Participação política dos elementos das Forças Armadas, da GNR e da PSP.

  • 2 Respostas
  • 246 Visualizações
*

CanivetePort

  • Membro
  • *
  • 31
  • Recebeu: 5 vez(es)
  • +1/-0
Alguém me sabe informar em que condições é que os militares das Forças Armadas e da GNR e os elementos da PSP podem participar em acções políticas, nomeadamente como integrantes de listas partidárias?

A ideia que tenho é que os militares das Forças Armadas e da GNR têm de requerer a suspensão funções, mas os elementos da PSP não, mas posso estar errado.
 

*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2111
  • Recebeu: 132 vez(es)
  • Enviou: 102 vez(es)
  • +53/-0
Isso levou uma grande volta há uns anos.
É que havia pessoal, nomeadamente oficiais e sobretudo pilotos, que usavam as eleições como meio manhoso para se desvincularem das FA sem passarem pelo processo usual e normal de aguardar um determinado numero mínimo de anos e/ou indemnizar a instituição. Essa lacuna legislativa foi preenchida, tenho a certeza, mas não me recordo exactamente como.

Sem certezas, penso que - por causa desses truques - actualmente quem concorre a eleições não precisa de se desvincular, nem pode, requer licença de longa duração.
::..Trafaria..::
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9018
  • Recebeu: 1314 vez(es)
  • Enviou: 1453 vez(es)
  • +185/-61
Esse procedimento que os pilotos faziam para sair do QP já não tem acontecido, por isso já não  deve ser permitido aos militares do activo inscreverem-se nessas listas.