Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo

  • 634 Respostas
  • 104339 Visualizações
*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8988
  • Recebeu: 1288 vez(es)
  • Enviou: 1430 vez(es)
  • +183/-61
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #630 em: Setembro 03, 2021, 07:53:11 pm »
Cada vez mais querem ser "fofinhos" e "duplo uso", em Chaves, andou a equipa local a fazer treino militar no RI19, tendo sido publicitado com pompa e circustância, agora quando há 10 recrutas a fazer juramento de bandeira, nem por isso....

Que equipa local?

desportivo de Chaves ????

Ahhh, ok, ao contrário do comum português a minha mente não deriva logo para o desporto rei 😁, até pensava que seria alguma coisa da proteção civil 😄.
 

*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 2222
  • Recebeu: 226 vez(es)
  • Enviou: 50 vez(es)
  • +285/-3866
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #631 em: Outubro 18, 2021, 02:28:42 pm »
Aeroporto de Lisboa. Concurso para avaliação ambiental
https://ionline.sapo.pt/artigo/749829/aeroporto-de-lisboa-concurso-para-avaliacao-ambiental?seccao=Dinheiro_i
Citar
O Governo anunciou, esta segunda-feira, o lançamento do concurso público internacional para a realização da avaliação ambiental estratégica da futura solução aeroportuária de Lisboa. De acordo com o ministério de Pedro Nuno Santos, o concurso “visa encontrar a entidade que vai desenvolver a Avaliação Ambiental Estratégica relativa ao plano de ampliação da capacidade aeroportuária da Região de Lisboa”.

O prazo para a apresentação das propostas ao Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), responsável pelo concurso, é de 60 dias a contar do dia do envio para publicação (15 de outubro), explica a tutela. O Governo anunciou, em março, que iria avançar com um processo de Avaliação Ambiental Estratégica (AAE) para avaliar três soluções com o objetivo de reforçar a capacidade aeroportuária da região de Lisboa. Isto, depois de a Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) ter ‘chumbado’ a apreciação prévia da construção.

Esta avaliação fará uma avaliação que compare as seguintes três soluções de entre as diferentes infraestruturas aeroportuárias desta região: a atual solução dual, em que o Aeroporto Humberto Delgado terá o estatuto de aeroporto principal e o Aeroporto do Montijo o de complementar; uma solução dual alternativa, em que o aeroporto do Montijo adquirirá, progressivamente, o estatuto de aeroporto principal e o Aeroporto Humberto Delgado o de complementar; e, a construção de um novo aeroporto internacional de Lisboa no Campo de Tiro de Alcochete.Ainda na semana passada, o presidente da Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC), Luis Ribeiro, alertou para a urgência de ser fechada uma solução para a expansão aeroportuária da região de Lisboa, sublinhando que este projecto “não pode mais” ser adiado.

Mais um concurso, que vai ganhar dinheiro desta vez? Vira o disco e toca o mesmo.
A Vida é um teste e uma incumbência de  confiança.
 

*

asalves

  • Analista
  • ***
  • 717
  • Recebeu: 260 vez(es)
  • Enviou: 86 vez(es)
  • +49/-13
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #632 em: Outubro 18, 2021, 03:07:04 pm »
Aeroporto de Lisboa. Concurso para avaliação ambiental
https://ionline.sapo.pt/artigo/749829/aeroporto-de-lisboa-concurso-para-avaliacao-ambiental?seccao=Dinheiro_i
Citar
O Governo anunciou, esta segunda-feira, o lançamento do concurso público internacional para a realização da avaliação ambiental estratégica da futura solução aeroportuária de Lisboa. De acordo com o ministério de Pedro Nuno Santos, o concurso “visa encontrar a entidade que vai desenvolver a Avaliação Ambiental Estratégica relativa ao plano de ampliação da capacidade aeroportuária da Região de Lisboa”.

O prazo para a apresentação das propostas ao Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), responsável pelo concurso, é de 60 dias a contar do dia do envio para publicação (15 de outubro), explica a tutela. O Governo anunciou, em março, que iria avançar com um processo de Avaliação Ambiental Estratégica (AAE) para avaliar três soluções com o objetivo de reforçar a capacidade aeroportuária da região de Lisboa. Isto, depois de a Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) ter ‘chumbado’ a apreciação prévia da construção.

Esta avaliação fará uma avaliação que compare as seguintes três soluções de entre as diferentes infraestruturas aeroportuárias desta região: a atual solução dual, em que o Aeroporto Humberto Delgado terá o estatuto de aeroporto principal e o Aeroporto do Montijo o de complementar; uma solução dual alternativa, em que o aeroporto do Montijo adquirirá, progressivamente, o estatuto de aeroporto principal e o Aeroporto Humberto Delgado o de complementar; e, a construção de um novo aeroporto internacional de Lisboa no Campo de Tiro de Alcochete.Ainda na semana passada, o presidente da Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC), Luis Ribeiro, alertou para a urgência de ser fechada uma solução para a expansão aeroportuária da região de Lisboa, sublinhando que este projecto “não pode mais” ser adiado.

Mais um concurso, que vai ganhar dinheiro desta vez? Vira o disco e toca o mesmo.

A questão é porque motivo só agora, tivemos 2020 e quase 2021 sem fazer nada pk? depois vem com a desculpa que é urgente.

E novamente pk motivo não seguiram os conselhos dos especialistas, em vez da 2ª opção em estudo (que não faz sentido) que tal: Alcochete começar como secundário e progressivamente tornar-se aeroporto principal (diminuindo o custo e tempo inicial necessário para a obra) e Portela tornar-se secundário até fechar?
 

*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 2222
  • Recebeu: 226 vez(es)
  • Enviou: 50 vez(es)
  • +285/-3866
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #633 em: Outubro 23, 2021, 03:08:40 pm »
Avaliação ambiental estratégica do aeroporto de Lisboa entregue em 2023
https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/avaliacao-ambiental-estrategica-do-aeroporto-de-lisboa-entregue-em-2023-799680
Citar
O secretário de Estado Adjunto das Comunicações, Hugo Santos Mendes, adiantou esta sexta-feira que avaliação ambiental estratégica das três hipóteses de localização do novo aeroporto de Lisboa deverá ser entregue em 2023.

“A avaliação ambiental estratégica deverá ser entregue em 2023. É importante que este processo decorra de forma estável e com o menor ruído à volta”, afirmou Hugo Santos Mendes, no encerramento da Conferência Internacional de Controlo de Tráfego Aéreo, referindo que os trabalhos de análise terão início em 2022.

Segundo o governante, em cima da mesa estão três opções – a Portela + Montijo, uma solução alternativa em que o Montijo adquirirá, progressivamente, o estatuto de infraestrutura principal, enquanto o Aeroporto Humberto Delgado se tornará complementar e ainda a construção de um novo aeroporto internacional no campo de tiro de Alcochete.

Esta notícia só pode ser brincadeira, PQP só em 2023, alguém ainda vai mamar muito dinheiro até lá, é que além da lentidão, em Portugal são precisos sempre muitos estudos.
A Vida é um teste e uma incumbência de  confiança.
 

*

asalves

  • Analista
  • ***
  • 717
  • Recebeu: 260 vez(es)
  • Enviou: 86 vez(es)
  • +49/-13
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #634 em: Hoje às 09:35:49 am »
Avaliação ambiental estratégica do aeroporto de Lisboa entregue em 2023
https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/avaliacao-ambiental-estrategica-do-aeroporto-de-lisboa-entregue-em-2023-799680
Citar
O secretário de Estado Adjunto das Comunicações, Hugo Santos Mendes, adiantou esta sexta-feira que avaliação ambiental estratégica das três hipóteses de localização do novo aeroporto de Lisboa deverá ser entregue em 2023.

“A avaliação ambiental estratégica deverá ser entregue em 2023. É importante que este processo decorra de forma estável e com o menor ruído à volta”, afirmou Hugo Santos Mendes, no encerramento da Conferência Internacional de Controlo de Tráfego Aéreo, referindo que os trabalhos de análise terão início em 2022.

Segundo o governante, em cima da mesa estão três opções – a Portela + Montijo, uma solução alternativa em que o Montijo adquirirá, progressivamente, o estatuto de infraestrutura principal, enquanto o Aeroporto Humberto Delgado se tornará complementar e ainda a construção de um novo aeroporto internacional no campo de tiro de Alcochete.

Esta notícia só pode ser brincadeira, PQP só em 2023, alguém ainda vai mamar muito dinheiro até lá, é que além da lentidão, em Portugal são precisos sempre muitos estudos.

Normalmente são estudo que levam pelo menos 1 ano no terreno, faz-se a contagem de aves, mamíferos,...., estuda-se os padrões migratórios, ... um sem numero de parâmetros pelo menos durante um ano, isto para ter uma ideia exata.

Eu acho é que o problema é que este estudo devia ter sido feito já há anos ou devia ter começado logo quando começaram com a palhaçada do Montijo, entretanto andou-se a brincar, tivemos 1 ano e tal parados por causa do covid e agora é que vão começar.