Notícias da Marinha

  • 2934 Respostas
  • 824696 Visualizações
*

jmg

  • Analista
  • ***
  • 640
  • Enviou: 15 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #480 em: Junho 18, 2008, 09:29:00 pm »
8 misseis e não ter capacidade para recarregar no mar não tem muita lógica. :shock:
« Última modificação: Junho 19, 2008, 06:35:45 pm por jmg »
Não te fies de mim, se te faltar valentia.
(Inscrição gravada num antigo punhal.Autor desconhecido)

ΜΟΛΩΝ ΛΑΒΕ
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7926
  • Recebeu: 1260 vez(es)
  • Enviou: 344 vez(es)
  • +5169/-235
(sem assunto)
« Responder #481 em: Junho 18, 2008, 11:03:30 pm »
Citar
EXERCÍCIO SWORDFISH 08

Publicado em:
 2008-06-18

O Grupo-Tarefa 443, constituído por meios navais, aéreos e anfíbios, largou ontem de manhã, dia 17 de Junho, em direcção ao Atlântico, sob ameaça de ataques terroristas ao largo do porto de Lisboa. Foi o início do exercício "SWORDFISH 08", conduzido pela Marinha Portuguesa.
Durante a tarde do dia de ontem, a Força Naval foi alvo de sucessivos ataques aéreos por parte de aeronaves tipo F-16, da Força Aérea Portuguesa, num exercício avançado de defesa aérea.
Ainda no final do dia de ontem e durante a manhã do dia de hoje, foram efectuados exercícios de luta anti-submarina, tendo sido testada a capacidade de resposta da Força à ameaça de um submarino hostil. Esta fase do exercício terminou com o lançamento de três torpedos de exercício tipo Mark 46, pelos NRP "Corte-Real", NRP "Alvares Cabral " e uma aeronave P-3P Orion, de patrulhamento marítimo.
Este conjunto de acções inserem-se na fase do exercício SWORDFISH 08 designada por Treino de Proficiência de Combate / Treino de Integração de Força, também executada em missões reais durante o trânsito para o Teatro de Operações, com o objectivo de testar as capacidades de integração e coesão da Força.


 :arrow: http://www.marinha.pt/Marinha/PT/Menu/N ... +18JUN.htm
 

*

JLRC

  • Investigador
  • *****
  • 2505
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +4/-85
(sem assunto)
« Responder #482 em: Junho 18, 2008, 11:25:57 pm »
Citação de: "P44"
Acho que podem ser carregados manualmente (?) :?


Exactamente. O navio transporta 8 mísseis no lançador Mk 29 e mais 8 (ou 16?) em paiol. A recarga é manual.
 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4213
  • Recebeu: 83 vez(es)
  • +74/-3
(sem assunto)
« Responder #483 em: Junho 19, 2008, 06:26:12 pm »
Citar
Cabo Verde: Navio-escola Sagres na Praia, no início de viagem que só termina em Novembro    

   Cidade da Praia, 19 Jun (Lusa) -- O navio-escola Sagres estará em Cabo  Verde de sábado a quarta-feira, o primeiro ponto de uma viagem de treino  que o vai levar ainda a S. Tomé, Angola, África do Sul e Moçambique.  

 

   A viagem destina-se a treinar os cadetes da escola naval de Portugal,  mas na Cidade da Praia vão embarcar dois praças cabo-verdianos, que farão  parte da guarnição do navio até Outubro, altura em que a Sagres regressa  a Cabo Verde.  

 

   Os dois elementos das Forças Armadas cabo-verdianas farão um treino  no navio no âmbito do relacionamento bilateral e da cooperação técnico-militar  entre Portugal e Cabo Verde.  

 

   É nesse âmbito que em Outubro, no Mindelo, ilha de S. Vicente, o comandante  do navio, capitão-de-mar-e-guerra Luís Proença Mendes, em conjunto com a  cooperação técnico-militar portuguesa, fará uma acção de formação nas áreas  de mecânica, electricidade, saúde, marinharia, navegação, administração  naval e comunicações, destinada a militares cabo-verdianos.  

 

   O navio-escola Sagres saiu de Portugal no passado dia 10, escala Cabo  Verde no próximo fim-de-semana, e de 12 a 14 de Julho estará em S. Tomé  e Príncipe.  

 

   A viagem segue depois para Luanda (17 a 21 de Julho), Lobito (26 a 30),  e Cidade do Cabo, já na África do Sul, de 14 a 21 de Agosto, terminando  com uma estada em Maputo, Moçambique, de 31 de Agosto a 05 de Setembro.  

 

   A 05 de Setembro, o navio-escola empreende a viagem de regresso, com  paragens em Port Elisabeth, na África do Sul (10 a 14), Lobito (28 de Setembro  a 02 de Outubro) e Mindelo, de 23 a 27 de Outubro. A chegada a Lisboa está  prevista para meados de Novembro, depois de uma paragem de cinco dias nas  ilhas Canárias.  

 

   Com uma guarnição de 199 homens (14 oficiais, 42 cadetes, 16 sargentos  e 126 praças, além do comandante), o navio-escola faz parte da marinha portuguesa  desde 1962 e além de ter como objectivo dar instrução a cadetes representa  com frequência a marinha de Portugal e o próprio país, funcionando como  embaixada itinerante de Portugal.  

 
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

*

jmg

  • Analista
  • ***
  • 640
  • Enviou: 15 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #484 em: Junho 19, 2008, 07:03:32 pm »
Citação de: "JLRC"
Citação de: "P44"
Acho que podem ser carregados manualmente (?) :?

Exactamente. O navio transporta 8 mísseis no lançador Mk 29 e mais 8 (ou 16?) em paiol. A recarga é manual.


Assim já compro, porque parecia-me difícil que uma fragata que tem capacidade para operar longe do território e por longos periodos de tempo, pudesse ficar logo inop para combate (anti aereo e anti navio não falo do anti sub.) ao fim dum primeiro embate em que necessitasse de disparar os seus 8 misseís.
Não te fies de mim, se te faltar valentia.
(Inscrição gravada num antigo punhal.Autor desconhecido)

ΜΟΛΩΝ ΛΑΒΕ
 

(sem assunto)
« Responder #485 em: Junho 19, 2008, 09:45:18 pm »
Uma pergunta: junto as Oerlinkon há espaço para uma possível arma AA. Existe espaço debaixo do convés para um lançador Mk-48 ou apenas para uma arma tipo Vulcan ou RAM (sem perfuraçao, portanto) ?
 O que há por baixo?
Cumprimentos
 

*

raphael

  • Investigador
  • *****
  • 1672
  • Recebeu: 390 vez(es)
  • Enviou: 344 vez(es)
  • +99/-45
(sem assunto)
« Responder #486 em: Junho 19, 2008, 10:00:14 pm »
Queres melhor arma para autodefesa SHORAD que o Phalanx???
Um abraço
Raphael
__________________
 

*

Ricardo

  • Perito
  • **
  • 359
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #487 em: Junho 19, 2008, 10:06:06 pm »
As fragatas da classe Vasco da Gama não têm qualquer paiol de recargas de mísseis AA ou Harpoon, tal foi-me informado em conversa com um  oficial EN-AEL da Corte Real, a propósito da retirada dos Oerlinkon's à proa e actualização do sistema Vulcan PHALANX para a versão 1Bravo!
 

*

AyalaBotto

  • Membro
  • *
  • 57
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #488 em: Junho 19, 2008, 10:10:37 pm »
Citação de: "Ricardo"
As fragatas da classe Vasco da Gama não têm qualquer paiol de recargas de mísseis AA ou Harpoon, tal foi-me informado em conversa com um  oficial EN-AEL da Corte Real, a propósito da retirada dos Oerlinkon's à proa e actualização do sistema Vulcan PHALANX para a versão 1Bravo!


era também essa a minha ideia quando escrevi o meu último post neste tópico.
Mas como não tinha a certeza total fiquei a aguardar que me confirmassem ou não a minha teoria.
Assim sendo as fragatas VdG têm um máximo de 8x Harpoons e 8x Sea Sparrow.
Óbviamente isto não invalida o que alguns aqui escreveram no sentido de que a recarga dos Sea Sparrow era efectuada de uma forma manual, como de resto é possivel ver em muitas imagens disponibilizadas pela US Navy. O Sea Sparrow é transportado manualmente até ao lancador e introduzido através de um pequeno carril que serve de guia para introdução do missil no contentor.
Quando ao Harpoon, a coisa é capaz de "piar" de outra maneira, pois os contentores cilindricos que protegem os misséis são bem maiores e mais pesados. Estes contentores são colocados directamente numa estrutura metálica que suporta os 4 contentores cilindricos com os Harpoon.
Penso que esta operação exige uma grua....

Mas como já afirmei anteriormente, sou apenas um curioso nestas matérias......


obrigado
cumprimentos
Ayala Botto
« Última modificação: Junho 19, 2008, 10:17:59 pm por AyalaBotto »

"Ayala Botto Model Ships"
Facebook: https://www.facebook.com/AyalaBottoModelShips
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 18212
  • Recebeu: 5500 vez(es)
  • Enviou: 5873 vez(es)
  • +7130/-9516
(sem assunto)
« Responder #489 em: Junho 19, 2008, 10:16:16 pm »
Citação de: "nelson henriques"
Uma pergunta: junto as Oerlinkon há espaço para uma possível arma AA. Existe espaço debaixo do convés para um lançador Mk-48 ou apenas para uma arma tipo Vulcan ou RAM (sem perfuraçao, portanto) ?
 O que há por baixo?


há espaço para uma Phalanx, como os Gregos têm.

Os turcos tb lá têm montado um CIWS

Desconheço o que mais se possa lá instalar, acho demasiado pequeno para um VLS...
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

AyalaBotto

  • Membro
  • *
  • 57
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #490 em: Junho 19, 2008, 10:21:48 pm »
Citação de: "P44"
Citação de: "nelson henriques"
Uma pergunta: junto as Oerlinkon há espaço para uma possível arma AA. Existe espaço debaixo do convés para um lançador Mk-48 ou apenas para uma arma tipo Vulcan ou RAM (sem perfuraçao, portanto) ?
 O que há por baixo?

há espaço para uma Phalanx, como os Gregos têm.

Os turcos tb lá têm montado um CIWS

Desconheço o que mais se possa lá instalar, acho demasiado pequeno para um VLS...


De facto os Gregos instalaram um Phalanx nessa zona, muito embora este tipo de CIWS não exiga nenhuma espaco debaixo do deck.
As VdG e as Hydra têm Phalanx em diferentes localizações sobre o hangar do helicóptero, sem que para tal tenha sido necessário qualquer espaço ou infraestrutura por baixo destes sistemas.

obrigado
cumprimentos
Ayala Botto

"Ayala Botto Model Ships"
Facebook: https://www.facebook.com/AyalaBottoModelShips
 

(sem assunto)
« Responder #491 em: Junho 19, 2008, 10:27:14 pm »
Citação de: "raphael"
Queres melhor arma para autodefesa SHORAD que o Phalanx???

 Apenas curiosidade. Mas olha que a Vulcan já não é das armas CIWS mais eficazes. Mas já agora 1 CIWS, 8 SAMs e 1 canhão 100mm parece-me curto, mesmo para uma fragata ASW...
Cumprimentos
 

*

JLRC

  • Investigador
  • *****
  • 2505
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +4/-85
(sem assunto)
« Responder #492 em: Junho 19, 2008, 10:44:28 pm »
Citação de: "Ricardo"
As fragatas da classe Vasco da Gama não têm qualquer paiol de recargas de mísseis AA ou Harpoon, tal foi-me informado em conversa com um  oficial EN-AEL da Corte Real, a propósito da retirada dos Oerlinkon's à proa e actualização do sistema Vulcan PHALANX para a versão 1Bravo!


Pois eu era capaz de jurar que tinha lido que havia um paiol por baixo do Mk 29. Era esse o local onde poderia ser instalado o Mk 48. Mas se o Ricardo diz que falou com um oficial e que ele lhe disse que não havia paiol só tenho que acreditar.
 

*

de la Perière

  • 13
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #493 em: Junho 19, 2008, 11:13:32 pm »
Citação de: "JLRC"
Citação de: "Ricardo"
As fragatas da classe Vasco da Gama não têm qualquer paiol de recargas de mísseis AA ou Harpoon, tal foi-me informado em conversa com um  oficial EN-AEL da Corte Real, a propósito da retirada dos Oerlinkon's à proa e actualização do sistema Vulcan PHALANX para a versão 1Bravo!

Pois eu era capaz de jurar que tinha lido que havia um paiol por baixo do Mk 29. Era esse o local onde poderia ser instalado o Mk 48. Mas se o Ricardo diz que falou com um oficial e que ele lhe disse que não havia paiol só tenho que acreditar.


As fragatas da classe "Vasco da Gama" apenas podem recarregar (a navegar) os tubos lança-torpedos (òbviamente a peça de 100mm e a Phalanx). Para o efeito existem dois paióis de torpedos junto ao hangar.
Debaixo das oerlikon fica um compartimento vazio que foi transformado em sala de staff.
Common sense for the world's uncommon nonsense (G.K. Chesterton)
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 18212
  • Recebeu: 5500 vez(es)
  • Enviou: 5873 vez(es)
  • +7130/-9516
(sem assunto)
« Responder #494 em: Junho 20, 2008, 08:08:50 am »
Citação de: "Ricardo"
As fragatas da classe Vasco da Gama não têm qualquer paiol de recargas de mísseis AA ou Harpoon, tal foi-me informado em conversa com um  oficial EN-AEL da Corte Real, a propósito da retirada dos Oerlinkon's à proa e actualização do sistema Vulcan PHALANX para a versão 1Bravo!


alguma razão especial para a retirada das 20mm na Corte Real :?:
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas