Ingresso na Força Aérea

  • 1854 Respostas
  • 559844 Visualizações
*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2118
  • Recebeu: 140 vez(es)
  • Enviou: 112 vez(es)
  • +54/-1
(sem assunto)
« Responder #135 em: Agosto 16, 2008, 06:43:44 pm »
Cá bem me parecia.

Até compreendo, devido à "tecnicalidade" da casa e suas especificidades... mas nao deixa de parecer uma casa sem bases, desprovida de alguma logica. Faz menos sentido a inexistência de soldados do que a de generais...

Quem é que faz, por exemplo, a guarda das instalações. São os sargentos ou empresas de segurança privadas?

Ainda sou do tempo em que em Tancos juravam bandeira aos 800 soldados de cada vez e bastas as vezes. Mas tambem acredito que a FA hoje nao precise daquela gente toda para nada.
::..Trafaria..::
 

*

FFAP

  • 98
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #136 em: Agosto 16, 2008, 08:30:59 pm »
Boas


   A segurança das unidades é feita por cabos da Policia Aérea, sargentos e oficiais da Policia Aérea supervisionam essa mesma segurança.
Um abraço

EX MERO MOTU
 

*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2118
  • Recebeu: 140 vez(es)
  • Enviou: 112 vez(es)
  • +54/-1
(sem assunto)
« Responder #137 em: Agosto 16, 2008, 08:49:15 pm »
Visto de fora parece-me um enorme disparate...
::..Trafaria..::
 

*

FFAP

  • 98
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #138 em: Agosto 16, 2008, 09:39:20 pm »
Boas



  Porque? A existência da Policia Aérea é mesmo para fazer este tipo de segurança...
Um abraço

EX MERO MOTU
 

*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2118
  • Recebeu: 140 vez(es)
  • Enviou: 112 vez(es)
  • +54/-1
(sem assunto)
« Responder #139 em: Agosto 16, 2008, 09:54:08 pm »
Referia-me à inexistencia de soldados a fazer esse serviço.

Pelos vistos a FA nao tem constragimentos orçamentais, ainda bem. Parece um desperdicio, uma má gestão dos meios (financeiros) disponiveis, mas é o que me parece a mim.
::..Trafaria..::
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 11158
  • Recebeu: 2388 vez(es)
  • Enviou: 3323 vez(es)
  • +754/-1037
(sem assunto)
« Responder #140 em: Agosto 17, 2008, 11:10:45 pm »
Citação de: "Trafaria"
Referia-me à inexistencia de soldados a fazer esse serviço.

Pelos vistos a FA nao tem constragimentos orçamentais, ainda bem. Parece um desperdicio, uma má gestão dos meios (financeiros) disponiveis, mas é o que me parece a mim.


Isso aconteceu porque na Força Aérea existiam os Cabos especialistas (mecanicos, operadores, etc) que saiam da instrução já com o posto de Cabo enquanto que os outros continuavam soldados, mas num certo momento da historia decidiu-se que todos os praças passariam a ser promovidos a Cabo independentemente da especialidades e isso existe até aos dias de hoje. Recentemente algumas especialidades reduziram os niveis académicos exigidos para aumentar o numero de elementos, mas esses militares já não são automaticamente promovidos a 2º Cabo.

Em relação ao orçamento olhe que não, porque no tempo em que havia distinção entre Cabos especialistas e os outros, os especialistas tinham um subsidio que era quase o dobro do ordenado, (conheci um que ganhava 500 escudos de ordenado e 900 escudos e subsidio :shock: ) e 500 aos soldados.
 

*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2118
  • Recebeu: 140 vez(es)
  • Enviou: 112 vez(es)
  • +54/-1
(sem assunto)
« Responder #141 em: Agosto 18, 2008, 12:48:48 am »
Citar
num certo momento da historia decidiu-se que todos os praças passariam a ser promovidos a Cabo independentemente da especialidades e isso existe até aos dias de hoje.


Comprendido.
Na prática o que fizeram foi acabar com o posto de soldado.

Sem querer descobri porque é que temos excesso de generais.  :lol:  :lol:

Agora a sério:
Não é só promover as pessoas para as segurar incentivando-as a renovar os contratos. É tambem preciso que ao novo posto correspondam novas funções e novas responsabilidades. Que graça e que motivação existirá numa promoção se o promovido continua a desempenhar as tarefas correspondentes ao posto anterior???

Acho que tambem é essa a lógica duma hierarquia... subir nela significa subir no grau de complexidade do seu trabalho/serviço/função.

Mas isto é o que eu penso.
::..Trafaria..::
 

*

Orus Night

  • Membro
  • *
  • 14
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #142 em: Agosto 25, 2008, 04:30:58 pm »
Citar
* Piloto aviador (PILAV) – 132,00
* Engenharia Aeronáutica (ENGAER) – 179,00
* Engenharia Electrotécnica (ENGEL) – 151,75
* Engenharia de Aeródromos (ENGAED) – 158,30
* Administração Aeronáutica (ADMAER) – 148,00
* Medicina (MED) – 170,80


Estes valores sao a média dos valores dos exames exigidos ou é a média final(de todas as disciplinas) do secundário?
 

*

Cassel

  • 2
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #143 em: Setembro 04, 2008, 04:02:52 am »
Bom quero algumas informações se possivel...
 Tenho astigmatismo, um tanto severo porem é totalmente operavel mas como ainda tenho somente 17 anos  nao é aprovado a cirurgia.
 Mas gostaria de saber que influencias essa minha deficiencia visual teria ao seguir minha carreira, oque posso fazer. Pois oque mais quero é pilotar caças, é possivel após operação? procurei em varios lugares mas n achei nada especifico
 

*

TiagoFilipe

  • Perito
  • **
  • 367
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #144 em: Setembro 04, 2008, 04:40:42 pm »
Cassel lamento dizer mas não podes concorrer para piloto na Força Aérea. Seja com ou sem operação é preciso ter a visão de "origem" e ser capaz de ler a última letra da tabela.
 

*

Cassel

  • 2
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #145 em: Setembro 04, 2008, 09:54:32 pm »
Que concursos posso prestar?
 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4213
  • Recebeu: 83 vez(es)
  • +74/-3
(sem assunto)
« Responder #146 em: Setembro 07, 2008, 09:45:13 pm »
Citação de: "tiagu25"
boa tarde.
gostaria de saber se para ingressar na academia da força aerea é preciso fazer exames nacionais.
agradecia resposta.
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

*

zeNice

  • Membro
  • *
  • 257
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #147 em: Setembro 11, 2008, 03:15:46 am »
Tinha planos de arranjar um emprego modesto até poder finalmente fazer a operação a miopia e então concorrer aos Fuzileiros, mas porque não tentar já? Numa outra área em que aceitem pessoal com uso de óculos.

A minha questão é, há alguma área na Força Aérea ou na Marinha em que uma pessoa com miopia possa concorrer?
 

*

TiagoFilipe

  • Perito
  • **
  • 367
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #148 em: Setembro 11, 2008, 01:17:51 pm »
Cassel se pretendes ir para a AFA podes concorrer a todos os cursos à partida (porque existe um limite para as dioptrias) excepto o de Piloto.

tiagu25 para ingressares na AFA é óbvio que é preciso fazeres os exames nacionais.

Morkanz podes concorrer tendo miopia para todas as academias ou quase todos outros concursos que existam. A questão está se as tuas dioptrias ultrapassam os limites ou não. Quanto à operação a laser não o faças a não ser que já tenhas entrado pois se o fizeres antes estás logo excluido de todos os concursos militares. Quem me disse isto foi um oftalmologista do hospital militar (eu estava a pensar fazer) porque eles deixaram de lá fazer esta cirurgia pois deixa uma pequena cicatriz na cornéa fazendo com que imensa gente que ia concorrer para a AM e fosse excluida nos exames médicos. Logo pensa bem porque podes fazer depois de já pertenças ao QP.
 

*

zeNice

  • Membro
  • *
  • 257
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #149 em: Setembro 11, 2008, 03:33:09 pm »
Não tenho a certeza das diopetrias que tenho, acho que são um pouco abaixo de 2, isso da operação e depois ser excluido, desconhecia completamente. Obrigado

Procurei no site mas não encontrei os limites de diopetrias permitidas para a especialidade de Policia Aéreo.