCA as palavras de Marcelo Caetano sobre o futuro de Portugal tiveram tanta importancia como agora. Excepto sobre a historia julgara, porque a populaçao analfabetizada versao 2.0 nao sabe o que é historia e sacrificio.

Em breve a FAP, vai ser uma força de apoio à TAP, servindo de escola para os pilotos, entregando por custo zero as melhores instalaçoes e mantendo em serviço as sucatas que a TAP nao quer EMB145 etc..., o Exercito vai ser uma força de apoio civil, e servindo de tachos para coroneis, e mafias tipos Comandos, a Armada nem o nome de Brown Navy podera ter, sera apenas um serviço de assistencia aos veleiros e marinha mercante.

Acabou, acabou tudo, nem substitutos de F16 nem LPDs nem MLUs nem nada.

Com isto tudo nao desejo bom ano a nimguém, nao participo nessa histerica palhaçada.

O plano original dos politicozecos que temos tido está mesmo a tomar forma, já um antigo Premier de Portugal, um que foi desterrado para o Brasil, em 1974, tal vaticinou e acertou em toda a linha, quando escreveu que  " Portugal seria (des)governado por toda uma geração de incompetentes, mal formados, corruptos e outra gentalha que como valores nada terão " o resultado está á vista;
Uma Nação que em trinta anos foi intervencionada pelo FMI e capangas por três vezes;
Uma Nação que aos poucos tem, vendido a terceiros, a favor do Deficit, toda a sua estrutura empresarial produtiva digna desse nome;
Uma Nação onde a justiça tem pelo menos dois pesos e duas medidas, a educação e assistência médica estão pelas ruas da amargura;
Uma Nação que aposta no caciquismo e no servilismo de interesses particulares, sectoriais e partidários, ao invés desses mesmos caciques e políticos servirem a Nação e não se servirem da Nação;
Como é que uma Nação destas pode investir nas suas FFAA ??
Não pode!!!!!
Se tal fizessem os (des)governos corriam o risco de algum dia o feitiço se voltar contra o feiticeiro..........e serem apeados dos tachos e tachinhos que tem vindo a desfrutar, inexplicavelmente sem qualquer interrupção durante estes anos a fio !!!!
Andaremos anos a fio a encanar a perna á rã, a enconar, a demorar dez anos para construir um NPO, a comprar Navios já com 20 e mais anos de serviço a terceiros, e, nem mesmo alguns desses Navios conseguimos aprontar devidamente, a permitir que navios com mais de quarenta e cinco anos continuem a navegar, com os riscos inerentes aos seus tripulantes, caso dos submarinos da classe Albacora, continuamos a operar acfts de transporte completamente desatualizados como se de novos se tratassem, não temos capacidade de substituir um simples heli ligeiro, demoramos séculos para substituir uma simples espingarda,  enquanto que se esbanjam milhares de milhões de euros, em bancos dos amigos e seus discípulos.
Relembro, o que em 1975, o então auxiliar de enfermagem sr Samora Machel, num comício em Vila Cabral, afirmou " O povo é massa bruta ", para mim está tudo dito.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: FoxTroop em Dezembro 31, 2016, 09:12:19 pm
Ahhh...... a Nação..... esse ente, essa figura turva e dúbia, cujas largas costas servem para expiar todas a falhas e obtusidades de todos e cada um de nós.......

Como certamente os políticos que nos governam, desde o berço da mesma, vêm de Marte, ou, se calhar, nascem das árvores, talvez materializam-se do nada ou mesmo criam-se em laboratório com a mais refinadas técnicas, ninguém tem, como individuo e colectivo, nada a ver com nada do que se passa........

Não, não nascem das árvores, nem vêm de outra qualquer dimensão, planeta, ou o quer se queira imaginar. Nasceram nos mesmo hospitais que a vasta maioria de todos nós, estudaram nas mesmas escolas que 99.9999% de todos nós, formaram-se nas mesmas universidades que quase todos nós e vêm do meio de nós.
São simplesmente o espelho daquilo que a vasta maioria de nós somos enquanto indivíduos e enquanto povo. nada mais, nada menos.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: diogo13350 em Janeiro 04, 2017, 01:02:17 pm
People ja que supostamente os novos NPO vao ser armados com uma. 50 haveria algum mal em retirar os creusot Loire 100mm das corvetas e colocar Nos NPO e com sorte tambem tiravam os lanca torpedos e colocavam nos NPO... so nao sei se o NPO tem capacidade para uma 100mm
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Miguel em Janeiro 04, 2017, 05:37:20 pm
Armamento principal de um NPO, uma calibre 0.50

Qualquer embarcaçao de piratas tem no minimo uma arma dessas, com RPGs

As peças de 100mm, chegou-se a falar disso 10 anos atraz, diziam os peritos que por motivos de estrutura nao era adequada, depois falou-se em peças de 57 ou 76mm

Agora ao ponto que isto chegou ver os NPO/LFC com uma peça de 40MM retirada das corvetas ja seria um luxo.

Peças de 100mm devem ser vendidas como a linha de montagem da G3 e outros afims.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: nelson38899 em Janeiro 04, 2017, 05:37:45 pm
Eu alinhava em meter os torpedos nos NPO, agora resta saber se o que vem associado aos torpedos, também vinha.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Janeiro 04, 2017, 07:51:24 pm
SeaWaves Magazine ‏@seawaves_mag  14h14 hours ago
Cotecmar of Colombia has released their OPV-90 MKII concept
(https://pbs.twimg.com/media/C1TeJiOWQAEBSuQ.jpg)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Janeiro 04, 2017, 09:32:42 pm
Penso que os lançadores de torpedos tenham sido retirados das corvetas há muitos anos atrás.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: diogo13350 em Janeiro 04, 2017, 11:07:37 pm
Então uma metemos uma .50 ou hk21 e está lá...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Janeiro 05, 2017, 10:24:55 am
Então uma metemos uma .50 ou hk21 e está lá...
O que não faltam são armas à marinha para modernizar e lá colocar. Falta é vontade politica de dar dinheiro para que os navios tenham armas e sensores como deve ser. As pessoas continuam a votar neles mas depois queixam-se (o caso da Classe Viana do Castelo é o espelho disso mesmo, pois à quantos anos dura este fandango?...  ;)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/e/ee/La_Moqueuse_Bofors_40_mm_gun.JPG)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.operacional.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F12%2F9-Pereira-DE%25C3%25A7a-DSC_2271-copy-copy.jpg&hash=16c965aaa84319da79e2540428454951)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.operacional.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2012%2F03%2F12-dsc_4934-copy.jpg&hash=69f58194d068076c546f5ea4c3da1b69)
Citar
An Israeli 20 mm gun on board an Indian Navy Super Dvora patrol boat
(https://defencyclopedia.files.wordpress.com/2016/05/dvora12.jpg?w=517&h=339&crop=1)
Citar
https://www.revolvy.com/topic/Oerlikon%2020%20mm%20cannon&item_type=topic (https://www.revolvy.com/topic/Oerlikon%2020%20mm%20cannon&item_type=topic)
(https://i.gyazo.com/cf11de81fab17edaa74bbfb3713d9808.png)
Citar
The Bofors 40 mm Model 60 Mk 5C rapid fire gun fitted to the forecastle deck of HMCS Nanaimo. One of the two 12.7 mm (50 cal) machine guns can be seen in the background.

http://en.academic.ru/dic.nsf/enwiki/594203 (http://The Bofors 40 mm Model 60 Mk 5C rapid fire gun fitted to the forecastle deck of HMCS Nanaimo. One of the two 12.7 mm (50 cal) machine guns can be seen in the background.

http://en.academic.ru/dic.nsf/enwiki/594203)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fen.academic.ru%2Fpictures%2Fenwiki%2F72%2FHMCS_Nanaimo_Bofors.jpg&hash=039eb151f2d41bccaaedf03bedcd80dc)

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Janeiro 05, 2017, 12:53:54 pm
Lá vou eu fazer pergunta típicas do curioso que nada percebe disto... mas antes declaro que na minha opinião "não informada" navios tipo NPO/LFC têm que ter, sem prejuízo de outro armamento, uma 12,7mm "moderna" para missões "policiais"...

- Um WS Marlin 30mm do NPO consegue imobilizar um petroleiro / cargueiro com uma tripulação "pirata" armada de RPG's?

Agora, talvez sonhando demasiado, considero interessante a possibilidade de ter, após os 2 NPO em construção, umas 2un de NPO's mais musculados (mais próximos BAM), com uma peça de 57mm (e uma 12,7mm tb!) e (mt importante) sensores decentes e capacidade SIGINT... aí já seria um navio de perfil mais "guerreiro", capaz de ir para zonas tipo Golfo da Guiné.

LM   

 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Miguel em Janeiro 05, 2017, 08:21:29 pm
Uma WS 30mm com varios tiros pode immobilizar um cargueiro ligeiro, armado com metrelhadoras e RPGs

Agora uma 0.50 e que nao.

No minimo os NPO/LFC deviam ter uma peça de 40mm, mesmo antiga e 2 calibre 0.50 ou MAG de 7.62.

Mesmo uma simples Pick Up ou embarcaçao de piratas tem uma metrelhadora pesada.

Ja nem falo em ter uma peça de 57 ou 76mm que devia ser o minimo para um navio tipo NPO.

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: FoxTroop em Janeiro 05, 2017, 11:00:29 pm
Uma 30 mm com o misto AP/HE ou HE/Incendiárias fará de qualquer casco "civil" um passador (num petroleiro fará também uma bela fogueira), quanto mais o fará das super-estruturas e casario da ponte.
Para além disso tem alcance mais que suficiente para entregar o pacote bem fora do alcance dos RPGs e armamento ligeiro que os piratas utilizam. A questão tem mais a ver com a quantidade de munição necessária. Muito provavelmente, com a 30 mm vou ter de gastar muito mais para o mesmo efeito. Com uma 76mm ou mesmo 57, a coisa vai com muito menos "chumbo" no ar. Em termos psicológicos, para os "maus", ver rebentar uma jarda de 76 mm HE à proa do seu cargueiro acabadinho de assaltar é bem diferente de simplesmente ver e ouvir as 30 mm a zumbir. É capaz de os fazer desistir mais depressa.....  ;D

Contudo concordo que um NPO deveria vir equipado com outro tipo de armamento, mais capaz de entregar outras cargas. Nesse caso, e atendendo ao tipo de missões que podem calhar e olhando para as do passado, considero que uma peça de 76 mm tiro rápido, seria o ideal.
Como complementar uma 12.7 e/ou duas 7.62.

Para uma LCF, uma 12.7 creio que é o suficiente, juntamente com uma 7.62.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Janeiro 12, 2017, 08:12:48 am
 lindo!

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi63.tinypic.com%2F2rdjkud.jpg&hash=19fdcff30c8df688ed4714db441ecc8b)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi68.tinypic.com%2F15gp6yr.jpg&hash=52c96c6b83be76a01a2800388144f130)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Janeiro 12, 2017, 11:06:19 am
É$ o novo design dos NPO da Marinha? Gostei... é estiloso! 8) ;D :G-beer2:

Os navios são desenhados pelo pessoal de Viana, ou é outra empresa que se encarrega disso?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Janeiro 12, 2017, 12:47:29 pm
É$ o novo design dos NPO da Marinha? Gostei... é estiloso! 8) ;D :G-beer2:

Os navios são desenhados pelo pessoal de Viana, ou é outra empresa que se encarrega disso?

Valh-me Deus!
tópico errado!
isto era para o tópico da west sea!

E o próprio Mario Ferreira quem desenha os navios! este design e de autoria dele!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Janeiro 12, 2017, 01:00:54 pm
Eu sei, percebi logo e estava a meter-me contigo. Isso do design... estás mesmo a falar a sério?! :o
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Miguel em Janeiro 12, 2017, 03:48:53 pm
Uma 30 mm com o misto AP/HE ou HE/Incendiárias fará de qualquer casco "civil" um passador (num petroleiro fará também uma bela fogueira), quanto mais o fará das super-estruturas e casario da ponte.
Para além disso tem alcance mais que suficiente para entregar o pacote bem fora do alcance dos RPGs e armamento ligeiro que os piratas utilizam. A questão tem mais a ver com a quantidade de munição necessária. Muito provavelmente, com a 30 mm vou ter de gastar muito mais para o mesmo efeito. Com uma 76mm ou mesmo 57, a coisa vai com muito menos "chumbo" no ar. Em termos psicológicos, para os "maus", ver rebentar uma jarda de 76 mm HE à proa do seu cargueiro acabadinho de assaltar é bem diferente de simplesmente ver e ouvir as 30 mm a zumbir. É capaz de os fazer desistir mais depressa.....  ;D

Contudo concordo que um NPO deveria vir equipado com outro tipo de armamento, mais capaz de entregar outras cargas. Nesse caso, e atendendo ao tipo de missões que podem calhar e olhando para as do passado, considero que uma peça de 76 mm tiro rápido, seria o ideal.
Como complementar uma 12.7 e/ou duas 7.62.

Para uma LCF, uma 12.7 creio que é o suficiente, juntamente com uma 7.62.

Exato sobretudo que as ameaças de hoje nada teem a ver com as dos anos 80/90.

Um disparo de 76mm, ou a simples visao de essa arma pode acalmar piratas. Alem de ter capacidade de combate contra navios militares.

Vejam os equipamentos da US Cost Guard, que combatem pirataria, trafiquantes drogas etc... Em regra geral o armamento e 76mm e phalanx e calibre 30 e 50 de apoio.

Concordo que para a LFC uma simples calibre 50 e uma ou duas 7.62 podia ser suficiente. Mas no caso dos NPO nao.

Mas eu até ja me contentava com uma bofors de 40mm pintada de novo com 2 calibres 50.

Antigamente nao havia terrorismo nem pirataria, nem contrabando como agora e os navios estavam equipados com 100mm e duplos de 76mm, em Portugal e tudo ao contrario.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Janeiro 12, 2017, 04:39:52 pm
Eu sei, percebi logo e estava a meter-me contigo. Isso do design... estás mesmo a falar a sério?! :o

Sim o design,  é de autoria dele,
a Engenharia é contratada a empresas externas.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Janeiro 13, 2017, 06:16:45 am
É$ o novo design dos NPO da Marinha? Gostei... é estiloso! 8) ;D :G-beer2:

Os navios são desenhados pelo pessoal de Viana, ou é outra empresa que se encarrega disso?

Valh-me Deus!
tópico errado!
isto era para o tópico da west sea!

E o próprio Mario Ferreira quem desenha os navios! este design e de autoria dele!

É por estas e por outras que ás vezes nem dá gosto criar tópicos neste forum............................. :Ups: :Ups: :Ups:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Janeiro 13, 2017, 06:17:44 am
Epá estava a brincar !!!!!!!!! :rir: :rir: :rir: :rir:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Janeiro 15, 2017, 07:15:49 pm
E se algum dia tivessemos NPO's classe Viana do Castelo II ??


(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2FModifiedBAMClass-EUImast_zpsqwmcqgqr.png&hash=da43ce939832b1dc276dcf887869449e) (http://s1357.photobucket.com/user/jolumeme/media/ModifiedBAMClass-EUImast_zpsqwmcqgqr.png.html)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Janeiro 16, 2017, 09:15:35 pm
É$ o novo design dos NPO da Marinha? Gostei... é estiloso! 8) ;D :G-beer2:

Os navios são desenhados pelo pessoal de Viana, ou é outra empresa que se encarrega disso?

Valh-me Deus!
tópico errado!
isto era para o tópico da west sea!

E o próprio Mario Ferreira quem desenha os navios! este design e de autoria dele!

É por estas e por outras que ás vezes nem dá gosto criar tópicos neste forum............................. :Ups: :Ups: :Ups:

E tudo começa assim!
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi64.tinypic.com%2Fmif2pg.jpg&hash=c29cc7e4526d919ef965e606f10bbb00)

Lanço um desafio aos Foristas, peguem num cubo de esferovite e apresentem um design do vosso OPV!
Quem aceita o desafio?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: miguelbud em Janeiro 17, 2017, 11:22:26 pm
Ora aqui está ele a nascer.  :G-beer2:

(https://1.bp.blogspot.com/-tWfKWu1Qz_M/WHf9P92e8NI/AAAAAAAAnc8/_vYS51ZmJyc7Z2pvA7W9S01aSNGswW2SgCLcB/s1600/IMG-20170110-WA0024.jpg)
Créditos na imagem.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Janeiro 18, 2017, 10:32:54 pm
Deteto aí melhorias....... não no navio, mas no estaleiro,
A Martifer  teve a inteligencia de cobrir a doca de montagem com um sistema rolante. para abrir e fechar a cobertura consoante for necessário. 
Melhores condiçōes de trabalho sem dúvida!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Fevereiro 09, 2017, 12:29:26 pm
 Segundo o Sec. Est. da defesa "Os futuros NPO's serão reorçamentados de forma a reduzir o seu custo".........

Desta forma este tópico passa para a secção das "fantasias" do forum.

 :down:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Fevereiro 09, 2017, 12:41:04 pm
Segundo o Sec. Est. da defesa "Os futuros NPO's serão reorçamentados de forma a reduzir o seu custo".........

Desta forma este tópico passa para a secção das "fantasias" do forum.

 :down:
Futuro NPO da Marinha...  :o ::)
(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/e/ee/Portuguese_Fuzileiros_in_a_boat_making_a_visit,_board,_search_and_seizure_(VBSS)_drill_during_Phoenix_Express_2010_(PE-10).jpg)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 09, 2017, 12:59:32 pm
Segundo o Sec. Est. da defesa "Os futuros NPO's serão reorçamentados de forma a reduzir o seu custo".........

Desta forma este tópico passa para a secção das "fantasias" do forum.

 :down:

podem começar por lhes retirar o hangar, sempre poupam uns cobres. :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir:
O sec da defesa fala nos custos por unidade rondarem os 35 milhões contra os 38,5  milhões para cada um destes dois navios agora em construção, 3,5 milhões a menos, menos de 10% !
Porque é que ele fala nisso ????
Será possível que haja mais encomendas deste tipo de navios que tanta falta nos fazem ??
Se, houver mais encomendas, o ideal, seria mesmo mais quatro unidades, aí sim aceito que se consigam reduzir os custos por unidade............. de outro modo porque é que o sr sec estado, mandaria estes bitaites ?????
Cá para mim, chegaram á conclusão que a marinha pura e simplesmente não tem meios suficientes de patrulha oceânica, bem de verdade naõ tem de patrulha oceânica, de Patrulha costeira, de reabastecimento, de transporte de tropas, de Combate de superfície, de combate sub superfície, e nem de meios aéreos, enfim a marinha está completamente de rastos só não vê quem não quer ver !!

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2FIMG_4022-1024x768_zps4jypbm4o.jpg&hash=52e314d729e49f92522902cc01a2a6fb) (http://s1357.photobucket.com/user/jolumeme/media/IMG_4022-1024x768_zps4jypbm4o.jpg.html)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2FIMG_4023-1024x768_zpstzyacamc.jpg&hash=b736a7cf1a8b0abae8b437ff282f1de8) (http://s1357.photobucket.com/user/jolumeme/media/IMG_4023-1024x768_zpstzyacamc.jpg.html)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2FIMG_4021-1024x768_zps5xbsp8pv.jpg&hash=48c3bc56edbf7966ee4dd62cceba677b) (http://s1357.photobucket.com/user/jolumeme/media/IMG_4021-1024x768_zps5xbsp8pv.jpg.html)

Abraços
 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Charlie Jaguar em Fevereiro 09, 2017, 05:03:46 pm
Por acaso, ao ler aqui agora os passados posts de alguns foristas, voltei a lembrar-me da questão que queria aqui deixar: por acaso a construção dos NPO permitirá musculá-los futuramente ou porventura modernizá-los para um hipotético padrão Mk. II?  ;)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Fevereiro 10, 2017, 10:27:04 am
Eu tb cada vez mais considero que 2 un MkII para uso em "Golfos da Guiné" e zonas costeiras tipo Líbia tinha todo o sentido - e seria mais fácil politicamente serem "vendidos" à famosa opinião publica, pois eram "patrulhas"...

O nosso perito ICE 1A+ é que deve conseguir responder, mas pelo que entendi das suas palavras até agora desde que haja capacidade elétrica é apenas uma questão de dinheiro para colocar Radares / EW / EO decentes e 57mm / CIWS...

Já agora - é "usual" este tipo de navio ter na ponte / zonas criticas alguma capacidade resistência balística?

PS: aproveitanto estar a referir o ICE 1A+: desde já agradeço a resposta dele à minha questão dos estados do mar, mas... a classe Tejo consegue sair com mares "limite"...?       
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Fevereiro 10, 2017, 10:33:58 am
O saudoso Chaimites escreveu algures no fórum que estes navios foram pensados para levarem mais umas quantas toneladas sem qualquer alteração. Em relação às 57mm, salvo erro a marinha Norte-Americana tem tido muitos problemas de fiabilidade e precisão com as ditas cujas.

LM eu não percebo nada disto, mas relembro-te daquela viagem que eles fizeram ao Canadá onde o estado do mar era terrível. Parece-me que é um navio bastante capaz a esse nível.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Fevereiro 10, 2017, 10:47:19 am
Estava a falar da Classe Tejo (ex-SF300)... foram ao Canadá?!

Pelo que entendi da explicação do ICE 1A+ se o navio está certificado para o nosso mar consegue, independentemente do tipo de mar... mas de um NPO a um "Tejo" vão mts toneladas por isso a minha duvida - claro que "conforto" é uma coisa e situação limite de emergência SAR é outra, daí a minha questão se um "Tejo" consegue sair da barra com temporal e mar classe X (X = 1 a 9)...


Sobre a 57mm: não sabia desses problemas (de facto foram substituídos por 35mm na classe Zumwalt, mas julgava que era pela sua utilização final); era a minha peça de eleição para uns NPO MkII.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Fevereiro 10, 2017, 11:00:41 am
Estava a falar da Classe Tejo (ex-SF300)... foram ao Canadá?!

Pelo que entendi da explicação do ICE 1A+ se o navio está certificado para o nosso mar consegue, independentemente do tipo de mar... mas de um NPO a um "Tejo" vão mts toneladas por isso a minha duvida - claro que "conforto" é uma coisa e situação limite de emergência SAR é outra, daí a minha questão se um "Tejo" consegue sair da barra com temporal e mar classe X (X = 1 a 9)...


Sobre a 57mm: não sabia desses problemas (de facto foram substituídos por 35mm na classe Zumwalt, mas julgava que era pela sua utilização final); era a minha peça de eleição para uns NPO MkII.

Esquece, mea culpa, li à pressa e mão percebi que agora estavas a falar da Classe tejo. :-[

Sim, os 57mm têm dado muitos problemas nos "Littoral combat ship".
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Fevereiro 10, 2017, 02:29:12 pm
Segundo o Sec. Est. da defesa "Os futuros NPO's serão reorçamentados de forma a reduzir o seu custo".........

Desta forma este tópico passa para a secção das "fantasias" do forum.
Se de 4 passarem a 6 já me dou por satisfeito

 :down:
[/quote]
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Charlie Jaguar em Fevereiro 10, 2017, 02:40:43 pm
Por acaso, ao ler aqui agora os passados posts de alguns foristas, voltei a lembrar-me da questão que queria aqui deixar: por acaso a construção dos NPO permitirá musculá-los futuramente ou porventura modernizá-los para um hipotético padrão Mk. II?  ;)

A questão que coloquei prende-se mesmo com a capacidade do design e do casco aguentarem com armamento mais pesado, se for caso disso. É que estamos a retirar as corvetas com 40 anos de serviço, é certo, mas a perder capacidade de combate visto nem os VdC, nem os Tejo, serem navios bem armados. Enquanto as corvetas podiam servir de "muletas", por assim dizer, às fragatas, nenhuma das classes de patrulhas mencionada está hoje em patamar de igualdade com as mesmas a nível de capacidade ofensiva.

Os meios efectivos de combate vão-se relegar às fragatas e aos submarinos dado os patrulhas não estarem equipados para tal. A construção naval portuguesa é boa, não é isso que estou aqui a pôr em questão, apenas que os vários OPV's que vão surgindo por esse mundo fora são bem mais musculados que os nossos Viana do Castelo que, em necessidade, nunca poderão apoiar as fragatas tal como faziam as velhinhas corvetas.  :(
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 10, 2017, 03:28:11 pm
Por acaso, ao ler aqui agora os passados posts de alguns foristas, voltei a lembrar-me da questão que queria aqui deixar: por acaso a construção dos NPO permitirá musculá-los futuramente ou porventura modernizá-los para um hipotético padrão Mk. II?  ;)

A questão que coloquei prende-se mesmo com a capacidade do design e do casco aguentarem com armamento mais pesado, se for caso disso. É que estamos a retirar as corvetas com 40 anos de serviço, é certo, mas a perder capacidade de combate visto nem os VdC, nem os Tejo, serem navios bem armados. Enquanto as corvetas podiam servir de "muletas", por assim dizer, às fragatas, nenhuma das classes de patrulhas mencionada está hoje em patamar de igualdade com as mesmas a nível de capacidade ofensiva.

Os meios efectivos de combate vão-se relegar às fragatas e aos submarinos dado os patrulhas não estarem equipados para tal. A construção naval portuguesa é boa, não é isso que estou aqui a pôr em questão, apenas que os vários OPV's que vão surgindo por esse mundo fora são bem mais musculados que os nossos Viana do Castelo que, em necessidade, nunca poderão apoiar as fragatas tal como faziam as velhinhas corvetas.  :(

Pois então aqui vai ...................... http://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=12482.0

Antes de mais comecem pelo básico:
uma corveta exigiria maior velocidade, (na ordem dos 30 nós) digo eu.........,
maior velocidade= motores mais potentes.
motores mais potentes = motores maiores!
motores maiores = navio maior ou um arranjo interior diferente.

por outro lado  uma corveta tem mais sistemas que implica a necessidade   de mais potencia instalada.
Enfim.......
O projeto teria  que ser refeito  de início.

Relativamente ao tamanho dos motores talvez se pudesse dar a volta à questão instalando uma pequena turbina de gás que não ocuparia muito espaço. No entanto aumentar a velocidade implica muitas outras modificações a nível do desenho do casco e da sua estabilidade, penso eu.

Agora relativamente ao programa em si, eu ficaria ja extremamente agradado se finalmente a produção entrasse em velocidade cruzeiro. A marinha não precisa de apenas 2 ou 4 NPOs, a marinha precisa sim de 8 ou 10, e precisa deles para ontem. Não para daqui a 30 anos como acontecera se isto continuar a este ritmo de 2 por década.

Edu, convence-te de uma coisa a Marinha nunca vai ter 08 ou 10 NPO's se conseguirem seis unidades, seria muitíssimo bom.
Penso que estes dois agora em construção serão os últimos VdC a serem construídos, e a ficarem quatro unidades no activo.

O futuro próximo nos dirá como a Armada ficará em termos de Navios mas não errarei muito se ficar com 04 fragatas, 04 NPO's, 04 LFC, os 02 Tridentes, umas 08 lanchas de 90/100 Tons, um muito necessário menos velho Abastecedor de frota, e se formos campeões do Mundo de futebol talvez consigamos mendigar um NPL. :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2:

È com base nestas minhas conclusões, e, a não estarem muito erradas, que iniciei este post sobre a possível Classe de Corvetas para a Armada, aproveitando a excelente plataforma dos VdG, porque MdG, não possuirá durante muito mais anos cinco Fragatas no seu inventário, já por si poucas quanto a mim, e, á falta delas, a MdG possa adquirir um meio de combate de superfície que :
- Irá complementar as Fragatas existentes;
- Esse novo Navio seja um projecto Português, com um periodo de construção bem menor, que uma Fragata;
- POSSA/DEVA ser construído em Estaleiro  Português;
- E permita executar as missões de baixa intensidade, missões essas que actualmente deverão/poderão ser desempenhadas pelas VdG, com os elevados custos inerentes de operação que todos bem conhecemos, custos esses muito superiores ao emprego de uma das ditas Corvetas.

Quanto ás alterações no desenho da NPO e sua adaptação á possível classe de Corveta, penso que se forem muito dispendiosos claro que nunca serão aprovados/adquiridos pela nossa Marinha, e lá continuaremos como até aqui com as calças seguras por uma mão e a outra estendida a pedir.
Na minha opinião este hipótese, a ser considerada por um estaleiro digno do Nome, poderia valer algumas vendas a Marinhas por aí além, digo eu na minha Santa Ignorância.

Agradeço as vossas opiniões e pontos de vista.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Fevereiro 10, 2017, 04:38:43 pm
Não sei se o conceito "corveta" não estará algo desatualizado (porque obriga a  velocidade, capacidade, AAW / ASW, etc - i.e. a chapa é barata, logo uma fragata ligeira)... o meu VdC MkII seria algo parecido com o BAM dos nossos vizinhos? O actual NPO (mesma propulsão, etc) mas com 57mm, radar e EO militares, capacidade EW... não apoiar as fragatas mas ter capacidade autónoma nas zonas que referi (Golfo Guiné, litoral Líbia, talvez Somália) - piratas / traficantes / warlords com RPG's / 20mm.     
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Luso em Fevereiro 10, 2017, 05:37:06 pm
Uma coisa que me irrita nas discussões em relação às forças armadas portuguesas é o constante esforço de procura de alternativas "viáveis" para coisa nenhuma, que ao fim ao cabo não passam de resignação e aceitação de uma progressiva anulação da capacidade militar, que neste caso corresponde ao zero naval.
Ou seja, em vez de querer e exigir nada menos que unidades de superfície com capacidade de combate real a ameaças reais de alta intensidade - a defesa nacional não pede nem se compadece com outra coisa, o pessoal passou a aceitar como razoável o sonho com umas reles peças de 57mm.
Por outras palavras vocês estão a contribuir decisivamente para baixar a bitola de exigência de capacidade.
E isso é inaceitável quando o poder político esbanja dinheiro a rodos com esquemas e vigarices e nem sequer trabalha para impedir ou dificultar que mais surjam.
A atitude do Poder Político é caminhar paulativamente para um efectivo ZERO NAVAL e vocês, bem intencionados, ingénuos e totós - alinham nessa narrativa!
E sem querer fazer esforço em compreender o porquê dessa atitude!
Vergonhoso e pueril.
E quando falo da Armada falo de tudo o resto.
Porque vocês deliberadamente ignoram o problema político de fundo e preferem falar de brinquedos, mesmo quando os mesmos não façam sentido. O que interessa parece ser mesmo falar de brinquedos militares, mesmo que os mesmos sejam irrelevantes para a Defesa Nacional.
O certo é que temos 5 unidades de combate superfície em estado crescente de obsolescência e a caminho de se reduzirem apenas a 4 e vocês ainda a falar de NPO´s como se isso fosse o principal, e não são. Quando muito ajudam a manter as APARÊNCIAS, porque é disso que os chico-espertos que mandam, vivem.
Querem realismo?
Que tal esta opinião como realista?
Safa...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: nelson38899 em Fevereiro 11, 2017, 10:21:35 am
Uma coisa que me irrita nas discussões em relação às forças armadas portuguesas é o constante esforço de procura de alternativas "viáveis" para coisa nenhuma, que ao fim ao cabo não passam de resignação e aceitação de uma progressiva anulação da capacidade militar, que neste caso corresponde ao zero naval.
Ou seja, em vez de querer e exigir nada menos que unidades de superfície com capacidade de combate real a ameaças reais de alta intensidade - a defesa nacional não pede nem se compadece com outra coisa, o pessoal passou a aceitar como razoável o sonho com umas reles peças de 57mm.
Por outras palavras vocês estão a contribuir decisivamente para baixar a bitola de exigência de capacidade.
E isso é inaceitável quando o poder político esbanja dinheiro a rodos com esquemas e vigarices e nem sequer trabalha para impedir ou dificultar que mais surjam.
A atitude do Poder Político é caminhar paulativamente para um efectivo ZERO NAVAL e vocês, bem intencionados, ingénuos e totós - alinham nessa narrativa!
E sem querer fazer esforço em compreender o porquê dessa atitude!
Vergonhoso e pueril.
E quando falo da Armada falo de tudo o resto.
Porque vocês deliberadamente ignoram o problema político de fundo e preferem falar de brinquedos, mesmo quando os mesmos não façam sentido. O que interessa parece ser mesmo falar de brinquedos militares, mesmo que os mesmos sejam irrelevantes para a Defesa Nacional.
O certo é que temos 5 unidades de combate superfície em estado crescente de obsolescência e a caminho de se reduzirem apenas a 4 e vocês ainda a falar de NPO´s como se isso fosse o principal, e não são. Quando muito ajudam a manter as APARÊNCIAS, porque é disso que os chico-espertos que mandam, vivem.
Querem realismo?
Que tal esta opinião como realista?
Safa...

Luso

eu também adoraria que a marinha tivesse um LPD, cinco fragatas modernas (3 luta anti aérea e 2 luta anti submarinos), 6 NPO (como capacidade de substituir as fragatas) e dezenas de lanchas de fiscalização e 4 submarinos.


Adorava ver a força aérea já com o substituto do F16 a ser negociado, com um avião de reabastecimento, com o substituto do C130 a voar sob as nossas cores, com um AWACs, e com helicopteros de vários modelos (pesados, médios e leves)

adorava ver o exercito com uma combinação entre helis de combate e carros de combate. Umas forças médias com todas as formas que se contratualizou dos Pandur etc

mas infelizmente isso não é possivel. Sonha-se ao menos com o que é possivel   
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: diogo13350 em Fevereiro 11, 2017, 11:01:05 am
Poquê 4 fragatas e não 5??
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Fevereiro 11, 2017, 11:09:19 am
Os Dinamarqueses devem ter inventado a roda. Os NPOs lá do sítio até módulos de misseis e torpedos ASW levam...enfim...por US$ 76.2 milhões de USD :o ::)
Citar
   
1 × 76 mm gun Mk M/85 LvSa
2 × 12.7 mm heavy machine gun M/01 LvSa
RIM-162 Evolved Sea Sparrow surface-to-air missiles (not fitted with)
MU90 Impact ASW-torpedo

https://en.wikipedia.org/wiki/Knud_Rasmussen-class_patrol_vessel (https://en.wikipedia.org/wiki/Knud_Rasmussen-class_patrol_vessel)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fs2.forumimage.ru%2Fuploads%2F20100924%2F128535191496006847.jpg&hash=17cc3942280c737b3590e38b34607b7c)


Cá começa na mentalidade de uma boa parte das F.A e acaba numa boa parte da populaça (os políticos são o reflexo dos mesmos, não há que enganar). Navios combatentes e não combatentes. Para uma e outra função. Tretas do século XX. É só comparar um com o outro e por mais uns milhões de euros, sendo que por lá mesmo que não exista dinheiro para tudo, o ficar com uma base para futuros upgrades é o mote geral. Por lá preocupam-se com o facto de terem possibilidade de colocar o ESSM  nos patrulhas, por cá uma 12,7mm e existe  quem ache que é muito.  Mas cá é sempre complicado, porque é assim é assado. Aliás, quando o Secretário de Estado disse que queria reduzir custos dos NPO os militares disseram o que? E deve ser a população que na sua maioria nem nunca entrou num NPO a "colocar o dedo na ferida"( ou os foristas, que para muitos "nada sabem"). O povo vota e nada mais (e quando vota nem sabe quem vai ser o MDN quanto mais do resto). Cabe a quem é de casa lá meter ordem, não aos outros que nem lá vivem...  ::)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fvpk.name%2Ffile%2Fimg%2FNPO-2000.t.jpg&hash=24016bd5b7e00eed9e7cfbec906a36a4)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 11, 2017, 11:27:15 am
Poquê 4 fragatas e não 5??

E porque não ter seis ao invês de termos cinco ????
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: diogo13350 em Fevereiro 11, 2017, 12:01:54 pm
Mas se temos 5 porque falam que iremos ter 4? 7Referem-se a novos navios ?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Rodrigo19 em Fevereiro 11, 2017, 01:24:28 pm
eu acho que se referem que uma das fragatas vai ser retirada por estar a envelhecer
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Lightning em Fevereiro 11, 2017, 08:03:52 pm
Os Dinamarqueses devem ter inventado a roda. Os NPOs lá do sítio até módulos de misseis e torpedos ASW levam...enfim...por US$ 76.2 milhões de USD :o ::)

Se calhar a Marinha acha que é mais fácil convencer o governo a financiar a compra de navios patrulha do que navios combatentes. E também é mais difícil aos opositores criticarem.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Fevereiro 12, 2017, 12:30:57 am
Os Dinamarqueses devem ter inventado a roda. Os NPOs lá do sítio até módulos de misseis e torpedos ASW levam...enfim...por US$ 76.2 milhões de USD :o ::)

Se calhar a Marinha acha que é mais fácil convencer o governo a financiar a compra de navios patrulha do que navios combatentes. E também é mais difícil aos opositores criticarem.
Oxalá então não acabe a combater de Npo. Está bem encaminhada para isso, basta comparar os Sf300 na Dinamarca e por cá...
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.mdc.idv.tw%2Fmdc%2Fnavy%2Feuronavy%2Fsf300-562.jpg&hash=4f1873e3f991e23342f086c0e9ee94ad)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.shipsnostalgia.com%2Fguides%2Fimages%2F9%2F95%2FTejo_P59O.jpg&hash=1e9168542635426620c9e1d228f4895f)

Portugal tem (ou deveria ter) uma marinha de guerra e não uma "guarda costeira",  ter uma Marinha que defendesse isso e que face à defesa do seu território e às missões NATO, explicasse que não basta ter NPO's. Mas quando já vamos para os exercícios MINEX numa corveta de 40 anos com um contentor no deck do helicóptero é uma questão de tempo até ir para uma Missão qualquer da NATO ou UE com um Chaparral no deck do Npo...
(https://www.roma.embaixadaportugal.mne.pt/images/20160606_NRP_Joao_Roby_01.jpg)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi58.tinypic.com%2F32zhssg.jpg&hash=360a7a650392e4f08d31aa0aab66673c)

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: perdadetempo em Fevereiro 12, 2017, 07:20:52 pm
Porque é necessário melhorar a classe Viana do Castelo

Normalmente os barcos para o chamado serviço de patrulha/publico dividem-se em duas classes:

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1266.photobucket.com%2Falbums%2Fjj539%2Fjog2202%2FArrastatildeo_zpsbnbqrjf1.png&hash=658e66352ecd1bc9d914bf4ecf80d577)
Este que faz isto:
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1266.photobucket.com%2Falbums%2Fjj539%2Fjog2202%2FmissaoARRASTAO_zps9wr6illp.png&hash=73a6b41ea8b45d72de0b8a57d266586e)
Ou este
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1266.photobucket.com%2Falbums%2Fjj539%2Fjog2202%2FCanhatildeo_zpstlachedc.png&hash=c47cadadf2ca85e901bfd61062125c2a)
que faz isto:
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1266.photobucket.com%2Falbums%2Fjj539%2Fjog2202%2FmissaoCANHAO_zpsgozwyuzx.png&hash=9f061c5dd552700519180e6928f93cc7)
Como em Portugal somos originais arranjámos este
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1266.photobucket.com%2Falbums%2Fjj539%2Fjog2202%2FFigueiredo_zpsyf8nbtlt.png&hash=6f185f369c2a7c5ec0cfa27144ba44a6)
que faz isto:
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1266.photobucket.com%2Falbums%2Fjj539%2Fjog2202%2FmissaoFIGUEIREDO_zpsohptdun5.png&hash=8d47f75d7bb2835ba5939e9fa59668f3)
Mas que deve custar tanto ou mais que os navios anteriores. Este na minha opinião é o grande problema do NPO causador de tantas discussões aqui no forum.

Cumprimentos,


Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: diogo13350 em Fevereiro 12, 2017, 08:40:23 pm
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi412.photobucket.com%2Falbums%2Fpp201%2Faguadoce1%2FHELI.jpg&hash=de595e30e21911a83228320eff3d956c)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi412.photobucket.com%2Falbums%2Fpp201%2Faguadoce1%2FPATRUNHADESARMADO.jpg&hash=6b2c7dfa7d88c3bdee14f7ad3a21c4bb)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Fevereiro 12, 2017, 10:19:54 pm
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi412.photobucket.com%2Falbums%2Fpp201%2Faguadoce1%2FHELI.jpg&hash=de595e30e21911a83228320eff3d956c)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi412.photobucket.com%2Falbums%2Fpp201%2Faguadoce1%2FPATRUNHADESARMADO.jpg&hash=6b2c7dfa7d88c3bdee14f7ad3a21c4bb)

Sonhos (e porque sonhar mais ainda não custa)...  ;) http://www.areamilitar.net/analise/analise.aspx?NrMateria=22&p=3 (http://www.areamilitar.net/analise/analise.aspx?NrMateria=22&p=3)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.areamilitar.net%2Fanalise%2Fimages%2FNPO2004ASW_desenho.jpg&hash=041b30d3d4ec35a77cda336f08a1e13c)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.areamilitar.net%2Fanalise%2Fimages%2FNPO2004_desenho.jpg&hash=cc7f569da95f5b2578db5a81cfcbc688)

Cumprimentos



Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: diogo13350 em Fevereiro 13, 2017, 07:34:58 am
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi412.photobucket.com%2Falbums%2Fpp201%2Faguadoce1%2FPATRUNHADESARMADO.jpg&hash=6b2c7dfa7d88c3bdee14f7ad3a21c4bb)
A unica diferenca que vejo e o canhao 76mm e o helipad.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Lightning em Fevereiro 13, 2017, 08:48:15 am
Oxalá então não acabe a combater de Npo. Está bem encaminhada para isso, basta comparar os Sf300 na Dinamarca e por cá..

Estou no campo das suposições, mas isso não seria mais provável se tivéssemos NPOs e SF300 armados com misseis, torpedos e peças de grande calibre? Assim é que não vamos de certeza combater com eles, a peça mais poderosa é de 30mm.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Fevereiro 13, 2017, 10:21:58 am
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi412.photobucket.com%2Falbums%2Fpp201%2Faguadoce1%2FPATRUNHADESARMADO.jpg&hash=6b2c7dfa7d88c3bdee14f7ad3a21c4bb)
A unica diferenca que vejo e o canhao 76mm e o helipad.
Olhe lá os sensores.  ;)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.areamilitar.net%2Fanalise%2Fimages%2FNPO2004_desenho.jpg&hash=cc7f569da95f5b2578db5a81cfcbc688)

Oxalá então não acabe a combater de Npo. Está bem encaminhada para isso, basta comparar os Sf300 na Dinamarca e por cá..

Estou no campo das suposições, mas isso não seria mais provável se tivéssemos NPOs e SF300 armados com misseis, torpedos e peças de grande calibre? Assim é que não vamos de certeza combater com eles, a peça mais poderosa é de 30mm.
De patrulha na ZEE já andam no mediterrâneo. Não teria tanta certeza assim (aparecer um tipo de Ak47 ou RPG no meio dos refugiados é uma questão de tempo ou uma maior aproximação à costa de Líbia...). E ao que parece os próximos nem a arma de 30 mm terão. Sensores então nem vale a pena falar...  :-[


Cumprimentos

P.S. Já agora será sempre interessante perceber porque os Chilenos evoluíram nos seus OPV de uma 40mm para uma 76mm...  ;)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.militarypower.com.br%2Fopv%2520-%2520pardo.jpg&hash=20a80ce06513a32e93416807a45db65b)
(https://c2.staticflickr.com/8/7648/16793818150_305e8b0714_b.jpg)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Fevereiro 13, 2017, 02:30:59 pm
Obviamente, os chilenos temem os líbios, os piratas da Guiné e do Mar Vermelho e como têm poucas fragatas...  8)

PS: antes que os polícias venham fazer correcções, deixo como nota que estava a ser irónico.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: perdadetempo em Fevereiro 13, 2017, 03:04:00 pm
Citar
De patrulha na ZEE já andam no mediterrâneo. Não teria tanta certeza assim (aparecer um tipo de Ak47 ou RPG no meio dos refugiados é uma questão de tempo ou uma maior aproximação à costa de Líbia...). E ao que parece os próximos nem a arma de 30 mm terão. Sensores então nem vale a pena falar...  :-[

Os líbios já passaram a fase das AK47 e RPG, para eles o mínimo é uma pickup com uma KPVT 14.5mm ou um reparo duplo ZU-23 23mm na caixa aberta. Vantagens de uma guerra civil  :(
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Fevereiro 13, 2017, 03:54:14 pm
Obviamente, os chilenos temem os líbios, os piratas da Guiné e do Mar Vermelho e como têm poucas fragatas...  8)

PS: antes que os polícias venham fazer correcções, deixo como nota que estava a ser irónico.

NVP, os chilenos não têm que se preocupar com os Líbios, ou com os piratas da Guiné.. Mas têm que se preocupar com a Bolivia e com a sua vontade em recuperar o terreno perdido na Guerra entre ambos e não esquecer que o Peru lutou ao lado da Bolivia.. Por isso é que o Chile é dos países que mais investe nas suas FA.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Fevereiro 14, 2017, 01:53:19 am
Dizia eu...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 14, 2017, 09:01:07 am
Dizia eu...


........................POIS............................!!! :G-beer2:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Fevereiro 14, 2017, 12:23:31 pm
Eu percebi a tua ironia......

Só que na minha opinião o Chile tem mais necessidade de investir nas FA que nós.. Tão simples quanto isso.

Não quero dizer com isso que o nível de investimento em Portugal é o suficiente, não é de todo.

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Fevereiro 14, 2017, 11:50:04 pm
O Chile é, pura e simplesmente, a maior potência naval da costa oeste da América do Sul. Não tem que enganar. Simplesmente, não há concorrentes à sua altura e a probabilidade de algum dos seus vizinhos entrar em aventuras armadas é muito limitada.

Pelo contrário, nós enviamos, com frequência, meios navais desprotegidos (NPO's) para águas consideradas perigosas. Logo, na minha modesta opinião, a nossa necessidade em investir em meios navais devidamente armados e com sensores adequados— mesmo tratando-se de navios de patrulha — deveria ser superior à do país sul americano.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Fevereiro 15, 2017, 10:44:57 am
Concordo que NPO's deviam estar mais bem armados (nem falo nos Tejo..).

Agora, com frequência em água consideradas perigosas? Onde?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Fevereiro 15, 2017, 11:10:01 am
Concordo que NPO's deviam estar mais bem armados (nem falo nos Tejo..).

Agora, com frequência em água consideradas perigosas? Onde?
Tanto o Mediterrâneo (sobretudo em frente da costa da Líbia e Síria) como o Golfo da Guiné são zonas de risco, face aos conflitos, migração e pirataria .
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.operacional.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2016%2F10%2FRotas-migrat%25C3%25B3rias-Europa.jpg&hash=95aaabe0c9a7497d093a6c1a1d0dca14)
Citar
http://www.operacional.pt/nrp-figueira-da-foz-ruma-ao-mediterraneo-central/ (http://www.operacional.pt/nrp-figueira-da-foz-ruma-ao-mediterraneo-central/)
http://www.emgfa.pt/pt/noticias/823 (http://www.emgfa.pt/pt/noticias/823)
Citar
O patrulha oceânico Figueira da Foz largou ontem, dia 5 de maio, do porto de Lisboa em direção ao Golfo da Guiné e costa ocidental africana, dando inicio a uma missão no âmbito da cooperação técnico-militar com países da Comunidade dos Paises de Língua Portuguesa (CPLP), com vista ao estreitamento das relações bilaterais com as respetivas Marinhas.

No decorrer da missão, que se prolongará até ao próximo dia 1 de julho, o navio da Marinha Portuguesa irá navegar cerca de 10.000 milhas náuticas visitando, pela primeira vez, países amigos como São Tomé e Príncipe, Guiné Equatorial, Angola, Guiné-Bissau e Cabo Verde.

Durante a permanência nos referidos países, o navio desenvolverá ações no quadro dos acordos de cooperação bilateral em matérias tão diversas como a vigilância, fiscalização e segurança marítima, bem como outras ações de apoio no âmbito da política externa do Estado português.

O Navio da República Portuguesa (NRP) Figueira da Foz, é o segundo navio da classe Viana do Castelo e tem embarcados 60 militares, incluíndo uma equipa de fuzileiros, uma equipa de mergulhadores e uma equipa médica.
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwm.obsnocookie.com%2F%3Fbl%3Dhttp%3A%2F%2Fimg.obsnocookie.com%2Fo%3D80%2Fc%3DAR1.91x1%2Fs%3Dw770%2Cupd1%2Fhttp%3A%2F%2Fs3.observador.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F11%2FDSC_0951_770x433_acf_cropped.jpg%26amp%3Bwn%3D&hash=c7ba501769cbcc59b2409d0e68df9593)

http://www.dn.pt/globo/africa/interior/aumento-da-pirataria-no-golfo-da-guine-alarma-onu-3138958.html (http://www.dn.pt/globo/africa/interior/aumento-da-pirataria-no-golfo-da-guine-alarma-onu-3138958.html)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi61.tinypic.com%2F2dqnbj8.jpg&hash=ed4382a4c484b7a5ebfe2f0398b4d07f)
Citar

http://www.areamilitar.net/noticias/noticias.aspx?NrNot=1449 (http://www.areamilitar.net/noticias/noticias.aspx?NrNot=1449)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Alvalade em Fevereiro 15, 2017, 01:44:06 pm
Para os NPO estarem ao nivel dos correspondentes europeus era isto:

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi.imgur.com%2FoN1UmwQ.jpg&hash=eb9a916c15b73c1f807c9ced193fa903)

Sem grandes invenções.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Fevereiro 15, 2017, 02:40:40 pm
Lá vou eu candidatar-me ao prémio "pior defensor das Forças Armadas e de Portugal"... mas não me choca, no País que temos, os NPO como estão... agora é necessário é entender que não são "navios de guerra", não devem fazer missões que outros podem com os seus "patrulhas". Para o nosso dia-a-dia considero que têm uma peça moderna, no limiar do mínimo. Desconheço se o radar impede serem mais eficientes para "guarda-costeira" e para a nossa realidade.

Mas devíamos ter 2 unidades "MkII", o nosso BAM. Mais radar (fiquei impressionado com o post anterior onde explicou essa falha), mais EW, mais EO/IR, mais poder de fogo... mais...?? A "chapa" parece ser suficiente, logo capacidade elétrica e haja o vil metal. Evitava talvez arriscar com o que temos e evitava deslocar uma fragata.

Costumo referir a 57mm porque parece-me mais "polivalente" para AA / CIWS (e mais fácil de adaptar ao projecto existente)...

Mas o conceito corveta (com misseis AA / SSM, capacidade ASW), não, isso é fragatas (ou mares interiores).   
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Fevereiro 15, 2017, 03:05:30 pm
Para os NPO estarem ao nivel dos correspondentes europeus era isto:

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi.imgur.com%2FoN1UmwQ.jpg&hash=eb9a916c15b73c1f807c9ced193fa903)

Sem grandes invenções.

Agradeço o esforço/trabalho, mas enquanto não colocares por escrito itém a itém as diferenças, vou continuar a saber exactamente o que é "isto".

Canhão de 75mm, radares táticos, ?...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Fevereiro 15, 2017, 04:12:20 pm
O problema dos NPO's como estão não tem a ver com as nossas águas da ZEE, onde tirando algum contrabando e tráfico de droga, é feita sobretudo fiscalização e sar (ou seja, como dizem os nossos hermanos "no passa nada"). O armamento de 30mm para isto chega, mas por exemplo um melhor radar, sensores electro-ópticos, infravermelho, etc, obviamente melhora as condições para efectuar um conjunto de missões, sobretudo com mau tempo ou á noite.
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.operacional.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2011%2F05%2F3-dsc_3302-copy.jpg&hash=f53808f4af78350efc6952356d713337)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2FNPO-NRP-Figueira-da-Foz-1024x475_zpsuaymrbpb.jpg&hash=dbea17e2ca363716e47a50cd3a268d85)
A questão até pode ser extensível à Terra Nova, onde até já vamos, mas quando falamos de "cruzeiros" ao Mediterrâneo com áreas de conflito logo ao lado, bem como ao Golfo da Guiné , digo eu, uma unidade melhor equipada quer a nível de armas, sensores ou até com um helicóptero (ou UAV), a meu ver seria mais adequada, dispensando por exemplo fragatas (que também já tivemos por essas bandas). Evidentemente que um BAM ou o OPV Holandês são muito mais caros que o NPO, mas por exemplo o OPV 80 tinha a unidade equipada com uma 40 mm, hangar, etc, a custar 47 milhões USD e posteriormente a unidade equipada com a 76mm ficava nos 60 milhões USD. Nada de transcendente e já poderia perfeitamente substituir uma fragata por exemplo no Indico (segundo o saudoso chaimites o que o OPV80 leva poderia levar o nosso NPO). Quanto aos módulos de missão típicos dos dinamarqueses é outra história (embora não esconda o meu apreço por este sistema). 
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi.imgur.com%2Fptg69yx.png&hash=4538149300e9c1945c76c465c2d3ea7d)   
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi.imgur.com%2F65EfKiH.jpg&hash=e6a8d19b50234d37c486c5bf974c182e)

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Johnnie em Fevereiro 15, 2017, 07:27:41 pm

  e já poderia perfeitamente substituir uma fragata


Esse é que é o problema Mafets, dá-lhes ideias dá...E já tens candidatos a substitutos das Mekos e Ms
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 15, 2017, 07:40:22 pm

  e já poderia perfeitamente substituir uma fragata


Esse é que é o problema Mafets, dá-lhes ideias dá...E já tens candidatos a substitutos das Mekos e Ms

Que era uma optima solução para termos na verdade Navios de duplo uso, esta versão referida pelo Mafets até era, eu só lhes acrescentava um hangar para Heli orgânico mai nada !!!!
como substitutos das M e Meko, se fossem rearmados e equipados com melhores sensores, radares e afins tens dúvidas, eu não !!!
O que nos vai acontecer daqui a uns anos verás se não é, os NPO's serem os maiores navios da nossa MdG........e mais, daqui a uns vinte anos, ainda iremos comprar aos Holandeses os NPO's deles, para substituir os nossos VdC, e teríamos Marlins suficientes para armar os então muito velhinhos TEJO,  :banana: :banana: :banana: :banana: :banana: !!!!

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2FL2V7knL_zpsrq6pdbt7.jpg&hash=5dbaa3fef4735ccb7e1c5a02836c2e18) (http://s1357.photobucket.com/user/jolumeme/media/L2V7knL_zpsrq6pdbt7.jpg.html)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2Fimage017_zps4dri07bt.jpg&hash=ff8c6b729bf03df15ca79b5250702a13) (http://s1357.photobucket.com/user/jolumeme/media/image017_zps4dri07bt.jpg.html)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: diogo13350 em Fevereiro 15, 2017, 08:37:50 pm
Sou só eu ou o NPO tende a ser mais pequeno ou pelos menos parece do que todos os OPV .
Se calhar e por terem  hangar ...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Fevereiro 15, 2017, 09:35:56 pm
Merda!!!!!
Querem um hangar para quê????
tem convés de voo e nunca la poisou um helicoptero!!!!!!!
Tem capacidade para reabastecer helicopteros e voo e nunca foi usada!! !

PS: descumpem a linguagem mas não deu para aguentar mais!!
A culpa do estado a que chegaram as forças armadas é  muito culpa das chefias militares que so servem para laber botas aos sucessívos governos!!! .
Só se manifestam para pedir aumentos de salário e promoções na carreira.
A nível de equipamentos quando  se ouve alguma declaração, dos mesmos,  na Comunicação social ate parece que estamos preparados para a 3ª guerra mundial!!
Vão todos lamber botas pró raio que os parta!
Por estas e por outras é que fiz as malas e emigrei!
De Portugal não da para esperar mais nada; Subserciência e clientelismo, o que importa é sacar umas milenas no fim do mês!

E não me manifesto mais a respeito de NPO's.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Luso em Fevereiro 15, 2017, 09:58:33 pm
Merda!!!!!
Querem um hangar para quê????
tem convés de voo e nunca la poisou um helicoptero!!!!!!!
Tem capacidade para reabastecer helicopteros e voo e nunca foi usada!! !

PS: descumpem a linguagem mas não deu para aguentar mais!!
A culpa do estado a que chegaram as forças armadas é  muito culpa das chefias militares que so servem para laber botas aos sucessívos governos!!! .
Só se manifestam para pedir aumentos de salário e promoções na carreira.
A nível de equipamentos quando  se ouve alguma declaração, dos mesmos,  na Comunicação social ate parece que estamos preparados para a 3ª guerra mundial!!
Vão todos lamber botas pró raio que os parta!
Por estas e por outras é que fiz as malas e emigrei!
De Portugal não da para esperar mais nada; Subserciência e clientelismo, o que importa é sacar umas milenas no fim do mês!

E não me manifesto mais a respeito de NPO's.

E isto, meus amigos, é que é a mais pura das verdades.
Há certas discussões e postais que só contribuem para compor e manter a ilusão e a mentira que é a Defesa Nacional.
Para mim há muito que acabou a contribuição para uma discussão que não a é verdadeiramente desde... vocês sabem quando.
A Defesa Nacional, é - COMO TUDO O RESTO - fumo e espelhos!
Vocês até podem abanar com a cabeça e até concordar, por princípio, mas acreditem: é pior do que pensam.
NUNCA deem o benefício da dúvida a quem se diz que manda nisto.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Fevereiro 15, 2017, 10:24:42 pm

  e já poderia perfeitamente substituir uma fragata


Esse é que é o problema Mafets, dá-lhes ideias dá...E já tens candidatos a substitutos das Mekos e Ms.
Uma missão de combate à pirataria não é de alta intensidade, manda-se uma fragata equipada com alem da peça de 76/100 mm, misseis AA. misseis superfície-superfície, torpedos e helicoptero ASW para que? Contra gajos com Ak47, RPGs e no máximo junto a linha de costa com metralhadoras pesadas de 14,7mm e canhões NR 23mm? Já foram feitas as contas se ao invés de uma  fragata mandar-se um NPO mais musculado com um heli munido de Radar e uma 12,7mm ou um pelo menos um UAV? É que 5 fragatas para missões NATO, da UE não é muito, ainda mais quando as VG já têm 25 anos e parece que estas vão durar de 40 até 45 anos...  ;) http://portugal-defense-news.webnode.pt/news/fragatas-meko200-vasco-da-gama-estao-agora-com-25-anos/ (http://portugal-defense-news.webnode.pt/news/fragatas-meko200-vasco-da-gama-estao-agora-com-25-anos/)

Merda!!!!!
Querem um hangar para quê????
tem convés de voo e nunca la poisou um helicoptero!!!!!!!
Tem capacidade para reabastecer helicopteros e voo e nunca foi usada!! !

PS: descumpem a linguagem mas não deu para aguentar mais!!
A culpa do estado a que chegaram as forças armadas é  muito culpa das chefias militares que so servem para laber botas aos sucessívos governos!!! .
Só se manifestam para pedir aumentos de salário e promoções na carreira.
A nível de equipamentos quando  se ouve alguma declaração, dos mesmos,  na Comunicação social ate parece que estamos preparados para a 3ª guerra mundial!!
Vão todos lamber botas pró raio que os parta!
Por estas e por outras é que fiz as malas e emigrei!
De Portugal não da para esperar mais nada; Subserciência e clientelismo, o que importa é sacar umas milenas no fim do mês!

E não me manifesto mais a respeito de NPO's.
E existem helicópteros para lá poisar? Se 5 Lynx não dão nem para as fragatas e nem sempre tens os 5 operacionais. Certifica-se e depois? Os Belgas usam nas suas Fragatas AL III, cá se isso é falado..... Aliás, nem um UAV quanto mais... ::)
(https://cdn1.defesaaereanaval.com.br/wp-content/uploads/2015/02/Super-Lynx-Mk951-600x406.jpg)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.airpics.net%2FUserFiles%2Fpics%2Flarge%2FM-1-Sud-Aviation-SA-316B-Alouette-III-Belgian-Navy%2F5250%2F5235l.jpg&hash=8f3da9473230bc798959344212f42579)
Já agora, o equipamento para abastecimento nos NPO foi instalado? É que consta que nem as tubagens...  ::)
(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/3/37/US_Navy_100122-N-6044L-003_Sailors_assigned_to_the_guided-missile_frigate_USS_McClusky_(FFG_41)_conduct_helicopter_in-flight_refueling_training.jpg)
Sim, grande parte da culpa é das chefias, as mesmas que calam quando o Secretário de Estado diz que quer colocar uma 12,7mm num  NPO ou quando o MDN afirma que consegue comprar um Abastecedor por 20 Milhões mais Iva, mas é só dos Generais e Almirantes? Dou um exemplo, aqui o Bérrio está velho, não da para nada, não faz isto e aquilo,
etc, etc. Já agora, o mano inglês está onde e fazer o que? Sim, os Bifes já têm os substitutos a serem construídos e a fazer provas de mar, mas e gastaram quanto? Cá, se for para o clube da bola, aaaaa, excelente, tipo euro, para meios militares 1,5 a 1,2% do Pib, lá está a  populaça  a  dizer que é um desperdício. E depois queremos militares com os respectivos no sítio? Ora...    >:( ::)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.czechsoccernet.cz%2Fobrazky%2Fpostcards-EURO2004stadiums%2FALL_stadiumsEURO2004.JPG&hash=c2296db709bc5c9f42ef3868c329eb44)
(https://st3.idealista.pt/news/arquivos/styles/imagen_galeria/public/2015-03/nato_2.jpg?sv=fcgPehRu&itok=oOfKzv0y)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Charlie Jaguar em Fevereiro 16, 2017, 12:24:05 pm
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.czechsoccernet.cz%2Fobrazky%2Fpostcards-EURO2004stadiums%2FALL_stadiumsEURO2004.JPG&hash=c2296db709bc5c9f42ef3868c329eb44)
(https://st3.idealista.pt/news/arquivos/styles/imagen_galeria/public/2015-03/nato_2.jpg?sv=fcgPehRu&itok=oOfKzv0y)

Segundo o que vem hoje no DN, a propósito da visita do novo Secretário da Defesa norte-americano à Europa e das suas ameaças veladas - e fazendo fé que os números adiantados para 2016 foram mesmo fornecidos pela NATO -, Portugal só gastou no ano passado 1,4% do PIB na Defesa.

Citar
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fstatic.globalnoticias.pt%2Fstorage%2FDN%2F2017%2Fmedium%2Fng8295108.jpg&hash=a95c4f7847fd3325a05a5e482c2868c3)

http://www.dn.pt/mundo/interior/se-europa-nao-gastar-mais-eua-alteram-compromisso-com-nato-5670272.html
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Fevereiro 16, 2017, 12:54:58 pm
Citação de: Charlie Jaguar

Segundo o que vem hoje no DN, a propósito da visita do novo Secretário da Defesa norte-americano à Europa e das suas ameaças veladas - e fazendo fé que os números adiantados para 2016 foram mesmo fornecidos pela NATO -, Portugal só gastou no ano passado 1,4% do PIB na Defesa.

Citar
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fstatic.globalnoticias.pt%2Fstorage%2FDN%2F2017%2Fmedium%2Fng8295108.jpg&hash=a95c4f7847fd3325a05a5e482c2868c3)

http://www.dn.pt/mundo/interior/se-europa-nao-gastar-mais-eua-alteram-compromisso-com-nato-5670272.html
Tinha recorrido a este que dá entre 1 a 1,4%. Anteriormente chegamos a investir 1,5% do Pib.
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.govexec.com%2Fmedia%2Fgbc%2Fdocs%2Fpdfs_edit%2F20160726_nato_spending_map_v2_darker.jpg&hash=78e94f6670626bcb692ca9c0ad856d1d)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi.imgur.com%2FJ6XP2Rh.png&hash=b7a23dd8ea71f281c029056c538c37b3)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: perdadetempo em Fevereiro 16, 2017, 04:41:27 pm
Portugal Despesa Defesa 2783M-1.4%  o que significa atingir 3975M na próxima década ou seja praticamente o que gastávamos em 2009 segundo Estatísticas da NATO 

http://www.nato.int/nato_static_fl2014/assets/pdf/pdf_2016_07/20160704_160704-pr2016-116.pdf (http://www.nato.int/nato_static_fl2014/assets/pdf/pdf_2016_07/20160704_160704-pr2016-116.pdf)

O que dá um total de mais 1192M USD do que gastamos actualmente, deixa-me ver as carreiras, as pensões, as promoções,......lá se foi o dinheiro e a culpa é toda dos ........ dos políticos. Mas tudo bem desde que a Marinha volte a controlar de facto a Autoridade Maritima, suponho que a Força Aérea gerir( refiro-me a gerir não a fazer o trabalho) tudo o que seja publico e que consiga levantar-se 1m acima do solo e o Exercito manter 20 regimentos e mais 4/5 batalhões cuja missão será... conseguirem levantar uma companhia para manobras na NATO ou na RCA.

Cumprimentos,

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Lightning em Fevereiro 16, 2017, 07:34:33 pm
Os Belgas usam nas suas Fragatas AL III, cá se isso é falado.....

Isso é um bocado como o Exército não querer os Pumas quando eles saíram da Força Aérea, ninguém quer o lixo dos outros. Mas também acho que actualmente a Força Aérea não tem aparelhos que possa dispensar, acho que agora só tem uns 6 a voar, e quando forem substituídos por outra aeronave na Força Aérea, voltamos à frase sublinhada anteriormente.

Os Belgas ainda usam os Alouette III? É que acho que eles já tem os NH-90 todos, mas isso também não é o importante aqui, mas realmente se um NPO levasse um Alouette III orgânico do ponto de vista de patrulhamento da ZEE, SAR, apoio a equipa de abordagem, era um boa capacidade, um NPO não precisa de um helicóptero com capacidade ASW ou anti-navio.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Charlie Jaguar em Fevereiro 16, 2017, 08:54:05 pm
Os Belgas usam nas suas Fragatas AL III, cá se isso é falado.....

Isso é um bocado como o Exército não querer os Pumas quando eles saíram da Força Aérea, ninguém quer o lixo dos outros. Mas também acho que actualmente a Força Aérea não tem aparelhos que possa dispensar, acho que agora só tem uns 6 a voar, e quando forem substituídos por outra aeronave na Força Aérea, voltamos à frase sublinhada anteriormente.

Os Belgas ainda usam os Alouette III? É que acho que eles já tem os NH-90 todos, mas isso também não é o importante aqui, mas realmente se um NPO levasse um Alouette III orgânico do ponto de vista de patrulhamento da ZEE, SAR, apoio a equipa de abordagem, era um boa capacidade, um NPO não precisa de um helicóptero com capacidade ASW ou anti-navio.

Na Bélgica o NH90 TTH vai substituir os Sea King a partir do ano que vem, e a versão naval NFH o Alouette III a partir de 2020. E ainda possuem o A-109.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Fevereiro 17, 2017, 09:56:04 am
Os Belgas usam nas suas Fragatas AL III, cá se isso é falado.....

Isso é um bocado como o Exército não querer os Pumas quando eles saíram da Força Aérea, ninguém quer o lixo dos outros. Mas também acho que actualmente a Força Aérea não tem aparelhos que possa dispensar, acho que agora só tem uns 6 a voar, e quando forem substituídos por outra aeronave na Força Aérea, voltamos à frase sublinhada anteriormente.

Os Belgas ainda usam os Alouette III? É que acho que eles já tem os NH-90 todos, mas isso também não é o importante aqui, mas realmente se um NPO levasse um Alouette III orgânico do ponto de vista de patrulhamento da ZEE, SAR, apoio a equipa de abordagem, era um boa capacidade, um NPO não precisa de um helicóptero com capacidade ASW ou anti-navio.
Agora é tarde, até porque voa meia dúzia e vai sair de operação em 2018 (a não ser que houvesse uma ou outra célula em melhores condições). Agora com tantos anos a operar Al III poder-se-ia no passado ter criado a estrutura para "substituir" o Lynx, seja nas corvetas, NPO ou Bérrio (até nas fragatas para dadas missões, como combate à pirataria). Nunca saiu de mais meia dúzia de aterragem. Lá por fora andou e anda embarcado para missões secundárias, desde a Guarda Costeira (Indiana por exemplo) à marinha Francesa. Falando-se actualmente no Ecureui para a FAP, poderia-se fazer como outras Marinhas, caso a do Brasil que o usa nas Fragatas, Corvetas e nas flotilhas fluviais.   

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2F1.bp.blogspot.com%2F_8vV4aVw1DhI%2FTL8rQIOHlII%2FAAAAAAAAA9Y%2FXJPDJaz2Ek4%2Fs1600%2Fhelicor.PNG&hash=e77f746b85265db1555aff603baf1bc5)
(https://4.bp.blogspot.com/-R-32FbEaBmk/V23A4OROQyI/AAAAAAAAVU8/0FrDgGIF1BsE9v9En2HgSfigywy853eHACKgB/s640/hu3_tucano_02.jpg)
(https://4.bp.blogspot.com/-APnMI2MvChM/V23A1xq9YMI/AAAAAAAAVU8/SGvW1TvV2aI9Z9jgGEG_rCK671GOmGQKwCKgB/s640/hu3_tucano_01.jpg)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.naval.com.br%2Fblog%2Fwp-content%2Fuploads%2F2009%2F05%2Fnhi-sirius_amapa1994.jpg&hash=c6908ed738cc0b66a26a6f62f943e3a3)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2015%2F05%2FImagem-2-Obangame-MB..jpg&hash=281571937fd7be5715c3b8f565558bcd)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Fevereiro 18, 2017, 10:41:42 am
Para os NPO estarem ao nivel dos correspondentes europeus era isto:

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi.imgur.com%2FoN1UmwQ.jpg&hash=eb9a916c15b73c1f807c9ced193fa903)

Sem grandes invenções.

Bonito...

Mas citando o Han Solo no Regresso de Jedi..."uma pessoa nao pode estar afastada uns tempos que começam todos com a mania das grandezas..."
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Fevereiro 18, 2017, 10:50:07 am
Sou só eu ou o NPO tende a ser mais pequeno ou pelos menos parece do que todos os OPV .
Se calhar e por terem  hangar ...

os OPV holandeses sao praticamente do tamanho de uma M

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi90.photobucket.com%2Falbums%2Fk279%2Fshipbucket%2FShip%2520Charts%2FNLnewOPV_Doorman.gif&hash=7c755a900a48b579550bc06a4df33d7d)

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Fevereiro 18, 2017, 12:05:45 pm
Esses NPO são grandes, do tamanho de fragatas, pelo que não têm o tamanho normal de um NPO.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Alvalade em Fevereiro 18, 2017, 01:39:19 pm
Para os NPO estarem ao nivel dos correspondentes europeus era isto:

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi.imgur.com%2FoN1UmwQ.jpg&hash=eb9a916c15b73c1f807c9ced193fa903)

Sem grandes invenções.

Bonito...

Mas citando o Han Solo no Regresso de Jedi..."uma pessoa nao pode estar afastada uns tempos que começam todos com a mania das grandezas..."

Qual mania das grandezas? Eu não espero que isto aconteça, nem vale a pena gastar tanto, eu só disse que ficava assim se quisessem seguir o padrão europeu.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: HSMW em Fevereiro 19, 2017, 02:40:35 pm
Citar
At IDEX 2017, the UAE company Siham Al Khaleej Technology (SAKT), together with Leonardo and MBDA are presenting an innovative and cost-effective weapon system designated “SIHAM³”, providing a comprehensive and stand-alone anti-air and anti-surface capability to all types of warships.

In particular, SAKT will be responsible for integration of the “SIHAM³” weapon system, which combines two Leonardo products: the OTO Marlin WS 30mm Naval Gun and the Medusa MK4/B Electro-Optical Fire Control System (EO-FCS) providing a stand-alone capability to detect and track with high accuracy either air or surface targets. The system is completed with an MBDA Twin Air Defence Mistral missile launcher on a single mounting.

This new system will be fully controlled by a single operator and will allow for a significant reduction in the ship’s installation requirement thanks to a single mounted system.

A further evolution of the SIHAM³ will allow integration with a Combat Management System (CMS).

This “Made in the UAE” system will be developed, produced, assembled and integrated by the three parties together.
Uma evolução.
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fdefence-blog.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F02%2FC5AojRlWYAAE-FD-696x522.jpg&hash=452371aa77fee2b991a349d2f1697e61)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fdefence-blog.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F02%2FDownload.png&hash=7f8906c1cc1e6edc83da1398cbdb255a)

http://defence-blog.com/news/new-siham3-anti-air-surface-turret-showcases-at-idex-2017.html
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: HSMW em Março 14, 2017, 09:32:47 pm
Temos esta capacidade?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Abril 12, 2017, 05:41:48 am
Esta não vai ser, com certeza, uma das melhorias ao Projecto Inicial, ;) ;) ;)


(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2Fmarinha-nrp-viana-do-castelo_zpsy5po0ifm.jpg&hash=f34b3a7e65b6cb194b7d1a18611cabb8) (http://s1357.photobucket.com/user/jolumeme/media/marinha-nrp-viana-do-castelo_zpsy5po0ifm.jpg.html)

A utilização do Flight Deck, no seu melhor !!!!!!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: sivispacem em Abril 12, 2017, 10:15:00 am
Esta não vai ser, com certeza, uma das melhorias ao Projecto Inicial, ;) ;) ;)


(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2Fmarinha-nrp-viana-do-castelo_zpsy5po0ifm.jpg&hash=f34b3a7e65b6cb194b7d1a18611cabb8) (http://s1357.photobucket.com/user/jolumeme/media/marinha-nrp-viana-do-castelo_zpsy5po0ifm.jpg.html)

A utilização do Flight Deck, no seu melhor !!!!!!


Temos LPD!!!!  :G-bigun: :G-bigun: ;D
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Abril 13, 2017, 06:12:16 pm
E para quê esses sistemas caros de defesa aérea??? quando precisarmos de defesa aérea colocamos um Chaparral no flight deck
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Abril 13, 2017, 06:33:37 pm
E para quê esses sistemas caros de defesa aérea??? quando precisarmos de defesa aérea colocamos um Chaparral no flight deck

O chaparral com as broncas que tem dado é mesmo indicado para colocar mas é num Tejo..................... ;) ;) ;) ;) ;)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Major Alvega em Abril 14, 2017, 12:27:49 pm
E para quê esses sistemas caros de defesa aérea??? quando precisarmos de defesa aérea colocamos um Chaparral no flight deck

O chaparral com as broncas que tem dado é mesmo indicado para colocar mas é num Tejo..................... ;) ;) ;) ;) ;)
O Exército ainda ter o Chaparral no activo é das coisas mais absurdas que pode haver, aquilo não tem qualquer valor militar e é apenas sucata. Ninguém no mundo civilizado já usa aquela porcaria desde há décadas. Quando nos foi oferecido, já aquilo era considerada sucata militar. Mas eles acham que aquele "artefacto" ainda cria um grande impacto nos desfiles e exposições militares.

É uma vergonha e mostra que a instituição é obsoleta na sua mentalidade e que necessita urgentemente de uma reforma profunda e de alto a baixo. Para não falar da chacota mais que evidente que esta situação patética deve provocar perante os outros parceiros da NATO.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 04, 2017, 12:38:02 pm
Nem de propósito......ainda há, faça publicidade ao que por cá vamos fazendo, pode valer OIRO, para internacionalizar os NPO's !!!!!!! :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2:


Third Viana Do Castelo-class OPV launched for Portuguese Navy

https://navaltoday.com/2017/05/04/third-viana-do-castelo-class-opv-launched-for-portuguese-navy/


 (https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2FIMG_4956-1024x768_zps0fjylyi2.jpg&hash=ad01af44e7290b3c817d12dde45f1215) (http://s1357.photobucket.com/user/jolumeme/media/IMG_4956-1024x768_zps0fjylyi2.jpg.html)
NRP Sines was launched on May 3, 2017. Photo: West Sea Shipyards

Portuguese West Sea Shipyards on May 3 launched NRP Sines, the Portuguese Navy’s third Viana do Castelo-class offshore patrol vessel (OPV).

The shipbuilder said the vessel is set to join the navy by June 2018 and take the place of one of the four decommissioned Baptista de Andrade-class corvettes.

NRP Sines is the first vessel in the class to be built by West Sea Shipyards after the previous two were built by shipbuilder Estaleiros Navais de Viana do Castelo with several years of delays.

NRP Viana do Castelo (P360) and NRP Figueira da Foz (P361) were launched in 2005 and commissioned in 2011 and 2013, respectively.

The construction of NRP Sines and further three vessels in the class was announced in 2016. All four will be built by West Sea Shipyards. ????

The armament of the new OPVs consists of a 30mm Oto Melara Marlin gun, two 7.62 mm light machine gun mounts as well as two launching systems for MK55 Mod 2 mines.

These vessels are designed to operate unmanned systems and are equipped with a single Sagem SA Vigy 10 MKIII naval surveillance and observation platform, three water cannons, and two rigid inflatable boats.

NRP Sines has a flight deck able to operate a Super Lynx MK95 light helicopter, however no hangar facilities are included. The next OPV to be built is NRP Setubal. She will join the Portuguese Navy by December next year, according to the shipbuilder.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 04, 2017, 03:49:46 pm
Haverá por aí uma alma caridosa disponível para partilhar conhecimento sobre radares de OPV...?

Se bem entendi um OPV poderá ter (e dentro de cada tipo de radar há capacidades diferentes - depende do "vil metal" e "tamanho"- e, no limite se é civil ou militar):

- Radar "multipurpose, short/medium range" 2D
- Radar "surface surveillance radar (LPI)"
- Radar de controle de fogo
- sistemas SIGINT / EW
- Radar de navegação
- sistema EO/IR

É isto? E, se bem entendi, os nossos VdC têm um radar de navegação e sistema EO/IR "civis"...?

Já agora, mesmo para um WS 30mm seria lógico ter um radar controle de fogo? 



   
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Major Alvega em Maio 04, 2017, 05:10:05 pm
Haverá por aí uma alma caridosa disponível para partilhar conhecimento sobre radares de OPV...?

Se bem entendi um OPV poderá ter (e dentro de cada tipo de radar há capacidades diferentes - depende do "vil metal" e "tamanho"- e, no limite se é civil ou militar):

- Radar "multipurpose, short/medium range" 2D
- Radar "surface surveillance radar (LPI)"
- Radar de controle de fogo
- sistemas SIGINT / EW
- Radar de navegação
- sistema EO/IR

É isto? E, se bem entendi, os nossos VdC têm um radar de navegação e sistema EO/IR "civis"...?

Já agora, mesmo para um WS 30mm seria lógico ter um radar controle de fogo? 



   

 Já aqui referi que os VdC possuem um radar de navegação para marinha mercante (KH Manta 2000) e um sistema E-O concebido para pequenas embarcações de fiscalização, segundo o próprios fabricantes o indicam para ser usado.
O que corta já as hipóteses de os "patrioteiros" do costume aqui do forum virem a correr a desculpar a situação e a dizer que aquilo que há chega perfeitamente e que não precisamos de mais que isto, sem terem qualquer noção do que estão para ali a dizer.

A BF tem umas "camionetes" Iveco Eurocargo equipadas com radares moveis Scanter da série 2000 que fazem parte do sistema VTS. Podemos encontrar estes radares idênticos de busca de superfície desde nas FREMM, no Charles de Gaule, nas Iver Huitfeld até aos OPV mexicanos Oaxaca ou nas pequenas fragatas colombianas da classe Padilla.

Por falar dos OPV Oaxaca que vêm equipados com uma peça de 76mm, uma de 30mm Marlin, mais duas RWS de 12,7mm. Radar Scanter 2001 (concebido como radar principal para OPVs) etc. Isto para compararmos o México com o Portugal actual.  Mas isso, claro que os mexicanos é que são burros.

Dá-me ideia que actualmente na Marinha não é só penúria financeira mas também penúria de quadros qualificados que percebam minimamente de sensores para meios navais. Pois até nos novos submarinos com tecnologia do séc.XXI ainda foram instalar o ultra obsoleto KH 1007. Que é a mesma coisa que equipares um escritório novo com um 486.

PS As RWS de calibres baixos não necessitam de radar de controlo de tiro, porque são de curto alcance e o operador visualiza o alvo através do sistema EO da própria arma.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Maio 04, 2017, 07:22:46 pm
Um OPV é um navio com um deslocamento entre as 1000 e as 4000 toneladas, que pode ser armado e equipado com o mais básico (como os VdC e os River ingleses); pode ser de nível intermédio (como os irlandeses, chilenos, mexicanos, etc.); ou pode ser de alto nível (como os BAM, os Holland, os da USCG). 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 04, 2017, 07:50:17 pm
Um OPV é um navio com um deslocamento entre as 1000 e as 4000 toneladas, que pode ser armado e equipado com o mais básico (como os VdC e os River ingleses); pode ser de nível intermédio (como os irlandeses, chilenos, mexicanos, etc.); ou pode ser de alto nível (como os BAM, os Holland, os da USCG).

No Nível Básico, de armamento claro, também tens os NeoZelandeses com a classe Otago, apenas com as 25mm, mas como tem a possibilidade de embarcar um heli orgãnico em termos de equipamento, já os englobaria no Nível intermédio.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Maio 04, 2017, 10:14:30 pm
Por falar em Chaparral, a Formosa sempre substituiu os seus a bordo das Lafayete (class Kang Ding) pelo Sky Sword? Estava previsto para este ano.  ;)
Citar
TC-2N[edit]
A ship-based mid-ranged, surface to air version was later developed and designated TC-2N. It began development in 1994 and was first tested against a low-flying drone in 1997. The missile entered production in 2005 and a VLS version was later developed in 2006. The first ship-based launch was tested in mid 2014.[4]

The missile is capable in all weathers, can engage anti-ship missiles and aircraft, and has thrust-vector engine fitted with a booster.

https://en.wikipedia.org/wiki/Sky_Sword_II (https://en.wikipedia.org/wiki/Sky_Sword_II)

https://www.sinodefenceforum.com/taiwan-military-news-reports-data-etc.t3396/page-179 (https://www.sinodefenceforum.com/taiwan-military-news-reports-data-etc.t3396/page-179)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.naval.com.br%2Fblog%2Fwp-content%2Fuploads%2F2008%2F09%2Frim-72c-sea-chaparral-2.jpg&hash=86e1900895659e2c9837904f2e1047b4)(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fstatic.panoramio.com%2Fphotos%2Foriginal%2F19836162.jpg&hash=2731316b640071b1f7419a564b689fef)(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ffarm4.staticflickr.com%2F3497%2F3816732701_30918f3cc3_z.jpg&hash=318f7591dcec52f21219f7ddcab90f89)


Cumprimentos


Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 05, 2017, 11:15:22 am

 Já aqui referi que os VdC possuem um radar de navegação para marinha mercante (KH Manta 2000) e um sistema E-O concebido para pequenas embarcações de fiscalização, segundo o próprios fabricantes o indicam para ser usado.


Mas - e aqui é fácil entender que nada percebo de radares - o radar (de navegação) instalado nos VdC informam o quê? É um radar superfície com um mapa associado (e que permite projectar rumos, etc) apenas ou  permite também vigiar espaço aéreo? Consegue detectar / controlar uma "lancha voadora" de muito baixo perfil? Alcance? Estudar um porto / zona costeira que não se encontra mapeada em detalhe (como se fez na operação Mar Verde)?

   

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 10, 2017, 10:04:32 am

 Já aqui referi que os VdC possuem um radar de navegação para marinha mercante (KH Manta 2000) e um sistema E-O concebido para pequenas embarcações de fiscalização, segundo o próprios fabricantes o indicam para ser usado.


Mas - e aqui é fácil entender que nada percebo de radares - o radar (de navegação) instalado nos VdC informam o quê? É um radar superfície com um mapa associado (e que permite projectar rumos, etc) apenas ou  permite também vigiar espaço aéreo? Consegue detectar / controlar uma "lancha voadora" de muito baixo perfil? Alcance? Estudar um porto / zona costeira que não se encontra mapeada em detalhe (como se fez na operação Mar Verde)?


Ninguém...? Confesso a minha ignorância sobre o geral e, em particular, o que os sistemas "eletrónicos" de navios da marinha podem (deviam poder) fazer.   
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Maio 10, 2017, 10:21:39 am
Espero que ajude.  ;)

https://en.wikipedia.org/wiki/Radar_configurations_and_types (https://en.wikipedia.org/wiki/Radar_configurations_and_types)
(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/0/0d/Radar_screen.JPG/800px-Radar_screen.JPG)
Citar
Navigational radars

Navigational radars resemble search radar, but use very short waves that reflect from earth and stone. They are common on commercial ships and long-distance commercial aircraft. Marine radars are used by ships for collision avoidance and navigation purposes. The frequency band of radar used on most ships is x-band (9 GHz/3 cm), but s-band (3 GHz/10 cm) radar is also installed on most oceangoing ships to provide better detection of ships in rough sea and heavy rain condition. Vessel traffic services also use marine radars (x or s band) for tracking ARPA and provides collision avoidance or traffic regulation of ships in the survallence area.

General purpose radars are increasingly being substituted for pure navigational radars. These generally use navigational radar frequencies, but modulate the pulse so the receiver can determine the type of surface of the reflector. The best general-purpose radars distinguish the rain of heavy storms, as well as land and vehicles. Some can superimpose sonar and map data from GPS position.

http://www.arsenal-alfeite.pt/index.php?id=88 (http://www.arsenal-alfeite.pt/index.php?id=88)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.arsenal-alfeite.pt%2Ftemp%2FJPG_d68bfdc5b2da1bfd2a1cb551eb60693d.jpg&hash=92d7da6458feb2f09603181cc5f6165d)
Citar
Sistemas Intervencionados (Navios de Superfície):
Radares de Navegação (Banda I e Banda F)
Radares de Baixa Potência SCOUT
Radares de Controlo de Armas STIR’s
Radares de Controlo de Armas STIR’s
Radares de Aviso Combinado MW08 e SMART
Radares de Aviso Aéreo DA08 e LW08
Radares Secundário IFF AIMS MK XII
Guerra Electrónica APECS II
Medições RADHAZ
Capacidade para Intervenção
(Navios de Sub-Superfície):
Radar de Navegação SPHINX
Radar Secundário IFF
Guerra Electrónica UME-200PN e CESM-200PN.
(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/a/ab/MW-08_Radar_POS_Corte_Real_%28F332%29_2009-07-10.jpg)
https://en.wikipedia.org/wiki/MW08 (https://en.wikipedia.org/wiki/MW08)
Citar
Thales Naval Nederland (formerly Signaal) MW08 is a G-band passive electronically scanned array 3D target indication radar, part of the 3D multibeam 'SMART' (Signal Multibeam Acquisition Radar for Tracking) family which includes E/F band (former S band) SMART-S/SMART-S Mk2 and D band (former L-band) SMART-L.

MW08 transmits six 2 by 12 degree stacked beams up to 70 degrees for height finding and is capable of fully automatic detection and tracking (ADT). The radar also directs gunfire against surface targets by 3 Track-While-Scan surface windows with splash plotting capability, but does not provide up-link commands to surface-to-air missiles in flight. In February 1996 Jane's International Defence Review reported that the radar was no longer offered to new customers due to Thales Group's product rationalization policy favoring MRR 3D radar developed by Thales France, formerly Thomson-CSF. However the policy has been quietly reversed.

http://www.gettyimages.pt/detail/fotografia-de-not%C3%ADcias/members-of-the-german-navy-watch-the-radar-in-fotografia-de-not%C3%ADcias/91945549#members-of-the-german-navy-watch-the-radar-in-the-operations-room-of-picture-id91945549 (http://www.gettyimages.pt/detail/fotografia-de-not%C3%ADcias/members-of-the-german-navy-watch-the-radar-in-fotografia-de-not%C3%ADcias/91945549#members-of-the-german-navy-watch-the-radar-in-the-operations-room-of-picture-id91945549)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 11, 2017, 10:42:10 am
Pelo que estive a ler... e a aprender:

Se bem entendi o radar navegação deteta navios em alto mar - na optica de segurança e previsão de rumo - e o terreno no litoral (para além de "comunicar" com ajudas localizadas no litoral)... e, como em todas as classes de radar, deve haver de qualidade/ capacidade de 1ª, 2ª, etc (dependendo do orçamento).

Tendo em conta que o radar (de navegação) da classe VdC não é do melhor que existe conseguir, detectar/ seguir uma "lancha voadora" deve ser difícil; vigiar espaço aéreo, orientar heli... impossível?

Estou correcto?   
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Maio 11, 2017, 01:09:54 pm
(https://scontent.flis2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/18424015_1459997700688075_8348045276258098699_n.jpg?oh=50a8bef5c26a1dcee7a506852453b4c8&oe=5975D8DC)
(https://scontent.flis2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/18402869_1459997740688071_5669841340436486750_n.jpg?oh=126e46665fd3b43a8b64fbe2ec75cf76&oe=59AE7962)
(https://scontent.flis2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/18424250_1459997704021408_4956122238629606800_n.jpg?oh=e4c19ca0751cfe7e905ed9d8c9ccc915&oe=59B3B768)
(https://scontent.flis2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/18402660_1459997697354742_440405420604961370_n.jpg?oh=3de79b9c52a383cebb392bdf12cefb58&oe=59B45021)

Citação de: Marinha Portuguesa
A navegar, todos os momentos são importantes para treinar as várias áreas.
A fragata Álvares Cabral, que navega de regresso do golfo da Guiné, fez treino de 100 mm e de Phalanx.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 11, 2017, 03:19:54 pm
CdM confusão nos tópicos ou estou enganado...?  ;)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Maio 11, 2017, 05:25:02 pm
Não estavam a falar de radares, etc?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 11, 2017, 05:52:11 pm
Não estavam a falar de radares, etc?

Vi no TM, desculpa... apesar de já ter percebido que classificar como sistema de radar militar o (único) radar de navegação do VdC é algo temerário...     
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Major Alvega em Junho 08, 2017, 01:27:57 am
Littoral Mission Vessel, o NPO de Singapura. O nossos VdC não ficam atrás destes...

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Junho 08, 2017, 11:51:59 am
http://products.damen.com/en/ranges/offshore-patrol-vessel/offshore-patrol-vessel-1400 (http://products.damen.com/en/ranges/offshore-patrol-vessel/offshore-patrol-vessel-1400)
Citar
COMPACT DESIGN WITH HIGH LEVEL CAPABILITIES
- Integral helicopter, two sea boats and 25-day endurance, all within 72 metres of length

FACILITIES FOR A MEDIUM SIZE HELICOPTER
- Extendable hangar and flight deck for up to 6 tonne helicopter
- Lights and visual aids for day and night operations
- Avcat re-and de-fuelling system - HIFR optional

STERN SLIPWAY POSSIBLE
- Time from embarkation of RIB until underway is less than 1 minute
- More than 40 Damen patrol vessels from 42 to 107m in length have stern slipways in operation
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fproducts.damen.com%2F-%2Fmedia%2FProducts%2FImages%2FClusters-groups%2FNaval%2FOffshore-Patrol-Vessel%2FOPV-1400%2F3d-renderings%2Faluminum_patrol_boats.png%3Fmw%3D1300&hash=484c79abf15f343a50410bf1895269af)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fproducts.damen.com%2F-%2Fmedia%2FProducts%2FImages%2FClusters-groups%2FNaval%2FOffshore-Patrol-Vessel%2FOPV-1400%2F3d-renderings%2Fnaval_patrol_boat.png%3Fmw%3D1300&hash=58fbf2b5e871a00d22952d91bab3e998)

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Junho 10, 2017, 03:15:48 pm
http://products.damen.com/en/ranges/offshore-patrol-vessel/offshore-patrol-vessel-1400 (http://products.damen.com/en/ranges/offshore-patrol-vessel/offshore-patrol-vessel-1400)
Citar
COMPACT DESIGN WITH HIGH LEVEL CAPABILITIES
- Integral helicopter, two sea boats and 25-day endurance, all within 72 metres of length

FACILITIES FOR A MEDIUM SIZE HELICOPTER
- Extendable hangar and flight deck for up to 6 tonne helicopter
- Lights and visual aids for day and night operations
- Avcat re-and de-fuelling system - HIFR optional

STERN SLIPWAY POSSIBLE
- Time from embarkation of RIB until underway is less than 1 minute
- More than 40 Damen patrol vessels from 42 to 107m in length have stern slipways in operation
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fproducts.damen.com%2F-%2Fmedia%2FProducts%2FImages%2FClusters-groups%2FNaval%2FOffshore-Patrol-Vessel%2FOPV-1400%2F3d-renderings%2Faluminum_patrol_boats.png%3Fmw%3D1300&hash=484c79abf15f343a50410bf1895269af)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fproducts.damen.com%2F-%2Fmedia%2FProducts%2FImages%2FClusters-groups%2FNaval%2FOffshore-Patrol-Vessel%2FOPV-1400%2F3d-renderings%2Fnaval_patrol_boat.png%3Fmw%3D1300&hash=58fbf2b5e871a00d22952d91bab3e998)

Cumprimentos

Olha que com um bocadinho de imaginação ainda consigo transformar esse numa corveta tambem....
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Junho 10, 2017, 04:25:42 pm
http://products.damen.com/en/ranges/offshore-patrol-vessel/offshore-patrol-vessel-1400 (http://products.damen.com/en/ranges/offshore-patrol-vessel/offshore-patrol-vessel-1400)
Citar
COMPACT DESIGN WITH HIGH LEVEL CAPABILITIES
- Integral helicopter, two sea boats and 25-day endurance, all within 72 metres of length

FACILITIES FOR A MEDIUM SIZE HELICOPTER
- Extendable hangar and flight deck for up to 6 tonne helicopter
- Lights and visual aids for day and night operations
- Avcat re-and de-fuelling system - HIFR optional

STERN SLIPWAY POSSIBLE
- Time from embarkation of RIB until underway is less than 1 minute
- More than 40 Damen patrol vessels from 42 to 107m in length have stern slipways in operation
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fproducts.damen.com%2F-%2Fmedia%2FProducts%2FImages%2FClusters-groups%2FNaval%2FOffshore-Patrol-Vessel%2FOPV-1400%2F3d-renderings%2Faluminum_patrol_boats.png%3Fmw%3D1300&hash=484c79abf15f343a50410bf1895269af)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fproducts.damen.com%2F-%2Fmedia%2FProducts%2FImages%2FClusters-groups%2FNaval%2FOffshore-Patrol-Vessel%2FOPV-1400%2F3d-renderings%2Fnaval_patrol_boat.png%3Fmw%3D1300&hash=58fbf2b5e871a00d22952d91bab3e998)

Cumprimentos

Olha que com um bocadinho de imaginação ainda consigo transformar esse numa corveta tambem....
Não é preciso. o Site da empresa, tem este que é dos OPV não combatentes mais pequenos, tem outros maiores, além das corvetas e fragatas. É à escolha do freguês...  ;D ;) http://products.damen.com/en/clusters/combatants (http://products.damen.com/en/clusters/combatants)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fproducts.damen.com%2F-%2Fmedia%2FProducts%2FImages%2FClusters-groups%2FNaval%2FSigma-Frigate%2FAir-Defence-and-Command-Frigate-14019%2F3D%2FCommand_frigate.png%3Fmw%3D1300&hash=9eab6d36da72eba6ec93893598268cc7)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fproducts.damen.com%2F-%2Fmedia%2FProducts%2FImages%2FClusters-groups%2FNaval%2FSigma-Corvette%2FSigma-Corvette-7513%2F3D-render%2FSigma_vessel_7513.png%3Fmw%3D1300&hash=a8884b78faee9792019e1c61ab130d2d)

Saudações


Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Junho 10, 2017, 04:42:29 pm
Eu conheço bem o catalogo da Damen, e acho que tem material com muito potencial. Só estava a dizer que até desse modelo OPV fazia uma corveta! 2X2 SSM´s atrás da ponte, um radar 3d tipo SMART 2S, um sonar kingfisher, dois lançadores de torpedos ligeiros duplos , uma oto melara de 76mm a frente, dois sistemas de armas remotas (20mm) e um sistema RAM na zona do hangar e presto! Um navio com capacidade de combate e não uma traineira.  O que falta é dinheiro....
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Junho 10, 2017, 05:39:57 pm
Já agora: http://www.defesaaereanaval.com.br/tag/ilhas-falklands?print=print-search (http://www.defesaaereanaval.com.br/tag/ilhas-falklands?print=print-search)
Citar
NOTA DO EDITOR: A família de radares Giraffe abrange também sua utilização em meios navais com comprovado sucesso operacional. Os modelos de radar Sea Giraffe, como vistos na foto acima, podem ser uma opção para a Marinha do Brasil, seja na concepção da nova classe de Corvetas Tamandaré, na modernização de meios como o Porta Aviões NAe São Paulo ou em futuros projetos previstos no PRM/PAEMB.

(https://cdn2.defesaaereanaval.com.br/wp-content/uploads/sEA-gIRAFFE.jpg)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Junho 10, 2017, 06:46:57 pm
Eu conheço bem o catalogo da Damen, e acho que tem material com muito potencial. Só estava a dizer que até desse modelo OPV fazia uma corveta! 2X2 SSM´s atrás da ponte, um radar 3d tipo SMART 2S, um sonar kingfisher, dois lançadores de torpedos ligeiros duplos , uma oto melara de 76mm a frente, dois sistemas de armas remotas (20mm) e um sistema RAM na zona do hangar e presto! Um navio com capacidade de combate e não uma traineira.  O que falta é dinheiro....

Eu, não sendo tão exigente quanto á quantidade do armamento embarcado, mencionado, pois somos uma Nação de gente pobre, :-X :-X, largava os torpedos, e uma das RWS, e colocava tudo num casco de um NPO, MARKII ( com mais 10 metros de comprimento, de modo a ter mais espaço para o hanga), e BINGO, já tínhamos um modelo de NCO, Navio de Combate Oceânico, pronto a ser comercializado.
Já me esquecia guarnição 70/80 almas se considerássemos os elementos do meio aéreo embarcado !!
Estou 100% de acordo contigo.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Junho 10, 2017, 09:39:14 pm
Eu conheço bem o catalogo da Damen, e acho que tem material com muito potencial. Só estava a dizer que até desse modelo OPV fazia uma corveta! 2X2 SSM´s atrás da ponte, um radar 3d tipo SMART 2S, um sonar kingfisher, dois lançadores de torpedos ligeiros duplos , uma oto melara de 76mm a frente, dois sistemas de armas remotas (20mm) e um sistema RAM na zona do hangar e presto! Um navio com capacidade de combate e não uma traineira.  O que falta é dinheiro....

Eu, não sendo tão exigente quanto á quantidade do armamento embarcado, mencionado, pois somos uma Nação de gente pobre, :-X :-X, largava os torpedos, e uma das RWS, e colocava tudo num casco de um NPO, MARKII ( com mais 10 metros de comprimento, de modo a ter mais espaço para o hanga), e BINGO, já tínhamos um modelo de NCO, Navio de Combate Oceânico, pronto a ser comercializado.
Já me esquecia guarnição 70/80 almas se considerássemos os elementos do meio aéreo embarcado !!
Estou 100% de acordo contigo.

Abraços

Ok, concordo plenamente, era uma boa oportunidade de aproveitar o processo dos NPO´s e ficar com alguns navios capazes de combate e de verdadeira capacidade de missão sem ser andar atrás de pesqueiros. Quanto ao helicoptero, se estivéssemos a falar de corveta, penso que deveria suportar o heli mas não necessariamente ter o heli embarcado. (A não ser que houvesse ai trocos para isso, mas até os helis correntes vão levar MLU´s....)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Junho 11, 2017, 02:09:26 pm
O OPV 80 continua a ser na minha opinião, preço/benefício do melhor que por aí anda.  Quem tiver paciência pode ver a evolução para o "branch 2", bem como dos sensores e armamentos, dos usados pelos Colombianos e Chilenos:

http://americamilitar.com/armada/36-buques-patrulleros-oceanicos-fassmer-opv-80-de-la-arc-p141.html#gsc.tab=0 (http://americamilitar.com/armada/36-buques-patrulleros-oceanicos-fassmer-opv-80-de-la-arc-p141.html#gsc.tab=0)
(https://pbs.twimg.com/media/C8vTz_aWAAEZkhi.jpg)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi67.tinypic.com%2F15gy3d1.png&hash=69da225c15a037c0939bea00f19464b7)
(https://pbs.twimg.com/media/C015zDsWgAMj0i8.jpg)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi.imgur.com%2FXnvlFDt.jpg&hash=60a45b53f6dac69a4c52eacfc5a36402)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi.imgur.com%2FYOwWqgq.jpg&hash=2370de59f8a32f9e9ec8941066706948)
(https://pbs.twimg.com/media/C8nW8VEXoAA_FH0.jpg)

Saudações





Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: perdadetempo em Junho 13, 2017, 02:00:58 pm
Já que de acordo com a entrevista ao almirante na jane´s, estavam a pensar adquirir até 10 NPO, não seria possível que pelo menos quatro das unidades fossem na versão anti-poluição, ou será que nunca chegaram a fazer os planos detalhados para a sua construção?

É que ao menos sempre era uma versão mais útil para as nossas necessidades, em vez de andar a fingir que é um barco de guerra, e podia com adaptações substituir as embarcações da classe D. Carlos.

Ficávamos com 6 NPO a fingir que são maus a fazerem patrulha/ Imigrantes Mediterrâneo/Pescas Terra Nova, dois anti-poluição/salvamento/patrulha e 2 antipoluição/oceanográficos/patrulha e sempre racionalizávamos a frota.

Cumprimentos,

PS: 10 NPO para a marinha e um Ferrari no Natal para mim que fui um bom menino este ano. :D
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Junho 13, 2017, 02:37:56 pm
O planeado eram dois navios na versão anti-poluição.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: perdadetempo em Junho 13, 2017, 03:25:42 pm
O planeado eram dois navios na versão anti-poluição.

Eu lembro-me disso, mas como falam em 10 NPO, os outros dois seriam para substituir navios oceanográficos, aproveitando o espaço coberto multi funções para laboratórios e o convés de popa para instalar os guinchos A.-frame gruas etc... Como actualmente o caminho na pesquisa oceanográfica é o recurso a ROV ou AUV as embarcações poderiam fazer as suas tarefas tradicionais de cartografia dos fundos e pesquisa cientifica em adição às restantes tarefas. Sempre era mais lógico que estar a dizer que os NPO  podem actuar no domínio da anti-poluição e  disaster relief como aparecia no artigo da Jane´s. Por essa ordem de ideias ainda temos alguns arrastões e traineiras na nossa frota de pesca que também podem operar nessas áreas e se calhar até conseguem fazer melhor serviço.

Cumprimentos,

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Julho 04, 2017, 01:49:24 pm
Já foram reparados será de terem estado alguns anos armazenados ?????

Lá se foram mais uns € 300.000 para a dita reparação.


https://www.racius.com/3016035535-3007-dpa191-reparacao-dois-helices-passo-variavel-nrp-sines/
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: miguelbud em Julho 04, 2017, 02:05:44 pm
Nao Tenente,

aqui há uns anos o FdF ficou danificado no porto de Viana por erro humano (o seu comandante foi exonerado por causa disso). Acho que nao foram reparados, mas substituidos pelas peças que estavam armazenadas para os NcP. Agora que o NRP Sines é uma realidade as helices danificadas serao reparadas.

Pelo menos é o que faz sentido.

http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/comandante_de_navio_encalhado_em_viana_exonerado_de_funcoes
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: pfsbca em Novembro 25, 2017, 09:38:42 pm
É sempre bom visitar o Figueira da Foz:

(https://image.ibb.co/k77RSm/IMG_0043.jpg)
(https://preview.ibb.co/b8hAnm/IMG_0046.jpg)
(https://preview.ibb.co/jHu1tR/IMG_0049.jpg)
(https://preview.ibb.co/f32X06/IMG_0050.jpg)
(https://preview.ibb.co/cVGs06/IMG_0052.jpg)
(https://preview.ibb.co/m9nzf6/IMG_0053.jpg)
(https://preview.ibb.co/iCAkL6/IMG_0057.jpg)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 01, 2017, 08:35:14 pm
Se puderem leiam da pagina 14 em diante, sem comentários

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fimagizer.imageshack.us%2Fv2%2Fxq90%2F924%2FvM2Aj5.jpg&hash=268de5c513e525a93c894d0129e9b595) (https://imageshack.com/i/povM2Aj5j)

http://www.bmtdsl.co.uk/media/6889878/BMT-VENARI-85-Technical-Brief.pdf

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Dezembro 01, 2017, 09:04:55 pm
Se puderem leiam da pagina 15 em diante, sem comentários

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fimagizer.imageshack.us%2Fv2%2Fxq90%2F924%2FvM2Aj5.jpg&hash=268de5c513e525a93c894d0129e9b595) (https://imageshack.com/i/povM2Aj5j)

http://www.bmtdsl.co.uk/media/6889878/BMT-VENARI-85-Technical-Brief.pdf

Abraços

Já que vossa Excelência percebe tanto de navios diga-me um único ( só quero um) sistema desses que não possa ser instalado num NPO 2000.

O NPO tem o que a Marinha Portuguesa quiz ou pode adquirir.
Não vale a pena malhar mais no ceguinho! 
E que tal discutirmos Tomahawk's no tópico das Vasco da Gama ou das Bartolomeu Dias?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 01, 2017, 09:11:15 pm
Se puderem leiam da pagina 15 em diante, sem comentários

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fimagizer.imageshack.us%2Fv2%2Fxq90%2F924%2FvM2Aj5.jpg&hash=268de5c513e525a93c894d0129e9b595) (https://imageshack.com/i/povM2Aj5j)

http://www.bmtdsl.co.uk/media/6889878/BMT-VENARI-85-Technical-Brief.pdf

Abraços

Já que vossa Excelência percebe tanto de navios diga-me um único ( só quero um) sistema desses que não possa ser instalado num NPO 2000.

O NPO tem o que a Marinha Portuguesa quiz ou pode adquirir.
Não vale a pena malhar mais no ceguinho! 
E que tal discutirmos Tomahawk's no tópico das Vasco da Gama ou das Bartolomeu Dias?

O que é que tem a ver em concreto o post que coloquei com a sabedoria/Engenharia Naval, ou capacidades que o NPO2000 pode ou não operar ?
Sua senhoria pode-me ilucidar ??
É que eu gosto de aprender com quem sabe da poda !

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Dezembro 01, 2017, 09:17:55 pm
O grande problema dos NPO é que são um projecto que parou no tempo, não foram minimamente actualizados em termos de possiveis funções
Esse modelo da BMT obviamente tem algumas vantagens sobre o NPO visto possuir hangar e espaço para contentores modular na traseira.
Como é um design mais moderno , obviamente está mais pensado para soluções que existem agora e não á 17 anos atrás.
Não é uma questão de não pudermos fazer mas sim do rotineiro "assim está bom que se f**a!" que é tipico dos politicos e das chefias militares que andam mais á beira.

 :G-bigun:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 01, 2017, 09:22:54 pm
O grande problema dos NPO é que são um projecto que parou no tempo, não foram minimamente actualizados em termos de possiveis funções
Esse modelo da BMT obviamente tem algumas vantagens sobre o NPO visto possuir hangar e espaço para contentores modular na traseira.
Como é um design mais moderno , obviamente está mais pensado para soluções que existem agora e não á 17 anos atrás.
Não é uma questão de não pudermos fazer mas sim do rotineiro "assim está bom que se f**a!" que é tipico dos politicos e das chefias militares que andam mais á beira.

 :G-bigun:

Aguardemos a resposta do ICE 1A+, de Navios percebe mais do que eu, disso não tenho qq dúvida.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Dezembro 01, 2017, 09:45:23 pm
O grande problema dos NPO é que são um projecto que parou no tempo, não foram minimamente actualizados em termos de possiveis funções
Esse modelo da BMT obviamente tem algumas vantagens sobre o NPO visto possuir hangar e espaço para contentores modular na traseira.
Como é um design mais moderno , obviamente está mais pensado para soluções que existem agora e não á 17 anos atrás.
Não é uma questão de não pudermos fazer mas sim do rotineiro "assim está bom que se f**a!" que é tipico dos politicos e das chefias militares que andam mais á beira.

 :G-bigun:

Aguardemos a resposta do ICE 1A+, de Navios percebe mais do que eu, disso não tenho qq dúvida.

Abraços
Modulares para que? Isso é para "meninas". Cá a malta de barba rixa espeta com um contentor amarrado com correntes ao deck de uma corveta quarentona e siga para comandar o Minex...  ;D :jok:

https://www.euromarfor.org/article/1/447 (https://www.euromarfor.org/article/1/447)
Citar
EUROMARFOR SHIPS DEPARTED LA SPEZIA FOR THE ITALIAN MINEX 16
The ships FS Capricorne (France), ITS Milazzo (Italy), NRP João Roby (Portugal) and ESPS Duero (Spain) departed La Spezia to participate in the exercise Italian Minex 16. These ships are integrated in a EUROMARFOR Task Group. The photos are from the activation ceremony of the force, with representatives of the four ships and the international staff.

The Commander of the Force is Commander (Italian Navy) Giuseppe Villani embarked in the Portuguese Navy ship João Roby, that is the flagship during the exercise, from 6th to 18th of June.

NRP João Roby has a detachment of special divers embarked and a underwater autonomous vehicle (UAV). 

Other assets from NATO and Italian Navy participate in the exercise, a total of 11 ships from five different nations (Portugal, Spain, France, Italy and Turkey).
(https://www.euromarfor.org/resources/images/euromarfor/2016/06/20160606_NRP_Joao_Roby_01.jpg)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2F2.bp.blogspot.com%2F-YiKRZ7IxXKs%2FVW647zCfcDI%2FAAAAAAAADC8%2FkvwRVbk-ToQ%2Fs1600%2FBaptista%252Bde%252BAndrade%252Bem%252BEspanha.jpg&hash=5a915dcd87a273d9a58b149248b9eab2)

Saudações  ;) ;D
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Dezembro 08, 2017, 06:33:34 pm
Na minha modesta opinião o caminho que devia ser seguido com os NPO 2000, exemplificado com os OPV 80 da Colúmbia  ;)
(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/b/b8/ARC_20_de_Julio_OPV-80_Armada_Nacional_Colombia.jpg)

http://www.janes.com/article/69199/colombian-navy-receives-new-opv (http://www.janes.com/article/69199/colombian-navy-receives-new-opv)
Citar
The Colombian Navy (ARC) officially received offshore patrol vessel (OPV) ARC Victoria on 30 March in Cartagena, according to the Colombian Science and Technology Corporation for the Development of Naval, Maritime, and Riverine Industries (COTECMAR).

The new vessel, originally christened ARC Santander , was delivered without its main armament, which is a 76 mm Oto Melara Super Rapid turret that the navy will install itself.

Based on Fassmer's OPV-80 design, Victoria is the last of a series of three such vessels produced by COTECMAR for the ARC. Unlike its two sister-ships, Victoria is fitted with a larger and strengthened flight deck that accommodates a 10.5-tonne medium helicopter, such as the Sikorsky S-70B Seahawk.
(https://pbs.twimg.com/media/C80CDQJXkAAa1w8.jpg)
Citar
Armada Nacional on Twitter: "Primer atraque de la nueva OPV III A.R.C " Victoria" en la Base Naval del Caribe.

http://www.webinfomil.com/2017/03/asi-seran-los-nuevos-patrulleros.html (http://www.webinfomil.com/2017/03/asi-seran-los-nuevos-patrulleros.html)
Citar
Así serán los nuevos patrulleros oceánicos de la Armada de Colombia construidos por Cotecmar | Webinfomil
(https://1.bp.blogspot.com/--84JBzWWbH0/WMi0C1c2UgI/AAAAAAAANk4/iYHhE38iXcseo1SJNljCMOLu_t6vnNl9ACLcB/s1600/OPV%2BMKII%2BCotecmar%2BArmada%2BColombia%2BNavy%2BPatrullero.jpg)

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Leonidas em Abril 28, 2018, 09:57:27 pm
A grande melhoria para esta classe, a ser possível, seria compatibilizá-la com os EH-101. Mas, eu cá trocava isso por 1 NPO de combate a poluição – acenda-se já uma vela ao padroeiro para acelerar o processo - baseado no desenho atual e lançava-se uma nova classe de NPO. Que tal 4 unidades dos novos NPO? Vá lá, tudo em nome do EH-101. Nem que se tenha que esperar outra eternidade. É só uma questão de tempo.

Cump.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: jpthiran em Abril 28, 2018, 10:49:52 pm
A grande melhoria para esta classe, a ser possível, seria compatibilizá-la com os EH-101. Mas, eu cá trocava isso por 1 NPO de combate a poluição – acenda-se já uma vela ao padroeiro para acelerar o processo - baseado no desenho atual e lançava-se uma nova classe de NPO. Que tal 4 unidades dos novos NPO? Vá lá, tudo em nome do EH-101. Nem que se tenha que esperar outra eternidade. É só uma questão de tempo.
Cump.


Na minha opinião é melhor não interromper, por nada deste mundo, o programa que está em curso...
e fazer com que os 10 NPO saiam cá para fora - 2 por ano!...
como já aqui foi escrito, fazê-los parecidos uns com os outros (por dentro), já vai ser uma tourada!...
pois a demora tem sido tanta que as tecnologias mudam!...
tem de ser feitos, o mais de seguida possível!...

Se interrompemos a produção, sabe-se lá se alguma vez volta a ser retomada!...
Precisamos desses barcos desesperadamente e não dá para arriscar!...
Quando estiverem feitos, pensa-se em novos projectos!...
Não podemos é andar com corvetas e patrulhas com 50 anos no mar!...
e mais no nosso, que no inverno pode ser bastante mau!...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Abril 29, 2018, 11:54:24 am
A grande melhoria para esta classe, a ser possível, seria compatibilizá-la com os EH-101. Mas, eu cá trocava isso por 1 NPO de combate a poluição – acenda-se já uma vela ao padroeiro para acelerar o processo - baseado no desenho atual e lançava-se uma nova classe de NPO. Que tal 4 unidades dos novos NPO? Vá lá, tudo em nome do EH-101. Nem que se tenha que esperar outra eternidade. É só uma questão de tempo.

Cump.

Andava por aí uma concepção de um NPO de convés de voo corrido, fruto de um interesse que em tempos ouve da Tailândia. Possivelmente face ao tamanho do deck e com os devidos reforços estruturais era uma ideia bem pensada.

(https://1.bp.blogspot.com/-oaR8hl8vfoQ/Wcy9BPx_D4I/AAAAAAAACaU/y8ho0AJh3UoOIbHxcXTXQhF_CQWP7I3owCLcBGAs/s1600/MCS13.png)

http://thaimilitary.blogspot.pt/2017/09/ (http://thaimilitary.blogspot.pt/2017/09/)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Abril 29, 2018, 06:37:55 pm
Se nem os Lynx que são da Marinha lá aterram (parece que até hoje nunca houve certificação para tal) não vejo grande utilidade para tal. Aliás, nas actuais condições os EH101 (ou qualquer outro heli) podiam perfeitamente ser reabastecidos pelos NPO mas, mais uma vez, duvido que alguma vez tenham tentado, ou que haja certificação para tal.

HIFR - Helicopter In-Flight Refueling

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Falaska.coastguard.dodlive.mil%2Ffiles%2F2015%2F07%2FHealy-HIFR.jpg&hash=9afce02e67df4dd661838cccf91c1080)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Abril 29, 2018, 08:23:17 pm
Se nem os Lynx que são da Marinha lá aterram (parece que até hoje nunca houve certificação para tal) não vejo grande utilidade para tal. Aliás, nas actuais condições os EH101 (ou qualquer outro heli) podiam perfeitamente ser reabastecidos pelos NPO mas, mais uma vez, duvido que alguma vez tenham tentado, ou que haja certificação para tal.

HIFR - Helicopter In-Flight Refueling

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Falaska.coastguard.dodlive.mil%2Ffiles%2F2015%2F07%2FHealy-HIFR.jpg&hash=9afce02e67df4dd661838cccf91c1080)

Essa é que é essa, andamos há canos sem saber se os landing deck dos NPO está OK para as operações com Helis, falta-nos a bendita certificação, nunca ouvi nada sobre tal certificação, e sem tal certificação, a mais valia do patrulha em termos de operação aero/naval não tem qq utilidade, mas se calhar também não nos faz falta, digo eu !

Abraços
 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Lightning em Abril 29, 2018, 11:06:01 pm
A Marinha já deve andar é a planear o uso de drones eh eh eh.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Abril 30, 2018, 12:55:35 am
Mas depois houve a grande preocupação de que o Siroco não dava para os EH101 e para os Leo 2. É só rir!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Abril 30, 2018, 09:40:56 am
Se nem os Lynx que são da Marinha lá aterram (parece que até hoje nunca houve certificação para tal) não vejo grande utilidade para tal. Aliás, nas actuais condições os EH101 (ou qualquer outro heli) podiam perfeitamente ser reabastecidos pelos NPO mas, mais uma vez, duvido que alguma vez tenham tentado, ou que haja certificação para tal.

HIFR - Helicopter In-Flight Refueling

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Falaska.coastguard.dodlive.mil%2Ffiles%2F2015%2F07%2FHealy-HIFR.jpg&hash=9afce02e67df4dd661838cccf91c1080)

Não sejas mauzinho NVF que o "sonho comanda a vida". Além disso aquele deck já é útil para muita coisa imagina com mais espaço (Drones, UAV, Zebro's  ;D ).

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fagriculturaemar.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2016%2F05%2Fmarinha-nrp-viana-do-castelo.jpg&hash=09875ee07d0a5f1071214f8d3c12b0be)

Já agora, segundo o saudoso Chaimites, o sistema HIFR tinha sido adqurido para os NPO 2000 mas nunca tinha sido instalado (aqui um Merlin da RN a ser abastecido.  ::)

(https://i.pinimg.com/originals/d7/36/ca/d736cae23ecd7f53f569c83f2ff8d948.jpg)

Cumprimentos

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Abril 30, 2018, 09:48:51 am
E estas Tendas/barracas/toldos também fazem parte das possiveis utilizações do landing deck e, como não é preciso certificação............é só armar o barracame, só falta mesmo é a venda da bela da bifana, era uma maravilha, já pensaram nisso para quando forem atravessar o Equador ??
O Rei neptuno ainda não viu nada sobre as capacidades secretas dos nossos NPO's. :G-beer2:

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/6tbS0U.jpg) (https://imageshack.com/i/pn6tbS0Uj)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/p9H933.jpg) (https://imageshack.com/i/pop9H933j)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Abril 30, 2018, 01:32:31 pm
Sai uma sandes de courato e uma mine  :D

@mafets Obrigado por recordares essa observação do Chaimites; já não me recordava que tínhamos o equipamento.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Abril 30, 2018, 11:38:48 pm
Citar
MARINHA VAI LIDERAR FORÇA NAVAL EUROPEIA EM TREINO DE GUERRA DE MINAS NO MEDITERRÂNEO
O navio patrulha oceânico da Marinha Portuguesa Viana do Castelo largou ontem de Lisboa com destino a ilha de Menorca (Espanha), para participar no exercício internacional de manutenção de capacidades de guerra de minas em cenários de crise.

O SPANISH MINEX 18 é um exercício anual organizado pela Marinha espanhola, cujo objetivo é pôr em prática os procedimentos comuns para a defesa de portos contra a ameaça de minas e providenciar segurança aos navios mercantes. Decorre no mediterrâneo Oeste no período de 30 de abril a 10 de maio.
 
Este navio da Marinha Portuguesa assumirá as funções de navio chefe de uma força-tarefa naval Europeia, EUROMARFOR, ativada para este exercício, constituída por meios navais de Espanha, França, Itália e Portugal, com o seu estado-maior e comandante embarcados.
Portugal assume o comando desta força naval internacional, a EUROMARFOR, no biénio 2018/2019.
 
A EUROMARFOR,  constituída pelas quatro nações simbolizadas,  é uma força naval multinacional, não permanente, que pode, num curto espaço de tempo, constituir-se como uma força pronta para atuar e ser empregue em vários tipos de missões, nomeadamente missões humanitárias e de salvamento, manutenção da paz, de combate em gestão de crises e restabelecimento da paz.
 
A missão de cada participante é manter as águas livres da ameaça de minas, harmonizando procedimentos e incrementando o grau de interoperabilidade com as restantes marinhas aliadas. As minas usadas neste exercício internacional são simuladas por dispositivos submarinos inertes amigos do ambiente que serão recolhidos quando a missão terminar.
 
Para além de Portugal participam neste exercício meios navais de Espanha, França, Itália, Turquia, Reino Unido, Grécia, Bélgica, EUA e elementos do centro de investigação, experimentação e desenvolvimento marítimo da NATO, Centre for Maritime Research and Experimentatation (CMRE). Portugal, para além do NRP Viana do Castelo, empenha ainda militares da Marinha do Destacamento de Guerra de Minas com veículos autónomos subaquáticos.


Lá vai o VdC  com o famoso contentor em cima..


Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Charlie Jaguar em Maio 01, 2018, 11:55:29 am
Citar
MARINHA VAI LIDERAR FORÇA NAVAL EUROPEIA EM TREINO DE GUERRA DE MINAS NO MEDITERRÂNEO
O navio patrulha oceânico da Marinha Portuguesa Viana do Castelo largou ontem de Lisboa com destino a ilha de Menorca (Espanha), para participar no exercício internacional de manutenção de capacidades de guerra de minas em cenários de crise.

O SPANISH MINEX 18 é um exercício anual organizado pela Marinha espanhola, cujo objetivo é pôr em prática os procedimentos comuns para a defesa de portos contra a ameaça de minas e providenciar segurança aos navios mercantes. Decorre no mediterrâneo Oeste no período de 30 de abril a 10 de maio.
 
Este navio da Marinha Portuguesa assumirá as funções de navio chefe de uma força-tarefa naval Europeia, EUROMARFOR, ativada para este exercício, constituída por meios navais de Espanha, França, Itália e Portugal, com o seu estado-maior e comandante embarcados.
Portugal assume o comando desta força naval internacional, a EUROMARFOR, no biénio 2018/2019.
 
A EUROMARFOR,  constituída pelas quatro nações simbolizadas,  é uma força naval multinacional, não permanente, que pode, num curto espaço de tempo, constituir-se como uma força pronta para atuar e ser empregue em vários tipos de missões, nomeadamente missões humanitárias e de salvamento, manutenção da paz, de combate em gestão de crises e restabelecimento da paz.
 
A missão de cada participante é manter as águas livres da ameaça de minas, harmonizando procedimentos e incrementando o grau de interoperabilidade com as restantes marinhas aliadas. As minas usadas neste exercício internacional são simuladas por dispositivos submarinos inertes amigos do ambiente que serão recolhidos quando a missão terminar.
 
Para além de Portugal participam neste exercício meios navais de Espanha, França, Itália, Turquia, Reino Unido, Grécia, Bélgica, EUA e elementos do centro de investigação, experimentação e desenvolvimento marítimo da NATO, Centre for Maritime Research and Experimentatation (CMRE). Portugal, para além do NRP Viana do Castelo, empenha ainda militares da Marinha do Destacamento de Guerra de Minas com veículos autónomos subaquáticos.


Lá vai o VdC  com o famoso contentor em cima..

Vá lá, temos de ver o aspecto positivo da coisa: ao menos não é uma corveta como das vezes anteriores.  ;) ;D
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Maio 08, 2018, 08:28:19 pm
Se nem os Lynx que são da Marinha lá aterram (parece que até hoje nunca houve certificação para tal) não vejo grande utilidade para tal. Aliás, nas actuais condições os EH101 (ou qualquer outro heli) podiam perfeitamente ser reabastecidos pelos NPO mas, mais uma vez, duvido que alguma vez tenham tentado, ou que haja certificação para tal.

HIFR - Helicopter In-Flight Refueling

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Falaska.coastguard.dodlive.mil%2Ffiles%2F2015%2F07%2FHealy-HIFR.jpg&hash=9afce02e67df4dd661838cccf91c1080)

Não sejas mauzinho NVF que o "sonho comanda a vida". Além disso aquele deck já é útil para muita coisa imagina com mais espaço (Drones, UAV, Zebro's  ;D ).

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fagriculturaemar.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2016%2F05%2Fmarinha-nrp-viana-do-castelo.jpg&hash=09875ee07d0a5f1071214f8d3c12b0be)

Já agora, segundo o saudoso Chaimites, o sistema HIFR tinha sido adqurido para os NPO 2000 mas nunca tinha sido instalado (aqui um Merlin da RN a ser abastecido.  ::)

(https://i.pinimg.com/originals/d7/36/ca/d736cae23ecd7f53f569c83f2ff8d948.jpg)

Cumprimentos

Senão estou em erro , a FAP ate há 2 anos atrás possuía o Kit HIFR para os EH 101 ....., nunca foi instalado em nenhum navio da Marinha nem nos NPO’s nem nas  Fragatas!
Desconheço a atual situação do equipamento.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 10, 2018, 04:42:30 pm
Não sei se será o local, mas como aqui temos referido muitas vezes os sensores (ou a falta deles) como uma das piores vulnerabilidades deste projecto... um texto sobre radares, que para mim foi útil pois tenho dificuldade em entender essa área => https://pt.scribd.com/document/327167777/5-Sea-Change-Naval-Surveillance-Radars-2015 (https://pt.scribd.com/document/327167777/5-Sea-Change-Naval-Surveillance-Radars-2015)   

Sobre sensores OPV que julgo deviam ser considerados pelo menos para 2 unidades - mais importante, para mim, que alterar o armamento principal - são: sistema (tipo) "Altesse and Vigile LW ESM/COMINT", radar (tipo) Terma Scanter 4100 e (tipo) Sagem EOMS NG...   

Com outras alterações para aumentar a "resistência" a danos e já os enviava com menos preocupações para locais "quentes" (não-convencionais, claro).

Já agora: os sistemas que indiquei obrigavam a um aumento da tripulação? Qual?

     
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Maio 11, 2018, 11:14:43 am
Exacto. Só acrescentava o FLIR e o UAV. Com a automatização dos sistemas não iria existir grande acréscimo de tripulação.  ;)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Foelmag.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F11%2Fflir-gets-50-million-coast-guard-deal-1280x640.jpg&hash=0d0ba4d36f122f82aab02e69e0457423)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/f/ff/US_Navy_060508-N-4021H-066_A_Manta_Unmanned_Aerial_Vehicle_%28UAV%29_launches_from_the_flight_deck_of_experimental_boat_ship_Stiletto_during_Exercise_Howler.jpg)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Maio 11, 2018, 11:40:02 am
Porque não um Heli UAV!?Sempre seria mais fácil de "estacionar" e ate poderia andar armado se fosse preciso.

Camcopter S-100 UAV System: $2.25 million for 2 aircraft & ground support

(https://theaviationist.com/wp-content/uploads/2014/05/S-100-Copter.jpg)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2F1nfo.net%2Fimg%2Fnewsnet_90976_86e5f4.jpg&hash=ea9519d9a8cdde3942695150c62bdc24)

(https://www.naval-technology.com/wp-content/uploads/static-progressive/naval/camcopter.jpg)

Camcopter S-100 armado com o LMM

 :r.operator:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Maio 11, 2018, 12:22:00 pm
O problema é o preço, já que por esse valor compras um heli ligeiro  ;)

Bell 206 Price- 1.40 Million USD
(https://www.aircraftcompare.com/aircraft_images/337.jpg)

Bell 206 Jet Ranger Price- 0.90 Million USD
(https://www.aircraftcompare.com/aircraft_images/338.jpg)

https://www.aircraftcompare.com/manufactures/Helicopters/2 (https://www.aircraftcompare.com/manufactures/Helicopters/2)

Saudações



Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 11, 2018, 12:53:41 pm
Mas um helicóptero convencional obriga à existência de uma "estrutura" mais pesada no navio, a começar por um hangar? Enquanto o UAV "heli" multiplica a capacidade do navio com uma "estrutura" mais leve, julgo eu...

Julgava que ter sensores ESM/COMINT obrigava a ter mais umoficial (equipa)... mas confesso que nada sei da estrutura neste momento nos NPO - comandante, imediato, máquinas, administração naval, médico e 1 outro para "comunicações, radares (ESM/COMINT, se houvesse)"?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Maio 11, 2018, 02:26:31 pm
Tudo tem vantagens e desvantagens. Embora um hangar telescópico não seja nada de transcendente, até porque deck e supostamente material para reabastecimento já existem, um heli convencional faz melhor SAR e pode fazer MEDVAC, algo que com um UAV não. Aliás, UAV a preços competitivos para NPO e nacionais são vários e inclusive verticais:

(https://i1.wp.com/defense-update.com/wp-content/uploads/2016/03/net-ray-1021.jpg?fit=1021%2C637)

(https://www.flightglobal.com/assets/getasset.aspx?itemid=61240)
Citar
A six-month-long trial using a variety of Tekever platforms is also being carried out by the government of the Azores islands.

“We’re working with them to discuss different systems and sensors that are suited to their missions,” says Ricardo Mendes, chief operating officer.

“Through this we are testing different combinations and carrying out live trials and at the same time we’re studying with them the operational and business models.”

The trials, in part to monitor illegal fishing, began in April.

https://www.flightglobal.com/news/articles/auvsi-tekever-pitches-quadcopter-to-portuguese-gove-411936/ (https://www.flightglobal.com/news/articles/auvsi-tekever-pitches-quadcopter-to-portuguese-gove-411936/)

http://apant.pt/tekever-e-forca-aerea-ganham-concurso-europeu-de-drones/ (http://apant.pt/tekever-e-forca-aerea-ganham-concurso-europeu-de-drones/)

Já agora, e quanto à questão de mais tripulação para sensores nos NPO: Só com a troca da Bofors 40mm por uma Marlin autónoma, reduziu-se a tripulação em 3 tipos.  ;)

(https://4.bp.blogspot.com/-NbzR2NDzBpk/T0pBO3kOs0I/AAAAAAAAVTM/iF1QkxR-mLY/s1600/LGV_3.jpg)

Saudações


Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: perdadetempo em Julho 09, 2018, 12:23:58 am
Voltando à vaca fria e visto o NPO supostamente se destinar a missões auxiliares, caso se construam unidades adicionais podia-se fazer as seguintes alterações:
-Eliminação do convés de voo o que deve poupar umas 15/25 Ton. de peso em aço.
-Mudança da grua  Hardings/Palfinger para uma posição mais à ré do navio e substituição por uma unidade telescópica com capacidade superior (por exemplo o modelo PTM-900). Pesa mais 5/7 Ton. que a actual (SWL 4TON ?) mas tem uma capacidade de 9ton./8metros ou 5Ton/14 metros o que permite manusear contentores de 20’.
-Instalação de pontos de fixação para 7 contentores de 20’, podendo transportar até  4/5 unidades simultaneamente até um limite de 30/40 Ton.

(https://s15.postimg.cc/le4639vp7/VCMODIFICADO.jpg)

Vantagens: Manter o que o navio tem de melhor, ou seja as capacidades hoteleiras, a propulsão híbrida e os espaços multiusos e tentar dar-lhe melhor polivalência para as missões em que o temos visto e que justifique a construção de quatro unidades adicionais.

Missão MCM/Serviço NATO/Mergulhadores 
Espaço para carregar contentor com o sistema GAVIAL,  camara hiperbárica etc..  Teoricamente o espaço multiusos  pode ser usado para um centro de comando montado em paletes aproveitando os Backbone(eléctrico/dados) existente. 
Servir de navio de apoio logístico/atelier à força de minas da NATO.
Missões no âmbito dos protocolos acordados/ auxiliar hidrográfico.                                                                 
Espaço no convés para o transporte dos contentores de “boa vontade(1)”e os equipamentos para fazer o levantamento hidrográfico da baía de Ana Chaves/outros locais. Criação/adaptação de uma versão missão hidrográfica para substituição da classe D. Carlos
Autoridade Marítima                                                                                                                                   
O que fazem actualmente e ,graças à grua, as missões anteriormente executadas pelo Xultz Xavier com excepção  do  reboque. Também deverão conseguir (mal) instalar as barreiras anti-poluição na água mas não se está a tentar recriar o NPC pelos motivos indicados neste artigo:
https://www.dn.pt/opiniao/opiniao-dn/convidados/interior/navios-de-combate-a-poluicao-no-mar-2737329.html
 (https://www.dn.pt/opiniao/opiniao-dn/convidados/interior/navios-de-combate-a-poluicao-no-mar-2737329.html) (2)

A ideia seria construírem-se 4 unidades adicionais a juntar às quatro que já se construíram.

Cumprimentos,

(1) Os contentores com os livros/brinquedos/medicamentos etc…
(2) No site da ENVC a que já não é possível  ter acesso, as modificações realizadas para criar o NPC davam como resultado uma autonomia substancialmente inferior ao NPO (3000NM/13 nós versus 5000NM/15 nós)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: faica em Julho 09, 2018, 08:41:42 pm
Voltando à vaca fria e visto o NPO supostamente se destinar a missões auxiliares, caso se construam unidades adicionais podia-se fazer as seguintes alterações:
-Eliminação do convés de voo o que deve poupar umas 15/25 Ton. de peso em aço.
-Mudança da grua  Hardings/Palfinger para uma posição mais à ré do navio e substituição por uma unidade telescópica com capacidade superior (por exemplo o modelo PTM-900). Pesa mais 5/7 Ton. que a actual (SWL 4TON ?) mas tem uma capacidade de 9ton./8metros ou 5Ton/14 metros o que permite manusear contentores de 20’.
-Instalação de pontos de fixação para 7 contentores de 20’, podendo transportar até  4/5 unidades simultaneamente até um limite de 30/40 Ton.

(https://s15.postimg.cc/le4639vp7/VCMODIFICADO.jpg)

Vantagens: Manter o que o navio tem de melhor, ou seja as capacidades hoteleiras, a propulsão híbrida e os espaços multiusos e tentar dar-lhe melhor polivalência para as missões em que o temos visto e que justifique a construção de quatro unidades adicionais.

Missão MCM/Serviço NATO/Mergulhadores 
Espaço para carregar contentor com o sistema GAVIAL,  camara hiperbárica etc..  Teoricamente o espaço multiusos  pode ser usado para um centro de comando montado em paletes aproveitando os Backbone(eléctrico/dados) existente. 
Servir de navio de apoio logístico/atelier à força de minas da NATO.
Missões no âmbito dos protocolos acordados/ auxiliar hidrográfico.                                                                 
Espaço no convés para o transporte dos contentores de “boa vontade(1)”e os equipamentos para fazer o levantamento hidrográfico da baía de Ana Chaves/outros locais. Criação/adaptação de uma versão missão hidrográfica para substituição da classe D. Carlos
Autoridade Marítima                                                                                                                                   
O que fazem actualmente e ,graças à grua, as missões anteriormente executadas pelo Xultz Xavier com excepção  do  reboque. Também deverão conseguir (mal) instalar as barreiras anti-poluição na água mas não se está a tentar recriar o NPC pelos motivos indicados neste artigo:
https://www.dn.pt/opiniao/opiniao-dn/convidados/interior/navios-de-combate-a-poluicao-no-mar-2737329.html
 (https://www.dn.pt/opiniao/opiniao-dn/convidados/interior/navios-de-combate-a-poluicao-no-mar-2737329.html) (2)

A ideia seria construírem-se 4 unidades adicionais a juntar às quatro que já se construíram.

Cumprimentos,

(1) Os contentores com os livros/brinquedos/medicamentos etc…
(2) No site da ENVC a que já não é possível  ter acesso, as modificações realizadas para criar o NPC davam como resultado uma autonomia substancialmente inferior ao NPO (3000NM/13 nós versus 5000NM/15 nós)

Está previsto quando ficar pronto o NRP Setúbal em principio  iniciar se a construção de mais 2 NPO'S se houver vontade politica e cumprirem com a palavra dada.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: miguelbud em Julho 10, 2018, 09:51:17 pm
                                                           
A ideia seria construírem-se 4 unidades adicionais a juntar às quatro que já se construíram.
Esta notícia fala em mais 6

https://www.dn.pt/portugal/interior/marinha-precisa-de-mais-seis-navios-de-patrulha-oceanica-9513841.html
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: perdadetempo em Julho 11, 2018, 01:08:26 am
                                                           
A ideia seria construírem-se 4 unidades adicionais a juntar às quatro que já se construíram.
Esta notícia fala em mais 6

https://www.dn.pt/portugal/interior/marinha-precisa-de-mais-seis-navios-de-patrulha-oceanica-9513841.html

1-Eu quando vi a noticia, sempre pensei que seria mais uma táctica negocial, do tipo peço seis para ver se ao menos me dão dois, uma  aspiração digamos. Tanto mais que existem mais dois ramos das forças armadas com voto na matéria e os seus próprios interesses.
Se pesquisarmos noticias antigas o que estava previsto na versão final dos  contratos com os ENVC eram seis NPO dois NPC e cinco lanchas de fiscalização costeira.

2-Actualmente no dispositivo naval costumamos ter um Patrulha/corveta no continente, um nos Açores e um Cacine/Zaire nos Açores. Seis navios patrulhas oceânicos permitiam manter o dispositivo actual com as embarcações em operação uma média de quatro meses por ano e à volta de 2000/2500 horas de navegação anual por unidade durante os próximos 20/30 anos e com reserva de tempo para os serviços de vigilância no Mediterrâneo, missões  NATO, etc...

3-Se houvesse a possibilidade de adaptar os NPO às missões hidrográficas então poderia existir a possibilidade de ter duas unidades adicionais para missões de patrulha fora do período das campanhas do Instituto Hidrográfico. Esta ideia veio do facto de uma das senhoras nomeada para comandar os NPO ser dessa especialidade, de maneira que até teriam alguém idóneo para comprovar a sua exequibilidade.
Também deve ser a única maneira de terem tripulação para todas as embarcações, pois mesmo que seja reposto o SMO, isso não resolve os problemas da marinha. Na melhor das hipóteses servia para completar o quadro dos fuzileiros.

Mas a realidade é que tudo isto não passou de uma ocupação de tempos livres enquanto se  esperava o reatar do acesso ao Fórum pelo que qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência.

Cumprimentos,


Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Julho 11, 2018, 07:57:51 am
Voltando à vaca fria e visto o NPO supostamente se destinar a missões auxiliares, caso se construam unidades adicionais podia-se fazer as seguintes alterações:
-Eliminação do convés de voo o que deve poupar umas 15/25 Ton. de peso em aço.
-Mudança da grua  Hardings/Palfinger para uma posição mais à ré do navio e substituição por uma unidade telescópica com capacidade superior (por exemplo o modelo PTM-900). Pesa mais 5/7 Ton. que a actual (SWL 4TON ?) mas tem uma capacidade de 9ton./8metros ou 5Ton/14 metros o que permite manusear contentores de 20’.
-Instalação de pontos de fixação para 7 contentores de 20’, podendo transportar até  4/5 unidades simultaneamente até um limite de 30/40 Ton.

(https://s15.postimg.cc/le4639vp7/VCMODIFICADO.jpg)

Vantagens: Manter o que o navio tem de melhor, ou seja as capacidades hoteleiras, a propulsão híbrida e os espaços multiusos e tentar dar-lhe melhor polivalência para as missões em que o temos visto e que justifique a construção de quatro unidades adicionais.

Missão MCM/Serviço NATO/Mergulhadores 
Espaço para carregar contentor com o sistema GAVIAL,  camara hiperbárica etc..  Teoricamente o espaço multiusos  pode ser usado para um centro de comando montado em paletes aproveitando os Backbone(eléctrico/dados) existente. 
Servir de navio de apoio logístico/atelier à força de minas da NATO.
Missões no âmbito dos protocolos acordados/ auxiliar hidrográfico.                                                                 
Espaço no convés para o transporte dos contentores de “boa vontade(1)”e os equipamentos para fazer o levantamento hidrográfico da baía de Ana Chaves/outros locais. Criação/adaptação de uma versão missão hidrográfica para substituição da classe D. Carlos
Autoridade Marítima                                                                                                                                   
O que fazem actualmente e ,graças à grua, as missões anteriormente executadas pelo Xultz Xavier com excepção  do  reboque. Também deverão conseguir (mal) instalar as barreiras anti-poluição na água mas não se está a tentar recriar o NPC pelos motivos indicados neste artigo:
https://www.dn.pt/opiniao/opiniao-dn/convidados/interior/navios-de-combate-a-poluicao-no-mar-2737329.html
 (https://www.dn.pt/opiniao/opiniao-dn/convidados/interior/navios-de-combate-a-poluicao-no-mar-2737329.html) (2)

A ideia seria construírem-se 4 unidades adicionais a juntar às quatro que já se construíram.

Cumprimentos,

(1) Os contentores com os livros/brinquedos/medicamentos etc…
(2) No site da ENVC a que já não é possível  ter acesso, as modificações realizadas para criar o NPC davam como resultado uma autonomia substancialmente inferior ao NPO (3000NM/13 nós versus 5000NM/15 nós)

Está previsto quando ficar pronto o NRP Setúbal em principio  iniciar se a construção de mais 2 NPO'S se houver vontade politica e cumprirem com a palavra dada.

Se tal acontecer e começarem a construção dos dois navios seguintes em 2020 estarão prontos, em principio, em meados de 2023 ou seja foram necessários treze anos para que uma classe de seis Navios estivesse completa, uma média de dois anos e dois meses para receber cada Navio o que eu acho ser muito tempo, mais do dobro do que seria aceitável, um Navio por ano, mas para se conseguir tal calendário é necessário existir planeamento, orçamentos que permitam, ou seja vontade política, isto de andar a fabricar navios aos bochechos dá sempre mau resultado, por exemplo eu nem imagino no que se poderia poupar na aquisição dos motores, se fossem todos adquiridos de uma vez, nos dias, semanas meses, que se poderiam reduzir se fossem implementadas melhorias nos métodos/processos de construção do primeiro ao último Navio !!!

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Julho 11, 2018, 12:27:19 pm
Exacto. Só acrescentava o FLIR e o UAV. Com a automatização dos sistemas não iria existir grande acréscimo de tripulação.  ;)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Foelmag.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F11%2Fflir-gets-50-million-coast-guard-deal-1280x640.jpg&hash=0d0ba4d36f122f82aab02e69e0457423)


Saudações

Os multisensores electro-óptico SAGEM VIGY 10 Mk3 não são exactamente isso?

(https://poadu.files.wordpress.com/2011/01/0027b.jpg)

(https://poadu.files.wordpress.com/2011/01/0261b.jpg)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Julho 11, 2018, 07:16:14 pm
Esse sistema da Safram é mais indicado para instalação em lanchas de pequeno porte e não tem FLIR.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: jpthiran em Julho 11, 2018, 09:49:02 pm
Boa noite.

Os companheiros aqui do forum já desistiram de lutar por 10 NPO para fiscalização?
Já são 8, sendo 4 para outras funções!
Assim não se faz a substituição das corvetas e lanchas de fiscalização - ficamos é com menos navios!
Ou será que estou a ver mal as coisas?..

Cumprimentos.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Julho 12, 2018, 11:37:50 am
Boa noite.

Os companheiros aqui do forum já desistiram de lutar por 10 NPO para fiscalização?
Já são 8, sendo 4 para outras funções!
Assim não se faz a substituição das corvetas e lanchas de fiscalização - ficamos é com menos navios!
Ou será que estou a ver mal as coisas?..

Cumprimentos.

O que se sabe é que neste momento ficamos com 4 NPO e que penso que o governo quer fazer novo contracto para mais 2 NPO. Para além disso temos os "fisgas" (Patrulhas classe Tejo). Se é suficiente? Penso que não.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Julho 12, 2018, 12:12:33 pm
Boa noite.

Os companheiros aqui do forum já desistiram de lutar por 10 NPO para fiscalização?
Já são 8, sendo 4 para outras funções!
Assim não se faz a substituição das corvetas e lanchas de fiscalização - ficamos é com menos navios!
Ou será que estou a ver mal as coisas?..

Cumprimentos.

Jpthiran tú estás a ver bem as coisas mas podes esquecer a substituição das corvetas casco por casco quando muito se a classe Viana do Castelo chegar ás seis unidades já não é nada mau !
O que eu acho é que em simultâneo com a construção de dois NPO's se deveria proceder á aquisição de um AOR que para mim é só o navio mais importante da Frota e, o actual está como todos nós sabemos num estado que não inspira muita confiança para não dizer mais.
Quanto ás lanchas de fiscalização e, por este andar, as da Classe Tejo, ainda vão durar mais vinte anos para compensar os custos dos dois novos NPO's, a acontecer, e umas quantas prestações de vinte milhões para um AOR .  :G-Ok:

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: perdadetempo em Julho 12, 2018, 04:48:35 pm
Boa noite.

Os companheiros aqui do forum já desistiram de lutar por 10 NPO para fiscalização?
Já são 8, sendo 4 para outras funções!
Assim não se faz a substituição das corvetas e lanchas de fiscalização - ficamos é com menos navios!
Ou será que estou a ver mal as coisas?..

Cumprimentos.

São as chamadas baixas expectativas. No entanto se considerarmos o pessoal navegante actual na marinha, e partindo do principio que nos restantes 5000/6000 não existe ninguém ansioso para embarcar, as três corvetas disponíveis só irão fornecer tripulações suficientes para um total de cinco patrulhas oceânicos, dos quais duas já estão cativas dos NPO Sines e Setúbal.

Pode-se ir buscar a outros navios mas noutro ponto do fórum ainda se acabava a discutir se a marinha portuguesa agora não passava de uma guarda costeira e então as fragatas e os submarinos e...?

Teoricamente com 6 embarcações  a navegarem à volta de 250 dias por ano, pode-se fazer o mesmo trabalho de 9/10 a navegarem 180/200 dias, mas para isso costuma-se necessitar de duas tripulações por navio e esperar uma vida útil de 20 anos por embarcação enquanto que em Portugal espera-se que durem 30/40 anos.

Falando das lanchas não deixa de ser anedótico que todo o processo da construção dos dois novos NPO se tenha mostrado mais rápido que a entrada ao serviço da classe Tejo.

Cumprimentos,
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: asalves em Julho 12, 2018, 05:06:46 pm

Falando das lanchas não deixa de ser anedótico que todo o processo da construção dos dois novos NPO se tenha mostrado mais rápido que a entrada ao serviço da classe Tejo.

Mas ai acho que a "culpa" já é dos estaleiros WS Viana, pois agora já não deve haver favores entre amigos e os contratos são para cumprir, por isso assim que o contrato esta bem feito e assinado eles fizeram a parte deles deixando ao estado o resto. E pelo que sei os novos NPO só não foram entregues mais rápido por causa do estado (equipamento), porque ao nível do casco foi sempre a despachar.

Em relação aos TEJO, as coisas já foram feitas no Alfeite onde os prazos são sempre flexíveis e andam conforme a maré do dinheiro e da burocracia.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Julho 13, 2018, 12:44:06 pm
Esse sistema da Safram é mais indicado para instalação em lanchas de pequeno porte e não tem FLIR.

Ou seja o "infrared sensor" que tem não é mesma coisa que FLIR...?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Julho 13, 2018, 02:23:35 pm

Falando das lanchas não deixa de ser anedótico que todo o processo da construção dos dois novos NPO se tenha mostrado mais rápido que a entrada ao serviço da classe Tejo.

Mas ai acho que a "culpa" já é dos estaleiros WS Viana, pois agora já não deve haver favores entre amigos e os contratos são para cumprir, por isso assim que o contrato esta bem feito e assinado eles fizeram a parte deles deixando ao estado o resto. E pelo que sei os novos NPO só não foram entregues mais rápido por causa do estado (equipamento), porque ao nível do casco foi sempre a despachar.

Em relação aos TEJO, as coisas já foram feitas no Alfeite onde os prazos são sempre flexíveis e andam conforme a maré do dinheiro e da burocracia.

Apenas uma correção:
Os dois estaleiros,  west Sea e Alfeite seguem o cronograma de construção/ modrenização acordada no contrato.

Mesmo que a West Sea podesse construir em 6 ou 9 meses não o ia fazer. Estava planeado  no contrato  2 anos.
 
Os NPO’s foram das primeiras encomendas da west Sea no entanto já foram  entregues 6 navios e mais 3 estão em vias disso.
O world Explorer um navio que requer muitas mais horas de trabalho  vai demorar um ano a ficar pronto.
O dinheiro entra, a obra avança, o mesmo se aplica  ao Alfeite.
Não avançam com as lanchas classe Tejo, mesmo que os trabalhadores não tenhamos nada que fazer, se as verbas não forem entrando.

Nada a haver com a capacidade dos dois estaleiros, tudo com a disponibilização de verbas e vontade política.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Agosto 07, 2018, 10:27:52 am
Uma das melhorias que se podia aplicar, no que diz respeito ao armamento embarcado, nos futuros NPO's, o NRP Sines tem essa alteração mas, segundo parece, a titulo provisório, era a colocação definitiva, de duas 12,7mm nas asas da Ponte, a de bombordo bem visivel na foto que incluo, em substituição das duas possiveis 7,62mm.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/6LyvZi.jpg) (https://imageshack.com/i/po6LyvZij)

https://www.academia.edu/11619336/NPO_Classe_Viana_do_Castelo_O_Navio_Patrulha_do_s%C3%A9c_XXI,

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Setembro 26, 2018, 07:27:54 pm
Viana do Castelo Serie II  ;)


https://www.austal.com/opv

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: miguelbud em Setembro 26, 2018, 07:53:05 pm
Viana do Castelo Serie II  ;)


https://www.austal.com/opv

Abraços
Nao foi a marinha Filipina que construiu um opv em materiais compositios que ardeu totalmente antes de ser estreado?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: perdadetempo em Setembro 26, 2018, 08:02:01 pm
Viana do Castelo Serie II  ;)


https://www.austal.com/opv

Abraços
Nao foi a marinha Filipina que construiu um opv em materiais compositios que ardeu totalmente antes de ser estreado?

Não estará a referir-se a este? Aconteceu num país mesmo ao lado em 2012

http://www.navyrecognition.com/index.php/news/defence-news/year-2012-news/september/631-fire-destroys-brand-new-north-sea-boats-63m-stealth-fast-missile-patrol-vessel.html (http://www.navyrecognition.com/index.php/news/defence-news/year-2012-news/september/631-fire-destroys-brand-new-north-sea-boats-63m-stealth-fast-missile-patrol-vessel.html)

Cumprimentos,
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: miguelbud em Setembro 26, 2018, 09:42:58 pm
Sim é esse, afinal foi na Indonesia. Obrigado.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Setembro 27, 2018, 10:09:27 am
Só por curiosidade, volta e meia falam-se nas lanchas de fiscalização. Ora as Vigilante para a Marinha são feitas no Alfeite e a empresa tem com base neste casco várias opções. Ou seja, em vez de andar a financiar os Estaleiros com o dinheiro dos Tejo...  ;)  :P

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.arsenal-alfeite.pt%2Ftemp%2FJPG_82938a4fa5f99ad3c646fc55f587e87b.jpg&hash=d647d922fcf113ea6fca9084a4a6fe7d)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.arsenal-alfeite.pt%2Ftemp%2FJPG_435d27b24349cb7511c1308e197072a1.jpg&hash=35776b40027620c5c07a7e5f6a177133)

Saudações

http://www.arsenal-alfeite.pt/index.php?id=160 (http://www.arsenal-alfeite.pt/index.php?id=160)

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: perdadetempo em Setembro 27, 2018, 11:16:24 pm
Só por curiosidade, volta e meia falam-se nas lanchas de fiscalização. Ora as Vigilante para a Marinha são feitas no Alfeite e a empresa tem com base neste casco várias opções. Ou seja, em vez de andar a financiar os Estaleiros com o dinheiro dos Tejo...  ;)  :P

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.arsenal-alfeite.pt%2Ftemp%2FJPG_82938a4fa5f99ad3c646fc55f587e87b.jpg&hash=d647d922fcf113ea6fca9084a4a6fe7d)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.arsenal-alfeite.pt%2Ftemp%2FJPG_435d27b24349cb7511c1308e197072a1.jpg&hash=35776b40027620c5c07a7e5f6a177133)

Saudações

http://www.arsenal-alfeite.pt/index.php?id=160 (http://www.arsenal-alfeite.pt/index.php?id=160)

E será que o estaleiro tem capacidade real para isso?

É que segundo o ultimo relatório de gestão (2017) por volta da pág 63, aparece a informação que foi necessário a subcontratação de serviços e passo a citar "associados à capacitação para construção das Lanchas Salva Vidas - L150 em materiais compósitos utilizando tecnologias avançadas".
Provavelmente os serviços mencionados resumem-se ao contrato(s) de alguém/empresa com conhecimentos na área dos moldes e que ajudasse na sua concepção/construção.

http://www.arsenal-alfeite.pt/downloads/file202_pt.pdf


Numa nota mais positiva segundo eles temos o NRP Guadiana pronto até o final do ano assim como a 1º lancha salva-vidas. Caindo no delírio, se a lancha salva-vidas cumprir as suas provas de mar com distinção seria lógico a contratação da construção de oito embarcações adicionais para substituição das GCAP Rainha D. Amélia(*) mas como vivemos em Portugal...

Cumprimentos,

(*) Suponho  que o contracto das duas lanchas será para substituir as Wavenay.

Pdf com o dispositivo marítimo de 2015, mas não deve ter mudado desde essa altura.
https://www.amn.pt/ISN/Documents/Dispositivo_2015.pdf (https://www.amn.pt/ISN/Documents/Dispositivo_2015.pdf)

nota:(modificado pelas 23:37): para evitar criar mais um post  fica aqui um link dum trabalho de estágio da escola náutica Infante D. Henrique para quem tiver curiosidade sobre os Vigilante:

http://www.academia.edu/33657511/A_Nova_Gera%C3%A7%C3%A3o_de_Salva-Vidas (http://www.academia.edu/33657511/A_Nova_Gera%C3%A7%C3%A3o_de_Salva-Vidas)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Outubro 02, 2018, 11:00:18 pm
Só por curiosidade, volta e meia falam-se nas lanchas de fiscalização. Ora as Vigilante para a Marinha são feitas no Alfeite e a empresa tem com base neste casco várias opções. Ou seja, em vez de andar a financiar os Estaleiros com o dinheiro dos Tejo...  ;)  :P

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.arsenal-alfeite.pt%2Ftemp%2FJPG_82938a4fa5f99ad3c646fc55f587e87b.jpg&hash=d647d922fcf113ea6fca9084a4a6fe7d)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.arsenal-alfeite.pt%2Ftemp%2FJPG_435d27b24349cb7511c1308e197072a1.jpg&hash=35776b40027620c5c07a7e5f6a177133)

Saudações

http://www.arsenal-alfeite.pt/index.php?id=160 (http://www.arsenal-alfeite.pt/index.php?id=160)

E será que o estaleiro tem capacidade real para isso?

É que segundo o ultimo relatório de gestão (2017) por volta da pág 63, aparece a informação que foi necessário a subcontratação de serviços e passo a citar "associados à capacitação para construção das Lanchas Salva Vidas - L150 em materiais compósitos utilizando tecnologias avançadas".
Provavelmente os serviços mencionados resumem-se ao contrato(s) de alguém/empresa com conhecimentos na área dos moldes e que ajudasse na sua concepção/construção.

http://www.arsenal-alfeite.pt/downloads/file202_pt.pdf


Numa nota mais positiva segundo eles temos o NRP Guadiana pronto até o final do ano assim como a 1º lancha salva-vidas. Caindo no delírio, se a lancha salva-vidas cumprir as suas provas de mar com distinção seria lógico a contratação da construção de oito embarcações adicionais para substituição das GCAP Rainha D. Amélia(*) mas como vivemos em Portugal...

Cumprimentos,

(*) Suponho  que o contracto das duas lanchas será para substituir as Wavenay.

Pdf com o dispositivo marítimo de 2015, mas não deve ter mudado desde essa altura.
https://www.amn.pt/ISN/Documents/Dispositivo_2015.pdf (https://www.amn.pt/ISN/Documents/Dispositivo_2015.pdf)

nota:(modificado pelas 23:37): para evitar criar mais um post  fica aqui um link dum trabalho de estágio da escola náutica Infante D. Henrique para quem tiver curiosidade sobre os Vigilante:

http://www.academia.edu/33657511/A_Nova_Gera%C3%A7%C3%A3o_de_Salva-Vidas (http://www.academia.edu/33657511/A_Nova_Gera%C3%A7%C3%A3o_de_Salva-Vidas)

A Autoridade Marítima Nacional está a receber estas lanças da Searib’
Construídas em Viana do Castelo na Navalethes


Entregaram duas em junho e está previsto entregar mais duas até ao final do ano.

Para além disso a Searib’s tem contrato com o Ministério da Defesa de Marrocos para o fornecimento de mais 4 lanchas iguais a esta.

Coloco aqui a encomenda de Marrocos , com o pretexto, para dizer que as lanchas para Marrocos vão preparadas para a colocação da mesma arma que “Portugal” colocou nos Classe Tejo”
É o retrato perfeito  daquilo que temos atualmente
Eles colocam uma 12mm numa lancha de 3 toneladas nós num patrulha de 600.
E por aí fora.........
 :'(  :'(
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Outubro 03, 2018, 02:58:09 pm
De volta aos sensores... estava eu a falar em "tertúlia" com amigos ainda com menos conhecimentos que eu  e queixei-me, como de costume, do projecto que podia ter um "efeito multiplicador" muito superior se houvesse sensores dignos de um navio militar... não sou, como já repeti muitas vezes, nada favorável a corvetas para a nossa realidade e não estou muito preocupado por apenas termos instalado uma peça de 30mm; mas... os sensores!

A questão que me colocaram foi qual o custo adicional para haver melhores sensores - alguém tem ideia do adicional para termos algo tipo SCANTER 4XXX, Altesse / Vigile instalado...?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Outubro 04, 2018, 10:39:07 am
De volta aos sensores... estava eu a falar em "tertúlia" com amigos ainda com menos conhecimentos que eu  e queixei-me, como de costume, do projecto que podia ter um "efeito multiplicador" muito superior se houvesse sensores dignos de um navio militar... não sou, como já repeti muitas vezes, nada favorável a corvetas para a nossa realidade e não estou muito preocupado por apenas termos instalado uma peça de 30mm; mas... os sensores!

A questão que me colocaram foi qual o custo adicional para haver melhores sensores - alguém tem ideia do adicional para termos algo tipo SCANTER 4XXX, Altesse / Vigile instalado...?

Tendo em conta os valores neste artigo temos desde o  Thales’ GroundMaster-400 S-band a $19 USD a unidade, passando pelos 3,8 milhões aos 2,1 milhões de USD, para os BEL X-band (8.5-10.68 gigahertz/GHz), similares aos citados. Mas nestes dois últimos casos estamos a falar de sensores de vigilância de costa encomendados em grande número (38 e 46 respectivamente).

https://asianmilitaryreview.com/2017/06/coastal-surveillance-radars/ (https://asianmilitaryreview.com/2017/06/coastal-surveillance-radars/)

(https://asianmilitaryreview.com/wp-content/uploads/2017/06/6.jpeg)
Citar
Terma provides a number of coastal surveillance radars in its portfolio, such as the SCANTER-4000 and SCANTER-5000 products. (Terma)

(https://asianmilitaryreview.com/wp-content/uploads/2017/06/1-8-696x464.jpg)
Citar
Blighter provides a number of coastal surveillance radars in both its B400 and C400 radar families. (Blighter)

Cumprimentos

 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Outubro 23, 2018, 11:00:19 am
Euronaval 2018: Which Naval Guns and Missiles for FLOTLOG ? (http://www.navyrecognition.com/index.php/news/naval-exhibitions/2018/euronaval-2018/6577-euronaval-2018-which-naval-guns-and-missiles-for-flotlog.html)

Para quem sabe pouco como eu julgo um artigo interessante - devia estar talvez no tópico LPD, até porque como agora vamos ter uns OPV "Meko" já não faz sentido explorar hipóteses de OPV com mais capacidades...  :-\ 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Outubro 23, 2018, 11:25:31 am
Ora bem como somos um País muito rico vamos dispor de três fragatas com guarnições quatro vezes superiores aos VdC para a patrulha, muito bom !!
Quanto a mim as VdG daqui a uns cinco/seis anos serão vendidas

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/LqnWcR.jpg) (https://imageshack.com/i/pmLqnWcRj)

para serem adquiridas duas ou três fragatas em 2ª mão.


(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/1xY5Xu.jpg) (https://imageshack.com/i/pl1xY5Xuj)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/Bds9q8.jpg) (https://imageshack.com/i/pmBds9q8j)


Quanto aos NPO's a MdG não precisa de ter 10 unidades se a classe se ficar por oito Navios, no máximo,

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/vG90F1.jpg) (https://imageshack.com/i/pmvG90F1j)

poderá utilizar as verbas remanescentes da construção de dois NPO's, 120 milhões, para adquirir outros equipamentos que muita falta lhe fazem.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/5E8ucs.jpg) (https://imageshack.com/i/pl5E8ucsj)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/nO6Au4.jpg) (https://imageshack.com/i/ponO6Au4j)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/adslFj.jpg) (https://imageshack.com/i/poadslFjj)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/GvIMbp.jpg) (https://imageshack.com/i/pnGvIMbpj)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/k63wNx.jpg) (https://imageshack.com/i/pnk63wNxj)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/YbOy37.jpg) (https://imageshack.com/i/plYbOy37j)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/1NJI7J.jpg) (https://imageshack.com/i/pn1NJI7Jj)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/vITwqm.jpg) (https://imageshack.com/i/pnvITwqmj)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/5bSDB9.jpg) (https://imageshack.com/i/pm5bSDB9j)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Novembro 09, 2018, 12:07:07 pm
Da minha saga em tentar entender os radares passiveis de serem utilizados em OPV a sério...

O "SharpEye" da Kelvin Hughes é um radar primariamente de navegação, que tem características militares e de radar de vigilância (e que pode ter "extras", permitindo inclusive "target tracking against highly manoeuvrable surface and air targets")...?

O "Scanter 4603" é um radar de vigilância ar / superfície, muito melhor que um "SharpEye" nessa valência - o navio necessita de ter um radar de navegação?  Ter também um "SharpEye" sem extras é um "overkill" para um OPV? 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Novembro 19, 2018, 04:32:27 pm
E ando eu a falar em construirmos os NCO's, Navios de combate Oceânicos, que seriam uma versão de combate dos nossos NPO's, e eis que......na Marinha Australiana,  já em 2010.........

https://web.archive.org/web/20110320183418/http://www.navy.gov.au/w/images/Semaphore_2010_4.pdf

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 31, 2018, 07:50:34 pm
os próximos seis NPO's vão ser assim.......:mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/nDqHEO.png) (https://imageshack.com/i/plnDqHEOp)

Bom ano de 2019
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Janeiro 02, 2019, 09:37:09 pm
Na minha opinião eu abdicava de 2 NPO’s, com o mesmo dinheiro ressuscitava o projeto das LFC’s e construía 5 LFC’s

Se não me engano foram gastos entre projeto, desenvolvimento, classificação, provas e testes em tanque, mais de 6 milhões de euros.

Estas já deviam ser do agrado dos críticos do navio de pesca de arrasto.
O desenho foi feito em colaboração entre os ENVC e a Damen, posteriormente a Damen foi “despedida” e os serviços passaram para o Alfeite.
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi68.tinypic.com%2F2uyrdqv.jpg&hash=3f72a0a35b6dac2c10d96cc42a1d5eac)
CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS:
- Deslocamento: 700 toneladas;
- Dimensões: 59,9 x 9,9 x 2,7 metros;
- Velocidade máxima: 25 nós (46 km);
- Propulsão:
    4 motores a diesel de 9.400 kW;
    1 propulsor de proa;
    2 hélices de passo variável e reversível
- Energia:
    2 Geradores eléctricos de 400 kW;
    1 Gerador de emergência de 200 KW
- Autonomia: 3.360 milhas em 10 dias a 14 nós;
- Guarnição:
    Oficiais: 5
    Sargentos: 6
    Praças: 16
    Total: 27
- Alojamento adicional:
    Oficiais: 2
    Sargentos: 2
    Praças: 3
    Total: 7
- Água doce: 10 toneladas, capacidade de produção de 6m³/dia;
- Estabilizadores activos não retrácteis

EQUIPAMENTO:
- Sistema integrado de gestão de plataforma (SIGP);
- Sistema integrado de navegação (SIN);
- Sistema Integrado de Controlo de Comunicações (SICC);
- Serviços básicos de rede (correio electrónico, Web, directoria e escritório electrónico);
- Serviços de segurança da informação;
- Sistema de carta electrónica ECDIS;
- Sistema integrado de comunicações (EID):MF/HF/VHF/UHF, ETO, INMARSAT B;
- Sistema de Fiscalização e Controlo das Actividades de Pesca (SIFICAP);
- Sistema de Informação da Configuração e Apoio Logístico aos Navios (SICALN);
- Multisensor electro-óptico SAGEM, para detecção, gravação e registo de imagens;
- Electronic Chart Display and Information System (ECDIS);
- Web Information Services Environment (WISE);
- Radiodifusão da RMP (Recognized Maritime Picture Broadcast);
- Acesso à Intranet da Marinha (WAN_Marinha);
- Sistema de tratamento de resíduos;
- Equipamentos GMDSS;
- 1 Propulsor de manobra à proa;
- Duas embarcações semi-rígidas DELTA, uma de 8 e outra de 6,5 metros;
- Uma Lancha de Assalto Rápida com uma metralhadora-ligeira de 7,62mm

SISTEMAS DE ARMAS:
- 1 Peça OERLIKON Mk4 de 20mm/70 com direcção de tiro (2 Km de alcance);
- 2 Metralhadoras-ligeiras HK 21 de 7.62mm
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Janeiro 03, 2019, 12:53:50 am
os próximos seis NPO's vão ser assim.......:mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/nDqHEO.png) (https://imageshack.com/i/plnDqHEOp)

Bom ano de 2019


E muito Provável, quando daqui a 30 anos,   retirarmos de serviço  os OPV Vasco da Gama, talvez coloquemos  as Sigma compradas  usadas daqui a 15 anos a fazer de OPV!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Janeiro 03, 2019, 12:33:04 pm
os próximos seis NPO's vão ser assim.......:mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/nDqHEO.png) (https://imageshack.com/i/plnDqHEOp)

Bom ano de 2019


E muito Provável, quando daqui a 30 anos,   retirarmos de serviço  os OPV Vasco da Gama, talvez coloquemos  as Sigma compradas  usadas daqui a 15 anos a fazer de OPV!

NAH...… daqui a trinta anos vamos á Holanda buscar os quatro NPO's deles e ficamos com o problema resolvido, quanto a NPO's pois serão bem mais baratos que as sigma, mesmo versão OPV ou Corveta, claro !!

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Janeiro 03, 2019, 12:40:18 pm
Na minha opinião eu abdicava de 2 NPO’s, com o mesmo dinheiro ressuscitava o projeto das LFC’s e construía 5 LFC’s

Se não me engano foram gastos entre projeto, desenvolvimento, classificação, provas e testes em tanque, mais de 6 milhões de euros.

Estas já deviam ser do agrado dos críticos do navio de pesca de arrasto.
O desenho foi feito em colaboração entre os ENVC e a Damen, posteriormente a Damen foi “despedida” e os serviços passaram para o Alfeite.
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi68.tinypic.com%2F2uyrdqv.jpg&hash=3f72a0a35b6dac2c10d96cc42a1d5eac)
CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS:
- Deslocamento: 700 toneladas;
- Dimensões: 59,9 x 9,9 x 2,7 metros;
- Velocidade máxima: 25 nós (46 km);
- Propulsão:
    4 motores a diesel de 9.400 kW;
    1 propulsor de proa;
    2 hélices de passo variável e reversível
- Energia:
    2 Geradores eléctricos de 400 kW;
    1 Gerador de emergência de 200 KW
- Autonomia: 3.360 milhas em 10 dias a 14 nós;
- Guarnição:
    Oficiais: 5
    Sargentos: 6
    Praças: 16
    Total: 27
- Alojamento adicional:
    Oficiais: 2
    Sargentos: 2
    Praças: 3
    Total: 7
- Água doce: 10 toneladas, capacidade de produção de 6m³/dia;
- Estabilizadores activos não retrácteis

EQUIPAMENTO:
- Sistema integrado de gestão de plataforma (SIGP);
- Sistema integrado de navegação (SIN);
- Sistema Integrado de Controlo de Comunicações (SICC);
- Serviços básicos de rede (correio electrónico, Web, directoria e escritório electrónico);
- Serviços de segurança da informação;
- Sistema de carta electrónica ECDIS;
- Sistema integrado de comunicações (EID):MF/HF/VHF/UHF, ETO, INMARSAT B;
- Sistema de Fiscalização e Controlo das Actividades de Pesca (SIFICAP);
- Sistema de Informação da Configuração e Apoio Logístico aos Navios (SICALN);
- Multisensor electro-óptico SAGEM, para detecção, gravação e registo de imagens;
- Electronic Chart Display and Information System (ECDIS);
- Web Information Services Environment (WISE);
- Radiodifusão da RMP (Recognized Maritime Picture Broadcast);
- Acesso à Intranet da Marinha (WAN_Marinha);
- Sistema de tratamento de resíduos;
- Equipamentos GMDSS;
- 1 Propulsor de manobra à proa;
- Duas embarcações semi-rígidas DELTA, uma de 8 e outra de 6,5 metros;
- Uma Lancha de Assalto Rápida com uma metralhadora-ligeira de 7,62mm

SISTEMAS DE ARMAS:
- 1 Peça OERLIKON Mk4 de 20mm/70 com direcção de tiro (2 Km de alcance);
- 2 Metralhadoras-ligeiras HK 21 de 7.62mm

Até te digo mais nós com seis NPO's ficávamos bem servidos, isto dos dez NPO's não tarda nada está a transformar a nossa Mdg num Serviço naval tipo Irlanda.
A quantidade de patrulhas Oceânicos, costeiros e lanchas que estes políticos se preparam para oferecer á Marinha, se todos forem construídos, só são vinte e cinco unidades, onde está o espaço, o que resta em termos Humanos e de dinheiro para a vertente de combate da Armada ???

Se hoje a Armada tem 33 Navios, os quatro Hidrográficos incluídos, se os removermos do total, sobram vinte e nove unidades, sendo que dessa 29 podemos considerar oito de combate, se incluirmos o Bérrio, alguém no seu perfeito juízo acha que teremos no futuro além dos 25 navios de patrulha, promessa do Mr António + 04 hidrográficos + 05 fragatas + 02 submarinos, + 01 NPL e + 01 AOR, um total de trinta e oito Navios ????
Parece-me bem que não, mas é a minha opinião !

Quando a esmola é grande o pobre desconfia, e o que irá acontecer é que se vai optar pelo duplo triplo uso em vez de se criar uma força de combate minimamente credível !!
Esta oferta de mais seis NPO's e de um NPL, que até me cheira que não passa de boataria, a ser concretizada, vai afundar a nossa Armada de uma vez por todas !!
Vejam-se os custos totais dos oitos navios, o novo AOR incluído, mais de 750 milhões, e pense-se então onde vamos buscar umas centenas de milhões para as fragatas, helis, viaturas para os fuzos etc ???

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Vicente de Lisboa em Janeiro 03, 2019, 06:53:53 pm
Façam lá os 10 NPOs que é disso que precisamos. E deixem-se de querer transformar os ditos em navios de combate. Eu até subscrevia a separação das funções e criação de uma guarda costeira, mas se a Marinha quer ficar com as funções "civis" e o financiamento correspondente, não se pode depois lamentar que lhe dão meios a mais para as ditas funções.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Lightning em Janeiro 04, 2019, 12:32:16 am
Por acaso não faço ideia das necessidades a nível de Patrulhas Oceânicos, se 6 ou 8 ou 10 chegam, mas tive a ver as Corvetas e elas também eram 10, 6 da Classe João Coutinho e 4 da Classe Baptista de Andrade, já só navegam duas, uma de cada classe mas pelo menos 8 navegaram até ao ano 2000, depois foram sendo abatidas ao serviço, pouco a pouco.

Será que ainda será para se construírem Navios de Combate à Poluição? Ou algum tipo de Kitt que se possa adaptar nos NPO? Já ninguém se lembra do Prestige...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Lightning em Janeiro 04, 2019, 12:44:07 am
Algo que achei interessante é que a maioria das Marinhas europeias está a adoptar o conceito de dois tipos de Fragatas, uma completamente armada, capaz de defesa aérea, ASW, as tais para missões de alta intensidade e Fragatas mais ligeiras, para combate à pirataria, infiltração de operações especiais, esse tipo de missões de baixa ou média intensidade, a grande diferença para nós é que eles estão construir navios de propósito para esse fim, nós limitamo-nos a usar Fragatas que não temos capacidade de modernizar.
http://www.navalanalyses.com/2016/09/the-major-surface-combatants-of-most.html

Mas, quando as Vasco da Gama finalmente se reformarem, se mantivermos essa filosofia, pegarmos no desenho dos NPO, dar-lhes a autonomia de uma fragata, aumentar o suficiente para ter um hangar de helicóptero, transportar uma pequena Força de Fuzileiros, alguma capacidade de combate anti-aéreo contra drones e helicópteros, capacidade de fogo de artilharia para terra, e capaz de aguentar "porrada" de alguns RPGs...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Janeiro 04, 2019, 06:18:03 am
Por acaso não faço ideia das necessidades a nível de Patrulhas Oceânicos, se 6 ou 8 ou 10 chegam, mas tive a ver as Corvetas e elas também eram 10, 6 da Classe João Coutinho e 4 da Classe Baptista de Andrade, já só navegam duas, uma de cada classe mas pelo menos 8 navegaram até ao ano 2000, depois foram sendo abatidas ao serviço, pouco a pouco.

Será que ainda será para se construírem Navios de Combate à Poluição? Ou algum tipo de Kitt que se possa adaptar nos NPO? Já ninguém se lembra do Prestige...

A Classe Tejo se fosse devidamente negociada e adquiridos alguns dos seus componentes, módulos, tais como os de combate á poluição marítima, chegava e bem para cumprir essa missão, e muitas outras, mas como continuamos a pensar como uma nação Rica, iremos ter Navios dedicados para cumprir uma única missão !!

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: nelson38899 em Janeiro 04, 2019, 08:37:47 am
Continuo a não perceber que melhores melhorias se pretende fazer, nos próximos anos vamos receber um NPO musculado, a classe Vasco da Gama.

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Janeiro 04, 2019, 10:22:15 am
 ::) ::) ::) ::) ::) ::) ::) ::) ::) ::)

https://en.wikipedia.org/wiki/Knud_Rasmussen-class_patrol_vessel (https://en.wikipedia.org/wiki/Knud_Rasmussen-class_patrol_vessel)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fbairdevents.com%2Fmedia%2Fk2%2Fitems%2Fcache%2F6b88c34cd64b83eac2709d6c8c29fd54_XL.jpg&hash=c3f951f8185e6bd8aa7866eec678f1b9)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi.imgur.com%2F826OK5H.jpg&hash=6a3288bfa9c3027a20d7b2acf855f690)

http://www.seaforces.org/wpnsys/SURFACE/STANFLEX-modules.htm (http://www.seaforces.org/wpnsys/SURFACE/STANFLEX-modules.htm)

Citar
StanFlex (also known as STANFLEX or Standard Flex) is a modular mission payload system used by the Kongelige Danske Marine (Royal Danish Navy).

Originally conceived during the 1980s as a way of replacing several classes of minor war vessel with a single class of multi-role ships (the Flyvefisken class), the StanFlex system consists of weapons and equipment mounted in standardised containers, which can be loaded into slots on the ships. These containers can be swapped out in a short period of time, allowing the ship to switch between roles when needed.

The success of the modular payload system led the KDM to design all new warships with StanFlex slots, and to install slots on older vessels during major refits. By 2012, nine ship classes capable of carrying StanFlex payloads will be in service.


Development:

During the early 1980s, the KDM required replacements for three classes of minor war vessel, but could not afford to replace all 22 ships on a one-for-one basis. Instead of building dedicated replacements for each role, the KDM came up with the idea for a single vessel design which could be modified to assume a particular role when needed. Equipment common to all roles would be built into the ship, while mission specific payloads would be built into modules, which could be fitted into standardised slots aboard the ship when needed. This modular payload system came to be known as "Standard Flex", or "StanFlex" for short.

Feasibility studies during 1983 and 1984 led to the design of the Standard Flex 300 vessel (later named the Flyvefisken class); 16 of which could replace the 22 previous vessels. These were 54-metre (177 ft) long, 320-ton patrol vessels, fitted with one Standard Flex slot forward and three aft. The modules themselves were designed by the Naval Materiel Command and Promecon A/S. Construction commenced in July 1985, with 14 vessels (2 having been cancelled in 1993) commissioned by mid-1996.

As other warship types were replaced, the new vessels were designed to carry StanFlex modules.


Module design and use:

Stanflex modules are constructed by Monberg & Thorsen. Each module is housed in a stainless steel container measuring 3 metres (9.8 ft) in length, 3.5 metres (11 ft) in width, and 2.5 metres (8.2 ft) in height. Precision-machined flanges ensure that the module accurately mates up with connections for power, ventilation, communications, water, and data. The weapon or system is mounted on the roof of the module, while the machinery, electronics, and supporting equipment are housed within.

Modules are usually installed and replaced by a 15-ton capacity mobile crane. A module can be swapped out and replaced within half an hour, and after system testing completed, the ship is ready to deploy within a few hours. However, refresher training for the ship's crew will take significantly longer. Standardised consoles are fitted in the combat information centre: the console's role is defined by the software installed, which can be quickly replaced.

Variants:

GUN = 1 x Oto-Melara/OtoBreda 76mm/62 caliber Super Rapid gun

SSM = 2 x Mk-141 quad launchers for RGM-84 Harpoon missiles

SAM = 1 x 6-cell Mk-48 (Mod.3) / Mk-56 Vertical Launching System (VLS) for RIM-7 Sea Sparrow missiles or RIM-162 Evolved Sea Sparrow missiles (ESSM)

ASW = launcher for MU90 Impact torpedoes

VDS = TSM 2640 Salmon variable-depth active/passive sonar

MCM = Command & Control equipment to operate mine warfare drones

CRANE = hydraulic crane to operate a Rigid-Hulled-Inflatable-Boat (RHIB)

further:
OCEANOGRAPHY
ANTI-POLLUTION
SURVEY
STORAGE
SIGINT/ELINT


Used on:
Iver Huitfeldt class Guided Missile Frigate
Absalon class Command & Control Ship
Knud Rasmussen class Offshore Patrol Vessel
Thetis class Offshore Patrol Frigate
Niels Juel class Corvette
Diana class Patrol Vessel
Flyvefisken class Patrol Vessel
MSF / MRD class drone minehunters

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.seaforces.org%2Fwpnsys%2FSURFACE%2FSTANFLEX_DAT%2FStanflex-002.jpg&hash=77e8d5e86a83f76fc90b6a8f591bedee)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Janeiro 04, 2019, 10:41:43 am
Continuo a não perceber que melhores melhorias se pretende fazer, nos próximos anos vamos receber um NPO musculado, a classe Vasco da Gama.

Patrulha oceanica com um navio com mais de 100 elementos de guarnição só mesmo para países Ricos como nós, pois já estou a descontar 80 elementos nas guarnições de cada VdG mas enfim.

A primeira alteração que eu faria era colocar nos futuros NPO's algo semelhante ao que os  "Burros" dos Dinamarqueses , sem ofensa, colocaram nos seus SF300, ou seja a hipótese de alterar as configurações dos ditos patrulhas para desempenhar um variado leque de missões, desde a minagem, a desminagem, o combate á poluição, o combate puro e duro, com a colocação de peças de maior calibre para tiro de superfície e AA, a colocação de sistemas AA/anti míssil, a patrulha oceânica, o apoio aos mergulhadores, enfim só por aqui podemos ver o que se poderia melhorar mas já agora um aparte, ( que eu saiba os cascos dos SF300 são os mesmos e servem para todas as funções que mencionei, mas, por aqui advogasse que a estrutura dos NPO, não foi feita para combate, a dos SF300 por acaso foi e é melhor, ou mais resistente, para o navio poder ser empenhado em todas as missões que mencionei ?

A mim parece-me que não, mas deve ser melhor, muito mais barato para os gastos da defesa nacional, e oferece um muito maior flexibilidade para o emprego dos meios Navais de patrulha,  termos três Vasco da Gama, com 300 elementos de guarnição, o suficiente para guarnecer sete NPO's a fazerem patrulha oceânica, enfim são opiniões !

este exemplo dinamarquês vem mesmo a calhar:

https://www.webcitation.org/query?url=http%3A%2F%2Fwww.navalhistory.dk%2Fenglish%2Ftheships%2Fclasses%2Fknudrasmussen_class%25282007%2529.htm&date=2009-09-12

Abraços 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Janeiro 04, 2019, 10:48:51 am
::) ::) ::) ::) ::) ::) ::) ::) ::) ::)

https://en.wikipedia.org/wiki/Knud_Rasmussen-class_patrol_vessel (https://en.wikipedia.org/wiki/Knud_Rasmussen-class_patrol_vessel)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fbairdevents.com%2Fmedia%2Fk2%2Fitems%2Fcache%2F6b88c34cd64b83eac2709d6c8c29fd54_XL.jpg&hash=c3f951f8185e6bd8aa7866eec678f1b9)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi.imgur.com%2F826OK5H.jpg&hash=6a3288bfa9c3027a20d7b2acf855f690)

http://www.seaforces.org/wpnsys/SURFACE/STANFLEX-modules.htm (http://www.seaforces.org/wpnsys/SURFACE/STANFLEX-modules.htm)

Citar
StanFlex (also known as STANFLEX or Standard Flex) is a modular mission payload system used by the Kongelige Danske Marine (Royal Danish Navy).

Originally conceived during the 1980s as a way of replacing several classes of minor war vessel with a single class of multi-role ships (the Flyvefisken class), the StanFlex system consists of weapons and equipment mounted in standardised containers, which can be loaded into slots on the ships. These containers can be swapped out in a short period of time, allowing the ship to switch between roles when needed.

The success of the modular payload system led the KDM to design all new warships with StanFlex slots, and to install slots on older vessels during major refits. By 2012, nine ship classes capable of carrying StanFlex payloads will be in service.


Development:

During the early 1980s, the KDM required replacements for three classes of minor war vessel, but could not afford to replace all 22 ships on a one-for-one basis. Instead of building dedicated replacements for each role, the KDM came up with the idea for a single vessel design which could be modified to assume a particular role when needed. Equipment common to all roles would be built into the ship, while mission specific payloads would be built into modules, which could be fitted into standardised slots aboard the ship when needed. This modular payload system came to be known as "Standard Flex", or "StanFlex" for short.

Feasibility studies during 1983 and 1984 led to the design of the Standard Flex 300 vessel (later named the Flyvefisken class); 16 of which could replace the 22 previous vessels. These were 54-metre (177 ft) long, 320-ton patrol vessels, fitted with one Standard Flex slot forward and three aft. The modules themselves were designed by the Naval Materiel Command and Promecon A/S. Construction commenced in July 1985, with 14 vessels (2 having been cancelled in 1993) commissioned by mid-1996.

As other warship types were replaced, the new vessels were designed to carry StanFlex modules.


Module design and use:

Stanflex modules are constructed by Monberg & Thorsen. Each module is housed in a stainless steel container measuring 3 metres (9.8 ft) in length, 3.5 metres (11 ft) in width, and 2.5 metres (8.2 ft) in height. Precision-machined flanges ensure that the module accurately mates up with connections for power, ventilation, communications, water, and data. The weapon or system is mounted on the roof of the module, while the machinery, electronics, and supporting equipment are housed within.

Modules are usually installed and replaced by a 15-ton capacity mobile crane. A module can be swapped out and replaced within half an hour, and after system testing completed, the ship is ready to deploy within a few hours. However, refresher training for the ship's crew will take significantly longer. Standardised consoles are fitted in the combat information centre: the console's role is defined by the software installed, which can be quickly replaced.

Variants:

GUN = 1 x Oto-Melara/OtoBreda 76mm/62 caliber Super Rapid gun

SSM = 2 x Mk-141 quad launchers for RGM-84 Harpoon missiles

SAM = 1 x 6-cell Mk-48 (Mod.3) / Mk-56 Vertical Launching System (VLS) for RIM-7 Sea Sparrow missiles or RIM-162 Evolved Sea Sparrow missiles (ESSM)

ASW = launcher for MU90 Impact torpedoes

VDS = TSM 2640 Salmon variable-depth active/passive sonar

MCM = Command & Control equipment to operate mine warfare drones

CRANE = hydraulic crane to operate a Rigid-Hulled-Inflatable-Boat (RHIB)

further:
OCEANOGRAPHY
ANTI-POLLUTION
SURVEY
STORAGE
SIGINT/ELINT


Used on:
Iver Huitfeldt class Guided Missile Frigate
Absalon class Command & Control Ship
Knud Rasmussen class Offshore Patrol Vessel
Thetis class Offshore Patrol Frigate
Niels Juel class Corvette
Diana class Patrol Vessel
Flyvefisken class Patrol Vessel
MSF / MRD class drone minehunters

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.seaforces.org%2Fwpnsys%2FSURFACE%2FSTANFLEX_DAT%2FStanflex-002.jpg&hash=77e8d5e86a83f76fc90b6a8f591bedee)

Saudações

Porque será que não queremos aprender a fazer as coisas com quem já as faz muito bem feitas e insistimos e continuar a fazer mal ????

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Janeiro 04, 2019, 10:58:58 am
Basta copiar meus senhores, basta copiar o que está bem feito, e alterar o que não nos faz falta, icebreacker !

https://beegeagle.wordpress.com/2012/10/29/offshore-patrol-vessel-options-for-nigeriai-us50-million-knud-rasmussen-opv/

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Janeiro 04, 2019, 11:08:35 am
Só esta parte é de meter inveja:

Citar
SURVEILLANCE

– Fitted with the Danish Terma Scanter 4100 radar which is effective for small targets at distances up to 160 km in difficult conditions.

– Scanter 4100 radar can be used for detecting both air and surface targets.

– 3 x Furuno navigation radars

– SAAB CEROS 200 radar and optronic tracking system

– CWI illumination radar

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Janeiro 04, 2019, 01:13:07 pm
Só esta parte é de meter inveja:

Citar
SURVEILLANCE

– Fitted with the Danish Terma Scanter 4100 radar which is effective for small targets at distances up to 160 km in difficult conditions.

– Scanter 4100 radar can be used for detecting both air and surface targets.

– 3 x Furuno navigation radars

– SAAB CEROS 200 radar and optronic tracking system

– CWI illumination radar


Correcto e afirmativo !!

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Janeiro 09, 2019, 07:30:15 am

  e já poderia perfeitamente substituir uma fragata


Esse é que é o problema Mafets, dá-lhes ideias dá...E já tens candidatos a substitutos das Mekos e Ms

Que era uma optima solução para termos na verdade Navios de duplo uso, esta versão referida pelo Mafets até era, eu só lhes acrescentava um hangar para Heli orgânico mai nada !!!!
como substitutos das M e Meko, se fossem rearmados e equipados com melhores sensores, radares e afins tens dúvidas, eu não !!!
O que nos vai acontecer daqui a uns anos verás se não é, os NPO's serem os maiores navios da nossa MdG........e mais, daqui a uns vinte anos, ainda iremos comprar aos Holandeses os NPO's deles, para substituir os nossos VdC, e teríamos Marlins suficientes para armar os então muito velhinhos TEJO,  :banana: 

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2FL2V7knL_zpsrq6pdbt7.jpg&hash=5dbaa3fef4735ccb7e1c5a02836c2e18) (http://s1357.photobucket.com/user/jolumeme/media/L2V7knL_zpsrq6pdbt7.jpg.html)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2Fimage017_zps4dri07bt.jpg&hash=ff8c6b729bf03df15ca79b5250702a13) (http://s1357.photobucket.com/user/jolumeme/media/image017_zps4dri07bt.jpg.html)

Abraços

cada vez acredito mais que ainda vamos ter na nossa Marinha, estes navios Holandeses, não sei porquê, mas algo me diz que isso vai acontecer.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/gFySAZ.jpg) (https://imageshack.com/i/pogFySAZj)

https://www.google.pt/search?source=hp&ei=9bw1XKHgDsmelwSroKCgDw&q=+MLU+for+Holland+class+OPV%27s+%282025+-+2028%29&btnK=Pesquisa+Google&oq=+MLU+for+Holland+class+OPV%27s+%282025+-+2028%29&gs_l=psy-ab.3...1982.1982..3096...0.0..0.83.83.1......0....1j2..gws-wiz.....0.tgrnIDIVF2g

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/LEZbEO.jpg) (https://imageshack.com/i/plLEZbEOj)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Janeiro 09, 2019, 10:32:52 am
Mas isso são NPO tamanho XXL. >:(
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Janeiro 09, 2019, 12:41:57 pm
Mas isso são NPO tamanho XXL. >:(

e além de XXL, também possuem sensores melhores que as nossas Fragatas. ;)
Imagina se algum, iluminado, pensa em lhes colocar uns sistemas SSM/SAM, passam a Fragatas num instante. :G-beer2:

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Janeiro 09, 2019, 03:28:48 pm
Mas isso são NPO tamanho XXL. >:(

e além de XXL, também possuem sensores melhores que as nossas Fragatas. ;)
Imagina se algum, iluminado, pensa em lhes colocar uns sistemas SSM/SAM, passam a Fragatas num instante. :G-beer2:

Abraços


Assim muito rapidamente?
Colocar 4 Harpoons na parte da frente e um lançador MK-29 para os ESSM na secção por cima do hangar e PRESTO!
Não digo uma fragata mas pelo menos uma bela corveta dava!
 ;D
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Janeiro 09, 2019, 04:36:33 pm
Mas isso são NPO tamanho XXL. >:(

e além de XXL, também possuem sensores melhores que as nossas Fragatas. ;)
Imagina se algum, iluminado, pensa em lhes colocar uns sistemas SSM/SAM, passam a Fragatas num instante. :G-beer2:

Abraços


Assim muito rapidamente?
Colocar 4 Harpoons na parte da frente e um lançador MK-29 para os ESSM na secção por cima do hangar e PRESTO!
Não digo uma fragata mas pelo menos uma bela corveta dava!
 ;D

Tomara a nossa Marinha ter quatro corvetas dessas.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: nelson38899 em Janeiro 09, 2019, 04:38:49 pm
Se isto é o destroyer
(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/7/72/DDH-183_%E3%81%84%E3%81%9A%E3%82%82_%285%29.jpg)

isso com uns misseis e um torpedos é uma fragata
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Janeiro 10, 2019, 12:03:24 pm
 :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

https://www.fassmer.de/en/shipbuilding/products/navy-vessels/80m-naval-opv/ (https://www.fassmer.de/en/shipbuilding/products/navy-vessels/80m-naval-opv/)

Citar
80m Naval OPV
The naval OPV is a platform based on the same philosophy as the popular Fassmer OPV 80, but capable of deploying a variety of ASW, ASuW weapons, as well as improved self-defence capabilities, with reduced signatures, enhanced survivability and higher speed.

(https://www.fassmer.de/fileadmin/user_upload/1_Schiffbau/Products/Navy_Vessels/_Products/80m_Naval_OPV/header_naval_opv80__80m.jpg)

(https://k60.kn3.net/taringa/9/5/7/4/6/F/LuisValenzuela14/21F.jpg)

Saudações   :-P ;)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 07, 2019, 10:52:52 pm
Novos modelos de Semirigidos para equipar os futuros NPO's  ??


(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/372J5a.jpg) (https://imageshack.com/i/pl372J5aj)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Fevereiro 08, 2019, 10:34:51 am
Off-topic...
Repararam que ninguém está a olhar pro navio? Está tudo a fazer frete..
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 08, 2019, 12:54:15 pm
Off-topic...
Repararam que ninguém está a olhar pro navio? Está tudo a fazer frete..

Estão a  " prestar atenção " ao orador,  :mrgreen:, a foto foi  " trabalhada " por mim, para que os Semirigidos ficassem mais vistosos na dita foto. ;)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/PYy9IS.jpg) (https://imageshack.com/i/poPYy9ISj)

http://www.edisoft.pt/media/press-release/2019/npo-setubal/

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Fevereiro 08, 2019, 02:47:26 pm
Estaleiros de Viana voltam “a ser referência mundial” na indústria naval

O presidente do grupo Martifer anuncia que a construção dos dois NVO Setúbal, (Navio Patrulha Oceânico), "ajudou a fazer nascer a capacidade de construir navios em Portugal".


https://observador.pt/2019/02/06/estaleiros-de-viana-voltam-a-ser-referencia-mundial-na-industria-naval/
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 08, 2019, 07:13:55 pm
Gostei de saber que está planeado/previsto de acordo com a Escalabilidade das Capacidades Operacionais e a Flexibilidade e Redundância , adicionar/reforçar os armamentos e sensores nos futuros Navios, nada que já há anos não se tenha vindo a referir neste fórum.
A referência aos Misseis deixou-me, um pouco confuso, que tipo de Misseis se referem, SSM/SAM ??

http://www.edisoft.pt/media/1450/edisoft_datasheet_npo_pt.pdf

Abraços

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Fevereiro 08, 2019, 07:23:59 pm
Gostei de saber o que a Escalabilidade das Capacidades Operacionais, vai incorporar nos futuros Navios !

http://www.edisoft.pt/media/1450/edisoft_datasheet_npo_pt.pdf

Abraços

Provavelmente nada. Mas sabemos que a plataforma dos NPO´s facilmente se convertia numa corveta armada (como deve ser).
 :-P
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 08, 2019, 07:28:26 pm
Gostei de saber o que a Escalabilidade das Capacidades Operacionais, vai incorporar nos futuros Navios !

http://www.edisoft.pt/media/1450/edisoft_datasheet_npo_pt.pdf

Abraços


Provavelmente nada. Mas sabemos que a plataforma dos NPO´s facilmente se convertia numa corveta armada (como deve ser).
 :-P

Stalker se falas em Corveta, estragas tudo, fala antes em NCO que é mais fixe. :mrgreen:

Olha que na primeira página do data sheet, até se fala na possibilidade do reforço do armamento e sensores e até em misseis e torpedos, não tarda nada temos aí um contratorpedeiro.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Fevereiro 08, 2019, 07:34:52 pm
Gostei de saber o que a Escalabilidade das Capacidades Operacionais, vai incorporar nos futuros Navios !

http://www.edisoft.pt/media/1450/edisoft_datasheet_npo_pt.pdf

Abraços


Provavelmente nada. Mas sabemos que a plataforma dos NPO´s facilmente se convertia numa corveta armada (como deve ser).
 :-P

Stalker se falas em Corveta, estragas tudo, fala antes em NCO que é mais fixe. :mrgreen:

Abraços


Ó ca****o é verdade! Esqueço-me que há foristas que são alergicos á palavra corveta!
Ficam como "fragatas ligeiras", visto que como NPO´s pesam quase tanto como a classe economica de fragatas da Damen!
 ;)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 08, 2019, 07:38:29 pm
Gostei de saber o que a Escalabilidade das Capacidades Operacionais, vai incorporar nos futuros Navios !

http://www.edisoft.pt/media/1450/edisoft_datasheet_npo_pt.pdf

Abraços


Provavelmente nada. Mas sabemos que a plataforma dos NPO´s facilmente se convertia numa corveta armada (como deve ser).
 :-P

Stalker se falas em Corveta, estragas tudo, fala antes em NCO que é mais fixe. :mrgreen:

Abraços


Ó ca****o é verdade! Esqueço-me que há foristas que são alergicos á palavra corveta!
Ficam como "fragatas ligeiras", visto que como NPO´s pesam quase tanto como a classe economica de fragatas da Damen!
 ;)

Pesam não, Deslocam ;), e até tem tonelagem bem superior ás nossas corvetas, quase mais 500 Tons, portanto mais que margem para adicionar armamento muito mais robusto e em maior quantidade, bem, mas também para o armamento que os NRP Sines e Setubal possuem, tudo o que vier é bem Robusto :nice: :palmas: :palmas: !

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 10, 2019, 05:30:51 pm
Parece que as Marlin Já chegaram…..ver os comentários anexos á foto da Marlin do Patrulha Holandês.

https://www.facebook.com/portuguesearmy/photos/a.2049046595213234/2062841130500447/?type=3&theater



Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Vicente de Lisboa em Fevereiro 11, 2019, 12:25:57 pm
A sério, eu sei que isto é heresia por aqui, mas a principal melhoria que se podia fazer ao projecto era retirar todo o armamento. A Marinha não quer que Portugal tenha Guarda Costeira, porque quer ficar com os recursos que seriam para as funções civis, mas também não quer operar navios adequados à função, Resultado: as funções civis ficam mais caras de desempenhar, porque os navios têm de ter armamento desnecessário, e arriscamos um dia ter de cumprir funções militares com navios que têm armamento colado a fita-cola.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: PereiraMarques em Fevereiro 11, 2019, 12:40:19 pm
? Um canhãozito de 30mm não é nada de especial...Guardas Costeiras por esse mundo foram operam navios com canhões desse calibre ou superior...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Fevereiro 11, 2019, 03:33:07 pm
Sobre o potencial futuro dos NPO - e sendo eu membro da facção "anti-corveta" ;) - para além da possibilidade de radar vigilância + ESM/COMINT + SIMBAD-RC... existe, no conceito actual de ASW, equivalente aos "sloop" britânicos na 2GG?

Isto é, poderiam os NPO's "estar preparados mas não ter instalado" equipamento ASW (presumo que sonar + torpedos)? 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Março 10, 2019, 09:01:56 am
Uma bela melhoria para alguns NPO's seria a colocação O/B deste armamento principal



Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Março 10, 2019, 02:55:52 pm
Uma bela melhoria para alguns NPO's seria a colocação O/B deste armamento principal



Abraços


Esta até funciona bem como CIWS!!!
 :-P
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 05, 2019, 02:10:35 pm
uma melhoria que deve ser implementada nos futuros NPO, é o reforço da estrutura do landing deck de modo suportar a operação de helis até 10 Tons. ;)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/LhCmXn.jpg) (https://imageshack.com/i/pmLhCmXnj)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Turlu em Maio 05, 2019, 05:05:16 pm
Na Revista de Marinha de Março/Abril de 2019, ao referir-se à cerimónia de batismo do N.R.P. Setúbal, a páginas tantas, e comentando a construção das próximas 6 unidades diz:
“O projeto destas novas unidades, que se encontra presentemente em revisão, ainda que se sustente no projeto das primeiras duas séries, mantendo as suas características estruturais, deverá dar corpo ao conceito de flexibilidade de emprego em diferentes cenários de operação, alargando a tipologia das tarefas para além das atualmente atribuídas e aumentando a vertente militar, designadamente ao nível de capacidade de vigilância de superfície e submarina.”
 Ainda não será desta que virão com as famosas peças do Yamato mas parece que já virão melhor equipadas do que os 4 anteriores.
Cpts
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 05, 2019, 08:07:09 pm
Na Revista de Marinha de Março/Abril de 2019, ao referir-se à cerimónia de batismo do N.R.P. Setúbal, a páginas tantas, e comentando a construção das próximas 6 unidades diz:
“O projeto destas novas unidades, que se encontra presentemente em revisão, ainda que se sustente no projeto das primeiras duas séries, mantendo as suas características estruturais, deverá dar corpo ao conceito de flexibilidade de emprego em diferentes cenários de operação, alargando a tipologia das tarefas para além das atualmente atribuídas e aumentando a vertente militar, designadamente ao nível de capacidade de vigilância de superfície e submarina.”
 Ainda não será desta que virão com as famosas peças do Yamato mas parece que já virão melhor equipadas do que os 4 anteriores.
Cpts

Turlu, eu procurei na dita revista e não encontrei o discurso que referes é mesmo na revista de Março e no artigo do NRP Setúbal ??

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Turlu em Maio 05, 2019, 11:36:12 pm


Turlu, eu procurei na dita revista e não encontrei o discurso que referes é mesmo na revista de Março e no artigo do NRP Setúbal ??

Abraços
[/quote]

Não é na Revista da Armada. É na Revista de Marinha, de que sou assinante e recebo a versão impressa. https://revistademarinha.com/

É um artigo com o título "A Marinha Portuguesa na Senda do Futuro" , na página 5 da revista de Março/Abril de 2019. Fala sobre o batismo do NRP Setúbal e refere que os planos para a construção dos 6 navios que ainda estão previstos construir estão a ser revistos, para aumentar a sua vertente militar nas áreas da vigilância de superfície e submarina.

Cpts
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cláudio C. em Maio 06, 2019, 12:27:05 am
Se se estuda a implementação de capacidade de vigilância de superfície e submarina tal deveráimplicar, digo eu (corrijam-me se estiver enganado), alguma capacidade de reação a esse tipo de ameaças.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 06, 2019, 07:41:40 am


Turlu, eu procurei na dita revista e não encontrei o discurso que referes é mesmo na revista de Março e no artigo do NRP Setúbal ??

Abraços

Não é na Revista da Armada. É na Revista de Marinha, de que sou assinante e recebo a versão impressa. https://revistademarinha.com/

É um artigo com o título "A Marinha Portuguesa na Senda do Futuro" , na página 5 da revista de Março/Abril de 2019. Fala sobre o batismo do NRP Setúbal e refere que os planos para a construção dos 6 navios que ainda estão previstos construir estão a ser revistos, para aumentar a sua vertente militar nas áreas da vigilância de superfície e submarina.

Cpts

Okapa, as minhas desculpas !

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 06, 2019, 10:57:08 am
Gosto sempre de insistir em 2 artigos sobre o "upgrade" realizado aos OPV classe River (para II) - onde, apesar dos melhoramentos e a versão base ser já mais bem equipados que os nossos NPO, nunca os confundem com navios de combate / guerra:

Some Thoughts On The Batch 2 River Class (https://www.thinkdefence.co.uk/2016/06/thoughts-batch-2-river-class/)

Jack of some trades – master of none (https://www.savetheroyalnavy.org/improving-the-capability-of-a-future-opv-squadron-part-2/)   
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Maio 06, 2019, 11:51:27 am
Gosto sempre de insistir em 2 artigos sobre o "upgrade" realizado aos OPV classe River (para II) - onde, apesar dos melhoramentos e a versão base ser já mais bem equipados que os nossos NPO, nunca os confundem com navios de combate / guerra:

Some Thoughts On The Batch 2 River Class (https://www.thinkdefence.co.uk/2016/06/thoughts-batch-2-river-class/)

Jack of some trades – master of none (https://www.savetheroyalnavy.org/improving-the-capability-of-a-future-opv-squadron-part-2/)

Li o artigo e não fiquei com essa ideia. O que fazem é separar entre navios de guerra ligeiramente armados e protegidos e os normais, fazendo a diferença dos Batch 1 que são simples OPV, para os Batch 2 que são algo mais :

Citar
But why these changes? To me, improved watertight integrity, fire safety modifications, enhanced firefighting facilities, automatic emergency lights, magazine protection and the installation of a machinery space walkway (which will clearly give easier access to machinery at sea, allowing emergency repairs) suggest that the R2s, unlike the BAES OPVs, are designed to engage in battle and sustain damage. Or, in other words, they are real, if lightly armed, warships.

E mais à frente:

Citar
And if the R2s are real warships, in terms of the hull structure and systems, then it makes enormous sense to use them to replace the current River-class Batch 1 (R1) vessels, which are standard OPVs, and of no use in conflict scenarios at all, and thus provide no flexibility in deployment.

O que o artigo alerta e bem é por exemplo para o perigo de ir "à corrida" meter uma 76mm sem proteger o paiol, algo perfeitamente lógico:

Citar
(And, if the R1s have no magazine protection, then it is hardly surprising that the RN restricts their main armament to a single 20 mm gun.) The R1s can be sold or transferred to small navies or coast guards for which a seagoing OPV would represent a major increase in patrol capability, such as a number of Caribbean or African countries. They might also make useful secondary-level patrol ships for navies like Uruguay’s or Bangladesh’s. They could even conceivably end up with the UK Border Force. While it might make sense to keep the one “R1.5” ship, the helicopter-deck fitted HMS Clyde, in service (in home waters) after the five R2s are all commissioned, it must not be forgotten that she is not fitted with the new “Shared Infrastructure” system and I doubt it would make sense to refit her with it, so she would probably have to be retired in a decade or so, anyway.

Ou seja, para ser mais armado tinha de ser mais modificado, mas a Batch 2 já é considerada serem navios de guerra ao contrário da 1, estando porém adequado a cenários tipo que irão encontrar.

Citar
Now, of course, if the R2s are real warships, why are they so lightly armed? I would argue that their armament is perfectly adequate for their intended peacetime roles. The main armament is reported to be a single DS30M 30 mm cannon, a remotely-operated gyro-stabilised electricity-powered system. This has a reported maximum range (in a naval role such as this) of 5 100 m. This is greater that the range to the visual horizon at sea level, which is about 4.7 km. It has a rate of fire 100/200 rounds per minute and uses armour-piercing incendiary (API) and high explosive incendiary (HEI) ammunition. It can also use armour-piercing fin-stabilised discarding sabot tracer ammunition, although whether such rounds would be used in a naval context is unclear. I would argue that this weapon is capable of doing a lot of damage even to larger targets, and certainly to the kind of target an R2 would be most likely to meet in the real world.

Cumprimentos

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 06, 2019, 12:00:14 pm
Absolutamente correcto mafets, fiquei por aqui, antes das alterações no "batch II":

"Most notably, their reduced watertight integrity, basic fire fighting facilities and the lack of protection for the magazines. This emphasizes that standard OPVs, like the BAES 90 m, are not designed for combat. They are naval vessels, but definitely not warships. They can handle smugglers, pirates and small-scale terrorist groups, but nothing greater than that (including major terrorist movements). It’s not about armament, it’s about their inability to absorb battle damage."

Mas a lista de alterações é bastante extensa, demonstrando que são necessárias muitas modificações (€) apesar dos sensores que já traziam de origem...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 12, 2019, 08:50:32 am
Na Revista de Marinha de Março/Abril de 2019, ao referir-se à cerimónia de batismo do N.R.P. Setúbal, a páginas tantas, e comentando a construção das próximas 6 unidades diz:
“O projeto destas novas unidades, que se encontra presentemente em revisão, ainda que se sustente no projeto das primeiras duas séries, mantendo as suas características estruturais, deverá dar corpo ao conceito de flexibilidade de emprego em diferentes cenários de operação, alargando a tipologia das tarefas para além das atualmente atribuídas e aumentando a vertente militar, designadamente ao nível de capacidade de vigilância de superfície e submarina.”
 Ainda não será desta que virão com as famosas peças do Yamato mas parece que já virão melhor equipadas do que os 4 anteriores.
Cpts

Relacionado com a revista da marinha Março/Abril, em especial a cx da Escalabilidade.

http://www.edisoft.pt/media/1450/edisoft_datasheet_npo_pt.pdf

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Maio 12, 2019, 09:47:22 am
Na Revista de Marinha de Março/Abril de 2019, ao referir-se à cerimónia de batismo do N.R.P. Setúbal, a páginas tantas, e comentando a construção das próximas 6 unidades diz:
“O projeto destas novas unidades, que se encontra presentemente em revisão, ainda que se sustente no projeto das primeiras duas séries, mantendo as suas características estruturais, deverá dar corpo ao conceito de flexibilidade de emprego em diferentes cenários de operação, alargando a tipologia das tarefas para além das atualmente atribuídas e aumentando a vertente militar, designadamente ao nível de capacidade de vigilância de superfície e submarina.”
 Ainda não será desta que virão com as famosas peças do Yamato mas parece que já virão melhor equipadas do que os 4 anteriores.
Cpts

Relacionado com a revista da marinha Março/Abril, em especial a cx da Escalabilidade.

http://www.edisoft.pt/media/1450/edisoft_datasheet_npo_pt.pdf

Abraços

Continuo a não perceber muito bem se a Marinha quer "inventar a roda" ou sé finalmente acordou para a questão essencial de uma armada pequena, ou seja: Um meio, Vários usos. Mas já que esta nova vertente dos NPO ainda está em projecto, se calhar começavam por aqui... ::) ::)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fhomepage.eircom.net%2F%7Epigincharge%2Fnt4.jpg&hash=4f37585baf5a0c836c46cc05c9dd44b1)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/f/fa/Dk-fac-sf300-flyvefisken.gif)

(https://www.naval-technology.com/wp-content/uploads/sites/5/2017/09/fly3.jpg)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/d/d1/US_Navy_070220-N-3642E-009_Secretary_of_the_Navy_%28SECNAV%29%2C_the_Honorable_Donald_C._Winter_receives_a_brief_on_the_concept_of_operations_of_an_anti-mine_warfare_module.jpg/1024px-thumbnail.jpg)

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 12, 2019, 11:22:11 am

Relacionado com a revista da marinha Março/Abril, em especial a cx da Escalabilidade.

http://www.edisoft.pt/media/1450/edisoft_datasheet_npo_pt.pdf

Abraços

Mas aqui, ao "publicitar" a possibilidade "escalabilidade", apenas  com reforço de armamento (nem é a minha principal preocupação) e sensores (principal fraqueza dos atuais), continuamos a poder dizer que - tendo em conta texto sobre a evolução (batch II) da classe River - faltariam muitas alterações porque "are not designed for combat. They are naval vessels, but definitely not warships. They can handle smugglers, pirates and small-scale terrorist groups, but nothing greater than that (including major terrorist movements). It’s not about armament, it’s about their inability to absorb battle damage."

Insisto neste ponto porque é fácil considerar que basta terem radar vigilância militar e outros sensores (e algo tipo SIMBD-RC) e ficamos com um navio de guerra "corveta"... e não ficamos. Mas ficamos com um navio incomparavelmente melhor e mais polivalente.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 12, 2019, 11:52:11 am

Relacionado com a revista da marinha Março/Abril, em especial a cx da Escalabilidade.

http://www.edisoft.pt/media/1450/edisoft_datasheet_npo_pt.pdf

Abraços

Mas aqui, ao "publicitar" a possibilidade "escalabilidade", apenas  com reforço de armamento (nem é a minha principal preocupação) e sensores (principal fraqueza dos atuais), continuamos a poder dizer que - tendo em conta texto sobre a evolução (batch II) da classe River - que faltariam muitas alterações porque "are not designed for combat. They are naval vessels, but definitely not warships. They can handle smugglers, pirates and small-scale terrorist groups, but nothing greater than that (including major terrorist movements). It’s not about armament, it’s about their inability to absorb battle damage."

Insisto neste ponto porque é fácil considerar que basta terem radar vigilância militar e outros sensores (e algo tipo SIMBD-RC) e ficamos com um navio de guerra "corveta"... e não ficamos. Mas ficamos com um navio incomparavelmente melhor e mais polivalente.

LM, não basta comparar os sistemas/sensores/armamento de cada um dos Navios River II e NPO temos de comparar também os custos de aquisição de cada um dos Navios e nesse caso os River batem, e em muito o custo dos nossos NPO's, cada River batch II ficou em cerca de 115 Milhões de Libras ou seja 125 milhões de euros o custo de dois VdC, que venham a ser construídos e, quase o triplo de cada um dos NRP Sines e Setúbal !

https://www.savetheroyalnavy.org/costs-controversy-and-context-update-on-the-royal-navys-new-opvs/

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 12, 2019, 11:59:16 am
Na Revista de Marinha de Março/Abril de 2019, ao referir-se à cerimónia de batismo do N.R.P. Setúbal, a páginas tantas, e comentando a construção das próximas 6 unidades diz:
“O projeto destas novas unidades, que se encontra presentemente em revisão, ainda que se sustente no projeto das primeiras duas séries, mantendo as suas características estruturais, deverá dar corpo ao conceito de flexibilidade de emprego em diferentes cenários de operação, alargando a tipologia das tarefas para além das atualmente atribuídas e aumentando a vertente militar, designadamente ao nível de capacidade de vigilância de superfície e submarina.”
 Ainda não será desta que virão com as famosas peças do Yamato mas parece que já virão melhor equipadas do que os 4 anteriores.
Cpts

Relacionado com a revista da marinha Março/Abril, em especial a cx da Escalabilidade.

http://www.edisoft.pt/media/1450/edisoft_datasheet_npo_pt.pdf

Abraços

Continuo a não perceber muito bem se a Marinha quer "inventar a roda" ou sé finalmente acordou para a questão essencial de uma armada pequena, ou seja: Um meio, Vários usos. Mas já que esta nova vertente dos NPO ainda está em projecto, se calhar começavam por aqui... ::) ::)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fhomepage.eircom.net%2F%7Epigincharge%2Fnt4.jpg&hash=4f37585baf5a0c836c46cc05c9dd44b1)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/f/fa/Dk-fac-sf300-flyvefisken.gif)

(https://www.naval-technology.com/wp-content/uploads/sites/5/2017/09/fly3.jpg)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/d/d1/US_Navy_070220-N-3642E-009_Secretary_of_the_Navy_%28SECNAV%29%2C_the_Honorable_Donald_C._Winter_receives_a_brief_on_the_concept_of_operations_of_an_anti-mine_warfare_module.jpg/1024px-thumbnail.jpg)

Cumprimentos

Mafets, Ao que parece continuam de olhos fechados para a realidade e quando afirmam que os NPO são navios de duplo uso mentem e bem pois, para a vertente militar os VdC estão tão aptos quanto os epsilon estão vocacionados para efectuar CAS.
No artigo da Revista de Marinha que anexo, não vejo qq referência á capacidade de efectuar missões  militares dos NPO's series I e II !!

Todos estes anos decorridos para se construírem apenas quatro VdC e ainda ninguém aprendeu o verdadeiro sentido de duplo uso, continuam a apostar em Navios que pouco ou melhor quesa nenhum valor militar possuem, apenas servem como transportes de alguns militares e botes zebro nos heli decks, nem para o SAR estão devidamente equipados.

Vamos ver que melhorias em sensores/armamento vão ser colocados nos próximos navios da classe, eu, não espero grande coisa de inovador nem de aumento significativo de capacidades, se nem temos seis milhões para comprar duas Marlin, como vamos arranjar uma dúzia de milhões para comprar melhor armamento e sensores !!!

Pelo que depreendi do artigo da revista de marinha, os upgrades devem ser mais do mesmo o menor numero possível de upgrades e, os que forem avante serão efectuados com o equipamento mais baratinho possível que se encontre no mercado !

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/bGa55X.jpg) (https://imageshack.com/i/pnbGa55Xj)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 12, 2019, 01:16:50 pm
Além disso, a sobrevivência destes navios em combate será semelhante à de um Missile Boat/Draga-Minas. Dificilmente seria um navio capaz de resistir a um míssil anti-navio ou a um torpedo. Além de que, qualquer aumento a nível de blindagem implicaria um aumento significativo do peso do navio, tornando-o mais lento e igualmente um alvo fácil e ainda incapaz de acompanhar as fragatas. Implicava nova motorização.

Mas acho interessante, na parte da Flexibilidade, mencionar torpedos e mísseis.

Também achei interessante o facto da WestSea ter escolhido o NPO desarmado para o pdf, e não um dos equipados com a Marlin WS. Será que ainda está em aberto que arma o vai equipar?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 12, 2019, 02:44:58 pm
Além disso, a sobrevivência destes navios em combate será semelhante à de um Missile Boat/Draga-Minas. Dificilmente seria um navio capaz de resistir a um míssil anti-navio ou a um torpedo. Além de que, qualquer aumento a nível de blindagem implicaria um aumento significativo do peso do navio, tornando-o mais lento e igualmente um alvo fácil e ainda incapaz de acompanhar as fragatas. Implicava nova motorização.

Mas acho interessante, na parte da Flexibilidade, mencionar torpedos e mísseis.

Também achei interessante o facto da WestSea ter escolhido o NPO desarmado para o pdf, e não um dos equipados com a Marlin WS. Será que ainda está em aberto que arma o vai equipar?

Os dois NPO MkII, NRP Sines e NRP Setubal aguardam que as Marlin sejam adquiridas.
O que me foi transmitido, não oficial, foi que estará a ser planeado colocar nos NPO MkIII um armamento principal de 40mm ou superior, mas abaixo dos 76mm.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/Ol2CWD.jpg) (https://imageshack.com/i/pnOl2CWDj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/dIO2H1.jpg) (https://imageshack.com/i/pmdIO2H1j)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/HsNYrP.jpg) (https://imageshack.com/i/poHsNYrPj)

Além do armamento principal, também, pelo que sei, se pensa em colocar um sistema AA e/ou um sistema de luta antissubmarina, serão torpedos, ou.... ;)??

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/z9hPV4.jpg) (https://imageshack.com/i/pmz9hPV4j)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/kihPEa.jpg) (https://imageshack.com/i/pnkihPEaj)

O que é certo é que os custos finais dos NPO MkII ficaram pelos 45 milhões cada unidade, e, o orçamentado para os MKIII, são de 60 milhões/patrulha, mais 15 milhões que a serie anterior, o que convenhamos já é uma soma jeitosa para upgrades num VdC, e ainda mais jeitosa se a compararmos com o valor alocado a cada uma das nossas Fragatas!!

Vamos lá a ver o que o futuro nos reserva quanto aos novos NPO !

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/gEIRem.png) (https://imageshack.com/i/plgEIRemp)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/3K7GNA.jpg) (https://imageshack.com/i/pl3K7GNAj)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 12, 2019, 04:00:26 pm

Os dois NPO MkII, NRP Sines e NRP Setubal aguardam que as Marlin sejam adquiridas.
O que me foi transmitido, não oficial, foi que estará a ser planeado colocar nos NPO MkIII um armamento principal de 40mm ou superior, mas abaixo dos 76mm.

Além do armamento principal, também, pelo que sei, se pensa em colocar um sistema AA e/ou um sistema de luta antissubmarina, serão torpedos, ou.... ;)??

O que é certo é que os custos finais dos NPO MkII ficaram pelos 45 milhões cada unidade, e, o orçamentado para os MKIII, são de 60 milhões/patrulha, mais 15 milhões que a serie anterior, o que convenhamos já é uma soma jeitosa para upgrades num VdC, e ainda mais jeitosa se a compararmos com o valor alocado a cada uma das nossas Fragatas!!

Vamos lá a ver o que o futuro nos reserva quanto aos novos NPO !

Abraços

Pronto, então foi mesmo falta de vontade não terem adquirido ainda as Marlin...  ::)

Desculpe a pergunta, mas de que fontes vêm essas afirmações? A ser verdade, seria uma excelente adição à classe, nomeadamente a peça de 57mm!

Mísseis AA, mesmo que de curto alcance, já são uma obrigação... navios destes têm espaço mais que suficiente para colocar tais sistemas, mesmo que uns simples Simbad ou algo semelhante com Mistral.
Quanto a sonar e torpedos, seria ouro sobre azul! Falta apenas um radar 3D.

Por acaso não tinha estado atento ao orçamento para os próximos 2 NPOs... de facto mais 15 milhões por navio, é bom que venham com alguma coisa palpável!

PS: vem isto para os NPOs  :mrgreen:
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi.imgur.com%2FEiIkqUA.jpg&hash=b1b395150116124780839bc782dec06c)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Maio 12, 2019, 04:26:53 pm
Se for como os upgrades dos Tejo...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 12, 2019, 04:33:13 pm
dc, quais as melhorias/upgrades a adicionar aos futuros NPO's ainda está no segredo dos Deuses, há uns zunzuns quanto aos armamentos e sensores nada mais, de concreto saber-se o que vai ser melhorado, ainda nada se sabe, o único dado do conhecimento público é o valor de cada NPO valor que já inclui os custos de armamento e sensores.
Excerto do artigo da revista de Marinha Março/Abril.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/1vP6LJ.jpg) (https://imageshack.com/i/pl1vP6LJj)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 12, 2019, 04:34:51 pm
Se for como os upgrades dos Tejo...

Pois......uma bela merda !!!!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Maio 12, 2019, 05:07:11 pm
Se fizessem uns upgrades como deve ser, passariam a ser os NCO´s que seriam corvetas. Mas a partir do projecto que está será melhor é fazer versões especializadas em combate a poluição, desminagem,etc.
E ao mesmo tempo mostrar que o navio tem mais polivalencias do que só um mono de patrulha.
 :P
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 12, 2019, 05:20:34 pm
Acho que para receber um "upgrade" como o dos Tejo, só mesmo removendo o convés de voo e a arma principal, transformando o navio num navio hidrográfico...

Mas tudo depende para onde vai os 15 milhões a mais... desde que não seja para os amigos e as tretas habituais nestes negócios de defesa... Por curiosidade, um lançador Sylver ou MK41 para Sea Ceptor ou VL Mica, seria possível instalar nos navios? Sei que é sonhar muito alto, mas estou curioso em saber se este requeria muitas alterações ao navio.

Os navios são grandes o suficientes para receber equipamentos diversos. Se os Tejo têm capacidade para receber todos esses módulos, não vejo como um NPO não conseguirá. Se bem que, para a missão de guerra de minas, se calhar uma variante da LFC seria mais adequada... mas esses não passam de projecto infelizmente.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 12, 2019, 05:44:05 pm

Mas aqui, ao "publicitar" a possibilidade "escalabilidade", apenas  com reforço de armamento (nem é a minha principal preocupação) e sensores (principal fraqueza dos atuais), continuamos a poder dizer que - tendo em conta texto sobre a evolução (batch II) da classe River - que faltariam muitas alterações porque "are not designed for combat. They are naval vessels, but definitely not warships. They can handle smugglers, pirates and small-scale terrorist groups, but nothing greater than that (including major terrorist movements). It’s not about armament, it’s about their inability to absorb battle damage."

Insisto neste ponto porque é fácil considerar que basta terem radar vigilância militar e outros sensores (e algo tipo SIMBD-RC) e ficamos com um navio de guerra "corveta"... e não ficamos. Mas ficamos com um navio incomparavelmente melhor e mais polivalente.

LM, não basta comparar os sistemas/sensores/armamento de cada um dos Navios River II e NPO temos de comparar também os custos de aquisição de cada um dos Navios e nesse caso os River batem, e em muito o custo dos nossos NPO's, cada River batch II ficou em cerca de 115 Milhões de Libras ou seja 125 milhões de euros o custo de dois VdC, que venham a ser construídos e, quase o triplo de cada um dos NRP Sines e Setúbal !

https://www.savetheroyalnavy.org/costs-controversy-and-context-update-on-the-royal-navys-new-opvs/

Quase o triplo e não é uma corveta (nem em características e a base do projecto é um OPV)... e, comparando com com os nossos NPO, vence (destacado) em sensores... ou seja, em sensores e "características escondidas" tipo redundâncias, resiliência, etc implica quase o triplo. Uma corveta "a sério" fica ainda mais distante no custo.

Não estou a ver como o aumento no orçamento dos NPO II consegue "reforço estrutural" tipo River II, sensores e reforço armamento (mesmo que seja apenas SIMBAD-RC).
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Charlie Jaguar em Maio 12, 2019, 05:53:08 pm
Se for como os upgrades dos Tejo...

Pois, é mais poeira para os olhos do que outra coisa.

Isto de alguns NPO andarem a navegar sem armamento tem dado azo a momentos engraçados; ainda há pouco tempo um deles cruzou-se à frente do cacilheiro onde seguia para Lisboa e isso deu lugar a uma acesa conversa entre dois velhotes que se encontravam na fila de cadeiras à minha frente. Aparentemente ambos serviram na Marinha e estavam perplexos como um navio com a letra "P" podia sair desarmado, julgando tratar-se de um erro e antes de um navio hidrográfico que não havia sido ainda pintado no Arsenal. Como o cacilheiro teve de abrandar para deixar passar o Setúbal, tive tempo para lhes explicar que se tratava mesmo de um novo patrulha, mas que ainda não tinha a peça de artilharia na proa. Ui, o que eu fui dizer... :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 13, 2019, 07:40:15 am
Se for como os upgrades dos Tejo...

Pois, é mais poeira para os olhos do que outra coisa.

Isto de alguns NPO andarem a navegar sem armamento tem dado azo a momentos engraçados; ainda há pouco tempo um deles cruzou-se à frente do cacilheiro onde seguia para Lisboa e isso deu lugar a uma acesa conversa entre dois velhotes que se encontravam na fila de cadeiras à minha frente. Aparentemente ambos serviram na Marinha e estavam perplexos como um navio com a letra "P" podia sair desarmado, julgando tratar-se de um erro e antes de um navio hidrográfico que não havia sido ainda pintado no Arsenal. Como o cacilheiro teve de abrandar para deixar passar o Setúbal, tive tempo para lhes explicar que se tratava mesmo de um novo patrulha, mas que ainda não tinha a peça de artilharia na proa. Ui, o que eu fui dizer... :mrgreen:

GJ, se os dois ex-marinheiros fossem foristas do FD, lá tinhas recebido mais uns karmas negativos !
Mas o NRP Setúbal anda a fazer o quê ??
É que a brincar a brincar foi aumentado ao efectivo dos Navios da Marinha há quatro meses e meio, e, chegou á BNL há mais de dois meses !!

https://www.marinha.pt/pt/media-center/Noticias/Paginas/Bem-vindo-a-casa-NRP-Setubal.aspx

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 13, 2019, 01:10:37 pm
Typhoon MLS-ER
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.navyrecognition.com%2Fimages%2Fstories%2Fwest_europe%2Ffrance%2Fexhibition%2Feuronaval_2014%2Fnews%2FRafael_displays_its_Typhoon_MLS_ER_naval_missile_system_during_Euronaval_2014_640_001.jpg&hash=ee03e21d43221d22c70924cc675d25d8)

Typhoon MLS-NLOS
(https://3.bp.blogspot.com/-2O7z1fnMb5k/WM2RlR2nsSI/AAAAAAAAJKo/abAR4V7qwKwsO5v6rNBMLI6tgNZEiBfmACEw/s1600/Spike%2Blauncher.jpg)

Que dizem de um sistema destes para futuras versões dos NPO? Mísseis Spike, mais adequados para operações de combate a pirataria por exemplo.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Vicente de Lisboa em Maio 13, 2019, 01:51:16 pm
Isto só me vai trazer amigos, mas o facto de alguns NPO andarem a cumprir as suas missões sem armamento só prova que ele não lhes faz falta. Poupem o dinheiro da fisga e metam-no nos navios concebidos para missões militares.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 13, 2019, 02:11:48 pm
Ao preço que se compram as Marlin WS (2 milhões a unidade ou algo parecido, certo?), não se fazia grande coisa numa fragata, tirando a instalação de algo semelhante nestas. Se é para ter patrulhas 100% desarmados, então mais vale dar as missões de fiscalização a navios civis ou navios hidrográficos da Marinha... Felizmente estamos em tempo de paz por estes lados, mas se surte um problema de pirataria ou sequestros e afins, lá terão de ir as fragatas resolver um problema que pode ser resolvido por NPOs.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Maio 13, 2019, 02:25:03 pm
Nem é preciso ir tão longe, basta os pesqueiros chineses tornarem-se mais frequentes nas nossas águas. Acho que já todos vimos os vídeos da Prefectura Naval Argentina a lidar com os chineses e a extrema dificuldade que tal cenário constitui devido à apetência dos chineses para o abalroamento, mesmo contra navios armados com Bofors 40 a efectuar disparos...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 13, 2019, 02:43:21 pm
Nem é preciso ir tão longe, basta os pesqueiros chineses tornarem-se mais frequentes nas nossas águas. Acho que já todos vimos os vídeos da Prefectura Naval Argentina a lidar com os chineses e a extrema dificuldade que tal cenário constitui devido à apetência dos chineses para o abalroamento, mesmo contra navios armados com Bofors 40 a efectuar disparos...

Por acaso não vi... links?  :o
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 13, 2019, 02:49:02 pm
Eu sou - como é fácil de verificar nos meus textos - partidário de algo tipo SIMBAD-RC (https://www.mbda-systems.com/product/simbad-rc/), pela sua (salvo erro) maior polivalência: "anti-ship missiles, combat aircraft, UAVs, helicopters, as well as small surface threats such as those presented by FIACs". 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: MATRA em Maio 13, 2019, 02:52:19 pm


Existem mais, mas já dá para ter uma ideia.

Estes "barco-fabrica" chineses ando por toda a parte, muito em África, onde a vigilância é praticamente nula.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Vicente de Lisboa em Maio 13, 2019, 06:33:43 pm
Obrigado pelos impressionantes videos. Esta agressividade da frota de pesca chinesa é (parcialmente) uma idiotice Europeia, porque Bruxelas decidiu que não quer sujar as mãos com a desagradável tarefa de pescar industrialmente em águas estrangeiras, e estas monstruosidades ocuparam o espaço deixado vazio.

Mas eles também demonstram que não é uma Marlin WS  de 4 milhões (valor nas noticias de 2013) que os impede de vir. Se um dia for necessário armar os NPO, pode fazer-se, mas não sendo necessário, que se use melhor o dinheiro. Se esse uso é em material para fragatas ou outra coisa qualquer, é assunto para outros tópicos. Só digo que, se for necessário ter meios militares menos-que-fragata, então que sejam adquiridos, mas não transformando em fragatinhas os NPO. Bradleys são luxos à Americana, nós não temos para isso.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Maio 13, 2019, 10:13:08 pm
Isto só me vai trazer amigos, mas o facto de alguns NPO andarem a cumprir as suas missões sem armamento só prova que ele não lhes faz falta. Poupem o dinheiro da fisga e metam-no nos navios concebidos para missões militares.

Não sei porque veio-me à memória a possível aquisição do Siroco, com verba que viria da modernização das fragatas. Entretanto o Siroco foi vendido ao Brasil e as fragatas tugas: (mas podemos sempre sonhar, que se o dinheiro não for para armar e colocar sensores num NPO, irá sempre para a marinha de guerra e não para um qualquer banco ou Berardo da nossa praça, e quiça para o searchwater que tarda em não aparecer naquele mastro novinho em folha) :  ::) ::)

(https://cdn-images.rtp.pt/icm/noticias/images/92/9275707967003c6693d072b5f2423ae8?860&rect=0,7,960,526&w=860)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/yA9o0V.jpg)

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 13, 2019, 10:18:09 pm
Obrigado pelos impressionantes videos. Esta agressividade da frota de pesca chinesa é (parcialmente) uma idiotice Europeia, porque Bruxelas decidiu que não quer sujar as mãos com a desagradável tarefa de pescar industrialmente em águas estrangeiras, e estas monstruosidades ocuparam o espaço deixado vazio.

Mas eles também demonstram que não é uma Marlin WS  de 4 milhões (valor nas noticias de 2013) que os impede de vir. Se um dia for necessário armar os NPO, pode fazer-se, mas não sendo necessário, que se use melhor o dinheiro. Se esse uso é em material para fragatas ou outra coisa qualquer, é assunto para outros tópicos. Só digo que, se for necessário ter meios militares menos-que-fragata, então que sejam adquiridos, mas não transformando em fragatinhas os NPO. Bradleys são luxos à Americana, nós não temos para isso.

Vicente as duas marlin adquiridas em 2013 custaram um pouco mais de quatro milhões.
Os dois sistemas que eram para serem adquiridas em 2017, vão-nos ficar nos seis milhões e meio de euros, só 50% mais caras, que as duas primeiras !!

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/VsY1bO.jpg) (https://imageshack.com/i/plVsY1bOj)

https://www.publico.pt/2013/10/18/politica/noticia/navios-patrulha-da-marinha-recebem-armamento-de-4-milhoes-de-euros-1609610

https://dre.pt/pesquisa/-/search/108193033/details/normal

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 13, 2019, 11:02:34 pm
Obrigado pelos impressionantes videos. Esta agressividade da frota de pesca chinesa é (parcialmente) uma idiotice Europeia, porque Bruxelas decidiu que não quer sujar as mãos com a desagradável tarefa de pescar industrialmente em águas estrangeiras, e estas monstruosidades ocuparam o espaço deixado vazio.

Mas eles também demonstram que não é uma Marlin WS  de 4 milhões (valor nas noticias de 2013) que os impede de vir. Se um dia for necessário armar os NPO, pode fazer-se, mas não sendo necessário, que se use melhor o dinheiro. Se esse uso é em material para fragatas ou outra coisa qualquer, é assunto para outros tópicos. Só digo que, se for necessário ter meios militares menos-que-fragata, então que sejam adquiridos, mas não transformando em fragatinhas os NPO. Bradleys são luxos à Americana, nós não temos para isso.

Talvez haja um motivo para não haver pesca industrial, e de haver quotas. Mas claro, numa perspectiva de lucro, pesca-se tudo agora, peixe miúdo e graúdo, daqui a 10 anos, comemos palha, certo? Dizima-se tudo o que é vida na terra... para os chineses não virem cá pescar? Por essa lógica, consome-se já toda a água potável do planeta, para evitar conflitos por ela no futuro, certo? Não se pode lutar pelo que não existe não é verdade?  ::)

A solução para o problema chinês, é começar por não entregar estes pescadores a autoridades que muito provavelmente os libertam após o mínimo de pressão chinesa. É exactamente o facto de não haver punição para estas actividades ilegais, que estas continuam a existir e a proliferar.
Imaginem é um familiar de um pescador legal que tenha falecido num naufrágio por os meios de socorro não terem lá chegado a tempo, ver esta tristeza em que os ilegais, perante o acto de pesca ilegal, de ignorar ordens oficiais e tentarem abalroar o navio de patrulha, ainda assim são resgatados do navio naufragado. Esses sim se calhar questionam-se se compensa de facto continuar legal!

Mas isto é extremamente off-topic. Vamos ver quando é que vêm as armas para a segunda remessa de patrulhões, e o que os próximos dois trazem ou não de novidades. E claro, ver o que acontece com o misterioso mastro da BD.  ::)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Vicente de Lisboa em Maio 14, 2019, 02:20:18 pm
Não sei porque veio-me à memória a possível aquisição do Siroco, com verba que viria da modernização das fragatas. Entretanto o Siroco foi vendido ao Brasil e as fragatas tugas: (mas podemos sempre sonhar, que se o dinheiro não for para armar e colocar sensores num NPO, irá sempre para a marinha de guerra e não para um qualquer banco ou Berardo da nossa praça, e quiça para o searchwater que tarda em não aparecer naquele mastro novinho em folha) :  ::) ::)

(https://cdn-images.rtp.pt/icm/noticias/images/92/9275707967003c6693d072b5f2423ae8?860&rect=0,7,960,526&w=860)

Cumprimentos

Excelente foto.  c56x1

Quanto ao resto, percebo a indignação, mas não é um argumento a nem a favor nem contra o armamento dos NPOs. Se assumimos que todo o investimento vai ser queimado a salvar bancos, não estamos aqui a discutir nada. O orçamento da defesa só não é cativado/alterado se for para os NPOs? Não faz sentido.

Vicente as duas marlin adquiridas em 2013 custaram um pouco mais de quatro milhões, mas os dois sistemas. Agora, as que eram para serem adquiridas em 2017, vão-nos ficar nos seis milhões e meio de euros, só 50% mais caras, que as duas primeiras !!

https://www.publico.pt/2013/10/18/politica/noticia/navios-patrulha-da-marinha-recebem-armamento-de-4-milhoes-de-euros-1609610

https://dre.pt/pesquisa/-/search/108193033/details/normal

Abraços

Ah, não sabia. Gosto que o preâmbulo do despacho basicamente confesse que isto é para aproximar aos 2% da NATO sem ter de o dizer explicitamente  :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Vicente de Lisboa em Maio 14, 2019, 02:52:35 pm
Mas isto é extremamente off-topic. Vamos ver quando é que vêm as armas para a segunda remessa de patrulhões, e o que os próximos dois trazem ou não de novidades. E claro, ver o que acontece com o misterioso mastro da BD.  ::)

Extremamente. Por isso respondi num tópico em que já se falou de pesca, na secção "Economia"  ;)

http://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=10381.60
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Maio 14, 2019, 02:57:34 pm
Não sei porque veio-me à memória a possível aquisição do Siroco, com verba que viria da modernização das fragatas. Entretanto o Siroco foi vendido ao Brasil e as fragatas tugas: (mas podemos sempre sonhar, que se o dinheiro não for para armar e colocar sensores num NPO, irá sempre para a marinha de guerra e não para um qualquer banco ou Berardo da nossa praça, e quiça para o searchwater que tarda em não aparecer naquele mastro novinho em folha) :  ::) ::)

(https://cdn-images.rtp.pt/icm/noticias/images/92/9275707967003c6693d072b5f2423ae8?860&rect=0,7,960,526&w=860)

Cumprimentos

Excelente foto.  c56x1

Quanto ao resto, percebo a indignação, mas não é um argumento a nem a favor nem contra o armamento dos NPOs. Se assumimos que todo o investimento vai ser queimado a salvar bancos, não estamos aqui a discutir nada. O orçamento da defesa só não é cativado/alterado se for para os NPOs? Não faz sentido.

Faz tanto sentido como o NRP Sines e NRP Setúbal neste momento, em termos de sensores e armamento.  :mrgreen: :mrgreen: Já agora, tem dois Phalanx em armazem à espera do dito LPD, que tarda em não vir, pelo pode sempre mandar um Email à Marinha a pedir-lhe para colocar em "navios que lhe fazem falta". Certamente que terá mais utilidade em qualquer fragata do que armazenado à espera que a "vaca tussa"  :-P ;)

Cumprimentos

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 14, 2019, 04:03:01 pm
Não sei porque veio-me à memória a possível aquisição do Siroco, com verba que viria da modernização das fragatas. Entretanto o Siroco foi vendido ao Brasil e as fragatas tugas: (mas podemos sempre sonhar, que se o dinheiro não for para armar e colocar sensores num NPO, irá sempre para a marinha de guerra e não para um qualquer banco ou Berardo da nossa praça, e quiça para o searchwater que tarda em não aparecer naquele mastro novinho em folha) :  ::) ::)

(https://cdn-images.rtp.pt/icm/noticias/images/92/9275707967003c6693d072b5f2423ae8?860&rect=0,7,960,526&w=860)

Cumprimentos

Excelente foto.  c56x1

Quanto ao resto, percebo a indignação, mas não é um argumento a nem a favor nem contra o armamento dos NPOs. Se assumimos que todo o investimento vai ser queimado a salvar bancos, não estamos aqui a discutir nada. O orçamento da defesa só não é cativado/alterado se for para os NPOs? Não faz sentido.

Faz tanto sentido como o NRP Sines e NRP Setúbal neste momento, em termos de sensores e armamento.  :mrgreen: :mrgreen: Já agora, tem dois Phalanx em armazem à espera do dito LPD, que tarda em não vir, pelo pode sempre mandar um Email à Marinha a pedir-lhe para colocar em "navios que lhe fazem falta". Certamente que terá mais utilidade em qualquer fragata do que armazenado à espera que a "vaca tussa"  :-P ;)

Cumprimentos

Mafets, os dois Phalanx, estão em armazém para serem colocados em dois Pandur, ou dois M-ATV, dos que vamos trazer do Afeganistão.  ::)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Maio 14, 2019, 04:29:09 pm
Em modo fuzos "stealth "de campismo", para a época dos fogos...  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.firstchoicephoto.ca%2Ftp%2Ftrailerandtruckw.jpg&hash=625c111010e6c64903852f17bb12b8f2)

Cumprimentos  :mrgreen: :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Clausewitz em Maio 15, 2019, 07:08:12 pm
Isto só me vai trazer amigos, mas o facto de alguns NPO andarem a cumprir as suas missões sem armamento só prova que ele não lhes faz falta. Poupem o dinheiro da fisga e metam-no nos navios concebidos para missões militares.

Isso não pode ser visto dessa forma, em princípio e desejavelmente o armamento é para nunca ser usado, mas tem que estar disponível se e quando for necessário. Por essa ordem de ideias também não precisaríamos de armamento nas fragatas e outros meios, que na prática nunca foi usado... Menos do que Marlin num NPO não faz sentido.

Dito isto, também me faz alguma confusão a ideia de armar os NPO com misseis e atribuir capacidades anti-superfície e anti-submarina a estes navios. Nem falo aqui no fórum, o pessoal quer todo o tipo de brinquedos que vê lá fora e há alguma falta de noção. Mas a Marinha parece querer embarcar nessa ideia e sinceramente não compreendo.

Os NPO são navios patrulha, melhorar as suas capacidades ao nível dos sensores, módulos de missão e eventualmente até criar um hangar para permitir operação e apoio a helicópteros embarcados acho que faz sentido.

Mas muito mais do que isso, aí já vou na linha do Vicente de que seria melhor gastar nas fragatas mesmo. Os NPO nunca serão navios combatentes a sério e com características para tal e nem precisamos que sejam. Corvetas modernas e capazes são navios quase ao preço de fragatas e ideais para Marinhas que operam em áreas pouco extensas, o que não é o nosso caso. Além de que os NPO em esteroides nem corvetas modernas seriam. Em vez de dispersar recursos e dar a entender – erradamente – que NPOs até poderiam fazer as vezes de navios de combate, eu gastaria esses recursos todos em ter e manter as fragatas o melhor possível, em número e em capacidades. Nunca seria muito é verdade, mas o pouco que fosse teria mais sentido.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Maio 15, 2019, 10:22:29 pm
E no entanto, uma grande percentagem (talvez até arriscasse a maioria) dos NPOs por esse mundo fora são armados com peças de 57 ou 76. Sinceramente, também não vejo a necessidade de instalar sistemas de mísseis ou anti-submarinos, de forma permanente, nos NPO. Uma OTO Melara 76 na posição A, uma MARLIN na posição B e dois RWS 12.7 nas laterais, mais respectivos sensores de tiro, seriam, quanto a mim, a configuração ideal permanente. Mas isso não quer dizer que não seria uma mais valia eles estarem preparados para receber um sistema AA rudimentar, como o Simbad, para missões onde se preveja uma maior ameaça aérea ou de mísseis ASM.

Mais importante ainda, seria a certificação para aterragem/descolagem e reabastecimento de helis e um hangar telescópico para operar UAVs do tipo Camcopter S-100. E sensores de jeito, claro.

Quanto ao pormenor de os NPO não serem navios de combate, é de facto essa a realidade. No entanto, foram construídos segundo padrões militares e, pelo que me recordo de o Chaimites dizer, estariam preparados para serem transformados em navios de combate se necessário.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 16, 2019, 01:04:51 am
Penso que a questão de NPOs mais armados vem um pouco ao encontro de não termos dinheiro para muito, inclusive, para operar mais do que 5 fragatas, e sendo os NPOs um meio necessário e já planeado entrar em serviço novas unidades no futuro (ao contrário de fragatas, que tirando o falso-MLU que vai ser feito às VdG, nem sequer lhes é dada prioridade), então o pessoal tende a olhar para eles e para o seu potencial. Ora podemos ter uma perspectiva minimalista, de contenção de custos e sem grandes invenções, que faz o seu sentido como é óbvio, ou podemos ter uma perspectiva de aproveitar ao máximo a plataforma que nos é dada.

O NPO é um navio grande, e muitas das alterações propostas aqui não precisam de grandes alterações ao projecto, como tal não aumentam muito os custos. Talvez a alteração mais cara seria a instalação de um radar militar 3D, que muito provavelmente implicaria alterações ao mastro. Fora isto, existem de facto muitas opções no mercado que permitiriam apetrechar os NPOs de forma a se tornarem navios mais versáteis a nível militar, desde arma principal, a sistemas anti-aéreos simples, misseis superfície-superfície de curto alcance (como o lançador Typhoon de mísseis Spike que falei anteriormente), que permitiriam ao navio desempenhar, e com bastante eficácia e a uma fracção do custo, missões de combate à pirataria por exemplo. Ao invés disso, e não possuindo nenhuma corveta, lá vamos nós para certas missões com fragatas, que muitas vezes não usam armamento nenhum além de .50 montadas para protecção próxima.

Agora, com os 15 milhões que a 3ª remessa de NPOs vai custar a mais que os anteriores (de 45 para 60 milhões a unidade), não dá para fazer praticamente nada a uma fragata. Mesmo pegando no total desses 30 milhões, dividido pelas 3 VdG, não daria para muito. Aliás, o MLU das VdG nem deveria de ocorrer neste momento, porque com aqueles 135 milhões ou lá o que é, não se faz nada e seria melhor empregue como entrada para um programa de fragatas novas.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 16, 2019, 01:42:45 am
(https://www.marinha.pt/pt/os_meios/patrulhasoceanicos/Sines%20%20Imagens/04_.jpg)

De notar que o NRP Sines possui actualmente duas metralhadoras .50 como armamento, e não se encontra instalado o sistema eletro-óptico ao contrário dos 2 primeiros NPOs. Não sei se alguém já tinha apontado isto ou não.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: asalves em Maio 16, 2019, 09:48:45 am
Penso que a questão de NPOs mais armados vem um pouco ao encontro de não termos dinheiro para muito, inclusive, para operar mais do que 5 fragatas, e sendo os NPOs um meio necessário e já planeado entrar em serviço novas unidades no futuro (ao contrário de fragatas, que tirando o falso-MLU que vai ser feito às VdG, nem sequer lhes é dada prioridade), então o pessoal tende a olhar para eles e para o seu potencial. Ora podemos ter uma perspectiva minimalista, de contenção de custos e sem grandes invenções, que faz o seu sentido como é óbvio, ou podemos ter uma perspectiva de aproveitar ao máximo a plataforma que nos é dada.

O NPO é um navio grande, e muitas das alterações propostas aqui não precisam de grandes alterações ao projecto, como tal não aumentam muito os custos. Talvez a alteração mais cara seria a instalação de um radar militar 3D, que muito provavelmente implicaria alterações ao mastro. Fora isto, existem de facto muitas opções no mercado que permitiriam apetrechar os NPOs de forma a se tornarem navios mais versáteis a nível militar, desde arma principal, a sistemas anti-aéreos simples, misseis superfície-superfície de curto alcance (como o lançador Typhoon de mísseis Spike que falei anteriormente), que permitiriam ao navio desempenhar, e com bastante eficácia e a uma fracção do custo, missões de combate à pirataria por exemplo. Ao invés disso, e não possuindo nenhuma corveta, lá vamos nós para certas missões com fragatas, que muitas vezes não usam armamento nenhum além de .50 montadas para protecção próxima.

Agora, com os 15 milhões que a 3ª remessa de NPOs vai custar a mais que os anteriores (de 45 para 60 milhões a unidade), não dá para fazer praticamente nada a uma fragata. Mesmo pegando no total desses 30 milhões, dividido pelas 3 VdG, não daria para muito. Aliás, o MLU das VdG nem deveria de ocorrer neste momento, porque com aqueles 135 milhões ou lá o que é, não se faz nada e seria melhor empregue como entrada para um programa de fragatas novas.

O problema, e que á facilmente esquecido, não é se o Navio tem dimensão suficiente ou espaço para apetrechar com tudo e mais alguma coisa, o problema é uma questão de sobrevivência do navio, de que serve ter armamento de tudo o que existe se depois um insuflável pirata com um RPG afunda/desabilita o Navio?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 16, 2019, 10:36:24 am
É sempre a questão de recursos escassos - queremos uma corveta? Custa praticamente uma fragata... queremos um OPV com capacidade de aguentar danos (tipo River II)? Custa mais que um NPO, mesmo que este tenha sido desenhado com "padrões militares"... queremos um OPV "mediano" (tipo River I)? É investir em sensores para o NPO... queremos um "patrulhão" para poupar? É o que temos -sem sensores e, agora, nem armamento...

O post  http://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=12278.msg311205#msg311205 (http://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=12278.msg311205#msg311205) permite uma ideia.

Sensores - Radar (tipo SCANTER 4100) + ESM/ELINT (tipo Vigile) + CESM/COMINT (tipo Altesse) + preparação para poder instalar no futuro um sonar (tipo Blue Watcher) - e o SIMBAD-RC (AAW ligeiro mas que permite um reforço do 30mm à superfície) era essencial para 1/3 da classe dos NPO, para aqueles que seriam destacados em missões mais complicadas.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Maio 16, 2019, 10:44:44 am
Pessoalmente não me faz sentido ter um navio desta tonelagem tão pouco apetrechado, quer em armamento mas sobretudo em sensores. Se é para levar calibre 0.50 e sistemas actuais metade desta tonelagem chega e sobra, podendo investir-se por exemplo num arranjo diferente para as lanchas ou em armas por controlo remoto. Aliás, se o deck não está certificado para helis nem para UAV, está lá a fazer o que? Mais valia eliminar e estender a zona de manuseamento à popa. 

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.operacional.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2011%2F05%2F5-dsc_0672-copy.jpg&hash=ef001d7c0f37383ca6d4075a5b3aab76)

É de facto um bom navio, quer em alcance e estabilidade, pelo que investir em mais e melhor equipamento parece-me lógico, até porque o raio de acção vai desde a terra nova, ao mediterrâneo e passará certamente pelo Golfo da Guiné. Flir com maior capacidade, melhor radar,  UAV e mesmo mantendo a Marlin, o complemento de umas calibre 0.50 autónomas bem como um sistema modular para combate à poluição ou mesmo desminagem já era bem bom. 

(https://www.janes.com/images/assets/627/60627/Force-protection-boost-_CANSEC2016D1_.jpg)

A questão de fazer algo mais do que um NPO é complexa, até porque mesmo como Patrulha este navio pode receber mais e melhor, algo que ainda não tem.  Vendo por exemplo os Sf300 (mais um bom exemplo de uma parca utilização, mesmo em missões "não militares"), que no reino da Dinamarca podiam ser armados até aos dentes, sendo porem navios com casco em fibra, deixo a questão: Seriam estes navios construídos para aguentar impactos de míssil ou projéctil de alto calibre como 76mm? Ou a sua "mais valia" era a alta velocidade graças à turbina, os sensores e o armamento forte?  Parece-me pertinente, embora concorde que não é só meter armamento, sem capacitar o navio para ter resistência e poder assim ser um verdadeiro navio de guerra. Teria que existir investimento, e nós sabemos como é feito esse investimento na Marinha, pelo que termos 10 a 12 NPO como estão já não é mau, melhores e mais bem apetrechados ouro sobre azul, garantindo algum nível de modernidade às 5 fragatas e aos 2 submarinos. Se houvesse investimento é um caso a pensar, embora tivesse como prioridade a dragagem de minas e o combate à poluição, seguindo depois para algo mais. Acho porem difícil pelo estado que se encontra o investimento militar cá no burgo.

(https://1.bp.blogspot.com/-oaR8hl8vfoQ/Wcy9BPx_D4I/AAAAAAAACaU/y8ho0AJh3UoOIbHxcXTXQhF_CQWP7I3owCLcBGAs/s1600/MCS13.png)

Concluindo, um bach 2 dos NPO com instalações para UAV, melhores sensores, sistema modular e mesmo mantendo o armamento actual (embora ache fazer sentido armas remotas, mesmo de baixo calibre), é positivo. Se por exemplo existisse um incremento de uma arma principal de 40mm, hangar e uma aparencia mais à século XXI como os OPV 80, entre outros, melhor ainda. Mais, depende do investimento, mas tendo em conta o preço de corvetas e novas fragatas, parece-me difícil de concretizar. Aliás, se a modernização das existentes já é um "filme", quanto mais...  ::)

(https://pbs.twimg.com/media/CfY9K4sWsAAjTfJ.jpg)

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Clausewitz em Maio 16, 2019, 03:26:34 pm
Quanto ao pormenor de os NPO não serem navios de combate, é de facto essa a realidade. No entanto, foram construídos segundo padrões militares e, pelo que me recordo de o Chaimites dizer, estariam preparados para serem transformados em navios de combate se necessário.

Quando falei em navios combatentes referia-me especificamente a missões ASW e ASuW como comentado. Penso que os NPO (deslocamento, autonomia, velocidade, inexistência de helicóptero orgânico) não são meios adequados a isso. O meu receio é que se gaste dinheiro acrescentando “falsas” capacidades aos navios, porque se alguma vez fossem realmente empregues nessas missões duvido muito da sua eficácia – se até as fragatas é o que é... E para combate à pirataria e missões de baixa intensidade não seria necessário muito mais do que existe e na minha opinião não é aí que estão as maiores necessidades e desfasamentos da Marinha. Mas no geral concordo com o teu ponto e independentemente das ideias que alguém na Marinha possa cogitar, no mundo real acho que as coisas tenderão a seguir na direção que propões, até para menos acho eu.

Agora, com os 15 milhões que a 3ª remessa de NPOs vai custar a mais que os anteriores (de 45 para 60 milhões a unidade), não dá para fazer praticamente nada a uma fragata. Mesmo pegando no total desses 30 milhões, dividido pelas 3 VdG, não daria para muito. Aliás, o MLU das VdG nem deveria de ocorrer neste momento, porque com aqueles 135 milhões ou lá o que é, não se faz nada e seria melhor empregue como entrada para um programa de fragatas novas.

Bom, se cada NPO custasse 15 milhões a mais e se fossem construídos os 6 adicionais estaríamos a falar de 90 milhões de euros para entrar num programa de novas fragatas (mais a outra verba) ou 30 milhões por cada VdG de modernização adicional, o que também não é assim tão pouco. De qualquer forma, as melhorias mínimas e desejáveis nos NPO também custarão dinheiro e essa verba será necessária, por isso nem vale a pena ir por aí.

A questão de fazer algo mais do que um NPO é complexa, até porque mesmo como Patrulha este navio pode receber mais e melhor, algo que ainda não tem.  Vendo por exemplo os Sf300 (mais um bom exemplo de uma parca utilização, mesmo em missões "não militares"), que no reino da Dinamarca podiam ser armados até aos dentes, sendo porem navios com casco em fibra, deixo a questão: Seriam estes navios construídos para aguentar impactos de míssil ou projéctil de alto calibre como 76mm? Ou a sua "mais valia" era a alta velocidade graças à turbina, os sensores e o armamento forte?  Parece-me pertinente, embora concorde que não é só meter armamento, sem capacitar o navio para ter resistência e poder assim ser um verdadeiro navio de guerra.

Só que a Dinamarca tem pouca extensão de mar e muitas ilhas. Os SF300 armados até aos dentes seriam para “toca e foge”, aproveitando a velocidade e recorte da costa. Para nós isso não faz muito sentido. Já os outros módulos de missão´seria uma história diferente.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 16, 2019, 11:24:04 pm
Acho que de uma forma generalizada há uma má interpretação do que se pretende de uns NPOs mais armados.

A ideia não seria de todo substituir ou fazer as missões de uma fragata. Seria sim ter mais alguns meios com alguma capacidade de combate, em situação de conflito. Ora vejamos. Actualmente na Marinha que navios têm alguma capacidade defensiva/ofensiva? Tirando as 5 fragatas e os 2 submarinos, quanto muito teríamos as corvetas com canhões de calibre mais elevado (do que os patrulhas), mas estas já sem os sensores do tempo em que eram navios de guerra, e mais nada. Se as velhas corvetas serviriam para pouco mais que apoio de fogo numa situação de desembarque, e possuindo alguma, escassa, capacidade anti-aérea por meio dos canhões de 40mm, os NPOs nem isso.

Ora aqui deixo a questão: Em caso de conflito, o que se faz com estes navios sub-armados? Encostam-se e reza-se que as fragatas dêem conta do recado? Ou só quando a guerra rebentar é que vamos a correr instalar um radar militar, sistemas de guerra electrónica, Simbad, etc, para ter mais um par de navios com capacidade de combate?

No entanto, o ideal seria, além de substituir as fragatas por fragatas novas, aumentar o número total para 6 ou 7... Mas parece-me difícil de acontecer.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Maio 17, 2019, 08:58:33 pm

A questão de fazer algo mais do que um NPO é complexa, até porque mesmo como Patrulha este navio pode receber mais e melhor, algo que ainda não tem.  Vendo por exemplo os Sf300 (mais um bom exemplo de uma parca utilização, mesmo em missões "não militares"), que no reino da Dinamarca podiam ser armados até aos dentes, sendo porem navios com casco em fibra, deixo a questão: Seriam estes navios construídos para aguentar impactos de míssil ou projéctil de alto calibre como 76mm? Ou a sua "mais valia" era a alta velocidade graças à turbina, os sensores e o armamento forte?  Parece-me pertinente, embora concorde que não é só meter armamento, sem capacitar o navio para ter resistência e poder assim ser um verdadeiro navio de guerra.

Só que a Dinamarca tem pouca extensão de mar e muitas ilhas. Os SF300 armados até aos dentes seriam para “toca e foge”, aproveitando a velocidade e recorte da costa. Para nós isso não faz muito sentido. Já os outros módulos de missão´seria uma história diferente.

Estás a falar da Dinamarca Continental, falta o resto: http://www.lahistoriaconmapas.com/atlas/country-map04/greenland-denmark-map.htm (http://www.lahistoriaconmapas.com/atlas/country-map04/greenland-denmark-map.htm)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.scandinaviansociety.ca%2F_images%2F0014A20140302121722.jpg&hash=d432c7442e5bd768ff426b9fcc6c703d) 

Aliás, a retirada prematura dos Sf300 bem como a aposta nos patrulhas que os sucederam, tem muito a ver tanto com a extensa área de patrulha como o que é necessário navegar para lá chegar.

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/6/6a/Norwegian_Sea_map.png)

Daí a complexidade de analisar navios como os Sf300 nomeadamente equipados com módulos de combate, inclusive para Portugal já que a zona é extensa e casco em fibra de vidro numa plataforma mesmo que com bons sensores e pesadamente armada, pelo menos aos Dinamarqueses não convenceu, já que adapta-se bem a uma realidade do báltico, mas depois temos o resto. Se a classe Thetis mostrou ser a mais adequada porque podia patrulhar a Gronelândia e chegar lá sem problemas, a Knud Rasmussen mostrou ser o caminho a seguir, ou seja um navio também modular mas muito mais capaz.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.dtu.dk%2F-%2Fmedia%2Finstitutter%2Fspace%2Fnyheder%2F2017%2Fsecurity_dtu_inspektionsskib_700_350.ashx&hash=f2122e66309b2d2e26c670c25b614b81)

Por último, a grande falha hoje apontada à Marinha Dinamarquesa pautada por excelentes navios é o facto de não ter submarinos, com um potencial inimigo a não ter que se preocupar com uns quantos nas rotas percorridas até chegar às suas zonas de patrulha. Porém, isso é algo equacionado e que será mais tarde ou mais cedo corrigido, quer melhorando o ASW ou mesmo comprando submarinos, a médio longo prazo.

https://www.highnorthnews.com/en/denmark-increases-defense-spending-and-prepares-chasing-submarines (https://www.highnorthnews.com/en/denmark-increases-defense-spending-and-prepares-chasing-submarines)   

https://pure.fak.dk/files/7330338/Danish_German_Submarine_Cooperation.pdf (https://pure.fak.dk/files/7330338/Danish_German_Submarine_Cooperation.pdf)

Citar
Sustained Institutional Knowledge in Submarine Operations
Denmark does not operate submarines and currently has no intention of reintroducing
submarines in its navy; debating the pros and cons of reacquiring a submarine force falls
outside the scope of this paper. While Denmark will not be operating submarines in the
foreseeable future, the future is not always foreseeable. Even if unlikely, it is not outside the
realm of possibility that changes in the strategic situation over the medium-to-long term could
necessitate reinstating submarines into the Royal Danish Navy.

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Maio 21, 2019, 10:17:19 am
Mais uma curiosidade

Citar
Damen launches first of two corvettes for Pakistan Navy

Gabriel Dominguez, London - Jane's Defence Weekly
20 May 2019

(https://www.janes.com/images/assets/644/88644/p1745494_main.jpg)
The first of two corvettes on order for the PN was launched on 17 May at the facilities of Dutch shipbuilder Damen in Galati, Romania. Source: Pakistan Navy

The first of two corvettes on order for the Pakistan Navy (PN) has been launched at the facilities of Dutch shipbuilder Damen in Galati, Romania.

The service announced on its Facebook page that the 2,300-ton vessel, which had been previously described as an offshore patrol vessel (OPV), entered the water on 17 May in a ceremony held at the shipyard in Romania and attended by PN Vice Admiral Abdul Aleem, among others.

The contract for the two vessels was signed in June 2017, with the first corvette expected to enter service by the end of 2019, and the second one set to be delivered by mid-2020, according to the navy.

Vice Adm Aleem was quoted as saying during the ceremony that these platforms "will act as force multipliers in enhancing [the] navy's capability of safeguarding maritime frontiers and will offer more flexibility in the conduct of [the] Pakistan Navy's initiative of independent Regional Maritime Security Patrols in the Indian Ocean Region".

The multirole corvettes have been previously described by the PN as "state-of-the-art vessels" especially suited for anti-surface, anti-air, and maritime security operations.

Each of them features a helicopter pad to facilitate search-and-rescue missions, as well as surveillance and intelligence-gathering operations.
No further details were provided about the systems or weapons set to be fitted onto the class.

https://www.janes.com/article/88644/damen-launches-first-of-two-corvettes-for-pakistan-navy
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Maio 22, 2019, 10:18:40 am
Fonix...

https://chuckhillscgblog.net/2017/02/23/uaes-new-and-very-well-armed-opv/ (https://chuckhillscgblog.net/2017/02/23/uaes-new-and-very-well-armed-opv/)

Citar
DefenseNews reports first impressions of a new Offshore Patrol Vessel (OPV) built for UAE’s Critical Infrastructure and Coastal Protection Agency (CICPA) shown at the NAVDEX (naval) portion of the IDEX international Defense Exposition in Abu Dhabi.

The ships are 67 meters (220 feet) in length, 11 meters (36 feet) of beam, and 5.4 meters (18 feet) of draft, with a speed of 20+ knots provided by four MTU engines driving four propellers.

Most of the armament is typical OPV, a 57 mm gun and two 30mm auto-cannon in remote weapon stations. What really sets it apart, is the Mk49 Rolling Airframe Missile launcher.

On the other hand, the UAE is just across the Straits of Hormuz from Iran and their shore based anti-ship cruise missiles.

(https://chuckhillscgblog.files.wordpress.com/2017/02/uaeopv.jpg)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Maio 22, 2019, 10:43:10 am
Mais valia chamarem-lhe Corveta...

Ou seja, estes já podem transformar um NPO em Corveta, nós é que não porque o navio não é bom para isso?!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 22, 2019, 12:29:09 pm
Mais valia chamarem-lhe Corveta...

Ou seja, estes já podem transformar um NPO em Corveta, nós é que não porque o navio não é bom para isso?!

Mas deve custar algo parecido a uma fragata, com pior comportamento em mar Atlântico, menor "resiliência" a danos, menos capacidade de upgrades; e, para eu considerar o NPO uma corveta - para além de ser necessário ter sensores e armamento - tinha de ter capacidade de resistência a danos de combate, algo que deveria fazer disparar o custo.   
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 22, 2019, 01:56:49 pm
Não sei até que ponto haverá muitas corvetas em serviço capazes de aguentar danos de mísseis anti-navio. Quanto a RPGs e armas médias (30, 40 ou até mesmo 57mm), não sei se o NPO pode ou não aguentar os danos. Mas a questão dos RPGs leva-me a questionar se não há uma versão naval ou semelhante do TROPHY para veículos (não necessariamente para os NPOs, é um pensamento por alto).

Quanto ao NPO, o ideal seria ter capacidade de eliminar ameaças com RPGs e semelhantes a uma distância segura.

Tal como disse antes, um NPO mais armado seria um complemento para as fragatas, que por si só são pouquíssimas e obsoletas.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 22, 2019, 02:25:37 pm
Não sei até que ponto haverá muitas corvetas em serviço capazes de aguentar danos de mísseis anti-navio. Quanto a RPGs e armas médias (30, 40 ou até mesmo 57mm), não sei se o NPO pode ou não aguentar os danos. Mas a questão dos RPGs leva-me a questionar se não há uma versão naval ou semelhante do TROPHY para veículos (não necessariamente para os NPOs, é um pensamento por alto).

Quanto ao NPO, o ideal seria ter capacidade de eliminar ameaças com RPGs e semelhantes a uma distância segura.

Tal como disse antes, um NPO mais armado seria um complemento para as fragatas, que por si só são pouquíssimas e obsoletas.

Vou relembrar (mais uma vez, eu sei  ;) ) o post http://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=12278.msg311205#msg311205 (http://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=12278.msg311205#msg311205) - o nosso NPO não deve ter maior resistência que o River I e para a versão II a Royal Navy tive que modificar bastante para aumentar resistência... e se a Marlin WS 30mm chega e sobra para afastar indesejáveis (então reforçada com o SIMBAD-RC...) um RPG "à traição" no sitio certo deve poder trazer grandes problemas actualmente...       
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Maio 22, 2019, 02:38:44 pm
Por falar em RPG, danos de um destes engenhos numa Lancha Portuguesa na  Guiné.

(https://scontent.flis5-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/40554451_2116566308661519_7376503234485026816_n.jpg?_nc_cat=106&_nc_ht=scontent.flis5-1.fna&oh=dbc07f875effdf47f331d5c262b96adf&oe=5CEAB36E)

Em Lanchas da "marinha das águas castanhas" no Vietname.

(https://www.the-military-mark.com/photos/Bruce1b.gif)

(https://www.the-military-mark.com/photos/Bruce1a.gif)

Já agora, da mesma força mas com danos de Minas:

(https://www.the-military-mark.com/photos/DTmonMineB.jpg)

(https://www.the-military-mark.com/photos/DTmonMineC.jpg)

https://www.the-military-mark.com/apps/photos/album?albumid=16121639 (https://www.the-military-mark.com/apps/photos/album?albumid=16121639)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Maio 22, 2019, 03:04:59 pm
Não sei até que ponto haverá muitas corvetas em serviço capazes de aguentar danos de mísseis anti-navio. Quanto a RPGs e armas médias (30, 40 ou até mesmo 57mm), não sei se o NPO pode ou não aguentar os danos. Mas a questão dos RPGs leva-me a questionar se não há uma versão naval ou semelhante do TROPHY para veículos (não necessariamente para os NPOs, é um pensamento por alto).

Quanto ao NPO, o ideal seria ter capacidade de eliminar ameaças com RPGs e semelhantes a uma distância segura.

Tal como disse antes, um NPO mais armado seria um complemento para as fragatas, que por si só são pouquíssimas e obsoletas.


Para eliminar ameaças a mais longa distancia e seguramente, bastava um bichito destes. O LMM é uma munição barata e tem um alcance de 8 Km.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.navyrecognition.com%2Fimages%2Fstories%2Fnews%2F2013%2Fmay%2FThales_LMM_Aselsan_Turret_IDEF_2013.jpg&hash=a593026aca3db5c3ddae13e9ceb86222)

 c56x1
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 22, 2019, 03:38:27 pm
Para eliminar ameaças a mais longa distancia e seguramente, bastava um bichito destes. O LMM é uma munição barata e tem um alcance de 8 Km.

Infelizmente barato e "despesa militares" não funciona para os lados do MdF... mas também julgo um excelente "potenciador" de valor militar para os NPO... eu continuo a sonhar um dia com algo deste tipo:

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.malaysiandefence.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F02%2FDzxOHvcXgAASZPq.jpg&hash=28b4437c3d35fec2ac14b78603fb95eb)

O Marlin WS 30mm já estamos habituados ;)  claro que estamos a colocar tudo no mesmo local, talvez seja melhor o SIMBAD-RC (ou LMM) em outro sitio do NPO.

Já agora o SIMBAD-RC, na versãoSPIMM (Self-Protection Integrated Mistral Module) permite ser retirado para outros navios (é um modulo ISO), não necessita de sistema de combate, é autónomo...

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 22, 2019, 04:18:29 pm
Para eliminar ameaças a mais longa distancia e seguramente, bastava um bichito destes. O LMM é uma munição barata e tem um alcance de 8 Km.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.navyrecognition.com%2Fimages%2Fstories%2Fnews%2F2013%2Fmay%2FThales_LMM_Aselsan_Turret_IDEF_2013.jpg&hash=a593026aca3db5c3ddae13e9ceb86222)

 c56x1

Prece-me interessante. E por uma pesquisa rápida, parece-me ser o mesmo míssil que pode equipar o Camcopter S-100? Ora assim seria uma mais valia, visto que o armamento do navio e do helicóptero seria partilhado!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Charlie Jaguar em Maio 28, 2019, 07:49:25 pm
Só uma pergunta: e os nossos NPO 2000, sejam eles do primeiro, segundo ou eventual terceiro lote, possuem estrutura para arcar com uma capacidade defensiva/ofensiva mais robusta que a actualmente instalada?

É que quando li algures por aqui que um figurão da Marinha havia dito que a intenção será dotar os navios de maior capacidade bélica a médio prazo, pensei imediatamente se ele não teria sido colega de curso do senhor Comandante Passaláqua de Gouveia e Melo quando este no início da década de 2000 me afirmou peremptoriamente que os Super Lynx iam ser dotados de variado armamento para combater as denominadas ameaças assimétricas (ninhos de metralhadoras e foguetes, para além da metralhadora lateral), e 26 anos depois os helicópteros da Marinha ainda continuam a ter somente os torpedos como armamento...  ::)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Maio 28, 2019, 08:11:14 pm
Só uma pergunta: e os nossos NPO 2000, sejam eles do primeiro, segundo ou eventual terceiro lote, possuem estrutura para arcar com uma capacidade defensiva/ofensiva mais robusta que a actualmente instalada?

É que quando li algures por aqui que um figurão da Marinha havia dito que a intenção será dotar os navios de maior capacidade bélica a médio prazo, pensei imediatamente se ele não teria sido colega de curso do senhor Comandante Passaláqua de Gouveia e Melo quando este no início da década de 2000 me afirmou peremptoriamente que os Super Lynx iam ser dotados de variado armamento para combater as denominadas ameaças assimétricas (ninhos de metralhadoras e foguetes, para além da metralhadora lateral), e 26 anos depois os helicópteros da Marinha ainda continuam a ter somente os torpedos como armamento...  ::)

Mauzinho pá. Então não vez lá a metralhadora (o resto é que deve estar armazenado junto dos 2 Phalanx)  :mrgreen: :mrgreen:

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2F3.bp.blogspot.com%2F-YGLAefIh498%2FUtMJvqkgU_I%2FAAAAAAAAOu8%2FhPgfTw6In1U%2Fs1600%2F%28c%29EHMarinhaPortuguesa-05.jpg&hash=be278b89ec8188e309149962b6056fc4)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Maio 28, 2019, 09:32:29 pm
Segundo o Chaimites, os NPO tinham margem para receber até 250 toneladas extra de equipamento/armamento.

Então oh Charlie, não sabias que a Marinha tinha adquirido três exemplares de M3M, há uns anos atrás, para combater a pirataria?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Charlie Jaguar em Maio 29, 2019, 08:58:50 am
Segundo o Chaimites, os NPO tinham margem para receber até 250 toneladas extra de equipamento/armamento.

Então oh Charlie, não sabias que a Marinha tinha adquirido três exemplares de M3M, há uns anos atrás, para combater a pirataria?

Sim, é verdade, mas quando escrevi sobre o armamento do Super Lynx queria referir-me obviamente ao que tinha sido planeado a nível mais pesado, por assim dizer, e o que temos actualmente que, excepção feita à M3M, em nada mudou desde a chegada dos helicópteros em 1993. ::)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Maio 29, 2019, 01:25:57 pm
Agora que o teu amigo é comandante naval pode ser que se façam as tais aquisições... not!  :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: PereiraMarques em Maio 29, 2019, 04:18:14 pm
Vocês queriam era medalhitas de cortiça como o juristazeco...

Citar
Medalha Militar da Cruz Naval – 1.ª Classe
------- Por despacho do Almirante Chefe do Estado-Maior da Armada, de 16 de maio de
2019:
DESPACHO DE CONCESSÃO DA MEDALHA MILITAR DA CRUZ NAVAL DE 1.ª CLASSE
AO DR. ALBERTO ANTÓNIO RODRIGUES COELHO.
O programa de aquisição dos Navios de Patrulha Oceânicos 3 e 4, respetivamente o
NRP Sines e o NRP Setúbal, concluiu-se com a recente entrada ao serviço do NRP Setúbal.
Este programa, inscrito na Lei de Programação Militar da Marinha, foi conduzido pela
Direção-Geral de Recursos da Defesa Nacional observando o cumprimento dos prazos de
entrega e respeitando os compromissos orçamentais, num projeto que prestigia o Estado
Português, mas, também, a indústria e a capacidade tecnológica nacionais.
Neste âmbito, importa destacar o relevante papel desempenhado pelo Dr. Alberto
António Rodrigues Coelho, enquanto diretor-geral da Direção-Geral de Recursos da Defesa
Nacional, na aplicação dos poderes de conformação contratual, tendo a liderança e visão
que imprimiu a este importante projeto sido determinantes para o sucesso alcançado.
De igual modo, é de relevar a sempre pronta colaboração da Direção-Geral de
Recursos da Defesa Nacional, que superiormente dirige, na execução das atividades
relativas à gestão do ciclo de vida logístico dos meios navais, seus equipamentos e
armamento, no que se refere aos processos de aquisição, manutenção, alienação e
desmilitarização, bem como, na manutenção, disposição e rentabilização das infraestruturas
e demais património imobiliário afeto à Marinha.
No âmbito das competências da Direção-Geral de Recursos da Defesa Nacional, realço,
ainda, o trabalho desenvolvido pelo Dr. Alberto Coelho na análise do impacto dos efeitos do
novo regime jurídico dos graus e diplomas do Ensino Superior, na equiparação de militares
e militarizados no âmbito do regime jurídico da atividade profissional dos marítimos, na
criação da Unidade Politécnica Militar e implementação do Nível 5 de qualificação, na
definição dos efetivos globais fixados por diploma e na regulamentação do Regime de
Contrato Especial.
Do relacionamento institucional com a Direção-Geral de Recursos da Defesa Nacional,
sobressai a atenção que o Dr. Alberto Coelho, enquanto diretor-geral, dedica à Marinha,
procurando soluções que permitam ultrapassar os constantes e exigentes desafios vividos
nos últimos anos, no respeito pelos procedimentos e normas legais em vigor, e alcançando
resultados que enaltecem o papel da Marinha no Estado.
Assim, é com um sentimento de inteira justiça e com particular satisfação que dou
público testemunho do meu reconhecimento pelo mérito dos relevantes serviços prestados
pelo Dr. Alberto António Rodrigues Coelho, diretor-geral da Direção-Geral de Recursos da
Defesa Nacional, que contribuíram de forma muito significativa para o reforço das
capacidades da Marinha, pelo que é com agrado que, nos termos da lei, lhe concedo a
Medalha Militar da Cruz Naval de 1.ª Classe.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Maio 29, 2019, 04:45:35 pm
De cortiça chegam-me as rolhas.  :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Junho 06, 2019, 08:41:49 am
Houvesse visão nesta terra

Citar
Bulgaria moves closer to selection of supplier of two modular patrol ships

Aleksandar Mladenov, Sofia and Krasimir Grozev, Sophia - Jane's Defence Weekly
05 June 2019


The Bulgarian Ministry of Defence (MoD) has called for price proposals from the bidders in the tender for two modular patrol ships on 29 May, with the winner expected to be announced by the end of June.

The three bidders for the BGN820 million (USD472 million) tender are Lürssen, Fincantieri, and Bulgarian shipbuilder MTG Delfin.

Bulgarian Defence Minister Krasimir Karakachanov said on 17 May that the contract is expected to be signed by the end of the year, with the launch of the first ship in 2021 and the second in 2022.

The Bulgarian Navy’s requirement for modular patrol ships is for multirole corvettes for anti-submarine and anti-surface warfare, in addition to air defence, peacetime patrol, and search-and-rescue missions for both national defence and NATO and European Union-led multinational operations.

https://www.janes.com/article/89060/bulgaria-moves-closer-to-selection-of-supplier-of-two-modular-patrol-ships
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Julho 07, 2019, 10:21:48 am
Os futuros NPO's :mrgreen:

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/pdGIIP.jpg) (https://imageshack.com/i/plpdGIIPj)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Julho 07, 2019, 05:10:10 pm
Ao menos o posicionamento da peça está num sítio correcto..
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Julho 07, 2019, 05:44:30 pm
Houvesse visão nesta terra

Citar
Bulgaria moves closer to selection of supplier of two modular patrol ships

Aleksandar Mladenov, Sofia and Krasimir Grozev, Sophia - Jane's Defence Weekly
05 June 2019


The Bulgarian Ministry of Defence (MoD) has called for price proposals from the bidders in the tender for two modular patrol ships on 29 May, with the winner expected to be announced by the end of June.

The three bidders for the BGN820 million (USD472 million) tender are Lürssen, Fincantieri, and Bulgarian shipbuilder MTG Delfin.

Bulgarian Defence Minister Krasimir Karakachanov said on 17 May that the contract is expected to be signed by the end of the year, with the launch of the first ship in 2021 and the second in 2022.

The Bulgarian Navy’s requirement for modular patrol ships is for multirole corvettes for anti-submarine and anti-surface warfare, in addition to air defence, peacetime patrol, and search-and-rescue missions for both national defence and NATO and European Union-led multinational operations.

https://www.janes.com/article/89060/bulgaria-moves-closer-to-selection-of-supplier-of-two-modular-patrol-ships

Mania de classificarem corvetas de "patrol ships". Qualquer dia até os Kirov são navios de patrulha.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Julho 16, 2019, 04:49:44 pm
E se pelo menos, as nossas Marlin dos NPO, tivessem acoplados alguns Rafael LR, ou outro sistema ??

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/yFAIXg.jpg) (https://imageshack.com/i/plyFAIXgj)
Royal Navy’s Martlet missile debuts on Type 23 frigate HMS Sutherland

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/G40iHb.jpg) (https://imageshack.com/i/pmG40iHbj)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/7tGvnP.jpg) (https://imageshack.com/i/pm7tGvnPj)
 
Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Julho 16, 2019, 04:52:18 pm
E se as nossas Marlin tivessem acoplados alguns Rafael LR ??

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/yFAIXg.jpg) (https://imageshack.com/i/plyFAIXgj)
Royal Navy’s Martlet missile debuts on Type 23 frigate HMS Sutherland
 
Abraços


Era preciso que as Marlin chegassem cá primeiro....
De resto era boa idea!
 :-P
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Julho 16, 2019, 04:59:02 pm
E se as nossas Marlin tivessem acoplados alguns Rafael LR ??

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/yFAIXg.jpg) (https://imageshack.com/i/plyFAIXgj)
Royal Navy’s Martlet missile debuts on Type 23 frigate HMS Sutherland
 
Abraços


Era preciso que as Marlin chegassem cá primeiro....
De resto era boa idea!
 :-P

Mas já temos cá dois reparos Stalker, os do VdC e do FdF, para se poder testar se funcionava ou não.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Julho 16, 2019, 05:15:02 pm
Ok, eu tava a falar é das que faltam pró resto dos NPO´s!
 c56x1
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Julho 16, 2019, 05:21:28 pm
Existe a WS Marlin com Rafael integrados...? Sei que o Mistral (duplo) está, no sistema “SIHAM3”. 

 Eu sou "parcial" ao RC-Simbad, sempre ficam em separado e deve caber no NPO...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Julho 16, 2019, 06:33:21 pm
Ok, eu tava a falar é das que faltam pró resto dos NPO´s!
 c56x1

eu sei. ;)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Julho 16, 2019, 06:41:12 pm
Stalker

.........estas duas, há uns meses atrás, foram parar á Polónia, ás tantas eram as nossas mas como não as pagamos !? :mrgreen:

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/FuX8vm.jpg) (https://imageshack.com/i/plFuX8vmj)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Julho 16, 2019, 08:40:17 pm
Admira-te!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Julho 16, 2019, 09:50:50 pm
Admira-te!

olha que eu não escrevi o que escrevi por acaso.......... ::)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Agosto 07, 2019, 12:09:51 pm
E é assim que, no México, se constrói um NPO com deslocamento/comprimento/boca/calado muito semelhantes aos nossos Classe Viana do castelo.
Andaram durante toda a construção com duas gruas com 20/30 ton de capacidade cada uma ?
Pela quantidade de blocos que foi necessário levantar para a construção só pode !


https://navaltoday.com/2019/08/07/mexico-launches-final-oaxaca-class-opv/

Mexico Launches Eighth OPV

On 23 July the Mexican Navy’s (Armada de México) own shipyard, Astilleros de la Armada (known as Astimar), launched its last offshore patrol vessel (OPV) of the OAXACA-class, the ARM TABASCO (PO-168).

Originally to be named ESTADO de MÉXICO, the vessel’s name was changed shortly after being launched. She is the eighth and final vessel of her class, which was developed and built by Astimar specifically for the Armada de México and has proven to be very successful in ocean control missions, both on the Pacific coast and in the Gulf of Mexico.

The 86m vessel displaces 1,680t and is armed with an Oto Melara (now Leonardo) 76mm gun on the bow, a 30mm gun from the same origin mounted over the helicopter hangar and two .50cal machineguns. She also carries a médium helicopter, an interceptor boat and two rescue boats.

https://www.monch.com/mpg/news/naval-channel/5802-mexico-launches-eighth-opv.html

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Agosto 07, 2019, 08:48:02 pm
Mania que estes gajos têm de meter os canhões do Yamato nos OPV. Crazy Mexican...  :mrgreen: :mrgreen:

(https://pbs.twimg.com/media/DkacLOaUcAA0dhq.jpg)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Agosto 08, 2019, 12:17:38 am
Mania que estes gajos têm de meter os canhões do Yamato nos OPV. Crazy Mexican...  :mrgreen: :mrgreen:

(https://pbs.twimg.com/media/DkacLOaUcAA0dhq.jpg)

Saudações


Só nós é que estamos bem, os outros todos são uns lorpas...
 :-P
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Agosto 08, 2019, 12:28:59 am
 E que radar / sistema(s) CESM/ COMINT / RESM têm? Com a Marlin 30mm eu até vivo bem (quando são instaladas, claro).
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Agosto 08, 2019, 06:45:23 pm
É esta?  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

(https://scontent.flis5-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/67694371_2416296931974451_4178905709020184576_n.jpg?_nc_cat=102&_nc_eui2=AeEcE_jWBzzQBstQepqH4L_kUXt-Ud-sKyI3C7HNV5Bl77rT6lKrUyoKaUomTgFTy46p5roV4ZlIg2Qir_rqLHMU2pEeGnSFVWy1KbOlgp7LoA&_nc_oc=AQl5gQDxrhpjk5hzWY01lE9RcPebti47CskYHHibG4vioQ8OSqNcDe29FJMpRcrX0H88S7ANjOj0QPLilnMy2hTm&_nc_ht=scontent.flis5-1.fna&oh=7ec8de24ce360789d9d215098efd9dd1&oe=5DDB4C21)

Saudações  c56x1 :-P

P.S. Ups, parece que não...  :mrgreen: :mrgreen:

Citar
Tail gater s beware.... 57mm gun for a LCS type USN ship. (btw LCS stand s for Little Crappy Ship !!))

Fonte:Eyes of the Fleet
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Agosto 13, 2019, 09:37:04 pm
Cá estão eles os  " Canhões " do Yamato, bem......estes são, eram, do Mutso.


(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/qP6H1e.jpg) (https://imageshack.com/i/pnqP6H1ej)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Setembro 12, 2019, 06:53:12 am
Já antes existiam visionários  :mrgreen:

https://www.facebook.com/groups/1611065292284356/permalink/2602585289799013/?app=fbl
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Outubro 09, 2019, 02:24:50 pm
Projeto de OPV para as Filipinas

https://www.janes.com/article/91753/pacific-2019-austal-unveils-proposal-for-philippine-opv-programme
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 17, 2019, 09:06:26 am
Beefed-up River-class patrol vessel of the #RoyalThaiNavy featuring 3in gun, 2x30mm guns, FCS, decoy launchers and.. Harpoon missiles!

https://twitter.com/D__Mitch/status/1206559971225280512

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fimagizer.imageshack.us%2Fv2%2Fxq90%2F923%2F3xPzTn.jpg&hash=bf2465a3fb9ba415139d165e49d8bdb5) (https://imageshack.com/i/pn3xPzTnj)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Dezembro 17, 2019, 02:23:25 pm
Beefed-up River-class patrol vessel of the #RoyalThaiNavy featuring 3in gun, 2x30mm guns, FCS, decoy launchers and.. Harpoon missiles!

https://twitter.com/D__Mitch/status/1206559971225280512

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fimagizer.imageshack.us%2Fv2%2Fxq90%2F923%2F3xPzTn.jpg&hash=bf2465a3fb9ba415139d165e49d8bdb5) (https://imageshack.com/i/pn3xPzTnj)

Abraços

Ao menos esse pode "patrulheirar" á vontade que ninguem se chega perto, e se chegarem podem ter azar.
Não como certas traineiras oceanicas que eu cá conheço...
 :-P
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Dezembro 19, 2019, 10:08:29 am
A Damen sempre em grande

https://www.janes.com/article/93281/nigerian-navy-outlines-procurement-plan

Existisse visão nesta amostra de "país" e não apenas interesses em encher os próprios bolsos, o que se poderia ter feito...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Dezembro 20, 2019, 01:09:45 pm
Mais um

https://www.janes.com/article/93315/ocea-hands-over-84-m-opv-to-the-philippine-coast-guard

Um mercado em constante expansão, a ser aproveitado por países do 1º mundo
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Dezembro 20, 2019, 01:57:47 pm
Umas pequenas alterações no NPO e poderíamos ser um verdadeiro candidato em muitos destes concursos de aquisições de OPVs.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: jpthiran em Dezembro 20, 2019, 02:48:57 pm
ganhar dinheiro fica mal !...

é melhor andar na pedinchice!...

os Espanhóis fazem fragatas topo de gama...

aqui nem um NPO em condições conseguimos vender!...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Dezembro 20, 2019, 02:57:08 pm
ganhar dinheiro fica mal !...

é melhor andar na pedinchice!...

os Espanhóis fazem fragatas topo de gama...

aqui nem um NPO em condições conseguimos vender!...

jpthiran o que vou escrever não é só para si, mas para todo o pessoal do fórum. Sabendo que o projecto é da Marinha Portuguesa e que a West Sea Viana Shipyards limita-se a construir, quem é que anda no mercado a tentar vender estes navios? Dúvido que haja uma única pessoa, mas posso estar errado.

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: jpthiran em Dezembro 20, 2019, 03:19:05 pm
ganhar dinheiro fica mal !...

é melhor andar na pedinchice!...

os Espanhóis fazem fragatas topo de gama...

aqui nem um NPO em condições conseguimos vender!...

jpthiran o que vou escrever não é só para si, mas para todo o pessoal do fórum. Sabendo que o projecto é da Marinha Portuguesa e que a West Sea Viana Shipyards limita-se a construir, quem é que anda no mercado a tentar vender estes navios? Dúvido que haja uma única pessoa, mas posso estar errado.

sem dúvida...provavelmente ninguém anda a tentar vender o navio...mas que raio, será que não há uma única alma, além do pessoal do forum, que ache que havia interesse em fazer qualquer coisa?...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 20, 2019, 03:33:54 pm
ganhar dinheiro fica mal !...

é melhor andar na pedinchice!...

os Espanhóis fazem fragatas topo de gama...

aqui nem um NPO em condições conseguimos vender!...

jpthiran o que vou escrever não é só para si, mas para todo o pessoal do fórum. Sabendo que o projecto é da Marinha Portuguesa e que a West Sea Viana Shipyards limita-se a construir, quem é que anda no mercado a tentar vender estes navios? Dúvido que haja uma única pessoa, mas posso estar errado.

sem dúvida...provavelmente ninguém anda a tentar vender o navio...mas que raio, será que não há uma única alma, além do pessoal do forum, que ache que havia interesse em fazer qualquer coisa?...

Haver até há, mas o que é preciso é haver dinheiro porque primeiro tem de haver para os vencimentos e mordomias do Generalato/Almirantado, aí a Má-Língua

Abraços

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Dezembro 21, 2019, 01:36:56 pm
Agora a sério, alguém acredita que com tantas alternativas no mercado alguma marinha/guarda costeira quer adquirir um arrastão desenhado nos ano 80, por melhores que sejam as suas características náuticas?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Dezembro 21, 2019, 01:57:29 pm
Depende dos trunfos usados. Tendo em conta que muitos destes países não têm muita gente qualificada para operar navios destes género, nem capacidade de manter navios muito complexos, a simplicidade do NPO podia ser usada como um trunfo neste sentido. Juntar a isto a um factor preço mais baixo que os concorrentes e tripulação mais reduzida e as chances de vendas seriam maiores.

Mas para isso era preciso demonstrar as reais capacidades dos navios com os construídos para a MP, modificando o projecto original, a nível de armamentos, sensores, mas também configuração do navio, e eventualmente desenvolver a capacidade de receber diferentes módulos de missão.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 21, 2019, 03:34:22 pm
Umas pequenas alterações no NPO e poderíamos ser um verdadeiro candidato em muitos destes concursos de aquisições de OPVs.

Afirmativo.

Abraço
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: jpthiran em Dezembro 22, 2019, 12:54:29 pm
Depende dos trunfos usados. Tendo em conta que muitos destes países não têm muita gente qualificada para operar navios destes género, nem capacidade de manter navios muito complexos, a simplicidade do NPO podia ser usada como um trunfo neste sentido. Juntar a isto a um factor preço mais baixo que os concorrentes e tripulação mais reduzida e as chances de vendas seriam maiores.

Mas para isso era preciso demonstrar as reais capacidades dos navios com os construídos para a MP, modificando o projecto original, a nível de armamentos, sensores, mas também configuração do navio, e eventualmente desenvolver a capacidade de receber diferentes módulos de missão.
raios nos partam!...quando é que nos deixamos de sonhar aqui no forum!...somos tão bem intencionados!...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 22, 2019, 06:14:27 pm
Depende dos trunfos usados. Tendo em conta que muitos destes países não têm muita gente qualificada para operar navios destes género, nem capacidade de manter navios muito complexos, a simplicidade do NPO podia ser usada como um trunfo neste sentido. Juntar a isto a um factor preço mais baixo que os concorrentes e tripulação mais reduzida e as chances de vendas seriam maiores.

Mas para isso era preciso demonstrar as reais capacidades dos navios com os construídos para a MP, modificando o projecto original, a nível de armamentos, sensores, mas também configuração do navio, e eventualmente desenvolver a capacidade de receber diferentes módulos de missão.
raios nos partam!...quando é que nos deixamos de sonhar aqui no forum!...somos tão bem intencionados!...

bem intencionado, quem ?
 Tu ?
 Deixa me rir tu fazes parte do grupo da Má Língua!!! :mrgreen:

Abraço
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Dezembro 22, 2019, 06:20:45 pm
Depende dos trunfos usados. Tendo em conta que muitos destes países não têm muita gente qualificada para operar navios destes género, nem capacidade de manter navios muito complexos, a simplicidade do NPO podia ser usada como um trunfo neste sentido. Juntar a isto a um factor preço mais baixo que os concorrentes e tripulação mais reduzida e as chances de vendas seriam maiores.

Mas para isso era preciso demonstrar as reais capacidades dos navios com os construídos para a MP, modificando o projecto original, a nível de armamentos, sensores, mas também configuração do navio, e eventualmente desenvolver a capacidade de receber diferentes módulos de missão.
raios nos partam!...quando é que nos deixamos de sonhar aqui no forum!...somos tão bem intencionados!...

bem intencionado, quem ?
 Tu ?
 Deixa me rir tu fazes parte do grupo da Má Língua!!!

Abraço

Claramente temos todos interesses pessoais nestes negócios. No fim de contas, a Rafael, Damen, Lockheed, Boeing, Airbus, Thyssen Krupp, Navantia, etc, etc, etc, pagam-nos muito dinheiro para vir aqui falar mal das nossas forças armadas e publicitar os seus produtos.  :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 22, 2019, 06:29:19 pm
Depende dos trunfos usados. Tendo em conta que muitos destes países não têm muita gente qualificada para operar navios destes género, nem capacidade de manter navios muito complexos, a simplicidade do NPO podia ser usada como um trunfo neste sentido. Juntar a isto a um factor preço mais baixo que os concorrentes e tripulação mais reduzida e as chances de vendas seriam maiores.

Mas para isso era preciso demonstrar as reais capacidades dos navios com os construídos para a MP, modificando o projecto original, a nível de armamentos, sensores, mas também configuração do navio, e eventualmente desenvolver a capacidade de receber diferentes módulos de missão.
raios nos partam!...quando é que nos deixamos de sonhar aqui no forum!...somos tão bem intencionados!...

bem intencionado, quem ?
 Tu ?
 Deixa me rir tu fazes parte do grupo da Má Língua!!!

Abraço

Claramente temos todos interesses pessoais nestes negócios. No fim de contas, a Rafael, Damen, Lockheed, Boeing, Airbus, Thyssen Krupp, Navantia, etc, etc, etc, pagam-nos muito dinheiro para vir aqui falar mal das nossas forças armadas e publicitar os seus produtos.  :mrgreen:

E a Embraer tambem..... :)

Abraço
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Get_It em Dezembro 23, 2019, 12:29:22 am
Quando a boca foge para a verdade...

Cumprimentos,
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Dezembro 23, 2019, 10:03:19 am
Há distribuição de tachos? Também quero!  8) ::)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Dezembro 23, 2019, 02:28:41 pm
Há distribuição de tachos? Também quero!  8) ::)

Mesmo! Deve haver ai uma duzia de "fornecedores" que se esqueceram do meu cheque ou o gajo perdeu-se nos correios!
 :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 23, 2019, 02:37:01 pm
Quando a boca foge para a verdade...

Cumprimentos,

excelente cabaz de natal eu recebi da EMB, este ano !!

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Get_It em Dezembro 23, 2019, 03:07:00 pm
excelente cabaz de natal eu recebi da EMB, este ano !!

Abraços
Se fosses só tu tenente... se fosses só tu... :P

Mais de metade do orçamento do desenvolvimento do bicharoco deve ser em cabazes de natal. :D

Estamos a falar de empresas que gastam muito dinheiro em marketing, grande parte dele que nós comuns mortais nem vemos. Por isso não estejam a pensar que é exagero comentar que "eles" andam por aqui ou que aquele post de blog ou aquela notícia tenham sido encomendadas; especialmente numa altura em que até já encomendam simples tweets ou posts de Facebook. E se for como algumas empresas que já vi, devem ter autênticos "centros de controlo" para coordenar campanhas de marketing e monitorizar tudo que é relacionado com relações públicas.

Boas festas,
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 23, 2019, 03:43:44 pm
excelente cabaz de natal eu recebi da EMB, este ano !!

Abraços
Se fosses só tu tenente... se fosses só tu... :P

Mais de metade do orçamento do desenvolvimento do bicharoco deve ser em cabazes de natal. :D

Estamos a falar de empresas que gastam muito dinheiro em marketing, grande parte dele que nós comuns mortais nem vemos. Por isso não estejam a pensar que é exagero comentar que "eles" andam por aqui ou que aquele post de blog ou aquela notícia tenham sido encomendadas; especialmente numa altura em que até já encomendam simples tweets ou posts de Facebook. E se for como algumas empresas que já vi, devem ter autênticos "centros de controlo" para coordenar campanhas de marketing e monitorizar tudo que é relacionado com relações públicas.

Boas festas,

não tenho qq dúvida quanto a isso, esse pessoal joga forte !!!!

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Dezembro 24, 2019, 12:55:23 am
Mas como a malta passa metade a falar de ferro-velho, não há cá pão para malucos.  :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 26, 2019, 06:00:21 pm
Ballistic protection for gunners on deck

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/d8H2by.jpg) (https://imageshack.com/i/pmd8H2byj)

https://twitter.com/D__Mitch?ref_src=twsrc%5Etfw

Para os Tejo e os VdC, versão 12,7.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Dezembro 26, 2019, 06:08:56 pm
Este serve?  :mrgreen: :mrgreen:

https://www.naval.com.br/blog/2019/12/26/marinha-do-brasil-declina-a-oferta-do-hms-clyde/ (https://www.naval.com.br/blog/2019/12/26/marinha-do-brasil-declina-a-oferta-do-hms-clyde/)
Citar
Segundo comentário de Marco A. Caffe – Gerente-Geral da BAE Systems do Brasil, feito aqui no Poder Naval, a Marinha do Brasil declinou formalmente a possibilidade de negócio envolvendo o HMS Clyde devido a outras prioridades da Força.
(https://www.naval.com.br/blog/wp-content/uploads/2019/12/HMS-Clyde-3.jpg)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Dezembro 26, 2019, 06:42:24 pm
Este serve?  :mrgreen: :mrgreen:

https://www.naval.com.br/blog/2019/12/26/marinha-do-brasil-declina-a-oferta-do-hms-clyde/ (https://www.naval.com.br/blog/2019/12/26/marinha-do-brasil-declina-a-oferta-do-hms-clyde/)
Citar
Segundo comentário de Marco A. Caffe – Gerente-Geral da BAE Systems do Brasil, feito aqui no Poder Naval, a Marinha do Brasil declinou formalmente a possibilidade de negócio envolvendo o HMS Clyde devido a outras prioridades da Força.
(https://www.naval.com.br/blog/wp-content/uploads/2019/12/HMS-Clyde-3.jpg)

Saudações

Se vier com a 30mm não serve, nós não gostamos desse armamento, não presta, tem de vir com duas 12,7!! ::)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Dezembro 26, 2019, 08:01:19 pm
Essa merda não interessa a ninguém! Onde é que já se viu NPOs com peças de 30 mm, miniguns e sensores militares? Não cumpre os requisitos de duplo-uso e o convés é reforçado para poder receber os Merlin — o que é de evitar, não vá alguém ter ideias esquisitas.

PS: depois de ler os comentários do Poder Naval fiquei com alguma esperança. Parece que RN quer “castrar” o navio, ou seja, remover o equipamento que não pertence à BAE. Como o equipamento militar (peça de 30 mm, miniguns, Scanter 4100) vai ser retirado, ficando o navio uma espécie de Tejo, é possível que provoque algum interesse na nossa Marinha.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Dezembro 27, 2019, 07:12:43 pm
Este serve?  :mrgreen: :mrgreen:

https://www.naval.com.br/blog/2019/12/26/marinha-do-brasil-declina-a-oferta-do-hms-clyde/ (https://www.naval.com.br/blog/2019/12/26/marinha-do-brasil-declina-a-oferta-do-hms-clyde/)
Citar
Segundo comentário de Marco A. Caffe – Gerente-Geral da BAE Systems do Brasil, feito aqui no Poder Naval, a Marinha do Brasil declinou formalmente a possibilidade de negócio envolvendo o HMS Clyde devido a outras prioridades da Força.
(https://www.naval.com.br/blog/wp-content/uploads/2019/12/HMS-Clyde-3.jpg)

Saudações

Só não serve porque vai contra os interesses da West Sea/ Martifer/ Mota-Engil. Com o PS no governo, nem dado aceitavam.

Mas com o flight deck certificado para Merlin dava um jeitão nos açores. E o armamento que tem( 30 mm + 2 miniguns) era mais do que suficiente para patrulhar o Golfo da Guine.
Mas a BAE systems nunca nos vai vender a preço de amigo, certamente procura vender a um pais que já seja seu cliente.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Janeiro 20, 2020, 06:30:48 pm
Cá estão os drones embarcados no NRP Sines.

https://www.facebook.com/MarinhaPortuguesa/videos/1975813782572841/

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 10, 2020, 11:21:53 am
The NRP Sines (P362) and NRP Setúbal (P363) ocean patrol vessels of @MarinhaPT are armed with two M2HB 12.7x99mm heavy machine guns each. The machine guns are installed to a mounting system with ballistic protection panels and ammunition storage mounts.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/sPQTWJ.jpg) (https://imageshack.com/i/posPQTWJj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/3FOBYR.jpg) (https://imageshack.com/i/pn3FOBYRj)

https://twitter.com/Defence360/status/1226797021937512448

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Fevereiro 10, 2020, 12:05:31 pm
The NRP Sines (P362) and NRP Setúbal (P363) ocean patrol vessels of @MarinhaPT are armed with two M2HB 12.7x99mm heavy machine guns each. The machine guns are installed to a mounting system with ballistic protection panels and ammunition storage mounts.
https://twitter.com/Defence360/status/1226797021937512448

Abraços

Ufa! Pensei que o iam deixar com 1 fisguita! Afinal são DUAS!! Assim tá bem!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Fevereiro 10, 2020, 03:59:25 pm
Não creio que seja novidade, tenho ideia que estes dois navios sempre tiveram as duas .50, face à falta da Marlin.

Agora gostava de saber é se há novidades da ida do Sines para Viana do Castelo para a "inspecção dentro da garantia" ou lá o que era.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 12, 2020, 07:35:14 am
The four Viana do Castelo-class OPVs of the Portuguese Navy will be gradually modified to enable the operation of UAVision Spyro UAS. NRP Sines (P362) unit was already equipped with equipment to operate the UAS.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/zi4u2j.jpg) (https://imageshack.com/i/pmzi4u2jj)

https://twitter.com/Defence360/status/1227196004950315009

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Fevereiro 13, 2020, 02:52:24 pm
https://www.facebook.com/groups/1611065292284356/permalink/2936198176437721/?app=fbl
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 13, 2020, 06:09:15 pm
https://www.facebook.com/groups/1611065292284356/permalink/2936198176437721/?app=fbl

Epá não é o nosso PM que é de GOA ??? ::)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Fevereiro 14, 2020, 11:40:11 am
https://mobile.twitter.com/MikiAV8BHarrier/status/1228279881689116673
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Fevereiro 14, 2020, 02:19:29 pm
https://www.facebook.com/groups/1611065292284356/permalink/2936198176437721/?app=fbl

Epá não é o nosso PM que é de GOA ??? ::)

Abraços

O pai era, ele é alfacinha de gema (penso eu de que).
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Fevereiro 14, 2020, 05:08:27 pm
Calma, o marselfie foi à Índia encomendar meia dúzia  :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 14, 2020, 06:25:48 pm
https://www.facebook.com/groups/1611065292284356/permalink/2936198176437721/?app=fbl

Epá não é o nosso PM que é de GOA ??? ::)

Abraços

O pai era, ele é alfacinha de gema (penso eu de que).

OK, a primeira mulher do Samora Machel era uMaputinha de gema !! :mrgreen:
é só o trocadilho, sem ofensa, claro !

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Fevereiro 18, 2020, 11:29:30 am
Citar
Mexican Navy commissions first POLA long-range OPV
The Mexican Navy's first POLA (Patrulla Oceánica de Largo Alcance) long-range ocean patrol vessel, ARM Reformador (101), was commissioned on 6 February, the service has announced.

Reformador is based on the Damen Shipyards SIGMA 10514 light frigate design, displacing 2,570 tonnes, with a length of 105.1 m, a beam of 14 m, and a draft of 3.7 m.

Por esse mundo fora os OPV estão a crescer, espero que os próximos NPO também acompanhem essa tendência.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Fevereiro 18, 2020, 03:42:10 pm
Eu espero que não, porque há um grande risco de "NPOs esticados" sejam vistos por alguns como suficientes para substituir as fragatas. Algum incremento em sensores, CMS e armamento faz sentido, dimensões do navio, não me parece a não ser que fosse numa fase em que já houvesse substituto garantido para as fragata vendo-se os NPOs apenas como complemento destas.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Fevereiro 18, 2020, 03:59:33 pm
Há também uma "mania" de chamar NPO a corvetas, corvetas a fragatas ligeiras, etc...

Mas - repetindo-me - de um NPO a uma corveta vai uma grande distancia, não é só colocar sensores e "canhões Yamato"... um é projectado de raiz para ser um navio de combate, com capacidade de resistir a danos, o outro não. E tudo (sensores, resiliência a danos, etc) custa dinheiro e para patrulhar talvez não seja necessário.

Mas, em uma Marinha sempre pequena como a nossa, ter um par de NPO com mais capacidade para missões de segurança marítima em zonas mais complicadas é lógico - mas não é um NPO "Sa'ar 6" mas sim NPO "River batch II".   
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Fevereiro 18, 2020, 04:38:15 pm
Eu espero que não, porque há um grande risco de "NPOs esticados" sejam vistos por alguns como suficientes para substituir as fragatas. Algum incremento em sensores, CMS e armamento faz sentido, dimensões do navio, não me parece a não ser que fosse numa fase em que já houvesse substituto garantido para as fragata vendo-se os NPOs apenas como complemento destas.
Mas lançar um NPO sem um VLS A-43 em 2020 não faz sentido. Ate a um drone básico o NPO fica vulnerável.

Mas também por Harpon e MK54 também já é exagero.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Fevereiro 18, 2020, 04:53:49 pm
Eu espero que não, porque há um grande risco de "NPOs esticados" sejam vistos por alguns como suficientes para substituir as fragatas. Algum incremento em sensores, CMS e armamento faz sentido, dimensões do navio, não me parece a não ser que fosse numa fase em que já houvesse substituto garantido para as fragata vendo-se os NPOs apenas como complemento destas.
Mas lançar um NPO sem um VLS A-43 em 2020 não faz sentido. Ate a um drone básico o NPO fica vulnerável.

Mas também por Harpon e MK54 também já é exagero.

Depende... é para fazer "segurança marítima" anti-pirataria e/ou grupos "terroristas"...? (se tiver) Radar e o Merlin-WS 30mm e SIMBAD-RC chega para uns drones... mais que isso tem de ser uma fragata (ligeira).   
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Fevereiro 18, 2020, 04:58:55 pm
Eu espero que não, porque há um grande risco de "NPOs esticados" sejam vistos por alguns como suficientes para substituir as fragatas. Algum incremento em sensores, CMS e armamento faz sentido, dimensões do navio, não me parece a não ser que fosse numa fase em que já houvesse substituto garantido para as fragata vendo-se os NPOs apenas como complemento destas.
Mas lançar um NPO sem um VLS A-43 em 2020 não faz sentido. Ate a um drone básico o NPO fica vulnerável.

Mas também por Harpon e MK54 também já é exagero.

Lá andam vocês com os exageros.  :mrgreen: :mrgreen: Por cá não existe esse risco pois até lançamos NPO sem as armas principais...  ::) ::)

(https://www.marinha.pt/pt/media-center/Noticias/Imagens%20Noticias/NAVIOS/NRP%20Set%C3%BAbal/53362521_2280049585349545_3541821321535029248_o.jpg)

Aliás, as calibre .50 chegam e sobram para os drones segundo a MGP...  :-P c56x1

(https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn%3AANd9GcRTz5vPB6BNGHzQfwrvh2Icc5pijzBdJUG03Pf_NNhJ3zhGjiPy)

Cumprimentos  ;D :bang:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Fevereiro 18, 2020, 05:27:52 pm
Mas lançar um NPO sem um VLS A-43 em 2020 não faz sentido. Ate a um drone básico o NPO fica vulnerável.

Mas também por Harpon e MK54 também já é exagero.

Face à ameaça de drones em específico, não sei até que ponto equipar os navios com Phalanx seria o suficiente. Pelo menos o custo para abater um drone seria muito inferior do que ter que usar algum míssil AA. Se calhar até um míssil Mistral custa 10 vezes mais do que o habitual "drone suicida". Ainda para mais quando o Phalanx vem com radar de buscar, direcção de tiro e sensor electro-óptico instalado.

No entanto, não me queixava com NPOs equipados com VLS para mísseis de curto alcance e um lançador de Spike para alvos de superfície. Isto somado obviamente à Marlin.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Fevereiro 18, 2020, 05:57:19 pm
Citar
Mexican Navy commissions first POLA long-range OPV
The Mexican Navy's first POLA (Patrulla Oceánica de Largo Alcance) long-range ocean patrol vessel, ARM Reformador (101), was commissioned on 6 February, the service has announced.

Reformador is based on the Damen Shipyards SIGMA 10514 light frigate design, displacing 2,570 tonnes, with a length of 105.1 m, a beam of 14 m, and a draft of 3.7 m.

Por esse mundo fora os OPV estão a crescer, espero que os próximos NPO também acompanhem essa tendência.

Eu então só espero que haja próximos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Fevereiro 18, 2020, 06:06:33 pm
Algo baseado nos Damen Shipyards SIGMA 10514, não ém um simples NPO, mas sim uma Fragata/Corveta com um sistema de armamento mais simples.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Fevereiro 19, 2020, 11:33:32 am
Possível upgrade dos River bach 2.

https://www.naval.com.br/blog/2020/02/17/aprimorando-os-opvs-classe-river-batch-ii/ (https://www.naval.com.br/blog/2020/02/17/aprimorando-os-opvs-classe-river-batch-ii/)

Citar
Os River Batch II são equipados com um Sistema de Gerenciamento de Combate (CMS) que facilitará futuras atualizações de sistema de armas.

O site Save The Royal Navy publicou algumas configurações possíveis de upgrades para os River Batch II que reproduzimos abaixo.

(https://www.naval.com.br/blog/wp-content/uploads/2020/02/OPV-River-Batch-II-upgrade-3.jpg)

(https://www.naval.com.br/blog/wp-content/uploads/2020/02/OPV-River-Batch-II-upgrade-2.jpg)

(https://www.naval.com.br/blog/wp-content/uploads/2020/02/OPV-River-Batch-II-upgrade-1.jpg)

Saudações
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 19, 2020, 11:44:36 am
Possível upgrade dos River bach 2.

https://www.naval.com.br/blog/2020/02/17/aprimorando-os-opvs-classe-river-batch-ii/ (https://www.naval.com.br/blog/2020/02/17/aprimorando-os-opvs-classe-river-batch-ii/)

Citar
Os River Batch II são equipados com um Sistema de Gerenciamento de Combate (CMS) que facilitará futuras atualizações de sistema de armas.

O site Save The Royal Navy publicou algumas configurações possíveis de upgrades para os River Batch II que reproduzimos abaixo.

(https://www.naval.com.br/blog/wp-content/uploads/2020/02/OPV-River-Batch-II-upgrade-3.jpg)

(https://www.naval.com.br/blog/wp-content/uploads/2020/02/OPV-River-Batch-II-upgrade-2.jpg)

(https://www.naval.com.br/blog/wp-content/uploads/2020/02/OPV-River-Batch-II-upgrade-1.jpg)

Saudações

Apostaria as minhas fichas em dois/três OPV Max.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Fevereiro 19, 2020, 01:17:40 pm
Vamos comprar os River?  :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Fevereiro 19, 2020, 01:45:00 pm
Mais depressa víamos os nossos NPO equipados com o armamento/equipamento do OPV Max do que adquiríamos algum desses.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Fevereiro 19, 2020, 03:41:43 pm
Sendo que "River II" - um projecto para o qual tenho algum apreço, como já devem ter percebido  ;) - uma evolução do projecto inicial  (que teve, originalmente, em relação aos NPO mais capacidades, nos sensores, por exemplo) e essa evolução incluiu alterações importantes que permitem ter mais "resiliência" para danos... ou seja, nos nossos NPO não seria "apenas" colocar sensores e armas mas também investir em alterações algo "invisíveis"...       
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Fevereiro 19, 2020, 04:37:19 pm
O problema é que nem uma nem outra alternativa irá acontecer. Mais depressa viria o 3º Tridente, do que qualquer OPV estrangeiro ou NPO modificado. E todos sabemos que é quase impossível vir o 3º Tridente... portanto...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Fevereiro 19, 2020, 05:44:32 pm
"quase"? :jok:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Fevereiro 19, 2020, 10:18:11 pm
Ali bem no fundo, ainda há uma pequeníssima réstia de esperança de vir o "submarino D. Sebastião", na tal manhã de nevoeiro.  :mrgreen:

Se não metesse ali o "quase", era logo acusado de má língua... há-que equilibrar as coisas.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Fevereiro 20, 2020, 12:51:02 am
Para quê outros OPV, quando a Marinha e a classe política acham que os NPOs são extremamente avançados e até competitivos com o que de melhor se faz lá fora? Obviamente, os senhores oficiais da Marinha  prestam pouca atenção à Janes e quando vão aos certames internacionais ficam-se pelos cocktails e canapés.

Quanto aos políticos, estão-se marimbando para tudo o que é defesa e soberania nacional e papam quase tudo o que os militares lhe dizem. A grande excepção são as quantidades, pois acham que os militares exageram nos números de equipamentos a adquirir. Segundo me disseram, foi por isso que só se adquiriram dois submarinos, que são mais do que suficientes para as nossas necessidades. E ao que parece muita gente acha que todos os Tejo já se encontram ao serviço.

Estamos entregues à bicharada e é uma pura perda de tempo estarmos aqui a discutir o sexo dos anjos.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Fevereiro 20, 2020, 12:51:45 pm
Acho que quando há esses certames internacionais, eles fazem um desvia e vão a uma prova de vinhos que haja lá perto, assim evitam a humilhação de ver equipamentos militares de topo e não ter dinheiro nenhum para os comprar...

Mas se dos políticos já é de esperar à décadas esta falta de consideração pelas forças armadas, das próprias chefias militares é que já é chocante. Basta ver que o "LPD ideal" para nós é um LPD com base em projectos com 20 anos ou mais (Rotterdam), quando hoje em dia já se faz todo o tipo de LPD/LHD que não se limitam a um "casco com um prédio em cima".

Quanto aos NPOs, eu nem exigia que vissem navios estrangeiros e os comparassem, mas que pelo menos dessem uma vista de olhos no mercado para equipamentos que podem ser instalados nos nossos navios, desde sensores, armamento, contra-medidas, lanchas de intercepção, UAVs, USVs, etc. Esta história de querer que os nossos NPOs façam o mesmo que os dos aliados, que por sua vez têm hangar e helicóptero, armamento mais pesado, sensores mais modernos, etc é que me parece ridículo.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Fevereiro 21, 2020, 07:36:13 pm
Citar
Initial trials with a SPYRO 4N VTOL UAS hosting an electro-optical/infrared payload were carried out from NRP Sines during a deployment to the Gulf of Guinea in late 2019. The UAS, which is designated by the navy as the Açor class, was provided by UAVision as part of a joint agreement.

During the trials, take-off and landing operations were carried out from the flight deck by an external pilot with a portable C2 terminal; however, the navy is looking to add this capability to the new C3 package that has been installed in the bridge for UAS automatic take-off and landing.

The UAS C3 package was supplied by UAVision under a contract awarded on 24 October 2019. It is based on the company’s G2000 ground control station and mainly consists of servers and four large rugged monitors located in the ship’s bridge, software for telemetry, planning, flight control and payload operation, and the StormCOMM long-range IP datalink.

 :D
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 25, 2020, 06:10:24 am
Portugal adds VTOL UAS capability to OPVs
Victor Barreira, Lisbon - Jane's Navy International

The Portuguese Navy is introducing a vertical take-off and landing (VTOL) unmanned aerial system (UAS) operating capability to its Viana do Castelo-class offshore patrol vessels (OPVs), the service has told Jane’s .

(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/924/v5ZCIX.jpg) (https://imageshack.com/i/pov5ZCIXj)
NRP Sines is the first Portuguese OPV to be fitted with a C3 suite for VTOL UAS operations. (Victor Barreira)

The four OPVs are operated by the navy’s Surface Ships Squadron in a wide range of roles over the country’s exclusive economic zone (EEZ) and frequently as part of multinational operations.
Initial trials with a SPYRO 4N VTOL UAS hosting an electro-optical/infrared payload were carried out from NRP Sines during a deployment to the Gulf of Guinea in late 2019. The UAS, which is designated by the navy as the Açor class, was provided by UAVision as part of a joint agreement.

During the trials, take-off and landing operations were carried out from the flight deck by an external pilot with a portable C2 terminal; however, the navy is looking to add this capability to the new C3 package that has been installed in the bridge for UAS automatic take-off and landing.

The UAS C3 package was supplied by UAVision under a contract awarded on 24 October 2019. It is based on the company’s G2000 ground control station and mainly consists of servers and four large rugged monitors located in the ship’s bridge, software for telemetry, planning, flight control and payload operation, and the StormCOMM long-range IP datalink.

https://www.janes.com/article/94449/portugal-adds-vtol-uas-capability-to-opvs

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Fevereiro 28, 2020, 09:50:59 am
Sensores e armamento deste tipo é o que os nossos NPO precisam !!!
em termos de radares estes NPO Holandeses são muito superiores ás nossas BD !!

https://www.navalanalyses.com/2014/11/holland-class-offshore-patrol-boats-of.html

(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/921/qnMGrr.jpg) (https://imageshack.com/i/plqnMGrrj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/921/nXm5dG.jpg) (https://imageshack.com/i/plnXm5dGj)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Fevereiro 28, 2020, 10:08:39 am
Esses navios foram concebidos primáriamente para patrulhas de longo curso nas Antilhas Holandesas
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Fevereiro 28, 2020, 11:03:43 am
Esses navios foram concebidos primáriamente para patrulhas de longo curso nas Antilhas Holandesas

E custam quanto...? Voltamos à velha questão de "manteiga vs canhões" - compreendo os NPO "arrastões" (apesar de ter dificuldade na parte de não haver um radar "militar", por limitado que seja), mas ter um par de NPO tipo "River II" teria toda a lógica e utilidade, libertando as nossas poucas fragatas (salvo se tivermos deitado a "toalha ao chão" e 3 das 5 sejam para segurança marítima apenas).
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Fevereiro 28, 2020, 01:36:14 pm
Sensores e armamento deste tipo é o que os nossos NPO precisam !!!
em termos de radares estes NPO Holandeses são muito superiores ás nossas BD !!

https://www.navalanalyses.com/2014/11/holland-class-offshore-patrol-boats-of.html

(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/921/qnMGrr.jpg) (https://imageshack.com/i/plqnMGrrj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/921/nXm5dG.jpg) (https://imageshack.com/i/plnXm5dGj)

Abraços

Não acredites no marketing holandês, isso são corvetas com excelentes sensores e armamento básico.  :mrgreen:
Só têm menos 7 metros que as nossas VdG, ou seja, mais 25 metros que os nossos NPO e mil toneladas de deslocamento a mais.

Por cá este tipo de navios ainda substituía as fragatas, e ainda ficávamos pior do que já estamos em capacidade bélica.  :bang:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 04, 2020, 07:19:04 pm
O que acho interessante neste artigo sobre os NPO é haver NPO1S, os quatro primeiros Patrulhas da primeira serie, e NPO2S as futuras unidades a serem construídas, da segunda serie.
A ver vamos o que nos vai trazer a parte II do artigo deste mês da revista da Armada.

https://www.marinha.pt/conteudos_externos/Revista_Armada/2020/551/#p=17

Estas Marlin é que não há maneira de aparecer em Portugal.
(https://thaimilitaryandasianregion.files.wordpress.com/2019/04/capture1-3.png)

https://www.dn.pt/lusa/governo-compra-sistemas-de-armas-para-os-npo-viana-do-castelo-no-valor-de-6500-me-8790435.html

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 04, 2020, 08:07:03 pm
Não entendi o texto assim... o NPOS1 são as 2 primeiras unidades (Viana do Castelo e Figueira da Foz) e o NPOS2 as 2 unidades seguintes (Sines e Setúbal), que tiveram modificações no Projecto de Detalhe devido a equipamentos já obsoletos usados no NPOS1 (e, espero, pela experiência com esses).

Interessante que, mesmo um navio com características civis e que tem como a preocupação principal o bom comportamento no mar, teve que ter o Projecto Básico executado em um estaleiro estrangeiro...

Mas tem 2 radares de NAVEGAÇÃO... dizer marcas e modelos é que fica talvez para 2a parte.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 04, 2020, 08:20:59 pm
Que alterações tiveram o o Sines e Setúbal face aos dois primeiros? Só se for a não instalação da Marlin, do sensor E/O, e talvez com a instalação das duas .50 em cada lado dos navios. De resto não estou a ver nada digno de ser considerado modificação ou melhoramento.

Espero que os NPOS2 sejam de facto os próximos, porque se forem o segundo par, então indica que esta nomenclatura é para inglês ver tais são as diferenças mínimas face aos originais.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 04, 2020, 08:41:48 pm
Do que eu li, o artigo na totalidade, depreendi que os NPO1S sao os quatro primeiros navios, exactamente o que escrevi no post, até porque em termis de sensores e armamento terão exactamente os mesmos, isto quando as 30mm chegarem, claro.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: PereiraMarques em Maio 04, 2020, 09:03:15 pm
Aqui usam o passado para falar dos NPO2S, subentendo que se refiram ao Sines e ao Setúbal.

(https://i.imgur.com/S1elNUI.jpg)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 04, 2020, 10:01:05 pm
Na 1a página refere que o NPOS1 foi contratualizado 2 navios aos ENVC em 2002 e na 2a página que no NPOS2 o projecto de Detalhe, principalmente por razões de obsolescência de sistemas e equipamentos, sofreu modificações e já aos CWSE... ora é normal que 13 anos depois tenha havido alterações de fogões, computadores, AC, motores... para além do sistema EO, que referem especificamente ser diferentes e tinha visto algures pelo fórum serem diferentes. Parece-me normal que entre os 2 "lotes" tiveram alterar o projecto de Detalhe.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 04, 2020, 10:54:22 pm
Se não estou em erro, tanto o Setúbal como o Sines têm a posição do sistema E/O vazia. Só se foi um downgrade para "olhómetro".

Parece-me... desnecessário uma nova sigla para um par de navios com actualizações apenas ao nível de comodidades. Normalmente ter uma classe separada por séries ou "batches", ou "Flights" ou "Mk" implicam que os navios tenham recebido mudanças significativas.

Estou para ver as melhorias dos NPOS3 e NPOS4... Por este andar só mesmo melhorias a nível interior, porque de resto...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Get_It em Maio 05, 2020, 12:20:16 am
Em tempos tinha sido discutido que a compra dos NPOs às pinguinhas, e andar a adquirir os sistemas aos pares, obrigava a que as unidades posteriores recebessem equipamento diferente dos outros navios da classe. Portanto, não sei se os futuros 5º e 6º NPOs terão também de receber uma designação diferente dos primeiros dois navios do segundo lote sem serem mesmo realizadas grandes alterações ao projecto.

Cumprimentos,
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 05, 2020, 06:38:31 am
Meus caros eu ainda sei ler e interpretar o Português.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/gmK1bM.png) (https://imageshack.com/i/pngmK1bMp)

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 05, 2020, 10:46:58 am
Meus caros eu ainda sei ler e interpretar o Português.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/gmK1bM.png) (https://imageshack.com/i/pngmK1bMp)

Cumprimentos

Não coloco isso em dúvida - já duvido é da "clareza" do português do artigo, que dá lugar a diferentes interpretações...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Maio 05, 2020, 11:09:53 am
O Sines e o Setúbal ainda pertencem a primeira série. Embora o Sines esteja a ser usado para testar tecnologia para a segunda série.

A grande diferença da primeira serie para a segunda é começarmos a integrar sensores. Finalmente o sensor electroóptico não vai estar na arma.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 05, 2020, 01:34:51 pm
Como assim? O primeiro par de NPOs tem o sensor EO no mastro ainda antes de ter recebido as Marlin. O segundo par nem arma nem sensor EO que eu saiba...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Maio 05, 2020, 02:34:27 pm
Como assim? O primeiro par de NPOs tem o sensor EO no mastro ainda antes de ter recebido as Marlin. O segundo par nem arma nem sensor EO que eu saiba...

(https://i.ibb.co/cYPTs18/armaNPO.png)

Atualmente tens dois sensores, um para vigilância outro na arma para controle de tiro.

No novo lote vai ser tudo integrado no mastro. Um passo importante para a industria de defesa nacional, agora vamos ver que sensor se vai instalar.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Lightning em Maio 05, 2020, 03:10:56 pm
Eu interpreto como os 4 navios são da mesma série.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 05, 2020, 04:46:31 pm
Como assim? O primeiro par de NPOs tem o sensor EO no mastro ainda antes de ter recebido as Marlin. O segundo par nem arma nem sensor EO que eu saiba...

(https://i.ibb.co/cYPTs18/armaNPO.png)

Atualmente tens dois sensores, um para vigilância outro na arma para controle de tiro.

No novo lote vai ser tudo integrado no mastro. Um passo importante para a industria de defesa nacional, agora vamos ver que sensor se vai instalar.

Só não percebo uma coisa, se o sistema director de tiro vem com a arma, a Marlin, de que adianta ter um sistema no mastro para este mesmo efeito? Só faz sentido se for uma arma diferente cujo director de tiro não esteja acoplado à arma.

Bem que podiam era mostrar o conceito da segunda série, a se confirmar que serão os próximos dois navios. Sempre era uma forma de publicitar a evolução destes navios.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Maio 05, 2020, 05:27:52 pm
Como assim? O primeiro par de NPOs tem o sensor EO no mastro ainda antes de ter recebido as Marlin. O segundo par nem arma nem sensor EO que eu saiba...

(https://i.ibb.co/cYPTs18/armaNPO.png)

Atualmente tens dois sensores, um para vigilância outro na arma para controle de tiro.

No novo lote vai ser tudo integrado no mastro. Um passo importante para a industria de defesa nacional, agora vamos ver que sensor se vai instalar.

Só não percebo uma coisa, se o sistema director de tiro vem com a arma, a Marlin, de que adianta ter um sistema no mastro para este mesmo efeito? Só faz sentido se for uma arma diferente cujo director de tiro não esteja acoplado à arma.

Bem que podiam era mostrar o conceito da segunda série, a se confirmar que serão os próximos dois navios. Sempre era uma forma de publicitar a evolução destes navios.

A do mastro é para vigilância, não faz sentido teres que apontar a arma só para identificar uma traineira.

O ideal seria um sistema do tipo Gatekeeper para vigilância 360º e um do tipo Mirador para controle de tiro.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 05, 2020, 05:44:42 pm
Para identificar uma traineira tens o E/O do mastro que já está instalado nos dois primeiros navios, ausente do segundo par, para direcção de tiro já tens o sistema da arma, a qual também se encontra ausente no segundo par.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Maio 05, 2020, 05:52:11 pm
Para identificar uma traineira tens o E/O do mastro que já está instalado nos dois primeiros navios, ausente do segundo par, para direcção de tiro já tens o sistema da arma, a qual também se encontra ausente no segundo par.

Tens a certeza disso?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 05, 2020, 05:59:51 pm
Sim. Já vejo se arranjo fotos.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 05, 2020, 06:13:30 pm
(https://www.marinha.pt/pt/os_meios/patrulhasoceanicos/Viana%20Castelo%20%20Imagens/121217-PRTN-912590-136_.jpg)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Maio 05, 2020, 06:22:16 pm
(https://www.marinha.pt/pt/os_meios/patrulhasoceanicos/Viana%20Castelo%20%20Imagens/121217-PRTN-912590-136_.jpg)

Esse é o Viana do castelo.

O E/O do mastro do NRP Viana Castelo
(https://i.ibb.co/PMMH34Y/DSC00748.jpg)

Arma do NRP Viana Castelo
(https://4.bp.blogspot.com/-DnsMJTF_0Hk/Uu0gvhoZlqI/AAAAAAAA10M/aZlLRd9du_o/s1600/DSC00749.JPG)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: zawevo em Maio 05, 2020, 06:37:40 pm
Aqui está o E/O

https://www.dropbox.com/s/pbxz6n42lgsfdk5/198367_204640916339316_1381667488_n.jpg?dl=0

https://www.dropbox.com/s/kws6v538mvcd1kf/0261b.jpg?dl=0

https://www.dropbox.com/s/bb6iaxh9g9jq1iv/EO.jpg?dl=0

Se não aparecer sigam o "link" porque definitivamente não sei colocar aqui fotos. Sou burro.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 05, 2020, 06:57:39 pm
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/UU5dxJ.jpg) (https://imageshack.com/i/pnUU5dxJj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/JkPvM1.jpg) (https://imageshack.com/i/poJkPvM1j)

https://poadu.wordpress.com/2009/07/30/284/

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 05, 2020, 07:56:28 pm
(https://www.marinha.pt/pt/os_meios/patrulhasoceanicos/Viana%20Castelo%20%20Imagens/121217-PRTN-912590-136_.jpg)

Esse é o Viana do castelo.

O E/O do mastro do NRP Viana Castelo
(https://i.ibb.co/PMMH34Y/DSC00748.jpg)

Arma do NRP Viana Castelo
(https://4.bp.blogspot.com/-DnsMJTF_0Hk/Uu0gvhoZlqI/AAAAAAAA10M/aZlLRd9du_o/s1600/DSC00749.JPG)

Ah a tua dúvida era estarem ausentes do segundo par? Nesse caso, não me recordo de ver fotos dos navios com o E/O na mesma posição.

(https://static.globalnoticias.pt/tsf/image.aspx?brand=TSF&type=generate&guid=adb48dcf-c0dd-4e9a-a3d1-0a2d8b0cdebb&t=20191022081600)

NRP Sines, não tem lá nada.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Maio 05, 2020, 10:21:47 pm
Segundo percebo, os dois primeiros navios têm o Sagem Défense Sécurité VIGY 10 MkIII para vigilância além do sistema montado no Marlin 30mm .
Nos próximos 2 navios que aguardam, seria o novo EO Medusa da Leonardo (que está geralmente associado também ao Simbad montado ou não no Merlim 30mm).
Mas como está tudo tão secreto ainda vem algum Marlin 40mm   :)

https://www.leonardocompany.com/documents/20142/3150650/Medusa_MK4B_LQ_mm07983_.pdf?t=1538987651401

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: JohnM em Maio 06, 2020, 05:52:04 pm
Alguém sabe se o NPO pode levar canhões penetrantes ou só podem ser montados no convés? Obrigado.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Maio 08, 2020, 03:12:22 pm
(https://i.ibb.co/9hQzFmy/FB-IMG-15889470829207038.jpg) (https://ibb.co/Qkyz27Y)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 09, 2020, 04:44:14 pm

https://www.mbda-systems.com/press-releases/mbda-unveils-the-spimm-the-self-protection-module-for-surface-ships/

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Maio 09, 2020, 04:52:03 pm
Melhorias ao projecto :

Combate á poluição/ apoio ao mergulho
Draga minas.

Tenho dito.

 ;)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: JohnM em Maio 09, 2020, 05:32:27 pm

https://www.mbda-systems.com/press-releases/mbda-unveils-the-spimm-the-self-protection-module-for-surface-ships/

Abraços

Ficava bem, sim senhor... comprar uns 3 módulos já permitia enviar alguns dos NPO para cenários anti-pirataria, por exemplo...

Abraço
Joao
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: typhonman em Maio 10, 2020, 10:47:31 am
 :arrow: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/1/16/HNLMS_Holland.jpg

    Era isto que a Marinha precisava, algo entre o OPV e a Corveta ligeira.


   
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 10, 2020, 12:08:09 pm
O navio tem a sua graça, mas com os políticos e chefias militares que temos, ainda se lembravam de substuir as fragatas por isso.  :N-icon-Axe:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Maio 10, 2020, 12:45:17 pm
:arrow: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/1/16/HNLMS_Holland.jpg

    Era isto que a Marinha precisava, algo entre o OPV e a Corveta ligeira.


   

É um navio para operar em missões de baixa intensidade, os NPO são apenas para patrulha.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: typhonman em Maio 10, 2020, 02:34:09 pm
:arrow: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/1/16/HNLMS_Holland.jpg

    Era isto que a Marinha precisava, algo entre o OPV e a Corveta ligeira.


   

É um navio para operar em missões de baixa intensidade, os NPO são apenas para patrulha.

E se na "patrulha" houver uma escaramuça mais musculada, com outros OPV, fragatas ligeiras, ou mesmo fast-boats ou barcos piratas, atacamos com a 12.7 e as G-3 não é ?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 10, 2020, 02:35:43 pm
No entanto os NPOs andam a combater a pirataria com apenas duas .50. Às vezes pergunto-me o que é baixa intensidade, e por aí em diante. A ideia dos NPO era fazerem tudo o que não justificava o uso de fragatas. Mas quem teve a ideia não se lembrou de instalar sensores militares e armamento adequado.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 10, 2020, 02:50:20 pm
No entanto os NPOs andam a combater a pirataria com apenas duas .50. Às vezes pergunto-me o que é baixa intensidade, e por aí em diante. A ideia dos NPO era fazerem tudo o que não justificava o uso de fragatas. Mas quem teve a ideia não se lembrou de instalar sensores militares e armamento adequado.

Esses que não se lembraram ou não quiseram instalar mais e melhores sistemas de armas e radares, é que deviam estar a bordo desses Navios quando estão empenhados nessas missões de combate á pirataria, as tais de baixa intensidade se é que me entendem, pois eu continuo a não entender o que e como se classifica o combate á pirataria como missão de baixa intensidade, mas enfim.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Maio 10, 2020, 02:52:09 pm
:arrow: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/1/16/HNLMS_Holland.jpg

    Era isto que a Marinha precisava, algo entre o OPV e a Corveta ligeira.


   

É um navio para operar em missões de baixa intensidade, os NPO são apenas para patrulha.

E se na "patrulha" houver uma escaramuça mais musculada, com outros OPV, fragatas ligeiras, ou mesmo fast-boats ou barcos piratas, atacamos com a 12.7 e as G-3 não é ?

Se ao patrulhar a nosso ZEE tivermos um escaramuça com algo que não seja um navio de pesca ou trafico de droga é porque estamos em guerra. Outros meios tem de ser ativados.

No entanto os NPOs andam a combater a pirataria com apenas duas .50. Às vezes pergunto-me o que é baixa intensidade, e por aí em diante. A ideia dos NPO era fazerem tudo o que não justificava o uso de fragatas. Mas quem teve a ideia não se lembrou de instalar sensores militares e armamento adequado.

A segunda serie dos NPO vai substituir as corvetas, resta saber que arma principal vai ser colocada na segunda serie.

Quanto a baixa intensidade, para os holandeses basta ter canhões,  o Holland tem 2 armas iguais a arma principal dos NPO da primeira serie e ainda uma de 76 mm. Para nós baixa intensidade é tanto um NPO com .50 como uma fragata VdG.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 10, 2020, 03:09:37 pm
:arrow: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/1/16/HNLMS_Holland.jpg

    Era isto que a Marinha precisava, algo entre o OPV e a Corveta ligeira.


   

É um navio para operar em missões de baixa intensidade, os NPO são apenas para patrulha.

E se na "patrulha" houver uma escaramuça mais musculada, com outros OPV, fragatas ligeiras, ou mesmo fast-boats ou barcos piratas, atacamos com a 12.7 e as G-3 não é ?

Se ao patrulhar a nosso ZEE tivermos um escaramuça com algo que não seja um navio de pesca ou trafico de droga é porque estamos em guerra. Outros meios tem de ser ativados.

No entanto os NPOs andam a combater a pirataria com apenas duas .50. Às vezes pergunto-me o que é baixa intensidade, e por aí em diante. A ideia dos NPO era fazerem tudo o que não justificava o uso de fragatas. Mas quem teve a ideia não se lembrou de instalar sensores militares e armamento adequado.

A segunda serie dos NPO vai substituir as corvetas, resta saber que arma principal vai ser colocada na segunda serie.

Quanto a baixa intensidade, para os holandeses basta ter canhões,  o Holland tem 2 armas iguais a arma principal dos NPO da primeira serie e ainda uma de 76 mm. Para nós baixa intensidade é tanto um NPO com .50 como uma fragata VdG.

Red Baron os Patrulhas classe Holland apenas tem uma marlin 30mm e não duas como referes.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/JzCsIk.jpg) (https://imageshack.com/i/pnJzCsIkj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/PG73kw.jpg) (https://imageshack.com/i/poPG73kwj)


https://www.navalanalyses.com/2014/11/holland-class-offshore-patrol-boats-of.html

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: JohnM em Maio 10, 2020, 03:18:08 pm
Ainda ninguém me respondeu à pergunta  que fiz uns posta atrás... os NPO podem levar um canhão penetrante no convés? Eu sei que existem versões não penetrantes dos 76mm, mas isso influencia o calibre e capacidade de magazine da peça principal de um eventual upgrade desta...

Ab
Joao
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 10, 2020, 03:36:31 pm
:arrow: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/1/16/HNLMS_Holland.jpg

    Era isto que a Marinha precisava, algo entre o OPV e a Corveta ligeira.


   

É um navio para operar em missões de baixa intensidade, os NPO são apenas para patrulha.

E se na "patrulha" houver uma escaramuça mais musculada, com outros OPV, fragatas ligeiras, ou mesmo fast-boats ou barcos piratas, atacamos com a 12.7 e as G-3 não é ?

Se ao patrulhar a nosso ZEE tivermos um escaramuça com algo que não seja um navio de pesca ou trafico de droga é porque estamos em guerra. Outros meios tem de ser ativados.

Não é bem assim, tens o caso de navios pesqueiros chineses a abalroar navios de patrulha. Mas para mim a necessidade de mais e melhor armamento nos NPO nem é por isso, é para as outras missões em que usamos fragatas sem necessidade.

A segunda serie dos NPO vai substituir as corvetas, resta saber que arma principal vai ser colocada na segunda serie.

Quanto a baixa intensidade, para os holandeses basta ter canhões,  o Holland tem 2 armas iguais a arma principal dos NPO da primeira serie e ainda uma de 76 mm. Para nós baixa intensidade é tanto um NPO com .50 como uma fragata VdG.

A primeira série de NPOs também veio substituir as corvetas. Sempre foi essa a intenção, e as LFC substituir os Cacine, que como não foram construídas, vieram os Tejo. Quanto à segunda série, permanece um mistério como serão equipadas e porquê a demora da assinatura do contrato.

Para as mesmas missões em que nós usamos os nossos NPO, os holandeses usam navios com o triplo do armamento. Ironicamente, um único Holland, tem mais armas que os 4 NPO que entraram ao serviço, somados. É grave não é?

E a partir do momento em que se "vende" as VdG como navios para cenários de baixa intensidade, tal como os NPO, e as BD para alta intensidade, vê-se que alguma coisa está mal.
Para mim os 4 primeiros NPOs, são praticamente navios civis, nem para baixa intensidade dão. A baixa intensidade seria para NPOs bem equipados. As VdG não são nem carne nem peixe, são para "baixa intensidade" pela sua obsolescência, mas com o seu deslocamento deviam ser de média intensidade. As BD para mim são de média intensidade, não de alta intensidade, por mais que se tente inventar. Estas duas fragatas para serem algo que faz lembrar a alta intensidade, teriam que ter no mínimo um radar como o SMART-S mk2.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 10, 2020, 04:00:11 pm
:arrow: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/1/16/HNLMS_Holland.jpg

    Era isto que a Marinha precisava, algo entre o OPV e a Corveta ligeira.


   

É um navio para operar em missões de baixa intensidade, os NPO são apenas para patrulha.

E se na "patrulha" houver uma escaramuça mais musculada, com outros OPV, fragatas ligeiras, ou mesmo fast-boats ou barcos piratas, atacamos com a 12.7 e as G-3 não é ?

Se ao patrulhar a nosso ZEE tivermos um escaramuça com algo que não seja um navio de pesca ou trafico de droga é porque estamos em guerra. Outros meios tem de ser ativados.

Não é bem assim, tens o caso de navios pesqueiros chineses a abalroar navios de patrulha. Mas para mim a necessidade de mais e melhor armamento nos NPO nem é por isso, é para as outras missões em que usamos fragatas sem necessidade.

A segunda serie dos NPO vai substituir as corvetas, resta saber que arma principal vai ser colocada na segunda serie.

Quanto a baixa intensidade, para os holandeses basta ter canhões,  o Holland tem 2 armas iguais a arma principal dos NPO da primeira serie e ainda uma de 76 mm. Para nós baixa intensidade é tanto um NPO com .50 como uma fragata VdG.

A primeira série de NPOs também veio substituir as corvetas. Sempre foi essa a intenção, e as LFC substituir os Cacine, que como não foram construídas, vieram os Tejo. Quanto à segunda série, permanece um mistério como serão equipadas e porquê a demora da assinatura do contrato.

Para as mesmas missões em que nós usamos os nossos NPO, os holandeses usam navios com o triplo do armamento. Ironicamente, um único Holland, tem mais armas que os 4 NPO que entraram ao serviço, somados. É grave não é?

E a partir do momento em que se "vende" as VdG como navios para cenários de baixa intensidade, tal como os NPO, e as BD para alta intensidade, vê-se que alguma coisa está mal.
Para mim os 4 primeiros NPOs, são praticamente navios civis, nem para baixa intensidade dão. A baixa intensidade seria para NPOs bem equipados. As VdG não são nem carne nem peixe, são para "baixa intensidade" pela sua obsolescência, mas com o seu deslocamento deviam ser de média intensidade. As BD para mim são de média intensidade, não de alta intensidade, por mais que se tente inventar. Estas duas fragatas para serem algo que faz lembrar a alta intensidade, teriam que ter no mínimo um radar como o SMART-S mk2.

O que vai acontecer é daqui a uns anos a Marinha ir buscar os patrulhas classe holland, para os utilizar como fragatas para conflito de baixa intensidade, porque NPO's transformados em navios de combate e para substituir as corvetas não faz sentido nenhum, só as alterações ao projeto inicial e os custos que essas modificações acarretariam, tornam esse projecto inviável, ou extremamente dispendioso.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Maio 10, 2020, 04:17:14 pm
Falando nos barcos chinese que tanto trabalho tem dado na america do sul. Este jovem faz aqui uma boa questão quanto a extensão da plataforma continental.
Mas mesmo só na nossa ZEE, como é que vigiamos e patrulhamos tudo com o pouco que temos!?


 :-\
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 10, 2020, 04:25:09 pm
Falando nos barcos chinese que tanto trabalho tem dado na america do sul. Este jovem faz aqui uma boa questão quanto a extensão da plataforma continental.
Mas mesmo só na nossa ZEE, como é que vigiamos e patrulhamos tudo com o pouco que temos!?


 :-\

Sei de alguém que anda a esfregar as mãos de contentamento pois sabe que não temos meios para tal, apesar de como muitos (IR)responsáveis tem dito vezes sem conta que temos vocação marítima, bla, bla, bla, pois investir em meios, está quieto, e, esse alguém, aguarda que lhe vamos pedir ajuda para tal patrulhamento.
Quem será ??

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Maio 10, 2020, 05:30:00 pm
Eu faço uma boa ideia.....   "olha pra Este INTENSAMENTE"
Mas como sempre eu é que sou maluco.
 >:(
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Maio 10, 2020, 07:24:18 pm
Falando nos barcos chinese que tanto trabalho tem dado na america do sul. Este jovem faz aqui uma boa questão quanto a extensão da plataforma continental.
Mas mesmo só na nossa ZEE, como é que vigiamos e patrulhamos tudo com o pouco que temos!?


 :-\

Para vigilância e patrulha faz mais sentido apostar nos MPA e nos drones.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 10, 2020, 08:21:06 pm
Se a função de patrulha assentasse apenas em navios, bem que podíamos ter 30 OPVs que nem assim dava para toda a área.

É aqui que UAVs como o Triton fazem a diferença ficando no ar durante muito tempo e vigiando uma área muito ampla e a uma distância considerável. Os navios acabam por ser sobretudo meios de resposta, usando a informação conferida pelos UAV.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: typhonman em Maio 10, 2020, 10:11:14 pm
Falando nos barcos chinese que tanto trabalho tem dado na america do sul. Este jovem faz aqui uma boa questão quanto a extensão da plataforma continental.
Mas mesmo só na nossa ZEE, como é que vigiamos e patrulhamos tudo com o pouco que temos!?


 :-\

Sei de alguém que anda a esfregar as mãos de contentamento pois sabe que não temos meios para tal, apesar de como muitos (IR)responsáveis tem dito vezes sem conta que temos vocação marítima, bla, bla, bla, pois investir em meios, está quieto, e, esse alguém, aguarda que lhe vamos pedir ajuda para tal patrulhamento.
Quem será ??

Abraços

ESPANA !

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Maio 11, 2020, 01:30:42 am
Ainda ninguém me respondeu à pergunta  que fiz uns posta atrás... os NPO podem levar um canhão penetrante no convés? Eu sei que existem versões não penetrantes dos 76mm, mas isso influencia o calibre e capacidade de magazine da peça principal de um eventual upgrade desta...

Ab
Joao

Sim, acho que pode. No thread original do NPO, procura posts de um membro chamado Chaimites que, infelizmente, já não se encontra entre nós. O Chaimites estava ligado aos ENVC e sabia mais dos NPO que todos os restantes membros do FD combinados -- excepto o ICE 1A+, claro.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 11, 2020, 10:44:04 am
A base de onde vamos partir (os NPO atuais) é tão "básica" que, para termos algo capaz, deve obrigar a um investimento considerável e um exigente projecto de alterações... é que nem radar militar de vigilância temos, faço ideia as alterações "invisíveis" necessárias...

https://www.savetheroyalnavy.org/enhancing-the-royal-navys-batch-ii-opvs (https://www.savetheroyalnavy.org/enhancing-the-royal-navys-batch-ii-opvs)
Citar
A frequent criticism of the new Batch II OPVs that are entering service with the RN is that they are under-armed. They are lightly armed for their size but are designed and built with potential future upgrades in mind. A substantial number of mostly hidden changes were made to the baseline design (The 3 OPVs in now service with the Brazilian navy were built to the original specification). Upgrades to survivability include fire safety and fire-fighting enhancements, watertight integrity improvements, better emergency lighting and full ballistic protection of the magazine. These apparently mundane features are difficult to add to a vessel after construction and have resulted in a more combat-survivable platform than the average OPV. Additionally, the OPVs have a small operations room fitted with the BAES CMS-1 combat management system and ‘Shared Infrastructure’ using a common console system. This CMS backbone which is now common to most RN warships (except the Thales TACTICOS-based Type 31) should ease the installation of new sensors and weapons. This is rounded off with a full military communications fit, military GPS and Warship Electronic Chart Display and Information System (WECDIS).

Even if you have a ready-made platform, it must be recognised that the addition of new weapons and sensors is not a simple as some assume. Firstly the benefits of upgrading the OPVs may have to be balanced against other needs in the fleet. Then before the decision to add new capability is taken, there are a series of questions consider. What is the initial cost of the new item and what will be the total cost of ownership through its life in service? Is this already in the UK inventory or will a completely new support chain have to be established to maintain it and supply it with spares and ammunition? Will this capability require increasing the size of the ship’s company and do how do we generate a stream of trained operators and maintainers? What impact will the new equipment have on the ship itself? Can it be easily integrated with the existing combat management system and are the power supplies adequate? Is there sufficient top weight margin available and will its affect the handling of the ship or impact the operation, maintenance and safety of existing equipment? (...)

Relembro lista de alterações, consideradas no Batch2 do River: (https://www.thinkdefence.co.uk/amp/2016/06/thoughts-batch-2-river-class/)

Citar
Let us look at the list of changes again:-

    Watertight integrity modifications (also described as improved watertight integrity)
    Fire safety modifications
    Enhanced firefighting facilities
    Automatic emergency lights
    Flight Deck Officer position
    Domestic refrigeration modifications
    Sewage treatment plant modifications
    Ballast water modifications
    Merlin helicopter operation (ie strengthening the flight deck to be able to land a Merlin helicopter on it)
    Helicopter in-flight refuelling
    Helicopter refuelling modifications
    Changes to ship’s minimum operating temperature
    Davit modifications
    Force protection weapons modifications (replacing 2×25 mm with 2×7.62 mm Mk 44 Gatling guns)
    Installation of WECDIS/WAIS (WECDIS stands for Warship Electronic Chart Display and Information System; WAIS might stand for Wide Area Information System. This seems to be an improved version of the system fitted to HMS Clyde.)
    Install Combat Management System (CMS), and the new RN standard BAES “Shared Infrastructure” which will equip the RN’s entire surface fleet over the next nine/ten years (this integrates ship sensor, weapons and management systems using a common console system).
    Military communications modifications
    Magazine protection (if my memory serves me correctly, this involves the fitting of Kevlar armour)
    Radio equipment room modifications
    Change lighting and domestic power voltage from 115 v to 230 v
    Codification of equipment
    Provision of life saving equipment
    Replace navigation radars (fit the Kelvin Hughes Sharpeye)
    Install military GPS
    Install flight deck landing grid
    Fuel efficiency monitoring
    Provide emergency communication equipment
    Machinery space walkway

The Ministry of Defence and BAES also report that the R2s will have increased stowage space.

Finally, originally it was proposed that the exhaust system be modified, but reportedly that has been determined to be no longer required.

Before going further, this list bears examining in terms of what it tells us about the BAES OPV design, or more precisely, their reduced operational capabilities. Most notably, their reduced watertight integrity, basic fire fighting facilities and the lack of protection for the magazines. This emphasizes that standard OPVs, like the BAES 90 m, are not designed for combat. They are naval vessels, but definitely not warships. They can handle smugglers, pirates and small-scale terrorist groups, but nothing greater than that (including major terrorist movements). It’s not about armament, it’s about their inability to absorb battle damage.

Enthusiasts for upgunning OPVs tend to forget this.

 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Maio 11, 2020, 02:58:26 pm
https://sol.sapo.pt/artigo/638056/chineses-ja-controlam-mar-dos-acores

Depois disto aqui noticiado neste link, mais fácil é eles andarem por cá a pilhar os recursos, legal(com autorização do Costa) e ilegalmente a mistura a passar despercebidos.


Pergunto eu, não existe responsabilidade de quem tem o Dever de impedir que isso aconteça?
Se uma entidade tem  a guarda de algo e deixa roubar, para que serve?
Claro que me refiro a não haver condições para guardar. Mas não há porque os responsáveis não se incomodam com isso.

Por outro lado se um Navio de uma Marinha de Guerra, seja ele designado por alguém de não combatente ou outra treta, ficar mal numa situação de luta com pirataria, sejam danos materiais ou pessoais, de quem é a responsabilidade, quando depois se apurar que não tinha as condições adequadas a essa função, nomeadamente à sua própria segurança?
Basta aos piratas ou narcotraficantes levarem uns cachos de RPGs e depois....problemas.
Até nunca aconteceu em lado nenhum traficantes atacarem com força entidades governamentais.

Como fica a Nação neste filme?
Vem depois os discursos de lamentação ou é o fado.

Será isto algo que não passa na cabeça de altos responsáveis da Marinha?
Vão para casa descansados e contentes só com as suas carreiras?

Os ministros vão e vêm, mas e eles não fazem parte de um todo que permanece?

É assim tão ligeiro o assunto do que está por demais evidente sobre o deficiente equipamento de navios com funções militares combatentes, ao contrário da treta do "não combatente"?
Porque se é Navio Patrulha é sempre combatente, nem que seja na pirataria ou narcotráfico. A necessidade óbvia da capacidade de vigiar/detectar/interceptar.
Ou é só para constar?
Não é um navio balizador, por exemplo, ou o NRP Sagres.

Muito se pode falar de tipo de equipamento, mais ou menos, mas na essência o que está em causa é grave a montante. É o desleixo de responsáveis e eventualmente o subsequente incumprimento de missão, por muita Alma que tenha cada homem e Mulher enviados.

É isto que tem de entrar pela cabeça de políticos.

300 milhas!!!!! Pois sim


 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 11, 2020, 04:23:06 pm
Relativamente à notícia sobre a China, bastou ler as primeiras frases para ficar logo enojado.

Se tivéssemos líderes dignos disso, era mesmo caso para perguntar "todo o Mar do Sul da China não vos chega, para quererem também um pouco do Atlântico?".

E por cá, ficam logo orgulhosos, de papo cheio, adoram comer gelados com a testa, como sermos o 4 maior aliado da China e bla bla bla... É questão para perguntar, quem serão os outros três... E qual será o interesse da China num país aleatório da Europa... Que coincidentemente tem meio Atlântico na sua posse... Somos todos amigos, noção estratégica é que é zero.

Cambada de atrasados, é que é preciso ser-se estúpido para vender empresas e sectores estratégicos aos chineses, mas como se isso não bastasse, vamos deixar os mesmos cuscovelhar o fundo do nosso oceano que poderá ser rico em recursos.

Esta gente só vê dinheiro, ao ponto que não me admirava que vendessem a independência do país a quem pagasse mais.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Luso em Maio 11, 2020, 06:47:53 pm
Esta gente só vê dinheiro, ao ponto que não me admirava que vendessem a independência do país a quem pagasse mais.

É o que têm vindo a fazer desde 74.
É deliberado.
Ainda se recusam a acreditar nisso?
Isso dos chineses é uma ignomínia considerando a história de Portugal!
Uma VERGONHA.
Escândalo é pouco!


E o outro Calado, (à frente do trapo maçónico).


(https://lh3.googleusercontent.com/proxy/4Xny67u5fEKHu8Isx5mC__D-jt7CmTLTp8cdMPXtJA0x-boAkHfHvB0HpFAw-rFMs_YD3FivWVWCNfmAqBJj1rPFxF4JZS34SecqdV_Z9icMLMsB-ASnOzkOFtzyv-bxz3-wF1qGdTw1sfMnsGvhemm-VB0d)

Este país está morto, sem memória e sem dignidade.
Sobretudo sem dignidade.

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 13, 2020, 11:03:46 am
Por estas razões, cerca de 80% dos equipamentos e sistemas do NRP Sines são distintos dos dois primeiros navios da classe. (https://revistademarinha.com/novos-npo/)

Também tem a frase mítica
Citar
Usando as palavras de um camarada mais antigo: “Os NPO são patrulhas de nome, corvetas de tamanho e fragatas em complexidade”.
::)

Citar
SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO DA PLATAFORMA – Esta classe de navios possui um sistema apelidado de SIGP – Sistema integrado de gestão da plataforma, também conhecido como IPMS (Integrated platform management system). O SIGP é um sistema de automação que permite o controlo remoto e a monitorização de equipamentos e sistemas. É um sistema de automação digital, com aquisição de sinais, processamento e controlo, distribuídos por subestações e providencia uma monitorização extensa da plataforma permitindo adicionalmente, em tempo real (útil) que os elementos da guarnição tenham uma visão precisa do estado em que se encontram todos os sistemas da plataforma, incluindo o estado do próprio sistema. Este sistema foi desenvolvido pela Rolls-Royce, de acordo com os requisitos definidos pela Marinha Portuguesa, sendo que nos novos NPO houve uma evolução no hardware e software, tornando o sistema mais redundante e fiável.

PRODUÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA – Quanto à instalação elétrica existem algumas modificações, nomeadamente na melhoria do processo de distribuição da energia relativa entre geradores, tornando-a assim mais eficiente. Os próprios geradores são diferentes dos anteriores, tendo sido ajustada a sua potência e adequada às necessidades tornando este sistema mais adaptado às exigências de um navio altamente automatizado e com uma guarnição reduzida.

SISTEMAS AUXILIARES – Em termos dos sistemas auxiliares, nomeadamente, ar condicionado e sistemas de frio, foram redimensionados às necessidades da plataforma e criadas mais redundâncias.

MEIOS ORGÂNCIOS E DE MOVIMENTAÇÃO DE CARGA – Os novos NPO estão providos de dois meios de movimentação, um turco e uma grua, de características e especificações técnicas distintas dos meios de movimentação dos primeiros NPO. Além das características físicas distintas, os novos meios de movimentação de carga foram melhorados tendo em vista as lições aprendidas da experiência obtida nos dois primeiros NPO. Com o turco do SINES e do SETÚBAL, o arriar e içar da embarcação pode ser efetuado em qualquer posição, inclusivamente junto ao costado, o que nos VIANA DO CASTELO e FIGUEIRA DA FOZ não é possível. A grua dos novos NPO apresenta várias diferenças de operação relativamente aos anteriores, nomeadamente uma lança móvel para movimento de cargas (apenas operável com o navio atracado) e um modo de operação dedicado à embarcação que irá ser utilizada a bordo. A primeira diferença permite a utilização da grua para movimentar carga que esteja a maior distância. Os meios orgânicos de bordo, as duas embarcações a jato de água, são distintas das dos dois primeiros navios da classe. Estas embarcações adquiridas à Palfinger, cumprem todos os requisitos IMO (International Maritime Organization) de fast rescue boat (embarcação rápida de salvamento marítimo) e possuem diferenças não apenas ao nível estrutural, mas também de alguns equipamentos de navegação e salvamento que foram providos para aumentar ainda mais a capacidade dos meios de bordo para as várias tarefas executadas, especificamente para a busca e salvamento marítimo.

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES – Nesta área, caracterizada por constante desenvolvimento tecnológico, a Marinha optou por integrar, pela primeira vez, um NPO no domínio de Marinha, isto é, a estrutura, segurança e gestão da rede de bordo passou a ser conduzida e supervisionada de acordo com os critérios do organismo diretor técnico, a DITIC (Direção de Tecnologias de Informação e Comunicações). Por outro lado, no que concerne à integração da informação de todos os equipamentos e sensores, passou a ser efetuada por um sistema integrador de informação (SII) autónomo, melhorando assim a fiabilidade deste sistema.

ARMAMENTO – Visualmente conseguimos detetar a ausência de uma peça de artilharia à proa: a peça Oto Melara 30mm não se encontra instalada a bordo, por se encontrar em processo de aquisição. Está previsto ser idêntica à dos outros navios da classe. Para colmatar esta ausência foram instaladas duas softmounts localizadas a ré da ponte junto aos rufos das chaminés, uma em cada bordo, para a utilização de metralhadoras Browning de 12,7mm. Nestes locais, nos dois primeiros navios da classe são montadas duas metralhadoras HK.

De uma forma geral, tendo realçado as principais diferenças entre os primeiros e os novos NPO, é notório que os novos NPO apresentam um conjunto de equipamentos com características diferentes dos primeiros navios da classe. Grande parte das diferenças resultam numa natural evolução tecnológica dos equipamentos marítimos, mas sem alterar a capacidade operacional da plataforma para a qual esta classe de navios foi idealizada. É justo dizer que estes novos NPO representam uma nova geração.

Certo, será também dizer que algumas das características e dos padrões de exigência destes navios de patrulha oceânica mantêm-se imutáveis, como seja, as boas qualidades náuticas, os elevados padrões de habitabilidade, o nível elevado de tecnologia e automação, a autonomia e endurance da plataforma e, consequência de tudo isto, a possibilidade de operarem com uma guarnição reduzida.

Se o NRP SINES começa a ser construído 3 anos depois de ser aumentado ao efetivo o segundo navio da classe e tem tantas diferenças... faço ideia os próximos, mesmo que não haja aumento de capacidade "militar".


 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: PereiraMarques em Maio 13, 2020, 11:11:46 am
Citar
Por estas razões, cerca de 80% dos equipamentos e sistemas do NRP Sines são distintos dos dois primeiros navios da classe.

Torna-se cada vez mais claro que os NPO2S são o Sines e ao Setúbal e não nenhuma eventual nova versão mais militarizada.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Maio 14, 2020, 03:23:56 pm
Não levem a mal e sendo dirigido a quem de direito, aquele espaço todo a frente da ponte da Classe VDC até parece para colocar umas espreguiçadeiras para apanhar sol, como se vê nos iates grandes.

Em vez de um Simbad ou a Marlin lá em cima e a 76 na proa, pode ter sido essa ideia de alguém que possa fazer isso.

Isto é para dar um ar de graça a coisa

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: JohnM em Maio 14, 2020, 03:33:37 pm
Não levem a mal e sendo dirigido a quem de direito, aquele espaço todo a frente da ponte da Classe VDC até parece para colocar umas espreguiçadeiras para apanhar sol, como se vê nos iates grandes.

Em vez de um Simbad ou a Marlin lá em cima e a 76 na proa, pode ter sido essa ideia de alguém que possa fazer isso.

Isto é para dar um ar de graça a coisa

Cumprimentos
https://www.mbda-systems.com/product/simbad-rc/

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 14, 2020, 03:43:37 pm
Aquele espaço com jeitinho até devia dar para uma Millenium gun.

Mas tens razão, se um dia um NPO for destacado para Miami, já sabem para o que é.  ::)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Maio 14, 2020, 03:49:22 pm
Não levem a mal e sendo dirigido a quem de direito, aquele espaço todo a frente da ponte da Classe VDC até parece para colocar umas espreguiçadeiras para apanhar sol, como se vê nos iates grandes.

Em vez de um Simbad ou a Marlin lá em cima e a 76 na proa, pode ter sido essa ideia de alguém que possa fazer isso.

Isto é para dar um ar de graça a coisa

Cumprimentos

Simbad para que? Nem os britânicos que usam os River para patrulhar as Falkland ou o golfo tem capacidade AA.

O 76mm SR era o ideal, pois permitia aumentar o numero de navios com esse canhão/calibre.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 14, 2020, 03:50:56 pm
Aquele espaço com jeitinho até devia dar para uma Millenium gun.

Mas tens razão, se um dia um NPO for destacado para Miami, já sabem para o que é.  ::)

ora bem. :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 14, 2020, 03:54:44 pm
Não levem a mal e sendo dirigido a quem de direito, aquele espaço todo a frente da ponte da Classe VDC até parece para colocar umas espreguiçadeiras para apanhar sol, como se vê nos iates grandes.

Em vez de um Simbad ou a Marlin lá em cima e a 76 na proa, pode ter sido essa ideia de alguém que possa fazer isso.

Isto é para dar um ar de graça a coisa

Cumprimentos

Simbad para que? Nem os britânicos que usam os River para patrulhar as Falkland ou o golfo tem capacidade AA.

O 76mm SR era o ideal, pois permitia aumentar o numero de navios com esse canhão/calibre.

Qualquer um dos casos obriga o navio a ter um radar militar, e no caso do canhão de 76mm, implica também um director de tiro. Como tal, não estou a ver nada disso acontecer.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Maio 14, 2020, 04:24:08 pm
Não levem a mal e sendo dirigido a quem de direito, aquele espaço todo a frente da ponte da Classe VDC até parece para colocar umas espreguiçadeiras para apanhar sol, como se vê nos iates grandes.

Em vez de um Simbad ou a Marlin lá em cima e a 76 na proa, pode ter sido essa ideia de alguém que possa fazer isso.

Isto é para dar um ar de graça a coisa

Cumprimentos

Simbad para que? Nem os britânicos que usam os River para patrulhar as Falkland ou o golfo tem capacidade AA.

O 76mm SR era o ideal, pois permitia aumentar o numero de navios com esse canhão/calibre.

Qualquer um dos casos obriga o navio a ter um radar militar, e no caso do canhão de 76mm, implica também um director de tiro. Como tal, não estou a ver nada disso acontecer.

Nem um radarzinho??
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 14, 2020, 04:28:44 pm
Talvez um radar, mas com a sorte que temos, que nem se deram ao trabalho de colocar um radar novo nas BD, já era uma sorte o radar dos NPO ser substituído por um radar de navegação... militar... Nada de brinquedos 3D...  :bang:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: JohnM em Maio 14, 2020, 04:41:17 pm
Se calhar é melhor não, porque com um canhão de 76mm, sistema de combate e radar militar ainda lhes passam a chamar corvetas e ainda vão substituir as VdG... (só estou parcialmente a brincar....)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Maio 14, 2020, 05:50:09 pm
Se calhar é melhor não, porque com um canhão de 76mm, sistema de combate e radar militar ainda lhes passam a chamar corvetas e ainda vão substituir as VdG... (só estou parcialmente a brincar....)

Como diz a outra, tecnicamente tem um tamanho de corveta. Mas patrulha assusta menos.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 14, 2020, 05:53:02 pm
E também vem muito menos equipado que uma corveta. Tamanho de corveta, nome de patrulha, armamento de uma lancha.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Maio 15, 2020, 11:26:19 am
"ARMAMENTO – Visualmente conseguimos detetar a ausência de uma peça de artilharia à proa: a peça Oto Melara 30mm não se encontra instalada a bordo, por se encontrar em processo de aquisição. Está previsto ser idêntica à dos outros navios da classe. Para colmatar esta ausência foram instaladas duas softmounts localizadas a ré da ponte junto aos rufos das chaminés, uma em cada bordo, para a utilização de metralhadoras Browning de 12,7mm. Nestes locais, nos dois primeiros navios da classe são montadas duas metralhadoras HK."
...............................

Espero que quando tiverem o Oto Melara 30mm, se retire este poderoso armamento( .50) e se coloque as HK 21. Pode sobrecarregar o navio ou ficar demasiado bélico.

    Desculpem mas não aguentei  ;)

Eu a pensar que era bom ideia tirar as coisas HK 21 e ficarem todos com .50 (até com miras mais  adequadas) e em acumulação ao 30 mm.


Cumprimentos
 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 15, 2020, 12:42:04 pm
Por acaso, na minha opinião, este tipo de navio (segurança marítima) convém ter sempre disponível algo tipo 12,7mm - porque haverá muitas situações onde não é nada aconselhável usar 30mm... que muitas vezes é um "overkill" e pode danificar mais que o necessário.     
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 15, 2020, 01:03:02 pm
Por acaso, na minha opinião, este tipo de navio (segurança marítima) convém ter sempre disponível algo tipo 12,7mm - porque haverá muitas situações onde não é nada aconselhável usar 30mm... que muitas vezes é um "overkill" e pode danificar mais que o necessário.     


(https://imagizer.imageshack.com/v2/1024x768q90/922/z9hPV4.jpg) (https://imageshack.com/i/pmz9hPV4j)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 15, 2020, 01:05:35 pm
Com ou sem Marlin a .50 devia ser equipamento standard nos NPO. As browning nas posições laterais servem também para dar cobertura ao navio em ângulos que a Marlin não cobre, e também para protecção do navio quando está atracado.


Por acaso, na minha opinião, este tipo de navio (segurança marítima) convém ter sempre disponível algo tipo 12,7mm - porque haverá muitas situações onde não é nada aconselhável usar 30mm... que muitas vezes é um "overkill" e pode danificar mais que o necessário.     


(https://imagizer.imageshack.com/v2/1024x768q90/922/z9hPV4.jpg) (https://imageshack.com/i/pmz9hPV4j)

Isso é que era, mas vai ser o mesmo que torres RWS com mísseis anti-tanque acoplados... Nunca os verás por cá.  :N-icon-Axe:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 15, 2020, 01:12:04 pm
Com ou sem Marlin a .50 devia ser equipamento standard nos NPO. As browning nas posições laterais servem também para dar cobertura ao navio em ângulos que a Marlin não cobre, e também para protecção do navio quando está atracado.


Por acaso, na minha opinião, este tipo de navio (segurança marítima) convém ter sempre disponível algo tipo 12,7mm - porque haverá muitas situações onde não é nada aconselhável usar 30mm... que muitas vezes é um "overkill" e pode danificar mais que o necessário.     


(https://imagizer.imageshack.com/v2/1024x768q90/922/z9hPV4.jpg) (https://imageshack.com/i/pmz9hPV4j)

Isso é que era, mas vai ser o mesmo que torres RWS com mísseis anti-tanque acoplados... Nunca os verás por cá.  :N-icon-Axe:

no mínimo e já que não há nem haverá tão cedo dinheiro para duas 30mm marlin, o que se devia ter adquirido era pelo menos quatro destas, para lá ficarem e não para serem retiradas á posteriori.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/1024x768q90/922/3WyMY4.jpg) (https://imageshack.com/i/pm3WyMY4j)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/1024x768q90/922/GpVtYL.jpg) (https://imageshack.com/i/pmGpVtYLj)

https://www.armyrecognition.com/weapons_defence_industry_military_technology_uk/analysis_top_most_modern_naval_rws_remote_weapon_station.html

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Maio 15, 2020, 01:33:59 pm
Por acaso, na minha opinião, este tipo de navio (segurança marítima) convém ter sempre disponível algo tipo 12,7mm - porque haverá muitas situações onde não é nada aconselhável usar 30mm... que muitas vezes é um "overkill" e pode danificar mais que o necessário.     

Duas HITROLE colocadas de forma a cobrir o navio em 360º era o ideal, até porque vão fazer parte das novas M.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Maio 15, 2020, 01:46:02 pm
Com ou sem Marlin a .50 devia ser equipamento standard nos NPO. As browning nas posições laterais servem também para dar cobertura ao navio em ângulos que a Marlin não cobre, e também para protecção do navio quando está atracado.


Por acaso, na minha opinião, este tipo de navio (segurança marítima) convém ter sempre disponível algo tipo 12,7mm - porque haverá muitas situações onde não é nada aconselhável usar 30mm... que muitas vezes é um "overkill" e pode danificar mais que o necessário.     


(https://imagizer.imageshack.com/v2/1024x768q90/922/z9hPV4.jpg) (https://imageshack.com/i/pmz9hPV4j)

Isso é que era, mas vai ser o mesmo que torres RWS com mísseis anti-tanque acoplados... Nunca os verás por cá.  :N-icon-Axe:

isso é o que tú pensas, quando vender-mos as VdG ao PALOPS vamos ter dinheiro para isso e muito mais, as VdG valem um balúrdio, é só uma questão de meses, aliás anos, ou melhor décadas……. :rir: :rir: :rir: :rir:
Só mesmo para rir a marinha dos paiois de vinho no seu melhor, venha o tintol.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Maio 15, 2020, 03:15:17 pm
E também vem muito menos equipado que uma corveta. Tamanho de corveta, nome de patrulha, armamento de uma lancha.

Complexidade de uma traineira  :-X
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 15, 2020, 03:52:40 pm
Quanto mais tenho informação do que é possível colocar em um OPV mais percebo que, tendo em conta o que o nosso NPO (pouco) tem, muito temos de investir...

=> 101013_brochure_tacticos_mission_solution_150 (https://www.google.com/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKEwjY0sjrjrbpAhVb5eAKHQlGBm8QFjAAegQIARAB&url=http%3A%2F%2Fwww.thales7seas.com%2Fhtml_2014%2Fproducts%2F634%2F101013_brochure_tacticos_mission_solution_150.pdf&usg=AOvVaw12pJ7ytkBL0m29Z8CWdftB)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Maio 15, 2020, 04:04:19 pm
Não precisamos de muita coisa nos NPOs, apenas algo básico como sistema de combate, um radar 3D militar, Marlin ou outro canhão superior e eventualmente uns Simbad RC para auto-defesa. Muito mais que isso seria caro para o nosso bolso e provavelmente seria retirado do orçamento para fragatas. A outra alteração seria um hangar telescópico para o Lynx.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Maio 15, 2020, 04:28:23 pm
Quanto mais tenho informação do que é possível colocar em um OPV mais percebo que, tendo em conta o que o nosso NPO (pouco) tem, muito temos de investir...

=> 101013_brochure_tacticos_mission_solution_150 (https://www.google.com/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKEwjY0sjrjrbpAhVb5eAKHQlGBm8QFjAAegQIARAB&url=http%3A%2F%2Fwww.thales7seas.com%2Fhtml_2014%2Fproducts%2F634%2F101013_brochure_tacticos_mission_solution_150.pdf&usg=AOvVaw12pJ7ytkBL0m29Z8CWdftB)

O Tacticos MS-150 caia que nem ginjas. É uma solução completa que ia dar outra capacidade aos nossos NPO. A Marinha já mostrou interesse, o que já é bom sinal.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Maio 15, 2020, 04:40:40 pm
Não precisamos de muita coisa nos NPOs, apenas algo básico como sistema de combate, um radar 3D militar, Marlin ou outro canhão superior e eventualmente uns Simbad RC para auto-defesa. Muito mais que isso seria caro para o nosso bolso e provavelmente seria retirado do orçamento para fragatas. A outra alteração seria um hangar telescópico para o Lynx.

Pois, mas o que nós definimos como "não precisamos de muita coisa" é para o Ministério das Finanças "Tanto...?! Mas não navega, tem binóculos e até apoios para 12,7mm...? Assim temos de sacrificar verba para veículos automóveis..."  ;)

Ainda é muita coisa... o famoso radar militar (mesmo que não seja o Variant 2D), ter um EOST decente, dos 5 CMS existentes (neste fornecedor) convinha ser o 3º, aos Simbad RC (para mim um excelente multiplicador de capacidade, incluindo contra navios), podíamos também considerar C-ESM; para além das muitas alterações "estruturais" necessárias. O que me faz ficar a pensar é que só temos a WS 30mm, falta tudo o resto...

Já agora: do Scout Mk3 para o Variant 2D a diferença é o alcance e capacidade vigilância aérea? Tendo o Variant 2D podemos dispensar o Scout Mk3 (perdendo o LPI)? E, outra vez Já agora, o SharpEye é equivalente ao Scout Mk3?     

     
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Maio 20, 2020, 12:28:59 am
"Ainda é muita coisa... o famoso radar militar (mesmo que não seja o Variant 2D), ter um EOST decente, dos 5 CMS existentes (neste fornecedor) convinha ser o 3º, aos Simbad RC (para mim um excelente multiplicador de capacidade, incluindo contra navios), podíamos também considerar C-ESM; para além das muitas alterações "estruturais" necessárias. O que me faz ficar a pensar é que só temos a WS 30mm, falta tudo o resto..."

.......................

Seria o óbvio ter meios de vigilância electro ópticos, capacidade alargada de escutas de comunicações, porque informação é essencial ao trabalho e, radar de vigilância alargada e capacidade de resposta defensiva e reactiva, adequados à missão "patrulha", nomeadamente tendo actuar em cenários de pirataria e tráfico, sem esquecer também busca e salvamento.
Não é um Navio de guerra propriamente dito, mas civil também não devia ser.
Não tendo o adequado e tão necessário a sua função como é o caso, é então uma burla. Gato por lebre, que é "vendida" numa imagem ou descrição errónea politica e não só, à própria Nação.
Seria como construir um grande Hospital e faltar a maior parte dos equipamentos.

Brio, onde andas?

Serve para contentar, para colocação de pessoal, para carreira e, fazer visitas sociais pelo País, dizendo que temos Marinha(?). Até dizer, "olhai é para trazer coisa para vocês se houver uma catástrofe", a justificar por fazermos ou comprarmos Navios (Mas no caso, então alugava-se na hora um cargueiro)

É muito grave e há irresponsabilidades que se pagam caro, mesmo que os autores se safem por se reformarem entretanto, ou tenham colocações noutro "planeta" e, tudo o que cá fizeram fique na gaveta.
   
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Junho 04, 2020, 12:35:21 am
Oi, está aí alguém?

Enhanced offshore patrol vessel fleet would be a force multiplier for Australia’s navy

https://www.aspistrategist.org.au/enhanced-offshore-patrol-vessel-fleet-would-be-a-force-multiplier-for-australias-navy/ (https://www.aspistrategist.org.au/enhanced-offshore-patrol-vessel-fleet-would-be-a-force-multiplier-for-australias-navy/)

Citar
Australia can acquire extra maritime capability quickly and affordably while promoting local industry and the government’s continuous naval shipbuilding plan.

My new ASPI report, From concentrated vulnerability to distributed lethality—or how to get more maritime bang for the buck with our offshore patrol vessels, released today, sets out how to deliver substantial new maritime capability in the next few years and introduce a transformative force structure for the price of one or two traditional large multi-role ships.

This would address key challenges faced by the Australian Defence Force by enabling it to transition more quickly to a force structure that better supports operating concepts that employ distributed lethality and greater use of autonomous systems and human–machine teaming.

Two things have become clear so far in the Covid-19 crisis. The first is that the competition between the US and China will continue to intensify. The Chinese Communist Party has become more emboldened and likely to disrupt the regional order. The willingness and the ability of the US to preserve the existing order is even more in question. This has implications for regional stability and consequently for Australia’s security.

Even before Covid-19 struck, the government indicated that its current defence force structure plan needed revision to meet our increasing strategic risk. It will need to acquire greater self-reliant capability sooner than the existing investment plan delivers.

Second, countries have recognised that the decline of indigenous industrial capability and excessive reliance on global supply chains for essential commodities are vulnerabilities. The government has suggested that to address this it will seek to rebuild Australian manufacturing. It had already begun to do this in the defence sector through the implementation of its 2016 defence industry policy statement, but further rapid investment in defence-sector manufacturing could promote recovery from the economic impact of Covid-19 (as well as being in our strategic interests).

The government’s announcement of the construction of six new Cape-class patrol boats that weren’t part of Defence’s integrated investment program would appear to be a clear statement of its intent.

Despite the size of the government’s $200-billion defence investment program, that plan isn’t well placed to respond to either of those challenges. Core planks of the investment program are still several years away from starting construction, and some that are delivering now are sending most of their dollars offshore. Consequently, the current plan offers few opportunities for large stimulus spending.

Moreover, with delivery of the three Hobart-class destroyers now complete, the plan won’t deliver any new combat vessels for a decade. Despite the growth of submarine numbers in our region, the plan doesn’t provide a new submarine until 2034. It doesn’t provide another surface combatant equipped with a towed sonar array until 2030. Despite China now outbuilding the US Navy in surface combatants, the plan doesn’t get any new missile-equipped ships to sea until 2030.

Even then, the new frigates will essentially replace existing ones on a one-for-one basis and the submarine fleet likely won’t increase in raw numbers until the 2040s. The problem is not just in ships and submarines, but in other systems; there are no weaponised drones in the navy’s investment plan, for example.

With that $200-billion war chest, Defence should be striving to deliver more warfighting capability sooner. It can do so while also delivering economic stimulus.

Defence is currently acquiring 12 offshore patrol vessels (OPVs) to perform constabulary and border-protection tasks. These vessels have considerable inherent potential to contribute to warfighting across the navy’s operations.

Their flexible design means these vessels can be modified to deliver a range of variants optimised for roles such as anti-submarine warfare, anti-surface maritime strike, autonomous and unmanned systems support, offensive and defensive mine warfare, air warfare, light amphibious operations, and special forces support.

The report proposes an accelerated acquisition of a larger number of OPVs—indicatively, 18 rather than the current 12 (not counting any potential mine-warfare variants)—that would be enhanced and optimised for different roles.

The key is to resist the temptation to turn each OPV into a multi-role vessel that attempts to do everything. That path will result only in exponentially spiralling cost, schedule and risk. Rather, each variant would seek to do a small number of things well.

Only low-risk modifications would be conducted, preferably using systems already in Australian service, such as CEA Technologies’ phased-array radar. To avoid disrupting the build program, early vessels would be delivered without enhancements and modified later.

The OPVs would not operate alone, but in artificial-intelligence-enabled teams that would form and reform as needed to provide the commander with many options while confusing and disrupting the adversary. The teams would consist of not only the OPVs and the autonomous systems they deploy, but also traditional platforms such as frigates, destroyers and submarines, combat and maritime patrol aircraft, and even land forces.

Due to their relative simplicity, additional OPVs could be built quickly at Civmec’s state-of-the-art facility at Henderson in Western Australia. This wouldn’t compete for workforce or skills with the frigate and submarine programs based in South Australia. The construction of extra OPVs would also provide a boost to suppliers across Australia.

Moreover, the technologies that enable distributed lethality should be sourced as much as possible from Australia’s emerging high-tech defence industries, accelerating the progress already made under the government’s defence industry policy.

https://s3-ap-southeast-2.amazonaws.com/ad-aspi/2020-06/SR%20157%20Offshore%20patrol%20vessels_0.pdf?_AOwnw2b8mlaTyicF09zl2nMTUM81xhK (https://s3-ap-southeast-2.amazonaws.com/ad-aspi/2020-06/SR%20157%20Offshore%20patrol%20vessels_0.pdf?_AOwnw2b8mlaTyicF09zl2nMTUM81xhK)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 04, 2020, 01:31:25 am
Os nossos são tão "civis", que qualquer modificação para os transformar em navios com capacidade de combate mínima, deve ser o equivalente a uma corveta ou light Frigate nova.

O conceito é interessante, especialmente para quem tem navios pensados para futuras evoluções. No nosso caso, não creio que tal suceda, já que os nossos não possuem capacidade de receber módulos contentorizados, e que qualquer outra modificação mais séria, requeria grandes alterações nos navios.

Para os entendidos no assunto, num cenário hipotético em que vinham as AB e vendíamos as VdG mas que ficássemos com os Harpoon destas, quais as modificações que precisaria o NPO sofrer para receber estes mísseis? E para juntar um Phalanx?

Era bom era, um NPO estilo Missile Boat, mas os nossos nem CMS têm, precisariam de "comer muita sopa" para se tornarem nesse force multiplier.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Claust em Junho 04, 2020, 10:58:18 am
Eu entendo todas as dificuldades que a Marinha tem.
Muitas chefias, muita hierarquia, um país com parcos recursos financeiros e com muitos interesses instalados.
Posto isto, acham que uma evolução dos NPO, estrutural e de conceito, é possível de concretizar?
Ideias todos temos, mas temos capacidade de criar uma equipa com força suficiente para pensar a 30 anos?
A minha opinião mudou nos últimos tempos. Acho que o problema de Portugal é a falta de visão e o medo da opinião pública de quem tem cargos de decisão seja qual for a área de negócios.
NPO vs Wordl Explorer… pode-se dizer cobrar e lagartos do senhor Mário Ferreira, mas ele arriscou… e parece que para já ganhou.
Os nossos NPO não arriscam.
São projetos diferentes, certo, mas mostrem ao menos que as "comichões" de acompanhamento de projetos fazem uma mera análise swot de melhoria… Mostrem a um leigo que somos bons.

Portugal não é um país pequeno da Europa. Somos um país médio, da periférica, certo, mas somos bons. Os nossos antepassados correram riscos. Sejam os que pegaram em barcos de madeira e foram descobrir o Mundo, aos que há umas décadas atrás pegaram numa mala de cartão e partiram para lugares onde nem entendiam a língua.

Em conclusão, eu gostava que alguém das forças armadas perdesse tempo em analisar locais de debate como este e outros e me mostrem que a evolução se faz. Não quero LPM, quero a cada 2 anos uma publicação a falar dos objetivos da evolução.

Em relação aos NPO... estou descrente que qualquer melhoria! Acredito mais que vamos à sucata buscar 486 ou Pentium 4 com sistemas operativos tipo Windows 95 ao invés de atualizar hardware.
 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 04, 2020, 11:35:09 am
Acho que a ideia de um "debate" bienal era boa, mas só fazia sentido havendo real evolução. Vejamos o que foi feito em mais de um ano desta LPM... praticamente nada. E isto é recorrente. Chegava ao ponto em que ou era tudo repetitivo, ou acabava por não haver nada de novo para mostrar.

Depois claro temos aquela questão da confidencialidade azeiteiro do costume. Se alguém pergunta onde estão as Marlin dos NPO, ou porque é que a BD está a demorar tanto, ou porque não recebeu o Seawatcher, ou se faz sentido o MLU tão tardio das VdG, fazem-se de cegos, surdos e mudos. Ninguém responde a nada!

E para ser franco, há muito tempo que os meios da Marinha deixaram de ser interessantes, especialmente porque estão parados no tempo. Basta ver que uma reportagem numa fragata hoje vai dar ao mesmo que uma reportagem à mesma fragata à 25/27 anos atrás, porque não mudou nada.

Quanto aos NPOs, gostava muito de ver o seu potencial realmente explorado. O meu receio é que, além obviamente dos custos que teriam tamanhas modificações, algum intelectualoide se lembrasse de substituir as fragatas por estes só por receberem uns sistemas mais capazes. Se nos outros países estes navios complementatiam fragatas e destroyers topo de gama, aqui mais depressa os substituíam por serem baratos.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Junho 04, 2020, 11:36:00 am
É sempre a mesma questão, para possibilitar o NPO ser um navio de combate - que não é e aceito que defendam não tem de ser (pelo menos todas as unidades) - tem de ter bastantes modificações, que à primeira vista nem são consideradas e isso custa muito dinheiro; porque, está mais que visto, a "base de partida", apesar de serem "fragatas em complexidade"  ::) é algo fraca... faço ideia o custo para o tornar em um "River Batch II".

Às vezes tento (felizmente poucas vezes e ando a tratar-me) "compreender" o EMA / EMFA e penso que a ideia de ter uns NPO "o mais básico e civil possível" (e uns Koala) é evitar qualquer hipótese / tentação  dos nossos gloriosos lideres em os colocar como meios de combate... ao escolherem o mais civil possível obrigam a haver algo mais ou a assumirem que não há mais nada - se os NPO fossem os River BII (ou os AW109M tivessem vindo) não haveria hipótese de mais que 2 fragatas ou de AW169M, etc...     
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 04, 2020, 12:06:07 pm
Sim esse receio de uma versão mais militarizada também deve andar muito por aí. Mas não creio que um NPO com um canhão de 57mm, um radar militar 3D, mesmo que uma versão de segunda-linha e um VSHORAD do estilo Simbad RC, ia levar alguém a equacionar substituir as VdG por estes. Mas por cá nunca se sabe.

Já as modificações nos nossos NPO, a resiliência a danos acaba por ser um pouco secundária, já que seriam um conceito semelhante aos Missile Boats, disparar e fugir. Emparelhar NPOs com Harpoon e um UAV capaz de adquirir alvos para estes mísseis permitia que fossem disparados a uma distância segura.

A questão dos 119 civis vs 109M, tem um senão. A aquisição dos 109 permitia que agora os helis de evacuação fossem helis especificamente médios e sem a preocupação de missões como as de reconhecimento, CAS, escolta... Teria sido a escolha inteligente. Os Koala foram adquiridos apenas pelo orçamento de 20 milhões mais IVA.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Junho 04, 2020, 12:42:05 pm
É sempre a mesma questão, para possibilitar o NPO ser um navio de combate - que não é e aceito que defendam não tem de ser (pelo menos todas as unidades) - tem de ter bastantes modificações, que à primeira vista nem são consideradas e isso custa muito dinheiro; porque, está mais que visto, a "base de partida", apesar de serem "fragatas em complexidade"  ::) é algo fraca... faço ideia o custo para o tornar em um "River Batch II".

Às vezes tento (felizmente poucas vezes e ando a tratar-me) "compreender" o EMA / EMFA e penso que a ideia de ter uns NPO "o mais básico e civil possível" (e uns Koala) é evitar qualquer hipótese / tentação  dos nossos gloriosos lideres em os colocar como meios de combate... ao escolherem o mais civil possível obrigam a haver algo mais ou a assumirem que não há mais nada - se os NPO fossem os River BII (ou os AW109M tivessem vindo) não haveria hipótese de mais que 2 fragatas ou de AW169M, etc...     

Define navio de combate.

Os NPO são navios de patrulha, ou seja, foram pensados para dar a melhor qualidade possível aos seus tripulantes durante 30 dias para efetuarem missões de patrulha.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 04, 2020, 01:17:35 pm
Neste caso, um navio que apresente um mínimo de capacidade militar, seja de auto-defesa, seja capacidade ofensiva, seja capacidade de detecção. Radares civis e sem armamento é que não lhes confere nenhuma capacidade de combate.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Junho 04, 2020, 02:30:36 pm
É sempre a mesma questão, para possibilitar o NPO ser um navio de combate - que não é e aceito que defendam não tem de ser (pelo menos todas as unidades) - tem de ter bastantes modificações, que à primeira vista nem são consideradas e isso custa muito dinheiro; porque, está mais que visto, a "base de partida", apesar de serem "fragatas em complexidade"  ::) é algo fraca... faço ideia o custo para o tornar em um "River Batch II".

Às vezes tento (felizmente poucas vezes e ando a tratar-me) "compreender" o EMA / EMFA e penso que a ideia de ter uns NPO "o mais básico e civil possível" (e uns Koala) é evitar qualquer hipótese / tentação  dos nossos gloriosos lideres em os colocar como meios de combate... ao escolherem o mais civil possível obrigam a haver algo mais ou a assumirem que não há mais nada - se os NPO fossem os River BII (ou os AW109M tivessem vindo) não haveria hipótese de mais que 2 fragatas ou de AW169M, etc...     

Define navio de combate.

Os NPO são navios de patrulha, ou seja, foram pensados para dar a melhor qualidade possível aos seus tripulantes durante 30 dias para efetuarem missões de patrulha.

Tento deixar claro que por ser um navio da MG não implica ser um navio combate - concordo que "foram pensados para dar a melhor qualidade possível aos seus tripulantes durante 30 dias para efetuarem missões de patrulha"; quando falo em navio de combate é um navio que se possa "arriscar" em missões onde possa sofrer danos por combate e, claro, tem de ter um mínimo de características para isso (maior resistência estrutural, capacidade de resistir a danos, combate a fogos, paiol "blindado", etc) - ou seja não é "apenas" colocar radar, sistema combate, SIMBAD-RC, SIGINT e temos navio; permitia o seu empenhamento em zonas mais complicadas de forma autónoma e apoiar fragatas - e não era necessário todos os NPO serem alterados. Poderia patrulhar o Golfo da Guiné / Somália, a Líbia, a Guiné-Bissau se a situação piorar e/ou houver intervenções externas, mostrar bandeira... com a vantagem de continuar a ser um OPV, o que em certas situações ajuda.

Agora, como disse o dc, ter radar navegação civil, EO civil... até para patrulhar arrastões deve ser complicado - para ir a outros lados é temerário.     
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Junho 04, 2020, 02:44:39 pm
É sempre a mesma questão, para possibilitar o NPO ser um navio de combate - que não é e aceito que defendam não tem de ser (pelo menos todas as unidades) - tem de ter bastantes modificações, que à primeira vista nem são consideradas e isso custa muito dinheiro; porque, está mais que visto, a "base de partida", apesar de serem "fragatas em complexidade"  ::) é algo fraca... faço ideia o custo para o tornar em um "River Batch II".

Às vezes tento (felizmente poucas vezes e ando a tratar-me) "compreender" o EMA / EMFA e penso que a ideia de ter uns NPO "o mais básico e civil possível" (e uns Koala) é evitar qualquer hipótese / tentação  dos nossos gloriosos lideres em os colocar como meios de combate... ao escolherem o mais civil possível obrigam a haver algo mais ou a assumirem que não há mais nada - se os NPO fossem os River BII (ou os AW109M tivessem vindo) não haveria hipótese de mais que 2 fragatas ou de AW169M, etc...     

Define navio de combate.

Os NPO são navios de patrulha, ou seja, foram pensados para dar a melhor qualidade possível aos seus tripulantes durante 30 dias para efetuarem missões de patrulha.

Tento deixar claro que por ser um navio da MG não implica ser um navio combate - concordo que "foram pensados para dar a melhor qualidade possível aos seus tripulantes durante 30 dias para efetuarem missões de patrulha"; quando falo em navio de combate é um navio que se possa "arriscar" em missões onde possa sofrer danos por combate e, claro, tem de ter um mínimo de características para isso (maior resistência estrutural, capacidade de resistir a danos, combate a fogos, paiol "blindado", etc) - ou seja não é "apenas" colocar radar, sistema combate, SIMBAD-RC, SIGINT e temos navio; permitia o seu empenhamento em zonas mais complicadas de forma autónoma e apoiar fragatas - e não era necessário todos os NPO serem alterados. Poderia patrulhar o Golfo da Guiné / Somália, a Líbia, a Guiné-Bissau se a situação piorar e/ou houver intervenções externas, mostrar bandeira... com a vantagem de continuar a ser um OPV, o que em certas situações ajuda.

Agora, como disse o dc, ter radar navegação civil, EO civil... até para patrulhar arrastões deve ser complicado - para ir a outros lados é temerário.   

A primeira fornada de VdC estava melhor equipada que os River, a segunda fornada que iria substituir as corvetas quase 20 anos depois ainda não saiu.

Sem dinheiro não há palhaços. :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 04, 2020, 04:35:49 pm
Todas as fornadas dos NPOs visam substituir as Corvetas. Infelizmente como se quis gastar o mínimo possível, saíram navios praticamente desarmados e mal equipados a nível de sensores.

LM, eu pessoalmente, nem estou preocupado com a resiliência aos danos, por exemplo, para uma missão de combate à pirataria. A ideia é desde logo manter a distância entre o maluco do RPG e o NPO, e para isso há meios muito mais eficientes, e baratos, e difíceis de atingir, do que aproximar o NPO para abordagem. Mas lá está, para um bote qualquer se aproximar do NPO sem ser detectado, é porque há uma grande falha na capacidade de detecção.
Portanto, propunha mais um reforço da capacidade de detecção, um canhão de 57mm e a inclusão de RHIBs militares, eventualmente até capacidade de lançar à água algo como os CB-90, caso fosse possível. Existem também USVs, como o Protector, que vêem incluídos com uma RWS, FLIR.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Junho 05, 2020, 09:44:08 am
Relativamente ao aqui publicado e bem oportuno a respeito da Marinha Australiana.

"Their flexible design means these vessels can be modified to deliver a range of variants optimised for roles such as anti-submarine warfare, anti-surface maritime strike, autonomous and unmanned systems support, offensive and defensive mine warfare, air warfare, light amphibious operations, and special forces support."

https://www.aspistrategist.org.au/enhanced-offshore-patrol-vessel-fleet-would-be-a-force-multiplier-for-australias-navy/


É por isto que não percebo a insistência em construir a mesma coisa que se fez até agora(NPO) durante mais uma dúzia de anos a REcomeçar não se sabe quando.
Será que 4 arrastões desarmados não chegam?
Óbvio que os já construídos tem utilidade. Mas porque não mais 4 devidamente capacitados em flexibilidade para poderem dar outras respostas. Até tendo em conta que vão acabar de ser construídos na melhor das hipóteses no final desta década.
O futuro pensa-se hoje. Principalmente um futuro imediato.
Mais alguma velocidade sem comprometer a capacidade de aguentar mar e como já tinha referido antes  a possibilidade de vigilância submarina e o tão falamos radar militar, que seria óbvio logo a nascença.
Temos aviões patrulha marítima com capacidade de actuar contra meios navais como submarinos, o P3 e C295 persuader.
(Portuguese C-295Ms can perform as well as Search and Rescue (SAR) and ISTAR (Intelligence, Surveillance, Target Acquisition and Reconnaissance) missions and be equipped with the AN/ALQ-131 electronic countermeasures pod.)

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Junho 05, 2020, 09:53:54 am
Relativamente ao aqui publicado e bem oportuno a respeito da Marinha Australiana.

"Their flexible design means these vessels can be modified to deliver a range of variants optimised for roles such as anti-submarine warfare, anti-surface maritime strike, autonomous and unmanned systems support, offensive and defensive mine warfare, air warfare, light amphibious operations, and special forces support."

https://www.aspistrategist.org.au/enhanced-offshore-patrol-vessel-fleet-would-be-a-force-multiplier-for-australias-navy/


É por isto que não percebo a insistência em construir a mesma coisa que se fez até agora(NPO) durante mais uma dúzia de anos a REcomeçar não se sabe quando.
Será que 4 arrastões desarmados não chegam?
Óbvio que os já construídos tem utilidade. Mas porque não mais 4 devidamente capacitados em flexibilidade para poderem dar outras respostas. Até tendo em conta que vão acabar de ser construídos na melhor das hipóteses no final desta década.
O futuro pensa-se hoje. Principalmente um futuro imediato.
Mais alguma velocidade sem comprometer a capacidade de aguentar mar e como já tinha referido antes  a possibilidade de vigilância submarina e o tão falamos radar militar, que seria óbvio logo a nascença.
Temos aviões patrulha marítima com capacidade de actuar contra meios navais como submarinos, o P3 e C295, sendo alguns MPA Persuader.

https://esquadra.emfa.pt/link-502-005.002.003.004-vigilancia-e-reconhecimento

Cumprimentos
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Junho 05, 2020, 10:25:40 am
Como em (praticamente) tudo o dinheiro é importante... e ter um NPO com as capacidades de um River BII custaria o dobro? Mas, positivo, é fácil de "vender" ao eleitor e às esquerdas (apesar que para apagar fogos florestais vai se necessário trabalho...).

Mesmo assim eu, "almirante de sofá":

- Reduzia o  numero total de NPO para 8
- 2+2+2 seriam o modelo atual, mas com um radar tipo SharpEye (e todos com 30mm Marlin, claro!)
- 2 seriam "novo modelo", com capacidades (incluindo resiliência a danos, protecção balística a zonas vitais, etc) um pouco à imagem do River BII - iria incluir sistema combate, um radar (tipo) Variant + Scout, capacidade limitada SIGINT (em especial COMINT) e (multiplicaria a sua capacidade de combate) o SIMBAD-RC... o dinheiro viria de termos sacrificado 2 unidades (dos 10 planeados). Confesso que não sei se investia na possibilidade de suportar os Merlin, mas talvez pois disponibilizava um deck extra em caso de necessidade se um dia, por exemplo, tivermos AOR com essa capacidade e o NPO "plus" estivesse na zona. Antes de mudar o 30mm Marlin colocava, como extra, algo tipo HITROLE® 12.7mm. Estaria talvez preparado para receber sonar BlueWatcher (e torpedos ASW?).

PS - capacidade de operar algo tipo VSR700... esquecia-me disto.     
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 05, 2020, 11:44:38 am
Duvido que se faça alguma coisa, visto que contam o orçamento ao cêntimo, não é à toa que nem para o Wave arranjam dinheiro. Posso estar enganado, mas também não me parece que haja interesse em reduzir o número de NPOs, querem ter número.
O meu receio é o mesmo de sempre, se as VdG não forem substituídas atempadamente, e procederem àquele MLU de tanga, não serão mais que super-patrulhas, e após 2030 algum génio vai olhar para elas e pensar "se estás fragatas fazem apenas patrulha e segurança marítima, então um NPO modificado com um radarzito militar e canhão de 76mm, serve para as substituir".
Por isso prefiro que os NPOs se mantenham como estão, pelo menos gasta-se pouco, e não se corre o risco do que disse acima.

Os OPVs australianos claramente estão numa classe à parte. O facto de estarem preparados a serem modificados para todos aqueles fins, ASW, ASuW, AAW, faz logo questionar o quanto os nossos NPOs estão preparados para o mesmo nível de equipamento, e mais especificamente, quanto tempo demoraria e dinheiro custaria a fazer tais modificações.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Junho 05, 2020, 11:49:56 am
Os OPVs australianos são inferiores aos chilenos e colombianos –– apesar de serem do mesmo desenho. O que o autor do artigo propõe é que se adquiram seis unidades adicionais preparadas para as tais missões de "force multiplyer", sejam ASW, ASuW, minagem, etc.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Junho 05, 2020, 12:02:31 pm
Parece que é certo que os próximos NPO vão estar equipados com o sistema Tacticos da Thales, Agora resta saber que versão do Tacticos vamos ter.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Lightning em Junho 05, 2020, 12:08:10 pm
Temos aviões patrulha marítima com capacidade de actuar contra meios navais como submarinos, o P3 e C295 persuader.

Os nossos C295 não têm capacidade de combate e para detectar submarinos só se estiverem à superfície.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 05, 2020, 12:23:22 pm
Os OPVs australianos são inferiores aos chilenos e colombianos –– apesar de serem do mesmo desenho. O que o autor do artigo propõe é que se adquiram seis unidades adicionais preparadas para as tais missões de "force multiplyer", sejam ASW, ASuW, minagem, etc.

E como se comparam com os nossos? Ainda assim, no nosso caso não se justifica tanto esse multiplicador de força, se não há uma força por multiplicar. A prioridade deviam ser os combatentes de superfície convencionais, o resto devia ser um complemente. Os Aussies têm na mesma as F-100 AAW e vão ter as Type 26, ou seja têm assegurados os navios de primeira linha. Já nós, temos zero de primeira linha...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Junho 05, 2020, 12:26:19 pm
Não me importava de ter 2 NPO "plus" porque cada vez vejo mais a MGP com apenas 2 + 2 fragatas... e assim 2 NPO "plus", capazes de mostrar bandeira, de missões tipo Somália serão muito úteis para libertar as poucas fragatas.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Junho 05, 2020, 12:41:50 pm
há mais de três anos atrás dizia-se……...

Segundo o Sec. Est. da defesa "Os futuros NPO's serão reorçamentados de forma a reduzir o seu custo".........

Desta forma este tópico passa para a secção das "fantasias" do forum.

 :down:

podem começar por lhes retirar o hangar, sempre poupam uns cobres. :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir:
O sec da defesa fala nos custos por unidade rondarem os 35 milhões contra os 38,5  milhões para cada um destes dois navios agora em construção, 3,5 milhões a menos, menos de 10% !
Porque é que ele fala nisso ????
Será possível que haja mais encomendas deste tipo de navios que tanta falta nos fazem ??
Se, houver mais encomendas, o ideal, seria mesmo mais quatro unidades, aí sim aceito que se consigam reduzir os custos por unidade............. de outro modo porque é que o sr sec estado, mandaria estes bitaites ?????
Cá para mim, chegaram á conclusão que a marinha pura e simplesmente não tem meios suficientes de patrulha oceânica, bem de verdade naõ tem de patrulha oceânica, de Patrulha costeira, de reabastecimento, de transporte de tropas, de Combate de superfície, de combate sub superfície, e nem de meios aéreos, enfim a marinha está completamente de rastos só não vê quem não quer ver !!

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2FIMG_4022-1024x768_zps4jypbm4o.jpg&hash=52e314d729e49f92522902cc01a2a6fb) (http://s1357.photobucket.com/user/jolumeme/media/IMG_4022-1024x768_zps4jypbm4o.jpg.html)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2FIMG_4023-1024x768_zpstzyacamc.jpg&hash=b736a7cf1a8b0abae8b437ff282f1de8) (http://s1357.photobucket.com/user/jolumeme/media/IMG_4023-1024x768_zpstzyacamc.jpg.html)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi1357.photobucket.com%2Falbums%2Fq745%2Fjolumeme%2FIMG_4021-1024x768_zps5xbsp8pv.jpg&hash=48c3bc56edbf7966ee4dd62cceba677b) (http://s1357.photobucket.com/user/jolumeme/media/IMG_4021-1024x768_zps5xbsp8pv.jpg.html)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Junho 05, 2020, 12:45:00 pm
E, para memória futura:

Por acaso, ao ler aqui agora os passados posts de alguns foristas, voltei a lembrar-me da questão que queria aqui deixar: por acaso a construção dos NPO permitirá musculá-los futuramente ou porventura modernizá-los para um hipotético padrão Mk. II?  ;)

A questão que coloquei prende-se mesmo com a capacidade do design e do casco aguentarem com armamento mais pesado, se for caso disso. É que estamos a retirar as corvetas com 40 anos de serviço, é certo, mas a perder capacidade de combate visto nem os VdC, nem os Tejo, serem navios bem armados. Enquanto as corvetas podiam servir de "muletas", por assim dizer, às fragatas, nenhuma das classes de patrulhas mencionada está hoje em patamar de igualdade com as mesmas a nível de capacidade ofensiva.

Os meios efectivos de combate vão-se relegar às fragatas e aos submarinos dado os patrulhas não estarem equipados para tal. A construção naval portuguesa é boa, não é isso que estou aqui a pôr em questão, apenas que os vários OPV's que vão surgindo por esse mundo fora são bem mais musculados que os nossos Viana do Castelo que, em necessidade, nunca poderão apoiar as fragatas tal como faziam as velhinhas corvetas.  :(

Pois então aqui vai ...................... http://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=12482.0

Antes de mais comecem pelo básico:
uma corveta exigiria maior velocidade, (na ordem dos 30 nós) digo eu.........,
maior velocidade= motores mais potentes.
motores mais potentes = motores maiores!
motores maiores = navio maior ou um arranjo interior diferente.

por outro lado  uma corveta tem mais sistemas que implica a necessidade   de mais potencia instalada.
Enfim.......
O projeto teria  que ser refeito  de início.

Relativamente ao tamanho dos motores talvez se pudesse dar a volta à questão instalando uma pequena turbina de gás que não ocuparia muito espaço. No entanto aumentar a velocidade implica muitas outras modificações a nível do desenho do casco e da sua estabilidade, penso eu.

Agora relativamente ao programa em si, eu ficaria ja extremamente agradado se finalmente a produção entrasse em velocidade cruzeiro. A marinha não precisa de apenas 2 ou 4 NPOs, a marinha precisa sim de 8 ou 10, e precisa deles para ontem. Não para daqui a 30 anos como acontecera se isto continuar a este ritmo de 2 por década.

Edu, convence-te de uma coisa a Marinha nunca vai ter 08 ou 10 NPO's se conseguirem seis unidades, seria muitíssimo bom.
Penso que estes dois agora em construção serão os últimos VdC a serem construídos, e a ficarem quatro unidades no activo.

O futuro próximo nos dirá como a Armada ficará em termos de Navios mas não errarei muito se ficar com 04 fragatas, 04 NPO's, 04 LFC, os 02 Tridentes, umas 08 lanchas de 90/100 Tons, um muito necessário menos velho Abastecedor de frota, e se formos campeões do Mundo de futebol talvez consigamos mendigar um NPL. :G-beer2: :G-beer2: :G-beer2:

È com base nestas minhas conclusões, e, a não estarem muito erradas, que iniciei este post sobre a possível Classe de Corvetas para a Armada, aproveitando a excelente plataforma dos VdG, porque MdG, não possuirá durante muito mais anos cinco Fragatas no seu inventário, já por si poucas quanto a mim, e, á falta delas, a MdG possa adquirir um meio de combate de superfície que :
- Irá complementar as Fragatas existentes;
- Esse novo Navio seja um projecto Português, com um periodo de construção bem menor, que uma Fragata;
- POSSA/DEVA ser construído em Estaleiro  Português;
- E permita executar as missões de baixa intensidade, missões essas que actualmente deverão/poderão ser desempenhadas pelas VdG, com os elevados custos inerentes de operação que todos bem conhecemos, custos esses muito superiores ao emprego de uma das ditas Corvetas.

Quanto ás alterações no desenho da NPO e sua adaptação á possível classe de Corveta, penso que se forem muito dispendiosos claro que nunca serão aprovados/adquiridos pela nossa Marinha, e lá continuaremos como até aqui com as calças seguras por uma mão e a outra estendida a pedir.
Na minha opinião este hipótese, a ser considerada por um estaleiro digno do Nome, poderia valer algumas vendas a Marinhas por aí além, digo eu na minha Santa Ignorância.

Agradeço as vossas opiniões e pontos de vista.

Abraços

Abraços e siga a marinha, bem enquanto ainda há
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 05, 2020, 12:59:29 pm
Não me importava de ter 2 NPO "plus" porque cada vez vejo mais a MGP com apenas 2 + 2 fragatas... e assim 2 NPO "plus", capazes de mostrar bandeira, de missões tipo Somália serão muito úteis para libertar as poucas fragatas.

Sim, concordo, mas acho que só se devia seguir esse rumo, quando a substituição das VdG estivesse em andamento, de preferência, e na pior das hipóteses, nos próximos 5 anos. Com a substituição das VdG por 2 navios (já sabem em quais eu voto), passávamos a ter 2 high intensity, 2 médium (BD) e 2 low (NPO "Flight II"  :mrgreen:). A redução de 10 para 8 não está mal pensada, se a verba for alocada aos melhoramentos dos 2 anteriores (7° e 8°). Haja visão e vontade.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Junho 05, 2020, 01:52:27 pm
Temos aviões patrulha marítima com capacidade de actuar contra meios navais como submarinos, o P3 e C295 persuader.

Os nossos C295 não têm capacidade de combate e para detectar submarinos só se estiverem à superfície.
.......................................................

Ok, mas existem cá 5 MPA Persuader, em duas versões diferentes.
Mas a versão MPA Persuader também pode, desde que queiram, fazer isto (no link a baixo)com os equipamento acrescidos, seria a terceira versão, digamos.

Isto é como tudo. Depende de visão.
Uma simbiose avião/navio, com navios a encaminhar o meio de ataque, não tinha o navio de ter os meios de ataque o tempo todo, bastando detectar e encaminhar ao avião que pode estar estacionado na Madeira ou Açores.

O EUA tem navio só para detectar que nem possuem meios de ataque a submarinos.
Espero não estar a dizer nenhuma asneira grosseira.


The C295 MPA is a multirole maritime patrol aircraft derived from the C295 military transport aircraft. It has been developed by Airbus Military, a unit of Airbus.
Equipped with a new generation mission system, the aircraft can conduct maritime patrol, anti-submarine warfare (ASW) and anti-surface warfare (ASuW) missions.
In May 2010, Airbus Military conducted the first torpedo launch from a C295 MPA aircraft. In July 2010, the anti-submarine variant was certified by the Spanish authority INTA for its military airworthiness.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: zawevo em Junho 05, 2020, 02:18:03 pm
Não sei se estão lembrados mas quando o VdC entrou ao serviço ostentava à proa uma Boffor 40mm. A razão de tal, estou a especular, é que nessa época as chefias ainda tinham uma ponta de vergonha na cara e não queriam fazer figura triste, como os actuais fazem, em colocar ao serviço um navio completamente desarmado.
Acontece que as chefias actuais perderam por completo a vergonha não se importando de colocar ao serviço navios completamente desarmados, ainda por cima, enviando-os para zonas de pirataria colocando as tripulações e os navios em risco além de se darem ao ridículo com tamanho disparate.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 05, 2020, 02:33:14 pm
Mas os EUA são um caso à parte. Eles têm largas dezenas de aviões e helicópteros ASW, nós temos 5 Lynx que nem sequer estão operacionais por estarem todos em modernização ao mesmo tempo, e os 5 P-3 que segundo se diz, não têm tripulação para todos. Só num caso excepcional é que se veriam P-3 em alerta para descarregar torpedos. Para os NPOs terem capacidade ASW a sério, fazia mais sentido terem obviamente um sonar e depois um heli orgânico para esse fim. Mas neste momento não temos helis ASW que cheguem, e os NPOs não têm hangar, o sonar seria o menor dos problemas.

Agora é perguntar o que ficaria mais caro, ter um sonar no NPO mais uns torpedos lightweight, ou ter sonar no NPO + hangar e heli orgânico, ou sonar no NPO e ter P-3 em alerta.

Para mim, o verdadeiro multiplicador de forças na capacidade de vigilância de superfície, assenta em UAVs de longo alcance, como o Triton. Estes sim permitiam detectar actividade suspeita (ou alvos) a distâncias seguras, e caso fosse necessário intervir, comunicar ao NPO mais próximo. Esta capacidade também permitia que o NPO servisse de plataforma de lançamento de mísseis de maior alcance, sem nunca ter que entrar na "mira" do adversário, deixando a aquisição do alvo para o UAV.

Pensando bem, a capacidade ASW é a mais barata para os NPO. Não requer grandes modificações, basta um sonar rebocado e um par de lançadores de torpedos, e cargas de profundidade.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Junho 05, 2020, 03:41:50 pm
Mas os EUA são um caso à parte. Eles têm largas dezenas de aviões e helicópteros ASW, nós temos 5 Lynx que nem sequer estão operacionais por estarem todos em modernização ao mesmo tempo, e os 5 P-3 que segundo se diz, não têm tripulação para todos. Só num caso excepcional é que se veriam P-3 em alerta para descarregar torpedos. Para os NPOs terem capacidade ASW a sério, fazia mais sentido terem obviamente um sonar e depois um heli orgânico para esse fim. Mas neste momento não temos helis ASW que cheguem, e os NPOs não têm hangar, o sonar seria o menor dos problemas.

Agora é perguntar o que ficaria mais caro, ter um sonar no NPO mais uns torpedos lightweight, ou ter sonar no NPO + hangar e heli orgânico, ou sonar no NPO e ter P-3 em alerta.

Para mim, o verdadeiro multiplicador de forças na capacidade de vigilância de superfície, assenta em UAVs de longo alcance, como o Triton. Estes sim permitiam detectar actividade suspeita (ou alvos) a distâncias seguras, e caso fosse necessário intervir, comunicar ao NPO mais próximo. Esta capacidade também permitia que o NPO servisse de plataforma de lançamento de mísseis de maior alcance, sem nunca ter que entrar na "mira" do adversário, deixando a aquisição do alvo para o UAV.

Pensando bem, a capacidade ASW é a mais barata para os NPO. Não requer grandes modificações, basta um sonar rebocado e um par de lançadores de torpedos, e cargas de profundidade.


Sobre o que fica mais caro desconheço. Mas a ideia que foquei muito tempo atrás foi ter equipamento de detecção e o sonar rebocado uma hipótese. Na altura disse que seria conveniente ter um pouco mais de velocidade também.
Faz sentido uma pequena turbina nessas situações.
 

E sem dúvida que os lançadores de torpedos fazem sentido. Eu falei do meio aéreo porque até já tenho receio de falar em armas no NPO. Embora uma coisa não tira a outra da equação.

A verdade é que concordo nessa ideia de em vez de calhas de minas, no próximo ter o sonar rebocado.
Já os tubos lança torpedos seria um mimo.

Nem consigo falar de um contentor vertical para "meia dúzia"desses misseis que fala, inclusive capacidade anti-submarina  ::) ::)
Ainda o NPO fica com a complexidade complexa demais e como dizem vai substitui fragatas





Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 05, 2020, 04:01:05 pm
Mais velocidade dava obviamente mais jeito, e não era só para ASW, mesmo na patrulha, SAR e intercepção/abordagem de embarcações. Mas este não foi um requisito do projecto, infelizmente. E mais uma vez levanta-se a questão do custo, neste caso das modificações para permitir maior velocidade, e se ficava mais barato simplesmente ter um hangar telescópico e um heli ASW tripulado ou até um UAV com essa capacidade.

Já agora, eu não me referia a um lançador vertical sequer, era mesmo algo mais simples, como os lançadores dos Harpoon, num cenário hipotético em que vendessemos as VdG lhes retirassem os Harpoon e as suas substitutas não precisassem deles. Talvez até se pudesse instalar os Harpoon nos NPO. Mas isto já é divagar.

Os lançadores de torpedos têm a característica de serem simples de instalar, e não ocupam tanto espaço como os lançadores de mísseis, sejam convencionais sejam VLS. O NPO tem mais que espaço para receber um sonar rebocado, dois lançadores de torpedos ligeiros e ainda o equipamento necessário para transporte e operação de UUVs ASW (como os daquele projecto da PESCO).
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: JohnM em Junho 05, 2020, 04:42:03 pm
Os NPO são inerentemente plataformas terríveis para ASW orgânico por causa dos motores, que são a diesel e super barulhentos. Para mais, não há héli orgânico, embora isso se pudesse resolver com um hangar telescópico. Finalmente, torpedos ligeiros ASW são uma arma de último recurso, nunca armamento primário.  O seu alcance faz com que sejam atirados primariamente como contra-bateria em desespero para tentar fazer com que o submarino corte o fio do torpedo que já vem a caminho ou, se não o fizer, é também destruído. Basicamente, se os tens que utilizar, já estás morto e vais tentar matar o outro tipo também... não é em vão que nem as T26, provavelmente os navios ASW mais avançados do mundo, Nem as FFG(X), os vão ter....

Se querem dar utilidade aos NPO, eu acho que o melhor são sistemas contentorizados e/ou remotos. Por exemplo, adquirir dois ou três módulos de uma coisa tipo ARCIMS (https://www.atlas-elektronik.com/solutions/mine-warfare-systems/arcims.html) ou SPIMM (https://www.mbda-systems.com/press-releases/mbda-unveils-the-spimm-the-self-protection-module-for-surface-ships/) e rodar entre navios, conforme a natureza da missão.

Isso, um radar militar 3D e a substituição da Marlin por uma peça de 57 mm ou 76 mm, seriam o ideal...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 05, 2020, 05:14:17 pm
O problema é que se nem para as SF300 compraram módulos de desminagem, iam então gastar dinheiro nesses módulos para os NPOs, que seriam ainda mais caros?

O problema de armar os NPOs, é que cada melhoramento que se faz, vai faltar sempre alguma coisa. Ora vai faltar resiliência, ora contra medidas, ora um CIWS, ora um sensor, ora a velocidade, ora o hangar... Ou seja, ficava sempre aquém das expectativas. E aqui pergunto, fazia mal a alguém simplificar a coisa e ter um CMS, radar militar e canhão de 57mm e respectivo director de tiro? Pergunto isto porque vejo por esse mundo fora OPVs e até navios mais pequenos com um canhão de 76mm, radar militar e até hangar, e tenho sérias dúvidas que pensaram sequer na resiliência, ou na velocidade, ou em sistemas EW.

Como multiplicador de força, apesar de gostar de NPOs "full", fica mais barato Missile Boats. Navios simples, rápidos, cuja preocupação é disparar e fugir, e não ficar à espera que aguentem um Exocet. Mas este tipo de navio, só teria hipóteses cá, se houvesse uma grande mudança do plano estratégico das FA, o que não vai acontecer.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Junho 05, 2020, 06:14:19 pm
Posto isso, faltam só gastar uns 300 milhões, decerto mais, em mais 6 navios civis com a complexidade de fragatas, armados com brownning 50, ou não, se calhar é melhor a HK 21 não vá parecer mal, uns binóculos e um engenho uav maneirinho.

Pronto mandem vir os 8500 ton de 100 misseis do AB para a Nato.
Ou mesmo um fundeado na Madeira e outro nos Açores dá ali para fazer a ZEE toda e mete medo.
Nem precisam de abastecer.

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 05, 2020, 07:52:26 pm
É uma questão de interpretar o português. Entre estourar todo o orçamento em OPVs que requerem muitas modificações, deixá-los como estão, ou fazer como os outros países fazem, com canhão mais poderoso radar militar e pronto, antes prefiro esta última opção.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Junho 05, 2020, 08:55:02 pm
Mas vocês ainda perdem tempo?

C@guem, quem se devia preocupar está-se MARIMBANDO, e andam vocês a queimar o cérebro em discussões puramente académicas?

Não vale a pena!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Luso em Junho 06, 2020, 12:03:11 am
Mas vocês ainda perdem tempo?

C@guem, quem se devia preocupar está-se MARIMBANDO, e andam vocês a queimar o cérebro em discussões puramente académicas?

Não vale a pena!

Precisamente.
Ao andar à procura de soluções e dar ao sistema aquela resto de credibilidade que não tem nem nunca teve.
Francamente, espanta-me que o pessoal aqui ainda perca tempo neste tipo de exercícios.
São décadas de sucessivo desleixo e isso é transversal aos partidos que ocuparam cargos governativos: será que o pessoal não vê isso?
Não é preferível procurar saber porque é que é assim?

Gostava de saber quantos oficiais generais pertencem à Maçonaria, por exemplo.
E conhecer-lhes o focinho.
Ou os oficiais superiores ou políticos que frequentaram "cursos" em certas universidades dos Eua, por exemplo, e esmiuçar-lhes o currículo.

Por exemplo, eis algo que deveria fazer pensar e que eu só recentemente tomei conhecimento:
Apre...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Lightning em Junho 06, 2020, 01:10:29 am
Por exemplo, eis algo que deveria fazer pensar e que eu só recentemente tomei conhecimento:

O quê ao certo?
Que o navio-chefe da Esquadra miguelista se rendeu quase sem lutar?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Luso em Junho 06, 2020, 08:51:53 am
Por exemplo, eis algo que deveria fazer pensar e que eu só recentemente tomei conhecimento:

O quê ao certo?
Que o navio-chefe da Esquadra miguelista se rendeu quase sem lutar?

A esquadra do governo legítimo, que em superioridade númérica e de poder de fogo rendeu-se a uma força menor, comandada por um estrangeiro e patrocinada por Londres (leia-se máfia financeira).

Ou seja,que tipo de comandantes temos tido?
E recupero aqui todo o tipo de escumalha que tende a comandar as nossas tropas (Moçambique da 1.º GG, perda da Índia, 25 do A, etc...

Já agora, e perdem-me o desvio do tópico  - que a meu ver já nem merece ser discutido - sabiam que dos "Bravos do Mindelo" 80% eram mercenários estrangeiros, sob o comando de um general estrangeiro?

Regressando ao tema: mais que os vectores, importa conhecer os "cérebros" por detrás do sucessivo e sistemático descalabro, má-gestão, incompetência e desleixo levram a crer que é propositado.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 06, 2020, 01:15:02 pm
As discussões que nós temos aqui, tentamos que não tenham por influência o poder político ou a má gestão feita dos 3 ramos. Se tudo o que for falado aqui tivesse por base isso, podíamos encerrar todos os tópicos e criar apenas um a reclamar sempre do mesmo e dos mesmos. Mas não é essa a ideia, é tentar colocar um pouco de inteligência a debater coisas que as chefias evitam debater ou pensar.

Basta ver que este Fórum deve ser o único "sítio" do país onde se olha para um orçamento da Marinha, por exemplo, e se tenta arranjar soluções o mais viáveis possíveis para colmatar as lacunas.

Mesmo que pouca diferença faça, mais vale falar aqui sobre estes temas, do que não falar de todo.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Lightning em Junho 06, 2020, 04:30:55 pm
comandada por um estrangeiro e patrocinada por Londres (leia-se máfia financeira).

Nós temos algum historial nisso dos comandantes estrangeiros. Lembro-me do conde de Lippe e do Wellington (este não tinhamos grande escolha), tenho ideia de haver outro caso mas não me recordo.

Citar
nossas tropas (Moçambique da 1.º GG, perda da Índia, 25 do A, etc...

A perda da India acho que não havia nada a fazer, só se fosse morrerem todos estilo Termopilas, se o governo não fornece as condições em homens e material para uma defesa como deve ser, sou da opinião que os poucos militares presentes não são obrigados ao suicidio colectivo, e sendo a defesa impossível, então resta apenas aos oficiais a responsabilidade pelos seus soldados.

O 25 de Abril correu bem, do ponto de vista dos revoltosos  :mrgreen:, se estivermos a ver do ponto de vista do regime não, é verdade. Lembra-me a revolução da queda da Monarquia, a batalha da rotunda, etc, os revoltosos a favor da monarquia também eram uns poucos aventureiros e as forças do regime bem maiores, e ganharam os revoltosos. Em ambos os casos o que me parece é que os regimes estavam podres, e poucos estariam realmente dispostos a dar a vida por eles.

Citar
Já agora, e perdem-me o desvio do tópico  - que a meu ver já nem merece ser discutido - sabiam que dos "Bravos do Mindelo" 80% eram mercenários estrangeiros, sob o comando de um general estrangeiro?

Não sabia, tenho um livro sobre isso, tenho que o voltar a ler. Mas o uso de tropas mercenárias estrangeiras mostra bem a vontade e empenho que um português de trás-os-montes, Beira, Algarve, etc, queria saber disso, seria mais o interesse das elites governamentais e económicas nos territórios africanos mas era o pequeno que correia o perigo de vida.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: HSMW em Junho 06, 2020, 08:12:53 pm
Relembro também os Cruzados vindo de "Inglaterra" e "França" que numa paragem a caminho da 1ª Cruzada ajudaram na conquista de Lisboa, e mesmo o apoio inglês em Aljubarrota.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 06, 2020, 10:49:52 pm
Voltando um pouco ao tópico...
A principal modificação que propunha, nem sequer era aos navios em si directamente, mas sim a capacidade de operar o Airbus VSR700. Estamos a falar de um helicóptero não tripulado, que apesar de ser muito mais leve e compacto que um Lynx, pode transportar um payload de sensores invejável. Desde o FLIR ao radar, até à capacidade de lançar sonoboias, até mesmo obtenção de alvos para lá do horizonte. O verdadeiro multiplicador de forças para um OPV e também fragatas.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 25, 2020, 11:54:42 pm
Voltando um pouco ao tópico...
A principal modificação que propunha, nem sequer era aos navios em si directamente, mas sim a capacidade de operar o Airbus VSR700. Estamos a falar de um helicóptero não tripulado, que apesar de ser muito mais leve e compacto que um Lynx, pode transportar um payload de sensores invejável. Desde o FLIR ao radar, até à capacidade de lançar sonoboias, até mesmo obtenção de alvos para lá do horizonte. O verdadeiro multiplicador de forças para um OPV e também fragatas.
Acho que a modificação proposta, já foi em parte colmatada pelas soluções escolhidas, com muito melhor relação qualidade/preço, i.e.:
1) Em termos de investimento o UAV da Airbus VSR700 mais consola deve estar em termos de custo similar ao de um helicóptero 2nd tier naval como o AW109 (como o da marinha filipina) sem os benefícios da capacidade de transporte e outras ...
2) Em termos de missões com UAVs a solução escolhida pela armada da UAVision o híbrido OGS42V e o quadcopter SPYRO   em termos de relação custo/beneficio é muito superior ao VSR700 pelo custo muito inferior, pois ao optar por um UAV de uma classe de peso inferior ao VSR700, continua no entanto a cumprir a maioria das missões de vigilância com o incremento de capacidades significativo (e alcance), das poucas vezes em que a realidade superou a expectativas e projecções. 
(https://www.uavision.com/copy-of-ogassa-ogs42#)
(https://static.wixstatic.com/media/601aa6_c25560ab340149f2a9da9ea4280d84b7~mv2.jpg/v1/fill/w_353,h_250,al_c,q_80,usm_0.66_1.00_0.01/601aa6_c25560ab340149f2a9da9ea4280d84b7~mv2.webp)   
(https://airbus-h.assetsadobe2.com/is/image/content/dam/stock-and-creative/infographic/VSR700_Infographic.jpg?wid=991&fit=fit,1&qlt=85,0)

Muito melhor relação qualidade/preço? Com base em quê? Preço talvez, mas qualidade, são meios separados universos aparte. O VSR700 é um UAV VTOL muito, MUITO, mais versátil. É desde logo um meio militar com capacidades ímpares face aos UAVision. Os UAVs da UAVision têm radar? Sensor E/O de ponta? Capacidade de lançar sonoboias? Capacidade de lançar equipamento de resgate? Capacidade de guiar mísseis anti-navio, para lá do horizonte?

Por essa lógica, quem precisa de Global Hawks quando a relação custo/benefício favorece pequenos UAVs? Ou usar Cessnas em vez de caças... Ou NPOs em vez de FREMM...

Já o 109 naval, seria muito mais caro de operar que o VSR700, e em termos de equipamento, ficava atrás deste UAV. E este UAV sendo mais pequeno não requer grandes infra-estruturas para o operar. Para não falar da questão dos pilotos (ou falta deles) nas FA. É muito mais fácil e barato formar pilotos de UAV, e dado o elevado nível de automação dos UAVs, com menos pilotos consegues operar mais meios aéreos em simultâneo.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Junho 26, 2020, 12:23:16 am
Afinal de contas o UAVision tem a complexidade de um Triton.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: zawevo em Junho 26, 2020, 09:16:14 pm
NVF escreveu "Afinal de contas o UAVision tem a complexidade de um Triton."

Eu direi a complexidade de um Triton talvez não tenha mas de um "Titterington" com certeza que terá.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Junho 28, 2020, 03:03:27 pm
Tem mais poder de fogo esta lancha que toda a classe de Navios Viana do Castelo e Tejo juntas...

(https://pbs.twimg.com/media/EbmdrK_WAAI3ZOL?format=jpg&name=medium)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Junho 28, 2020, 03:20:46 pm
Era muito difícil colocar algo como essa peça e um EO na proa dos Tejo.
Tão difícil e elementar que os responsáveis na Marinha acham bem aquela visga.
Estão podres, é o que é. Carreiras e mordomias, só.
Falta de brio, desleixo e, conivência.

Então nos NPO somos a anedota no Mundo.
Depois ver chefes militares andar a lamber políticos. Que Forças Armadas são estas?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 28, 2020, 04:04:01 pm
Tem mais poder de fogo esta lancha que toda a classe de Navios Viana do Castelo e Tejo juntas...

(https://pbs.twimg.com/media/EbmdrK_WAAI3ZOL?format=jpg&name=medium)

Essas lanchas são autênticos barcos de guerra. Não é à toa que andavam a desenvolver uma versão para lançamento de LRASM.

E mesmo essas lanchas faziam muito melhor figura que Tejos e NPOs para combater pirataria, tráfico, protecção de portos, etc.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Stalker79 em Junho 28, 2020, 05:02:57 pm
Em termos de armamento e sensores! :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Junho 28, 2020, 07:40:31 pm
Tem mais poder de fogo esta lancha que toda a classe de Navios Viana do Castelo e Tejo juntas...

(https://pbs.twimg.com/media/EbmdrK_WAAI3ZOL?format=jpg&name=medium)

Essas lanchas são autênticos barcos de guerra. Não é à toa que andavam a desenvolver uma versão para lançamento de LRASM.

E mesmo essas lanchas faziam muito melhor figura que Tejos e NPOs para combater pirataria, tráfico, protecção de portos, etc.

Não podes comparar com os Tejo ou VdC, o Mark VI tem uma autonomia muito reduzida.

Podes comparar com as Argos ou Centauro, ai sim existe uma diferença grande.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 28, 2020, 10:31:01 pm
A comparação com os Tejo e NPO faz sentido pela disparidade no armamento desta embarcação faces aos nossos navios. Em termos de funções, nem os Centauro fazem o que estas lanchas fazem.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Lightning em Junho 28, 2020, 10:41:18 pm
Estae lanchas também não fazem o que um NPO faz, não consegue estar 15 dias seguidos em mar alto nos Açores, nem consegue navegar entre Portugal e o golfo da Guiné, por exemplo. Ter canhões do yamato não resolve tudo, outras características também são importantes, neste caso serem navios oceânicos.

Outro exemplo para aliviar a conversa séria, quantas bilhas de gás e packs de leite é que a mk VI consegue transportar até à ilha das Flores comparado com o NPO? Ah pois é  :mrgreen:.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Junho 29, 2020, 06:16:27 am
Tem mais poder de fogo esta lancha que toda a classe de Navios Viana do Castelo e Tejo juntas...

(https://pbs.twimg.com/media/EbmdrK_WAAI3ZOL?format=jpg&name=medium)

Essas lanchas são autênticos barcos de guerra. Não é à toa que andavam a desenvolver uma versão para lançamento de LRASM.

E mesmo essas lanchas faziam muito melhor figura que Tejos e NPOs para combater pirataria, tráfico, protecção de portos, etc.

Dc, estas lanchas nunca chegariam ao golfo da Guiné para combater a pirataria, se tiverem autonomia para oito dias será muito, e depois, como fazias  ?

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 29, 2020, 10:37:06 am
Mas quem é que falou em estes navios serem usados como navios oceânicos? Para as vezes em que temos Cacines destacados nos PALOP, para apoiar guardas costeiras, estas lanchas faziam o mesmo e por um custo muito inferior.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Junho 29, 2020, 11:30:40 am
Estae lanchas também não fazem o que um NPO faz, não consegue estar 15 dias seguidos em mar alto nos Açores, nem consegue navegar entre Portugal e o golfo da Guiné, por exemplo. Ter canhões do yamato não resolve tudo, outras características também são importantes, neste caso serem navios oceânicos.

Outro exemplo para aliviar a conversa séria, quantas bilhas de gás e packs de leite é que a mk VI consegue transportar até à ilha das Flores comparado com o NPO? Ah pois é  :mrgreen:.


Sobre o apoio aos nossos arquipélagos, sem dúvida que os NPO são cruciais e tem as características muito mais adequadas que estas lanchas da foto.
Mas o que está em causa é que os NPO não servem só para levar mantimentos para as ilhas em caso de catástrofes. Afinal são assim tantas?
Servem acima de tudo para vigiar e actuar em conformidade. Dai a falta de sensores e amamento adequado ser uma comédia.
O caso é: Se uma lancha desta da foto leva isso tudo, um NPO leva um par de .50 e uns binóculos? Ou mesmo o Marlin  e um EO pronto? os que o têm.

Quanto a Golfo da Guiné, tem piada ir com o tal par de .50 e uns binóculos, realmente.
Aliás, onde e fazer concretamente o quê, já seria um assunto. Mas nem me vou debruçar sobre como se gasta o dinheiro do contribuinte para favorecimentos indirectos de altas esperas politicas, outros civis e..militares.  E faltar para o essencial em equipar os meios dignamente

Seriedade falta, mas bastava haver patriotismo acima de interesses pessoais. Afinal é uma Marinha com funções militares ou agência de viagens e de entregas?

Agarrando num tema que é querido no Forum, diria que uma lancha dessa nao dá para garrafeira até porque só para levar munições já a enche. Imagino um NPO com um 76 mm que precisa de ser alimentado e depois esse espaço fazer falta para outra coisa "importante". Ou gastar uma dúzia de milhões em EO par NPC e NPO, que fazem falta para um trabalha cabal e eficiente em vez de os usar para ir ali a Angola fazer "coisas".
Parece até que Portugal paga uma espécie de pensão de alimentos vitalícia.

Não sei se incomodo com este comentário, mas depois de ver tantos casos de "apadrinhamento e afilhados", fiquei enjoado, com certa subserviência e alegre compadrio existente neste País.
Impõe-se um caminho que favoreça a Nação e não elites e os seus convivas, sob pena de num futuro muito próximo sermos uma anedota na Europa. Se é que não somos já.







Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Junho 29, 2020, 05:25:15 pm
Mas quem é que falou em estes navios serem usados como navios oceânicos? Para as vezes em que temos Cacines destacados nos PALOP, para apoiar guardas costeiras, estas lanchas faziam o mesmo e por um custo muito inferior.

parece-me que foste tú, ou estou enganado ????

Essas lanchas são autênticos barcos de guerra. Não é à toa que andavam a desenvolver uma versão para lançamento de LRASM.

E mesmo essas lanchas faziam muito melhor figura que Tejos e NPOs para combater pirataria, tráfico, protecção de portos, etc.

Tem mais poder de fogo esta lancha que toda a classe de Navios Viana do Castelo e Tejo juntas...

(https://pbs.twimg.com/media/EbmdrK_WAAI3ZOL?format=jpg&name=medium)

Essas lanchas são autênticos barcos de guerra. Não é à toa que andavam a desenvolver uma versão para lançamento de LRASM.

E mesmo essas lanchas faziam muito melhor figura que Tejos e NPOs para combater pirataria, tráfico, protecção de portos, etc.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Junho 29, 2020, 05:29:56 pm
Mas só há pirataria em alto mar?  ???
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Junho 29, 2020, 05:34:12 pm
Mas só há pirataria em alto mar?  ???

Eu não sei onde a há, o que sei, é que quem falou no NPO, não fui eu, e, os NPO são navios com capacidade de navegar, e bem pois já o provaram, no alto mar. ;)

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Lightning em Junho 29, 2020, 09:46:36 pm
Acho que comparar essa lancha e os NPO é quase como comparar um F-16 com um C295, têm características muito diferentes, um pode navegar em pequenos rios o outro atravessar oceanos.

O armamento pode-se comprar se houver vontade, outros navios com deslocação semelhante aos nossos NPO tem mais armamento, isso já aqui foi mostrado inúmeras vezes.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Julho 01, 2020, 04:42:00 pm
O Tuga, como é mais inteligente que os outros, quando precisar de um navio como o CB-90 ou a Mark VI, usa um NPO. Quando precisa de um LPD, usa um NPO. E por aí em diante.

Os NPOs só se adequam para combater a pirataria (e falo de NPOs armados e com sensor E/O) em mar aberto. Precisam sempre de algo mais pequeno e rápido na zona costeira, e é aqui que entram os Mark VI.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Julho 01, 2020, 06:45:13 pm
O Tuga, como é mais inteligente que os outros, quando precisar de um navio como o CB-90 ou a Mark VI, usa um NPO. Quando precisa de um LPD, usa um NPO. E por aí em diante.

Os NPOs só se adequam para combater a pirataria (e falo de NPOs armados e com sensor E/O) em mar aberto. Precisam sempre de algo mais pequeno e rápido na zona costeira, e é aqui que entram os Mark VI.

É aqui que entra a marinha da GNR  :-P  (Quero salientar que isto é dito com sarcasmo)

É que um meio naval destes na Marinha, por comparação com o "Tejo" teria uma HK 21 e duas mangueiras para refrescar.
Na GNR um igual era, EO, uma lança granadas e duas MG, no mínimo.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Julho 02, 2020, 10:17:18 am
O Tuga, como é mais inteligente que os outros, quando precisar de um navio como o CB-90 ou a Mark VI, usa um NPO. Quando precisa de um LPD, usa um NPO. E por aí em diante.

Os NPOs só se adequam para combater a pirataria (e falo de NPOs armados e com sensor E/O) em mar aberto. Precisam sempre de algo mais pequeno e rápido na zona costeira, e é aqui que entram os Mark VI.

É aqui que entra a marinha da GNR  :-P  (Quero salientar que isto é dito com sarcasmo)

É que um meio naval destes na Marinha, por comparação com o "Tejo" teria uma HK 21 e duas mangueiras para refrescar.
Na GNR um igual era, EO, uma lança granadas e duas MG, no mínimo.

?

(https://i.ibb.co/C2rjYh5/UC.jpg)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Julho 02, 2020, 01:37:49 pm
O Tuga, como é mais inteligente que os outros, quando precisar de um navio como o CB-90 ou a Mark VI, usa um NPO. Quando precisa de um LPD, usa um NPO. E por aí em diante.

Os NPOs só se adequam para combater a pirataria (e falo de NPOs armados e com sensor E/O) em mar aberto. Precisam sempre de algo mais pequeno e rápido na zona costeira, e é aqui que entram os Mark VI.

É aqui que entra a marinha da GNR  :-P  (Quero salientar que isto é dito com sarcasmo)

É que um meio naval destes na Marinha, por comparação com o "Tejo" teria uma HK 21 e duas mangueiras para refrescar.
Na GNR um igual era, EO, uma lança granadas e duas MG, no mínimo.

?

(https://i.ibb.co/C2rjYh5/UC.jpg)


Se tivesse um como aquele.

A verdade é que a GNR tem uns lança granadas automático GMG HK, que usou no Iraque, das que estão em uso no exercito.
Estou mesmo a ver um deles nessa lancha.

São usadas em alguns Navios americanos ao lado das .50

Em Portugal na Marinha, seria muito complexo.

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Julho 02, 2020, 02:27:51 pm
A GNR também tem (ou tinha) Ivecos blindadas. Nisso até os Fuzos estão piores.  :mrgreen:
Por isso a comparação quase que se ajusta.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Julho 02, 2020, 03:24:24 pm
O Tuga, como é mais inteligente que os outros, quando precisar de um navio como o CB-90 ou a Mark VI, usa um NPO. Quando precisa de um LPD, usa um NPO. E por aí em diante.

Os NPOs só se adequam para combater a pirataria (e falo de NPOs armados e com sensor E/O) em mar aberto. Precisam sempre de algo mais pequeno e rápido na zona costeira, e é aqui que entram os Mark VI.

É aqui que entra a marinha da GNR  :-P  (Quero salientar que isto é dito com sarcasmo)

É que um meio naval destes na Marinha, por comparação com o "Tejo" teria uma HK 21 e duas mangueiras para refrescar.
Na GNR um igual era, EO, uma lança granadas e duas MG, no mínimo.

?

(https://i.ibb.co/C2rjYh5/UC.jpg)


Se tivesse um como aquele.

A verdade é que a GNR tem uns lança granadas automático GMG HK, que usou no Iraque, das que estão em uso no exercito.
Estou mesmo a ver um deles nessa lancha.

São usadas em alguns Navios americanos ao lado das .50

Em Portugal na Marinha, seria muito complexo.

Os LG são para ser usados pelos blindados da UI, por isso é para esquecer porque não há transferência de armamento entre unidades.

Em Portugal na Marinha penso que as lanchas da classe Argos tem duas 2 metralhadoras Browning 12.7mm, e as da Classe Centauro tem um canhão de 20mm.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Agosto 04, 2020, 01:31:53 pm
Para quando prevê a marinha Portuguesa que os flight decks dos NPO, sejam certificados?
É certo que nos próximos tempos helis da EHM, nem vê los, mas porra já houve mais que tempo para essa certificação.

https://www.defesanet.com.br/ec725/noticia/37622/Navio-Patrulha-Oceanico-%E2%80%9CAraguari%E2%80%9D-realiza-operacoes-aereas-com-aeronaves-da-FAB/

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Agosto 04, 2020, 05:05:05 pm
Ainda devem estar à espera dos resultados do túnel de vento na Holanda. Se calhar tal como a BD, não pagámos, portanto não temos os resultados.  ::)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Agosto 06, 2020, 06:37:48 pm
O pessoal de férias na Holanda deve ter cá uma vidinha
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Agosto 06, 2020, 07:09:48 pm
O pessoal de férias na Holanda deve ter cá uma vidinha

Pensas que é para todos fazer parte da MAF IPT Portugal?


Citar
Considerando  que,  por  motivos  de  gestão  interna  de  pessoal  da  Marinha,  existe  a necessidade de ajustar a constituição da MAF IPT Portugal.Face ao exposto, e ao abrigo do disposto no n.º 6 do Despacho n.º 3397/2020, de 28 de  fevereiro  de  2020,  determino,  pelos  fundamentos  constantes  do  presente  despacho,  a nomeação  do  9328296  CTEN  EN-AEL  Rui  Miguel  Figueiredo  dos  Santos,  a  contar  de  1  de julho  de  2020,  em  substituição  do  20695  CTEN  EN-AEL  Pedro  Luís  Araújo  Costa,  que  fica exonerado  na  mesma  data,  nas  funções  de  Gestor  de  Projeto,  não  integrando  o  elemento ora nomeado o núcleo da MAF IPT Portugal na Holanda.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Agosto 06, 2020, 08:57:15 pm
Só tachinho e os otários a pagar
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Agosto 07, 2020, 01:58:11 am
Alguém tem que supervisionar o mastro oco. Trata-se de uma tarefa complexa que, provavelmente, até justificaria um comodoro (ou um contra-almirante) e respectivo séquito em Amsterdão. O CTEN podia ficar em Den Helder.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Agosto 16, 2020, 06:30:07 pm
de Portugal, pelo que li, ninguém presente.

https://www.defenceiq.com/events-opvonline/

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Agosto 16, 2020, 06:33:41 pm
Temos ou há planos para ter OPV's...?  :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Agosto 18, 2020, 09:33:33 pm
Se a US Navy pode , nós também podemos.

É assim que a USNavy protege os LHD’s que passam o estreito de Ormuz contra os botes iranianos:
Simplesmente porque o LAV esta melhor equipado para se defender de pequenos botes do que o navio em si!

(https://i.ibb.co/9ZrZ41F/DFE483-F4-FC1-A-47-E7-A5-CA-450-A5109807-A.jpg)
 :mrgreen: :mrgreen:

Up’s......a marinha não tem carros para colocar no deck dos VDC
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Agosto 19, 2020, 07:56:09 am
Quem não tem cão caça com gato!
 :mrgreen:
 

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Agosto 19, 2020, 02:44:14 pm

Se com este já é o que se vê, com uma .50 e miras de ferro é um mimo.
Alguém devia colocar um almirante ou o ministro, ou um seguidor do "complexo" a atirar para perceber de vez.
Já para falar do EO que nem é conversa, é só inadmissível
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Agosto 19, 2020, 04:12:01 pm
Deviam inspirar-se no conceito destas "canhoneiras " da Guarda de Fronteiras da Rússia

(https://i.ibb.co/njy3pyQ/FB-IMG-15978498064430996.jpg)
(https://i.ibb.co/7VmRgHh/FB-IMG-15978498021586239.jpg)
(https://i.ibb.co/7SSbQ28/FB-IMG-15978497977563594.jpg)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Agosto 19, 2020, 08:25:14 pm
Deviam inspirar-se no conceito destas "canhoneiras " da Guarda de Fronteiras da Rússia

(https://i.ibb.co/njy3pyQ/FB-IMG-15978498064430996.jpg)
(https://i.ibb.co/7VmRgHh/FB-IMG-15978498021586239.jpg)
(https://i.ibb.co/7SSbQ28/FB-IMG-15978497977563594.jpg)


 ;D ;D ;D ;D ;D
Acho que é muito demais
Isso quase vai ao fundo com tanto aço em cima  ;D
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Agosto 19, 2020, 09:47:49 pm
Se a US Navy pode , nós também podemos.

É assim que a USNavy protege os LHD’s que passam o estreito de Ormuz contra os botes iranianos:
Simplesmente porque o LAV esta melhor equipado para se defender de pequenos botes do que o navio em si!

(https://i.ibb.co/9ZrZ41F/DFE483-F4-FC1-A-47-E7-A5-CA-450-A5109807-A.jpg)
 :mrgreen: :mrgreen:

Up’s......a marinha não tem carros para colocar no deck dos VDC

 Quem disse   :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

(https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn%3AANd9GcS-wuXDzgqy6jCQnfhb_6AGZJItOo8CHjBvjQ&usqp=CAU)

(https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn%3AANd9GcQRLfhTivtb-NbKYI6RGEp7cu0DxbkSVsbACQ&usqp=CAU)

(https://warriors.pt/wp-content/uploads/2018/04/C57I2778-3-604x270.jpg)

(https://2.bp.blogspot.com/-Sz8qBXuljk4/WpM6JbPoWyI/AAAAAAAAFyk/AULg6SfpnIABvW0NdiOuTn5aqKODXNPSgCLcBGAs/s1600/Cinemagraph_FZ_bav.gif)

Cumprimentos

Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: typhonman em Agosto 19, 2020, 10:35:41 pm
Essa dos fuzileiros é a coisa mais azeiteira e atrasada que já vi na vida !


Do nível de escola primária !
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Agosto 25, 2020, 08:07:19 am
O futuro NPO MK II...... :bang: :bang: :bang:
Tirando o campo de tiro horizontal da 76 que está algo limitado, os navios até são muito semelhantes, um parece que foi projectado há mais de 50 anos, enquanto que o outro tem linhas modernas, resta saber as qualidades de navegação . :mrgreen:

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/nyFraG.jpg) (https://imageshack.com/i/pmnyFraGj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/X8beks.jpg) (https://imageshack.com/i/pmX8beksj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/nmQnzT.jpg) (https://imageshack.com/i/pmnmQnzTj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/Lgq7I0.jpg) (https://imageshack.com/i/poLgq7I0j)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/HJrJ0b.jpg) (https://imageshack.com/i/pnHJrJ0bj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/KjUZVc.jpg) (https://imageshack.com/i/poKjUZVcj)

https://www.navalnews.com/event-news/pacific-2019/2019/10/pacific-2019-austal-unveils-philippine-navy-opv-design/


Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Agosto 25, 2020, 08:24:23 am
Consta que o nosso até aguenta bem a porrada no alto mar, pelo desenho baseado nas traineiras, tanto que vai até à Terra Nova no Canadá sem problemas, só é pena não trazerem bacalhau
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Agosto 25, 2020, 09:31:03 am
Consta que o nosso até aguenta bem a porrada no alto mar, pelo desenho baseado nas traineiras, tanto que vai até à Terra Nova no Canadá sem problemas, só é pena não trazerem bacalhau

dá-lhes ideias dá, os iluminados ainda aproveitam, e, então é que os NPO passam a ser navios Multimissão, parecido ao tal cargueiro, futuro ás dos céus, KC390, que tudo é capaz e faz sem nunca ter feito !!!

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Charlie Jaguar em Agosto 25, 2020, 02:20:48 pm
Aquela parte frente à ponte é para quê concretamente? Noutros projectos seria para colocação de um CIWS, cá é para colocação de espreguiçadeiras? ::)

(https://www.marinha.pt/pt/os_meios/patrulhasoceanicos/Sines%20%20Imagens/02_.jpg)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Agosto 25, 2020, 02:43:24 pm
Aquela parte frente à ponte é para quê concretamente? Noutros projectos seria para colocação de um CIWS, cá é para colocação de espreguiçadeiras? ::)

(https://www.marinha.pt/pt/os_meios/patrulhasoceanicos/Sines%20%20Imagens/02_.jpg)

Esplanada... É só montar o toldo, imagina-te ali ao fim da tarde, a mamar umas grades de minis enquanto observas o pôr do sol ::)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Crypter em Agosto 26, 2020, 02:34:02 pm
Aquela parte frente à ponte é para quê concretamente? Noutros projectos seria para colocação de um CIWS, cá é para colocação de espreguiçadeiras? ::)

(https://www.marinha.pt/pt/os_meios/patrulhasoceanicos/Sines%20%20Imagens/02_.jpg)

Esplanada... É só montar o toldo, imagina-te ali ao fim da tarde, a mamar umas grades de minis enquanto observas o pôr do sol ::)

Já o disse inúmeras vezes, os NPO's são fantásticos navios de cruzeiro.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: PereiraMarques em Agosto 26, 2020, 03:17:27 pm

Já o disse inúmeras vezes, os NPO's são fantásticos navios de cruzeiro.

(https://thumbs.gfycat.com/ActiveSpecificArthropods-size_restricted.gif)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Setembro 01, 2020, 11:23:59 pm

Como eu gostava de ver isto mas em vez de navio de cruzeiro NPO’s

Muito mais complexos e modernos a nível de tudo que um NPO, sensores automação, redundâncias,
Não venham com a treta que um NPO é complexo e demora dois anos a ser construído.

Alguém que explique ao ministro que é assim que se constroem navios, e estes são de 9 mil toneladas não são barquinhos de 1500, para optimizar custos, cadeias logísticas  etc etc

Um em testes de mar, outro em aprestamento, outro a ser montado,
e outro em pré montagem.

World Voyager
World Navigator
World Traveller
World Seeker
(https://i.postimg.cc/8sJm1K7Z/CCBE0-B63-E8-DE-488-A-A31-F-1-D44-E1-F036-D2.png) (https://postimg.cc/8sJm1K7Z)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Lightning em Setembro 02, 2020, 08:51:05 am
Mario Ferreira para Ministro da Defesa  :mrgreen:.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Setembro 02, 2020, 10:33:56 am

Como eu gostava de ver isto mas em vez de navio de cruzeiro NPO’s

Muito mais complexos e modernos a nível de tudo que um NPO, sensores automação, redundâncias,
Não venham com a treta que um NPO é complexo e demora dois anos a ser construído.

Alguém que explique ao ministro que é assim que se constroem navios, e estes são de 9 mil toneladas não são barquinhos de 1500, para optimizar custos, cadeias logísticas  etc etc

Um em testes de mar, outro em aprestamento, outro a ser montado,
e outro em pré montagem.

World Voyager
World Navigator
World Traveller
World Seeker
(https://i.postimg.cc/8sJm1K7Z/CCBE0-B63-E8-DE-488-A-A31-F-1-D44-E1-F036-D2.png) (https://postimg.cc/8sJm1K7Z)

um NPO dos nossos, com a complexidade que ostenta, no máximo nunca poderia demorar mais de dezoito meses a ser construido, máximo, mas é o que vamos tendo, somos especialistas em encanar a perna á Rã  !!!!

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: ICE 1A+ em Setembro 03, 2020, 05:45:08 pm

Como eu gostava de ver isto mas em vez de navio de cruzeiro NPO’s

Muito mais complexos e modernos a nível de tudo que um NPO, sensores automação, redundâncias,
Não venham com a treta que um NPO é complexo e demora dois anos a ser construído.

Alguém que explique ao ministro que é assim que se constroem navios, e estes são de 9 mil toneladas não são barquinhos de 1500, para optimizar custos, cadeias logísticas  etc etc

Um em testes de mar, outro em aprestamento, outro a ser montado,
e outro em pré montagem.

World Voyager
World Navigator
World Traveller
World Seeker
(https://i.postimg.cc/8sJm1K7Z/CCBE0-B63-E8-DE-488-A-A31-F-1-D44-E1-F036-D2.png) (https://postimg.cc/8sJm1K7Z)

um NPO dos nossos, com a complexidade que ostenta, no máximo nunca poderia demorar mais de dezoito meses a ser construido, máximo, mas é o que vamos tendo, somos especialistas em encanar a perna á Rã  !!!!

Abraços

É que Mesmo sendo optimista e acreditando no Ministro da Defesa.
O último NPO será entregue quando o primeiro já contar com a profícua idade de 22 ( vinte e dois ) anos.
......
Algo aqui, de muito errado, se passa!

 :o  :o  :o
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Get_It em Setembro 03, 2020, 07:04:15 pm
Já estamos fartos de saber que, independentemente dos discursos ouvidos, não há guito nem vontade política para a aquisição destes meios. Tudo o resto são manobras de diversão. Por isso até era fixe que a construção de cada NPO fosse de uma década.

Cumprimentos,
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Setembro 16, 2020, 12:14:11 pm
Nem para uns sistemas destes a marinha tem dinheiro. :bang:

Escribano Mechanical & Engineering presents new lightweight remote weapon station ASPIS
 
16 SEPTEMBER 2020
 
Escribano Mechanical & Engineering has developed ASPIS, its new remote weapon station for naval and land use. This RWS has a compact size that confers it a weight of less than 90 kg, being the lightest RWS on the market. It is also equipped with a 7.62 mm M240 automatic gun and a Gatling M134D machine gun of similar calibre.

ASPIS is a very light Remote Weapon Station, suitable for land platforms such as armoured vehicles. It can support and operate a 7.62 mm M240 automatic machine gun.
 
ASPIS includes advanced features present in the Guardian and Sentinel remote weapon stations, including two-axis stabilisation, a target tracking system and automatic tracking. Its electro-optical sensor has an uncooled thermal camera, a high-sensitivity visible camera and a laser range finder.
 
This system offers versatility for day and night operations and includes an advanced fire control system with high firing accuracy for long and short distances.
 
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/bZVx5V.jpg) (https://imageshack.com/i/pnbZVx5Vj)
Escribano Mechanical & Engineering lightweight remote weapon station ASPIS. (Picture source: Escribano Mechanical & Engineering)
 
Collaboration with FERRI:
 
Thanks to its advanced features, the ASPIS RWS can be used on both unmanned land and naval surface platforms (USV). This versatility allows its integration into the Victoria unmanned vessel, developed by the Spanish company FERRI.
 
This new collaboration agreement between the two companies represents an ideal solution to enhance the security in maritime missions since it allows the detection of standardised NATO targets over 13 km away.
 
This solution represents an important technological advance that will improve the protection of coasts and borders against several types of threats.

http://www.thefifthcolumn.xyz/Forum/viewthread.php?tid=15&page=6

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Setembro 16, 2020, 07:12:08 pm
O Brasil parece que vai construir NPO´s, pode ser que queiram um projecto de um NPO com a complexidade de uma fragata. 8)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Setembro 16, 2020, 07:24:45 pm
O Brasil parece que vai construir NPO´s, pode ser que queiram um projecto de um NPO com a complexidade de uma fragata. 8)

 ;D ;D ;D ;D ;D

Tinham de levar também os entendidos em complexidade básica abstracta.
Assim sempre aliviavam cá a ...obscuridade.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Setembro 16, 2020, 07:29:04 pm
Nem para uns sistemas destes a marinha tem dinheiro. :bang:

Escribano Mechanical & Engineering presents new lightweight remote weapon station ASPIS
 
16 SEPTEMBER 2020
 
Escribano Mechanical & Engineering has developed ASPIS, its new remote weapon station for naval and land use. This RWS has a compact size that confers it a weight of less than 90 kg, being the lightest RWS on the market. It is also equipped with a 7.62 mm M240 automatic gun and a Gatling M134D machine gun of similar calibre.

ASPIS is a very light Remote Weapon Station, suitable for land platforms such as armoured vehicles. It can support and operate a 7.62 mm M240 automatic machine gun.
 
ASPIS includes advanced features present in the Guardian and Sentinel remote weapon stations, including two-axis stabilisation, a target tracking system and automatic tracking. Its electro-optical sensor has an uncooled thermal camera, a high-sensitivity visible camera and a laser range finder.
 
This system offers versatility for day and night operations and includes an advanced fire control system with high firing accuracy for long and short distances.
 
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/bZVx5V.jpg) (https://imageshack.com/i/pnbZVx5Vj)
Escribano Mechanical & Engineering lightweight remote weapon station ASPIS. (Picture source: Escribano Mechanical & Engineering)
 
Collaboration with FERRI:
 
Thanks to its advanced features, the ASPIS RWS can be used on both unmanned land and naval surface platforms (USV). This versatility allows its integration into the Victoria unmanned vessel, developed by the Spanish company FERRI.
 
This new collaboration agreement between the two companies represents an ideal solution to enhance the security in maritime missions since it allows the detection of standardised NATO targets over 13 km away.
 
This solution represents an important technological advance that will improve the protection of coasts and borders against several types of threats.

http://www.thefifthcolumn.xyz/Forum/viewthread.php?tid=15&page=6

Abraços


E nem é nada de novo em Portugal. Os Pandur têm sistema semelhante com .50.
E em navios era o mais indicado, em .50 e superior

Mas parece que se fala em algo de ficção cientifica tal a sua transcendência. Algo acima da complexidade saloia
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Setembro 16, 2020, 07:32:36 pm
Nem para uns sistemas destes a marinha tem dinheiro. :bang:

Escribano Mechanical & Engineering presents new lightweight remote weapon station ASPIS
 
16 SEPTEMBER 2020
 
Escribano Mechanical & Engineering has developed ASPIS, its new remote weapon station for naval and land use. This RWS has a compact size that confers it a weight of less than 90 kg, being the lightest RWS on the market. It is also equipped with a 7.62 mm M240 automatic gun and a Gatling M134D machine gun of similar calibre.

ASPIS is a very light Remote Weapon Station, suitable for land platforms such as armoured vehicles. It can support and operate a 7.62 mm M240 automatic machine gun.
 
ASPIS includes advanced features present in the Guardian and Sentinel remote weapon stations, including two-axis stabilisation, a target tracking system and automatic tracking. Its electro-optical sensor has an uncooled thermal camera, a high-sensitivity visible camera and a laser range finder.
 
This system offers versatility for day and night operations and includes an advanced fire control system with high firing accuracy for long and short distances.
 
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/bZVx5V.jpg) (https://imageshack.com/i/pnbZVx5Vj)
Escribano Mechanical & Engineering lightweight remote weapon station ASPIS. (Picture source: Escribano Mechanical & Engineering)
 
Collaboration with FERRI:
 
Thanks to its advanced features, the ASPIS RWS can be used on both unmanned land and naval surface platforms (USV). This versatility allows its integration into the Victoria unmanned vessel, developed by the Spanish company FERRI.
 
This new collaboration agreement between the two companies represents an ideal solution to enhance the security in maritime missions since it allows the detection of standardised NATO targets over 13 km away.
 
This solution represents an important technological advance that will improve the protection of coasts and borders against several types of threats.

http://www.thefifthcolumn.xyz/Forum/viewthread.php?tid=15&page=6

Abraços


E nem é nada de novo em Portugal. Os Pandur têm sistema semelhante com .50.
E em navios era o mais indicado, em .50 e superior

Mas parece que se fala em algo de ficção cientifica tal a sua transcendência. Algo acima da complexidade saloia

eu até já coloquei as de 7,62, pois deverão ser mais baratinhas, mas o indicado seria um par de 12,7, nas asas da ponte mas enfim, é uma miséria franciscana.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Setembro 19, 2020, 08:05:48 pm
Opcões não faltam o que falta é vontade + vontade, porque se há milhares de milhões para os bancos também há uns 300 milhões para mais quatro NPO destes !

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/2weJAT.png) (https://imageshack.com/i/pn2weJATp)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/XjOJUT.png) (https://imageshack.com/i/pmXjOJUTp)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/1024x768q90/922/Pm6Znj.png) (https://imageshack.com/i/pmPm6Znjp)

https://www.savetheroyalnavy.org/enhancing-the-royal-navys-batch-ii-opvs/

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Setembro 22, 2020, 10:10:24 am
Só por curiosidade

16 SEPTEMBER 2020

Malaysia evaluates options for second batch of Littoral Mission Ships
by Ridzwan Rahmat

(https://www.janes.com/images/default-source/news-images/fg_3722459-jni-7951.jpg?sfvrsn=93c3bdc0_2)

A computer-generated image of Damen’s Stan Patrol 6211 concept. The Royal Malaysian Navy is considering a 68 m variant of this concept, known as the Stan Patrol 6811, as a contender for the Littoral Mission Ship Batch 2 project. (Damen)

The Royal Malaysian Navy (RMN) has begun an initial process to evaluate possible vessel types for its second Littoral Mission Ship (LMS) project.

Multiple industry sources close to the process have confirmed with Janes that the service is currently evaluating proposals from four stand-alone shipbuilders, and a joint venture between Malaysian company Destini, and Netherlands-based shipbuilder, Damen.

The four proposals are namely a 70.7 m patrol boat concept from US shipbuilder Swiftships, a 68 m offshore patrol vessel (OPV) concept from Damen known as the Stan Patrol 6811, a 70.2 m patrol vessel from German shipbuilder Fassmer, and a 70 m patrol boat from Malaysian company Preston.

Meanwhile, the proposal that has been forwarded by the joint venture between Damen and Destini is an 83 m vessel that is very similar to the OPV ordered for the Malaysian Maritime Enforcement Agency (MMEA), a contract for which was announced in January 2017.

The proposal from Swiftships has an overall beam of 11.3 m, and is powered by four MTU engines. It can be equipped with a 40 mm cannon in the primary position.

The design that has been submitted by Damen is a 68 m variant of the Stan Patrol 6211 concept. The OPV can similarly by equipped with a 40 mm naval gun in the ‘A’ position, and 12.7 mm machine guns for point defence.

https://www.janes.com/defence-news/news-detail/malaysia-evaluates-options-for-second-batch-of-littoral-mission-ships
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Outubro 11, 2020, 10:17:43 am
Mais uns burros...


09 OCTOBER 2020

France to arm future OPVs with RAPIDFire Naval CIWS
by Victor Barreira

The 10 offshore patrol vessels (OPVs) to be acquired for the French Navy under the Patrouilleurs Océanique (PO) programme will be armed with the Thales/Nexter RAPIDFire Naval multirole close-in weapon system (CIWS), Commander Ghislain Deleplanque, head of the French Navy’s Protection & Safeguarding Office, Future Naval Programs, revealed during the Defence iQ's OPV International online conference.

(https://www.janes.com/images/default-source/news-images/fg_3760027-jni-8409.jpg?sfvrsn=abc2e3c_2)
The RAPIDFire Naval CWIS is capable of engaging threats such as UAVs, helicopters, ground-attack fighters, cruise missiles, fast patrol boats, and sea-skimming missiles. (Thales)

The PO programme was formally launched in June by the French Ministry of the Armed Forces, with design activity currently being carried out by Naval Group. An acquisition and construction contract has yet to be placed.

The RAPIDFire Naval CIWS developed by Thales and Nexter comprises a non-penetrating gun mount fitted with the CTA International 40CTAS (40 mm Cased Telescoped Ammunition System) and an optronic fire-control system, an ammunition magazine for around 140 ready-to-fire rounds, gun control equipment and an automatic ammunition handling system. It can function either in an integrated or autonomous mode.

The gyrostabilised gun has a firing rate up to 200 rds/min with a typical burst against air threats of up to 10 anti-aerial air burst rounds, and an effective range up to 4,000 m and up to 2,500 m against surface threats using point detonating, air burst, and armour-piercing fin-stabilised discarding sabot rounds.

The 10 OPVs are scheduled to be commissioned between 2025 and 2029. They will have an overall length of around 90 m, a displacement of around 2,000 tonnes, and will carry a crew complement of 40.

https://www.janes.com/defence-news/news-detail/france-to-arm-future-opvs-with-rapidfire-naval-ciws


OPVs armados...onde já se viu tal coisa???????  ::)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Outubro 11, 2020, 10:54:49 am
Quando acontecer aos dois CIWS, que temos armazenados há canos, o mesmo que se está actualmente a passar com os KA-32, IE,os custos para os colocar operacionais, são tão elevados que tal operação é proibitiva, então, algum iluminado dirá que se deviam ter colocado nos dois NPO, desarmados que a Marinha vai tendo.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Outubro 11, 2020, 11:03:58 am
O "dome" do Phallanx tapa muito o sol, depois como é que eles apanhavam o bronze naquele espaço todo à frente da ponte?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Outubro 11, 2020, 12:12:38 pm
Quando acontecer aos dois CIWS, que temos armazenados há canos, o mesmo que se está actualmente a passar com os KA-32, IE,os custos para os colocar operacionais, são tão elevados que tal operação é proibitiva, então, algum iluminado dirá que se deviam ter colocado nos dois NPO, desarmados que a Marinha vai tendo.

Abraços

Não, um CIWS em full automático(não deve haver dinheiro para consolas para o controlar) é muito assustador para um OPV.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Outubro 11, 2020, 12:30:44 pm
Quando acontecer aos dois CIWS, que temos armazenados há canos, o mesmo que se está actualmente a passar com os KA-32, IE,os custos para os colocar operacionais, são tão elevados que tal operação é proibitiva, então, algum iluminado dirá que se deviam ter colocado nos dois NPO, desarmados que a Marinha vai tendo.

Abraços

Não, um CIWS em full automático(não deve haver dinheiro para consolas para o controlar) é muito assustador para um OPV.

só pode ser mesmo esse motivo. ::)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Red Baron em Outubro 11, 2020, 12:51:07 pm
Quando acontecer aos dois CIWS, que temos armazenados há canos, o mesmo que se está actualmente a passar com os KA-32, IE,os custos para os colocar operacionais, são tão elevados que tal operação é proibitiva, então, algum iluminado dirá que se deviam ter colocado nos dois NPO, desarmados que a Marinha vai tendo.

Abraços

só pode ser mesmo esse motivo. ::)


Não, um CIWS em full automático(não deve haver dinheiro para consolas para o controlar) é muito assustador para um OPV.

O motivo é o LPD, mesmo que este nunca chegue eles estão guardados para ele.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Outubro 11, 2020, 02:05:29 pm
Quando acontecer aos dois CIWS, que temos armazenados há canos, o mesmo que se está actualmente a passar com os KA-32, IE,os custos para os colocar operacionais, são tão elevados que tal operação é proibitiva, então, algum iluminado dirá que se deviam ter colocado nos dois NPO, desarmados que a Marinha vai tendo.

Abraços

só pode ser mesmo esse motivo. ::)


Não, um CIWS em full automático(não deve haver dinheiro para consolas para o controlar) é muito assustador para um OPV.

O motivo é o LPD, mesmo que este nunca chegue eles estão guardados para ele.

Ainda funcionam? Ou antes, algumas vez funcionaram? suponho que precisem de alguma manutenção, ou estão a um canto esconso de algum armazém , a apodrecerem?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Outubro 11, 2020, 02:06:36 pm
O "dome" do Phallanx tapa muito o sol, depois como é que eles apanhavam o bronze naquele espaço todo à frente da ponte?

Além de que estragava o enquadramento para as fotos de grupo
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Outubro 11, 2020, 02:21:04 pm
Se forem espertos, fazem a rotação dos 05 sistemas pelos 03 navios. Digo eu.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Outubro 11, 2020, 02:24:09 pm
Se forem espertos, fazem a rotação dos 05 sistemas pelos 03 navios. Digo eu.

Os que estão armazenados são Block-1 ou 1B?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: HSMW em Outubro 11, 2020, 02:59:41 pm
Ou será que esses dois já estão a dar peças para os outros 3 há muito?!
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Outubro 11, 2020, 03:41:07 pm
Ou será que esses dois já estão a dar peças para os outros 3 há muito?!

É o mais certo...
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: asalves em Outubro 20, 2020, 10:39:23 am
Quando acontecer aos dois CIWS, que temos armazenados há canos, o mesmo que se está actualmente a passar com os KA-32, IE,os custos para os colocar operacionais, são tão elevados que tal operação é proibitiva, então, algum iluminado dirá que se deviam ter colocado nos dois NPO, desarmados que a Marinha vai tendo.

Abraços

só pode ser mesmo esse motivo. ::)


Não, um CIWS em full automático(não deve haver dinheiro para consolas para o controlar) é muito assustador para um OPV.

O motivo é o LPD, mesmo que este nunca chegue eles estão guardados para ele.

Ainda funcionam? Ou antes, algumas vez funcionaram? suponho que precisem de alguma manutenção, ou estão a um canto esconso de algum armazém , a apodrecerem?

Depois da novela com os Kamov, nada me admira neste País.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: mafets em Outubro 20, 2020, 11:08:59 am
Se forem espertos, fazem a rotação dos 05 sistemas pelos 03 navios. Digo eu.

Os que estão armazenados são Block-1 ou 1B?

Todos, segundo consta, tiveram o upgrade para 1B.

(https://www.navyrecognition.com/images/stories/news/2020/June/Upgraded_Mark_15_Phalanx_Block_1B_Baseline_2_Close-in_Weapon_System_for_Australian_Navy_ships_925_001.jpg)

https://www.navyrecognition.com/index.php/news/defence-news/2020/june/8635-upgraded-mark-15-phalanx-block-1b-baseline-2-close-in-weapon-system-for-australian-navy-ships.html (https://www.navyrecognition.com/index.php/news/defence-news/2020/june/8635-upgraded-mark-15-phalanx-block-1b-baseline-2-close-in-weapon-system-for-australian-navy-ships.html)

Cumprimentos

P.S. OPV Israelita de 50m com 2 armas de 50mm.  ;)

https://www.edrmagazine.eu/imdex-19-israel-shipyards-unveils-new-opv-45-multi-purpose-opv (https://www.edrmagazine.eu/imdex-19-israel-shipyards-unveils-new-opv-45-multi-purpose-opv)

(https://www.edrmagazine.eu/wp-content/uploads/2019/05/New-OPV-800x445.jpg)
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Pescador em Outubro 20, 2020, 02:11:23 pm
Se forem espertos, fazem a rotação dos 05 sistemas pelos 03 navios. Digo eu.

Os que estão armazenados são Block-1 ou 1B?

Todos, segundo consta, tiveram o upgrade para 1B.

(https://www.navyrecognition.com/images/stories/news/2020/June/Upgraded_Mark_15_Phalanx_Block_1B_Baseline_2_Close-in_Weapon_System_for_Australian_Navy_ships_925_001.jpg)

https://www.navyrecognition.com/index.php/news/defence-news/2020/june/8635-upgraded-mark-15-phalanx-block-1b-baseline-2-close-in-weapon-system-for-australian-navy-ships.html (https://www.navyrecognition.com/index.php/news/defence-news/2020/june/8635-upgraded-mark-15-phalanx-block-1b-baseline-2-close-in-weapon-system-for-australian-navy-ships.html)

Cumprimentos

P.S. OPV Israelita de 50m com 2 armas de 50mm.  ;)

https://www.edrmagazine.eu/imdex-19-israel-shipyards-unveils-new-opv-45-multi-purpose-opv (https://www.edrmagazine.eu/imdex-19-israel-shipyards-unveils-new-opv-45-multi-purpose-opv)

(https://www.edrmagazine.eu/wp-content/uploads/2019/05/New-OPV-800x445.jpg)

2 metralhadoras de .50 estabilizadas e 1 peça de  23 - 30 mm controlada remotamente. Para menos de 50 metros de navio e muito menos tonelagem.
Dá para ver na maqueta como estão dispostas.

"the OPV-45 can be equipped with a command, control and navigation suite including search/navigation radars (X/S band) and Electro-Optical director as well as an armament package including a remotely controlled 23-30 mm gun system, two 50 mm caliber stabilized guns and non-lethal weapons."
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Outubro 22, 2020, 10:11:21 am
OPV para o SENEGAL


https://www.navalnews.com/event-news/euronaval-2020/2020/10/euronaval-piriou-cuts-first-steel-on-opv-ordered-by-senegal/

(https://www.navalnews.com/wp-content/uploads/2020/10/%C2%A9-PIRIOU_OPV58-S_2-770x410.jpg)
The OPV 58 S will be fitted with missile systems, a first for both the Senegalese Navy and the Piriou shipyard.

Euronaval: PIRIOU Cuts First Steel On OPV Ordered By Senegal

PIRIOU shipyard today held a steel cutting ceremony for the first of three Offshore Patrol Vessels (OPV) for the Senegalese Navy.
Xavier Vavasseur  21 Oct 2020

The contract for three OPV 58 S was signed in November 2019 by the Ministry of Armed Forces of Senegal and the PIRIOU group, in the presence of the President of the Republic of Senegal and the French ministerial delegation.

(https://www.navalnews.com/wp-content/uploads/2020/10/%C2%A92020_PIRIOU_OPV58S_1_le-CEMM-Amiral-O.WADE-effectue-la-soudure-1024x899.jpg)
The steeling cutting ceremony took place in presence of General Birame DIOP, Chief of General Staff of the Armed Forces of Senegal and Admiral Oumar WADE, Chief of Staff of the Navy of Senegal. Piriou picture.
The building programme of these three patrol vessels is carried out with the support and expertise of PIRIOU’s subsidiary KERSHIP and will spread over a period of 44 months up to summer 2024. It also provides for a support period of several years in Senegal.

‘This contract is the fruit of four years of joint work between the teams of PIRIOU and the Staff of the Navy of Senegal, which allowed us to design new generation patrol vessels perfectly answering the requirements of the Senegalese Navy. I thank the Senegalese government for their confidence, which obviously honours us, but above all obliges us. They can count on our total commitment. This project is also a real success for the ‘Pass Export’, an initiative of the French Ministry of Economy and Finance of which PIRIOU was the first signatory on February 23rd 2018. This system promotes and accelerates our ability to offer export financing and guarantees.’


About OPV 58 S

(https://www.navalnews.com/wp-content/uploads/2020/10/%C2%A9-PIRIOU_OPV58-S_1-1024x576.jpg)

The “OPV 58 S” is a robust and versatile 62 meters patrol vessel dedicated to surveillance, identification and intervention missions. In addition to its projection capabilities (commando RHIB), it has a first-rate deterrent capability through its anti-surface warfare and anti-aircraft weapons systems.

Among the ship’s major innovations and capabilities are:
• a very versatile design to configure the ship depending on the missions
• a large 360 ° panoramic bridge
• a rapid launch and recovery system at the stern for 2 RHIBs
• a C-Sharp hull form providing optimized range and sea-keeping
• a high-performance monitoring and combat system (POLARIS by Naval Group)

The OPV 58 S will be equipped with MARTE MK2/N anti-ship missiles. With the ability to strike at ranges in excess of 30 kilometres and their fire-and-forget capability, these missiles will provide the means to the Senegalese Navy to enforce their maritime superiority. The vessels will also benefit from the SIMBAD-RC system and its MISTRAL missiles- this combination providing an extremely effective defence capability against all threats including anti-ship missiles, combat aircraft, UAVs, helicopters, as well as small surface threats such as those presented by FIACs. These missiles and missile systems are designed and produced by MBDA.

The weapons suite of the OPV 58 S appears to consist of:

A 76mm main gun by Leonardo
4x anti-ship missiles placed forward (likely Marte by MBDA)
2x 12.7mm manned machine guns on the bridge wings
2x 20mm remote weapon stations (Narwhal by Nexter) at the back of the bridge
A SIMBAD-RC surface to air system by MBDA

OPV 58 S main specifications

(https://www.navalnews.com/wp-content/uploads/2019/11/Senegal-Orders-3-Offshore-Patrol-Vessels-from-French-Shipyard-Piriou-3.jpg)
Length: 62.20 meters

Width: 9.50 meters

Draft: 2.90 meters

Speed: 21 knots

Range / Endurance: 25 days, 4,500 nautical miles @ 12 knots

Hull / Structure: Steel / Aluminum

Accommodations: 48 (24 crew + 24 mission personnel)

Stern ramp for two RHIBs

Rise of Senegal’s Naval Forces
Faced with an ever growing piracy threat in the Gulf of Guinea, Senegal (like other countries in the area such as Côte d’Ivoire, Ghana or Nigeria) is pursuing efforts to boost its naval capabilities. In addition to these three OPVs, Senegal is also procuring Shaldag MK II Fast Patrol Craft and two OPVs from Israel.

Other modern units include a large OPV procured from French shipyard OCEA, the Fouladou, commissioned in 2016 and two smaller patrol vessels (by Raidco Marine) procured in 2015 and 2013. Senegal is also procuring Maritime Patrol Aircraft. The OPV 58 S produced by Piriou will be fitted with missile systems which will be a new capability for this rising navy.

The modern naval vessels recently procured from France and Israel will help the Senegalese Navy in securing the sea lanes and maritime approaches in Senegal’s littoral and exclusive economic zones. They are the right assets to counter piracy and illegal fishing and conduct maritime security missions in the Gulf of Guinea.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: LM em Outubro 22, 2020, 10:21:28 am
Confesso que ainda não lí o trabalho académico todo aqui colocado ontem (?), do mestrado da EN sobre MSO... mas reparei na grande preocupação pelo facto do NPO não ter helicóptero - mas algo sobre (não) ter radar militar (e, alguns, Marlin 30mm) não verifiquei (ainda, talvez). 
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Outubro 22, 2020, 12:02:19 pm
OPV para o SENEGAL


https://www.navalnews.com/event-news/euronaval-2020/2020/10/euronaval-piriou-cuts-first-steel-on-opv-ordered-by-senegal/

(https://www.navalnews.com/wp-content/uploads/2020/10/%C2%A9-PIRIOU_OPV58-S_2-770x410.jpg)
The OPV 58 S will be fitted with missile systems, a first for both the Senegalese Navy and the Piriou shipyard.

Euronaval: PIRIOU Cuts First Steel On OPV Ordered By Senegal

PIRIOU shipyard today held a steel cutting ceremony for the first of three Offshore Patrol Vessels (OPV) for the Senegalese Navy.
Xavier Vavasseur  21 Oct 2020

The contract for three OPV 58 S was signed in November 2019 by the Ministry of Armed Forces of Senegal and the PIRIOU group, in the presence of the President of the Republic of Senegal and the French ministerial delegation.

(https://www.navalnews.com/wp-content/uploads/2020/10/%C2%A92020_PIRIOU_OPV58S_1_le-CEMM-Amiral-O.WADE-effectue-la-soudure-1024x899.jpg)
The steeling cutting ceremony took place in presence of General Birame DIOP, Chief of General Staff of the Armed Forces of Senegal and Admiral Oumar WADE, Chief of Staff of the Navy of Senegal. Piriou picture.
The building programme of these three patrol vessels is carried out with the support and expertise of PIRIOU’s subsidiary KERSHIP and will spread over a period of 44 months up to summer 2024. It also provides for a support period of several years in Senegal.

‘This contract is the fruit of four years of joint work between the teams of PIRIOU and the Staff of the Navy of Senegal, which allowed us to design new generation patrol vessels perfectly answering the requirements of the Senegalese Navy. I thank the Senegalese government for their confidence, which obviously honours us, but above all obliges us. They can count on our total commitment. This project is also a real success for the ‘Pass Export’, an initiative of the French Ministry of Economy and Finance of which PIRIOU was the first signatory on February 23rd 2018. This system promotes and accelerates our ability to offer export financing and guarantees.’


About OPV 58 S

(https://www.navalnews.com/wp-content/uploads/2020/10/%C2%A9-PIRIOU_OPV58-S_1-1024x576.jpg)

The “OPV 58 S” is a robust and versatile 62 meters patrol vessel dedicated to surveillance, identification and intervention missions. In addition to its projection capabilities (commando RHIB), it has a first-rate deterrent capability through its anti-surface warfare and anti-aircraft weapons systems.

Among the ship’s major innovations and capabilities are:
• a very versatile design to configure the ship depending on the missions
• a large 360 ° panoramic bridge
• a rapid launch and recovery system at the stern for 2 RHIBs
• a C-Sharp hull form providing optimized range and sea-keeping
• a high-performance monitoring and combat system (POLARIS by Naval Group)

The OPV 58 S will be equipped with MARTE MK2/N anti-ship missiles. With the ability to strike at ranges in excess of 30 kilometres and their fire-and-forget capability, these missiles will provide the means to the Senegalese Navy to enforce their maritime superiority. The vessels will also benefit from the SIMBAD-RC system and its MISTRAL missiles- this combination providing an extremely effective defence capability against all threats including anti-ship missiles, combat aircraft, UAVs, helicopters, as well as small surface threats such as those presented by FIACs. These missiles and missile systems are designed and produced by MBDA.

The weapons suite of the OPV 58 S appears to consist of:

A 76mm main gun by Leonardo
4x anti-ship missiles placed forward (likely Marte by MBDA)
2x 12.7mm manned machine guns on the bridge wings
2x 20mm remote weapon stations (Narwhal by Nexter) at the back of the bridge
A SIMBAD-RC surface to air system by MBDA

OPV 58 S main specifications

(https://www.navalnews.com/wp-content/uploads/2019/11/Senegal-Orders-3-Offshore-Patrol-Vessels-from-French-Shipyard-Piriou-3.jpg)
Length: 62.20 meters

Width: 9.50 meters

Draft: 2.90 meters

Speed: 21 knots

Range / Endurance: 25 days, 4,500 nautical miles @ 12 knots

Hull / Structure: Steel / Aluminum

Accommodations: 48 (24 crew + 24 mission personnel)

Stern ramp for two RHIBs

Rise of Senegal’s Naval Forces
Faced with an ever growing piracy threat in the Gulf of Guinea, Senegal (like other countries in the area such as Côte d’Ivoire, Ghana or Nigeria) is pursuing efforts to boost its naval capabilities. In addition to these three OPVs, Senegal is also procuring Shaldag MK II Fast Patrol Craft and two OPVs from Israel.

Other modern units include a large OPV procured from French shipyard OCEA, the Fouladou, commissioned in 2016 and two smaller patrol vessels (by Raidco Marine) procured in 2015 and 2013. Senegal is also procuring Maritime Patrol Aircraft. The OPV 58 S produced by Piriou will be fitted with missile systems which will be a new capability for this rising navy.

The modern naval vessels recently procured from France and Israel will help the Senegalese Navy in securing the sea lanes and maritime approaches in Senegal’s littoral and exclusive economic zones. They are the right assets to counter piracy and illegal fishing and conduct maritime security missions in the Gulf of Guinea.

Isso é mais um Missile Boat que um OPV. Acaba por ser equivalente à configuração original das SF300.  :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Outubro 24, 2020, 11:57:33 am
Isto é um sacrilégio, ter exocet num OPV !!!!
De notar a posição da peça avante.

https://luerssen-defence.com/wp-content/uploads/datasheets/opv-90-en.pdf

https://luerssen-defence.com/english-luerssen-opb-90/

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Outubro 24, 2020, 12:22:54 pm
Isto é um sacrilégio, ter exocet num OPV !!!!
De notar a posição da peça avante.

https://luerssen-defence.com/wp-content/uploads/datasheets/opv-90-en.pdf

https://luerssen-defence.com/english-luerssen-opb-90/

Abraços

"Replenishment as sea"?  ???
Quer dizer que pode reabastecer outros navios, ou que pode ser reabastecido?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 24, 2020, 01:52:15 pm
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Outubro 24, 2020, 06:04:25 pm
Um NPO-LPD?

Esses gajos andaram aqui a tirar ideias
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 24, 2020, 06:06:58 pm
Isto é um sacrilégio, ter exocet num OPV !!!!
De notar a posição da peça avante.

https://luerssen-defence.com/wp-content/uploads/datasheets/opv-90-en.pdf

https://luerssen-defence.com/english-luerssen-opb-90/

Abraços

"Replenishment as sea"?  ???
Quer dizer que pode reabastecer outros navios, ou que pode ser reabastecido?

Muito provavelmente quer dizer que pode ser reabastecido.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: NVF em Outubro 25, 2020, 03:21:48 am
Um NPO-LPD?

Esses gajos andaram aqui a tirar ideias

Contrataram o Miguel como consultor.  :mrgreen:
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Outubro 25, 2020, 10:36:45 am
Um NPO-LPD?

Esses gajos andaram aqui a tirar ideias

Contrataram o Miguel como consultor.  :mrgreen:

Se foi o Miguel estou mais descansado pois cheguei a pensar ter sido o sr racional e teriamos autênticos tratados aqui colados a justificar as suas opções/decisões, um autêntico delírio.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Outubro 26, 2020, 03:52:46 pm
https://www.navalnews.com/event-news/euronaval-2020/2020/10/euronaval-cmn-unveils-a-new-generation-of-vigilante-opvs/
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: tenente em Outubro 26, 2020, 04:31:26 pm
https://www.navalnews.com/event-news/euronaval-2020/2020/10/euronaval-cmn-unveils-a-new-generation-of-vigilante-opvs/

alguns destes conceitos de OPV's são interessantes e poderiamos/deviamos incluir no nosso modelo, nos agora referidos, Batch III, algumas das caracteristicas que as fotos apresentam, por exemplo:
-Se não vai estar contemplado a colocação de um hangar porque não, reforçar o landing deck para helis até ás 10 Tons, e prolongá-lo até á popa ?
- O espaço que medeia entre a chaminé e o acesso do LD para a tolda, poderia ser modificado de modo a ali conseguir colocar pelo menos um par de contentores, conforme a foto do CL75 apresenta.
Para tal seria necessário colocar mais avante tanto o turco como a grua e as respectivas semirigidas Delta, mas de modo a que a grua conseguisse manobrar os contentores.
Seria uma melhoria qualitativa pois permitiria operar os helis, transportar e ter os contentores disponíveis, para desempenhar simultâneamente outras missões.


(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/gVm4UQ.jpg) (https://imageshack.com/i/pmgVm4UQj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/la16KA.jpg) (https://imageshack.com/i/pmla16KAj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/WaXfJP.jpg) (https://imageshack.com/i/poWaXfJPj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/x0sVEZ.jpg) (https://imageshack.com/i/pmx0sVEZj)

Situações caricatas como estas poder-se-iam evitar, pois o landing deck estaria disponivel para o transporte suspenso ou mesmo para operar os helis, expeditando o auxilio necessário ás populações afectadas.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/QlZV0N.jpg) (https://imageshack.com/i/plQlZV0Nj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/gS0CFF.jpg) (https://imageshack.com/i/pogS0CFFj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/tvh3Wj.jpg) (https://imageshack.com/i/potvh3Wjj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/isRn3d.jpg) (https://imageshack.com/i/pnisRn3dj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/TxiNHY.jpg) (https://imageshack.com/i/pnTxiNHYj)

Vigilante CL75 Mk II

The biggest variant of the new Vigilante II family retains all the features of the lighter CL65 Mk II and vastly improved them. With a length of 75m, the CL75 has a crew of up to 65 sailors and passengers.

Propulsion is provided by two to four diesel engines, while two electric motors allow the hybrid propulsion mode. The ship’s autonomy will be of 7.000NM (at 7 knots) or 8.500NM (at 12 knots).

The bridge of the Vigilante Mk II family offer a 360° view, increasing the performances in coast guard and rescue operations.
The main weapon can now rely on a 76mm gun. It is completed by two RCWS able to accommodate 30mm guns, alongside four manual machine guns. And if that is not punchy enough, this weaponry can be completed with a SAM or SSM launcher.

Very versatile by design, the CL75 Mk II feature a helicopter platform for 10 tonnes helicopters and heavy UAVs. Two 9m RHIB are on the aft ramp (under the helicopter platform), and one 7m RHIB on a A-frame davit. These locations will be compatible with USV and UUV.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/yCbILa.jpg) (https://imageshack.com/i/pnyCbILaj)
The standard configuration of the CL75 Mk II includes four mission containers and a handling crane, three RHIB (2x9m and 1x7m), UAV facilities and an helicopter platform. The large rear area of the ship could be easily adapted to any customer’s needs, from oceanographic missions to heavily armed patrol.

Abraços
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: nelson38899 em Outubro 26, 2020, 06:12:37 pm
Corvette (NB: Corvettes are rarely used in European navies, which prefer frigates or
heavy patrol vessels.)
System name Manufacturer Number produced Average annualproduction
Gowind DCNS 1 (2010-2012) 0.5
K130 TKMS 5 (2004-2007) 1.7
Meko 100 TKMS 6 (2001-2010) 0.7
Meko 100 Gdynia (TKMS design) 1 (2001-2009) 0.1
Visby Kockums 5 (1996-2008) 0.4
Super Vita Elefsis 7 (2002-2013) 0.6
Comandante Cigala
Fulgosi
Fincantieri 4 (1999-2002) 1
Sirio Fincantieri 2 (2009-2011) 0.7
NPO 2000 Estaleiros Navais 4 (2005-2015) 0,4
Holland Damen 4 (2008-2012) 1
Sigma Damen 7+ (2005-2012) 1
Average European production
(1996-2015) 46+ 8

Offshore patrol vessel (NB: The OPV market is highly competitive. Only a few
platforms are built in European shipyards, and most of them are built locally with
European technical assistance. These figures strictly represent the OPV built in European
shipyards.)
System name Manufacturer Number produced Average annual production
Amazonas BAE Systems/VT 3 (2008-2010) 1
Knud Rasmussen Karstensens 2 (2005-2009) 0.5
Turva STX Finland 1 (2013-2014) 0.5
BAM Navantia 5 (2009-2015) 0.8
Arnomendi Vigo 2 (2000-2004) 0.5
Fulmar Gondan 1 (2005-2006) 0.5
Rio Segura Gondan 1 (2010-2011) 0.5
Rauma 2000 Aker Finnyards 4 (1998-2006) 0.5
River Vosper 4 (2001-2007) 0.6
Jura Ferguson and
Remontowa
2 (2005-2008) 0.6
Saettia MK4 Fincantieri 4 (2008-2010) 2
PV90 Babcock 2 (2012-2015) 0.6
Bigliani Intermarine 9 (2003-2007) 2.3
P130 Jasiri Gondan 1 (2005-2012) 0.1
OPV70 STX and Raidco 1 (2009-2011) 0.5
LFC 2005 Estaleiros Navais 5 (2012-2015) 1.6
Average European production
(1998-2015) 47 13

Alguém sabe o que são as LFC2005?
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: dc em Outubro 26, 2020, 06:37:11 pm
A LFC 2005 seriam, em teoria, as lanchas que os ENVC iam construir para substituir os Cacine, tendo entretanto vindo os Tejo para "tapar o buraco" deixado pelo seu adiamento.
Título: Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
Enviado por: P44 em Outubro 30, 2020, 10:07:47 am
Houvesse visão e vontade...

Citar
22 OCTOBER 2020

Peruvian Navy surface fleet plan focuses on new OPVs
by Cesar Cruz Tantalean

As part of its plans to revamp its surface fleet, the Peruvian Navy (MGP) will focus on building up to three new offshore patrol vessels (OPVs) as its new priority, according to Admiral Fernando Cerdan, MGP commander in chief.

“[The] navy had recently approved the update of its long-term planning, which define several projects and objectives in the short and long term,” Adm Cerdan said on 8 October during a speech commemorating the navy’s anniversary.

“We had identified the need for off-shore patrol vessels, with helicopter carrying capability. The construction of up to three of these units at [the] SIMA shipyard is required.”

At the same ceremony, Peruvian President Martin Vizcarra confirmed the government’s support of the OPV project, noting, “We make the commitment to start, during the current government administration, the project of building two OPVs”.

Due to industrial capability limitations, the OPVs project is split between an initial two-ship batch, to be completed by 2023, and a follow-up unit to be contracted by 2022. While the navy-approved project includes all three ships, it will be up to the next elected administration, which will take office in July 2021, whether to buy the third ship.

The Navy’s OPV requirements include a displacement between 1,500 and 2,000 tonnes; a length between 80 and 100 m and a 10 to 14 m beam, with either a CODAD (Combined Diesel and Diesel) or a CODAG (Combined Diesel and Gas) propulsion system; and the capability to deploy at least two rigid-hull inflatable boats (RHIBs) and one helicopter, navy sources at Lima told Janes . The total per-ship cost could reach about USD85 million.

https://www.janes.com/de