ForumDefesa.com

Forças Armadas e Sistemas de Armas => Exércitos/Sistemas de Armas => Exército Brasileiro => Tópico iniciado por: Paisano em Dezembro 12, 2011, 12:19:44 am

Título: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Paisano em Dezembro 12, 2011, 12:19:44 am
Título: Re: Projeto VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Cabeça de Martelo em Junho 19, 2013, 12:31:46 pm
Citação de: "arcanjo"
Fábrica del Guaraní de IVECO en Sete Lagoas

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.infodefensa.com%2Fwp-content%2Fgallery%2Ffabrica-del-guarani-de-iveco-en-sete-lagoas%2FIVECO_inauguracion4.jpg&hash=f57cbeb2f4b62a580a59232d7ac52636)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.infodefensa.com%2Fwp-content%2Fgallery%2Ffabrica-del-guarani-de-iveco-en-sete-lagoas%2FIVECO_inauguracion8.jpg&hash=b98b7182981bbe845107c3e8d4aad05d)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.infodefensa.com%2Fwp-content%2Fgallery%2Ffabrica-del-guarani-de-iveco-en-sete-lagoas%2FIVECO_inauguracion9.jpg&hash=659257461457f2c40604a9837400a115)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.infodefensa.com%2Fwp-content%2Fgallery%2Ffabrica-del-guarani-de-iveco-en-sete-lagoas%2FIVECO_inauguracion10.jpg&hash=71e39f0068d65f2df682262edf9d219f)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.infodefensa.com%2Fwp-content%2Fgallery%2Ffabrica-del-guarani-de-iveco-en-sete-lagoas%2FIVECO_inauguracion12.jpg&hash=19a89b6aaff59fa257e9fe748b70965f)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.infodefensa.com%2Fwp-content%2Fgallery%2Ffabrica-del-guarani-de-iveco-en-sete-lagoas%2FIVECO_inauguracion13.jpg&hash=d89e347dcae947b3968887ceaf021982)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.infodefensa.com%2Fwp-content%2Fgallery%2Ffabrica-del-guarani-de-iveco-en-sete-lagoas%2FIVECO_inauguracion14.jpg&hash=08aec8270903a61f19ef7d96a667ca6e)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.infodefensa.com%2Fwp-content%2Fgallery%2Ffabrica-del-guarani-de-iveco-en-sete-lagoas%2FIVECO_inauguracion15.jpg&hash=98223687b113bef049d80e0df81c6059)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.infodefensa.com%2Fwp-content%2Fgallery%2Ffabrica-del-guarani-de-iveco-en-sete-lagoas%2FIVECO_inauguracion17.jpg&hash=d70582c8b91d29c9dff923a4575fafb9)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.infodefensa.com%2Fwp-content%2Fgallery%2Ffabrica-del-guarani-de-iveco-en-sete-lagoas%2FIVECO_inauguracion18.jpg&hash=64bdb6854bbce880f46b55f5a2494bd5)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.infodefensa.com%2Fwp-content%2Fgallery%2Ffabrica-del-guarani-de-iveco-en-sete-lagoas%2FIVECO_inauguracion19.jpg&hash=3549265f582eb9ced0d84477c4e67417)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.infodefensa.com%2Fwp-content%2Fgallery%2Ffabrica-del-guarani-de-iveco-en-sete-lagoas%2FIVECO_inauguracion20.jpg&hash=a292a29883711c87a3a3418d11538afa)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.infodefensa.com%2Fwp-content%2Fgallery%2Ffabrica-del-guarani-de-iveco-en-sete-lagoas%2FIVECO_inauguracion21.jpg&hash=643b66d09955620feccf40b839f88cd9)

Fotos: Roberto Caiafa

http://www.infodefensa.com/?page_id=78181 (http://www.infodefensa.com/?page_id=78181)


arcanjo
Título: Re: Projeto VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: mafets em Abril 30, 2014, 11:25:03 am
http://www.forte.jor.br/2014/04/29/teste-de-flutuabilidade-na-viatura-guarani/

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.defesanet.com.br%2Fsite%2Fupload%2Fnews_image%2F2013%2F08%2F14949.jpg&hash=066015e0ad07c8cd04c2ccb135282dde)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.defesanet.com.br%2Fsite%2Fupload%2Fnews_image%2F2013%2F08%2F14952.jpg&hash=b81014b9492bf73728b83443b11b1638)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.defesanet.com.br%2Fsite%2Fupload%2Fnews_image%2F2013%2F08%2F14955.jpg&hash=b9ccfb8b1813bac6a4be2d2149dd35e6)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.defesanet.com.br%2Fsite%2Fupload%2Fnews_image%2F2013%2F08%2F14954.jpg&hash=64dfe55aec8d4ec0f5381f9dd503932e)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.defesanet.com.br%2Fsite%2Fupload%2Fnews_image%2F2013%2F08%2F14953.jpg&hash=eeeb996d8f8044b3fbd979bd8b05136a)

Saudações
Título: Re: Projeto VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Junho 01, 2015, 01:46:47 pm
Família de Blindados de Rodas Guarani

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FMG_8538-copy.jpg&hash=5323b227237fa973a2a3096429d53b0d)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FMG_8508-copy.jpg&hash=4ba146d7ed490f43296ce8745be5c695)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FMG_8694-copy.jpg&hash=c193051737ea2b84320ecdadefb0aa0c)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FMG_8542-copy.jpg&hash=f73b2ecf3ab2e08a0fd91611250a0e06)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FMG_8549-copy.jpg&hash=1a131b8e8d6c56720647773a09b71193)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FIMG_8580-copy.jpg&hash=660a440feea7114cbffc0368713e6069)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FMG_8713-copy.jpg&hash=59e23461ba0fbcefbf20db59ceda586f)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FMG_8699-copy.jpg&hash=122a94fbea185ce0c441e07bc52a4221)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FMG_8695-copy.jpg&hash=98ea0c6d31fb20fabe4cc9f1033b2787)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FMG_8661-copy.jpg&hash=d81b24012fb2af4b432a065a9ecb5198)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FMG_8614-copy.jpg&hash=128406288cb7863f65ca94f00114cbd3)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FIMG_8624-copy.jpg&hash=2b8239d5d8015b91a9e3ede0b6d47122)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FIMG_8627-copy.jpg&hash=1687b1e904fce22366749669930e5167)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FIMG_8650-copy.jpg&hash=83e6ec65bd722c02e18902d4bb545317)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FIMG_8645-copy.jpg&hash=df0c3f94e52dd043be5ccf32addef59b)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FMG_8692-copy.jpg&hash=a61c2cf03ebb025ca01277b2f61d95fa)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FMG_8687-copy.jpg&hash=ba55ccb27d19dccc5d49e25800b6885e)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FMG_8511-copy.jpg&hash=7c87b2492a2fa121d4d9106b18ead483)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FMG_8519-copy.jpg&hash=ad3e47d17a03282333a3153c840fec6d)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FIMG_8555-copy.jpg&hash=5979f7163cce4a077ff529d6d3811ca4)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FMG_8734-copy.jpg&hash=37b30da448ca5ca86e7f430b638c681a)
Título: Re: Projeto VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Junho 01, 2015, 01:51:13 pm
Título: Re: Projeto VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Julho 26, 2016, 08:33:19 pm
Viaturas Guarani são manutenidas na EsSLog para uso nos Jogos Olímpicos

(https://1.bp.blogspot.com/-1-2ZtdIj5w8/V5KQgljg1EI/AAAAAAAAHow/CUoyS_erY9E_eyi2Malz85zbcypHtdLoACLcB/s1600/guaranieslog.3.jpg)

Para garantir a segurança nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, cerca de 40 Viaturas Blindadas de Transporte de Pessoal (VBTP MR 6x6 GUARANI) estão sendo manutenidas na Escola de Sargentos de Logística do Exército (EsSLog), As viaturas permanecerão nas dependências da EsSLog por cerca de 3 meses e 90% delas estarão em condições de emprego até o fim de julho, antes da abertura do Grande Evento, em 5 de agosto. 

Para centralizar o Posto de Manutenção das Viaturas Guarani, foi montada uma estrutura gerenciada pela Diretoria de Fabricação do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército (DCT), onde trabalham mecânicos da Empresa IVECO, fabricante da viatura; uma equipe de mecânicos do 25º Batalhão Logístico; mecânicos e motoristas das Unidades Militares subordinadas à 9º Brigada de Infantaria Motorizada, além de instrutores e monitores da EsSLog.

(https://2.bp.blogspot.com/-vabOqNIwTm0/V5KQhgfyVPI/AAAAAAAAHo0/QN2aKxIJDXAeijG7SEKH5ksoJ5Jjdi1GgCEw/s1600/guaranieslog.5.jpg)

(https://3.bp.blogspot.com/-uux4ImlLnrU/V5KQh06LKyI/AAAAAAAAHo8/PZTKPKfH7LIT6FfYoD8ywOHIHobLg2nfwCEw/s1600/guaranieslog.7.jpg)

(https://2.bp.blogspot.com/-Em9Qr3Fm3J8/V5KQgh16VXI/AAAAAAAAHoo/qPBCIVi36EU-sDOB6WHjxFY38Rgw_FadQCEw/s1600/guaranieslog.2.jpg)

(https://2.bp.blogspot.com/-7lXNrOjPUFY/V5KQgj1lh2I/AAAAAAAAHos/686cjdHB-9Ub2q4Kx0940txrRh37MMqdQCEw/s1600/guaranieslog.4.jpg)

(https://3.bp.blogspot.com/-gKr8RxRpkEs/V5KQhyTeYRI/AAAAAAAAHo4/ierDEqCKaQ8qMWMXkHyXp-u4bbtGEqeTgCEw/s1600/guaranieslog.6.jpg)

(https://4.bp.blogspot.com/-4azQzT-n57k/V5KQil-GSsI/AAAAAAAAHpE/VF5yHLYRKwQlJepQoNhvud3n_V98ITRVACEw/s1600/guaranieslog.jpg)

FONTE:   http://orbisdefense.blogspot.com.br/2016/07/viaturas-guarani-sao-manutenidas-na.html

Título: Re: Projeto VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: mafets em Julho 27, 2016, 11:34:55 am
http://www.forte.jor.br/2016/07/22/1o-bi-mtz-realiza-tiro-com-metralhadora-remax-das-viaturas-blindadas/ (http://www.forte.jor.br/2016/07/22/1o-bi-mtz-realiza-tiro-com-metralhadora-remax-das-viaturas-blindadas/)
Citar
Rio de Janeiro (RJ) – No dia 13 de julho, durante o Estágio de Capacitação para Atirador da Torre REMAX, o 1º Batalhão de Infantaria Motorizado (Escola) –1º BIMTz (Es) – realizou, pela primeira vez, no campo de Instrução de Gericinó, tiros diurnos e noturnos com esse novo equipamento instalado na Viatura Blindada de Transporte de Pessoal – Média de Rodas (VBTP-MR) 6X6 Guarani.

O REMAX (Reparo de Metralhadora Automatizado X) é uma estação de armas remotamente controlada para metralhadoras pesadas (.50) e 7,62 mm MAG.
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi0.wp.com%2Fwww.forte.jor.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2016%2F07%2F1%25C2%25BA-BI-Mtz-2.jpg%3Fw%3D640&hash=e1e052da7cc6b75b2e35376f5ce01b8b)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi2.wp.com%2Fwww.forte.jor.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2016%2F07%2F1%25C2%25BA-BI-Mtz-4.jpg%3Fw%3D640&hash=92a2420b13b5ca83aadb10da34d1632c)

Saudações
Título: Re: Projeto VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Novembro 22, 2016, 08:20:58 pm
Exército Brasileiro encomenda mais blindados Guarani 6×6

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.forte.jor.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2015%2F03%2FGuarani.jpg&hash=9a9466d6dce63714af80f0d2baa6bb4c)

Citar
O Jane’s noticiou que o Comando de Logística do Exército Brasileiro (CoLog) concederá à Iveco Latin America um contrato para 1.580 veículos blindados anfíbios VBTP-MR Guarani 6×6 em 22 de novembro, informou o Serviço de Gerenciamento de Projetos.

A frota, a ser entregue entre os anos 2016-35, compreenderá as versões de transporte de tropas, comunicações, posto de comando, ambulância e de morteiro de 120 milímetros. O CoLog está comprando as plataformas em lotes de 723, 547, 275 e 35 veículos, bem como equipamentos e serviços associados, totalizando R$ 5,9 bilhões. Vários serão armados com estações de armas protegidas tripuladas UT-30BR e estações de armas remotas ARES Aeroespacial & Defesa REMAX e TORC30.

http://www.forte.jor.br/2016/11/21/exercito-brasileiro-encomenda-mais-blindados-guarani-6x6/
Título: Re: Projeto VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: MALUCOdasFOTOS em Março 10, 2017, 06:39:15 pm
Blindado Guarani no Líbano:

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.planobrazil.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F03%2F15192723_10157713933450648_7472328219690173479_n.jpg&hash=e13d643141c2a98de981fb5071221db7)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.planobrazil.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F03%2F15241327_10157713933585648_3366895572029195106_n.jpg&hash=2efe2743e4b2c0e403f87357291378a9)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.planobrazil.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F03%2F15069024_10157696976610648_7465905082757929949_o-1.jpg&hash=e8abe2cab3d9b50021247a1f79351272)

Apesar de fabricado pela IVECO, a produção do VBTP-MR Guarani favorece mais de 100 empresas brasileiras e sua exportação representa o pagamento de royalties para o Exército Brasileiro, já que o Guarani é fruto das especificações do EB (Instituto Militar de Engenharia) e este possui a propriedade intelectual do projeto.

Exército Libanês estuda a aquisição de mais unidades do VBTP-MR Guarani para compor mais uma unidade blindada.
Título: Re: Projeto VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Tikuna em Março 11, 2017, 08:07:31 am
Blindado Guarani no Líbano:
Perdeu o burro ne? Triste, to até chorando T-T

Você reclama das fotos do Vitor... coisa feia...

Loucão e doido.

Abraços aos demais
Título: Re: Projeto VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: MALUCOdasFOTOS em Março 11, 2017, 01:18:56 pm
Blindado Guarani no Líbano:

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.planobrazil.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F03%2F15192723_10157713933450648_7472328219690173479_n.jpg&hash=e13d643141c2a98de981fb5071221db7)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.planobrazil.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F03%2F15241327_10157713933585648_3366895572029195106_n.jpg&hash=2efe2743e4b2c0e403f87357291378a9)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.planobrazil.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F03%2F15069024_10157696976610648_7465905082757929949_o-1.jpg&hash=e8abe2cab3d9b50021247a1f79351272)

Apesar de fabricado pela IVECO, a produção do VBTP-MR Guarani favorece mais de 100 empresas brasileiras e sua exportação representa o pagamento de royalties para o Exército Brasileiro, já que o Guarani é fruto das especificações do EB (Instituto Militar de Engenharia) e este possui a propriedade intelectual do projeto.

Exército Libanês estuda a aquisição de mais unidades do VBTP-MR Guarani para compor mais uma unidade blindada.

Complementando esta minha informação, agrego que o VBTP-MR Guarani  está operando nas Forças de segurança Interna ( Internal Security Forces) na unidade de elite Panthers (Al Fouhoud). A unidade Panthers é uma Brigada de elite das Forças de Segurança Interna libanesa. Os veiculos VBTP-MR Guarani que operam nessa unidade receberam uma pintura de cor azul-marinho.

Aqui está:

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.planobrazil.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F03%2F17269150_1297903623632530_742020190_o.jpg&hash=36d5076a074b35ae5bf73e47645f5b89)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.planobrazil.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F03%2F12734291_10156441381255648_4825624906948851137_n-1.jpg&hash=8a493825c1af222d4e0eaee72e4e56d9)

O Peru esta pesando em comprar 178 blindados USADOS Stryker dos EUA por nada menos que U$ 644 milhões de dólares... mais que o dobro - a preços divulgados - do blindado fabricado em Sete Lagoas, Minas Gerais, terra de Antônio Francisco Lisboa, mais conhecido como Aleijadinho, dispensa apresentações...

Começo a gostar deste blindado, em termos não fica nada a dever a blindado algum usado por aí, seu nível de proteção é da mesma categoria dos demais, proteção QBN, sua blindagem é modular, seu motor é mais potente, tem maior autonomia e velocidade que o Stryker, além do que é anfíbio, algo de suma importância para um país como o Brasil e países da região, o Stryker não tem capacidade anfíbia.

Não temos do que reclamar, e mais, seu preço é menos da metade do que os Stryker USADOS ofertados por Donald Trump ao presidente do Peru.

O presidente do Peru se reuniu durante 15 minutos na Casa Branca com Trump, o magnata empresário não perdeu tempo e lembrou dos Stryker a PPK: "Vocês vão comprar os nossos Stryker, é um ótimo blindado, nos prestou grandes serviços, façam bom uso deles"

O Peru teria desistido do negócio, mas não se sabe ao certo.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.radioculturafoz.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F09%2Funnamed-43-638x425.jpg&hash=87d3a8a206d9a2ba037a9a14161e072b)

Ahhhh!!!  mas o Guarani não tem comunicação via satélite e nem fala direto com o salão oval.. ora, e daí?

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.revistaoperacional.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F10%2FMG_8694-copy.jpg&hash=c193051737ea2b84320ecdadefb0aa0c)

Mtr M971 7,62 mm MAG. Será que eu conheço esta coisa???

Mensagem codificada: BARAR Futebol Clube...

Título: Re: Projeto VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Maio 21, 2017, 07:11:03 pm
TRANSFORMAÇÃO DO EXÉRCITO NA BRIGADA GUARANI

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.planobrazil.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F05%2FIMG_2281.jpg&hash=919c6b58e43945bcdc690495fa5a8007)

Citar
Cascavel (PR) – No contexto do Processo de Transformação do Exército Brasileiro, a 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada (15ª Bda Inf Mec), Brigada Guarani, foi escolhida, em 2013, para ser a pioneira na transformação das Brigadas de Infantaria Motorizada em Brigadas de Infantaria Mecanizada, tendo sido dotada com as modernas Viaturas Blindadas de Transporte de Pessoal – Média de Rodas (VBTP-MR) Guarani.

Por isso, entre os dias 15 e 18 de maio de 2017, foi realizada, no Comando da 15ª Bda Inf Mec, uma Reunião de Padronização das Atividades de Manutenção da VBTP-MR Guarani e de Integração Sistêmica do Projeto de Implantação da Brigada de Infantaria Mecanizada no Exército Brasileiro. Dentre os objetivos da atividade, destacam-se analisar o panorama atual e as perspectivas futuras do Projeto e discutir os aspectos doutrinários sobre o emprego da Brigada de Infantaria Mecanizada.

http://www.planobrazil.com/transformacao-do-exercito-na-brigada-guarani/
Título: Re: Projeto VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Março 15, 2018, 05:22:24 pm
Programa Estratégico Guarani receberá a viatura nº 300

(https://cdn1.defesaaereanaval.com.br/wp-content/uploads/2016/09/Guarani.jpg)

Citar
No dia 16 de março de 2018, sexta-feira, às 09:00 horas, na Fábrica IVECO, em Sete Lagoas (MG), ocorrerá a cerimônia de entrega do blindado Guarani de número 300 ao Exército Brasileiro. No contexto do Programa Estratégico Guarani, o Exército desenvolve, em parceria com a empresa IVECO/CNHI, a Viatura Blindada de Transporte Guarani, blindado para o transporte de tropas, dotado de modernos sistemas de armas, antiminas e de comando e controle (comunicações), que integra a Nova Família de Blindados Sobre Rodas (NFBR) em implantação na Força Terrestre.

Para marcar essa iniciativa, que fomenta a Base Industrial de Defesa (BID) nacional, ao gerar empregos, capacitação, inovação tecnológica e proporcionar o emprego dual dos materiais desenvolvidos, será realizada cerimônia de entrega simbólica do blindado de número 300, confirmando o sucesso desse empreendimento.

A atividade contará com a presença de autoridades civis e militares, entre elas, o Ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Henrique de Oliveira. Na oportunidade, o Ministro receberá, em nome da União, o Guarani 300, das mãos do Diretor da empresa, Vilmar Domingos Fistarol.

FONTE: EB / http://www.defesaaereanaval.com.br/programa-estrategico-guarani-recebera-a-viatura-no-300/
Título: Re: Projeto VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Março 18, 2018, 06:49:40 pm
Os 300 do Exército Brasileiro: Programa Estratégico Guarani alcança nova marca

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F03%2FRVC_6002a.jpg&hash=1cc4b990e73c6f7870f818a9c42acc6e)

A Iveco Veículos de Defesa realizou, na sua fábrica de Sete lagoas, a cerimônia de entrega simbólica do exemplar de nº 300 do VBTP-MR 6×6 Guarani, com a presença da direção da empresa, militares do primeiro escalão do Exército Brasileiro e autoridades governamentais, no último dia 16 de março.

Além da cerimônia, ocorreu uma demonstração dos desafios impostos pela pista de testes da fábrica aos Guarani, com rampa de 60% de inclinação, subindo e descendo com parada total e posterior retomada do movimento, testes de frenagem, de velocidade e desempenho, estabilidade lateral em rampa especial, e o teste de estanqueidade e flutuabilidade em uma “piscina de mergulho”.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F03%2FRVC_5998a-768x471.jpg&hash=a60de7e9858e2c117d5543a038fd44f9)

O Exército Brasileiro recebeu na sexta-feira, 16, a unidade nº 300 do Veículo Blindado de Transporte de Pessoal  Médio Sobre Rodas Guarani, fabricado pela Iveco Veículos de Defesa, em Sete Lagoas (MG).

A cerimônia aconteceu no complexo industrial da montadora na cidade e contou com a presença do ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Henrique de Oliveira, do Chefe do Estado Maior do Exército, general Fernando Azevedo e Silva, do Comandante Logístico do Exército, general Guilherme Cals Theophilo Gaspar de Oliveira; do Chefe do Escritório de Projetos do Exército, general Guido Amin Neves, e do presidente da CNH Industrial para a América Latina, Vilmar Fistarol, entre outras autoridades civis, militares e convidados.

O Guarani é uma parceria da montadora com o Exército Brasileiro (proprietário intelectual do desenho e concepção do veículo) e representa um dos principais projetos estratégicos das forças terrestres brasileiras para se modernizarem.

O contrato, que estabelece um total de 2.000 veículos a serem fabricados, em diferentes versões, vem passando por adequações impostas pelos cortes  e contingenciamentos no orçamento destinado as Forças Armadas, causando inúmeros óbices e dificuldades para a Iveco, que mesmo assim vem cumprindo rigorosamente o que foi contratado, dentro das limitações impostas.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F03%2FRVC_6204a-768x510.jpg&hash=533e9edb0f4f403995a0da96eb908a8f)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F03%2FRVC_6332a-768x510.jpg&hash=e693beed31e701a6636256716eea39c2)

Cada Guarani demanda 1.300 horas de trabalho para ficar pronto, e traz consigo uma miríade de fornecedores brasileiros de partes, peças e componentes, existe toda uma cadeia logística que é bastante penalizada a cada contingenciamento ou corte no orçamento militar. Isso foi reafirmado por Vilmar Fistarol de forma enfática, e se dirigindo diretamente ao ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Henrique de Oliveira.

No seu discurso, o comandante logístico, general Theophilo, falou sobre o sucesso na implementação do veículo, que já está sendo entregue a cinco brigadas, sobre a qualificação de pessoal no Centro de Instrução de Blindados e sobre o emprego do Guarani nas fronteiras e operações GLO no Rio de Janeiro.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F03%2FRVC_6174a-768x501.jpg&hash=471fd51b219269f13338d63e43108868)

Um dado importante citado pelo militar, a suplementação orçamentária que o Governo federal autorizou no final de 2017, foi fundamental para permitir um arranjo de produção para 60 Guarani por ano (lrp ou low rate production de cinco exemplares por mês).

Theophilo também afirmou no seu discurso que o Reconhecimento do TO (teatro de operações) na República Centro Africana começará em abril próximo, preparando o caminho para as primeiras ações brasileiras que deverão ocorrer ainda no 2º semestre do ano corrente.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F03%2FRVC_6245a-768x482.jpg&hash=c9429532f07ea3207f2eb49a53f08439)

Exatamente por isso, Exército e Iveco aguardam sinal verde orçamentário para o inicio da produção do Iveco LMV, blindado sobre rodas selecionado para emprego justamente em missões de alto risco como a que se apresenta na República Centro Africana (MINUSCA).

Citar
OBS do AUTOR: A necessidade premente de cobrir a lacuna de veículos blindados adequados para uma Missão de Imposição de Paz da ONU, por parte do Exército Brasileiro, só reforça informações sobre a provável compra de exemplares usados do LMV (ou Lince, como é conhecido no Exército Italiano) para emprego com o primeiro contingente brasileiro (first team deployment) a ser enviado para a República Centro Africana.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F03%2FDSC0078a-768x485.jpg&hash=6e65886b3619f49f32c1b1744c7d08d7)

Novidades do Programa Guarani

A reportagem de T&D observou um interessante desenvolvimento, o “Meio Auxiliar de Instrução” ou MAI, a grosso modo uma reprodução em escala real do posto do motorista do Guarani (cabine), acoplado a uma unidade auxiliar de energia (APU) que fica ao lado.

Estamos aguardando maiores detalhes desse sistema para informarmos aos leitores qual a sua utilização e metodologia de emprego.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F03%2FRVC_6124a-768x510.jpg&hash=464a074aec3676b92ed4d907fc50a3cc)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F03%2FRVC_6126a-768x481.jpg&hash=d41ab1844ae4640eb18151e71628d487)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F03%2FRVC_6130a-768x510.jpg&hash=16108597e13b223fab48c7f301bed653)

Sobre o veículo numero 300, esse é um número simbólico, pois existem mais de 50 veículos prontos (observados e contados na fábrica), aguardando para serem entregues, incluindo o 300. Em fase de produção, foi observado o VBTP-MR 6×6 nº 332, e existem muitas peças cortadas e componentes armazenados e disponíveis para a fabricação dos subsequentes.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F03%2FRVC_6425a-768x503.jpg&hash=07898dfc97c9e2a1960f4b74a8abdc11)
O Guarani na rampa a 60%, saindo da imobilidade acionando marcha a ré.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F03%2FRVC_6120-copya-768x510.jpg&hash=9f83d80f57ec834bd11723ff2ef7191a)
Scaffo na cabine de pintura recebendo a mascara de camuflagem e respectivas cores.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F03%2FRVC_6451a-768x455.jpg&hash=81d9c107138a8414f677ae3dee53d62d)
Teste de estanqueidade e flutuabilidade na pista de testes da Iveco. (Acima e Abaixo)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F03%2FRVC_6456a-768x483.jpg&hash=efc799befca3f313e08537bf709fc0c1)

Paulo Bastos & Roberto Caiafa

FONTE: http://tecnodefesa.com.br/os-300-do-exercito-brasileiro-programa-estrategico-guarani-alcanca-nova-marca/
Título: Re: Projeto VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Março 18, 2018, 08:36:41 pm
(https://c1.staticflickr.com/5/4782/39054129090_3bec4efac0_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/819/40863851951_7dc3b75560_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/817/26995411958_7a4622cbc6_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/794/26995408568_492afe7371_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/785/26995406578_44a1590a57_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/805/26995404418_f3d90f251b_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/800/40824375192_f248d194eb_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4784/40157289284_0c0f7f2a3e_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/813/25993550847_586fd1b3a1_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4775/25993527237_8661cba738_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4781/39055930530_b92fac308a_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/790/40863820941_1ed9eb57a2_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/5/4788/25991697977_f757541dab_b.jpg)

(https://c1.staticflickr.com/1/805/40865661871_ba2c642afb_b.jpg)

 :G-beer2:

Créditos: Roberto Caiafa
Título: Re: Projeto VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Agosto 19, 2018, 06:48:18 pm
CIBld realiza teste de navegação fluvial da VBTP-MR Guarani UT30BR

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F08%2FVBTP-MR-6x6-Guarani-com-torre-UT30-BR-e-Kit-de-Flutua%25C3%25A7%25C3%25A3o-2018-08-09-teste-de-navega%25C3%25A7%25C3%25A3o-no-CIBld_Via-Eliseu-Prass-18.jpg&hash=ad50573e07dace97684e821d229651d9)
Algumas das VBTP-MR 6x6 Guarani estão equipadas com a torre não tripulada UT30BR (Unmanned Turret 30 mm Brazil), fabricada pela empresa Ares Aeroespacial e Defesa. Esse tipo de arma fornece um significativo incremento no poder de fogo do carro.

Citar
Dando continuidade ao Programa Estratégico do Exército Guarani, ocorreu no dia nove de agosto último teste do equipamento denominado Kit de Flutuação da VBTP-MR Guarani UT30BR.

O material foi instalado em um exemplar do blindado 6×6 equipado com a torre/estação de armamento Elbit/AEL UT30BR.

O teste foi realizado pelo Centro de Instrução de Blindados (CIBld), no Açude dos Blindados do Campo de Instrução de Santa Maria (CISM), no Rio Grande do Sul.

O projeto do Guarani, de propriedade intelectual do EB, está sendo fabricado pela IVECO Veículos de Defesa em Sete Lagoas/MG.

Trata-se de um veículo blindado anfíbio em sua concepção, mantendo essa característica para as versões equipadas com as torres PLATT e REMAX sem a necessidade da adição de qualquer apêndice extra.

No caso da UT30BR, a solução encontrada é um pouco diferente. O aumento da massa e a mudança de centro de gravidade demandou a instalação de um Kit de Flutuação quick change (coloca e remove rapidamente), desenvolvido pelo Centro Tecnológico do Exército (CTEx), e destinado a navegação fluvial com segurança dos VBTP-MR dotados com a UT30 BR.

A Torre UT30BR

Algumas das VBTP-MR 6×6 Guarani estão equipadas com a torre não tripulada UT30BR (Unmanned Turret 30 mm Brazil), fabricada pela empresa Ares Aeroespacial e Defesa. Esse tipo de arma fornece um significativo incremento no poder de fogo do carro.

Com essa torre, o atirador se mantém protegido dentro da viatura, manejando o armamento por meio de comandos tipo “joystick” enquanto observa o terreno por intermédio de um monitor LCD.

Trata-se de um Sistema de Armas Remotamente Controlado (SARC) moderno, empregado em diversos exércitos ao redor do mundo, e capaz de montar três tipos de sistemas de armas: o canhão de 30mm, uma metralhadora coaxial 7,62mm e um lançador de granadas fumígenas de 76mm.

O armamento principal é o canhão automático 30mm ATK BushMaster MK44, de funcionamento elétrico, tipo Chain Gun, ou seja, o conjunto ferrolho movimenta-se ciclicamente, sem a necessidade da utilização dos gases oriundos dos disparos.

Existem dois cofres de munição 30 mm no interior da torre, um com capacidade para 50 cartuchos e outro para 150, então, é possível alimentar o canhão com até dois tipos de munição simultaneamente, e sua cadência inicial é de 200 tiros por minuto, com alcance efetivo de 3.000 metros (com munição perfurante) e 2.000 metros (com munição explosiva).

A metralhadora automática coaxial MAG 7,62mm proporciona alta expectativa de impacto a 500 metros e possui uma cadência de aproximadamente 700 tiros por minuto, podendo ser alterada de acordo com o ajuste do regulador de gases. Diferente do canhão, os gases dos disparos são aproveitados para o funcionamento da metralhadora.

O lançador de granadas fumígenas pode lançar oito artefatos a aproximadamente 30 metros de distância, formando uma cortina de fumaça de cerca de 100 metros de frente, que oculta a viatura diante do adversário e a protege contra a telemetria laser dos armamentos inimigos. O operador pode disparar quatro ou oito granadas simultaneamente.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F08%2FVBTP-MR-6x6-Guarani-com-torre-UT30-BR-e-Kit-de-Flutua%25C3%25A7%25C3%25A3o-2018-08-09-teste-de-navega%25C3%25A7%25C3%25A3o-no-CIBld_Via-Eliseu-Prass-2-696x460.jpg&hash=b55bd980027f25ac6ea150dd21da8dec)

A torre UT-30BR possui um dispositivo de segurança para a detecção de ameaça a laser chamado Elbit’s Laser Warning System (ELAWS), que alerta quanto a ameaças, informando a direção de origem.

Em uma situação de combate, quando detectada a ameaça, o operador pode configurar a torre para apontar automaticamente para a direção ou manualmente, bastando pressionar um botão.

O “auto tracking”, ou “Automatic Target Tracking” (Acompanhamento Automático de Alvos), é um recurso muito útil para o acompanhamento, sem a necessidade de interferência humana.

Existe outra ferramenta, a função “Caçador-Matador” (Hunter-Killer). Nessa modalidade de engajamento, o comandante do carro marca um alvo ou aponta o armamento para a linha de visada do seu sistema de aquisição de alvos, assumindo o controle do canhão e disparando, sobrepondo-se aos comandos do atirador.

Paulo Roberto Bastos e Cap Eligio Eliseu Prass (CIBld)

FONTE: http://tecnodefesa.com.br/cibld-realiza-teste-de-navegacao-fluvial-da-vbtp-mr-guarani-ut30br/

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2Fphoto-gallery%2FUT30BR_fltuacao%2FVBTP-MR_6x6_Guarani_com_torre_UT30-BR_e_Kit_de_Flutua%25C3%25A7%25C3%25A3o_%282018-08-09%2C_teste_de_navega%25C3%25A7%25C3%25A3o_no_CIBld_Via_Eliseu_Prass%29-7.jpg&hash=79502ea05e1a65e155af5a3823aad414)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2Fphoto-gallery%2FUT30BR_fltuacao%2FVBTP-MR_6x6_Guarani_com_torre_UT30-BR_e_Kit_de_Flutua%25C3%25A7%25C3%25A3o_%282018-08-09%2C_teste_de_navega%25C3%25A7%25C3%25A3o_no_CIBld_Via_Eliseu_Prass%29-8.jpg&hash=328e3302e1702a10d8aab121f9bcc4ca)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2Fphoto-gallery%2FUT30BR_fltuacao%2FVBTP-MR_6x6_Guarani_com_torre_UT30-BR_e_Kit_de_Flutua%25C3%25A7%25C3%25A3o_%282018-08-09%2C_teste_de_navega%25C3%25A7%25C3%25A3o_no_CIBld_Via_Eliseu_Prass%29-10.jpg&hash=167708046dbd1991128e34d65d5e0d66)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2Fphoto-gallery%2FUT30BR_fltuacao%2FVBTP-MR_6x6_Guarani_com_torre_UT30-BR_e_Kit_de_Flutua%25C3%25A7%25C3%25A3o_%282018-08-09%2C_teste_de_navega%25C3%25A7%25C3%25A3o_no_CIBld_Via_Eliseu_Prass%29-16.jpg&hash=8e8b5e6cc58d4171d6ec68d4dd18cc78)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2Fphoto-gallery%2FUT30BR_fltuacao%2FVBTP-MR_6x6_Guarani_com_torre_UT30-BR_e_Kit_de_Flutua%25C3%25A7%25C3%25A3o_%282018-08-09%2C_teste_de_navega%25C3%25A7%25C3%25A3o_no_CIBld_Via_Eliseu_Prass%29-2_%281%29.jpg&hash=fa35d827049d55e1f62910d7a42713bb)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2Fphoto-gallery%2FUT30BR_fltuacao%2FVBTP-MR_6x6_Guarani_com_torre_UT30-BR_e_Kit_de_Flutua%25C3%25A7%25C3%25A3o_%282018-08-09%2C_teste_de_navega%25C3%25A7%25C3%25A3o_no_CIBld_Via_Eliseu_Prass%29-1.jpg&hash=fbfda2280082eb04dab877f33d714dc6)
Título: Re: Projeto VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Novembro 24, 2018, 06:59:04 pm
2º Regimento de Cavalaria Mecanizado recebe Viaturas de Transporte de Pessoal Média de Rodas (VBTP-MR) “Guarani”

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.planobrazil.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F11%2Farticle-18.jpg&hash=a3bd483fa1751301ea644ba7209a4ed7)

Citar
São Borja (RS) – O 2º Regimento de Cavalaria Mecanizado, organização militar orgânica da 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, recebeu, no dia 19 de novembro, suas três primeiras Viaturas de Transporte de Pessoal Média de Rodas (VBTP-MR) “Guarani”, equipadas com o novo sistema de torre REMAX, que é estabilizado e possui, além de outras funções, a observação através das câmeras diurna e termal.

O Guarani é uma viatura blindada fabricada pela IVECO do Brasil, com capacidade para transportar até 11 militares, possuindo tração nas seis rodas (6×6). É anfíbia e atinge uma velocidade máxima de até 100 km/h.

A incorporação desse novo material de emprego militar irá aumentar a capacidade operacional da 1ª Bda C Mec, além de modernizar o quadro de viaturas do 2º RC Mec, substituindo as VBTP Urutu, fabricadas pela ENGESA, e em uso há mais de 40 anos no “Regimento João Manoel”.

FONTE: http://www.planobrazil.com/2o-regimento-de-cavalaria-mecanizado-recebe-viaturas-de-transporte-de-pessoal-media-de-rodas-vbtp-mr-guarani/

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.planobrazil.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F11%2Farticle-20.jpg&hash=aa50e315e129b2952d8768435e25485e)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.planobrazil.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F11%2Farticle-22.jpg&hash=5c48e62df635ef406e8923f8c3c9259b)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Novembro 30, 2018, 10:42:44 am
Proteção Antiminas da Viatura Blindada de Transporte de Pessoal Média Sobre Rodas Guarani (VBTP MSR Guarani)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fd30p9ca83oqyng.cloudfront.net%2Fdefesanet%2Fsite%2Fupload%2Fnews_image%2F2018%2F11%2F41949_resize_800_600_false_true_null.jpg&hash=fc400f08a13a1dca612f2e8d279f9fa7)

Pablo de Borba Calegari - 2° Sgt Cav Instrutor do CI Bld
Carlos Alexandre Geovanini dos Santos - Ten Cel Comandante do CI Bld


As minas terrestres são uma das principais ameaças para as viaturas blindadas no campo de batalha. Com isso, buscou-se no Projeto Guarani o desenvolvimento de uma tecnologia eficaz de proteção contra minas e explosivos.

Uma mina anticarro, (mina AC), é uma mina terrestre desenhada para ser menos sensível e com uma carga explosiva maior que as minas antipessoais de modo a poder destruir uma viatura blindada, como por exemplo um carro de combate.

As minas AC foram utilizadas pela primeira vez em grande escala durante a Segunda Guerra Mundial. A mina anticarro necessita de uma pressão superior a 150 quilogramas para o seu acionamento, sendo detonada por carros e blindados, porém difícil de serem acionadas por seres humanos e animais.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fd30p9ca83oqyng.cloudfront.net%2Fdefesanet%2Fsite%2Fupload%2Fmedia%2F1542631838_Guarani-anti-minas-%28002%29.png&hash=cf49e9c37152d7c1fa517558b4dc2be2)

A carga explosiva danifica os veículos por concussão, sendo seu funcionamento básico semelhante ao de uma mina antipessoal explosiva.

A mina anticarro é composta por um invólucro com carga explosiva e um detonador. Enterrada a pouca profundidade, sendo detonada pelo peso do veículo blindado que se quer atingir. Podem continuar ativas depois de muito tempo de sua instalação.

Teste antiminas da VBTP MSR Guarani

O teste antiminas da VBTP Guarani foi realizado pela empresa IBD (Deisenroth Engineering), sendo acompanhado por especialistas da Divisão de Veículos de Defesa da IVECO e por militares do Centro de Avaliações do Exército (CAEx), no campo de Provas da empresa TDW Gesellschaft für verteidigungstechnische Wirksysteme mbH, na cidade de Schrobenhausen, na Alemanha. Durante o teste, a viatura foi submetida à explosão de minas anticarro de seis quilogramas de explosivo do tipo trinitrotolueno (TNT).

Os efeitos das explosões na tripulação e guarnição da viatura blindada foram medidos, por meio de manequins padronizados, de acordo com requisitos estabelecidos em normas internacionais, que simulam as dimensões, as proporções de peso e articulação do corpo humano (dummies).

Os manequins foram devidamente fardados e equipados com capacete e colete balístico, conforme situação de combate a ser enfrentado pelos ocupantes do Guarani. Com isso, o teste evidenciou que a viatura possui grande capacidade de proteção a sua guarnição, contra ameças antiminas.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fd30p9ca83oqyng.cloudfront.net%2Fdefesanet%2Fsite%2Fupload%2Fmedia%2F1542631887_Guarani-anti-minas-%28001%29.png&hash=bd420275e776554879bf8196bff56024)

Célula de Sobrevivência

A VBTP Guarani foi idealizada e montada buscando-se evitar que equipamentos no interior da viatura tornem-se armas contra a guarnição, no caso de explosão de minas anticarro ou de dispositivos explosivos improvisados (IED).

Mesmo que uma mina anticarro não cause a destruição da viatura, causará uma onda de choque de alto teor no interior da viatura, expondo sua guarnição ao perigo. Com isso, o Guarani foi projetado para dar uma maior proteção interna a guarnição da viatura:

- A estrutura da viatura foi montada sobre um chassi, com o objetivo de aumentar a altura livre em relação ao solo, proporcionando uma maior área de escape para a onda de choque ocasionada pela explosão de uma mina anticarro;

- Os assentos do compartimento da guarnição são presos no teto da viatura, deixando-o livre e diminuindo o choque sofrido pela guarnição no caso de ameças antiminas;

- A carcaça é revestida internamente com o material chamado Spall Liner, produzido através da fibra sintética de aramida. Esse material é responsável por reduzir o cone de dispersão dos estilhaços no interior da viatura após a mesma ser alvejada, diminuindo os danos sofridos pela guarnição de forma exponencial; e

- O tapete antiminas é uma proteção adicional contra ameaças de minas terrestres. Ele serve como um absorvedor de energia), sendo aplicado sobre o piso do compartimento da guarnição.

Portanto, a VBTP Guarani possui um avançado mecanismo de proteção antiminas, buscando diminuir os impactos sofridos pela guarnição no interior da viatura em função da ação de minas anticarros.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fd30p9ca83oqyng.cloudfront.net%2Fdefesanet%2Fsite%2Fupload%2Fmedia%2F1542631930_Guarani-anti-minas.png&hash=a3795c2b03f925f610b840307d269cb6)

FONTE: http://www.defesanet.com.br/guarani/noticia/31175/GUARANI---Protecao-Antiminas-VBTP-MSR-Guarani/
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Dezembro 16, 2018, 03:40:45 pm
Curso de adaptação para motoristas das novas viaturas Guarani 6x6

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.eb.mil.br%2Fimage%2Fjournal%2Farticle%3Fimg_id%3D9443818%26amp%3Bt%3D1544726902694.jpg&hash=4ecc3d345cd78e5c3eb87ebbc6934345)

Citar
São Borja (RS) – O 2º Regimento de Cavalaria Mecanizado realizou, no período de 3 a 11 de dezembro de 2018, o curso de adaptação de motoristas às novas Viatura Blindada de Transporte de Pessoal – Média de Rodas (VBTP-MR) Guarani. Foram realizadas instruções nos simuladores do Centro de Instrução de Blindados, na Guarnição de Santa Maria (RS), bem como instruções teóricas e práticas nas instalações do 2º RC Mec, na Guarnição de São Borja (RS), tendo como instrutores os senhores Juliano Candido Ferreira e Edvar Moreira da Silva Junior, ambos da empresa IVECO Veículos de Defesa.

Fonte: 2° RC Mec / http://www.eb.mil.br/web/noticias/noticiario-do-exercito/-/asset_publisher/MjaG93KcunQI/content/2-regimento-de-cavalaria-mecanizado-2-rc-mec-realiza-curso-de-adaptacao-de-motoristas-da-vbtp-mr-guarani/8357041

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.eb.mil.br%2Fimage%2Fjournal%2Farticle%3Fimg_id%3D9443820%26amp%3Bt%3D1544726903752&hash=d277902838d41b11045e2047d91c5629)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.eb.mil.br%2Fimage%2Fjournal%2Farticle%3Fimg_id%3D9443821%26amp%3Bt%3D1544726904325&hash=3eec082bc239decda93498c3709f5255)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.eb.mil.br%2Fimage%2Fjournal%2Farticle%3Fimg_id%3D9443822%26amp%3Bt%3D1544726904889&hash=aec96baf7e2f63beb12e52df680580c5)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.eb.mil.br%2Fimage%2Fjournal%2Farticle%3Fimg_id%3D9443823%26amp%3Bt%3D1544726905365&hash=f23097a3056fab3efcb20258d152af2c)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.eb.mil.br%2Fimage%2Fjournal%2Farticle%3Fimg_id%3D9443825%26amp%3Bt%3D1544726906408&hash=64928ca5ddcafeb9a5d930d984d115a7)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Abril 01, 2019, 12:47:07 pm
Novo veículo da família Guarani - Viatura Blindada de Combate Engenharia

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F03%2FFoto-1.jpg&hash=a9873de1843c480e87318cbcf78773c7)

Citar
Mais um projeto derivado do PROGRAMA GUARANI brevemente estará disponível no inventário do Exército Brasileiro (EB), trata-se da Viatura Blindada de Combate Engenharia, ou VBC Eng.

Em 2007, dentro do processo de transformação do Exército para elevar o padrão da Força Terrestre, principalmente no tocante a mobilidade (priorizando a indústria nacional), a modernização de seus equipamentos e desenvolvimento de tecnologias para recuperar a capacidade de operar com eficiência, criou-se o Projeto Estratégico do Exército Guarani.

Esse programa desenvolveu uma Nova Família de Blindados de Rodas, baseada nos requisitos operacionais básicos da VBTP-MR aprovados em 1999.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F03%2FFoto-2-696x480.jpg&hash=7a9b0ffbd964f91d9a381ad9fe400c2e)

Na atualidade, a VBTP-MR 6×6 Guarani já se encontra totalmente operacional e converteu-se no principal vetor de outro importante programa, a criação das Brigadas de Infantaria Mecanizada.

Dando segmento a ambos os programas, foi definida a inserção, numa primeira fase, de Viaturas Blindadas dotadas de implementos de Engenharia e, a seguir, viaturas com equipamentos de desminagem e desobstrução de vias.

Nesse contexto, o Departamento de Engenharia e Construção (DEC), por meio da Diretoria de Material de Engenharia (DME), conduz atualmente o processo de aquisição de uma Interface Comum (IC), mais 3 (três) implementos de engenharia para constituírem 2 (dois) protótipos da Viatura Blindada de Combate Engenharia (VBC Eng) Guarani.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F03%2FFoto-3-696x478.jpg&hash=76fc78e209292f78982b7104e8fd83ae)

Por se tratar de aquisição internacional, a partir de 2017, o Departamento passou a contar com o apoio da Comissão do Exército Brasileiro em Washington (CEBW), a qual conduziu o processo licitatório vencido pela empresa Pearson Engineering Ltd, com sede na Inglaterra, representada no Brasil pela Prospectare Brasil.

Uma das operações desses implementos é a criação de brechas para a passagem de vários tipos de tropas (mobilidade), sendo uma missão típica para forças mecanizadas e blindadas pelo seu poder de fogo e agilidade.

Para tanto, a tropa de Engenharia que acompanha a força principal deve ter características semelhantes como a proteção blindada (escalável e modular) e a rapidez (sobre rodas).

Após a homologação desses implementos iniciais, serão aprofundadas as negociações para aquisição de modelos específicos para a função antiminas.

Cada implemento adquirido possui uma finalidade específica dentro do contexto para o qual foi projetado.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F03%2FFoto-4-696x521.png&hash=f03551b73576424f087264cee676465a)

Abaixo seguem algumas características desses implementos:

Braço de Escavadeira (Excavator Manipulator Arm – EMA)

_ Escavações de trincheiras, crateras ou valas;

_ Construção e remoção de obstáculos;

_ Remoção de escombros; e

_ Execução de tarefas de levantamento e carregamento.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F03%2FFoto-5.jpg&hash=06031f0a168d02ac9cc6ddf01c3b21c1)

Concha Carregadeira (Earth Anchor Blade – EAB)

_ Movimentação e transporte de material;

_ Remoção de obstáculos em estradas; e

_ Apoio a tarefas de recuperação de estradas.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F03%2FFoto-6-696x391.jpg&hash=66c866e24514fa3ea7bcb8d127ccd16e)

Lâmina para remoção Obstáculo (Straight Obstacle Blade – SOB)

_ Limpeza de escombros urbanos, areia, solo e barricadas;

_ Remoção de veículos leves e médios;

_ Nivelamento da superfície do solo;

_ Preparação de locais de lançamento de pontes; e

_ Operações leves de movimentação de terra.

Tais implementos foram desenvolvidos no escopo do Pacote de Dados Técnicos (PDT) elaborado pela empresa Pearson.

O PDT foi avaliado e aprovado com o apoio da Diretoria de Fabricação (DF), subordinada ao Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército (DCT), o que possibilitará a construção dos protótipos.

O sistema da Pearson, que é a empresa líder do segmento desses implementos para veículos militares, é similar ao utilizado nos blindados de engenharia da família Striker do US Army e em alguns Blindados Piranha IIIC do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil (CFN), e utiliza o sistema Jettison Fitting Kit (JFK) como interface, do tipo plug-and-play, permitindo a intercambialidade de diferentes equipamentos, conforme a necessidade, e conecta-los rapidamente em qualquer lugar.

Esse sistema pode ser adaptado em qualquer viatura da família Guarani, sem a necessidade de alterar a estrutura do veículo, e pode ser feito fora da fábrica, tanto que a instalação dos kits deverá ser feita no Arsenal de Guerra de São Paulo (AGSP) no segundo semestre desse ano, segundo o cronograma previsto.

A viatura blindada permitirá a execução de trabalhos técnicos de engenharia em apoio às Brigadas Mecanizadas.

Esses implementos serão submetidos à apreciação do Centro de Avaliações do Exército (CAEx), por meio de requisitos técnicos em estudo.

Em seguida, as viaturas passarão por uma experimentação doutrinária, planejada para ser conduzida pela 15ª Companhia de Engenharia de Combate Mecanizada (15ª Cia E Cmb Mec), localizada em Palmas-PR, orgânica da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2018%2F03%2FRVC_6174a-644x420.jpg&hash=24ae5ebebbba2a7509c193dd89bba045)

A previsão é que os testes iniciais ocorram em Marambaia (CAEx) no primeiro trimestre de 2019.

A meta final do EB é equipar todas as Companhias de Engenharias de Combate Mecanizadas com essas viaturas, que além de dar um substancial incremento na capacidade operacional da força, fornecerá uma ferramenta de grande eficiência e grande mobilidade que poderá ser usada pela defesa civil em casos de catástrofes naturais.

Mais um ponto para o EB, que mostra que com inteligência e pragmatismo é possível enfrentar os desafios que surgem, mantendo uma força moderna e eficiente.

FONTE:  http://tecnodefesa.com.br/esta-nascendo-um-novo-veiculo-da-familia-guarani-a-viatura-blindada-de-combate-engenharia/
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Abril 03, 2019, 02:46:59 pm
Em nova fase, Programa Estratégico Guarani contempla aquisição de outros modelos (8x8) de viaturas blindadas

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.eb.mil.br%2Fimage%2Fjournal%2Farticle%3Fimg_id%3D9687245%26amp%3Bt%3D1554144542696.jpg&hash=76b03bc37125bc190faaab2548ac93b6)

Citar
Brasília (DF) – Com o surgimento de novos blindados no cenário internacional, como o Centauro II, o Pátria AMV, o Boxer, o Piranha V, o Pandur II, o Mobile Combat Vehicle e o Stryker, bem como com a desejada transformação da Infantaria e modernização da Cavalaria, tornou-se necessário dotar a Força Terrestre com material de emprego militar à altura dessas modernas viaturas que passaram a equipar exércitos ao redor do mundo. Como exemplo, a tropa, até então tendo como viatura blindada de reconhecimento o Cascavel 6x6 equipado com torre manual e canhão 90 mm, passará a dispor de viatura 8x8, com desejável maior mobilidade tática e estratégica, e também com maior poder de fogo, tanto pela torre estabilizada que possuirá, quanto pelo canhão 105 mm expansível para 120 mm, além de moderna eletrônica embarcada, que permite novas capacidades no campo de batalha.

Para tanto, durante a LAAD 2011 (Feira Internacional de Defesa e Segurança), Defence & Security, o Exército Brasileiro divulgou a Nova Família de Viaturas Blindadas, cujo desenvolvimento está em curso. O primeiro protótipo finalizado e apresentado ao público foi chamado de “Guarani”, e assim foi nominada toda a família de blindados que foi criada. Trata-se de viatura blindada de transporte de pessoal (VBTP) destinada a equipar a recém-criada Infantaria Mecanizada e a modernizar a Cavalaria Mecanizada, capaz de levar até 11 militares, oferecendo vantagens operacionais, como maior proteção blindada e antiminas.

O Exército Brasileiro estabeleceu parceria com a sólida empresa multinacional Fiat-Iveco que, em sua fábrica em Sete Lagoas, Minas Gerais, está incumbida dessa nobre missão, contando sempre com o suporte técnico do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT) do Exército, que mantém, permanentemente, engenheiros militares seus acompanhando o trabalho da empresa. A presença militar vem a ser importantíssima e mais do que necessária para que se adquira, com a Iveco, o know-how de produção, que “ao longo do caminho” tem sido desenvolvido. Oportuno aqui frisar que o chamado know-how é abrangente, completo, suficiente para produção, muito além de mero pacote de dados técnicos que, sem o respectivo know-how, de nada serve.

A primeira viatura nascida dessa parceria de sucesso foi a VBTP, cujo protótipo se encontra avaliado pelo Centro de Avaliações do Exército. O lote-piloto dessa viatura foi produzido em série, com pouco mais de 300 viaturas, que já foi, inclusive, entregue, para a satisfação da tropa pelo Brasil afora.

No final de 2018, foi concluído, pela Diretoria de Fabricação do DCT, um estudo preliminar de viabilidade, com vistas à obtenção da Viatura Blindada de Reconhecimento, Média sobre Rodas, VBR-MR 8x8 105 mm, expansível para 120 mm, estudo esse já submetido à apreciação do DCT e do Estado-Maior do Exército para a definição dos próximos passos, no sentido de dotar a Força com esse imprescindível material de emprego militar. Nesse contexto de novos desenvolvimentos, esforços estão sendo envidados no sentido de obter a Viatura Blindada Especial de Engenharia – Média sobre Rodas e a Viatura Blindada de Combate Morteiro – Média sobre Rodas.

A Família Guarani possui, também, uma subfamília leve. São veículos 4x4, como a Viatura Blindada Multitarefa – Leve Sobre Rodas; Viatura Blindada de Combate Anticarro – Leve sobre Rodas; Viatura Blindada Especial de Observador Avançado – Leve Sobre Rodas; Viatura Blindada Especial de Guerra Eletrônica – Leve Sobre Rodas; Viatura Blindada Especial de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear – Leve Sobre Rodas; Viatura Blindada Especial Radar – Leve Sobre Rodas. O primeiro veículo será a Viatura Blindada Multitarefa – Leve sobre Rodas. Trata-se de uma viatura 4x4, dotada de elevada proteção blindada e antiminas, elevada mobilidade tática e estratégica, apta a desempenhar grande diversidade de missões. A viatura será obtida por nacionalização, a ser conduzida pelo DCT.

O programa da Nova Família de Blindados do Exército Brasileiro prevê a fabricação de viaturas nas seguintes versões: Viatura Blindada de Reconhecimento – Média sobre Rodas, conforme estudo preliminar de viabilidade citado; Viatura Blindada de Transporte de Pessoal – Média sobre Rodas; Viatura Blindada de Combate Morteiro – Média sobre Rodas; Viatura Blindada Especial Posto de Comando – Média sobre Rodas; Viatura Blindada Especial de Comunicações – Média sobre Rodas; Viatura Blindada Especial de Central de Direção de Tiro – Média sobre Rodas; Viatura Blindada Especial Ambulância – Média Sobre Rodas, que possui dois tipos (Resgate e Tratamento Intensivo); Viatura Blindada Especial de Engenharia – Média sobre Rodas; Viatura Blindada Especial de Desminagem – Média sobre Rodas; Viatura Blindada Especial Lança-Ponte – Média sobre Rodas; Viatura Blindada de Combate Antiaérea; Viatura Blindada Especial Escola – Média Sobre Rodas; Viatura Blindada Especial Oficina – Média sobre Rodas; Viatura Blindada Especial de Defesa QBRN – Média Sobre Rodas; Viatura Blindada Especial de Socorro – Média sobre Rodas.

O contrato entre o Exército Brasileiro e a Iveco prevê a fabricação de cerca de 1.580 viaturas blindadas nos próximos 20 anos.

Fonte: DF / http://www.eb.mil.br/web/noticias/noticiario-do-exercito/-/asset_publisher/MjaG93KcunQI/content/id/9687250

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.eb.mil.br%2Fimage%2Fjournal%2Farticle%3Fimg_id%3D9687246%26amp%3Bt%3D1554144544449&hash=d01b019ad7cf2d771773a1d88c68b9e6)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.eb.mil.br%2Fimage%2Fjournal%2Farticle%3Fimg_id%3D9687247%26amp%3Bt%3D1554144544999&hash=72b3911007a36fd7f588f7971f90999c)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.eb.mil.br%2Fimage%2Fjournal%2Farticle%3Fimg_id%3D9687248%26amp%3Bt%3D1554144545583&hash=df4d1df83ddeedbc2f4ce2fcaad28774)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Abril 21, 2019, 10:28:33 pm
Morteiros pesados de 120 mm para blindados na LAAD 2019

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F04%2FDSC0027-2a.jpg&hash=7088f02555b496eb0c19bf34f4c135e1)
Na LAAD 2019 a ST Engineering apresentou o Super Rapid Advanced Mortar System (SRAMS) de 120 mm, montado em um VBTP-MR 6x6 Guarani

Citar
O mercado de morteiros de 120 mm embarcados apresentou durante a LAAD Defence and Security 2019 propostas para atender a requerimentos futuros do Exército Brasileiro com relação a modernização de suas brigadas mecanizadas (previsto quatro carros porta-morteiros do tipo Guarani por batalhão).

Sistemas Automatizados

As empresas RUAG e ONIRIA já ofereceram ao Exército Brasileiro, respectivamente, o morteiro pesado de 120 mm RUAG Cobra, e o VRTS, sistema de realidade virtual para treinamentos (virtual reality training system) projetado para apoiar a instrução de futuros operadores.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F06%2FRUAG_COBRA_Mortar.jpg&hash=e1c4a87ee04b3dc1de469d5d7fa666d0)

O simulador reproduz os procedimentos para o tiro do sistema de morteiro acoplado ao blindado Guarani utilizando a tecnologia Virtua Workshop, que converte equipamentos e procedimentos em realidade virtual.

Na LAAD 2019 a ST Engineering apresentou o Super Rapid Advanced Mortar System (SRAMS) de 120 mm, montado em um VBTP-MR 6×6 Guarani.

Pesando apenas 1.200 kg,o SRAMS atira com uma força de recuo inferior a 30 toneladas ao disparar uma carga máxima (alcance confirmado de 10 km), único no mundo com essa capacidade, especialmente importante ao se considerar os esforços (e danos) que o blindado está exposto durante o fogo contínuo.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F04%2FDSC0029-2a.jpg&hash=069804588d575b6d1bbef3a641b0f832)
O Super Rapid Advanced Mortar System (SRAMS) de 120 mm, montado em um VBTP-MR 6×6 Guarani

Outro morteiro de 120 mm com a capacidade de recuo atenuado é o Cardom de 120/81 mm, exibido pela ARES Aeroespacial e Defesa em seu estande.

Segundo Marcus Tollendal, diretor geral da empresa, esse equipamento traz uma vantagem para sua manutenção pela quantidade em uso. “Temos mais de mil unidades vendidas. Isso é importante para a gestão de obsolescência dos equipamentos, pois significa a oferta de peças de reposição”, explica.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F04%2FDSC0066a.jpg&hash=201fcfeb954d06c3a3748a3063c83b82)
O morteiro Cardom de 120/81 mm

A empresa de Defesa sueca Saab também atua nesse mercado oferecendo as modernas munições inteligentes para morteiros 120mm THOR.

Anunciada oficialmente pela Saab durante a  feira DSEI 2017, pode ser disparada por qualquer um dos morteiros citados nesse artigo, sendo capaz de causar danos direcionados ao explodir e fragmentar-se.

A THOR oferece uma chance muito maior de neutralizar ou destruir o alvo, dispensando o uso de apoio de fogo mais pesado (e mais oneroso).

Com design único, combinando diversos formatos, materiais e área de fragmentação para obter o efeito desejado no alvo, a munição foi desenvolvida pela Saab Bofors Dynamics Switzerland (SBDS), uma subsidiária da Saab e integrante da área de negócios Dynamics.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F09%2Fthor_120mm_main-768x432.jpg&hash=b532721aeaab99be66f6544758488da8)
a munição THOR

Alta Cadência de fogo no apoio

Instalado em um 6×6 Guarani, o morteiro de 120 mm é uma arma extremamente letal devido a sua alta mobilidade, profundidade e densidade de tiro (múltiplos impactos de direções diferentes) e capacidade de apoiar por fogos tropas blindadas e mecanizadas durante seu deslocamento, cobrindo os flancos e a linha de frente.

O VBTP-MR 6×6 Guarani atuando como porta-morteiro pode levar uma grande quantidade de munição e efetuar grande número de disparos cobrindo uma enorme área.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F04%2FSRAMS_2017.jpg&hash=85b9281d9aea468321521970ce202391)

A alta velocidade e capacidade todo terreno (incluindo anfíbio) do VBTP-MR brasileiro é mais um diferencial quando se pensa em equipa-lo com armas de tiro elíptico de grande calibre.

Frente a plataformas mais complexas e com armas maiores e mais pesadas (de maior alcance), os morteiros de 120 mm semi-automáticos montados em blindados 6×6 oferecem a vantagem adicional de custo de aquisição, manutenção e compra de munição extremamente mais baixos, e a capacidade aerotransportável “ready for KC390″ sem a necessidade de desmontagem de partes ou componentes.

FONTE:  http://tecnodefesa.com.br/morteiros-pesados-de-120-mm-para-blindados-na-laad-2019/
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Junho 02, 2019, 10:40:50 pm
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Julho 21, 2019, 09:11:18 pm
IVECO Veículos de Defesa entrega ao Exército a viatura nº 400 do Programa Estratégico Guarani

(https://i.ibb.co/N2f1c0s/article-4.jpg)

Citar
Sete Lagoas (MG) – A IVECO Veículos de Defesa promoveu uma cerimônia comemorativa da fabricação da Viatura Blindada de Transporte de Pessoal Média Sobre Rodas (VBTP-MSR) 6x6 GUARANI de número 400, a ser entregue ao Exército Brasileiro. O evento ocorreu na sede da fábrica, lozalizada na cidade mineira de Sete Lagoas. A ocasião contou com a presença de militares da Diretoria de Fabricação (DF) e da diretoria e gerência da empresa IVECO.

No contexto do Programa Estratégico GUARANI, essa viatura tem como objetivo contribuir para a transformação das organizações militares (OM) de Infantaria Motorizada em Mecanizada e a modernização das OM de Cavalaria Mecanizada, substituindo os blindados VBTP EE-11 URUTU e VBR EE-9 CASCAVEL.

O desenvolvimento da VBTP GUARANI teve início no ano de 2007 no Escritório de Projetos do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT), no Rio de Janeiro, com a participação ativa dos engenheiros militares da Diretoria de Fabricação, OM subordinada ao DCT.

Em meados de 2013, a IVECO inaugurou sua planta voltada à produção de veículos de defesa em Sete Lagoas, onde são produzidos anualmente cerca de 60 viaturas destinadas ao transporte de tropas. O projeto destaca-se pelo seu caráter inovador, agregando modernos sistemas de armas e sistema de comando e controle (comunicações), compondo a Nova Família de Blindados Sobre Rodas (NFBR) em implantação na Força Terrestre, contando agora com 400 unidades produzidas.

O Programa Estratégico GUARANI fortalece a Base Industrial de Defesa nacional na conquista da autonomia em tecnologias estratégicas para o país, contribuindo para a geração de empregos e capacitação de civis e militares no desenvolvimento de blindados.

FONTE: http://www.eb.mil.br/web/noticias/noticiario-do-exercito/-/asset_publisher/MjaG93KcunQI/content/empresa-iveco-fabrica-viatura-n-400-para-ser-entregue-ao-exercito/8357041

(https://i.ibb.co/JdHJKHN/Entrega-do-300-Guarani.jpg)

(https://i.ibb.co/fQW7KXr/Entrega-do-300-Guarani.jpg)

(https://i.ibb.co/zSVDFJ7/Entrega-do-300-Guarani.jpg)

(https://i.ibb.co/nRtY2Pw/Entrega-do-300-Guarani.jpg)

(https://i.ibb.co/5hr1x0f/Entrega-do-300-Guarani.jpg)

(https://i.ibb.co/h8sJzLM/Entrega-do-300-Guarani.jpg)

(https://i.ibb.co/0rZDvcR/Entrega-do-300-Guarani.jpg)

(https://i.ibb.co/943r0rb/Entrega-do-300-Guarani.jpg)

(https://i.ibb.co/z4L3XvX/Entrega-do-300-Guarani.jpg)

(https://i.ibb.co/ncc80Zw/Entrega-do-300-Guarani.jpg)

(https://i.ibb.co/Jzg6hTP/Entrega-do-300-Guarani.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Agosto 18, 2019, 01:46:35 pm
Regimento realiza Estágio do Sistema Automatizado da Viatura Guarani

(https://i.ibb.co/VwyTQmf/article-16.jpg)

São Borja (RS) – No período de 29 de julho a 2 de agosto, foi realizado no 2º Regimento de Cavalaria Mecanizado, o Estágio do Sistema Automatizado REMAX da Viatura Blindada de Transporte Pessoal (VBTP) Média sobre Rodas 6x6 Guarani, tendo como participantes militares de organizações militares subordinadas à 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada.

O REMAX é uma estação de armas remotamente controlada, giro-estabilizada, para metralhadoras 12.7 mm e 7,62 mm.

Durante a atividade, foram realizadas instruções teóricas e práticas por técnicos da empresa ARES. Os estagiários executaram o tiro diurno parado e em movimento, utilizando o sistema de estabilização de tiro, com a metralhadora .50.

A finalidade foi capacitar os oficiais e sargentos a operar o material que faz parte do Programa Estratégico Guarani.

Fonte: 2º RC Mec

(https://i.ibb.co/ZmGZPC6/article-17.jpg)

(https://i.ibb.co/BqmGSth/article-20.jpg)

(https://i.ibb.co/WHJgdKb/article-21.jpg)

(https://i.ibb.co/j3rbXQz/article-18.jpg)

(https://i.ibb.co/nLSb3F4/article-19.jpg)

(https://i.ibb.co/YRk6LQg/article-22.jpg)

(https://i.ibb.co/r3DdxLf/article-23.jpg)

(https://i.ibb.co/ftKVJgG/article-24.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 20, 2019, 03:52:11 pm
1° BI Mec (Es) certifica novos sistemas de armas para VBTP-MR Guarani

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F10%2Fcapa_guarani_lir_blindagem.jpg&hash=f783b805a1e9d7c6d380245de690b790)

Citar
Para quem nunca viu o VBTP-MR Guarani em operação com as placas de blindagem adicionais de cerâmica, ou Modular ADD-ON ARMOUR KIT, segue foto de um blindado do modelo (em primeiro plano) equipado com esta proteção, e em uso pelo Exército Brasileiro.

Apesar da INBRA ter apresentado uma versão dessas placas na LAAD, até o momento, o EB não adquiriu dessa empresa a referida blindagem.

Portanto esses kits ou são da IBD Ingenieurbüro Deisenroth alemã ou da AllTec, de São José dos Campos, que a desenvolveu junto com o EB, com recursos do FINEP.

O Guarani da imagem pertence ao 1° Batalhão de Infantaria Mecanizada (Escola), 1° BI Mec (Es), o mítico Regimento Sampaio, e foi fotografado durante a Campanha de Tiro Técnico do Sistema REMAX, no período de 15 a 18 de outubro deste ano.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.eb.mil.br%2Fimage%2Fjournal%2Farticle%3Fimg_id%3D8333736%26amp%3Bt%3D1506690152760.jpg&hash=ed02dbe268317fbc8bc31a2e9317a51d)

FONTE: http://tecnodefesa.com.br/1-bi-mec-es-certifica-novos-sistemas-de-armas-para-vbtp-mr-guarani/
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Novembro 22, 2019, 01:57:14 pm
2º Regimento de Cavalaria Mecanizado realiza Estágio de Comandante e Motorista de Viaturas Guarani

(https://i.ibb.co/mC1DQKG/article-25.jpg)

Citar
São Borja (RS) – No período de 21 de outubro a 14 de novembro, o 2º Regimento de Cavalaria Mecanizado realizou o Estágio de Comandante e Motorista de Viatura Blindada de Transporte de Pessoal (VBTP) Média sobre Rodas 6x6 Guarani, tendo como participantes integrantes das organizações militares subordinadas à 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada.

Durante a atividade, foram realizadas instruções teóricas e práticas sobre apresentação e características da viatura; manutenção; conjunto de força; chassi; normas de segurança; balizamento; manobra de força e transporte, tudo com a finalidade de explorar todas as possibilidades operacionais do veículo.

Os estagiários tiveram a oportunidade de manipular a cabine de simulador de panes, totalmente funcional, que proporciona grande realismo ao treinamento. Ela é empregada para capacitar motoristas e mecânicos a interpretar todas as mensagens de erro enviadas pela central eletrônica do carro, simulando as mais diversas panes, otimizando o tempo destinado à formação e proporcionando a segurança necessária aos operadores, além da economia do combustível necessário a qualificação do profissional.

A finalidade do estágio foi capacitar os oficiais e sargentos ao exercício da função de comandante e os cabos e soldados para a função de motorista, na busca da utilização segura e eficiente dessa nova plataforma de combate das organizações militares da 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada.

Fonte: 2º Regimento de Cavalaria Mecanizado

(https://i.ibb.co/XsSC4fn/article-26.jpg)

(https://i.ibb.co/H2CZjJb/article-27.jpg)

(https://i.ibb.co/NNjG9p6/article-28.jpg)

(https://i.ibb.co/Tvg4WZP/article-29.jpg)

(https://i.ibb.co/4sWDctn/article-30.jpg)

(https://i.ibb.co/GtkjncQ/article-31.jpg)

(https://i.ibb.co/NZ0J0cK/article-32.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Dezembro 05, 2019, 02:31:38 pm

GUARANI - PROTEÇÃO BLINDADA E MOBILIDADE

Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Janeiro 05, 2020, 04:36:55 pm
IVECO VBTP-MR GUARANI – As últimas entregas de 2019

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F12%2F1-VBTP-MR-6x6-Guarani-com-torre-REMAX-18%25C2%25BA-RCMec_2019dez27-recebimento-das-2-primeiras-5.jpeg&hash=dff242b0cba5d1a5aa33d133d6c5e778)

Dentro do Programa Estratégico do Exército Obtenção da Capacidade Operacional Plena (Prg EE OCOP), o Programa Guarani, que visa transformar as unidades militares (OM) de Infantaria Motorizada em Mecanizada e modernizar as de Cavalaria Mecanizada, segue seu cronograma de modernização da Força Terrestre.

Por Paulo Bastos

No final do ano, mais precisamente no dia 27 de dezembro, o 19º Regimento de Cavalaria Mecanizado (19º RC Mec), sediado na cidade de Santa Rosa-RS e pertencente a 1ª Brigada de cavalaria mecanizada (1ª Bda C Mec), recebeu seus dois (2) primeiros VBTP-MR 6×6 Guarani, fabricados pela IVECO Veículos de Defesa, de Sete Lagoas-MG, para começar a substituir seus antigos VBTP ENGESA EE-11 Urutu.

Este semestre foi extremamente profícuo para a 1ª Bda C Mec, a “Brigada José Luiz Menna Barreto” que inclui o VBTP-MR Guarani no inventário de quase todas as suas OM’s, com a chegada de seis (6) para a 1ª Companhia de Engenharia de Combate Mecanizada (1º Cia E Cmb Mec) de São Borja-RS, em julho (recebeu 3 dia 15 e 3 dia 25); oito a serem divididos com o Esquadrão de Comando da Brigada (Esqd Cmdo 1º Bda C Mec), 11ª Companhia de Comunicações Mecanizada (11ª Cia Com Mec) e 9º Batalhão Logístico (9º B Log), todas de Santiago-RS, em 3/12; e nove (9) para o 1º RC Mec, de Itaqui-RS, recebidos em 4/12. Estes se somam aos blindados do 2º RC Mec, de São Borja-RS, cujos primeiros chegaram em novembro de 2018, e que no dia 20 desse mês inaugurou uma nova e ampla garagem especifica para suas viaturas Guarani.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F12%2F4-2-VBTP-MR-6x6-Guarani-AMAN_2019set-1%25C2%25BA-est%25C3%25A1gio-de-opera%25C3%25A7%25C3%25A3o.jpg&hash=03473e2bbf52d1de69c9e1611fcaa0d9)

O encerramento das duas primeiras etapas do Curso de Operação e Manutenção de 1º e 2º Escalão para instrutores da torre não tripulada remotamente controlada UT30BR, realizada no Centro de Instrução de Blindados (C I Bld), em 13 de dezembro, foi uma das ultimas etapas para implantação total das VBTP-MR equipadas com essa torre nos BIMec e RIMec.

Para 2020

Espera-se para o próximo ano que diversas outras OM’s recebam o Guarani para compor suas unidades e que a 3ª Bda C Mec, “Brigada Patrício Corrêa da Câmara”, já comece o ano mobiliando os 7º RC Mec, de Santana do Livramento-RS, o 12º RC Mec, de Jaguarão-RS, e o 13ª Cia Com Mec, de São Gabriel-RS.

No processo de mecanização da infantaria, espera-se a continuação da implantação de viaturas específicas para a 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada (15ª Bda Inf Mec), “Brigada Guarani”, e da transformação da 3ª Brigada de Infantaria Motorizada (3ª Bda Inf Mtz), “Brigada Visconde de Porto Seguro”, em Mecanizada.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Ftecnodefesa.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F12%2FFoto-1-768x457.jpg&hash=3fa7bfa34fb7b9bf16e5014286408e31)

Ainda dentro do processo de viaturas específicas, está mantido o cronograma para a transformação dos dois primeiro VBTP-MR Guarani em VBE-Eng, com a adição dos implementos da Pearson Engineering Ltd, para o primeiro trimestre de 2020, sendo os trabalhos aprovados pela Diretoria de Fabricação (DF), subordinada ao Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército (DCT), e será totalmente executado nas instalações do Arsenal de Guerra de São Paulo (AGSP). Em seguida, as viaturas passarão por uma experimentação doutrinária, planejada para ser conduzida pela 15ª Companhia de Engenharia de Combate Mecanizada (15ª Cia E Cmb Mec), localizada em Palmas-PR e orgânica da 15ª Bda Inf Mec.

 :arrow:  http://tecnodefesa.com.br/iveco-vbtp-mr-guarani-as-ultimas-entregas-de-2019/
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Janeiro 06, 2020, 12:15:47 pm
2º Regimento de Cavalaria Mecanizado (2º RC Mec) realiza Estágio do Sistema Automatizado das viaturas Guarani

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.3de.eb.mil.br%2Fimages%2F2019%2F12_dezembro%2F2019.12.27_2rcmec_estagio2.JPG&hash=755c04f2f2f58d471232d1aa6ebfdfca)

Citar
São Borja (RS) – No período de 16 a 20 de dezembro, foi realizado no 2º Regimento de Cavalaria Mecanizado (2º RC Mec), o Estágio do Sistema Automatizado REMAX da Viatura Blindada de Transporte Pessoal (VBTP) Média sobre Rodas 6x6 GUARANI, tendo como participantes militares de Organizações Militares subordinadas à 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada.

Durante a atividade, foram realizadas instruções teóricas e práticas por técnicos da empresa ARES Aeroespacial e Defesa.

Na oportunidade, os estagiários executaram o tiro diurno parado e em movimento, utilizando o sistema de estabilização de tiro da Torre REMAX, empregando a metralhadora calibre .50.

A finalidade foi capacitar os oficiais e sargentos a operarem o material que faz parte do Programa Estratégico Guarani e realizar a manutenção de 1º Nível da Torre REMAX.

A REMAX é uma estação de armas remotamente controlada giro-estabilizada, para metralhadoras 12.7 mm, 7,62 mm e .50mm.

 :arrow:  http://www.3de.eb.mil.br/index.php/component/content/article?id=1831&

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.3de.eb.mil.br%2Fimages%2F2019%2F12_dezembro%2F2019.12.27_2rcmec_estagio3.JPG&hash=1b459c93601b824b6be5e439b021406a)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.3de.eb.mil.br%2Fimages%2F2019%2F12_dezembro%2F2019.12.27_2rcmec_estagio1.JPG&hash=078a957cf7ec55c307eec33e6496aac3)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.3de.eb.mil.br%2Fimages%2F2019%2F12_dezembro%2F2019.12.27_2rcmec_estagio5.JPG&hash=5d77a301d486a459cf1c90b0a3663f11)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Janeiro 12, 2020, 03:28:04 pm
Instrução de tiro de granada fumígena da viatura Guarani

(https://i.ibb.co/j384y2K/download.jpg)

Citar
Apucarana (PR) – O 30º Batalhão de Infantaria Mecanizado realizou no dia 23 de outubro, na Fazenda Rio do Cerne em Apucarana-PR, o tiro de granada fumígena com as Viaturas Blindadas de Transporte de Pessoal Média Sobre Rodas “GUARANI” (VBTP – MSR GUARANI), com a finalidade de adestrar os atiradores do carro. A Torre REMAX pode lançar quatro artefatos a aproximadamente 30 metros de distância, formando uma cortina de fumaça de 100 metros de frente. Esse valoroso recurso permite ocultar a viatura diante do inimigo e a protege contra a telemetria laser dos armamentos da força oponente. O atirador pode disparar duas ou quatro granadas fumígenas simultaneamente.

 :arrow:  http://www.15bdainfmec.eb.mil.br/index.php/noticias-das-om-subordinadas/472-instrucao-de-tiro-de-granada-fumigena-da-viatura-guarani-acontece-no-norte-do-parana

(https://i.ibb.co/vkFkdd4/download-1.jpg)

(https://i.ibb.co/GtJx9Yt/download-2.jpg)

(https://i.ibb.co/2k55G5w/download-3.jpg)

Fotos: Seção de Comunicação Social do 30º BI Mec.
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Janeiro 12, 2020, 03:32:29 pm
Centro de Instrução de Blindados (CI Bld) realiza primeiro tiro com o Sistema de Armas Remotamente Controlado (UT30BR) na viatura blindada Guarani

(https://i.ibb.co/PW9ssnJ/DSC0105.jpg)

Citar
O curso de Operação UT30BR para instrutores, realizou no Campo de Instrução de Santa Maria ( CISM ), o primeiro tiro do Centro de Instrução de Blindados com o Sistema de Armas Remotamente Controlado UT30BR na Viatura Blindada Guarani, disparo realizado pelo 2º Sgt Calegari – Monitor do Cibld.

O tiro constou com o apoio da Empresa Ares, Aeroespacial e Defesa, Arsenal de Guerra do Rio de Janeiro – Rj, e Diretoria de Fabricação ( Subordinada ao Departamento de Ciência e Tecnologia.

 :arrow:  http://www.cibld.eb.mil.br/index.php/ultimas-noticias/623-centro-de-instru%C3%A7%C3%A3o-de-blindados-ci-bld-%E2%80%9Cgeneral-walter-pires%E2%80%9D-realiza-primeiro-tiro-com-o-sistema-de-armas-remotamente-controlado-ut30br-na-viatura-blindada-guarani

(https://i.ibb.co/s3wCktw/DSC0096.jpg)

(https://i.ibb.co/2dvNn82/DSC0088.jpg)

(https://i.ibb.co/kQbKS2g/DSC0108.jpg)

(https://i.ibb.co/BgBCYdQ/DSC0078.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Fevereiro 09, 2020, 08:28:04 pm
Brasil estuda atualizações para veículos VBTP-MSR Guarani 6×6

(https://www.forte.jor.br/wp-content/uploads/2018/07/VBTP-Guarani.jpeg)

Citar
O Exército Brasileiro está finalizando uma série de estudos que visam melhorar o veículo blindado VBTP-MSR Guarani 6×6.

Os estudos estão sendo realizados por pessoal dos setores técnico, administrativo, operacional e financeiro do exército, e devem considerar atualizações e potencialmente adicionar novas tecnologias, disse o Exército ao Jane’s.

O Exército não informou se os estudos de atualização incluíam a mobilidade, comando e controle do veículo, capacidade de sobrevivência, poder de fogo ou habitabilidade. A Força Terrestre disse que o escopo do projeto será definido após a conclusão dos estudos e a tomada de decisão. O esforço, conhecido como projeto Guarani 2.0, cai sob a égide do “Plano Estratégico do Exército 2020-2023”.

O serviço está recebendo 1.580 veículos 6×6 como parte do programa Guarani que comprou os veículos em novembro de 2016 para complementar 203 plataformas encomendadas entre 2012 e 2015 à Iveco Defense Vehicles. O veículo é fabricado na fábrica da empresa em Sete Lagoas, no Estado de Minas Gerais.

Um total de 424 veículos 6×6s foram recebidos, disse o Exército. Entre 5 e 6 veículos são produzidos mensalmente e cerca de 60 anualmente, disse ao Jane’s um porta-voz da operação brasileira da Iveco Defense Vehicles. As entregas estão programadas para serem concluídas até 2040.

O programa, que envolve outros esforços de veículos blindados, contribui para transformar as unidades de infantaria motorizada do Brasil em unidades de infantaria mecanizada e modernizar a cavalaria mecanizada.

Atualmente, estão planejadas doze versões: veículo de reconhecimento, porta-tropas, porta-morteiros de 120 mm, veículo de recuperação, veículo de posto de comando, ambulância, defesa aérea, reparo, porta-mísseis antitanque, porta-radar de vigilância, centro de direção de fogo e veículo de observação. O desenvolvimento de uma variante de morteiro VBCMrt-MSR (Viatura Blindada de Combate Morteiro-Média Sobre Rodas) é uma prioridade, com um protótipo e 100 veículos de produção planejados.

(https://www.forte.jor.br/wp-content/uploads/2018/04/Guaranis-do-EB-768x576.jpg)

 :arrow: Jane’s  /  https://www.forte.jor.br/2020/02/05/brasil-estuda-atualizacoes-para-veiculos-vbtp-msr-guarani-6x6/
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Fevereiro 09, 2020, 08:30:17 pm
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Abril 10, 2020, 11:16:37 pm
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Maio 31, 2020, 07:14:26 pm
Exercícios com VBTP Guarani

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/05/VBTP-MR-6x6-Guarani-Pel-Fuz-Mec-For%C3%A7a-de-Choque-da-Guarni%C3%A7%C3%A3o-de-Santiago-Esqd-Cmdo-1%C2%AA-Bda-C-Mec-9%C2%BA-BLog-e-11%C2%AA-Cia-Com-Mec_2020mai29_via-Julimar-Lavarda-Medina.jpg)


Citar
Na tarde de hoje, dia 30/05, terminou o exercício de Capacitação e Adestramento, fase GLO (Garantia da Lei e da Ordem) do PAB (Período de Adestramento Básico), da Força de Choque da Guarnição de Santiago, da 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada  (1ª Bda C Mec), sob responsabilidade do Esquadrão de Comando da Brigada (Esqd Cmdo 1ª Bda C Mec).

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/05/100047255_641873929698821_6982007121093066752_n.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/05/100374153_543993499842037_4605572239855714304_n.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/05/101767618_257191762061497_8944616822414508032_n.jpg)

A FORÇA DE CHOQUE da Guarnição de Santiago foi criada pela Brigada para dar poder de manobra de forma mais efetiva e rápida em operações GLO e é uma mescla dos efetivos do Esqd Cmdo 1ª Bda C Mec, com efetivos e viaturas da 11ª Companhia de Comunicações Mecanizada (11ª Cia Com Mec) e do 19º Grupo de Artilharia de Campanha (19º GAC), somados a viaturas do 9º Batalhão Logístico (9º BLog).

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/05/101118984_280548566419657_7783327875406495744_n.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/05/101181754_258981182010941_7827122754980675584_n.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/05/101693600_284522189618166_5898965146709000192_n.jpg)

PAB é um período do ano de instrução onde são realizados o adestramento de frações constituída, de Pelotão pra cima, e este começou ontem (29/5), às 07:00 hs, com o Pelotão de Fuzileiros Mecanizados (Pel Fuz Mec) e o Módulo Logístico do Esquadrão de Comando entrando em situação de Ordem de Marcha e partindo para o Campo de Instrução Invernada Reiúna (CIIR), em Santiago/RS, e terminou hoje, por volta das 16:00 hs.

Foram realizados exercícios de Posto de Bloqueio e Controle de Estradas (PBCE), Patrulhamento Mecanizado, Desobstrução de Vias, Operação de Busca e Apreensão (OBA), Posto de Segurança Estático (PSE) e Escolta de Comboios.

 :arrow:  https://tecnodefesa.com.br/forca-de-choque-da-guarnicao-de-santiago-realiza-exercicios-com-vbtp-guarani/
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Junho 21, 2020, 05:12:45 pm
Metralhadora Automatizada

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.cml.eb.mil.br%2Fimages%2F19junho20remax%2FWhatsApp_Image_2020-06-19_at_133008_2.jpeg&hash=aab165d368b50da03e7dbb7a78b96131)

Citar
Exercício Final de Tiro do Estágio de Atirador de REMAX é realizado na Vila Militar

Rio de Janeiro (RJ) – No dia 18 de junho, o 1° Batalhão de Infantaria Mecanizado (1º BI Mec) realizou o Exercício Final de Tiro do Estágio de Atirador de REMAX - estação de armas remotamente controlada giro-estabilizada - 2020/1, no Campo de Instrução de Gericinó, na Vila Militar.

O 1º BI Mec tem em sua dotação Viaturas Blindadas de Transporte de Pessoal (VBTP) 6x6 Guarani com o Sistema de Armamento Remotamente Controlado do Reparo de Metralhadora Automatizada X (SARC-REMAX). Esse sistema de arma confere ao atirador proteção blindada, operando dentro da viatura e não na torre, e precisão no tiro, uma vez que o equipamento conta com estabilizador, permitindo o tiro em movimento. Além disso, o SARC-REMAX é um equipamento desenvolvido na indústria de defesa do Brasil.

Nesse exercício final, foram empregados dez VBTP 6x6 Guarani. Os tiros foram realizados às distâncias de 100 (cem), 150 (cento e cinquenta), 300 (trezentos) e 600 (seiscentos) metros com os carros parados e com os carros em movimento. Ao final do exercício , os dez estagiários receberam o certificado de conclusão do Estágio de Atirador de REMAX 2020/1, realizado entre os dias 1° e 18 de junho de 2020.

Para saber mais sobre o SARC-REMAX e seu desenvolvimento na indústria de defesa nacional acesse: www.tecnodefesa.com.br/especial-tecnologia-nacional-sarc-remax/

Texto:  1º BI Mec / Fotos:1º BI Mec

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.cml.eb.mil.br%2Fimages%2F19junho20remax%2FWhatsApp_Image_2020-06-19_at_133633.jpeg&hash=b080ca096de8fafd4014b9968f47e688)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.cml.eb.mil.br%2Fimages%2F19junho20remax%2FWhatsApp_Image_2020-06-19_at_162431.jpeg&hash=a60e87adf433645d8d39c63faa277ccf)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.cml.eb.mil.br%2Fimages%2F19junho20remax%2FWhatsApp_Image_2020-06-19_at_133008.jpeg&hash=058e5aa8c7ae418a5b215ccf023469f6)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.cml.eb.mil.br%2Fimages%2F19junho20remax%2FWhatsApp_Image_2020-06-19_at_133007_1.jpeg&hash=9c21826bf7dcc83858f0c83af8fe67e9)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Julho 11, 2020, 01:03:16 am
SARC REMAX - Integração ao VBTP Guarani

(https://i.ibb.co/2ZVVNsz/0-capa.jpg)

Por Paulo Roberto Bastos Jr.
9 de julho de 2020


De 27/04 a 03/03/2020, as etapas finais de integração e validação de 31 (trinta e um) SARC REMAX no VBTP-MSR 6 × 6 Guaraní foram realizadas no 4º Depósito de Suprimentos (4º D D ) , e Tecnologia e Defesa estava lá, após os últimos dias desse processo.

REMAX (reparo automático de metralhadoras X) é um sistema de controle remoto de armas (SARC) totalmente desenvolvido no Brasil, iniciado em 2006 e adotado dez anos depois. Em dezembro de 2016, o Exército Brasileiro (EB) assinou o contrato para a produção do primeiro lote de produção em série, composto por 215 unidades, já na versão REMAX 3 , com validade inicial de 5 anos, o que seria cumprido de acordo com a alocação do orçamento. As armas instaladas nesse lote pertencem a este contrato.

O SARC REMAX foi projetado para fornecer mais suporte de incêndio às unidades mecanizadas brasileiras, garantindo a proteção de seu franco-atirador, considerado um ponto crítico na guerra moderna, substituindo reparos manuais de 7,62 mm e metralhadoras .50. ' no VBTP-MSR 6 × 6 Guaraní e, como tal, apoiando essas duas armas.

No entanto, este sistema de armas está se mostrando tão versátil e eficiente que também será usado no VBTM-LR 4 × 4 LMV-BR, recentemente adotado pela EB, e já existem estudos para seu uso no VBTP-SL M113BR, em a modernização do VBC-CC Leopard 1A5 e também de seu sucessor, este último pertencente a forças blindadas, além das lanchas blindadas Raptor DGS 999 usadas pela EB na Amazônia.

Sistema Optronic SARC REMAX com grade de proteção aberta e fechada

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/1.1.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/1.2.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/1.3.jpg)

Processo de integração O processo de entrega do REMAX consiste em 4 (quatro) etapas:

_ O TAF (Teste de Aceitação da Fábrica), onde o sistema é testado estático (fora do veículo), na fábrica ARES Aerospace and Defense, antes da entrega à EB;

_Instalação em VBTP-MR Guarani, onde o SARC está instalado em Guarani, nas instalações do 4º D Sup por técnicos da IVECO. Atualmente, o tempo médio para instalar o SARC REMAX em Guarani é de 16 horas-homem;

_Certificação de instalação, onde o REMAX é inspecionado, configurado e testado pela ARES após a instalação no veículo guarani.

_O teste de aceitação de campo (TAC) também é realizado no 4º D Sup, pelos técnicos da ARES.

Todos esses processos são monitorados de perto pelos militares da unidade.

O processo final, acompanhado por Tecnologia e Defesa, é a etapa mais crítica, pois todo o sistema é testado, com as duas armas, antes da entrega final à Organização Militar (OM) receptora. É importante notar que o sistema consiste no veículo guarani, no SARC REMAX e nas metralhadoras de 7,62 mm e .50 ', e o processo é realizado individualmente com cada arma.

Como esta é uma etapa muito detalhada, descreveremos brevemente suas etapas:

1º. Redefinição (carga) e verificação do acionador, sem munição - Uma metralhadora é instalada no SARC e todas as tolerâncias da arma são cuidadosamente verificadas usando um medidor específico, encontrado na maleta de ferramentas de cada veículo. Em seguida, é realizado um tiro "seco", onde é verificado se o martelo foi ativado corretamente, de acordo com os parâmetros estabelecidos em seu manual;

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/2.1.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/2.2.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/2.3.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/2.4.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/2.5.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/2.6.jpg)

2nd. Instalação do colimador: é utilizado o colimador digital, da empresa israelense Men At Work. Esta ferramenta tem como objetivo identificar um ponto de interseção entre o sistema óptico (linha de visão) e o cano da metralhadora (linha de fogo).

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/3.1.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/3.2.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/3.3.jpg)

3rd. Calibração do colimador: O colimador é girado 180º e as diferenças entre as imagens são calculadas e ajustadas. Após esta etapa, os parâmetros são registrados no computador de queima para que a linha de queima seja ajustada corretamente com o colimador;

4th. Colimação e ajuste da câmera: verifica-se, em diferentes ângulos, se a arma e o equipamento Optronic (diurno e térmico) estão alinhados corretamente, para que os disparos sejam disparados com precisão, atingindo o alvo no mesmo local em que o Retículo REMAX;

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/5.3.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/5.1.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/5.2.jpg)

5 ª. Tiro de aquecimento e correção zero: a arma é alimentada por munição e alguns tiros são disparados, a um alcance de tiro de aproximadamente 100 metros, cuja distância é medida usando o telêmetro a laser do sistema e a posição do impacto do projétil no alvo. Se houver alguma diferença, são feitos cálculos do ponto médio do impacto para que a correção seja feita, uma nova série de disparos é feita para validação e os parâmetros são novamente inseridos no computador balístico;

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/6.1.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/6.3.jpg)

6o. Operacional, intermitente e disparador de rajada: Uma nova série de disparadores, incluindo rajadas, é executada em potência, ou seja, com o sistema de estabilização desligado, para verificar se o sistema está se comportando como deveria;

Todo o processo é repetido com a outra metralhadora (independentemente da ordem).

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/8.1.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/8.2.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/8.3.jpg)

A metralhadora .50 'é substituída pela metralhadora REMAX de 7,62 mm, pela metralhadora de 7,62 mm, em um ângulo nunca antes visto.  Após essas etapas, o computador de tiro finalmente faz login com todos os parâmetros coletados durante o TAC, e as armas estão prontas e devidamente aprovadas para entrega no destino.

No final do teste, tivemos uma apresentação prática do uso do REMAX, com uma metralhadora .50 ', no modo manual, como um plano de contingência para qualquer emergência que impeça seu disparo do interior do veículo. Poucos SARCs possuem esse modo, que mostra mais uma vez as qualidades do produto brasileiro.

Uma nota que deve ser destacada é o fato de o EB não possuir colimadores digitais, mas apenas alguns colimadores ópticos, da marca Graflex, que além de aumentar consideravelmente o tempo de ajustes de armamento / optrônico, não garantem a mesma precisão. É essencial que todas as OMs que possuem REMAX tenham pelo menos um desses kits, para que possam fazer o TAC por si próprios quando precisarem substituir qualquer uma das metralhadoras no sistema.

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/9.3.jpg)

Armas

O SARC REMAX 3 pode usar dois tipos de armas, que são entregues como parte do sistema, e são a metralhadora 0,50 'Browning M2HB-QCB e a metralhadora 7.62mm M240B.

A Browning M2HB-QCB é uma das versões mais modernas da metralhadora pesada .50 BMG (12,7 × 99mm), criada pelo designer John Moses Browning, como uma arma antiaérea no final da Primeira Guerra Mundial, e sua principal diferença é A versão HB, que é amplamente usada pela EB, é o uso do kit QCB (Quick Change Barrel), do belga FN Herstal, que permite uma troca rápida do barril. Esta versão também é conhecida como M2HQCB.

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/11.jpg)

O M240B é uma versão mais moderna da metralhadora FN Herstal, calibre 7,62 × 51 mm, MAG (Mitrailleuse d'Appui General), fabricada pela artilharia americana americana e suas principais diferenças em relação ao padrão EB MAG M971, eles são o comutador de chama mais eficiente, a alavanca de operação mais ergonômica, a mesa de alimentação altamente modificada (e menos suscetível a falhas) e os elos da correia de munição são destacáveis, e essas fitas não são intercambiáveis.

Nos protótipos experimentais e operacionais do REMAX, chamados REMAX 1 e REMAX 2, a metralhadora de 7,62 mm usada foi a MAG M971, mas a versão de produção, REMAX 3, já foi projetada para usar o M240B.

A EB adquiriu essas armas exclusivamente para operação na SARC REMAX.


As OMs que usarão o REMAX no Guarani:

Os 31 sistemas Guarani REMAX entregues neste lote serão atribuídos às seguintes OMs:

Destino OM Quantidade Num. Fabricação Guarani Num. Fabricação REMAX

19º RC Mec
(Santa Rosa / RS) 7 357 LP156
358 LP156
359 LP161
360 LP158
361 LP155
362 LP142
363 LP111

5º RC Mec 9 364 LP109
(Quaraí / RS) 365 LP108
366 LP122
367 LP117
368 LP145
369 LP151
370 LP162
371 LP163
372 LP171

8º RC Mec
(Uruguaiana / RS) 9 373 LP164
374 LP165
375 LP166
376 LP167
377 LP168
378 LP169
379 LP170
380 LP172
381 LP173
3º RC Mec
(Bagé / RS)
6 382 LP174
383 LP175
384 LP176
385 LP177
386 LP178
387 LP179

Quase o REMAX guaraní desse lote já foi entregue e, na sexta-feira 07/03, foram entregues os dois primeiros do oitavo RC Mec, que recebeu 6 até agora, e o restante deve ser entregue nos próximos dias. . O 3º RC Mec deve receber seus veículos nas próximas semanas.

Além desses sistemas entregues, ele é armazenado na 2ª Companhia do 4º D Sup plus 21 (blackjack) REMAX em uma caixa, que deve ser integrada nos próximos meses, garantindo à EB maior poder de fogo para sua Força Mecanizada.

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/13.1.jpg)

(https://tecnodefesa.com.br/wp-content/uploads/2020/07/13.2.jpg)

Nota do editor

Tecnologia & Defesa e os autores desejam agradecer a todos os militares da 4ª D Sup e à empresa ARES Aerospace and Defense por sua valiosa colaboração na conclusão no entanto, algumas dessas pessoas devem ser mencionadas pelo nome devido à maior proximidade com o trabalho realizado:

_ Brigadeiro-General Eng Mil TALES Eduardo Areco VILLELA, Diretor da Diretoria de Fabricação (DF);

_ Coronel Sv Int. Luiz Eduardo Soares THIAGO, Chefe do 4º D Sup;

_ Prefeito QMB Rodolfo CESAR Barbosa, Comandante da 2ª Companhia do 4º Sup;

_ Soldado LUIGI Franchesco Lima e Caravelli, 1ª Companhia do 4º D Sup;

_ Frederico Medella, diretor de marketing da ARES;

_ Leonardo Degethoff, especialista em suporte logístico integrado (SLI) e instrutor da ARES Towers and Weapon Systems;

_ Eduardo Machado e Vinicius Ventura, técnicos integrados de suporte logístico da ARES;

_ Alexandro de Sá, técnico de manutenção dos Veículos de Defesa IVECO;

 :arrow:  https://tecnodefesa.com.br/sarc-remax-integracao-no-vbtp-guarani/
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Julho 16, 2020, 10:37:11 pm
Capacitação técnica de comandantes e motoristas da Viatura Blindada de Transporte de Pessoal Guarani

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=11830596&t=1594748875932.jpg)

Citar
Bagé (RS) – No período de 22 de junho a 10 de julho, o 3º Regimento de Cavalaria Mecanizado (3º RC Mec) realizou o 2º Estágio de Comandante e Motorista da Viatura Blindada de Transporte de Pessoal (VBTP) Guarani, do ano de 2020. O estágio foi dividido em 3 fases: a primeira, na modalidade Ensino a Distância (EAD); a segunda, teórica presencial no 3º RC Mec; e a terceira, com a prática de conduta auto no Campo de Instrução de Santa Tecla (CIST) e nas proximidades da BR-293 e BR-153.

O estágio foi ministrado aos militares das Organizações Militares da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (3ª Bda C Mec) que exercem a função de comandante e motorista da VBTP Guarani, buscando a utilização segura e eficiente dessa nova plataforma de combate mecanizado.

O encerramento do estágio deu-se em 10 de julho, com a presença do Comandante da 3ª Bda C Mec, General de Brigada Anysio Luiz Crespo Alves Negrão, que entregou os certificados aos concludentes e instrutores.

Fonte: 3º RC Mec

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=11830597&t=1594748876568)

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=11830598&t=1594748877207)

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=11830599&t=1594748877860)

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=11830601&t=1594748879157)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Julho 16, 2020, 10:48:32 pm
Citar
Curso de Formação de Cabos

São Borja (RS) – No dia 09 de julho, dando sequência ao Curso de Formação de Cabos do Grupo de Combate (CFC/GC), o 2º Regimento de Cavalaria Mecanizado (2° RC Mec) realizou instrução de apronto operacional e aprestamento na VBTP GUARANI.

Os alunos expuseram o equipamento que compõem o apronto operacional e praticaram arduamente o aprestamento e a escola da guarnição.

Fonte: 2° RC Mec

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=11818142&t=1594650892472.jpg)

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=11818145&t=1594650896296)

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=11818147&t=1594650898954)

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=11818148&t=1594650900094)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Agosto 08, 2020, 11:10:07 pm
Tiro Noturno com SARC REMAX

(https://i.ibb.co/RzHhHdJ/article-11.jpg)

Citar
Encerrou hoje, dia 06/08, no 5º Regimento de Cavalaria Mecanizado (5º RC Mec), o Regimento Legião de Tropas Ligeiras, de Quaraí/RS, a qualificação operacional de chefe de carro e motorista de VBTP-MSR 6×6 Guarani, no âmbito da  2ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (2ª Bda C Mec), onde foram executados os primeiros tiros com os SARC REMAX das OM da Brigada.

Na qualificação foram executados disparos com o SARC REMAX com as metralhadoras .50’ e 7,62 mm, sendo os tiros diurnos, com a viatura parada e em movimento, em alvos a 300, 500 e 1.000 m de distância, e tiro noturno, parado e em condição de escotilhas totalmente fechadas, a 300 e 500 m, no Campo de Instrução de Quaraí.

No curso, que iniciou no fim de junho e foi executado pela Seção de Instrução de Blindados (SIBld) do 5º RC Mec, com o apoio do 8º RC Mec e 10º Batalhão Logístico (10º B Log), foram formados 21 militares das unidades citadas, além da 12ª Companhia de Comunicações Mecanizada (12ª Cia Com Mec) e Esquadrão de Comando da 2ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (Esqd Cmdo 2ª Bda C Mec), e foi coordenada pelos capitães Marcelo Eduardo Deotti, Chefe da SIBld, e Adriano Santiago Garcia, Mestre de Tiro (Master Gunner), ambos do do 5º RC Mec.

 :arrow:   https://tecnodefesa.com.br/tiro-noturno-com-sarc-remax/

(https://i.ibb.co/6H3tKTF/11.jpg)

(https://i.ibb.co/ysSsc9W/6.jpg)

(https://i.ibb.co/vmCRZvX/5.jpg)

(https://i.ibb.co/d6N2Jwx/4-1.jpg)

(https://i.ibb.co/QYWnNKw/2-1.jpg)

(https://i.ibb.co/6RTft8F/1-1.jpg)

(https://i.ibb.co/fprWRNC/article-15.jpg)

(https://i.ibb.co/YyWz5PH/article-14.jpg)

(https://i.ibb.co/r45xgxg/article-13.jpg)

(https://i.ibb.co/HGq4Kn5/article-12.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Agosto 31, 2020, 07:43:14 pm
Citar
2° RC Mec realiza tiro com VBTP Guarani em movimento

 Durante 4 dias, no Polígono de Tiro do Barro Vermelho, localizado no SAICÃ, guarnições das VBTP GUARANI do 2° RC Mec realizaram campanha de adestramento com ênfase no tiro em movimento, empregando o sistema de armas REMAX.

 O local utilizado permitiu o máximo rendimento quanto à utilização do armamento, proporcionando efetivo aprendizado aos atiradores.

 :arrow:  https://www.2rcmec.eb.mil.br/index.php/component/k2/item/391-tiro-vbtp-guarani-em-movimento

(https://i.ibb.co/5GTQMcC/p1ecpraanreat4srl31u9v1u714.png)

(https://i.ibb.co/Q9wN4Gy/p1ecpraans10tfor19vf1ls4ejk5.jpg)

(https://i.ibb.co/HCJwbpS/p1ecpraanspar1aauf883bu1ttb6.jpg)

(https://i.ibb.co/pxDwBNr/p1ecpraant5kf14v31kjg1l3l1i55a.jpg)

(https://i.ibb.co/Z6Fx1fp/p1ecpraantfuvo6rog81os61f0a9.jpg)

(https://i.ibb.co/grx4jLd/p1ecpraantj8p5vf47q1qvl1upo8.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Setembro 06, 2020, 07:35:15 pm
Transposição de curso d’água VBTP – Guarani

(https://i.ibb.co/wcV40dF/Whats-App-Image-2020-09-03-at-162242-1.jpg)

Citar
Rio de Janeiro (RJ) – No dia 2 de setembro de 2020, a Seção de Instrução de Blindados do 1º Batalhão de Infantaria Mecanizado (Escola) - Regimento Sampaio - conduziu o treinamento específico de transposição de curso d’água para 34 motoristas de Viaturas Blindadas de Transporte de Pessoal (VBTP) Guarani.

A instrução ocorreu no Lago Capitão Amarante, localizado no 1º Batalhão de Engenharia de Combate (Escola), situado no bairro de Santa Cruz no Rio de Janeiro e contou com o apoio de uma equipe de socorristas dessa OM.

Fotos: Cb Bruno Lopes

(https://i.ibb.co/Z6h00XH/Whats-App-Image-2020-09-03-at-162242-3.jpg)

(https://i.ibb.co/Gvs86jL/Whats-App-Image-2020-09-03-at-162242-2.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Setembro 11, 2020, 08:27:13 pm
Militares participam de instrução de navegação do VBTP-MR Guarani

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=12102056&t=1599582537702)

Citar
São Borja (RS) - No dia 4 de setembro, a Seção de Instrução Blindada do 2º Regimento de Cavalaria Mecanizada realizou a instrução de navegação fluvial VBTP-MR Guaraní , no âmbito de treinamento centralizado, com a participação de 30 motoristas e 06 chefes de viaturas das Organizações Militares (OM) da 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (1ª Bda C Mec).

Durante a atividade, foram realizados 37 acessos às plataformas mecanizadas GUARANI na água, onde foi realizado um rumo de navegação demarcado, com o apoio de segurança de uma equipa da Empresa Especial de Busca e Resgate do Corpo de Bombeiros e da 1ª Empresa de Engenharia de Combate Mecanizada.

Para além dos instrutores, a actividade contou com a presença do Brigadeiro General Ricardo de Castro TROVIZO, Comandante do 1.º Bda C Mec, os oficiais do seu Estado-Maior General e Comandantes directamente subordinados da OM.

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=12102051&t=1599582534334)

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=12102052&t=1599582535019)

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=12102053&t=1599582535681)

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=12102050&t=1599582533688.jpg)

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=12102058&t=1599582539551)

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=12102060&t=1599582541380)

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=12102061&t=1599582542335)

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=12102062&t=1599582543249)

(https://www.eb.mil.br/image/journal/article?img_id=12102063&t=1599582544148)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 14, 2020, 03:15:24 pm
Tiro de Instrução Básico com o Sistema de Armamento da Viatura Blindada Guarani

(https://i.ibb.co/9cycyG2/article.jpg)

Citar
Cascavel (PR) –No dia 7 de outubro, a Seção de Instrução de Blindados do 33º Batalhão de Infantaria Mecanizado (33º BIMec) coordenou o Tiro de Instrução Básico (TIB) de todos os atiradores da viatura blindada de transporte de pessoal -Guarani.

A viatura Guarani com o Sistema de Armamento Remotamente Controlado (SARC-REMAX), conta com uma metralhadora MAG 7,62mm como seu principal armamento, tendo uma capacidade de 690 tiros por minuto, conta ainda com 4 lançadores de granadas fumígenas 74mm e seus sistemas de câmeras para identificação de alvos.

Ao final do exercício, os atiradores puderam aprimorar suas técnicas relacionadas a motricidade do armamento e relembrar a execução do ajuste do armamento na posição correta para o tiro.

Fonte: 33º BIMec

(https://i.ibb.co/sV2rs6r/article-1.jpg)

(https://i.ibb.co/vcFs8F1/article-2.jpg)

(https://i.ibb.co/qBX0DQY/article-3.jpg)

(https://i.ibb.co/W5NWyK7/article-4.jpg)

(https://i.ibb.co/HdmrZBt/article-5.jpg)

(https://i.ibb.co/vstcdLv/article-6.jpg)

(https://i.ibb.co/xhc9kFP/article-7.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 17, 2020, 03:23:47 pm
Guarani 6×6 com UT30BR e equipado com kit de flutuação chega ao CIBld

(https://i.ibb.co/0r8Dgd8/Navega-o-Guarani-com-UT-30.jpg)
O 6x6 Iveco Guarani armado com o canhão de 30 mm UT-30BR montado em torreta chegou ao CIBld, unidade referência sediada em Santa Maria (RS).

Citar
O Exército Brasileiro, através do Centro de Instrução de Blindados (CIBld), avança na preparação das forças blindadas equipadas com as viaturas do Pgr EE Guarani em suas diferentes versões.

O VBTP-MSR 6×6 Guarani armado com o canhão de 30 mm UT30BR montado em torreta faz parte do acervo do CIBld, unidade escola referência sediada em Santa Maria (RS).

Equipes de instrução e alunos alocados aquele estabelecimento de ensino militar poderão aprender todos os segredos sobre essa versão do carro e seu poderoso armamento, e como reconfigurá-lo rapidamente, de acordo com a necessidade de momento.

Para a transposição de cursos d’água (rios, lagos, etc), o Guarani armado com a UT30BR precisa receber uma modificação de campo de rápida instalação, na forma de um kit de flutuabilidade afixado ao chassis do veículo.

Esse equipamento de segurança é necessário devido ao peso extra do armamento.

O Guarani e a torre UT30BR juntos, mais a munição deste último, representam 19 toneladas e uma mudança considerável no centro de gravidade (CG) do veículo, que possui uma silhueta tida como alta.

(https://i.ibb.co/9tgS2kn/iveco-guarani-flutuador1-696x522.jpg)

(https://i.ibb.co/k0s9YG2/iveco-guarani-flutuador6-696x522.jpg)

Como o motor do Guarani fica disposto a frente no chassis, deslocado a direita, o carro quando navegando, sem emprego de kit de flutuabilidade, apresenta uma tendência de inclinar-se para a direita, o que reduz a velocidade do deslocamento.

Para corrigir essa tendência e dar maior condição de navegabilidade ao Guarani armado com a UT30BR, faz-se necessário o emprego do kit de flutuação específico dessa versão, afixado ao chassis do blindado, nas laterais do mesmo.

Sem a necessidade de ferramentas especiais, e aproveitando pontos de fixação previamente existentes no chassis do 6×6, é possível instalar o kit de flutuação em menos de 15 minutos, permitindo assim uma rápida transposição de obstáculos pela infantaria mecanizada e cavalaria.

Esse kit de flutuabilidade foi testado pela primeira vez (com sucesso), dentro do processo de experimentação doutrinária da Infantaria Mecanizada colocado em prática pela 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada, Brigada Guarani, em novembro de 2017, no açude Tuiuti, em Rosário do Sul/RS.

Fotos são de autoria de Eliseu Prass (CIBld)
 :arrow: https://tecnodefesa.com.br/guarani-6x6-com-torre-ut30-br-e-equipado-com-kit-de-flutuacao-chega-ao-c-i-blnd-rs/

(https://i.ibb.co/G7nh0Zk/iveco-guarani-flutuador5.jpg)

(https://i.ibb.co/vcVCvwV/iveco-guarani-flutuador4.jpg)

(https://i.ibb.co/zVxtd1n/iveco-guarani-flutuador3.jpg)

(https://i.ibb.co/CP3zmpP/iveco-guarani-flutuador2.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 17, 2020, 03:34:44 pm
Torre manual REMAN é instalada em VBTP-MSR 6×6 Guarani

(https://i.ibb.co/vcXBnnm/AGR-REMAN-30.png)

Citar
No mês de junho de 2020, foi entregue ao Arsenal de Guerra do Rio (AGR), duas torres manuais REMAN, da empresa ARES Aeroespacial e Defesa. Após verificações iniciais, uma delas foi instalada em uma Viatura Blindada de Transporte de Pessoal – Média Sobre Rodas (VBTP-MSR) 6×6 Guarani nas instalações do Arsenal.

As torres passarão por testes de engenharia nas próximas semanas, solicitados pela empresa, no qual serão realizados alguns tiros técnicos, no Centro de Avaliações do Exército (CAEx), o “Campo de Provas da Marambaia/1948″. Após esta atividade, serão submetidas ao processo de avaliação do sistema Guarani com torre manual, também no CAEx, etapa importante no processo de homologação do sistema.

A torre

A REMAN é uma estação de armas blindada de operação manual, projetada para atender o Programa Estratégico do Exército (Prg EE) GUARANI, mas que também poderá ser utilizada por outros blindados médios e leves, sobre rodas ou lagartas.

Sua primeira versão (conceitual) foi apesentada em 2016, na 4ª Mostra BID Brasil, e possuía a opção de giro manual e elétrico. Porém, como essa última opção não estava prevista nos requisitos emitidos pelo Exército Brasileiro (EB), o mesmo foi retirado na segunda versão, aperfeiçoada e com sua proteção balística melhorada, que foi apresentada na LAAD Defence and Security 2017.

O protótipo atual, é uma evolução dessa última versão, com proteção balística melhorada, possuindo blindagem de toda cúpula padrão STANAG 4569 nível 2, e levando em conta diversas sugestões apresentadas pelo EB, e foram, até o momento, fabricados três exemplares: os dois que estão no AGR, sendo um instalado no Guarani, e o terceiro de propriedade da ARES para demonstrações.

(https://i.ibb.co/Yt3p9ym/Sem-t-tulo.png)

 :arrow:  https://tecnodefesa.com.br/torre-manual-reman-e-instalada-em-vbtp-msr-6x6-guarani/

(https://i.ibb.co/K0WcdcC/AGR-REMAN-12.jpg)

(https://i.ibb.co/fHkmW47/AGR-REMAN-13.jpg)

(https://i.ibb.co/N3pnX7r/AGR-REMAN-21.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 17, 2020, 03:41:44 pm
ARES realiza o 1º Seminário dos Sistemas de Armas do Projeto Guarani

(https://i.ibb.co/jyTk6D7/ARES-Es-AO-7.jpg)

Citar
Nos dias 13 e 14 de outubro de 2020, a ARES Aerospacial e Defesa recebeu os alunos dos cursos de Cavalaria e Infantaria da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO) do Exército Brasileiro (EB). A visita ocorre anualmente e conta com a presença de aproximadamente 200 militares.

Neste ano, durante a visita, a empresa realizou o 1º Seminário dos Sistemas de Armas do Projeto Guarani, um tema que é dominado pela ARES, que é parceira do Programa Estratégico do Exército (Prg EE) GUARANI e se tornou a casa das estações de armas e torre do EB no Brasil.

Além dos Diretores, Gerentes e engenheiros da ARES, o seminário contou com a presença dos militares da Diretoria de Fabricação (DF), do Centro Tecnológico do Exército (CTEx) e Comando de Operações Terrestres (COTer) como palestrantes.

 :arrow:  https://tecnodefesa.com.br/ares-realiza-1o-seminario-armas-guarani/

(https://i.ibb.co/N3Bzxx0/ARES-Es-AO-9.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 23, 2020, 08:13:53 pm
7º RC Mec recebe seus VBTP-MSR 6×6 Guarani

(https://i.ibb.co/x2XsFXN/7o-RCMec-Guarani-1.jpg)

Citar
O 7º Regimento de Cavalaria Mecanizado (7º RC Mec), aquartelado em Santana do Livramento (RS) e integrante da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (3ª Bda C Mec), recebeu nesse mês suas nove primeiras Viaturas Blindadas para Transporte de Pessoal – Médio Sobre Rodas (VBTP-MSR) 6×6 Guarani, equipadas com os Sistemas de Armas Remotamente Controladas (SARC) REMAX, destinados a equipar seus Grupos de Combate Mecanizados.

Com essa entrega, todos os Regimentos de Cavalaria Mecanizados (RC Mec) da 1ª, 2ª e 3ª Brigadas, pertencentes ao Comando Militar do Sul (CMS), já estão equipados com os VBTP Guarani, faltando apenas o 14º RC Mec, aquartelado em São Miguel do Oeste (SC) e orgânico das 5ª Divisão de Exército, que deve recebe-los nas próximas remessas.

A VBTP-MSR 6×6 Guarani está substituindo as antigas VBTP 6×6 EE-11 Urutu, fabricada pela antiga ENGESA, e é considerado o “Estado da Arte” da cavalaria mecanizada brasileira. Foi desenvolvido em consonância com a Estratégia Nacional de Defesa (END), no desenvolvimento de tecnologias para recuperar a capacidade de operar com eficiência, utilizando nossa Base Industrial de Defesa (BID).

 :arrow:  https://tecnodefesa.com.br/7o-rc-mec-recebe-seus-vbtp-msr-6x6-guarani/

(https://i.ibb.co/9V47b9v/7o-RCMec-Guarani-3.jpg)

(https://i.ibb.co/s27BQw7/7o-RCMec-Guarani-4.jpg)

(https://i.ibb.co/DQSjD11/7o-RCMec-Guarani-5.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 23, 2020, 08:23:27 pm
Sistema STARMAX é demonstrado para o Exército na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN)

(https://i.ibb.co/tmc6dFB/MEMBECA-2.jpg)

Citar
Ocorreu hoje, dia 23 de outubro, na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), a demonstração do STARMAX, o simulador do SARC REMAX, durante a Operação Membeca 2020.

O STARMAX é uma suíte de treinamento virtual 3D, desenvolvida pela ARES Aeroespacial e Defesa, que permite capacitar os operadores o Sistema de Armas Remotamente Controlado (SARC) com todas as funcionalidades e procedimentos da estação de armas real, em um ambiente virtual 3D controlado.

É um sistema extremamente prático, pois está totalmente acondicionado dentro de um pequeno case, no formato de uma maleta, que pode ser instalado em qualquer viatura equipada com o SARC REMAX, permitindo seu treinamento dentro da mesma, em um ambiente altamente imersivo, ou em ambiente de sala de aula, e permite alcançar alto nível de capacitação para os operadores do REMAX, com redução de custo logístico, economia de munição real evitando desgaste de tropas, equipamentos e armamentos em campo.

A interface gráfica do sistema permite aos operadores o treinamento de motricidade, treinos de movimento com alvos e cenários que simulam situações reais, garantindo maior controle e avaliação de todos os treinamentos emulados dentro do ambiente virtual 3D, e aos instrutores avaliar a evolução do treinamento e intervir sempre que necessário para fazer correções. Ao final do treinamento o sistema gera relatórios completos de desempenho, garantindo melhores resultados em campo.

(https://i.ibb.co/xGyFMZY/Starmax-3.jpg)

(https://i.ibb.co/VxyTRrx/Starmax-2.jpg)

Presentes a demonstração estavam o general de brigada Antônio Carlos Machado Faillace, comandante do Grupamento de Unidades Escola / 9ª Brigada de Infantaria Motorizada (GUEs/9ª Bda Inf Mtz), e o coronel Rodrigo Tramontini Fernandes, comandante do 1º Batalhão de Infantaria Motorizado (Escola) (1º BI Mec (Es)), o Regimento Sampaio.

Atualmente o 1º BI Mec (Es) é a organização militar que tem possui a maior quantidade de viaturas equipadas com o SARC REMAX, possuindo 36 ao todo, e tem muito interesse nesse sistema para melhorar a capacitação de seus operadores e diminuir seus custos.

As negociações para aquisição das STARMAX pelo Exército estão em andamento e a ARES espera assinar um contrato de fornecimento no próximo ano.

A Operação Membeca

A Operação Membeca 2020 é um exercício de adestramento avançado realizado pela 1ª Divisão de Exército (1ª DE), a Divisão Mascarenhas de Moraes, no Campo de Instrução da AMAN, de 21 a 23 de outubro. O treinamento ocorre dentro do contexto da missão constitucional de Defesa da Pátria, quando serão praticados no amplo espectro da guerra convencional às operações ofensivas, defensivas e contra forças irregulares.

O Exercício iniciou, no dia 21 de outubro, com o apronto operacional descentralizado e o deslocamento motorizado para o local do exercício. Já na região de Resende e dentro de uma situação tática, e desencadeou-se uma marcha para o combate com a finalidade de cerrar os meios aos locais de cumprimento das missões impostas.

Como preparo para o exercício no terreno, as tropas da 1ª DE, o GUEs/9ª Bda Inf Mtz, como a 4ª Brigada de Infantaria Leve de Montanha (4ª Bda Inf L Mth)  e a Artilharia Divisionária da 1ª DE (AD/1), praticaram o Exercício de Simulação Construtiva no Centro de Adestramento Leste (CA Leste), com o intuito de propiciar maior eficiência na atividade em campo.

O treinamento conta com o apoio da Base de Apoio Logístico do Exército (Ba Ap Log Ex), do 5º Grupamento de Engenharia (5º Gpt E) e da Aviação do Exército.  Destaca-se que a Ba Ap Log Ex desdobrou seu Módulo Logístico Especializado da Força de Prontidão para realizar as funções logísticas de manutenção, salvamento, suprimento, transporte e saúde do Grande Comando Operacional, a 1ª DE. O 5º Gpt E colabora na preparação do terreno para a defesa de área, como na construção de espaldão para Viatura Blindada de Transporte de Pessoal – Media Sobre Rodas (VBTP-MSR) 6×6 Guarani.

A Operação Membeca é um exercício militar de grande envergadura, caracterizado pela elevada mobilização de meios materiais e pessoais. Este ano, serão consumidas em torno de 24 mil etapas de alimentação, mais de 100 mil litros de combustível, aproximadamente 20 mil munições de diferentes calibres, com um contingente de mais de 3.100 militares e emprego de 505 viaturas operacionais.

Com informações e imagens da Ares e Comunicação Social da 1ª DE

 :arrow:   https://tecnodefesa.com.br/o-sistema-starmax-e-demonstrado-para-o-exercito-na-operacao-membeca-2020/

(https://i.ibb.co/ZhKWpmw/Starmax-1.jpg)

(https://i.ibb.co/Pmm30wY/MEMBECA-8.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 30, 2020, 09:42:07 pm
Ministro da Defesa da Argentina visita a Iveco para conhecer o Guarani

(https://i.ibb.co/nkb21S6/Guarani-Visita-Argentina-0-MD.jpg)

Citar
O Ministério da Defesa do Brasil organizou uma visita de uma delegação do Ministério da Defesa da Argentina, com a presença de seu ministro, Agustín Rossi, a Iveco Veículos de Defesa, em Sete Lagoas (MG).

A delegação argentina embarcou, hoje pela manhã, no Aeroporto de Brasilia (DF), em um voo direto para Confins (MG), e em seguida embarcou no helicóptero HM-4 Jaguar (H225M), matrícula EB 5012, do 1º Batalhão de Aviação do Exército (1º BAvEx), com destino ao parque fabril da Iveco, onde se uniram a diversos oficiais generais do Exército Brasileiro, entre eles os generais de divisão Luis Antônio Duizit Brito, chefe do Departamento de Promoções Comerciais do Ministério da Defesa, e Jorge Antônio Smicelato, comandante da 4ª Região Militar (4ª RM), e o general de brigada Tales Eduardo Areco Villela, diretor da Diretoria de Fabricação (DF).

(https://i.ibb.co/1svxmdQ/Guarani-Visita-Argentina-2.jpg)

Conduzidos por executivos da Iveco, os Argentinos conheceram toda a moderna linha de produção da Viatura Blindada de Transporte de Pessoal Média Sobre Rodas (VBTP-MSR) 6X6 Guarani e, ao final, foram apresentados aos modelos utilizados pelo Exército Brasileiros: equipados com a torre manual Platt, e com os Sistemas de Armas Remotamente Controlados (SARC) REMAX e UT30BR. Também estava presente o protótipo da VBMT-LR 4×4 LMR-BR equipado com a SARC REMAX.

Após isso, foram conduzidos a pista de testes da empresa, onde viram a apresentação de seis VBTP-MSR 6X6 Guarani que, pelo que pudemos constatar, impressionaram muito os oficiais argentinos. Houveram também reuniões, onde foram discutidos diversos assuntos relativos aos produtos da Iveco.

O Guarani sendo demonstrado para a delegação Argentina a dois dias atrás (Foto Vandeir Santos).

Ao final do evento ocorreu uma pequena entrevista com o Ministro da Defesa do Brasil, o general de exército Fernando Azevedo e Silva, e seu colega argentino, Agustín Rossi, que confirmou para Tecnologia & Defesa que o VBTP-MSR 6X6 Guarani está sim concorrendo no programa VCBR (Vehículos de Combate Blindados a Ruedas) do Exército Argentino, e que, devido a produção de diversos de seus componentes, como os motores, em território argentino é um forte candidato. Porem não informou as quantidades e nem detalhes das negociações.

(https://i.ibb.co/zG7tBvZ/Guarani-Visita-Argentina-4.jpg)

Caso essa venda se concretize, será a segunda exportação do Guarani, pois 16 (de acordo com a própria fábrica) foram vendido as Forças de Segurança do Ministério do Interior do Líbano (Forces de Sécurité Intérieure) em 2014. Além disso existem diversas negociações em andamento com países da América Latina, África e Sudeste Asiático.

Com fotos de Vandeir Alves do Santos e Ministério da Defesa

 :arrow: https://tecnodefesa.com.br/ministro-da-defesa-da-argentina-visita-a-iveco-para-conhecer-o-guarani/

(https://i.ibb.co/VD1QxfQ/Guarani-Visita-Argentina-1-1.jpg)

(https://i.ibb.co/5RVfMGM/Guarani-Visita-Argentina-3-3.jpg)

(https://i.ibb.co/0hYvxDs/Guarani-Visita-Argentina-1-5.jpg)

(https://i.ibb.co/6wpNPdS/Guarani-Visita-Argentina-3-2.jpg)

(https://i.ibb.co/jHNTvKd/Guarani-Visita-Argentina-3-5.jpg)

(https://i.ibb.co/YXQ4FYC/Guarani-Visita-Argentina-3-6.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 31, 2020, 12:21:02 am
FOTOS: Argentina negocia com Brasil o blindado Guarani 6x6

Créditos: Roberto Valadares Caiafa

(https://www.infodefensa.com/archivo/albumes/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani/RVC_2032.jpg)

(https://www.infodefensa.com/archivo/albumes/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani/RVC_1967.jpg)

(https://www.infodefensa.com/archivo/albumes/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani/RVC_2025.jpg)

(https://www.infodefensa.com/archivo/albumes/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani/RVC_2023-2.jpg)

(https://www.infodefensa.com/archivo/albumes/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani/RVC_1962.jpg)

(https://www.infodefensa.com/archivo/albumes/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani/RVC_2051.jpg)

(https://www.infodefensa.com/archivo/albumes/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani/RVC_1964.jpg)

(https://www.infodefensa.com/archivo/albumes/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani/RVC_2078.jpg)

(https://www.infodefensa.com/archivo/albumes/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani/RVC_2080.jpg)

(https://www.infodefensa.com/archivo/albumes/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani/RVC_2074.jpg)

(https://www.infodefensa.com/archivo/albumes/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani/RVC_2169.jpg)

(https://www.infodefensa.com/archivo/albumes/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani/RVC_2130.jpg)

(https://www.infodefensa.com/archivo/albumes/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani/RVC_2137.jpg)

(https://www.infodefensa.com/archivo/albumes/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani/RVC_2076.jpg)

 :arrow:  https://www.infodefensa.com/servicios/galerias/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani.html
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 31, 2020, 12:22:12 am
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 31, 2020, 02:09:34 pm
FOTOS: Argentina negocia com Brasil o blindado Guarani 6x6

Créditos: Roberto Valadares Caiafa

(https://www.infodefensa.com/archivo/albumes/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani/RVC_2032.jpg)


 :arrow:  https://www.infodefensa.com/servicios/galerias/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani.html

Fujam, olhem o calote!
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Outubro 31, 2020, 02:32:51 pm
FOTOS: Argentina negocia com Brasil o blindado Guarani 6x6

Créditos: Roberto Valadares Caiafa

(https://www.infodefensa.com/archivo/albumes/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani/RVC_2032.jpg)

 :arrow:  https://www.infodefensa.com/servicios/galerias/galeria-argentina-negocia-brasil-blindado-guarani.html

Fujam, olhem o calote!

De acordo com notícia de bastidores , se os "argies" vierem fechar negócio com a IVECO/EB será via financiamento com banco internacional.

Caso venha ter calote, o desfalque ficaria com a instituição financeira avalista dos argentinos. Há fontes que afirmam que o banco pagaria primeiro pelos VBTP-MR Guarani 6x6, para depois cobrar o déficit com nossos vizinhos às margens ocidentais do Rio da Prata.
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Novembro 24, 2020, 09:39:01 pm
1º RC Mec realiza transposição de curso d´água

(https://i.ibb.co/QngDywD/2020-11-23-1rcmec-transposicao6.jpg)

Citar
Itaqui (RS) - Durante o dia 18 de novembro, o 1º Regimento de Cavalaria Mecanizado – Regimento “Sá Britto”, realizou a Transposição de Curso d’Água com a Viatura Blindada de Transporte de Pessoal-MR 6x6 Guarani.

O treinamento encerou a fase final da Qualificação Operacional de Motoristas e treinamento Especifico de Comandante de VBTP-MR 6x6 Guarani.

A atividade teve por objetivo qualificar os motoristas e comandantes de carro, além de testar o sistema de navegação dos blindados.

Durante o exercício, o blindado de 14.300 kg foi colocado por completo na água, onde demonstrou com excelência a sua capacidade de transpor cursos d’água.

A instrução contou com o apoio de uma equipe de socorristas do Corpo de Bombeiros Militar de Itaqui/RS e de militares da 1ª Companhia de Engenharia de Combate Mecanizada.

 :arrow:  http://www.3de.eb.mil.br/index.php/component/content/article?id=2170&

(https://i.ibb.co/Lg8zTVy/2020-11-23-1rcmec-transposicao2.jpg)

(https://i.ibb.co/mDFW5c2/2020-11-23-1rcmec-transposicao3.jpg)

(https://i.ibb.co/j3GQsCv/2020-11-23-1rcmec-transposicao5.jpg)

(https://i.ibb.co/ccq3R7j/2020-11-23-1rcmec-transposicao4.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Dezembro 30, 2020, 04:01:24 pm
Fábrica da Iveco Veículos de Defesa recebe importante certificação internacional

(https://i.ibb.co/wgP6xGp/Iveco.jpg)

A fábrica da Iveco Veículos de Defesa (Iveco Defence Vehicles), em Sete Lagoas, alcançou o nível bronze no programa World Class Manufacturing (WCM), um dos mais altos padrões da indústria de manufatura no mundo. O reconhecimento representa uma importante conquista para a planta na busca constante por melhorias de processos e excelência de produção.

“Essa conquista é resultado do esforço e da competência de toda a nossa equipe de Sete Lagoas. A planta de defesa é extremamente complexa e tem um processo 100% manual, que depende de muita qualificação e dedicação de todos os operadores. Temos ainda uma área de solda de aço balístico, que demanda uma expertise muito específica”, afirma o diretor Industrial da planta, Izidro Penatti.

Inaugurada em 2013, a estrutura tem 30 mil m², sendo 18 mil de área coberta (produção e logística), e foi a primeira a fabricar produtos de defesa fora da Europa. O primeiro produto nacional foi a Viatura Blindada de Transporte de Pessoal Média Sobre Rodas (VBTP-MSR) 6×6 Guarani, fruto da parceria da empresa com o Exército Brasileiro (EB). Mais de 450 unidades foram entregues aos militares até agora.

“Temos feito um trabalho consistente em todo o nosso complexo industrial, não apenas na fábrica de defesa, mas também na de veículos comerciais e, também, na de motores, que completaram 20 anos em 2020. Seguiremos com as melhores práticas do WCM, aperfeiçoando cada vez mais os nossos processos e a produção industrial”, completa Penatti.

O Guarani

Com capacidade para transportar até onze pessoas, o Guarani pesa 18 toneladas, possui tração 6X6, pode chegar a 110 km/h e tem função anfíbia. Além de ar-condicionado, apresenta uma série de inovações tecnológicas, como sistema automático de detecção e extinção de incêndio e baixa assinatura térmica (o que dificulta sua localização), entre outros.

As unidades entregues ao EB são usadas em missões de pacificação e em operações de combate ao crime organizado nas regiões fronteiriças do país. A plataforma do blindado pode ser usada como base para o desenvolvimento e a produção de uma família de blindados em diferentes versões, entre as quais viaturas de reconhecimento, socorro, posto de comando, porta-morteiro e ambulância.

O blindado conta com o motor Cursor 9 Euro V, da FPT Industrial. O Cursor “militar” foi configurado para entregar 380 cv. Especialmente para aplicação no Guarani, o motor recebeu reforços para atender as exigências da aplicação militar. A começar pela blindagem no alternador, responsável por gerenciar as fontes de energia elétrica como a bateria, e no módulo eletrônico de injeção de combustível. Além de estar blindado, o módulo foi montado em uma área mais protegida do veículo. As tampas do cabeçote do motor, originalmente de plástico, foram trocadas por tampas de ferro fundido.

Forte aceleração e respostas rápidas. Essas características marcam o desempenho do motor Cursor 9, e são resultantes das altas pressões de injeção de diesel do sistema eletrônico do motor, que favorecem a pulverização do combustível na câmara de combustão, e, consequentemente possibilitam uma queima mais eficiente. Para se ter uma ideia, a pressão de injeção de um motor a gasolina convencional em um carro popular chega a três bar, enquanto o motor da FPT Industrial entrega 1.800 bar. Além de potente e forte, o motor tem uma vida útil de 8 mil horas.

Com informações do site SeteLagoas.com.br

 :arrow:  https://tecnodefesa.com.br/fabrica-da-iveco-veiculos-de-defesa-recebe-importante-certificacao-internacional/
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Janeiro 23, 2021, 10:15:40 pm
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Janeiro 23, 2021, 10:20:47 pm
Argentinos renovam o interesse no Guarani

(https://i.ibb.co/6r49Smv/VBTP-MSR-6x6-Guarani-16o-Esqd-CMec.jpg)

Citar
O Ministério da Defesa argentino mais uma vez demonstrou que está de olho nos VBTP 6X6 Guarani, fabricados pela Iveco. Isso ficou demonstrado durante encontro entre o ministro Agustín Rossi com o secretário de Assuntos Estratégicos do Brasil, o vice-almirante Flavio Augusto Viana Rocha, com quem também compartilhou questões da agenda de defesa bilateral.

Sobre isso, Rossi destacou que “uma parte dos blindados, seu motor e chassi (*), é fabricado no país vizinho, mais precisamente na fábrica da Iveco em Córdoba”. Além disso, o chefe da pasta afirmou que se avançou em “outras iniciativas complementares entre as Forças Armadas da Argentina e do Brasil”.

Estiveram presentes à reunião outras autoridades, entre as quais o chefe do Estado-Maior Conjunto, general de divisão Juan Martín Paleo; os secretários de Estratégia e Assuntos Militares, Sergio Rossi; de relações internacionais da defesa, Francisco Cafiero; de Pesquisa, Política Industrial e Produção de Defesa, Daniela Castro; o subsecretário de assuntos internacionais, Roberto De Luise; e a subsecretária de Planejamento Operacional e Serviço de Logística de Defesa, Lucía Kersul.

(*) O VBTP-MSR 6×6 Guarani é monobloco, e o ministro está se referindo ao subchassi.

(https://i.ibb.co/sR9MyxN/Los-hermanos-renovam-o-interesse-no-Guarani-1.jpg)

 :arrow:  https://tecnodefesa.com.br/los-hermanos-renovam-o-interesse-no-guarani/
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Lusitano89 em Fevereiro 08, 2021, 03:46:40 pm
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Fevereiro 19, 2021, 05:55:32 pm
Iveco Defence Vehicles é vencedora da licitação para o fornecimento de peças de reposição da viatura Guarani

(https://i.ibb.co/V3kdg6v/IMG-20210219-WA0000.jpg)

Citar
A Iveco Defence Vehicles conquistou licitação no valor de R$ 115 milhões, em concorrência contra outras quatro empresas, para o fornecimento de componentes para a manutenção e reparo das viaturas Guarani VBTP-MR 6×6, que serão utilizadas em diferentes Organizações Militares do Exército Brasileiro. O processo de aquisição foi realizado pelo EB a fim de manter os veículos blindados em perfeitas condições operacionais.

A Iveco Defence Vehicles na América do Sul obteve sucesso na última década com a produção local do Guarani contribuindo significativamente para o fortalecimento da Base de Defesa Industrial no Brasil, essencial para a melhoria da capacidade operacional das Forças Terrestres.

(https://i.ibb.co/8N6R8Kd/IMG-20210219-WA0001.jpg)

Este resultado reafirma a dedicação da marca no atendimento ao cliente, destacando também a eficiência e qualidade da equipe brasileira na execução do Suporte Logístico Integrado (SLI), exigido pelo EB para todos os Guaranis e que abrange os primeiros três anos a partir da entrega do veículo. Mais de 470 unidades já foram entregues ao EB, com quase metade da frota ainda dentro do SLI.

Com o cumprimento dos compromissos do SLI, a Iveco Defence Vehicles mantém uma disponibilidade da frota acima dos requisitos do contrato.

 :arrow:  https://www.defesaaereanaval.com.br/defesa/iveco-defence-vehicles-e-vencedora-da-licitacao-para-o-fornecimento-de-pecas-de-reposicao-da-viatura-guarani
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Março 10, 2021, 01:50:21 pm
Novas soluções de blindagem

(https://i.ibb.co/Lx0QBQW/VBTP-Guarani-UT30-com-blindagem-adcional.jpg)

Citar
A ALLTEC Materiais Compostos do Brasil e a Rafael Advanced Defense Systems, de Israel, assinaram um Memorando de Entendimento (MdE) para cooperação em soluções suplementares de blindagem passiva, manutenção e suporte durante o ciclo de vida.

Com base nesse MdE, as empresas irão cooperar em projetos e oportunidades de negócios, para oferecerem soluções suplementares de blindagem passiva de Nível STANAG 4 e superior,  para o Ministério da Defesa e forças auxiliares, com o objetivo de transferir tecnologia, com o  máximo de conteúdos industriais locais e facilitar a comercialização e vendas compartilhadas.

As soluções de blindagem reativa explosiva (ERA) e passiva suplementar da Rafael são utilizadas há mais de 30 anos nas Forças de Defesa Israelense, Estados Unidos e países da OTAN, unidades de manutenção da paz e outros clientes por todo mundo, com eficácia demonstrada contra uma grande variedade de ameaças, tais como armas anticarro (“rocket-propelled grenade – RPG”), munições de Infantaria com projeteis perfurante (“armour piercing – AP”), estilhaços de Artilharia, morteiros e artefatos explosivos improvisados (IED).

A “Armor Shield P”, por exemplo, oferece uma proteção de blindagem suplementar robusta, capaz de absorver a energia cinética dos projeteis, prevenindo sua ruptura e perfuração. Essa blindagem leve pode ser instalada ou removida rapidamente, de acordo com as necessidades da missão.

A ALLTEC é líder em tecnologia de fabricação de blindagem suplementar, em qualquer formato e espessura, e sua larga experiência e conhecimento neste segmento a permitiu fazer uso dessa experiência para aperfeiçoar o nível de proteção balística exigido pelo Exército Brasileiro (EB) nos veículos blindados de transporte de tropas (VBTP) 6X6 Guarani, sendo designada para o desenvolvimento de um novo kit de proteção balística adicional (suplementar), para esse blindado.

A adjudicação desse projeto inclui as fases de investigação tecnológica, produção, testes de campo, processo de certificação oficial, montagem final e pintura nos escudos de blindagem. Este desafio inovador resultou na aquisição de profundo conhecimento e domínio da tecnologia em blindagem cerâmica, que a qualificou como a principal fornecedora do EB para esses componentes.

 :arrow:  https://tecnodefesa.com.br/novas-solucoes-de-blindagem/
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Abril 04, 2021, 06:00:54 pm
36° Batalhão de Infantaria Mecanizado

(https://i.ibb.co/wwSybH7/159211002-2815950312000875-9027379797925311996-n.jpg)

(https://i.ibb.co/7n3vb3n/160671587-1110865486086395-7692615447849434575-n.jpg)

(https://i.ibb.co/k4kXS3T/149836108-4015989315101705-8006984899920927035-n.jpg)

(https://i.ibb.co/hFzGXVX/7-Maio-2020-Final-Estgio-de-Comandante-de-Carro-3.jpg)

(https://i.ibb.co/Lp3BTBK/7-Maio-2020-Final-Estgio-de-Comandante-de-Carro-144.jpg)

(https://i.ibb.co/1svBYwW/7-Maio-2020-Final-Estgio-de-Comandante-de-Carro-547.jpg)

(https://i.ibb.co/dBHH5n0/adestramento-2.png)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Maio 07, 2021, 02:43:13 am
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Maio 12, 2021, 06:33:11 pm
Exército capacita comandantes de viaturas blindadas

(https://i.ibb.co/SfL4Q7h/article-1.jpg)

Citar
Cascavel (PR) – No período de 15 de março a 7 de maio, o 33º Batalhão de Infantaria Mecanizado (33º BI Mec) do Exército conduziu, por meio da sua Seção de Instrução de Blindados, o Estágio de Comandante de Viatura Blindada de Transporte de Pessoal (VBTP) 6x6 Guarani. Os estagiários participaram de instruções sobre a mecânica dos sistemas da VBTP, comando e comunicações, além de conhecimentos relativos as táticas, técnicas e procedimentos da infantaria mecanizada.

Destacaram-se, dentro das atividades desenvolvidas, as condutas diurna e noturna, as pistas de desenvolvimento de habilidades, o embarque e o desembarque rodoviário, o tiro com o sistema de armas remotamente controlado (SARC) e o reparo de armas automatizado (REMAX).

O estágio tem como objetivos desenvolver conhecimentos e habilidades técnicas indispensáveis ao manuseio de materiais bélicos e à operação dos equipamentos militares, além de desenvolver o espírito da infantaria mecanizada nos novos integrantes do batalhão.

Durante as atividades foram cumpridos todos os procedimentos de segurança de prevenção à covid-19.

Fonte: 33º Batalhão de Infantaria Mecanizado

(https://i.ibb.co/tPH3tVS/article-2.jpg)

(https://i.ibb.co/zVGWJqx/article-3.jpg)

(https://i.ibb.co/W51MzP9/article-4.jpg)

(https://i.ibb.co/Zz9rbYp/article-5.jpg)

(https://i.ibb.co/TmdQ0rz/article-6.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Maio 18, 2021, 08:10:00 pm
Exercício de Tiro do Estágio de Atirador de REMAX 2021

(https://i.ibb.co/yYKJSFK/Whats-App-Image-2021-05-18-at-093724.jpg)

Citar
Rio de Janeiro (RJ) – No dia 14 de maio, o 1° Batalhão de Infantaria Mecanizado - Escola (1° BI Mec - Es) –  Regimento Sampaio – realizou o Exercício Final de Tiro do Estágio de Atirador de REMAX 2021, no Campo de Instrução de Gericinó.

Foram utilizadas seis Viaturas Blindadas de Transporte de Pessoal (VBTP) 6x6 Guarani. Os tiros foram realizados às distâncias de 100 (cem), 500 (quinhentos) e 800 (oitocentos) metros, com os carros parados e em movimento.

Ao final do exercício, os 18 (dezoito) estagiários receberam o certificado de conclusão do Estágio de Atirador de REMAX 2021, realizado no período de 3 a 14 de maio de 2021.

O exercício contou com a presença do Comandante do 1° Batalhão de Infantaria Mecanizado (Escola), Coronel Rodrigo Tramontini Fernandes.

Fonte: 1° BI Mec - Es

(https://i.ibb.co/N2bG4X7/Whats-App-Image-2021-05-18-at-093724-1.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Cabeça de Martelo em Maio 19, 2021, 10:50:10 am
36° Batalhão de Infantaria Mecanizado

(https://i.ibb.co/k4kXS3T/149836108-4015989315101705-8006984899920927035-n.jpg)

(https://i.ibb.co/hFzGXVX/7-Maio-2020-Final-Estgio-de-Comandante-de-Carro-3.jpg)

(https://i.ibb.co/Lp3BTBK/7-Maio-2020-Final-Estgio-de-Comandante-de-Carro-144.jpg)

(https://i.ibb.co/1svBYwW/7-Maio-2020-Final-Estgio-de-Comandante-de-Carro-547.jpg)

Ele não parece estar a adornar. Esta viatura tem o kit de flutuação?
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Maio 19, 2021, 01:40:48 pm
Citar
Ele não parece estar a adornar. Esta viatura tem o kit de flutuação?

Afirmativo! 

Para a transposição de cursos d’água (rios, lagos, etc), o Guarani pode sim receber um kit de flutuabilidade, de campo de rápida instalação, afixado ao chassis do veículo (inclusive a viatura pode estar armada com o canhão de 30 mm UT30BR).

Como o motor do Guarani fica disposto a frente no chassis, deslocado a direita, o carro quando navegando, sem emprego de kit de flutuabilidade, apresenta uma tendência de inclinar-se para a direita, o que reduz a velocidade do deslocamento.

Para corrigir essa tendência e dar maior condição de navegabilidade ao Guarani armado com a UT30BR, faz-se necessário o emprego do kit de flutuação específico dessa versão, afixado ao chassis do blindado, nas laterais do mesmo.

Sem a necessidade de ferramentas especiais e, aproveitando pontos de fixação previamente existentes no chassis do 6×6, é possível instalar o kit de flutuação em menos de 15 minutos, permitindo assim uma rápida transposição de obstáculos pela infantaria mecanizada e cavalaria.

Esse kit de flutuabilidade foi testado pela primeira vez (com sucesso), dentro do processo de experimentação doutrinária da Infantaria Mecanizada colocado em prática pela 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada, Brigada Guarani, em novembro de 2017.

(https://i.ibb.co/vcVCvwV/iveco-guarani-flutuador4.jpg)

(https://i.ibb.co/G7nh0Zk/iveco-guarani-flutuador5.jpg)

(https://i.ibb.co/zVxtd1n/iveco-guarani-flutuador3.jpg)

(https://i.ibb.co/0r8Dgd8/Navega-o-Guarani-com-UT-30.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Maio 19, 2021, 01:43:42 pm
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Maio 26, 2021, 11:12:30 pm
Guarani enviado à Argentina

(https://i.ibb.co/xgn2RrF/Embarque-Guarani-Argentina-00.jpg)

Citar
Por Paulo Roberto Bastos Jr

O Exército Brasileiro (EB) cedeu, por empréstimo de 30 dias, uma viatura blindada de transporte de pessoal – média sobre rodas (VBTP-MSR) 6X6 Guarani para o Exército Argentino (EA) avaliá-la para o programa VCBR (“Vehículo de Combate Blindado a Rueda”). Toda a negociação para esta missão foi feita entre a empresa Iveco Defence Vehicles e o EA, sem qualquer custo para o EB.

A viatura selecionada pertence ao 5º Regimento de Cavalaria Mecanizado (5º RC Mec), da cidade de Quaraí (RS), matricula EB51356 (S/N 366), e está equipada com um sistema de armas remotamente controlado (SARC) REMAX (S/N LP112).

(https://i.ibb.co/HF3pWpK/Guarani-5o-RCMec-preparacao.jpg)
O veículo enviado passou por seu processo de manutenção

No dia 13 de maio, a viatura foi transportada pelo 22º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado (22º GAC AP) para a base de apoio logístico da Iveco existente no 8º Regimento de Cavalaria Mecanizado (8º RC Mec), em Uruguaiana (RS), e hoje, dia 25, as 8:00hs, foi levada até a divisa com a Argentina, na Aduana de Uruguaiana / Paso de los Libres, e transferida para um transporte do EA, para ser conduzida até o “Campo de Mayo”, na Província de Buenos Aires.

A ideia inicial é apresentar o carro oficialmente na cerimônia comemorativa ao dia do Exército, em 29 de maio mas devido aos problemas causados pela pandemia do Covid-19, esses planos devem ser alterados. A avaliação está prevista para ocorrer no “Campo de Mayo” e no campo de provas do Regimento de Infantaria Mecanizada 3 General Belgrano (RIMec 3), em Bahia Blanca.

(https://i.ibb.co/2v3D0RF/Embarque-Guarani-Argentina-01.jpg)

(https://i.ibb.co/9qh2Hby/Embarque-Guarani-Argentina-02.jpg)

(https://i.ibb.co/xfpSqZy/Embarque-Guarani-Argentina-03.jpg)

Durantes os testes, uma guarnição do 5º RC Mec, composta por um capitão, dois sargentos mecânicos (especialistas na viatura e no SARC) e um cabo motorista, acompanharão a viatura, mas a equipe brasileira também contará com um capitão-engenheiro da Comissão de Absorção de Conhecimentos e de Transferência de Tecnologia na Iveco (CACTTIV), pertencente à Diretoria de Fabricação (DF) do EB, e técnicos das empresas Iveco  e Ares Aeroespacial e Defesa, para prestar suporte técnico.

O programa VCBR visa adquirir uma quantidade de blindados sobre rodas e atender a compromissos assumidos na criação da Força de Paz Binacional Cruz del Sur, com o Chile. O Guarani é um dos candidatos mas, ao contrário do divulgado, ainda não há uma data para sua definição.

(https://i.ibb.co/Ky2gq0M/Guarani-EA-Testes-em-2012.jpg)
Essa é a segunda vez que o Guarani é enviado para testes na Argentina. Na primeira, em 2012, foi enviado um exemplar de pré-serie com torre manual Platt (imagem: Roberto Arias Malatesta)

 :arrow:  https://tecnodefesa.com.br/guarani-enviado-a-argentina/
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Maio 28, 2021, 03:36:50 pm
Estágio promove transposição de curso d'água com viatura Guarani

(https://i.ibb.co/TPV4zD6/article-8.jpg)

Citar
Quaraí (RS) – No dia 25 de maio, a Seção de Instrução de Blindados do 5º Regimento de Cavalaria Mecanizado realizou a atividade de navegação da viatura Guarani, transpondo, com os estagiários a bordo, as águas da barragem do Campo de Instrução de Quaraí.

A atividade deu continuidade às instruções do Estágio de Qualificação Operacional de Comandante e Treinamento Específico de Motorista da Viatura Blindada de Transporte de Pessoal - Média Sobre Rodas (VBTP-MSR) 6x6 Guarani. O exercício contou com o apoio de segurança provido por bote e pessoal da 2ª Companhia de Engenharia de Combate Mecanizada.

 :arrow:  Fonte: 5° RC Mec

(https://i.ibb.co/TPV4zD6/article-8.jpg)

(https://i.ibb.co/4mMTQ7N/article-9.jpg)

(https://i.ibb.co/dgcrzpS/article-10.jpg)

(https://i.ibb.co/Z2VhYKr/article-11.jpg)

(https://i.ibb.co/6mnjkXD/article-12.jpg)

(https://i.ibb.co/6BRnFK7/article-13.jpg)

(https://i.ibb.co/7rpZsjN/article-14.jpg)

(https://i.ibb.co/N2GPs1X/article-15.jpg)
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Maio 28, 2021, 03:44:48 pm
Mais Guarani em serviço

(https://i.ibb.co/fnYpjtb/28o-BIL-chegada-dos-Guarani-2.jpg)

Citar
Em 26 de maio, dia em que o Exército Brasileiro comemorou o centenário da adoção de blindados ao receber os Renault FT-17, os primeiros blindados utilizados por uma força militar na América Latina, o Comando Militar do Sudeste (CMSE) também incorporou viaturas blindadas de transporte de pessoal – média sobre rodas (VBTP-MSR) 6X6 Guarani.

Dois exemplares foram entregues ao 28º Batalhão de Infantaria Leve (28º BIL), Batalhão Henrique Dias, de Campinas (SP), unidade especializada em operações urbanas, tanto em situações de segurança pública, quanto de guerra, dentro do Programa Estratégico do Exército (Prg EE) Guarani. Essas viaturas serão utilizadas nessas funções, em uma unidade que sempre se notabilizou pelo emprego de blindados.

(https://i.ibb.co/42NRNnD/28o-BIL-chegada-dos-Guarani-1.jpg)
O 28º BIL volta as suas origens com a incorporação das VBTP Guarani (Imagens: 2º B Log L)

Criado em 6 de outubro de 1942, em Recife (PE), com a designação de 1º Batalhão de Carros de Combate Leve (1º BCCL) e dotado de carros de combate M3/M3A1 Stuart, estabeleceu-se em Campinas em fevereiro de 1947. Em 11 de novembro de 1971 foi transformado em 28º Batalhão de Infantaria Blindado (28º BIB), já com os M113 e, posteriormente, em 1º de março de 2005, teve a sua designação mudada para a atual e perdeu os blindados.

O 2º Batalhão Logístico Leve (2º B Log L), Batalhão Cidade de Campinas, irá garantir  o apoio de manutenção e resgate as viaturas do 28º BIL, e, futuramente, de toda a 11ª Brigada de Infantaria Leve (11º Bda Inf L), a Brigada Anhanguera, por meio do sistema “on the job training”, adquirindo conhecimento da Iveco Defence Vehicles, que montou uma oficina de suporte logístico Integrado no aquartelamento.

(https://i.ibb.co/mJbt5Dm/28o-BIL-chegada-dos-Guarani-2o-BLog-L-1.jpg)

(https://i.ibb.co/qkGwbYN/28o-BIL-chegada-dos-Guarani-2o-BLog-L-2.jpg)

(https://i.ibb.co/zJ1L0RX/28o-BIL-chegada-dos-Guarani-2o-BLog-L-3.jpg)
Oficina de suporte logistico da Iveco sendo montada

:arrow:  https://tecnodefesa.com.br/mais-guarani-em-servico
/
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Maio 30, 2021, 12:54:11 am
El Guaraní ya se encuentra en instalaciones del Ejército Argentino

(https://i.ibb.co/m8WNCc6/guarani-boulogne.jpg)

Citar
En el día de hoy se difundió una imagen del vehículo Guarani que se encuentra siendo analizado por el Ejército Argentino en el marco de su programa VCBR.

Según el medio colega Tecnología & Defesa, el vehículo arribó ayer, viernes 28 de mayo, al complejo edilicio del Batallón de Arsenales del Ejército Argentino.

El mismo, fue presentado en el Batallón de Arsenales 601 «Esteban de Luca» (B Ars 601) en la localidad de Boulogne Sur Mer y permanecerá un tiempo para avanzar en el análisis tanto del vehículo como de su torre SARC REMAX.

El vehículo llego a la Argentina dentro de un proceso de promoción de Iveco Defense Vehicles dentro del programa VCBR. El Guarani compite actualmente contra el VN-1, el Stryker M-1126 y el BTR-80/82 para conformar el núcleo de las fuerzas de combate blindadas a ruedas dentro del Ejército Argentino.

 :arrow:  https://www.zona-militar.com/2021/05/29/el-guarani-ya-se-encuentra-en-instalaciones-del-ejercito-argentino/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=el-guarani-ya-se-encuentra-en-instalaciones-del-ejercito-argentino
Título: Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
Enviado por: Vitor Santos em Junho 11, 2021, 12:30:00 am
Arsenal de Guerra do Rio desenvolve manutenção dos SARC UT30BR

(https://1.bp.blogspot.com/-v5RUox0gtxM/YMIzj5Gl_GI/AAAAAAAAMSA/3OZt2mazKVwvsiEXSKLJl8OcmldgwT5wACLcBGAsYHQ/s1275/article.jpg)

Citar
Rio de Janeiro (RJ) – Ao longo do mês de maio, a Divisão Industrial do Arsenal de Guerra do Rio executou inspeção, diagnóstico e manutenção das unidades eletrônicas de potência (Power Eletronic Unit - PEU) dos sistemas de armas remotamente controlados (SARC) UT30BR da viatura blindada de transporte de pessoal média sobre rodas (VBTP-MR) 6 x 6 Guarani. A medida permitiu a manutenção dos sistemas.

A atividade foi conduzida em parceria institucional com os técnicos da empresa Ares Aeroespacial e Defesa, que atuou na análise e manutenção do módulo. A missão, capitaneada pelo Arsenal de Guerra do Rio, contribui para o aumento de capacidade operacional das inúmeras organizações militares do Exército Brasileiro dotadas dos SARC UT30BR, um dos mais sofisticados sistemas de armas da Força Terrestre. Todas as atividades seguiram os protocolos de prevenção à covid-19.

(https://1.bp.blogspot.com/-htkwZGwHIs4/YMIzpSK-2hI/AAAAAAAAMSI/0z8gp6M5SuMZtAlQcs4LClyUuuRXeU6gQCLcBGAsYHQ/s1275/article%2B%25281%2529.jpg)

(https://1.bp.blogspot.com/-8_OAeflKbRQ/YMIzpVzRNCI/AAAAAAAAMSM/cOu0u8JY1hYDDgg9XAAf4D_JB-WdJy3jQCLcBGAsYHQ/s1275/article%2B%25282%2529.jpg)

(https://1.bp.blogspot.com/-Vy5SoDmkgjk/YMIzpT4EeKI/AAAAAAAAMSE/Lftjo0GkJ28_uhLb6raM8XiDOFBb8rKiwCLcBGAsYHQ/s1275/article%2B%25283%2529.jpg)

(https://1.bp.blogspot.com/--6SD2WcS6bg/YMIzp3JIcnI/AAAAAAAAMSQ/oqgXM-DPyWUYVe9AK8WED_t0imvd4CE8QCLcBGAsYHQ/s1275/article%2B%25284%2529.jpg)

(https://1.bp.blogspot.com/-rFvh4dtP2HM/YMIzqJ4_bXI/AAAAAAAAMSU/pjcjc0LfDuYwbHc318zwFS7LdYeBWdmPACLcBGAsYHQ/s1275/article%2B%25285%2529.jpg)

 :arrow: https://www.defesabrasilnoticias.com/2021/06/arsenal-de-guerra-do-rio-desenvolve.html