Votação

Escolha o melhor

Super Hornet
4 (3.5%)
F-35
46 (40.4%)
Rafale
17 (14.9%)
Gripen
32 (28.1%)
Eurofighter Typhoon
15 (13.2%)

Votos totais: 114

Substituiçao dos F-16's

  • 4248 Respostas
  • 704899 Visualizações
*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7875
  • Recebeu: 1215 vez(es)
  • Enviou: 340 vez(es)
  • +5144/-233
Re: Substituiçao dos F-16's
« Responder #4140 em: Novembro 12, 2023, 01:06:20 am »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3719
  • Recebeu: 2486 vez(es)
  • Enviou: 1954 vez(es)
  • +5691/-2730
Re: Substituiçao dos F-16's
« Responder #4141 em: Novembro 12, 2023, 10:19:25 am »
Mais uma Galambice ?

Mais drones vacinas.

Eu se calhar já sou velho para isto, mas no meu tempo eram "abatidos" a talochada
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 5304
  • Recebeu: 5190 vez(es)
  • Enviou: 3441 vez(es)
  • +10048/-2636
Re: Substituiçao dos F-16's
« Responder #4142 em: Novembro 22, 2023, 11:41:20 am »
Citar
F-35 can't be delivered without Block IV upgrade, which requires TR-3 software upgrade which Lockheed can't deliver, so proposed solution is to deliver partial TR-3 software. Will export buyers accept this runaround?

https://www.defensenews.com/air/2023/11/21/upgraded-f-35s-fly-with-partial-software-as-dod-hunts-for-delivery-fix/
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"(...) Que, havendo por verdade o que dizia,
DE NADA A FORTE GENTE SE TEMIA
"

Luís Vaz de Camões (Os Lusíadas, Canto I - Estrofe 97)
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 8534
  • Recebeu: 3176 vez(es)
  • Enviou: 990 vez(es)
  • +4054/-6361
Re: Substituiçao dos F-16's
« Responder #4143 em: Novembro 22, 2023, 12:52:48 pm »
Ou seja, Espanha vai continuar com o Harrier a operar do Juan Carlos (que teria que passar por upgrage para receber o F35B)... ::)

Citar
Could the Spanish amphibious assault ship Juan Carlos I handle F-35B operations without any changes? — Related

Giorgio Bellini

No, the thermal stress of the F-35Bs is higher than that of the AV-8Bs, and this requires interventions on the surface of the flight deck. Furthermore, the avionics of the F35-B is very different from that of the AV-8B, and therefore the command and control system on the Juan Carlos I would require significant upgrade.

 



Saudações

P.S. Mais um sucesso da torradeira. Quantos mais fizerem mais ficam no chão...  ::)

"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

sivispacem

  • Perito
  • **
  • 565
  • Recebeu: 159 vez(es)
  • Enviou: 23 vez(es)
  • +41/-10
Re: Substituiçao dos F-16's
« Responder #4144 em: Novembro 22, 2023, 01:14:23 pm »
P.S. Mais um sucesso da torradeira. Quantos mais fizerem mais ficam no chão...  ::)


[/quote]

A verdade é que o F 35 cada vez mais é um caso típico daquilo que nos EUA gostam de designar "too big to fail". Ênfase no "fail", sff....
 

*

wyldething

  • Membro
  • *
  • 153
  • Recebeu: 67 vez(es)
  • Enviou: 91 vez(es)
  • +8/-36
Re: Substituiçao dos F-16's
« Responder #4145 em: Novembro 23, 2023, 07:21:16 pm »
P.S. Mais um sucesso da torradeira. Quantos mais fizerem mais ficam no chão...  ::)



A verdade é que o F 35 cada vez mais é um caso típico daquilo que nos EUA gostam de designar "too big to fail". Ênfase no "fail", sff....
[/quote]

Como em tudo relacionado com o programa F-35, é preciso levar com cuidado notícias deste tipo. Na verdade o que está a falhar é a meta do programa, que era ambiciosa, mas 55% de uma frota operacional é um número relativamente normal (no caso português seria até muito bom).
Depois há que ver as causas, e lendo com atenção não tem nada a ver com o próprio avião, mas sim com a falta de técnicos de manutenção, centros de reparação e armazenamento e linhas de distribuição ineficientes,
Independentemente disso, o F-35 é o melhor caça da atualidade e não tem por enquanto rival. Ponto final.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, JohnM, Subsea7

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 8534
  • Recebeu: 3176 vez(es)
  • Enviou: 990 vez(es)
  • +4054/-6361
Re: Substituiçao dos F-16's
« Responder #4146 em: Novembro 23, 2023, 10:26:24 pm »
Citação de: wyldething

[img
https://i.postimg.cc/L8kKk61S/Screen-Shot-11-11-23-at-11-00-AM.jpg[/img]

Como em tudo relacionado com o programa F-35, é preciso levar com cuidado notícias deste tipo. Na verdade o que está a falhar é a meta do programa, que era ambiciosa, mas 55% de uma frota operacional é um número relativamente normal (no caso português seria até muito bom).
Depois há que ver as causas, e lendo com atenção não tem nada a ver com o próprio avião, mas sim com a falta de técnicos de manutenção, centros de reparação e armazenamento e linhas de distribuição ineficientes,
Independentemente disso, o F-35 é o melhor caça da atualidade e não tem por enquanto rival. Ponto final.
Não tem nada a ver com 36 horas só para desmontar o motor do avião?   :mrgreen:  Convém é não acelerar o melhor caça da actualidade mais de 1,4 Mach, depois salta o revestimento e lá tem a empresa de fabricar mais material com tudo o resto associado...  ::)

https://www.aereo.jor.br/2019/01/05/retirada-do-motor-do-caca-f-35a-leva-36-horas/


Citar
O tempo de 36 horas de retirada de motor de um caça é inédito, já que as aeronaves modernas são projetadas para facilitar a manutenção, tornando as operações mais frequentes de forma mais rápida e económica possível.

Mas este não é claramente o caso do F-35, e as 72 horas necessárias para trocar seu motor explicam em parte o custo operacional de mais de US$ 1 trilhão estimado para os 2.700 caças F-35 que o Pentágono deve encomendar.

Outras aeronaves não sofrem os mesmos pesadelos de manutenção.

O Dassault Rafale, por exemplo, requer apenas três horas para trocar um motor — ou seja, para remover um motor e substituí-lo por outro — ou 1/24 do tempo necessário para o F-35A.

    https://www.aereo.jor.br/2019/06/12/f-35-velocidades-supersonicas-podem-causar-grandes-problemas-no-revestimento-furtivo/

Citar
  Por exemplo, um F-35C só pode voar a Mach 1.3 com pós-combustor por 50 segundos cumulativos, o que significa que um piloto não pode permanecer 50 segundos nessa velocidade, desacelerar por alguns segundos e acelerar novamente. No entanto, os requisitos de tempo são redefinidos depois que o piloto opera com potência militar – uma configuração de potência do motor que permite menos velocidade e empuxo do que o pós-combustor – por um período de três minutos.

O F-35B pode voar por 80 segundos cumulativos a Mach 1,2 ou 40 segundos a Mach 1,3 sem risco de dano.

Mas, para os modelos C e B, voar a Mach 1,3 acima dos limites de tempo especificados representa o risco de induzir danos estruturais ao estabilizador horizontal da aeronave.

Saudações

P.S.
Citar
Depois há que ver as causas, e lendo com atenção não tem nada a ver com o próprio avião, mas sim com a falta de técnicos de manutenção, centros de reparação e armazenamento e linhas de distribuição ineficientes,
Talvez se o avião fosse mais simples, tudo o resto fosse mais fácil. A questão é que para o F35 se tornar o melhor caça da actualidade tem de derrotar o F22 que é superior e debelar a maior parte dos problemas referidos. Resta saber quanto tempo leva e quem paga.

https://warriormaven.com/air/worlds-best-the-f-22-has-the-highest-thrust-to-weight-ratio-in-the-world]   https://warriormaven.com/air/worlds-best-the-f-22-has-the-highest-thrust-to-weight-ratio-in-the-world]https://warriormaven.com/air/worlds-best-the-f-22-has-the-highest-thrust-to-weight-ratio-in-the-world

Citar
The F-22s air supremacy can be observed through its pure speed, vectoring ability, stealth and thrust to weight ratio




 
« Última modificação: Novembro 23, 2023, 10:46:55 pm por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

wyldething

  • Membro
  • *
  • 153
  • Recebeu: 67 vez(es)
  • Enviou: 91 vez(es)
  • +8/-36
Re: Substituiçao dos F-16's
« Responder #4147 em: Novembro 24, 2023, 12:10:35 am »
Citação de: wyldething

[img
https://i.postimg.cc/L8kKk61S/Screen-Shot-11-11-23-at-11-00-AM.jpg[/img]

Como em tudo relacionado com o programa F-35, é preciso levar com cuidado notícias deste tipo. Na verdade o que está a falhar é a meta do programa, que era ambiciosa, mas 55% de uma frota operacional é um número relativamente normal (no caso português seria até muito bom).
Depois há que ver as causas, e lendo com atenção não tem nada a ver com o próprio avião, mas sim com a falta de técnicos de manutenção, centros de reparação e armazenamento e linhas de distribuição ineficientes,
Independentemente disso, o F-35 é o melhor caça da atualidade e não tem por enquanto rival. Ponto final.
Não tem nada a ver com 36 horas só para desmontar o motor do avião?   :mrgreen:  Convém é não acelerar o melhor caça da actualidade mais de 1,4 Mach, depois salta o revestimento e lá tem a empresa de fabricar mais material com tudo o resto associado...  ::)

https://www.aereo.jor.br/2019/01/05/retirada-do-motor-do-caca-f-35a-leva-36-horas/


Citar
O tempo de 36 horas de retirada de motor de um caça é inédito, já que as aeronaves modernas são projetadas para facilitar a manutenção, tornando as operações mais frequentes de forma mais rápida e económica possível.

Mas este não é claramente o caso do F-35, e as 72 horas necessárias para trocar seu motor explicam em parte o custo operacional de mais de US$ 1 trilhão estimado para os 2.700 caças F-35 que o Pentágono deve encomendar.

Outras aeronaves não sofrem os mesmos pesadelos de manutenção.

O Dassault Rafale, por exemplo, requer apenas três horas para trocar um motor — ou seja, para remover um motor e substituí-lo por outro — ou 1/24 do tempo necessário para o F-35A.

    https://www.aereo.jor.br/2019/06/12/f-35-velocidades-supersonicas-podem-causar-grandes-problemas-no-revestimento-furtivo/

Citar
  Por exemplo, um F-35C só pode voar a Mach 1.3 com pós-combustor por 50 segundos cumulativos, o que significa que um piloto não pode permanecer 50 segundos nessa velocidade, desacelerar por alguns segundos e acelerar novamente. No entanto, os requisitos de tempo são redefinidos depois que o piloto opera com potência militar – uma configuração de potência do motor que permite menos velocidade e empuxo do que o pós-combustor – por um período de três minutos.

O F-35B pode voar por 80 segundos cumulativos a Mach 1,2 ou 40 segundos a Mach 1,3 sem risco de dano.

Mas, para os modelos C e B, voar a Mach 1,3 acima dos limites de tempo especificados representa o risco de induzir danos estruturais ao estabilizador horizontal da aeronave.

Saudações

P.S.
Citar
Depois há que ver as causas, e lendo com atenção não tem nada a ver com o próprio avião, mas sim com a falta de técnicos de manutenção, centros de reparação e armazenamento e linhas de distribuição ineficientes,
Talvez se o avião fosse mais simples, tudo o resto fosse mais fácil. A questão é que para o F35 se tornar o melhor caça da actualidade tem de derrotar o F22 que é superior e debelar a maior parte dos problemas referidos. Resta saber quanto tempo leva e quem paga.

https://warriormaven.com/air/worlds-best-the-f-22-has-the-highest-thrust-to-weight-ratio-in-the-world]   https://warriormaven.com/air/worlds-best-the-f-22-has-the-highest-thrust-to-weight-ratio-in-the-world]https://warriormaven.com/air/worlds-best-the-f-22-has-the-highest-thrust-to-weight-ratio-in-the-world

Citar
The F-22s air supremacy can be observed through its pure speed, vectoring ability, stealth and thrust to weight ratio

E pronto, esse tipo de artigos (os brasileiros então são apenas papagaios do que vão lendo por aqui e ali) são precisamente o tipo de artigos a que me referia.
Se o avião fosse mais simples, não era um F-35.
F-14 e F-16 também tiveram problemas com motor no início e não deixaram de construir carreiras operacionais notáveis tanto antes, como depois de os resolverem.
E mesmo apesar dos problemas que vai tendo é o melhor da actualidade, F-22 incluído.

Cumps.
« Última modificação: Novembro 24, 2023, 12:16:41 am por wyldething »
 

*

JohnM

  • Especialista
  • ****
  • 918
  • Recebeu: 498 vez(es)
  • Enviou: 309 vez(es)
  • +74/-25
Re: Substituiçao dos F-16's
« Responder #4148 em: Novembro 24, 2023, 12:39:51 am »
Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Noruega, Finlândia, Polónia, Chéquia, Alemanha, Suíça, Itália, Grécia, Turquia (quase), Holanda, Bélgica, Dinamarca, Israel, Japão, Austrália…. Deixei alguém de fora? Todos estúpidos… o pessoal aqui do FD é que sabe… boa!
« Última modificação: Novembro 24, 2023, 01:25:05 am por JohnM »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: CruzSilva, MATRA, wyldething, Subsea7

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 5285
  • Recebeu: 3922 vez(es)
  • Enviou: 9606 vez(es)
  • +8440/-242
Re: Substituiçao dos F-16's
« Responder #4149 em: Novembro 24, 2023, 12:47:38 am »
O F-22 também tem problemas de manutenção –– que, aliás, é mais onerosa que a do seu irmão mais novo -- e restrições operacionais em tempo de paz, como qualquer outro caça. Sim, a Fat Amy tem inúmeros problemas mas continua a ser o melhor e mais avançado caça actualmente em produção -- se excluirmos o F-15EX  :mrgreen:
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar, MATRA, JohnM, wyldething

*

JohnM

  • Especialista
  • ****
  • 918
  • Recebeu: 498 vez(es)
  • Enviou: 309 vez(es)
  • +74/-25
Re: Substituiçao dos F-16's
« Responder #4150 em: Novembro 24, 2023, 01:11:33 am »
O F-22 também tem problemas de manutenção –– que, aliás, é mais onerosa que a do seu irmão mais novo -- e restrições operacionais em tempo de paz, como qualquer outro caça. Sim, a Fat Amy tem inúmeros problemas mas continua a ser o melhor e mais avançado caça actualmente em produção -- se excluirmos o F-15EX  :mrgreen:
Ah, F-15EX… tenho sonhos molhados com o F-15EX… mas  continua a ter que ser o F-35 para a FAP
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Charlie Jaguar

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 8534
  • Recebeu: 3176 vez(es)
  • Enviou: 990 vez(es)
  • +4054/-6361
Re: Substituiçao dos F-16's
« Responder #4151 em: Novembro 24, 2023, 11:52:10 am »

F-14 e F-16 também tiveram problemas com motor no início e não deixaram de construir carreiras operacionais notáveis tanto antes, como depois de os resolverem.
E mesmo apesar dos problemas que vai tendo é o melhor da actualidade, F-22 incluído.

Cumps.

Ou seja, o F14 e o F16 construíram carreiras operacionais notáveis. Certíssimo. Ao F35, portanto,não basta ser um dos caças mais avançados é preciso também construir uma boa carreira operacional. É para mim a parte que falta. Aliás a Fap quando adquiriu o F16, o que este já tinha feito? Que carreira já tinha sido construída? É preciso também ver a transição tecnológica, que do Fiat para o Corsair, foi significativa. E não foram os brasileiros a contar-me do equipamento avariado e das falhas operacionais, porque o pessoal ainda estava a aprender.  ;)

 
Citar
Citação de: NVF em Hoje às 12:47:38 am

    O F-22 também tem problemas de manutenção –– que, aliás, é mais onerosa que a do seu irmão mais novo -- e restrições operacionais em tempo de paz, como qualquer outro caça. Sim, a Fat Amy tem inúmeros problemas mas continua a ser o melhor e mais avançado caça actualmente em produção -- se excluirmos o F-15EX

Tendo sido menos produzido é normal. Também é mais avançado. E mesmo sendo provavelmente o mais avançado caça do mundo, precisa de construir a tal carreira notável. Basta ver que de abates,  temos um balão. :mrgreen:



Citar
Enviado por: JohnM

Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Noruega, Finlândia, Polónia, Chéquia, Alemanha, Suíça, Itália, Grécia, Turquia (quase), Holanda, Bélgica, Dinamarca, Israel, Japão, Austrália…. Deixei alguém de fora? Todos estúpidos… o pessoal aqui do FD é que sabe… boa!
O pessoal aqui do fd sabe que num certo ano estava o Guterres como PM, o que pagou o combustível do F16 foi a cortiça do campo de tiro de Alcochete. E também sabe que o upgrade dos F16, é a conta gotas porque não existe pilim. Ou seja, financeiramente quando um dos caças mais baratos de operar da actualidade tem de ser financiado por receitas que a FAP tem de arranjar, a lógica é ir comprar um caça mais caro  (mesmo que o F35 venha a ser o melhor caça do mundo) ? É de facto uma boa estratégia, sobretudo numa nação que economicamente nem ao nível dos turcos está, já para não falar da falta de uma cultura de defesa que leva a um investimento medíocre e de cêntimos nas F.A. (o que basicamente quer dizer que ou isto muda muito ou vão adquirir o F35 em kit da Revell ou Hasegawa, que é dos mais baratos, porque nenhum político vai dar o dinheiro necessário para adquirir 12 ou 14).  :mrgreen:



Saudações

P.S. Meus ricos F15EX e F16 V. O problema é que nem dinheiro para um nem para outro. Só se os meterem a apagar fogos.  :mrgreen:

 


« Última modificação: Novembro 24, 2023, 11:59:57 am por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Visitante123

  • Analista
  • ***
  • 894
  • Recebeu: 312 vez(es)
  • Enviou: 177 vez(es)
  • +31/-138
Re: Substituiçao dos F-16's
« Responder #4152 em: Novembro 24, 2023, 01:08:46 pm »
O F-22 também tem problemas de manutenção –– que, aliás, é mais onerosa que a do seu irmão mais novo -- e restrições operacionais em tempo de paz, como qualquer outro caça. Sim, a Fat Amy tem inúmeros problemas mas continua a ser o melhor e mais avançado caça actualmente em produção -- se excluirmos o F-15EX  :mrgreen:

O F-35 não é melhor caça que o F-22. Mas enquanto plataforma de ataque ao solo, fusão de sensores e outros é melhor. Mas se meteres um F35 contra um F22 ou uma parelha de cada não me parece que haja comparação.
 

*

wyldething

  • Membro
  • *
  • 153
  • Recebeu: 67 vez(es)
  • Enviou: 91 vez(es)
  • +8/-36
Re: Substituiçao dos F-16's
« Responder #4153 em: Novembro 24, 2023, 01:25:44 pm »
O F-22 também tem problemas de manutenção –– que, aliás, é mais onerosa que a do seu irmão mais novo -- e restrições operacionais em tempo de paz, como qualquer outro caça. Sim, a Fat Amy tem inúmeros problemas mas continua a ser o melhor e mais avançado caça actualmente em produção -- se excluirmos o F-15EX  :mrgreen:

O F-35 não é melhor caça que o F-22. Mas enquanto plataforma de ataque ao solo, fusão de sensores e outros é melhor. Mas se meteres um F35 contra um F22 ou uma parelha de cada não me parece que haja comparação.

O F-22 só é superior nas capacidades físicas de combate aéreo, que já pouco contam em contexto de 5ª Geração.
De resto o F-22 nem sequer capacete integrado tem, já para não falar nas limitações do computador de missão e transmissão e processamento de dados.
Apesar de serem ambos de 5ª geração, pode dizer-se que o F-35 já está meia geração à frente do F-22.
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 5304
  • Recebeu: 5190 vez(es)
  • Enviou: 3441 vez(es)
  • +10048/-2636
Re: Substituiçao dos F-16's
« Responder #4154 em: Novembro 24, 2023, 03:24:19 pm »
Apesar de serem ambos de 5ª geração, pode dizer-se que o F-35 já está meia geração à frente do F-22.

São caças distintos, com missões distintas. Mas sim, continua a ser incompreensível o desinvestimento da U.S. Air Force no F-22A, tanto ao nível de dotá-lo com armamento e sensores de última geração, como do escasso número de células construídas. E para superioridade aérea não há outro igual ao Raptor.

O ano passado um piloto neerlandês de F-35A contava-me que a Lockheed Martin havia falhado ao não incluir porões de armas para o AIM-9X, à semelhança do que acontece no F-22, o que significa que sempre que os montarem lá se vai a furtividade à vida. No entanto, logo a seguir ressalvou, e bem, que o F-35A não é um interceptor, mas antes uma plataforma multifuncional. Lá está, uma espécie de Bimby Aérea. :mrgreen: ;)

No nosso caso, que é aquilo que aqui interessa, deveríamos apostar no "Full Viper" em pelo menos 20 F-16M. Depois lá para o princípio da próxima década, após o ECU do F135, do Block IV estar ao serviço, de haver uma maior rede europeia de operadores, etc, aí sim é que se avançava para a aquisição de uma Esquadra de F-35A. Esperar até 2027 para se tomar uma decisão é a velha cantiga de empurrar o assunto com a barriga, e o cenário internacional não está para isso.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"(...) Que, havendo por verdade o que dizia,
DE NADA A FORTE GENTE SE TEMIA
"

Luís Vaz de Camões (Os Lusíadas, Canto I - Estrofe 97)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, JohnM