Notícias da Rússia

  • 204 Respostas
  • 41798 Visualizações
*

Duarte

  • Investigador
  • *****
  • 2340
  • Recebeu: 143 vez(es)
  • Enviou: 414 vez(es)
  • +527/-320
слава Україна!

“Putin’s failing Ukraine invasion proves Russia is no superpower"

The Only Good Fascist Is a Dead Fascist
 

*

embaixada

  • Perito
  • **
  • 486
  • Recebeu: 141 vez(es)
  • Enviou: 107 vez(es)
  • +31/-1574
Re: Notícias da Rússia
« Responder #166 em: Janeiro 24, 2023, 09:34:24 pm »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 19978
  • Recebeu: 2215 vez(es)
  • Enviou: 254 vez(es)
  • +929/-1464
Re: Notícias da Rússia
« Responder #167 em: Fevereiro 01, 2023, 11:50:58 am »
Fluxo de migrantes russos faz disparar preços das casas na Geórgia


 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4241
  • Recebeu: 2391 vez(es)
  • Enviou: 1384 vez(es)
  • +7220/-4336

*

embaixada

  • Perito
  • **
  • 486
  • Recebeu: 141 vez(es)
  • Enviou: 107 vez(es)
  • +31/-1574
Re: Notícias da Rússia
« Responder #169 em: Fevereiro 06, 2023, 12:05:14 am »
Russia's Economy Forecast to Outperform U.S. Within Two Years
https://www.newsweek.com/russias-economy-forecast-outperform-us-within-two-years-1777788
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 19897
  • Recebeu: 2846 vez(es)
  • Enviou: 2173 vez(es)
  • +1040/-3436
Re: Notícias da Rússia
« Responder #170 em: Fevereiro 08, 2023, 09:55:03 am »
Russia's Economy Forecast to Outperform U.S. Within Two Years
https://www.newsweek.com/russias-economy-forecast-outperform-us-within-two-years-1777788

Sim, faz todo o sentido que um país que está sobre sanções e em guerra, com a perda de centenas de milhares de cidadãos causadas pela fuga para outros países e pelas baixas da dita guerra, vá crescer mais que os EUA. Essa do crescer mais tem muito que se lhe diga.

Vamos ao números reais e não a um artigo da treta!

 :arrow: https://pt.knoema.com/tbocwag/gdp-forecast-by-country-statistics-from-imf-2022-2027
« Última modificação: Fevereiro 08, 2023, 09:56:51 am por Cabeça de Martelo »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 19897
  • Recebeu: 2846 vez(es)
  • Enviou: 2173 vez(es)
  • +1040/-3436
Re: Notícias da Rússia
« Responder #171 em: Fevereiro 08, 2023, 10:46:02 am »
Citação de: P44
Diminuição das receitas energéticas agrava défice orçamental russo

A queda das receitas de energia e o aumento das despesas levou o orçamento federal da Rússia a um défice de 1,76 triliões de rublos (cerca de 23 mil milhões de dólares) em Janeiro, disse o ministério das finanças russo na segunda-feira, citando dados preliminares.

As receitas do petróleo e gás foram 46,4% mais baixas em Janeiro do que no mesmo mês do ano passado, tendo as receitas orçamentais globais para o mês diminuído 35,1%. As despesas foram 58,7% mais elevadas em Janeiro de 2023.

Moscovo depende das receitas do petróleo e gás para financiar as suas despesas orçamentais. Assim, o país vê-se obrigado a começar a vender reservas internacionais para cobrir um défice agravado pelo custo do conflito da Ucrânia.

In público
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 19978
  • Recebeu: 2215 vez(es)
  • Enviou: 254 vez(es)
  • +929/-1464
Re: Notícias da Rússia
« Responder #172 em: Fevereiro 26, 2023, 08:11:51 pm »
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 19897
  • Recebeu: 2846 vez(es)
  • Enviou: 2173 vez(es)
  • +1040/-3436
Re: Notícias da Rússia
« Responder #173 em: Março 07, 2023, 05:41:27 pm »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 7292
  • Recebeu: 912 vez(es)
  • +4250/-830
Re: Notícias da Rússia
« Responder #174 em: Março 16, 2023, 08:54:46 am »


Chama-se Kristalina Georgieva, vem da Bulgária e é nossa conhecida desde que Antonio Guterres foi eleito secretário-geral das Nações Unidas. Foi a segunda escolha de Putin, depois de a também búlgara, Irina Bokova, ter sido bloqueada pelos americanos.
Discutia-se na altura quem substituiria o sul coreano Ban Ki-Moon, os americanos e os ingleses apoiavam a candidata da Nova Zelândia, Helen Clark. Ninguém se entendia e todos optaram pelo menor dos males, que foi António Guterres.




Agora, em 2023,  Kristalina que foi para o Banco Mundial e está agora no FMI, poderá estar na origem de uma das maiores manipulações de dados dos últimos anos, que ficou clara quando o Fundo Monetário Internacional divulgou estatísticas sobre a economia russa, prevendo que o país de Putin, conseguiria aguentar-se muito melhor que o previsto no ocidente.

Sabemos que no tempo de Estaline, Krutchev e Brejnev, as estatísticas russas eram completamente fraudulentas e que eram fornecidas a organismos internacionais, como forma de propaganda, tentando demonstrar as vantagens do sistema comunista.

De uma forma completamente infantil e “inocente” os organismos ocidentais aceitaram as estatísticas soviéticas sobre a economia, aceitando assim que de alguma forma o sistema económico centralizado tinha vantagens inerentes...

Depois da queda da URSS, o gigantesco balão de mentiras sobre a economia rebentou, e os dados reais acabaram por vir ao de cima. A economia soviética, era muito mais pequena e muito menos eficiente, que o que poderia ter sido sequer imaginado no ocidente.

A História repete-se

Com o reavivar da invasão da Ucrânia pela Russia em 2022, no entanto, um grande número de sanções foi levantada à Russia. Como os próprios russos disseram, as sanções eram como um ataque com armas atómicas.

Porém, contra todas as espectativas, a economia da Russia parece aguentar-se, mas em grande medida essa capacidade para resistir às sanções, não reside na capacidade dos russos para manter a economia a flutuar, ela reside acima de tudo na volta à tradição de manipular as estatísticas entregues aos organismos internacionais.

No inicio de 2023, a Russia já não divulga dados estatísticos fiáveis, e os que existem são estimativas baseadas nos anos anteriores, num organismo comandado por uma senhora que era conhecida por não querer antagonizar a Russia.

A dormir ao volante


O FMI, comandado por Georgieva, é acusado de estar a dormir ao volante, quando deveria estar a em cima dos acontecimentos. Os dados estatísticos do FMI, fornecidos pelo instituto russo de estatística o ROSSTAT, não tiveram nos últimos meses qualquer confirmação por uma fonte independente.
Ninguém verificou os dados, ninguém verificou as fontes, ninguém os cruzou com nada, absolutamente nada.

https://fortune.com/2023/03/06/imf-naively-parroted-putin-fake-statisticsand-botched-economic-forecast-russia-ukraine/

Segundo vários analistas, o FMI deveria reconhecer pelo menos, que não sabe o que se passa na economia russa. Em vez disso, o Fundo Monetário Internacional, limita-se a afirmar que existe um elevado grau de incerteza.

Enquanto o FMI afirma que a economia russa deverá ter um ligeiro crescimento, os poucos dados por setores que é possível conhecer e confirmar mostram que as companhias internacionais que abandonaram a Russia, representavam 40% do PIB do país, antes de Fevereiro de 2022.

A Russia perdeu praticamente o mercado de combustíveis da Europa, de onde vinha 60% a 75% dos seus lucros (atenção que lucros, não são vendas). Parte desses combustíveis foram vendidos à China e à India, mas chineses e indianos, aproveitaram-se para meter as mãos no pescoço de Putin, e apertar com força, para que o ditador finalmente aceitasse dar descontos gigantescos, que em alguns casos chegam a 50%
Com amigos como a China e a India, realmente Putin não precisa de inimigos.

Em todas as economias, a industria automóvel é um dos motores. Com as sanções os russos lançaram no mercado viaturas com modificações de emergência para manter a produção mesmo sob sanções.
Carros sem air-bag, eletronica modificada,  carros com carburador tradicional e sem ignição eletrónica... etc.
Esperava-se que a industria continuasse, mas o que se sabe é que a industria automóvel russa, sofreu uma queda abrupta.

A queda das vendas de viaturas ocidentais chega a 99% e as vendas de automóveis no total mostram uma queda de 58% a 63% dependendo das fontes, e isto depois de marcas chinesas como a Haval e a Geely terem visto as suas vendas aumentar.

O que se sabe, é que os dados divulgados pelos russos, quando contrastados trimestre a trimestre, apresentam falhas e contradições, que confirmam que, como no tempo da União Soviética - que Putin pretende reconstruir -  os velhos hábitos voltaram, também na manipulação das estatísticas ...

https://foreignpolicy.com/2023/03/13/russia-economy-sanctions-gdp-war-ukraine-disinformation-statistics/
É muito mais fácil enganar uma pessoa, que explicar-lhe que foi enganada ...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Daniel

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 19897
  • Recebeu: 2846 vez(es)
  • Enviou: 2173 vez(es)
  • +1040/-3436
Re: Notícias da Rússia
« Responder #175 em: Março 23, 2023, 04:07:57 pm »
Russian soldiers stop receiving salaries: complaints coming from all over Russia

The conscripts and contract soldiers in Russia are not paid promised salaries, allowances and social benefits.

Source: Vyorstka, a Russian news outlet

Details: According to the calculations of the news outlet, since the beginning of March 2023, the salaries of the servicemen have been delayed or not paid at all in 52 regions of Russia and in occupied Crimea.

Instead of the promised 195,000 roubles [approx. USD$2,530 - ed.] per month, their accounts receive much smaller amounts.

Judging by the stories of the Russian servicemen themselves and their relatives, frequent problems with payments began in January, but at the same time, individual cases of withholding and non-payment of salaries, allowances and social benefits have been reported at least since November 2022. It is noted that both conscripts and volunteer and contract soldiers face this problem.

Since the beginning of March, dozens of messages about the non-payment have been posted in groups devoted to payments to conscripts on the Russian social network VKontakte.

In the comments, the authors of the complaints are often told that the Ministry of Defence of the Russian Federation officially transfers salaries from the 10th to the 20th of each month and that delays may be related to the transfer of the serviceman himself to another unit. In these cases, some admit that they received payments later. Others publish payslips from the personal online accounts of servicemen on the website of the Ministry of Defence, in which there are zeros in place of payments.

According to Dmytro Loboyko, the Head of the Regional Studies Centre, people from the Russian hinterland associated "the hope of qualitatively changing their lives, but they had to face reality" with payment for participation in hostilities.

 :arrow: https://news.yahoo.com/russian-soldiers-stop-receiving-salaries-155345355.html
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 19897
  • Recebeu: 2846 vez(es)
  • Enviou: 2173 vez(es)
  • +1040/-3436
Re: Notícias da Rússia
« Responder #176 em: Março 30, 2023, 05:25:42 pm »
...

For the year 2022, in which Russia invaded Ukraine in the second month, the Central Bank lost 721.7 billion rubles (more than €8.58 billion), 27 times more than the year before, according to its annual report, which was earlier sent to the State Duma.
The Russian Central Bank, which was hit by sanctions, deprived of half of its reserves and cut off from transactions with global currencies, ended the year 2022 with a record loss in its history.

For the past 6 years, the loss of the Central Bank has reached 1.866 trillion rubles, an amount almost equal to two annual budgets of the entire higher education system.

The euro exchange rate on the Moscow Exchange exceeded 84 rubles for the first time since April 20, 2022. Today, March 30 the euro rose by 0.24 per cent to 84.005 rubles.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 19978
  • Recebeu: 2215 vez(es)
  • Enviou: 254 vez(es)
  • +929/-1464
Re: Notícias da Rússia
« Responder #177 em: Março 30, 2023, 05:30:10 pm »
Bancários condenados por ajudarem Putin a lavar dinheiro


 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4241
  • Recebeu: 2391 vez(es)
  • Enviou: 1384 vez(es)
  • +7220/-4336
Re: Notícias da Rússia
« Responder #178 em: Maio 11, 2023, 10:37:33 am »
Rússia supera em quatro meses défice orçamental previsto para todo o ano

O Ministério das Finanças russo explica que a queda "está associada a uma base de comparação elevada no ano passado, a uma diminuição dos preços do petróleo dos Urais e a uma diminuição das exportações de gás natural".



O défice orçamental da Rússia atingiu 3,4 biliões de rublos (40,9 mil milhões de euros) nos primeiros quatro meses do ano, superando a previsão para 2023, sobretudo devido à queda nas receitas de petróleo e gás.

De acordo com dados divulgados esta quinta-feira pelo Ministério das Finanças russo, as receitas totalizaram 7,8 biliões de rublos (93,1 mil milhões de euros) entre janeiro e abril, menos 22,4% do que no mesmo período de 2022.

Em contraste, as despesas aumentaram em 26,3% nos primeiros quatro meses do ano, atingido 11,2 biliões de rublos (134,1 mil milhões de euros), disse o ministério chefiado por Anton Siluanov.

O orçamento foi afetado por uma queda de 52,3% em termos anuais, para 2,3 biliões de rublos (27.309 milhões de euros), nas receitas tributárias sob o petróleo e gás russos, alvo de sanções internacionais devido à invasão da Ucrânia.

O Ministério das Finanças explicou em comunicado que a queda "está associada a uma base de comparação elevada no ano passado, a uma diminuição dos preços do petróleo dos Urais e a uma diminuição das exportações de gás natural".

O Governo russo sustenta, no entanto, que "a dinâmica mensal das receitas de petróleo e gás está gradualmente a entrar numa trajetória estável correspondente ao nível base": oito biliões de rublos (95,7 mil milhões de euros) por ano.

No orçamento russo para 2023, o défice que o Estado previa foi fixado em 2,9 biliões de rublos (35 mil milhões de euros), ou seja, 2% do Produto Interno Bruto (PIB).

Na semana passada, Anton Siluanov afirmou que ainda não pretende alterar os pontos de referência para a execução do orçamento em 2023, embora não tenha descartado desvios para melhor ou pior.

"Até agora, esses pontos de referência não mudaram, mas dizer que [o défice] será exatamente 2% [do PIB] é dar estimativas incorretas. Pode haver desvios numa direção ou noutra. Vamos ver o que acontece com as receitas do petróleo e gás", disse o ministro.

https://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/defice-orcamental-da-russia-supera-em-quatro-meses-previsao-para-todo-o-ano?ref=DET_Recomendadas_pb

Para quem acredita que as sanções não resultam..... as receitas declaradas pelos próprios russos, de gás e petróleo, afundaram 52%!
A economia russa está a ter resultados brilhantes em 2023, receitas do Estado caiem 22% e despesas disparam 26%.

Engraçado que não referem nada da operação especial para justificar os números! Serão as alterações climáticas a afectar a economia russa! Ou a Covid19!  :mrgreen:
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 19978
  • Recebeu: 2215 vez(es)
  • Enviou: 254 vez(es)
  • +929/-1464
Re: Notícias da Rússia
« Responder #179 em: Maio 23, 2023, 03:50:50 pm »
A dificuldade de aplicar sanções aos diamantes russos