Actividade Operacional/Exercícios

  • 962 Respostas
  • 221863 Visualizações
*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9270
  • Recebeu: 4495 vez(es)
  • Enviou: 3261 vez(es)
  • +4388/-934
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #315 em: Dezembro 10, 2017, 08:43:31 pm »
Citar
Portugal vai disponibilizar, a partir de janeiro de 2018, um navio-patrulha da armada portuguesa para «ajudar na fiscalização marítima das águas de São Tomé e Príncipe», anunciou o secretário de Estado da Defesa Nacional de Portugal, Marcos Perestrello.

O governante português fez este anúncio no final de uma audiência com o ministro são-tomense da Defesa e Administração Interna, Arlindo Ramos.

«Estamos a criar as condições e a estabelecer os termos que nos permitirão, no próximo ano, ter em permanência ao longo de todo o ano um navio da armada portuguesa com militares de Portugal e de São Tomé e Príncipe», disse Marcos Perestrello.

São Tomé e Príncipe e Portugal estabeleceram um acordo no domínio da fiscalização conjunta das águas territoriais do arquipélago, que as autoridades lusas garantem estar «muito empenhadas» em cumprir.

A presença de um navio da armada portuguesa, com caráter permanente durante um ano, em São Tomé e Príncipe, na perspetiva do governante português «estabelece um novo patamar no quadro da cooperação no domínio da Defesa entre os dois estados».

Portugal considera que o desenvolvimento desse acordo permite a São Tomé e Príncipe «reforçar as condições e o exercício da sua autoridade no mar» e reforça, também, a presença de Portugal no Golfo da Guiné, «onde muitos navios com bandeira portuguesa navegam e cuja segurança é preciso manter».

abola.pt

Somos mesmo ricos e temos mesmo muitos navios!

Mais uma  decisão dos políticos, iluminados e especialistas nas capacidades das nossas FFAA, os tais , os mesmos que conseguiram o aumento da plataforma Continental, os mesmos que advogam que o futuro de Portugal está intimamente ligado ao Mar, espaço marítimo que os nossos Valorosos Antepassados souberam usar em proveito Nacional,  mas também os mesmos que anos a fio negaram que as nossas FFAA, neste caso a MdG, possuísse mais meios Materiais e Humanos para que o patrulhamento da nossa ZEE fosse uma realidade não a fantochada de patrulhamento Naval, que vem acontecendo ano após ano.

Não temos capacidade financeira para colocar em operação os cinco Classe Tejo, mais de dois anos após a sua aquisição, mas já temos capacidade financeira para destacar um meio naval, para S. Tomé, é o que temos !!!!

Abraços
« Última modificação: Dezembro 10, 2017, 09:05:15 pm por tenente »


Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9652
  • Recebeu: 1655 vez(es)
  • Enviou: 1965 vez(es)
  • +310/-256
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #316 em: Dezembro 13, 2017, 04:42:27 pm »
Este artigo e infografia explicam o "dispositivo naval padrão" da Marinha, isto é, que tipo e quantidade de navios é que normalmente estão em que zona do país para SAR e fiscalização.
http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/armada-reforca-meios-permanentes-no-mar

PS: A lancha fluvial em Viana do Castelo deve ser o NRP Rio Minho no rio Minho, os Patrulhas não devem ser os Viana do Castelo da foto, devem ser os Tejo ou Cacine, as Corvetas é que também devem ser os Viana do Castelo, a lancha hidrográfica na Madeira também tem a foto errada  ;D.

Se isso estiver tudo certo, achei curioso haver tantas lanchas de fiscalização no sul, em relação por exemplo entre Lisboa e Porto não há nada, pelo menos permanente, outra curiosidade é haver uma lancha ali para a costa alentejana, será que serve para controlar os navios que se dirigem a Sines?
« Última modificação: Dezembro 13, 2017, 05:00:09 pm por Lightning »
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9270
  • Recebeu: 4495 vez(es)
  • Enviou: 3261 vez(es)
  • +4388/-934
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #317 em: Dezembro 13, 2017, 05:03:28 pm »
Este artigo e infografia explicam o "dispositivo naval padrão" da Marinha, isto é, que tipo e quantidade de navios é que normalmente estão em que zona do país para SAR e fiscalização.
http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/armada-reforca-meios-permanentes-no-mar

PS: A lancha fluvial em Viana do Castelo deve ser o NRP Rio Minho no rio Minho, os Patrulhas não devem ser os Viana do Castelo da foto, devem ser os Tejo ou Cacine, as Corvetas é que também devem ser os Viana do Castelo, a lancha hidrográfica na Madeira também tem a foto errada  ;D.

Ou seja o que está representado, maioritáriamente, não é o meio Naval correcto, mais do mesmo.

Os meios Navais que acho a MdG deveria ter em permanência fora da BNL, além dos  NPO's/Corvetas e LFC's, que estão empenhados no SAR e afins, deveriam ser uma Fragata e um Submarino em Patrulha/Exercicio/Visita, na ZEE/Ilhas/Palops.

Os restantes Meios Navais de Combate, quatro Fragatas e um Submarino, eu defendo a aquisição do terceiro Tridente que apesar de ser um meio Naval muito dispendioso  a sua capacidade de dissuasão é muito superior a qq das nossas Fragatas, e a médio/longo prazo a sua operação é muito menos onerosa, poderia/DEVERIA ter sido adquirido como contrapartidas a um custo muitíssimo Inferior ao das duas primeiras unidades, estariam disponíveis para os nossos compromissos Internacionais.



Abraços
« Última modificação: Dezembro 13, 2017, 05:11:22 pm por tenente »


Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 4720
  • Recebeu: 3161 vez(es)
  • Enviou: 5673 vez(es)
  • +4388/-158
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #318 em: Dezembro 13, 2017, 07:30:42 pm »
Se o plano original de aquisição tivesse sido seguido, teríamos adquirido três submarinos a um custo inferior ao que custaram o Arpão e o Tridente. Se juntarmos mais o outro que os alemães nos quiseram 'oferecer', podíamos ter agora quatro submarinos, o que seria uma força de respeito.
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9270
  • Recebeu: 4495 vez(es)
  • Enviou: 3261 vez(es)
  • +4388/-934
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #319 em: Dezembro 13, 2017, 07:49:06 pm »
Se o plano original de aquisição tivesse sido seguido, teríamos adquirido três submarinos a um custo inferior ao que custaram o Arpão e o Tridente. Se juntarmos mais o outro que os alemães nos quiseram 'oferecer', podíamos ter agora quatro submarinos, o que seria uma força de respeito.

Eu já me contentava com três unidades, claro que quatro era ouro sobre azul !!!


Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

Barlovento

  • Perito
  • **
  • 367
  • Recebeu: 169 vez(es)
  • Enviou: 91 vez(es)
  • +126/-85
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #320 em: Dezembro 14, 2017, 10:17:49 am »
Este artigo e infografia explicam o "dispositivo naval padrão" da Marinha, isto é, que tipo e quantidade de navios é que normalmente estão em que zona do país para SAR e fiscalização.
http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/armada-reforca-meios-permanentes-no-mar

PS: A lancha fluvial em Viana do Castelo deve ser o NRP Rio Minho no rio Minho, os Patrulhas não devem ser os Viana do Castelo da foto, devem ser os Tejo ou Cacine, as Corvetas é que também devem ser os Viana do Castelo, a lancha hidrográfica na Madeira também tem a foto errada  ;D.

Se isso estiver tudo certo, achei curioso haver tantas lanchas de fiscalização no sul, em relação por exemplo entre Lisboa e Porto não há nada, pelo menos permanente, outra curiosidade é haver uma lancha ali para a costa alentejana, será que serve para controlar os navios que se dirigem a Sines?

A base do NRP Río Minho está em Vilanova da Cerveira.

La lancha hidrográfica de la infografía (A92) e unha lancha espanhola de nome "Escandallo".
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 7258
  • Recebeu: 2171 vez(es)
  • Enviou: 898 vez(es)
  • +3963/-3783
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #321 em: Dezembro 14, 2017, 10:40:26 am »
Citar
Portugal vai disponibilizar, a partir de janeiro de 2018, um navio-patrulha da armada portuguesa para «ajudar na fiscalização marítima das águas de São Tomé e Príncipe», anunciou o secretário de Estado da Defesa Nacional de Portugal, Marcos Perestrello.

O governante português fez este anúncio no final de uma audiência com o ministro são-tomense da Defesa e Administração Interna, Arlindo Ramos.

«Estamos a criar as condições e a estabelecer os termos que nos permitirão, no próximo ano, ter em permanência ao longo de todo o ano um navio da armada portuguesa com militares de Portugal e de São Tomé e Príncipe», disse Marcos Perestrello.

São Tomé e Príncipe e Portugal estabeleceram um acordo no domínio da fiscalização conjunta das águas territoriais do arquipélago, que as autoridades lusas garantem estar «muito empenhadas» em cumprir.

A presença de um navio da armada portuguesa, com caráter permanente durante um ano, em São Tomé e Príncipe, na perspetiva do governante português «estabelece um novo patamar no quadro da cooperação no domínio da Defesa entre os dois estados».

Portugal considera que o desenvolvimento desse acordo permite a São Tomé e Príncipe «reforçar as condições e o exercício da sua autoridade no mar» e reforça, também, a presença de Portugal no Golfo da Guiné, «onde muitos navios com bandeira portuguesa navegam e cuja segurança é preciso manter».

abola.pt

Somos mesmo ricos e temos mesmo muitos navios!

Mais uma  decisão dos políticos, iluminados e especialistas nas capacidades das nossas FFAA, os tais , os mesmos que conseguiram o aumento da plataforma Continental, os mesmos que advogam que o futuro de Portugal está intimamente ligado ao Mar, espaço marítimo que os nossos Valorosos Antepassados souberam usar em proveito Nacional,  mas também os mesmos que anos a fio negaram que as nossas FFAA, neste caso a MdG, possuísse mais meios Materiais e Humanos para que o patrulhamento da nossa ZEE fosse uma realidade não a fantochada de patrulhamento Naval, que vem acontecendo ano após ano.

Não temos capacidade financeira para colocar em operação os cinco Classe Tejo, mais de dois anos após a sua aquisição, mas já temos capacidade financeira para destacar um meio naval, para S. Tomé, é o que temos !!!!

Abraços

Aprenderam com os francius e vão mandar o nosso futuro lpd... :jok: :nice:

http://www.asemana.publ.cv/?Cape-Verdean-marines-carry-out-tests-with-French-troops&ak=1
Citar
A total of 45 officials participated in the activities that began on Friday, March 2, with instruction son personal defense techniques and first aid in combat situations. The project, which is aimed at assisting Cape Verde in its fight against international drug trafficking, arose following a request from Cape Verdean authorities, and took place during a stopover by French military ship Siroco on the island of São Vicente.


Citar
French Navy BPC Tonnerre along with TCD Siroco at the Mindelo bay, Cape Verde, in April 2012

http://www.alamy.com/stock-photo-french-naval-ship-at-dock-in-marseille-75098993.html
Citar
APS aims to bring international training teams to Senegal, Liberia, Ghana, Cameroon, Gabon, and Sao Tome and Principe, and will support more than 20 humanitarian assistance projects in addition to hosting information exchanges and training.

http://www.emgfa.pt/pt/noticias/788
Citar
A fragata portuguesa Bartolomeu Dias realizou hoje, dia 17 de março, um exercício naval de oportunidade com o navio polivalente logístico francês Siroco, ao largo da República Democrática de São Tomé e Príncipe.




Saudações  ;D 8)
« Última modificação: Dezembro 14, 2017, 10:53:12 am por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 7258
  • Recebeu: 2171 vez(es)
  • Enviou: 898 vez(es)
  • +3963/-3783
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #322 em: Dezembro 27, 2017, 02:51:01 pm »
http://www.marinha.pt/pt-pt/media-center/noticias-destaques/Paginas/Navio-Patrulha-Oceanico-Viana-do-Castelo-parte-para-missao-nos-Acores.aspx
Citar
NAVIO PATRULHA OCEÂNICO VIANA DO CASTELO PARTE PARA MISSÃO NOS AÇORES
O Navio Patrulha Oceânico (NPO) Viana do Castelo parte esta tarde em direção à Região Autónoma dos Açores, onde chegará dia 29 de dezembro, para efetuar uma missão na região durante os próximos 3 meses.



Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

faica

  • Membro
  • *
  • 104
  • Recebeu: 27 vez(es)
  • +1/-1
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #323 em: Dezembro 27, 2017, 07:43:23 pm »
Citar
Portugal vai disponibilizar, a partir de janeiro de 2018, um navio-patrulha da armada portuguesa para «ajudar na fiscalização marítima das águas de São Tomé e Príncipe», anunciou o secretário de Estado da Defesa Nacional de Portugal, Marcos Perestrello.

O governante português fez este anúncio no final de uma audiência com o ministro são-tomense da Defesa e Administração Interna, Arlindo Ramos.

«Estamos a criar as condições e a estabelecer os termos que nos permitirão, no próximo ano, ter em permanência ao longo de todo o ano um navio da armada portuguesa com militares de Portugal e de São Tomé e Príncipe», disse Marcos Perestrello.

São Tomé e Príncipe e Portugal estabeleceram um acordo no domínio da fiscalização conjunta das águas territoriais do arquipélago, que as autoridades lusas garantem estar «muito empenhadas» em cumprir.

A presença de um navio da armada portuguesa, com caráter permanente durante um ano, em São Tomé e Príncipe, na perspetiva do governante português «estabelece um novo patamar no quadro da cooperação no domínio da Defesa entre os dois estados».

Portugal considera que o desenvolvimento desse acordo permite a São Tomé e Príncipe «reforçar as condições e o exercício da sua autoridade no mar» e reforça, também, a presença de Portugal no Golfo da Guiné, «onde muitos navios com bandeira portuguesa navegam e cuja segurança é preciso manter».

abola.pt

Somos mesmo ricos e temos mesmo muitos navios!

Vão dar o N.R.P. Zaire que foi reparado á 1 ano e meio e é dos "cacine" que está melhor porque nao enviam o cacine ou o cuanza,para eles qualquer coisa serve mais uma dos nossos almirantes como temos muitos navios oferecemos os que nos resta aos palop fora o pessoal que vai para lá dar formação durante 1 ano,sabemos que nao querem que os cacine façam madeira no inverno mais ainda dao jeito a fazer o norte e madeira no verão enquanto nao há os restantes 3 tejos mas enfim é o temos a chefiar a nossa marinha.
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 13403
  • Recebeu: 2897 vez(es)
  • Enviou: 3426 vez(es)
  • +2193/-5354
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #324 em: Dezembro 29, 2017, 08:04:00 pm »
Esperemos que o Zaire nao afunde


Citar
NRP Bérrio and Zaire Deploying to Africa January 3rd[/b]
December 29, 2017 seawaves



On 3 January, the ceremony for the start of the patrol vessel “Zaire” and the refueling vessel “Bérrio” will be held at the Lisbon Naval Base, in Alfeite, for a maritime training mission of the Sao Tome and Principe Coast Guard. The ceremony will be chaired by the Minister of National Defense, Professor Doctor Azeredo Lopes.

The two ships will sail to the Gulf of Guinea with the mission of promoting the training project of the São Tomé and Príncipe Coast Guard and technical-military cooperation with the friendly countries of the region, particularly by promoting pioneering initiatives for the development of maritime defense and security capabilities in the Gulf of Guinea. The duration of the mission is expected to be 1 year for the “Zaire” patrol and 3 months for the “Bérrio” refueling vessel.

http://seawaves.com/2017/12/29/nrp-berrio-and-zaire-deploying-to-africa-january-3rd/


1 ano...marinha rica é outra coisa!!!! :N-icon-Axe:
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9270
  • Recebeu: 4495 vez(es)
  • Enviou: 3261 vez(es)
  • +4388/-934
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #325 em: Dezembro 29, 2017, 11:48:38 pm »
Esperemos que o Zaire nao afunde


Citar
NRP Bérrio and Zaire Deploying to Africa January 3rd[/b]
December 29, 2017 seawaves



On 3 January, the ceremony for the start of the patrol vessel “Zaire” and the refueling vessel “Bérrio” will be held at the Lisbon Naval Base, in Alfeite, for a maritime training mission of the Sao Tome and Principe Coast Guard. The ceremony will be chaired by the Minister of National Defense, Professor Doctor Azeredo Lopes.

The two ships will sail to the Gulf of Guinea with the mission of promoting the training project of the São Tomé and Príncipe Coast Guard and technical-military cooperation with the friendly countries of the region, particularly by promoting pioneering initiatives for the development of maritime defense and security capabilities in the Gulf of Guinea. The duration of the mission is expected to be 1 year for the “Zaire” patrol and 3 months for the “Bérrio” refueling vessel.

http://seawaves.com/2017/12/29/nrp-berrio-and-zaire-deploying-to-africa-january-3rd/


1 ano...marinha rica é outra coisa!!!! :N-icon-Axe:

Afinal quando as chefias Militares vem dizer, as que tem coragem para tal, que não tem meios humanos, orçamento suficiente e nem Navios suficientes para as necessidades de patrulha, combate etc, etc, os políticos, lá aparecem em cena, e, qual golpe de magia, não é que fazem aparecer,  " alguns Navios que estavam bem guardadinhos, e suas guarnições ", os tais que estavam a fazer falta á nossa MdG, afinal até temos patrulhas a mais e o Bérrio nem faz assim tanta falta cá por casa ?!

E eu pergunto na minha santa ignorância, para que servem na estrutura militar da Armada os Almirantes, se os politicozecos que temos, são uns gestores e peras, e mais, até descobrem Navios de um dia para o Outro, quais Vasco da Gama na sua demanda por terras da India ???

Sabem o que vos digo a Importância que esta gentinha do governo dá ao Patrulhamento da nossa ZEE e o Aumento da plataforma Continental ao pé da cooperação com S. Tomé, não desfazendo, são peanuts, é o que é, e eles lá sabem o porquê !!!

E andam alguns de nós preocupados com a falta de meios da MdG, pois estamos redondamente enganados, pelo que parece há, não só com fartura, como também há quem os utilize esbanjando o erário público, em missões que deveriam ser executadas em território Nacional adestrando as guarnições de S. Tomè nas nossas Aguas territoriais, ou estou enganado ???

Mas como somos uma Nação muito Rica, damo-nos ao luxo de gastar milhões neste tipo de cooperação em vez de por exemplo actualizarmos devidamente as Fragatas VdG, ou adquirirmos mais Helis para a Marinha ou termos colocado ao serviço os restantes classe Tejo, que nem para isso houve dinheiro, mas pelo que parece, agora já há, mas é assim que se vão descobrindo as prioridades que os políticos tem para com as nossas FFAA, e o seu emprego, haja dinheiro, que há que o estoire e bem MAL !!!

Abraços
« Última modificação: Dezembro 30, 2017, 12:21:08 am por tenente »


Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, mayo

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 7258
  • Recebeu: 2171 vez(es)
  • Enviou: 898 vez(es)
  • +3963/-3783
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #326 em: Janeiro 13, 2018, 10:11:05 am »
Pelo menos a Cabo Verde chegou...  ;D :jok:


Citar
O navio patrulha Zaire e o navio reabastecedor Bérrio já chegaram a Cabo Verde.

Os navios irão prosseguir viagem dentro de poucos dias rumo ao Golfo da Guiné.

Obrigado por todas as mensagens de apoio.

https://www.facebook.com/MarinhaPortuguesa/

Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

faica

  • Membro
  • *
  • 104
  • Recebeu: 27 vez(es)
  • +1/-1
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #327 em: Janeiro 13, 2018, 06:47:42 pm »
Pelo menos a Cabo Verde chegou...  ;D :jok:


Citar
O navio patrulha Zaire e o navio reabastecedor Bérrio já chegaram a Cabo Verde.

Os navios irão prosseguir viagem dentro de poucos dias rumo ao Golfo da Guiné.

Obrigado por todas as mensagens de apoio.
Vai chegar ao destino,pois era dos "cacine" o que estava em melhor estado.

https://www.facebook.com/MarinhaPortuguesa/

Cumprimentos
« Última modificação: Janeiro 13, 2018, 06:54:35 pm por HSMW »
 

*

Crypter

  • Especialista
  • ****
  • 1198
  • Recebeu: 199 vez(es)
  • Enviou: 230 vez(es)
  • +28/-6
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #328 em: Janeiro 16, 2018, 10:28:28 pm »
O Zaire é para ser oferecido a S Tome?

Citar
Por Roberto Lopes Especial para o Poder Naval Com pouco mais de 40 navios e atravessando um momento de renovação dos seus meios de patrulha, a Marinha Portuguesa conseguiu designar apenas uma força-tarefa de embarcações bem antigas, para contribuir, este ano, com a “capacitação marítima” da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe. O patrulheiro NRP Zaire, de 292 toneladas – incorporado em 1970 –, e o navio reabastecedor NRP Bérrio, de 11.522 – construído para a Marinha Real no final da década de 1960 –, chegarão na próxima terça-feira à capital São Tomé, para diferentes temporadas na costa ocidental africana: enquanto o Bérrio tem seu regresso a Lisboa marcado para meados de abril, o Zaire continuará no país africano por mais nove meses – período que deverá ser concluído com sua transferência à flotilha da Guarda Costeira São-Tomense. [  483 more words ]

http://www.naval.com.br/blog/2018/01/16/marinha-portuguesa-mantem-treinamento-da-guarda-costeira-sao-tomense-mas-com-navios-bem-antigos/
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 13403
  • Recebeu: 2897 vez(es)
  • Enviou: 3426 vez(es)
  • +2193/-5354
Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Responder #329 em: Janeiro 17, 2018, 10:24:16 am »
Bem, tendo em conta que este ano o Sines e o Setúbal devem entrar ao serviço, até faz algum sentido, ficar em São Tomé, a MP treina os futuros membros da tripulação e no final transfere o navio para eles...será???  ???

É que eu noticias do "Bob Lopes" tomo-as sempre com 2 grãos de sal
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas