SEF

  • 94 Respostas
  • 20508 Visualizações
*

Migas

  • Membro
  • *
  • 173
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • +0/-0
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: mifisarte

*

Migas

  • Membro
  • *
  • 173
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • +0/-0
Re: SEF
« Responder #76 em: Janeiro 15, 2021, 03:17:48 pm »
https://www.jn.pt/nacional/governo-ja-tem-plano-para-extinguir-sef-e-distribuir-competencias-pelas-policias-13234361.html

Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) passa a Serviço de Estrangeiros e Asilo (SEA).

Investigação criminal passa para a PJ.
PSP ficará responsável pelas fronteiras portuárias e aeroportuárias e pela expulsão de estrangeiros.
GNR pelo controlo das fronteiras terrestres e marítimas.

SEA fica somente com competências administrativas (passaportes, vistos, autorizações de residência, refugiados).

« Última modificação: Janeiro 15, 2021, 03:18:31 pm por Migas »
 

*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2111
  • Recebeu: 132 vez(es)
  • Enviou: 102 vez(es)
  • +53/-0
Re: SEF
« Responder #77 em: Janeiro 15, 2021, 08:16:28 pm »
Assim, no papel, parece-me uma saída equilibrada e a mais simples.
Mas, pergunto, com que posto entrarão estes inspectores na PSP?

São funcionários superiores, serão umas centenas, e para todos os efeitos só podem ser oficiais. Estou curioso.
::..Trafaria..::
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1914
  • Recebeu: 299 vez(es)
  • Enviou: 454 vez(es)
  • +23/-29
Re: SEF
« Responder #78 em: Janeiro 15, 2021, 08:46:59 pm »
Olha, olha. Tanta conversa do governo sobre não extinguirem o SEF e afinal...

Enfim.

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9014
  • Recebeu: 1311 vez(es)
  • Enviou: 1453 vez(es)
  • +185/-61
Re: SEF
« Responder #79 em: Janeiro 15, 2021, 08:48:48 pm »
Trafaria falta saber se com as competências vem ou não pessoal, lembro-me de um artigo anterior falar em grande parte dos inspectores irem para a PJ, talvez a grande maioria seja distribuída entre a PJ e o SEA, integrar em forças como PSP e GNR é mais complicado, porque vão sempre existir injustiças em comparação com quem já lá está. Talvez se fizerem um quadro de pessoal temporário só para estes elementos.
 

*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2111
  • Recebeu: 132 vez(es)
  • Enviou: 102 vez(es)
  • +53/-0
Re: SEF
« Responder #80 em: Janeiro 15, 2021, 08:49:45 pm »
Olha, olha. Tanta conversa do governo sobre não extinguirem o SEF e afinal...

Enfim.

Cumprimentos,

Rasgado em dois.
E aliviado da parte que mais peso tinha. Deixa também de ser um OPC, o que não é pouco.
::..Trafaria..::
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9014
  • Recebeu: 1311 vez(es)
  • Enviou: 1453 vez(es)
  • +185/-61
Re: SEF
« Responder #81 em: Janeiro 15, 2021, 08:50:30 pm »
Olha, olha. Tanta conversa do governo sobre não extinguirem o SEF e afinal...

Enfim.

Cumprimentos,

O quê? Eu sempre ouvi dizer que o SEF ia à vida, transformado numa entidade administrativa, e perdia as funções policiais.
 

*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2111
  • Recebeu: 132 vez(es)
  • Enviou: 102 vez(es)
  • +53/-0
Re: SEF
« Responder #82 em: Janeiro 15, 2021, 08:58:09 pm »
Trafaria falta saber se com as competências vem ou não pessoal, lembro-me de um artigo anterior falar em grande parte dos inspectores irem para a PJ, talvez a grande maioria seja distribuída entre a PJ e o SEA, integrar em forças como PSP e GNR é mais complicado, porque vão sempre existir injustiças em comparação com quem já lá está. Talvez se fizerem um quadro de pessoal temporário só para estes elementos.
Para a GNR está o problema resolvido, não vai ninguém.
Os que optarem pela PJ no essencial continuarão, acho, a fazer a mesma coisa - alguns só trocarão de secretária, ou inicialmente nem isso, e continuarão até com os os mesmos processos que têm actualmente distribuídos . Também as carreiras são idênticas e paralelas pelo que na questão dos postos/categorias não haverá (grandes) problemas.

Na PSP é que não estou a ver bem como a bota será calçada... mas temos a carreira técnica onde provavelmente ingressarão. Mas não sei, é uma ideia, estou a especular.
Tenho de dar uma volta pelos FB da polícia para colher dicas ou soluções, que se calhar já existem mas que desconheço.
::..Trafaria..::
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9014
  • Recebeu: 1311 vez(es)
  • Enviou: 1453 vez(es)
  • +185/-61
Re: SEF
« Responder #83 em: Janeiro 15, 2021, 09:01:46 pm »
Trafaria vi nas notícias realmente podem ir para a PSP.

Disseram que os inspectores podiam "escolher" (ao menos ninguém vai obrigado para onde não quer), PJ, PSP e SEA.

Funcionários de carreira geral do SEF podem escolher SEA ou transferência para IRN (Registos e Notariado) ou ACM (Alto Comissário para as Migrações).
 

*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2111
  • Recebeu: 132 vez(es)
  • Enviou: 102 vez(es)
  • +53/-0
Re: SEF
« Responder #84 em: Janeiro 16, 2021, 01:30:39 am »
Trafaria vi nas notícias realmente podem ir para a PSP.

Disseram que os inspectores podiam "escolher" (ao menos ninguém vai obrigado para onde não quer), PJ, PSP e SEA.

Funcionários de carreira geral do SEF podem escolher SEA ou transferência para IRN (Registos e Notariado) ou ACM (Alto Comissário para as Migrações).
A PSP vai ter de criar imediatamente um departamento de "carimbadores" de passaportes para os cinco aeroportos internacionais e principais terminais de cruzeiros (estes agora sem movimento). Os inspectores do actual SEF serão quem de inicio garantirá o essencial desse serviço, mesmo que com outro crachá ao peito. A sua colocação nas carreiras próprias da PSP é que nao será facil, mas nada que um quadro de supra-numerários nao resolva.

Porém antevejo problemas de equiparação... e não só. A PSP jamais formará inspectores (equiparados a oficiais) para essas funções; no futuro colocará lá agentes e chega muito bem. E depois...., durante um período provisório mas longo, teremos pessoas com as mesmas funções mas com categorias e vencimentos muito diferentes.
Ou vocês pensam que é por acaso que nao vai ninguem para a GNR. É sobretudo por causa das questões de integração, nada fáceis, e ali bem mais complicadas dada a sua faceta militar.
::..Trafaria..::
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning, HSMW

*

ocastilho

  • Membro
  • *
  • 290
  • Recebeu: 143 vez(es)
  • Enviou: 228 vez(es)
  • +2078/-5
Re: SEF
« Responder #85 em: Janeiro 16, 2021, 11:38:12 am »
Que bela c*gada que os nossos iluminados criaram. Mas quando se navega à vista não dá para mais...
"Se servistes à pátria, que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis, ela o que costuma."
 

*

foxtrotvictor

  • Perito
  • **
  • 481
  • Recebeu: 6 vez(es)
  • +5/-0
Re: SEF
« Responder #86 em: Janeiro 20, 2021, 08:30:03 am »
Trafaria vi nas notícias realmente podem ir para a PSP.

Disseram que os inspectores podiam "escolher" (ao menos ninguém vai obrigado para onde não quer), PJ, PSP e SEA.

Funcionários de carreira geral do SEF podem escolher SEA ou transferência para IRN (Registos e Notariado) ou ACM (Alto Comissário para as Migrações).
A PSP vai ter de criar imediatamente um departamento de "carimbadores" de passaportes para os cinco aeroportos internacionais e principais terminais de cruzeiros (estes agora sem movimento). Os inspectores do actual SEF serão quem de inicio garantirá o essencial desse serviço, mesmo que com outro crachá ao peito. A sua colocação nas carreiras próprias da PSP é que nao será facil, mas nada que um quadro de supra-numerários nao resolva.

Porém antevejo problemas de equiparação... e não só. A PSP jamais formará inspectores (equiparados a oficiais) para essas funções; no futuro colocará lá agentes e chega muito bem. E depois...., durante um período provisório mas longo, teremos pessoas com as mesmas funções mas com categorias e vencimentos muito diferentes.
Ou vocês pensam que é por acaso que nao vai ninguem para a GNR. É sobretudo por causa das questões de integração, nada fáceis, e ali bem mais complicadas dada a sua faceta militar.

Não é só criar  um departamento de "carimbadores" para os 08 Postos de Fronteira Aérea e 28  Postos de Fronteira Marítima. Também vão ter de criar um departamento de afastamentos, para a escolta de cidadãos estrangeiros, com a medida coerciva ou administrativa de expulsão do Território Nacional.

A matéria humana é a mesma. Depois da respectiva formação, todos sabemos desempenhar as competências que nos forem atribuídas.  É raro o mês que não tenho operações conjuntas com outras forças e serviços de segurança e penso muitas vezes  era escusado "tantas camisolas". 
Se tiver que ingressar noutra força ou serviço de segurança, não há tragédia nenhum. Já passei várias semanas em formações na PSP,  a frequentar o extinto curso de oficiais de tiro, ministrado no GOE  (ainda não havia UEP) e o curso de formadores de técnicas policiais, ministrado em Torres Vedras e sempre fui muito bem recebido.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Trafaria

*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2111
  • Recebeu: 132 vez(es)
  • Enviou: 102 vez(es)
  • +53/-0
Re: SEF
« Responder #87 em: Janeiro 20, 2021, 05:54:30 pm »
Têm alguma brigada móvel para ocorrer às marinas e outras entradas ocasionais ou inopinadas em aeródromos, etc..?
::..Trafaria..::
 

*

foxtrotvictor

  • Perito
  • **
  • 481
  • Recebeu: 6 vez(es)
  • +5/-0
Re: SEF
« Responder #88 em: Janeiro 20, 2021, 08:43:47 pm »
Têm alguma brigada móvel para ocorrer às marinas e outras entradas ocasionais ou inopinadas em aeródromos, etc..?

Em postos de Fronteira de ocasional movimento, como é o caso  da Nazaré, costuma ir o pessoal da Delegação Regional da área do PF.  Temos serviço de piquete, mas não ė para essas ocorrências.
 

*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2111
  • Recebeu: 132 vez(es)
  • Enviou: 102 vez(es)
  • +53/-0
Re: SEF
« Responder #89 em: Janeiro 20, 2021, 10:34:46 pm »
Mas nas marinas de Vilamoura ou Lagos, de Lisboa ou Gaia, só a titulo de amostra, entram todos os dias várias embarcações, às vezes só para reabastecer ou até para apenas descarregar o lixo, mas a maioria fica pelo menos uns dias.
Muitas ancoram (para não pagar) fora das marinas (muito visível no Sado e Guadiana) e não têm quem os lá vá identificar ou registar a entrada em território nacional (sobretudo se for extra Schengen)?
Casos como o da Nazaré, onde eu que sou da zona não imaginava que o SEF não tivesse uma presença permanente, é uma lacuna que se assim preenche, seja pelo pessoal da esquadra local da PSP ou da UCC da GNR.
Pensava eu que na região de Lisboa, e outras, cheias de ancoradouros formais e informais, tivessem alguém escalado e pronto que ocorresse a esses locais em caso de se tratar de embarcações estrangeiras.

Enfim, o esquema de distribuição do SEF acaba por ser um saco mais roto do que imaginava. Bem-vindos à PSP, os que vierem.
::..Trafaria..::