Guerra contra o terrorismo

  • 833 Respostas
  • 230655 Visualizações
*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3555
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +110/-1
(sem assunto)
« Responder #165 em: Dezembro 11, 2008, 05:44:34 pm »
Polícia prende 14 terroristas no primeiro dia da cimeira de Bruxelas

A polícia belga deteve 14 suspeitos de pertencerem a uma célula terrorista islâmica ligada à al Qaeda. As autoridades pensam que estes preparavam ataques suicidas contra a Cimeira Europeia, em Bruxelas, e um deles chegou mesmo a despedir-se da família.

Foram detidas 14 pessoas suspeitas de planear ataques terroristas contra a Cimeira Europeia, que decorre hoje e amanhã em Bruxelas.

Segundo os media belgas, pensa-se que os detidos têm ligações com a organização terrorista islâmica al-Qaeda. Três dos homens chegaram à Bélgica recentemente, vindos do Afeganistão, onde tiveram formação para se imolarem pelo fogo.

Segundo fontes citadas pelos media belgas, um dos homens chegou mesmo a despedir-se da família e amigos, e estava preparado para um ataque.

Um porta-voz da UE assegura que o caso não provocou alterações no esquema de segurança da Cimeira.

Fontes do Governo belga explicam que se tratou essencialmente de uma detenção preventiva. «Havia indícios de planeamento de atentados». Nada de concreto ainda, mas «com relações à Cimeira Europeia».

Segundo a mesma fonte, as detenções tinham obrigatoriamente de acontecer hoje. Participaram 242 polícias nas buscas e detenções, que aconteceram em 16 locais de Bruxelas. Segundo as autoridades belgas, esta é a maior invetigação e operação policial dos últimos anos.

SOL

 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 19202
  • Recebeu: 5968 vez(es)
  • Enviou: 6677 vez(es)
  • +7424/-10038
(sem assunto)
« Responder #166 em: Dezembro 12, 2008, 01:19:51 pm »
Citar
Publicação: 12-12-2008 07:33    |   Última actualização: 12-12-2008 11:51
Relatório do Senado dos EUA

Rumsfeld "culpado" das torturas em Abu Ghraib e Guantanamo

O ex-secretário da Defesa dos EUA, Donald Rumsfeld, bem como outros dirigentes da administração Bush foram considerados responsáveis por maus-tratos a prisioneiros, segundo um relatório do Senado publicado ontem, quinta-feira.  


 "O acordo dado por Rumsfeld ao recurso a técnicas de interrogatório agressivas na base de Guatánamo (Cuba) foi uma causa directa para que os detidos aí sofressem maus-tratos", indica o relatório.

O documento acrescenta que a atitude de Rumsfeld "influenciou e contribuiu para o emprego de técnicas conducentes a maus-tratos (...) no Afeganistão e no Iraque".

Segundo o relatório, altos responsáveis da administração Bush, entre os quais Condoleeza Rice, então conselheira de segurança nacional e depois secretária de Estado, participaram nas reuniões sobre as técnicas de interrogatório endurecido desde a Primavera de 2002.


 
http://sic.aeiou.pt/online/noticias/mun ... tanamo.htm
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3555
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +110/-1
(sem assunto)
« Responder #167 em: Janeiro 09, 2009, 05:12:27 pm »
EUA matam líder da al Qaeda no Paquistão

Os Estados Unidos afirmam ter morto o líder máximo da al Qaeda no Paquistão, Osama al-Kini, e o seu 'braço direito', através de um míssil teleguiado que atingiu a sua localização.

Fontes americanas anunciaram esta sexta-feira a morte do líder da al Qaeda no Paquistão, Osama al-Kini, e do seu número dois, Sheikh Ahmed Salim Swedan, que faziam parte da lista de mais procurados do FBI.

O ataque à localização dos terroristas, ambos de origem queniana, foi feito no Dia de Ano Novo, através de um míssil teleguiado.

Osama al-Kini é considerado o responsável, entre outros, por um ataque com um camião-bomba ao hotel Marriott de Islamabad, no qual morreram 55 pessoas.

Kini, também conhecido como Fahid Mohammed Ally Msalam, foi ainda referenciado por vários outros ataques em África os atentados às embaixadas americanas do Quénia e Tanzânia, em 1998, que vitimaram 220 pessoas.

SOL

 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 19202
  • Recebeu: 5968 vez(es)
  • Enviou: 6677 vez(es)
  • +7424/-10038
(sem assunto)
« Responder #168 em: Janeiro 21, 2009, 01:17:00 pm »
Citar
21 Janeiro 2009 - 09h37
Primeiro dia na Casa Branca
Obama suspende julgamentos em Guantanamo

O presidente dos EUA, Barack Obama, ordenou a suspensão durante 120 dias de todos os procedimentos judiciais por terrorismo a decorrerem na prisão da base naval de Guantanamo, Cuba, informaram fontes da nova administração norte-americana citadas pela cadeia de televisão CNN.

"No interesse da justiça e a pedido do presidente dos Estados Unidos e do secretário da Defesa Robert Gates, o governo requer, respeitosamente, que as comissões militares autorizem uma suspensão dos procedimentos judiciais nos casos seguintes até 20 de Maio", refere uma moção que o procurador Clayton Trivett vai apresentar esta quarta-feira a dois juízes em Guantánamo.        

O primeiro destes juízes, Stephen Henley, deveria examinar até hoje o processo de cinco homens acusados de terem organizado os atentados do 11 de Setembro de 2001, enquanto o segundo, Patrick Parrish, tem a seu cargo o caso de Omar Khadr, um cidadão canadiano detido com 15 anos no Afeganistão suspeito de matar um militar norte-americano.

O sistema judiciário de excepção foi criado na base de Guantanamo em 2006 pela administração de George W. Bush para julgar os suspeitos de terrorismo ali detidos, actualmente 245, muitos dos quais presos há sete anos sem qualquer acusação ou julgamento. Até agora, só 21 detidos foram incriminados, 14 dos quais presentes a juízes.

Barack Obama prometeu que o encerramento da prisão de Guantanamo seria uma das suas primeiras decisões depois de assumir funções na presidência dos EUA. Todavia, antes de dar essa ordem, o novo ocupante da Casa Branca decidiu suspender os procedimentos judiciais, para, de acordo com a moção de Clayton Trivett, "permitir ao novo presidente e à sua Administração reexaminar o sistema de comissões militares em geral e particularmente os dois processos em curso".


http://www.correiomanha.pt/noticia.aspx ... 64F0BADA6A
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3555
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +110/-1
(sem assunto)
« Responder #169 em: Janeiro 21, 2009, 04:31:07 pm »
Amnistia Internacional satisfeita com ordem de Obama



O novo presidente dos EUA, Barack Obama, ordenou, hoje, a suspensão dos julgamentos dos prisioneiros de Guantanamo.

Poucas horas depois de ter tomado posse, Barack Obama, ordenou que fossem suspensos, durante quatro meses, os julgamentos das pessoas detidas na prisão de Cuba.

Entre os prisioneiros encontram-se pelo menos quatro homens suspeitos de participarem nos atentados às torres gémeas, em Nova Iorque, a 11 de Setembro de 2001.

O director da secção portuguesa da Amnistia Internacional, Pedro Krupenski, lembrou à TSF, a história de um cidadão canadiano que poderá ser "o primeiro beneficiário desta resolução".

Desta forma, os detidos podem ser "julgados em tribunais federais, civis, de acordo com as normas internacionais e no respeito dos direitos humanos", acrescenta.

Também, foi oferecida ajuda aos EUA por parte de Espanha, através do ministro dos Negócios Estrangeiros espanhol, Miguel Angel Moratinos, que sublinha o seu apoio para que Obama consiga encerrar Guantanamo.

Miguel Angel Moratinos afirma que é necessário tomar conhecimento da situação jurídica de cada um dos prisioneiros.

Esta temática estará em foco na próxima semana, em Bruxelas.

Contactado pela TSF, Pedro Garcia Marques, o professor de direito penal na Universidade Católica, relata que a suspensão dos julgamentos nos EUA seria "absurdo, pois, não era possível ter uma pessoa presa quatro meses dependente de negociações de natureza política e sem poder recorrer a instrumentos processuais".

TV Net

 

*

legionario

  • Investigador
  • *****
  • 1525
  • Recebeu: 334 vez(es)
  • Enviou: 359 vez(es)
  • +255/-4781
(sem assunto)
« Responder #170 em: Janeiro 21, 2009, 07:00:34 pm »
Para que se faça completa justiça é necessario sentar o Bush no banco dos réus em Haia ; nao era ele o Duce ? perdao , o "Commander en Chief" ?
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 19202
  • Recebeu: 5968 vez(es)
  • Enviou: 6677 vez(es)
  • +7424/-10038
(sem assunto)
« Responder #171 em: Janeiro 22, 2009, 11:04:51 am »
Citação de: "legionario"
Para que se faça completa justiça é necessario sentar o Bush no banco dos réus em Haia ; nao era ele o Duce ? perdao , o "Commander en Chief" ?


por alguma razão os EUA não reconhecem o TPI  :roll: , que só é bom para julgar sérvios....

na mm linha:

"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Duarte

  • Investigador
  • *****
  • 2484
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 724 vez(es)
  • +869/-342
(sem assunto)
« Responder #172 em: Janeiro 23, 2009, 02:43:29 am »
Este disco está riscado..  :lol:
слава Україна!
“Putin’s failing Ukraine invasion proves Russia is no superpower"
The Only Good Fascist Is a Dead Fascist
 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3555
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +110/-1
(sem assunto)
« Responder #173 em: Fevereiro 17, 2009, 07:41:34 pm »
Al-Qaeda forma terroristas nas universidades europeias

A organização terrorista internacional Al-Qaeda aperfeiçoou-se e tem centenas de células espalhadas pelo mundo, disse hoje Anatoli Safonov, representante especial do Presidente russo para a cooperação internacional na luta contra o terrorismo e o crime transnacional.

“Dissemos que a Al-Qaeda tinha enfraquecido financeiramente. De facto, teve lugar uma mudança de gerações, mas isso levou não à perda de direcção, mas a uma reforma, ao aperfeiçoamento da organização, e hoje constatamos que não só não enfraqueceu, mas, pelo contrário, adaptou-se melhor à situação actual no mundo”, explicou Safonov em conferência de imprensa.

De acordo com o especialista russo, a Al-Qaeda envia jovens para centros de ensino europeus para prepará-los como terroristas nucleares.

“A Al-Qaeda selecciona jovens e envia-os para as principais universidades europeias para que se formem como físicos, químicos e biólogos. Colegas nossos europeus afirmam ter descoberto pistas da Al-Qaeda em várias universidades da Europa”, sublinhou Anatoli Safonov.

“Na órbita da Al-Qaeda apareceram centenas de estruturas satélite, mas sem manter ligações directas" com a organização principal, adiantou, referindo que a Al-Qaeda sofreu reveses no Iraque o no Líbano, mas não sofreu uma derrota estratégica.

Anatoli Safonov adiantou ainda que representantes da Al-Qaeda continuam a operar nas regiões do norte do Cáucaso.

“Membros de organizações terroristas internacionais, nomeadamente da Al-Qaeda, continuam a operar no Cáucaso do Norte. Não são centenas, mas continuam presentes nessa região onde sofreram sérias perdas sem, todavia, serem completamente erradicados”, explicou.

Lusa

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3555
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +110/-1
(sem assunto)
« Responder #174 em: Fevereiro 26, 2009, 11:02:45 pm »
Interpol alerta para risco de grandes atentados

A Interpol, organização de polícia criminal internacional, exortou esta quarta-feira os governos a não baixarem a guarda face ao terrorismo no actual contexto de crise económica e advertiu para o risco de ocorrerem atentados de grandes dimensões.

Numa carta aberta, o secretário-geral da Interpol, Ronald Noble, destaca que o principal problema para a segurança é a "mobilidade terrorista".

Isto pode ser "facilmente remediado" à escala nacional e com um reforço da cooperação internacional através da Interpol, afirma Noble na sua missiva, publicada no aniversário do atentado à bomba no World Trade Center de Nova Iorque de 1993, em que morreram seis pessoas e mais de um milhar sofreu ferimentos.

"Numa altura em que o mundo se centra na crise económica global, exortaria os nossos líderes a não esquecerem os elementos que permitiram o primeiro ataque contra o World Trade Center" e a terem em conta as advertências da Comissão para a Prevenção da Proliferação e o Terrorismo dos Estados Unidos, salienta.

Recorda que, no seu relatório de Dezembro, este organismo advertia para a possibilidade de novos ataques da Al Qaeda e aludia a indícios sobre a eventual utilização de armas nucleares ou biológicas.

Segundo Noble, é chegada a altura de dedicar recursos para colmatar os vazios de segurança a fim de prevenir atentados terroristas, em especial porque, no actual contexto de crise económica, se estes ocorressem e fossem à escala dos do 11 de Setembro de 2001 nos Estados Unidos, as suas consequências seriam "desastrosas".

O secretário geral da INTERPOL, com sede na cidade francesa de Lyon, afirma que o perigo representado pela Al Qaeda fora do Iraque ou do Afeganistão é difícil de combater com meios militares.

Defende, por isso, que o combate ao terrorismo tenha o mesmo nível de recursos, atenção e reforço da cooperação internacional do que é disponibilizado no âmbito militar.

JN

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3555
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +110/-1
(sem assunto)
« Responder #175 em: Março 02, 2009, 12:05:11 am »
Americano da Al-Qaeda condenado a 20 anos de prisão por conspiração



Um norte-americano de 44 anos, membro da rede terrorista Al-Qaeda, foi condenado quinta-feira a 20 anos de prisão, sendo considerado culpado de conspiração visando organizar atentados na Europa e Estados Unidos, indicou o ministério da Justiça norte-americano.

Christopher Paul, conhecido como Abdul Malek, foi condenado por um juiz federal do Ohio em virtude de um acordo alcançado com a justiça norte-americana, que aceitou abandonar as acusações de fornecimento e tentativa de fornecimento de equipamentos a terroristas.

Em troca, Paul deu-se como culpado por «conspiração destinada a utilizar armas de destruição em massa».

«A sua longa pena de prisão atesta da nossa determinação em proteger os norte-americanos contra o terrorismo» , comentou um responsável do ministério da Justiça, Matthew Olsen, num comunicado.

Esta condenação põe fim «à longa carreira Christopher Paul, um homem originário do Ohio que se juntou à Al-Qaeda no início dos anos 1990, que combateu no Afeganistão e na Bósnia Herzegovina e conspirou com outras pessoas contra alvos norte-americanos nos Estados Unidos e no estrangeiro», acrescentou Olsen.

Paul reconheceu ter ensinado em 1999 os membros de uma célula terrorista islamita na Alemanha a utilizar explosivos.

Este grupo pretendia fabricar bombas para atacar interesses norte-americanos no estrangeiro e em solo norte-americano, segundo o ministério da Justiça.

Lusa

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3555
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +110/-1
(sem assunto)
« Responder #176 em: Março 05, 2009, 07:04:38 pm »
Marroquino detido em Espanha por terrorismo


A Guarda Civil espanhola deteve um cidadão marroquino de 21 anos, solicitado pelas autoridades de Marrocos por suspeita de pertencer a um grupo criminoso que preparava actos terroristas contra pontos turísticos em Marrocos.

O detido, identificado como J.M., tinha uma ordem de detenção internacional ditada pela Procuradoria Geral de Rabat no dia 19, disse hoje o Ministério do Interior espanhol.

Após a sua detenção, o suposto terrorista foi posto à disposição da Audiência Nacional espanhola, que decretou a sua prisão.

Em setembro do ano passado, as autoridades policiais marroquinas desmantelaram uma importante rede terrorista de ideologia jihadista, denominada «Fatah al-Andalus», preparada para cometer actos violentas contra alvos governamentais em solo marroquino e pontos turísticos do país.

Nesta operação, foram detidas pelo menos 15 pessoas que mantinham ramificações e ligações com outras células em Marrocos e noutros países.

Segundo as autoridades marroquinas, entre as ligações deste grupo islâmico radical havia um indivíduo que residia em Espanha e que teria proposto a realização de atentados neste país.

Lusa

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3555
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +110/-1
(sem assunto)
« Responder #177 em: Março 13, 2009, 12:30:33 am »
Telefonema anónimo da Bélgica evita atentado em Amesterdão


As autoridades holandesas anunciaram esta quinta-feira a captura de sete indivíduos sobre os quais recai a suspeita da preparação de um atentado terrorista. Um dos detidos era irmão de um dos autores dos ataques de 11 de Março, em Madrid.

As detenções seguem-se a buscas que a polícia holandesa realizou no centro de Amesterdão, chegando mesmo a fechar uma das principais ruas da cidade perante a suspeita de um atentado iminente.

A operação foi posta em marcha após um telefonema anónimo feito a partir da Bélgica, que dava conta da preparação de um atentado num IKEA e em várias lojas de Amesterdão.

Segundo o presidente da Câmara da cidade, Job Cohen, as autoridades souberam de um plano para «colocar explosivos em várias lojas de forma a causar vítimas em locais movimentados».

Os sete suspeitos, seis homens e uma mulher entre os 19 e os 64 anos de idade, são cidadãos holandeses de origem marroquina, revelou o Ministério Público, citado pela Associated Press.

Nenhum dos detidos tem historial de participação em organizações terroristas, apesar de um dos suspeitos ser irmão de um dos autores dos atentados de Madrid. O terrorista em causa é um dos homens que se suicidou quando a polícia espanhola cercou o apartamento da célula islamita.

Em resultado da ameaça que pairou esta quinta-feira sobre a cidade holandesa, a banda norte-americana The Killers cancelou o seu concerto marcado para esta noite em Amesterdão.

SOL

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3555
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +110/-1
(sem assunto)
« Responder #178 em: Abril 17, 2009, 08:21:03 pm »
Terrorismo islamita continua activo na Europa

Os terroristas islamitas continuam muito activos na União Europeia mas os serviços de segurança estiveram "muito activos" e frustraram numerosos projectos de atentados em 2008, declarou ontem um responsável da EUROPOL.

"Um único atentado imputável ao terrorismo islamita foi cometido na UE em 2008, num restaurante no Reino Unido, mas a bomba foi activada demasiado cedo e só fez uma vítima, o próprio terrorista", segundo Mariano Simancas, director adjunto do Organismo Europeu de polícia, durante uma conferência de imprensa em Bruxelas.

"Mas muitos projectos foram frustrados", precisou, citando a Alemanha e a Itália, e" 187 pessoas foram detidas", nomeadamente "em França, na Reino Unido e em Espanha".

"A maioria são homens. Eles estavam organizados em pequenas células autónomas e independentes, muito móveis e isso continua a ser preocupante", explicou.

Estes terroristas financiam-se essencialmente "desviando fundos destinados a organizações ou associações de caridade" e "a Internet é a sua ferramenta de comunicação e de propaganda", indicou.

"Só sete países europeus comunicaram ter sido alvos em 2008 mas a ameaça é sentida por todos", insistiu.

O terrorismo islamita - a EUROPOL fala de "terrorismo jihadista" - não é contudo a mais prevalecente das formas de terrorismo.

Dois 515 ataques ou projectos de ataques terroristas registados na UE em 2008 pelos quais foram detidas 1.009 pessoas - 387 são imputáveis ao "terrorismo separatista", sublinhou Simancas. A quase totalidade deles, 98 por cento, "era planeada em Espanha e França", acrescentou.

Um outro tipo de acções é imputável aos grupos de extrema-esquerda, anarquistas", responsáveis por 28 ataques, em Espanha e na Grécia. Cinquenta e oito pessoas detidas em 2008 por actividades terroristas estavam ligadas a estes movimentos, precisou.

"Os serviços de segurança e de polícia foram muito activos" na UE mas a "ameaça terrorista permanece", advertiu.

Lusa

 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4213
  • Recebeu: 83 vez(es)
  • +74/-3
(sem assunto)
« Responder #179 em: Abril 20, 2009, 07:41:12 pm »
Citar
CIA: "Cérebro" do 11 Setembro foi submetido 183 à simulação do afogamento

Washington, 20 Abr (Lusa) - A CIA submeteu 183 vezes o "cérebro" dos  atentados do 11 de Setembro, Khalid Cheikh Mohammed, à simulação do afogamento,  revela uma nota interna do Ministério da Justiça com data de 2005, divulgada  hoje pelo New York Times.  

 

   Um outro membro da Al-Qaida, Abou Zoubaydah, sofreu a mesma técnica  por 83 vezes, revela a mesma nota.  

 

   A utilização da técnica da simulação de afogamento (waterboarding) durante  os interrogatórios conduzidos pela central de espionagem norte-americana  sobre estes dois detidos é mencionada no rodapé de uma nota secreta com  data de 30 de Maio de 2005.  

 

   O método consiste em deitar água sobre a cara de um indivíduo imobilizado,  com a cabeça para baixo, sob uma toalha encharcada, enchendo as vias respiratórias  com água a fim de provocar a sensação de sufoco.  

 

   O paquistanês Khalid Cheikh Mohammed, considerado como o cérebro dos  atentados do 11 de Setembro de 2001 e capturado no Paquistão em Março de  2003, foi submetido 183 vezes durante o mês em que foi detido a esta controversa  técnica, segundo a nota do Departamento de Justiça.  

 

   Abu Zoubaydah, alegadamente o primeiro destacado membro da Al-Qaida  capturado pelos Estados Unidos depois do 11 de Setembro, teve de suportar  pelo menos 83 vezes a técnica de simulação de afogamento em Agosto de 2002,  ano da sua captura, segundo a mesma fonte.  

 

   O New York Times que colocou na sua edição de hoje esta nota de rodapé  lembra que em 2007, o antigo agente da CIA John Kiriakou tinha dito aos  medias que Abu Zoubaydah fora sujeito a esta técnica durante 35 segundos  antes de dizer que estava pronto a dizer tudo o que sabia.    

 

   O New York Times noticiou sábado que o método de simulação de afogamento  fora denunciado por Abu Zoubaydah apesar do facto de os interrogadores pensarem  que ele já tinha dito tudo o que pensava.  

 

   A nota do Departamento da Justiça faz parte dos quatro memorandos internos  secretos redigidos pela CIA para advogados do Departamento da Justiça em  2002 e 2005, que dão pormenores sobre as técnicas de interrogatório utilizadas  durante a era Bush, divulgadas na quinta-feira.  

 

   O presidente norte-americano, Barack Obama, garantiu quinta-feira que  o pessoal da CIA que conduziu estes interrogatórios musculados no âmbito  das orientações secretas da agência não será processado.  

 

    Barack Obama visita hoje a sede da CIA em Langley (Virgínia, leste)  para pronunciar um discurso sobre "a importância da missão da CIA" para  a segurança interna do país.  
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito