Guerra na Ucrânia

  • 5755 Respostas
  • 338977 Visualizações
*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 13814
  • Recebeu: 913 vez(es)
  • Enviou: 242 vez(es)
  • +608/-557
Re: Voo MH-17
« Responder #105 em: Agosto 27, 2015, 01:55:18 pm »
Relatório final sobre causas de queda de voo MH17 publicado a 13 de outubro


O relatório final sobre as causas da queda do voo MH17, abatido em julho de 2014 no leste da Ucrânia com 298 pessoas a bordo, será publicado a 13 de outubro, indicou o organismo holandês encarregado do inquérito.

O Conselho Holandês de Segurança (OVV) adiantou que as famílias serão informadas das conclusões do relatório antes da sua publicação oficial.

A investigação do OVV incide sobre as causas do acidente e não sobre a identidade dos responsáveis.

Um relatório preliminar do OVV afirmou em setembro que o avião tinha sido abatido "por um grande número de projeteis", o que levantou fortes suspeitas de disparo de um míssil terra-ar.

O inquérito penal, coordenado pela procuradoria holandesa, é conduzido por especialistas holandeses, belgas, ucranianos, australianos e malaios. Estes últimos anunciaram no início de agosto terem identificado elementos "provavelmente" de um míssil BUK, de origem russa.

O Boeing 777 da Malaysia Airlines foi abatido a 17 de julho de 2014 no leste da Ucrânia, numa zona de combates entre separatistas pró-russos e forças governamentais, quando fazia a ligação entre Amesterdão e Kuala Lumpur.

Foram encontradas e identificadas partes de corpos de todos os passageiros, com exceção de dois holandeses.

A Ucrânia e os Estados Unidos afirmam que o aparelho foi abatido pelos separatistas pró-russos com um míssil terra-ar do tipo BUK fornecido pela Rússia. Moscovo, por seu turno, "aponta o dedo" às forças ucranianas.

Lusa
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 111 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #106 em: Agosto 27, 2015, 03:10:24 pm »
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 111 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #107 em: Agosto 27, 2015, 03:15:10 pm »
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 111 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #108 em: Agosto 30, 2015, 08:50:56 am »

Ucrânia homenageia soldados que morreram há um ano na trágica batalha de Ilovaisk
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 111 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #109 em: Agosto 31, 2015, 09:38:47 pm »

Violentos confrontos após adoção de lei que abre uma maior autonomia para as regiões separatistas

http://pt.euronews.com/2015/09/01/ucran ... ralizacao/
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 111 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #110 em: Setembro 01, 2015, 01:01:12 pm »

Descentralização divide Ucrânia apesar de "sim"  do Parlamento

http://pt.euronews.com/2015/08/31/desce ... arlamento/
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 13814
  • Recebeu: 913 vez(es)
  • Enviou: 242 vez(es)
  • +608/-557
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #111 em: Setembro 08, 2015, 09:23:02 pm »
Quase 8.000 mortos desde abril de 2014 - ONU


No total, 7.962 pessoas morreram e 17.811 ficaram feridas nos combates entre forças governamentais ucranianas e rebeldes separatistas pró-russos, anunciou o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos no seu relatório atualizado trimestralmente.

O número de civis mortos aumentou nos últimos três meses devido aos bombardeamentos da linha da frente, sublinha-se no documento.

Entre 16 de maio e 15 de agosto, o número de vítimas duplicou em relação aos três meses precedentes: pelo menos 105 pessoas foram mortas e 308 feridas, ao passo que o balanço era de 60 mortos e 102 feridos entre fevereiro e maio, precisou o Alto Comissariado.

"A retirada das armas pesadas da linha de contacto entre os grupos armados (rebeldes) e as forças governamentais mantém-se parcial", apontam os observadores da ONU.

A maioria das vítimas civis dos bombardeamentos registou-se nos territórios sob controlo dos separatistas, indica o relatório.

A situação continua a ser marcada por confrontos nas zonas de Donetsk e de Lugansk, alimentados pelo "afluxo contínuo de combatentes estrangeiros e de armas sofisticadas e de munições provenientes da Rússia", acrescentam os autores do relatório.

O Alto Comissariado denuncia ainda o facto de a Rússia "ter continuado a enviar colunas de camiões pintados de branco sem o pleno consentimento e a inspeção da Ucrânia e sem que o seu destino exato e o seu conteúdo pudessem ser verificados".

O acesso das organizações humanitárias às regiões de Donetsk e Lugansk tornou-se mais complicado desde junho, na sequência da decisão das autoridades separatistas de introduzir um processo de registo.

"Desde meados de julho, a ajuda humanitária foi gravemente reduzida, porque os grupos armados consideram o registo como um requisito prévio", condena o relatório.

A população que vive perto da zona da frente está a ver a sua situação a deteriorar-se, incluindo o acesso a água e comida. Cerca de três milhões de pessoas vivem nas regiões controladas pelos rebeldes.

O relatório refere ainda casos de sequestros, execuções, tortura, maus-tratos, violência sexual, trabalhos forçados e extorsão nos territórios que estão nas mãos dos separatistas. As autoridades de Kiev também são responsáveis por detenções arbitrárias.

Por último, a ONU denuncia violações dos direitos humanos pelas autoridades russas na Crimeia, península ucraniana que Moscovo anexou em março de 2014, para impedir os opositores de falarem, nomeadamente as organizações da minoria tártara.

Lusa
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 13814
  • Recebeu: 913 vez(es)
  • Enviou: 242 vez(es)
  • +608/-557
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #112 em: Setembro 13, 2015, 01:57:09 pm »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 13814
  • Recebeu: 913 vez(es)
  • Enviou: 242 vez(es)
  • +608/-557
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #113 em: Setembro 28, 2015, 12:40:05 pm »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 13814
  • Recebeu: 913 vez(es)
  • Enviou: 242 vez(es)
  • +608/-557
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #114 em: Setembro 28, 2015, 10:09:40 pm »
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 111 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #115 em: Setembro 29, 2015, 05:57:44 pm »

Ucrânia vs Rússia: russos julgados em Kiev acusados de "crimes de guerra"
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 111 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #116 em: Setembro 30, 2015, 08:21:44 am »

O conflito no leste do país não foi esquecido na Assembleia Geral da ONU
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 111 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #117 em: Outubro 03, 2015, 08:27:28 am »

Rússia e Ucrânia acordam retirada de armas ligeiras da zonas de conflito
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 111 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Voo MH-17
« Responder #118 em: Outubro 13, 2015, 10:13:08 am »


Confirmado: voo MH-17 foi derrubado na Ucrânia por míssil BUK de fábrico russo
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 111 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Voo MH-17
« Responder #119 em: Outubro 13, 2015, 10:46:10 pm »

MH17: A investigação criminal já tem suspeitos. Empresa russa acusa Kiev.